Editora 2B

As 07 disciplinas que os candidatos mais erram no Exame de Suficiência do CFC

06/02/2019
As 07 disciplinas que os candidatos mais erram no Exame de Suficiência do CFC

 

Mais uma edição do Exame de Suficiência do CFC está se aproximando. Há um consenso de que muitos estudantes ficam sempre com dúvida em quais disciplinas devem focar mais os seus estudos para conseguir ter um melhor aproveitamento durante a prova e, assim, conseguir acertar pelo menos 50% das questões e, finalmente, conseguir obter a tão sonhada aprovação no Exame de Suficiência do CFC.

Pensando nisso, avaliamos as edições anteriores do exame de suficiência do CFC, disciplina por disciplina, e destacamos as 7 (sete) disciplinas que os candidatos mais erraram a fim de que você possa dar um foco nessas matérias e ficar mais preparado para obter o melhor resultado na próxima edição do Exame de Suficiência do CFC. Confira a relação abaixo:


1. Princípios e Normas

Ao longo das edições já ocorridas do Exame de Suficiência do CFC, 60,31% das questões de Princípios e Normas foram erradas pelos candidatos. A disciplina, que geralmente é cobrada em 3 ou 4 questões por exame (16% do que você precisa para obter a aprovação), aborda muito temas relacionados aos Pronunciamentos Contábeis, os CPC’s. É preciso estar sempre atento às alterações que os Pronunciamentos Contábeis sofrem, uma vez que as mesmas podem ser cobradas na sua prova. Um exemplo prático dessas alterações refere-se aos Pronunciamentos Contábeis que tratavam de Receita até 31 de dezembro de 2017. A partir de 01 de janeiro de 2018, os pronunciamentos CPC 17 – Contratos de Construção e CPC 30 – Receita foram revogados. No lugar desses pronunciamentos, entrou em vigor o CPC 47 – Receita de Contrato com Cliente. Junto com a entrada desse novo CPC e com a revogação dos outros dois vem todas as alterações que o novo pronunciamento estabeleceu no reconhecimento e mensuração das receitas em uma entidade. Assim, caso alguma mudança relacionada ao tema seja cobrada no próximo Exame de Suficiência do CFC, você precisa estar ciente para não responder levando em consideração abordagens que não são mais aceitas atualmente. É importante ressaltar que todas as legislações, normas e resoluções que estiverem vigentes até noventa dias antes da data de realização da prova poderão ser requeridas no Exame. As alterações que ocorrerem dentro dos noventa dias antecedentes à realização da prova deverão ser desconsiderados tanto para a elaboração das questões quanto para a sua correção.



2. Contabilidade de Custos

Talvez essa fosse a disciplina que todos esperavam que poderia estar em 1º lugar no ranking das que mais erros foram cometidos ao longo das edições do Exame de Suficiência do CFC. E quase ficou em primeiro lugar mesmo. Afinal, 59,26% das questões da tão temida Contabilidade de Custos foram erradas nas provas do exame. Assim como a disciplina de Princípios e Normas, Contabilidade de Custos aparece em 3 ou 4 questões do Exame de Suficiência do CFC por edição. As questões são, em sua grande maioria, práticas (ou seja, é preciso fazer cálculo para encontrar a resposta), mas exige-se também um conhecimento acerca de métodos de custeio e de conceitos que envolvem a Contabilidade de Custos (custo de transformação, custo de produto acabado, entre outros). Observando as questões de exames anteriores relacionadas ao tema, percebemos que não são questões de difícil resolução. A abordagem ao longo das edições é bastante parecida. Estudar os principais temas relacionados à Contabilidade de Custos e resolvendo questões sobre o tema podem fazer uma grande diferença no seu desempenho e podem, sim, ser decisivo para a sua aprovação.



3. Contabilidade Geral

Contabilidade Geral é a disciplina mais cobrada no Exame de Suficiência do CFC em todas as edições (nas últimas edições, essa disciplina era cobrada em 20 questões da prova, em média, o que representa 80% do que você precisa acertar para obter a aprovação no exame). Fazer uma boa prova de Contabilidade Geral no Exame de Suficiência faz toda a diferença e é quase a garantia de ser aprovado no CFC. 59,18% das questões da disciplina, entretanto, não foram resolvidas corretamente pelos candidatos.

O tema é o mais cobrado no exame justamente por ser a base do conhecimento contábil. Qualquer outra análise que precise ser feita provém do entendimento das temáticas básicas (e não tão básicas assim) de Contabilidade. Ter um bom desempenho nas 20 questões que abrangem esse tema é indicativo de um bom aproveitamento das disciplinas de Contabilidade Introdutória, Intermediária e Avançada.

As questões de Contabilidade Geral versam sobre tudo que foi estudado durante os primeiros anos da graduação de Ciências Contábeis (conhecimento de débito e crédito, consolidação, natureza e classificação das contas, contabilização dos eventos contábeis, operações com mercadorias, formação do resultado do exercício, entre outros).



4. Contabilidade Gerencial

Apesar de ser cobrada em menor proporção (apresenta, em média, duas questões por Exame), Contabilidade Gerencial é a quarta disciplina que apresenta mais erros nas questões do Exame de Suficiência do CFC (58,79%). Disciplina intimamente relacionada com Contabilidade de Custos, as questões abordadas tratam de temas como margem de contribuição, margem de segurança e ponto de equilíbrio.

Apesar de serem mais complexas do que as questões de Contabilidade de Custos, é possível resolver (e acertar) as questões de Contabilidade Gerencial no Exame de Suficiência do CFC. Para isso, é preciso ter o entendimento do que é cada um dos conceitos apresentados e solicitados. Não se trata de decorar fórmulas, mas entender o objetivo de cada um dos conceitos a fim de que o que foi solicitado seja de fácil entendimento e interpretação. Uma técnica que pode auxiliar no aprendizado dessa matéria é a resolução diária de questões relacionadas ao tema, afinal, é sempre muito importante aliar a teoria à prática.



5. Matemática Financeira e Estatística

Matemática Financeira e Estatística, disciplinas que aparecem, em média, em 02 questões do Exame de Suficiência do CFC, também aparecem na lista com maior representatividade de erros ao longo das edições do Exame. Isso quer dizer que aproximadamente 58,32% (cinquenta e oito vírgula trinta e dois por cento) dos alunos de contabilidade que fazem a prova do CFC costumam errar. As questões tratam sobre taxas de juros, operações financeiras, valor presente, valor futuro, média e mediana. Vale lembrar que o Exame de Suficiência permite a utilização de calculadora durante a prova, desde que não seja calculadora existente em aparelho celular ou similares. Levar a calculadora (e saber utilizá-la para resolver as questões da forma mais eficiente possível) faz toda a diferença para um melhor aproveitamento das questões envolvendo essas temáticas. Além disso, faz com que você economize um tempo absurdo, deixando um maior tempo livre para a resolução de questões de outras temáticas que envolvem maior concentração, disciplina e dedicação.

 

6. Contabilidade Aplicada ao Setor Público

Contabilidade Aplicada ao Setor Público é outra disciplina geralmente muito temida pelos estudantes de Contabilidade. Por apresentar conceitos e formas de contabilização bastante diferentes da Contabilidade Societária, acaba confundindo a cabeça dos contadores e, por essa questão, está entre uma das disciplinas que os candidatos mais erram no Exame de Suficiência do CFC (57,42%). A disciplina é cobrada, em média, em 03 questões por prova. Vale ressaltar que a Contabilidade Aplicada ao Setor Público sofreu diversas alterações ao longo dos últimos anos e essas alterações já podem ser cobradas no Exame de Suficiência.

 

7. Teoria da Contabilidade

Em último lugar em nosso ranking, mas não menos importante, encontra-se a disciplina Teoria da Contabilidade. 56,41% das questões da disciplina não são acertadas pelos candidatos no Exame de Suficiência do CFC. A disciplina aparece em 03 questões por exame e aborda temas relacionados aos princípios contábeis, mensuração de ativos, mensuração de passivos e características da informação contábil.

 

Percentual de erros das demais disciplinas no Exame de Suficiência do CFC

Além das disciplinas expostas no ranking acima, destacamos também o percentual de erros das demais disciplinas cobradas no Exame de Suficiência do CFC:

 

>>> Noções de Direito

As matérias que envolvem a disciplina Noções de Direito no Exame de Suficiência do CFC envolvem Legislação Tributária e Legislação Trabalhista. Presente, em média, em três das cinquenta questões que compõem a prova, essa disciplina apresenta um percentual de erro de 55,58%. Apesar de serem conceitos iniciais sobre as matérias jurídicas, o nível de erros é alto. A matéria de Legislação Trabalhista aborda, quase que exclusivamente, conceitos e regras da CLT, a Consolidação das Leis do Trabalho. Já a matéria de Legislação Trabalhista baseia-se fortemente no CTN, o Código Tributário Nacional.

 

>>> Auditoria Contábil

O índice de erro nas questões de Auditoria Contábil no Exame de Suficiência do CFC é de 49%. O número médio de questões envolvendo essa disciplina é de três questões por prova. Analisando as edições anteriores do Exame, percebemos que as principais temáticas relacionadas a essa disciplina envolvem temas como Objetivo Geral do Auditor Independente, Responsabilidade do Auditor em relação à fraude no contexto de Auditoria das Demonstrações Contábeis, Planejamento e Documentação da Auditoria, Amostragem em Auditoria, Relatórios de Auditoria e Auditoria Interna.

 

>>> Língua Portuguesa

A disciplina que muitos candidatos desprezam durante os estudos para o exame apresenta um percentual de 48,34% de erros cometidos nas questões. É preciso dar o foco adequado à resolução das questões de Língua Portuguesa no Exame de Suficiência do CFC até mesmo pelo fato de elas representarem, em média, 8% do que você precisa para obter a sua aprovação. As duas questões de Língua Portuguesa geralmente são divididas da seguinte forma: 01 questão abordando interpretação de texto e 01 questão abordando temas gramaticais relacionados ao texto.

 

>>> Ética e Legislação Profissional

A disciplina Ética e Legislação Profissional, presente geralmente em três das cinquenta questões do Exame de Suficiência do CFC, apresenta um percentual de erro de 45,68%. As questões são baseadas no Código de Ética da profissão. A leitura do Código de Ética Profissional do Contador, aprovado pela Resolução CFC nº 803/96, juntamente com a resolução de questões sobre o tema de exames anteriores são requisitos fundamentais para um melhor aproveitamento dessa disciplina. A resolução CFC nº 803/96 é facilmente encontrada no site do Conselho Federal de Contabilidade e apresenta apenas onze páginas. Trata-se de uma leitura simples e rápida que vai fazer uma grande diferença no seu resultado.

 

>>> Perícia Contábil

Perícia Contábil é uma das disciplinas menos cobradas no Exame de Suficiência do CFC (a sua incidência média é de duas questões por prova). Ainda assim, apresenta um percentual de erro de 41,79%. Apesar de já ter sido abordado o lado prático da Perícia Contábil, envolvendo cálculos de ajustes de contas após avaliações de peritos, as questões são, em sua grande maioria, teóricas e baseadas na NBC TP 01 – Perícia Contábil. Assim como o Código de Ética Profissional do Contador, a NBC TP 01 – Perícia Contábil também pode ser encontrada no site do Conselho Federal de Contabilidade. Com 28 páginas, a combinação da sua leitura com a resolução de questões de Perícia Contábil de exames anteriores com certeza será um diferencial durante a resolução da prova do Exame de Suficiência do CFC.

 

Como é possível perceber, todas as disciplinas cobradas no Exame de Suficiência do CFC apresentam um percentual de erro superior a 40%. Isso demonstra não só o nível de cobrança exigido no Exame, como também a necessidade de uma maior preparação para a realização da prova. Não adianta apenas resolver as questões da última prova realizada. É preciso estudar a parte teórica, resolver questões sobre cada um dos temas, identificar as suas potencialidades para mantê-las (ou até melhorá-las) e trabalhar incessantemente nas suas fraquezas, a fim de superá-las. Trace uma rotina de estudos baseada no tempo que você tem disponível para tal. Veja o que você precisa melhorar em cada uma das disciplinas. Resolva questões. Após algum tempo, volte às questões que você não acertou e tente resolvê-las novamente, sempre observando o que fez com que o seu desempenho não fosse excelente na primeira tentativa. Só assim a prova deixará de ser um bicho de sete cabeças. É preciso foco, disciplina e bastante estudo.

 

Alterações na distribuição das questões do Exame de Suficiência do CFC

A partir da 1ª Edição de 2016 do Exame de Suficiência do CFC, o Conselho Federal de Contabilidade realizou mudanças na distribuição das questões da prova. Houve um aumento no número de questões da disciplina de Contabilidade Geral (eram 15 questões, em média, sobre o tema e passaram a ser 21), redução no número de questões de Contabilidade de Custos (anteriormente, seis questões versavam sobre o tema. Após essa alteração, Contabilidade de Custos passou a ser cobrada em apenas três questões da prova), redução na quantidade de questões de Língua Portuguesa (a disciplina era cobrada em três questões da prova e passou a ser cobrada em apenas duas questões), e redução também na disciplina de Ética e Legislação Profissional que, assim como Língua Portuguesa, era cobrada em três questões e passou a ter apenas duas questões em cada uma das edições do Exame.

 

Histórico de Aprovação no Exame de Suficiência do CFC

O histórico de aprovação ao longo das edições do Exame de Suficiência do CFC não é dos melhores. No melhor resultado até hoje, um pouco mais da metade dos candidatos conseguiram acertar no mínimo 25 questões da prova. Trata-se da 2ª edição de 2011 (segunda edição do Exame), onde o percentual de aprovação foi de 58,29%.

O pior índice de aprovação ocorreu na segunda edição de 2015 do Exame de Suficiência, onde apenas 14,68% dos candidatos que realizaram a prova conseguiram acertar pelo menos 25 das 50 questões da prova. Nessa edição, à exceção das disciplinas de Ética e Legislação Profissional e Auditoria Contábil, que apresentaram percentuais de erros de questões de 39,7% e 42%, respectivamente, todas as outras disciplinas apresentaram percentuais de erros de questões superiores a 51%. Para se ter ideia, 83,28% das questões de Matemática Financeira e Estatística não foram acertadas na 2ª edição de 2015. Contabilidade Gerencial apresentou um percentual de erro de 73,06%, seguida por Teoria da Contabilidade (70,45%), Contabilidade Geral (66%), Língua Portuguesa (65,36%), Contabilidade de Custos (64,32%) e Perícia Contábil (61,21%).

Apesar dos números não serem reconfortantes, isso não é motivo para desanimar, mas sim para entender a importância de estudar e se preparar. A necessidade de obter a aprovação no Exame de Suficiência do CFC é indiscutível. Faz-se necessário para atuar regularmente na profissão, principalmente se o seu objetivo for ter o seu escritório ou ser o contador responsável pelas demonstrações financeiras de alguma entidade. Se o seu objetivo for prestar concurso público na área, a aprovação no Exame de Suficiência também se faz necessária. Todos os concursos para Contador exigem o certificado de conclusão de curso de nível superior em Ciências Contábeis juntamente com o registro no Conselho Regional de Contabilidade. Sendo assim, a nossa única alternativa é garantir a aprovação.

 

A importância de se preparar para o Exame de Suficiência do CFC

Obter a aprovação no Exame de Suficiência do CFC pode parecer, mas não é simples. A prova engloba todos os conteúdos vistos ao longo de quatro ou cinco anos de faculdade distribuídos em 50 questões. E você tem apenas 4 horas para lembrar de todos esses assuntos e resolver questões que muitas vezes vêm acompanhadas de textos ou exigem o desenvolvimento de cálculos um tanto quanto complexos.

Estar preparado para resolver a prova do Exame de Suficiência do CFC é muito importante e faz toda a diferença no caminho rumo à aprovação. Entender os conceitos é essencial. Assista aulas, veja análises das provas anteriores, direcione a sua preparação!


Comece já a se preparar para o Exame de Suficiência do CFC (clique aqui)!