Editora 2B

Editora 2B
Noticia

Noticia

Tema:
15 12

PEDAGOGO, e se a Prova fosse hoje? Confira a resposta! [14]

Pedagoga Concurseira


(PEDAGOGO – IFBA – 2014 – FUNRIO)


Avaliar não é medir. A avaliação envolve um processo maior do que lançar notas, quantificar erros e acertos.
A concepção de ensino e aprendizagem que compreende o conhecimento como algo quantificável, compreende a avaliação como um processo:

A) formativo.
B) qualitativo.
C) investigativo.
D) diagnóstico.
E) classificatório.
  • Grau de dificuldade: Baixo
ALTERNATIVA A – Incorreta – O processo formativo não se preocupa com a mensuração e com a quantificação. A avaliação formativa visa garantir a busca por estratégias de melhorias do processo de ensino e aprendizagem.

ALTERNATIVA B – Incorreta – O processo qualitativo ganha ascensão quando, a partir dos resultados obtidos, da verificação e quantificação dos erros e acertos, o professor busca soluções para garantir o alcance dos objetivos que ainda não foram atingidos, retomando os conteúdos, planejando novas estratégias, buscando construir novos vínculos dos alunos com determinado saber.

ALTERNATIVA C – Incorreta – A avaliação como medida tem fim nela mesmo, não deseja investigar o que o aluno aprendeu ou não aprendeu, apenas classificar através de uma dada média.

ALTERNATIVA D – Incorreta – A avaliação diagnóstica objetiva traçar um perfil inicial do aluno, o que concede maior subsídio para a intervenção do professor no processo de ensino-aprendizagem, que poderá melhor adequar as suas estratégias em favor das necessidades do aluno.

ALTERNATIVA E – Correta – O processo avaliativo classificatório exclui o diagnóstico, a investigação, a subjetividade e o próprio processo de ensino e aprendizagem, pois está pautado na quantificação e tem fim nele mesmo, apenas classifica e exclui.

E aí, acertou? Essa e outras 299 questões você encontra no livro 300 questões comentadas de Provas e Concursos em Pedagogia:

                

Encontre informações sobre concursos: Pedagoga Concurseira.