Quer ser trainee? Veja o que trainees amam e odeiam nos programas de grandes empresas

23/03/2016




Para os trainees das empresas brasileiras, o salário não é o principal atrativo. Um bom ambiente de trabalho, ascensão na carreira e oportunidade de aprendizado são os três aspectos mais elogiados pelos jovens profissionais nos programas das grandes empresas.

Essa realidade é apontada por um levantamento da Love Mondays. A pesquisa cruzou as informações das principais razões de satisfação e insatisfação apontadas pelos jovens que participam ou já participaram de programas de trainee. “O nosso objetivo é dar ao jovem profissional uma visão completa do que ele pode esperar na empresa em que pretende iniciar sua carreira”, explica Luciana Caletti, CEO da Love Mondays.

O bom ambiente de trabalho foi o ponto que mais trouxe satisfação aos trainees. A explicação está na influência da boa convivência com outras pessoas da empresa no processo produtivo e no comportamento desses jovens. “O jovem profissional é muito influenciado pelo ambiente onde inicia sua carreira. Assim, trabalhar em um ambiente onde ele se sinta confortável e tenha boas relações com os colegas pode fazer uma diferença significativa na sua produtividade e desenvolvimento profissional”, comenta a CEO.

Na sequência, a possibilidade de progressão na carreira e as oportunidades de aprendizado aparecem como os fatores que mais trazem satisfação aos participantes de programas de trainee. “Muitas empresas consideram os trainees seus futuros líderes e, portanto, investem na criação de oportunidades de aprendizado e progressão na carreira após o término do programa. Estas promessas de aprendizado acelerado e ascensão profissional são itens extremamente atrativas aos profissionais que buscam tais programas”, diz Caletti.

Os 3 fatores mais elogiados pelos trainees sobre as empresas onde trabalham:

  1. Bons ambiente de trabalho
  2. Progressão na carreira
  3. Aprendizado

Por outro lado, quando analisamos os depoimentos dos trainees que estão neutros ou insatisfeitos com o programa do qual participam, vemos que o ponto que mais causa insatisfação é o baixo salário.

O trainee, apesar de ser visto pela empresa como um profissional de alto potencial, ocupa um cargo de entrada, então é natural que o salário às vezes decepcione os jovens ambiciosos que se candidatam aos programas. “Os programas de trainee variam muito conforme a área de atuação profissional e o segmento da empresa, então antes de criar muita expectativa é importante pesquisar sobre o salário e o pacote de benefícios que a empresa oferece aos participantes do programa”, afirma Caletti.

A falta de um plano de carreira estruturado e de reconhecimento profissional são os outros dois fatores que mais geram insatisfação nos trainees. “Muitas vezes o programa de trainees é vendido ao jovem como uma possibilidade de ele se tornar um futuro líder na empresa. Neste caso, é importante que, ao término do programa, a empresa apresente um plano de carreira atraente ao profissional. Caso contrário, ela corre o risco de que este profissional acabe buscando oportunidades de crescimento no mercado”, comenta Caletti.

Os 3 fatores mais criticados pelos trainees nas empresas onde trabalham:

  1. Salário baixo
  2. Falta de plano de carreira estruturado
  3. Falta de reconhecimento
Fonte: Love Mondays
#

Notícias mais lidas

As 7 matérias que mais caem nos concursos de Serviço Social

Editora 2B se prepara para lançar mais um livro de Serviço Social para Concursos

Desafio da Pedagoga