Antes de falarmos sobre o salário da área de pedagogia em prefeituras, vamos saber tudo sobre os salários da área de Pedagogia em geral?

Vamos abordar alguns temas como: Piso Salarial, salário médio de um Pedagogo, crescimento do salário médio de um pedagogo, maiores salários na área de Pedagogia, salários por gênero na área de Pedagogia, e vamos fazer uma análise dos concursos em Prefeituras na área de Pedagogia relacionando concursos e salários.

Piso salarial

Em um momento de crise como a que o Brasil atravessa atualmente, o piso salarial 2018, ou seja, o mínimo que deve ser pago a uma determinada categoria, se torna mais importante do que nunca. Ele é de fundamental importância para qualificar e remunerar corretamente o serviço realizado por milhares de profissionais, os quais dependem desse dinheiro para viver. É uma garantia dos profissionais de uma categoria, mesmo que por convenções e outras particularidades estas garantias ainda não sejam totalmente regulares.

É natural que as empresas busquem formas de cortar custos em momentos de turbulência econômica, mas, não é pagando abaixo do piso salarial que elas irão crescer, pois, com funcionários insatisfeitos, o rendimento e a produtividade de uma determinada companhia acaba caindo e com isso, fica mais difícil dela manter uma competitividade adequada no mercado de trabalho.

Um piso salarial é o menor valor que pode ser pago a um trabalhador dentro de uma certa categoria. Ele se diferencia do salário mínimo, pois, parte-se do pressuposto, que ele seja maior do que esse valor estabelecido pelo Governo, do quanto é o mínimo que os trabalhadores devem receber.

O MEC anunciou piso salarial dos professores com aumento de 6,81%, índice acima da inflação O ministro da Educação, Mendonça Filho, assinou na quinta-feira, 28/12/2017, portaria com aumento de 6,81% para o piso salarial dos professores para 2018. O percentual anunciado pelo Ministério da Educação está 4,01% acima da inflação prevista para este ano, que é de 2,8%, de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA), divulgado na última semana pelo Banco Central (BC). Com isso, o piso nacional do magistério tem um ganho real de 3,90% e um salário para professores de R$ 2.455,35, para jornada de 40 horas semanais.

“Este é o segundo ano consecutivo em que o piso salarial de professor é reajustado com valor real acima da inflação, o que é muito bom para os professores”, afirmou Mendonça Filho. Nos últimos dois anos, os professores tiveram um ganho real de 5,22%, o que corresponde a R$ 124,96.

O reajuste anunciado segue os termos do art. 5º da Lei nº 11.738, de 16 de julho de 2008, que estabelece a atualização anual do piso nacional do magistério, sempre a partir de janeiro. “Isso é importante, pois estamos cumprindo a lei que determina esse reajuste”, destacou o ministro.

O MEC realizou uma reunião com os membros do Fórum Permanente de Acompanhamento da Atualização Progressiva do Valor do Piso Salarial para Profissionais do Magistério Público da Educação Básica. Na ocasião, foi aberto diálogo com representantes da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) – que representam os estados – e pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).

Critério – O critério adotado para o reajuste, desde 2009, tem como referência o índice de crescimento do valor mínimo por aluno ao ano do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), que toma como base o último valor mínimo nacional por aluno (vigente no exercício que finda) em relação ao penúltimo exercício. No caso do reajuste deste ano, é considerado o crescimento do valor mínimo do Fundeb de 2016 em relação a 2015.
 

O valor do piso salarial de Pedagogo pode ser significativamente afetado por contratações de profissionais em locais que não haja sindicatos regionais para negociações salariais com sindicatos patronais.
 

O Maranhão tem o maior piso salarial para professor no país. 

 

 

Quanto ganha um(a) Pedagogo?

Um(a) Pedagogo tem um salário de em média R$ 2.472,89 por mês no mercado de trabalho brasileiro, para uma jornada de trabalho de cerca de 38 horas semanais segundo dados oficiais do Ministério do Trabalho.

Para sabermos exatamente quanto ganha um profissional no cargo de Pedagogo calculamos a média salarial de profissionais que tenham sido contratados formalmente nos últimos 8 meses com carteira assinada.
Se fizermos uma comparação, um estudo mostrou que a média salárial de um brasileiro é de R$ 2.470,00. Deste modo observamos que a média salárial de um Pedagogo está muito próxima da média salarial do Brasileiro.
Em um País com uma desigualdade acentuada, temos muitas pessoas recebendo um salário menor que o mínimo, e uma pequena parcela da população, apenas 1% que recebem salários de em média R$ 27.000,00.

 

Crescimento do salário médio na área de Pedagogia

O salário de um Pedagogo variou entre R$ 2495,15 no mês de julho de 2017 e de R$ 2610,20 no mês de fevereiro de 2018.

A partir disso nota-se uma evolução de R$ 115,05 no salário médio do pedagogo em um período menor que 1 ano. Isso representa um acréscimo médio no salário de um pedagogo de aproximadamente 4% quando calculamos a diferença entre os salários e aplicamos a porcentagem.

 

Como é feito o cálculo da pesquisa salarial?

Somente é incorporado ao cálculo, Pedagogo admitidos no período da pesquisa salarial e no qual seu salário bruto mensal não seja inferior ao salário mínimo vigente (exceto para aprendizes).

Todos os salários de Pedagogo da amostragem, foram extraídos de dados oficiais do CAGED - Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho e refletem fielmente o atual estágio salarial que se encontra o cargo de Pedagogo no mercado de trabalho brasileiro.
 

A metodologia de cálculo de salários mostrados aqui não contempla valores adicionais à remuneração de um(a) Pedagogo como bônus, horas extras, participação nos lucros da empresa, periculosidade, insalubridade ou quaisquer outros adicionais salariais. Somente o salário bruto mensal registrado em carteira oficialmente é considerado..
 

Todos os dados de salários aqui mostrados são oficiais e serão muito úteis para planejamento de carreira, análise do mercado de trabalho, levantamento salarial, planos de cargos e salários, planilhas para políticas salariais de empresas, trabalhos acadêmicos, departamentos de recursos humanos ou análises estratégicas empresariais. O foco desse levantamento é obter um raio x mais recente possível do mercado de trabalho para todas as profissões conhecidas e regulamentadas pelo Ministério do Trabalho.

 

Comparação entre números de contratados na área de Pedagogia:

Total de contratações de Pedagogo mês a mês pelo mercado de trabalho.

Foram contratados 214 pedagogos no mês de julho de 2017, havendo uma evolução no número de contratados no mês de fevereiro de 2018 que foi de 607 pedagogos.

 

Maior salário observado para o cargo:

O maior salário observado para o cargo de professor no Brasil é do Estado do Maranhão. O piso salárial para uma carga horária de 40 horas semanais é de R$ 5.750,00.

Na área de Pedagogia esse é o maior salário do Brasil. Os docentes que possuem carga horário de 40 horas recebem este salário. Ainda que para o Estado do Maranhão isso corresponda a um incremento de 115 milhões de reais na folha de pagamento, o aumento foi realizado, visto que com certeza é uma das profissões mais importantes na nossa sociedade.

Desde 2015, os professores do Maranhão tiveram reajuste salarial de 30,35%, acima da inflação do período medida pelo IPCA (índice oficial), de 21,46%, elevaram o poder de compra diante da categoria.

Enquanto o Maranhão tem o piso mais alto do Brasil, outros Estados ainda sentem que a o salário de professores precisa de muita melhoria.

 

Salário mensal para aprendiz na área de pedagogia e função de pedagogo:

O salário médio para Aprendiz de Pedagogia é de R$ 953/mensal. O salário pode variar de R$ 515 a R$ 2.188. Esta estimativa salarial tem base em 18 salário(s) postados por funcionário(s) no Love Mondays para este cargo.

O salário é equivalente ao de outras áreas de profissão. O que torna o salário competitivo no mercado.
 

Média salarial na área de pedagogia para portadores de necessidades especiais:


A média salarial de Pedagogo portador de necessidades especiais em todo o Brasil é R$ 2.377,17 (o salário médio aqui mostrado não difere o tipo de deficiência do trabalhador, podendo ela ser permanente ou mesmo um trabalhador readaptado).

 

Salário por gênero na área de Pedagogia:

  • Mulheres: R$ 2.368,82;

  • Homens: R$ 3.290,31;

Quando pensa sobre os seus anos de ensino fundamental, de quantos professores homens você recorda? É bem provável que você não tenha tido nenhum professor do sexo masculino no ensino infantil nem nos anos iniciais do fundamental. É mais comum encontrá-los nas séries mais avançadas, em que já existe mais de um professor para cada disciplina. Segundo dados do Censo da Educação 2012, do total de 2 milhões de docentes da educação básica brasileira, 411 mil deles são homens, e 1,6 milhão, mulheres – ou seja, para cada 4 mulheres, há um professor do sexo masculino. Na educação infantil, exercem a função 429,8 mil mulheres e apenas 13,5 mil homens.

Apesar de ser uma profissão desempenhada predominantemente por mulheres, os docentes homens ganham mais em todas as etapas da educação. No Censo de 2010, os professores homens de universidades recebiam, em média, R$ 5.403,81, e as mulheres, R$ 3.873,18. No ensino pré-escolar e fundamental, as professoras informaram receber R$ 1.258,67, e os professores, R$ 1.685,55. No ensino médio, docentes do sexo masculino recebiam R$ 2.088,56, e do feminino, R$ 1.822,66.

Notamos uma desigualdade salarial acentuada entre os sexos, o que podemos analisar é que a média salarial de homens na área de pedagogia é maior que a média salarial de mulheres na área de pedagogia.

 

Salário médio por faixa etária na área de Pedagogia:

  • Profissional de Pedagogia com idade até 20 anos: R$ 1.345,53.

  • Profissional de Pedagogia com idade entre 21 e 30 anos: R$ 2.077,50.

  • Profissional de Pedagogia com idade entre 31 e 40 anos: R$ 2.534,66.

  • Profissional de Pedagogia com idade entre 41 e 50 anos: R$ 2.910,16.

  • Profissional de Pedagogia com idade acima 50 anos: R$ 3.223,60.

 

Indices de classificação do porte da empresa:

MEI: permitido no máximo 1 funcionário;
Micro: comércio e serviços até 9, indústria até 19 funcionários;
Pequena: comércio e serviços de 10 a 49, indústria de 20 a 99 funcionários;
Média: comércio e serviços de 50 a 99, indústria de 100 a 499 funcionários;
Grande: comércio e serviços mais de 100, indústria mais de 500 empregados.

 

Salários na área de Pedagogia:

  • Até 4 funcionários: R$ 2.029,95.

  • De 5 a 9 funcionários: R$ 1.928,91.

  • De 10 a 19 funcionários: R$ 2.066,64.

  • De 20 a 49 funcionários: R$ 2.668,71.

  • De 50 a 99 funcionários: R$ 2.723,63.

  • De 100 a 249 funcionários: R$ 2.910,63.

  • De 250 a 499 funcionários: R$ 3.598,39.

  • De 500 a 999 funcionários: R$ 3.070,12.

  • 1000 ou mais funcionários: R$ 3.180,22.

 

Cálculo do salário de Pedagogo:

Salário e descontos

  • Salário base para pedagogo: R$ 2.472,89

  • Salário por dia para pedagogo: R$ 82,43

  • Salário por hora para pedagogo: R$ 12,36

Jornada de trabalho

  • Média de horas trabalhadas por semana para a área de pedagogia: 38 horas / semana

  • Média de horas trabalhadas por mês para a área de pedagogia: 189 horas / mês

Horas extras

  • Hora extra normal 50%: R$ 18,55

  • *Hora extra 100% (feriados e finais de semana): R$ 24,73

Férias

  • Valor das férias (30%): R$ 741,87

  • Valor total das férias (salário + férias): R$ 3.214,75

Décimo terceiro salário

  • Primeira parcela do 13º salário: R$ 1.236,44

  • Segunda parcela do 13º salário: R$ 1.013,88

 


Concurso público para pedagogos em prefeituras:


Existe uma vasta opção de concursos para pedagogos. Na realidade, o serviço público é quem mais contrata esses profissionais para atuar em escolas de ensino médio e fundamental por todo o País.
As vagas em prefeituras de cidades do interior são mais abundantes.
Normalmente as vagas na área de Pedagogia são maiores quando tratamos
Veja alguns exemplos de concursos para pedagogos em Prefeituras com Salários competitivos:

  • Vaga na área de Pedagogia Concurso Prefeitura de Paulínia (SP): Remuneração de até R$ 4.480,00

  • Vaga na Área de Pedagogia Concurso Prefeitura Municipal de Porto Ferreira (SP): Remuneração de até R$ 4.966,75

  • Vaga na área de Pedagogia Concurso Prefeitura de Grão Pará (SC): Remuneração de até R$ 2.010,00

  • Vaga na área de Pedagogia Concurso Prefeitura de Tramandaí (RS): Remuneração de até R$ 1.841,00

  • Vaga na área de Pedagogia Concurso Prefeitura Municipal de São Paulo (SP): Remuneração de até R$ 3.745,00

  • Vaga na área de Pedagogia Concurso Prefeitura de Pompéu (MG): Remuneração de até R$ 2,368.95

  • Vaga na área de Pedagogia Concurso Prefeitura de Paranaiguara (GO): Remuneração de até R$ 2.795,11

  • Vaga na área de Pedagogia Concurso Prefeitura de Tacaratu (PE): Remuneração de até R$ 2,472.79

  • Concurso Prefeitura de Guapó - (GO) Remuneração de até R$ 2.308,38
     

Clicando aqui você encontra diversos concursos abertos de Prefeituras com vagas para área de Pedagogia.


O que podemos observar é uma remuneração acima da média nos concursos da área de pedagogia quando em Prefeituras. Sabemos que a maioria dos concursos e vagas para a área de Pedagogia está em concursos de Prefeituras. 

A área de Pedagogia é robusta quando tratamos de vagas. Muitos Estados e Municípios abrem concurso no Brasil com um número grande de vagas. Deste modo optar por concurso público na área de Pedagogia é uma escolha acertada para se conseguir a estabilidade tão sonhada. Como a gama de concursos abertos é grande, o candidato possui diversas opções para se tornar um funcionário público.

Comparando salários médios, e os salários que listamos no tópico acima, chegamos a conclusão de que estudar para concursos na área de Pedagogia em Prefeituras é uma grande vantagem.
 

Para se preparar para concursos na área de Pedagogia em Prefeituras, clique aqui!

Livros:

ATENDIMENTO: Seg. a Sex.: 09h-18h | (71) 3023-2707 | atendimento@editora2b.com.br