Postagens

24 JUL

Questões de concurso de serviço social: Políticas Públicas e Sociais #2

2B Educação

Assistente Social, aqui vai mais uma questão de concursos de serviço social para você treinar e sair na frente dos concorrentes. A questão de hoje foi do IFBA – FUNRIO – 2016.
 

Questão:
 

Confira mais questões como essa

A introdução das políticas sociais calcadas no modelo assistencial consagram formas populistas de relação de benevolência para atendimento às necessidades de reprodução da sobrevivência das classes subalternas, o denominado assistencialismo. Este mecanismo assistencial configura a exclusão enquanto mantém este trabalhador na qualidade de assistido, beneficiário ou favorecido, entretanto este mesmo modelo possibilitava, ao excluir, a inclusão limitada em virtude de:
 
A) superar a condição de subalternidade no processo de alienação.
B) possibilitar uma forma de atendimento as necessidades básicas na sociedade capitalista.
C) romper com o modelo de capital e superação de novas bases de sociedade.
D) compreender o processo de ruptura com o modelo assistencial
E) transcender o processo de alienação e um novo modelo de sociedade.

Materiais de estudos para concursos
 

Resolução da Questão


A) INCORRETA
A condição de subalternidade no assistencialismo não é superada.
 
B) CORRETA
Neste modo assistencialista, as necessidades atendidas são bem limitadas.
 
C) INCORRETA
 Não há rompimento com a lógica capitalista, e sim o fortalecimento desta.
 
D) INCORRETA
Não possibilitava esta compreensão, mas fortalecia ainda mais este processo de alienação.
 
E) INCORRETA
O assistencialismo mantém o indivíduo na condição de subalternidade fortalecendo este processo de alienação.

E se a prova fosse hoje? [1]
E se a prova fosse hoje? [2]
E se a prova fosse hoje? [3]
E se a prova fosse hoje? [4]
E se a prova fosse hoje? [5]
Políticas Públicas e Sociais #1
11 FEB

7 matérias mais cobradas em concursos para Assistentes Sociais hoje.

2B Educação


Aprovação em concurso é um desejo em comum entre muitos de nós, mas às vezes não sabemos como alcança-lo, nem mesmo como começar a estudar para eles. Então como você já sabe, nós da 2B queremos te ajudar com isso. Se liga nessas dicas de matérias de concursos para Assistentes Sociais
 
Confira os melhores concursos disponíveis na área de Serviço Social!
 
Tópicos do texto:
  1. 1 - Concursos para Assistentes Sociais: Matérias mais cobradas
  2. 2 - Funções do Assistente Social em Órgãos Públicos
  3. 3 - Principais Bancas
  4. 4 - Estruturas das provas
  5. 5 - Etapas e Aplicações das Provas
  6. 6 - Vantagens de ser Servidor Público
     
 
  1. 1 - Concursos para Assistentes Sociais: Matérias mais cobradas

 
Serviço Social abrange diversas áreas de atuação e  por mais que você seja especialista em uma delas, é necessário que tenha conhecimento de todas, pois a maioria das provas irão cobrar assuntos da área como um todo.
 
Para saber onde focar sua energia, confira algumas matérias mais cobradas para concursos em serviço social:
 
  • - Língua Portuguesa

Dentro dessa matéria, os pontos mais cobrados são acentuação, concordância, interpretação de texto e regência.
 
  • - Código de Ética

Este é um conteúdo que deve ser dominado por aqueles que querem a aprovação nos concursos de Serviço Social.
 
  • - ECA

Lei Federal é um assunto extremamente cobrado. O ponto principal a ser considerado é sua aplicação.
 
  • - LOAS ( nº 8.742)

Neste conteúdo não tem muito para onde fugir, saber a lei completa fará a diferença na hora da prova.
 
  • - Lei Nº 8.662

Esta lei nada mais é que a regulamentação da profissão. Sua recorrência nos concursos é quase obrigatória.
 
  • - Estatuto do Idoso

Assim como o Eca, é imprescindível saber as aplicabilidades do Estatuto do Idoso.
Lei que visa o cuidado e os direitos das mulheres. Esta tem sido cada vez mais cobrada. Dependendo da banca pode ser cobrado sua aplicabilidade ou sua parte teórica.
 
  1. 2 - Funções do Assistente Social em Órgãos Públicos

A função do Assistente Social está tendo um crescimento contínuo no mercado, principalmente quando se trata do cenário público.
 
Hoje se faz necessário um assistente social em hospitais, para cuidar e zelar de pacientes que não possuem condições; nas prefeituras, os quais ficam como responsáveis pelas diretrizes sociais gerais da cidade; nos tribunais, para ponderar processos, principalmente quando se trata de crianças.
 
A área mais nova e que tem tido grande crescimento é a da educação. Muitas vezes alunos com problemas de aprendizagem, não possuem déficit cognitivo, mas sim social.
 

Intervenção profissional em situações de calamidades

 
“A intervenção profissional de Serviço Social nas situações de calamidades, emergências e catástrofes, é absolutamente necessária e implica em compromisso ético e técnico destas e destes profissionais nas ações realizadas.
 
Dentre os princípios do Código de Ética Profissional que dão direção a estas intervenções das e dos assistentes sociais, destacamos:
  • Defesa intransigente dos direitos humanos e recusa do arbítrio e do autoritarismo
  • Ampliação e consolidação da cidadania, considerada tarefa primordial de toda sociedade, com vistas à garantia dos direitos civis sociais e políticos das classes trabalhadoras
  • Posicionamento em favor da equidade e justiça social, que assegure universalidade de acesso aos bens e serviços relativos aos programas e políticas sociais, bem como sua gestão democrática;
 
São inúmeras as atividades desempenhadas pelas e pelos assistentes sociais nessas situações, relacionadas às ações que congregam atendimentos à sociedade em geral e a atendimentos específicos ao público diretamente afetado. Entretanto, importa destacar a preocupação de que tais atividades não caiam no assistencialismo ou voluntarismo.
O CRESS-MG orienta que as ações e intervenções profissionais tenham como parâmetro os indicativos e normativas das políticas públicas ali instaladas, com vistas a assegurar a continuidade dos atendimentos da população atingida, bem como, na perspectiva da garantia do acesso a direitos afiançados em situações desta natureza.”
 
Fonte: Exame, matéria relacionada ao desastre de Brumadinho (MG)/2019.
 
 
  1. 3 - Principais Bancas

Sabemos que há uma variedade ilimitada de bancas para concursos e sabemos que cada uma possui características específicas na hora das provas.
 
Um dos grandes segredos para passar em uma prova de concurso público é conhecer especialmente esses detalhes da banca que está fazendo a prova que você está concorrendo.
 
Para lhe ajudar neste ponto, separamos dicas das principais bancas:
 
  • - Cesp

Esta banca cobra muitos temas atuais, principalmente relacionado aos cargos concorridos.
 
 
  • - Fundação Carlos Chagas

Cobranças como comportamentos gerais, são pontos recorrentes desta banca. Sempre link a tese com o tema na introdução.
 
 
  • - Vunesp

Uma das bancas mais exigentes da atualidade. Cobra de forma quase que interina temas atuais que se relacionam com as partes teóricas do tema em questão.

 
  1. 4 - Estrutura das provas

É sempre importante ler o edital do concurso o qual você que prestar para se preparar devidamente para a prova e entender todas as etapas para ser nomeado, mas para facilitar, listamos alguns processos que podem ter presença marcada para sua aprovação:
 
  • - Provas com questões dissertativas

Questões dissertativas são aquelas sem opções de respostas, ou seja, o candidato tem que respondê-la em um pequeno espaço de forma escrita. A banca espera ver qual seu posicionamento, e grau de conhecimento sobre a questão cobrada. Não existe um padrão para esse tipo de questão.
 
 
  • - Provas com questões objetivas

São as mais comuns em processos seletivos de concursos. São questões que estão acompanhadas com uma série de alternativas, que sugerem a resposta. Porém só uma é a resposta adequada. O padrão mais conhecido para essa modalidade é o de alternativas nomeadas com letras do alfabeto.
 
  • - Prova prática  

Dependendo da segmentação da especialidade do cargo em questão, será exigido uma prova prática podendo ela ser variante. Podem ser considerados como exemplos desta categorias provas que avaliem direção, digitação e dicção.
 
  • - Avaliação Psicológicos

Este processo consiste basicamente em classificar o candidato como apto ou não para exercer o cargo determinado. Seus principais pontos podem ser a análise de concentração, raciocínio lógico, controle emocional e possíveis personalidades prejudiciais que restrinjam a posse ao cargo.
 
  • - Avaliação Física

Modalidade avaliativa que tem como foco a eliminação de candidatos não aptos para execução do cargo. O foco é classificar a capacidade física e orgânica do indivíduo. Este, é comum em concursos militares, e não tem padrões de aplicações.
 
  • - Exames Médicos

Para estar apto para assumir um cargo público, por lei o candidato não pode ter nenhuma doença pré-existente grave, contagiosa ou que não tenha cura na sua admissão.
 
Por isso, é necessário a realização de exames médicos para que seja comprovada a aptidão orgânica do candidato.
 
Como pode haver uma eliminação por conta dos resultados, estes são considerados parte do processo dos concursos públicos. Não há uma listagem regular dos exames pedidos, podendo assim serem variantes por concurso e por edições.

 
  1. 5 - Etapas e aplicação das provas

 
Sabemos que um Concurso Público é um processo complexo e previamente arquitetado. Para aumentar suas chances de aprovação você precisa entender como esses procedimentos são feitos e organizados.
 
Vale lembrar que há uma variação significativa de um concurso para o outro, e podemos apontar como principais fatores a diferença de bancas, modalidades, áreas e tipos de concursos.
 
Por isso, fizemos um pequeno resumo dos principais procedimentos para que você aprenda a logística.
 
  • - Razão para criação do concurso

Ausência ou escassez de servidores para determinada(s)  área(s).
 
  • - Solicitação para execução

É necessária a autorização do órgão ou autoridade responsável.
 
  • - Escolha da banca

Aprovado as novas vagas, a prioridade é a escolha de uma banca que represente o Concurso Público. Está será responsavél pela elaboração da prova.
 
  • - Edital

A partir de todo processo burocrático arquitetado, será divulgado o Edital. Esse é um compilado de todas as informações para aquele concurso. Desde matérias que serão cobradas até prazos de inscrições.   
 
  • - Aplicação da prova

Quando chegar a data divulgada haverá a aplicação da prova. Este processo poderá ser feito em um único dia, ou dividido em mais datas quando há mais de uma modalidade de prova.
 
  • - Divulgação do gabarito

A banca responsável pelo concurso divulgará  de forma oficial as respostas da prova aplicada. O prazo deste procedimento pode variar, mas é comum ter a data prevista no edital.
 
  • - Convocação para etapas secundárias

Caso o candidato tenha sido aprovado na primeira prova, ele deverá passar pelos processos secundários, que serão executados nas datas pré avisadas no edital. Estes podem varias em exames médicos, provas práticas, dentre outros.
 
  • - Divulgação dos resultados

Na data prevista, será feita a divulgação no Diário Oficial o nome dos Aprovados.
 
 
  1. 6 - Vantagens de ser Servidor Público

Sabemos que o mercado de trabalho é algo bem complexo em nosso país por diversos motivos. E cada vez mais pessoas estão procurando concursos públicos para se assegurar.
 
Mas sempre é bom lembrar quais são os principais motivos para ser servidor público, para isso fizemos uma listinha, afim de te motivar a passar no seu concurso.
 
  • - Estabilidade

Para quem é aprovado no concurso público, passa por três anos de estágio probatório. Caso esse tempo seja bem sucedido o concursado não pode ser demitido, exceto por justa causa, isto é, ser considerado culpado por processos administrativos ou sindicais.
 
  • - Aposentadoria

Para quem se aposenta por entidades privadas o teto da aposentadoria é de R$ 2.894,00, não importando qual era o valor recebido mensalmente enquanto estava ativo. Já para setores públicos o valor de aposentadoria pode ser até mesmo integral, fazendo com que o concursado receba o valor que estava acostumado a receber periodicamente.  

As vantagens para prestar um concurso público são enormes. Existem muitos concursos na área de Serviço Social que têm ótimas remunerações. Como exemplo, temos o concurso do município de Porto Belo (SC) que o salário para Assistentes Sociais estão em R$ 4.196,00. Quer conferir mais sobre esse edital, Clique aqui! 

Palavras relacionadas: santa catarina

03 DEC

Município de Estrela do Norte (GO) realiza Concurso Público!

2B Educação

Concurso da Prefeitura de Governador Celso Ramos - SC 2017 tem vagas para Contador e Assistente Social.

 

O município de Estrela do Norte divulgou edital referente à realização de concurso com:

 

- 09+21 CR vagas para Professor PIII com remuneração de R$ 1.829,50, para um regime de 30 horas semanais.

- 09+21 CR vagas para Professor PIII com remuneração de R$ 2.438,41, para um regime de 40 horas semanais.

- 01 vaga para Assistente Social com remuneração de R$ 2.000,00, para um regime de 40 horas semanais.

- 01 vaga para Educador Físico com remuneração de R$ 2.000,00, para um regime de 40 horas semanais.

O concurso será composto por prova objetiva contendo 30 questões, a qual será realizada no dia 24/02/2019.

 

COMECE AGORA A SE PREPARAR PARA O CONCURSO ESTRELA DO NORTE - GO - 2018!

| PEDAGOGIA | EDUCAÇÃO FÍSICA | SERVIÇO SOCIAL |

 

As inscrições podem ser feitas do dia 12/12/2018 até o dia 06/01/2019 através de site específico (clique aqui).

Para acessar o edital completo, clique aqui.

03 DEC

Prefeitura de Seberi (RS) realiza Concurso Público!

2B Educação

Concurso da Prefeitura de Governador Celso Ramos - SC 2017 tem vagas para Contador e Assistente Social.

 

O Sr. Cleiton Bonadiman, Prefeito Municipal de Seberi divulgou edital referente à realização de concurso com:

 

- 01 vaga para Assistente Social com remuneração de R$ 2.764,24, para um regime de 30 horas semanais.

- 01 vaga para Educador Físico com remuneração de R$ 2.301,79, para um regime de 40 horas semanais.

- Cadastro reserva para Engenheiro Civil com remuneração de R$ 3.461,56, para um regime de 20 horas semanais.

- Cadastro reserva para Psicopedagogo com remuneração de R$ 2.764,24, para um regime de 40 horas semanais.

O concurso será composto por prova objetiva contendo 60 questões, a qual será realizada no dia 20/01/2019.

 

COMECE AGORA A SE PREPARAR PARA O CONCURSO SEBERI - RS - 2018!

| ENGENHARIA | SERVIÇO SOCIAL | EDUCAÇÃO FÍSICA | PEDAGOGIA |

 

As inscrições podem ser feitas do dia 27/11/2018 até o dia 19/12/2018 através de site específico (clique aqui).

Para acessar o edital completo, clique aqui.

12 NOV

Prefeitura de Teutônia (RS) realiza Concurso Público!

2B Educação

Prefeitura de Teutônia (RS) realiza Concurso Público!


O MUNICÍPIO DE TEUTÔNIA/RS divulgou edital referente à realização de concurso com:


- 01 vaga para Arquiteto com remuneração de R$ 8.133,24, para um regime de 40 horas semanais.

- Cadastro reserva para Assistente Social com remuneração de R$ 4.068,01, para um regime de 40 horas semanais.

- 01 vaga para Engenheiro Civil com remuneração de R$ 8.133,24, para um regime de 40 horas semanais.

- Cadastro reserva para Especialista de Educação: Orientador Educacional com remuneração de R$ 2.386,16, para um regime de 20 horas semanais.

- Cadastro reserva para Especialista de Educação: Orientador Educacional com remuneração de R$ 4.772,31, para um regime de 40 horas semanais.

- Cadastro reserva para Especialista de Educação: Supervisor Educacional com remuneração de R$ 2.386,16, para um regime de 20 horas semanais.

- Cadastro reserva para Especialista de Educação: Supervisor Educacional com remuneração de R$ 4.772,31, para um regime de 40 horas semanais.

- 01 vaga para Professor de Educação Infantil com remuneração de R$ 2.386,16, para um regime de 25 horas semanais.

- 01 vaga para Professor de Anos Iniciais com remuneração de R$ 2.386,16, para um regime de 25 horas semanais.

- Cadastro reserva para Professor de Atendimento Educacional Especializado com remuneração de R$ 2.386,16, para um regime de 25 horas semanais.

- 02 vagas para Professor de Ensino Fundamental/ Educação Infantil: Educação Física com remuneração de R$ 2.386,16, para um regime de 25 horas semanais.

- Cadastro reserva para Psicopedagogo com remuneração de R$ 3.226,18, para um regime de 20 horas semanais.

O concurso será composto por prova objetiva contendo 40 questões, a qual será realizada no dia 22/12/2018.


COMECE AGORA A SE PREPARAR PARA O CONCURSO PREFEITURA DE TEUTÔNIA - RS - 2018 !

| ARQUITETURA | SERVIÇO SOCIAL | ENGENHARIA | PEDAGOGIA | EDUCAÇÃO FÍSICA |


As inscrições podem ser feitas do dia 07/11/2018 até o dia 30/11/2018 através de site específico (clique aqui).

Para acessar o edital completo, clique aqui.

01 NOV

10 Livros Que Todo Assistente Social Deveria Ler!

Editora 2B

Independente do desejo de realizar um concurso público ou não, todos os profissionais de serviço social devem ter como livros de cabeceira aqueles que analisam as ciências sociais e também as relações sociais. Veja abaixo a lista com os 10 livros que todo assistente social deveria ler!


10 Livros Que Todo Assistente Social Deveria Ler!

1) Marilda Iamamoto  - Serviço Social na Contemporaneidade

Este livro, ao voltar-se para os cenários e tendências do Serviço Social, diante do contexto de transformações societárias que se observam no capitalismo, comporta uma agenda de questões para o trabalho e para a formação profissional do assistente social, dimensões complementares na inserção da profissão na história contemporânea.

2) Vicente de Paula Faleiros - Saber Profissional e Poder Institucional

Esta obra procura retomar uma temática comum de grande repercussão nos meios profissionais - a relação existente entre o saber profissional e o poder político. Algumas das perguntas que surgem podem ser - Que poder exercem os profissionais através do saber? Seu saber é autônomo? Há uma metodologia própria da profissão?, entre outras questões.

3) Maria Irene de Carvalho - Ética Aplicada ao Serviço Social Dilemas e Práticas Profissionais

Numa sociedade que muda a um ritmo acelerado, é importante que o Serviço Social mantenha a sua capacidade de intervir socialmente, utilizando os seus saberes, instrumentos técnicos e valores éticos para garantir a identidade cultural dos cidadãos, dos grupos e das comunidades.

O Serviço Social é uma profissão centrada nas pessoas e onde os direitos humanos se destacam. O código de ética dos assistentes sociais é de grande importância para a profissão e para os profissionais, pois permite a análise e a reflexão de questões e dilemas com que estes se deparam no quotidiano, possibilitando a tomada de decisões científicas e técnicas, eticamente orientadas.

Este livro não pretende evidenciar as grandes teorias éticas, mas sim possibilitar uma reflexão sobre a aplicabilidade da ética e da deontologia na comunidade em geral, e no Serviço Social em particular. Através da apresentação de casos reais, resultantes da experiência da Autora enquanto assistente social, esta obra pretende evidenciar algumas questões sensíveis à ética e potenciar a reflexão sobre estas temáticas, situando os desafios do Serviço Social na atualidade. Demonstrando os princípios e os valores do Serviço Social no quadro de referência dos direitos humanos, esta é uma obra que se destina aos alunos do Serviço Social no ensino superior, aos assistentes sociais e a outros profissionais que manifestem interesse na área do Serviço Social, na qual poderão encontrar, entre outros, os seguintes temas- · Desafios da profissão · Direitos humanos · Princípios e valores · Ética aplicada · Deveres profissionais · Prática profissional · Produção de conhecimento · Disseminação do saber · Construção de comunidade

4) José Paulo Netto - Capitalismo monopolista e Serviço Social

Este livro tematiza o surgimento da profissão, vinculando a sua história à emergência do Estado burguês na idade do monopólio, aos projetos das classes sociais fundamentais e à execução das políticas sociais. Discute também a estrutura teórico-prática do Serviço Social fundada em peculiar sincretismo.

5) Myrian Veras Baptista - Investigação em Serviço Social

Este livro aborda o tema da investigação em serviço social a partir da prática profissional, quotidiana, concreta, que se constitui em objeto de investigação. Para tal, elabora categorias analíticas que permitem equacionar a investigação e analisar a intervenção profissional, como um produto humano, um processo dialético contínuo de (re)construção , inserido em um contexto sócio-histórico e cultural.

6) Maria Lúcia Martinelli - Serviço Social Identidade e Alienação

'Serviço Social - identidade e alienação' é um estudo de natureza hermenêutica sobre o Serviço Social enquanto existe em si e em suas relações com a sociedade capitalista, onde teve sua origem e desenvolvimento. O livro aborda questões nos textos de Serviço Social, como a identidade profissional, a alienação, o fetiche da prática e a consciência de classe da categoria profissional. A autora pretende desvendar as contradições e antagonismos que marcam a prática do Serviço Social no Brasil e afirma que exatamente por ser contraditória, tal prática abre espaços para novas totalizações, sintonizadas com o nível de desenvolvimento das contradições sociais, com os anseios da liberdade e democracia da sociedade brasileira.

7) Yolanda Guerra - A Instrumentalidade do Serviço Social

O livro, tem se consolidado como um clássico no debate da profissão, mas mantém sua extrema atualidade. Nele, a autora questiona a visão hegemônica da instrumentalidade como referida aos instrumentos operativos; compreensão atrelada aos limites de uma razão formal abstrata.

8) Maria Cecília Minayo - Pesquisa Social – teoria, método e criatividade

Este livro introduz o estudante de graduação ao mundo da investigação social e da pesquisa qualitativa. Pela sua linguagem simples e objetiva, atende aos interesses dos universitários das mais diferentes áreas que desejam aprender a escrever um projeto de pesquisa e iniciar-se no trabalho empírico.

9) Vicente de Paula Faleiros - A política social do estado capitalista

Situa o alcance das medidas de política social no desenvolvimento do capitalismo e da luta de classes, apresentando um debate teórico em torno dessas políticas e de suas funções no Estado capitalista. Mostra que as conquistas no campo da política social são o resultado de lutas sociais e que somente organizadas e mobilizadas poderão as classes dominadas manter e aumentar seus benefícios sociais.

10) Editora 2B - 1.000 Questões Comentadas de Provas e Concursos em Serviço Social 

O livro 1.000 Questões Comentadas de Provas e Concursos em Serviço Social é o mais organizado e completo livro de serviço social para concurseiros assistentes sociais que desejam ser aprovados em concursos no Brasil. Fruto de um rigoroso trabalho de seleção de 1.000 questões de provas de concursos e elaboração de novos conteúdos, o livro concurso assistente social atende às mais diversas áreas de conhecimento em serviço social para concurseiros.


10 Livros Que Todo Assistente Social Deveria Ler!
26 OCT

Por que estudar Matemática para Concurso Público

2B Educação
Matemática é a ciência que, de longe, traz  mais “terror” aos estudantes. Ela se torna ainda pior quando não se tem mais o contato diário da sala de aula e não praticamos. Ou seja, estudar matemática para provas de concurso é um dos maiores desafios dos concurseiros.

Por que estudar Matemática para Concurso Público.

 

A partir do momento em que concurso público se tornou lei no Brasil, muitos assuntos de matemática básica e raciocínio lógico passaram a dominar as provas objetivas para a infelicidade de alguns concurseiros. E como, desde o ensino fundamental, essa disciplina traz muita dor de cabeça para os alunos, a presença de questões de matemática em concursos públicos assusta muita gente. Mas com organização e muita disciplina nos estudos, todas as dúvidas podem ser sanadas e a aprovação estar mais perto do que nunca.

O peso da matemática e da língua portuguesa nos concursos públicos é muito importante. Afinal, como uma pessoa estará preparada para assumir um cargo público sem ao menos saber calcular e escrever corretamente? Cada concurso, dependendo do cargo, da instituição e da banca examinadora, exige mais ou menos da matemática. Mas, independentemente ela estará lá. Alguns concursos exigem conhecimentos em matemática básica e outros aprofundam para temas do ensino superior.

Matemática Básica

É aquela abordada no ensino fundamental e no ensino médio, mais precisamente do 6º ano (antiga 5ª série) ao 3º do ensino médio. Para aqueles que pretendem concorrer à uma vaga em concursos públicos, o ideal é dominar os assuntos dados em matemática durante esse período escolar, assim, poderão economizar tempo nos estudos, sendo necessários relembrar somente alguns pontos específicos.


Porém, a realidade do ensino básico no Brasil não é a das melhores. Então, se o estudante não conseguiu ir bem e aprender tudo o que deveria sobre isso na escola ou se o sistema educacional foi bastante precário, ele terá que estudar por conta própria. O ideal é ter calma, se cercar dos melhores materiais que supram suas necessidades e ter muita persistência nos estudos.

 

Quer estar os seus conhecimentos desde já? Clique no botão abaixo de acordo com a sua área de atuação e faça o download gratuito do nosso e-book  de Questões Comentadas sobre Matemática e Raciocínio Lógico para Concurso!  

 

| ENGENHARIA CIVIL | PEDAGOGIA |

 

Matemática Básica em Concursos Públicos

Como já explicamos aqui, a especificidade dos assuntos de matemática nos concursos públicos depende do cargo, da instituição e da banca examinadora. Porém, são diversos assuntos que tem recorrência nos concursos.

Assuntos relativos ao ensino fundamental:

- Sistema métrico decimal;

- Regra de três (simples e composta);

- Razão;

- Divisibilidade, MMC e MDC;

- Proporção e divisão proporcional;

- Porcentagem;

- Equações, inequações e funções do 1º grau e problemas;

- Equações, inequações e funções do 2º grau e problemas;

- Produtos notáveis;

- Fatoração Algébrica;

- Áreas de figuras planas.
 

Assuntos relativos ao ensino médio:

- Noção de Função;

- Progressão Aritmética (PA);

- Progressão Geométrica (PG);  

- Juros (simples e composto);

- Análise combinatória;

- Probabilidade;

- Estatística


4 dicas para estudar Matemática para Concurso Público

Por que estudar Matemática para Concurso Público.

A matemática é considerada uma disciplina que necessita de uma estratégia simples, onde a resolução de problemas tem forte componente prático. Assim, para estudar com eficiência os assuntos que vão cair no seu concurso, é necessário montar estratégias e técnicas. Trocemos 4 dicas para você colocar em prática o quanto antes.

1- Comece pelo básico

Não percebemos, mas, muitas vezes, a dificuldade não está no assunto da matemática que estamos estudando em si, e sim em conteúdos anteriores, necessários para a compreensão do tópico atual e para a resolução rápida e assertiva dos exercícios. Logo, relembrar as operações básicas garante mais segurança com os detalhes e desenvoltura na hora dos cálculos.

2- Faça a maior quantidade possível de exercícios

Assim como no item anterior, comece pelos exercícios mais simples para fixar os conceitos e construir uma boa base. Assim, você não se frustra por não estar conseguindo resolver as questões mais complexas de primeira. Suba de degrau em degrau para não tropeçar.

3- Esqueça a calculadora

No dia da prova você não terá esse instrumento a sua disposição. Todas as questões deverão ser resolvidas à mão. Portanto, acostume-se com isso durante a preparação. Caso contrário, você pode errar bobagens ou levar muito tempo para fazer contas simples por simplesmente não ter praticado antes.

4- Pratique a atenção

Em um concurso público, onde a concorrência está cada dia maior e mais preparada, pequenas distrações podem colocar tudo a perder. Então, quanto mais focado e concentrado você fizer os exercícios ao treinar para a prova, menos chances de ficar disperso na hora da prova.

Por fim, sempre releia o enunciado da questão para checar se interpretou corretamente o que foi solicitado e se tudo o que foi pedido já foi resolvido. Após fazer tantos cálculos e raciocínios, não é raro o concurseiro esquecer algum comando da questão e errar a resposta por um fatal descuido.



 

Não se esqueça

Por que estudar Matemática para Concurso Público.

Cada concurseiro tem suas dificuldades, ou não, com matemática. Então a forma de estudar é muito particular de cada um. Mas quando se decide fazer um concurso público é de extrema importância se atentar para alguns passos que não podem deixar de ser seguidos.

- Sempre leia o programa do concurso que você decidiu realizar. Tenha na ponta da língua tudo o que vai cair na prova.

- Se você percebeu que tem alguma dificuldade em algum tema específico, procure antes aprender sobre os requisitos que aquele tema exige, ou seja, ganhe embasamento para prosseguir.

- Aprendizagem é um processo que requer esforço e dedicação, então pense com antecedência em quais materiais você irá precisar para estudar e se organize, assim será mais fácil.

- Estudar matemática não é como assistir novela, tem que ser proativo. Tenha em mão papel e caneta para praticar sempre que possível. Vá no seu ritmo.

- Por fim, mas de fundamental importância, crie seu plano de aprovação, conforme sua rotina, sua disponibilidade e seus objetivos.


Ainda está em dúvida em como começar a estudar? Clique no botão abaixo e faça o download gratuito do nosso e-book de Questões Comentadas sobre Matemática e Raciocínio Lógico para Concurso! 
 

| ENGENHARIA CIVIL | PEDAGOGIA |

 

 

 

04 OCT

Prefeitura de Ivaté (PR) realiza Concurso Público!

2B Educação

Prefeitura de Ivaté (PR) realiza Concurso Público!


O Prefeito do Município de IVATÉ/PR divulgou edital referente à realização de concurso com:


- Cadastro reserva para Arquiteto com remuneração de R$ 2.702,99, para um regime de 20 horas semanais.

- 01 vaga para Assistente Social com remuneração de R$ 3.293,33, para um regime de 30 horas semanais.

- 02 vagas para Professor dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental com remuneração de R$ 1.230,18, para um regime de 20 horas semanais.

- 01 vaga para Professor de Educação Infantil com remuneração de R$ 2.460,37, para um regime de 40 horas semanais.

- Cadastro reserva para Profissional de Educação Física com remuneração de R$ 2.829,43, para um regime de 40 horas semanais.

O concurso será composto por prova objetiva contendo 40 questões, a qual será realizada no dia 13/01/2019.


COMECE AGORA A SE PREPARAR PARA O CONCURSO Prefeitura de Ivaté - PR - 2018!

| ARQUITETURA | SERVIÇO SOCIAL | PEDAGOGIA | EDUCAÇÃO FÍSICA |


As inscrições podem ser feitas do dia 05/10/2018 até o dia 10/11/2018 através de site específico (clique aqui).

Para acessar o edital completo, clique aqui.

17 SEP

Prefeitura de Caraguatatuba (SP) Realiza Concurso Público

Editora 2B

Prefeitura de Caraguatatuba (SP) Realiza Concurso Público

 

A Prefeitura de Caraguatatuba (SP) divulgou edital referente à realização de concurso com:

 

- 01 vaga para Professor de Educação Física com remuneração de R$ 2.704,51, para um regime de 40 horas semanais.

- 05 vagas para Professor de Educação Básica I – Educação Infantil. com remuneração de R$ 2.075,60, para um regime de 40 horas semanais.

- 05 vagas para Professor de Educação Basica I e Ensino Fundamental I – 1º à 5º com remuneração de R$ 2.490,72, para um regime de 30 horas semanais.

- 01 vaga para Professor de Educação Básica II – Educação Física com remuneração de R$ 2.490,72, para um regime de 30 horas semanais.

- 02 vagas para Assistente Social com remuneração de R$ 2.704,51, para um regime de 30 horas semanais.

- 01 vaga para Arquiteto com remuneração de R$ 3.498,57, para um regime de 40 horas semanais.

O concurso será composto por prova objetiva contendo 40 questões, a qual será realizada no dia 25/11/2018.

 

COMECE AGORA A SE PREPARAR PARA O CONCURSO PREFEITURA DE CARAGUATATUBA - SP - 2018!

| PEDAGOGIA | EDUCAÇÃO FÍSICA | SERVIÇO SOCIAL | ARQUITETURA |

 

As inscrições podem ser feitas do dia 14/09/2018 até o dia 14/10/2018, saiba mais no edital.

Para acessar o edital completo, clique aqui.

11 SEP

A importância do Assistente Social no Ambiente Hospitalar!

2B Educação
Nos hospitais, com frequência surgem circunstâncias sociais adversas que, em opinião de médicos e enfermeiras, justificam a intervenção do assistente social.

A sociedade conta com um sistema de bem-estar cujo objetivo é satisfazer as necessidades educacionais, sanitárias e de serviços sociais dos cidadãos, sendo que o Serviço Social hospitalar faz parte de tal sistema. Conquanto o âmbito de ação seja o sanitário, para executar seu trabalho, deve-se contar com serviços sociais e vice-versa. No trabalho, encontra-se com diferentes circunstâncias que surgem a partir de problemas sanitários, mas não se deve esquecer que as internações hospitalares são temporárias, ainda que em ocasiões suas consequências sejam definitivas. É preciso ter em conta que a OMS, em sua definição de saúde, indica que é necessário entender o termo em seu sentido mais amplo, incluindo a saúde física, mental e social. 

Normalmente, a atuação do assistente social na instituição hospitalar depende da iniciativa de um profissional que esteja diretamente ligado ao atendimento ao paciente. Cabe destacar que em algumas ocasiões são os próprios pacientes ou seus familiares os que buscam o serviço do assistente social.

Depois de receber tal notificação, o profissional se reúne com o médico ou o enfermeiro correspondente e se solicita informação sobre quem é o paciente, qual é seu diagnóstico e seu prognóstico e quanto tempo deverá permanecer internado no hospital. Esses dados resultam imprescindíveis e marcarão o tempo que o assistente social possui para trabalhar com um paciente determinado, já que seu labor finaliza quando recebe a alta médica. Como se pode observar, o trabalho social hospitalar está muito vinculado à alta médica, já que esta marca o prazo em que se deve esgotar todos os trâmites e recursos possíveis. 

Nos hospitais, com frequência surgem "circunstâncias sociais adversas" que, em opinião de médicos e enfermeiras, justificam a intervenção do assistente social. Em cada caso, realizam-se uma valoração e um diagnóstico sociais baseados na análise das carências e as necessidades existentes, para depois passar à definição das ações que devem ser realizadas.

Normalmente, depois deste processo se sabe que precisa um paciente determinado, que precisa sua família e daí se pode fazer a respeito. As circunstâncias que podem ser encontradas nos hospitais são muito variadas. Às vezes surgem situações novas como consequência de uma doença determinada. Nesses casos, a proposta é saber que fazer face ao futuro, como enfrentar a essa nova situação, com que meios e com que mediadores. Na maior parte das vezes, é preciso modificar o modelo de funcionamento anterior para adaptar-se às novas circunstâncias. Em outras ocasiões, no entanto, as circunstâncias não são novas: até então resultaram úteis e se adaptaram à vida do paciente, mas a falta de saúde acentua as carências preexistentes e se exige uma reorganização das mesmas. O trabalho dos assistentes sociais resulta imprescindível para levar adiante essa reorganização. Depois de realizar uma valoração e um diagnóstico social, remete-se o paciente a outros serviços e recursos. Atualmente, os recursos do sistema sanitário e dos serviços sociais podem dividir-se em três tipos: 
  • De âmbito sanitário: hospitais, centros de estadias intermediárias e centros sanitários de primeiro nível. Centros de âmbito sócio-sanitário.
  • Recursos dos serviços sociais: serviço de assistência a domicílio, estadias temporárias e residenciais. 
Portanto, o serviço social hospitalar tem muito a ver com a organização de tais recursos e resulta muito importante à hora de coordenar-se com o restante dos assistentes sociais.

Assim mesmo, este profissional deve ser um referente para pacientes e familiares durante os atendimentos hospitalares, já que a doença pode modificar a perspectiva e a capacidade de enfrentar as dificuldades por parte do doente e seus familiares. Por essa razão, a tarefa consiste em contribuir um enfoque ativador e objetivo tanto aos profissionais sanitários como aos pacientes e a suas famílias, sem esquecer o papel do assistente social como vínculo entre o âmbito sanitário e o social. Como indicado anteriormente, deve-se lembrar sempre que a situação das pessoas que enfrentam problemas de saúde não é habitual para elas nem para seus familiares. A notícia de que se sofre de uma doença costuma afetar a maioria das vezes aos indivíduos, que se encontram desprevenidos contra tal situação e costuma ter consequências em seu meio, em sua família, no trabalho, etc. 

Na prática hospitalar, infere-se que em muitos casos os doentes perdem de alguma maneira sua função na sociedade porque tanto a sociedade como o sistema sanitário os situam em outro nível e lhes adjudicam outro status: o de enfermos. Parece, portanto, que ser pessoa e ser enfermo não são coisas que se encontrem ao mesmo nível. Se o indivíduo é o eixo e o objetivo principal dos sistemas de bem-estar, quem trabalha neste âmbito deve aliar esforços para avançar tanto no setor sanitário como no social.

Deve-se unir esforços para satisfazer as necessidades do indivíduo em seu conjunto e, ao mesmo tempo, fomentar a gestão eficaz que a sociedade está demandando. Para isso, é necessário elaborar políticas baseadas no consenso e gerar espaços comuns entre as diferentes instituições, sistemas e âmbitos. Tudo isso resulta imprescindível para dar uma resposta adequada aos desafios enfrentados atualmente e para oferecer o melhor sistema possível a quem hoje necessite. 

TEXTO DE: H
umanasaude