Prova Concurso - Engenharia - 2004-SECAD-TO-ENGENHEIRO-CIVIL - CESGRANRIO - SECAD - 2004

Prova - Engenharia - 2004-SECAD-TO-ENGENHEIRO-CIVIL - CESGRANRIO - SECAD - 2004

Detalhes

Profissão: Engenharia
Cargo: 2004-SECAD-TO-ENGENHEIRO-CIVIL
Órgão: SECAD
Banca: CESGRANRIO
Ano: 2004
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

ENGENHEIRO-NUCLEARAMAZUL2018
ENGENHEIRO-AREA-MECANICAUFPA2018
ENGENHEIRO-ENGENHARIA-MECANICAUFPA2018

Gabarito

Prova

cesgranrio-2004-secad-to-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

1

ENGENHEIRO CIVIL

ENGENHEIRO CIVIL

dezembro 2004

LEIA  ATENTAMENTE  AS  INSTRUÇÕES  ABAIXO.

01

 

   -

Você recebeu do fiscal o seguinte material:

a) este caderno, com as 50 questões das Provas Objetivas, sem repetição ou falha, assim distribuídas:

b) Cartão-Resposta destinado às respostas às questões objetivas formuladas nas provas.

02

 

   -

Verifique se este material está em ordem e se o seu nome e número de inscrição conferem com os que aparecem no
CARTÃO. Caso contrário, notifique IMEDIATAMENTE o fiscal.

03

    -

Após a conferência, o candidato deverá assinar no espaço próprio do CARTÃO, preferivelmente a caneta
esferográfica de tinta na cor preta.

04

    -

No CARTÃO-RESPOSTA, a marcação das letras correspondentes às respostas certas deve ser feita cobrindo a letra e
preenchendo todo o espaço compreendido pelos círculos, a caneta esferográfica de tinta  na cor preta, com um
traço contínuo e denso. A LEITORA ÓTICA é sensível a marcas escuras; portanto, preencha os campos de
marcação completamente, sem deixar claros.

Exemplo:

A

B

C

D

E

05

    -

Tenha  muito  cuidado  com  o  CARTÃO, para não o  DOBRAR,  AMASSAR ou  MANCHAR.
CARTÃO SOMENTE poderá ser substituído caso esteja danificado em suas margens superior ou inferior - BARRA DE
RECONHECIMENTO PARA LEITURA ÓTICA.

06

    -

Para cada uma das questões objetivas, são apresentadas 5 alternativas classificadas com as letras (A), (B), (C), (D) e
(E); só uma responde adequadamente ao quesito proposto. Você só deve assinalar UMA RESPOSTA: a marcação em
mais de uma alternativa anula a questão, MESMO QUE UMA DAS RESPOSTAS ESTEJA CORRETA.

07

    -

As questões objetivas são identificadas pelo número que se situa acima de seu enunciado.

08

    -

SERÁ ELIMINADO do Concurso Público o candidato que:

a) se utilizar, durante a realização das provas, de máquinas e/ou relógios de calcular, bem como de rádios gravadores,

headphones, telefones celulares ou fontes de consulta de qualquer espécie;

b) se ausentar da sala em que se realizam as provas levando consigo o Caderno de Questões  e/ou o CARTÃO-

RESPOSTA.

09

    -

Reserve os 30 (trinta) minutos finais para marcar seu CARTÃO-RESPOSTA. Os rascunhos e as marcações assinaladas

no Caderno de Questões NÃO SERÃO LEVADOS EM CONTA.

10

    -

Quando terminar, entregue ao  fiscal  O CADERNO DE QUESTÕES E O CARTÃO-RESPOSTA  E ASSINE A LISTA DE
PRESENÇA.

11

    -

O TEMPO DISPONÍVEL PARA ESTAS PROVAS DE QUESTÕES OBJETIVAS É DE 3 (TRÊS) HORAS E 30

(TRINTA) MINUTOS.

LÍNGUA

PORTUGUESA III

Questões

  1 a   5

  6 a 10

Pontos

1,0

3,0

Questões

11 a 15

Pontos

2,0

CONHECIMENTOS

GERAIS

Questões

21 a 30

31 a 40

41 a 50

Pontos

1,0

2,0

3,0

CONHECIMENTOS

ESPECÍFICOS

NOÇÕES DE

INFORMÁTICA

Questões

  16 a   20

Pontos

2,0

cesgranrio-2004-secad-to-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

ENGENHEIRO CIVIL

2

1

De acordo com o Texto I, ISO é um sistema de pontuação
que avalia, nas empresas, a:
(A) competitividade dos produtos e a eficiência dos serviços.
(B) qualidade das matérias-primas e a evolução do conceito.
(C) capacidade de produção e a qualificação do pessoal.
(D) qualidade do produto e as condições de produção.
(E) política empresarial e a estratégia organizacional.

2

Segundo o Texto I, a postura de vida que, por sua
abrangência, mais se aproxima do "ISO ser humano" é:
(A) ter uma alimentação variada e balanceada.
(B) saber conjugar trabalho, lazer e férias.
(C) adotar medidas positivas de comportamento e hábitos

saudáveis.

(D) fazer periodicamente visitas ao médico e ao dentista.
(E) evitar estresse, pensamentos negativos e excesso de

tarefas.

3

De acordo com o Texto I, é INCORRETO afirmar que:
(A) os procedimentos para atingir o "ISO ser humano" vari-

am de pessoa para pessoa.

(B) o conceito de saúde ultrapassa os limites físicos.
(C) o bem-estar total é um dos aspectos da saúde física.
(D) a saúde familiar é um fator relevante no contexto de

vida do ser humano.

(E) a qualidade de vida do ser humano depende do progra-

ma de saúde por ele estabelecido.

4

Analise a ordem em que os tópicos abaixo estão aborda-
dos no Texto I.

I - O papel desempenhado pelo ser humano no sistema.
II - A relação entre saúde e bem-estar.
III - O conceito de ISO.
IV - A qualidade total de vida.

A seqüência correta é:
(A) I   – II  – III – IV
(B) I   – III – IV – II
(C) II  – III – IV – I
(D) III – I   – II  – IV
(E) III – IV – I   – II

LÍNGUA PORTUGUESA III

Texto I

MEDIDAS PARA VIVER MELHOR

A evolução do conceito de qualidade total criou

em diversos setores organizacionais um sistema de
pontuação – ISO – que é usado na avaliação da quali-
dade de produtos, serviços, de meio ambiente e assim
por diante. Os parâmetros a serem alcançados para
obter o certificado ISO, que torna produtos mais com-
petitivos e serviços mais eficientes, indicam o "cami-
nho das pedras" que deve ser seguido para se alcan-
çar a qualidade total.

Em praticamente todos os setores de ativida-

des o ser humano é o elo importante desse sistema.
Então por que não avaliar os parâmetros da qualidade
de vida do ser humano? Por que não tentar buscar a
qualidade total de vida?

É importante se promover o bem-estar total, pois

o moderno conceito de saúde vai muito além da au-
sência de doenças e engloba o bem-estar físico, soci-
al, intelectual, emocional, espiritual e profissional, que
devem ser avaliados periodicamente. Além desses fa-
tores, outro segmento que muito influi na qualidade total
de vida é a saúde familiar.

Com o objetivo de melhor administrar a saúde,

deve-se procurar um equilíbrio entre o trabalho, o lazer
e o repouso, valorizar as férias e os fins de semana,
priorizar a auto-estima, preservar e aprimorar o equilí-
brio emocional. Temos verificado que mesmo as pes-
soas que fazem exames médicos periódicos ou 

check-

ups, muitas vezes, devido a dificuldades emocionais,
não seguem as recomendações finais, o que repre-
senta um fator limitante na promoção da saúde.

Quem assimila o conceito de saúde total e adota

medidas positivas de comportamento e hábitos saudá-
veis, consegue melhor pontuação e conseqüentemen-
te mais se aproxima do almejado "ISO ser humano".
Para isso cada pessoa deve estabelecer o seu progra-
ma de saúde. Todos podem conseguir um viver melhor
desde que haja uma firme decisão de se cuidar.

Deve-se fazer um planejamento geral e esco-

lher a primeira meta a ser alcançada. As prioridades
variam de pessoa para pessoa.

JACQUES, Haroldo. O Globo. 16 maio 2004. (adaptado)

5

10

15

20

25

30

35

40

cesgranrio-2004-secad-to-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

3

ENGENHEIRO CIVIL

5

"Todos podem conseguir um viver melhor desde que haja
uma firme decisão de se cuidar." (l. 36-37)
A segunda oração do período acima estabelece com a an-
terior uma relação de:
(A) causa.
(B) tempo.
(C) conclusão.
(D) concessão.
(E) condição.

6

Considerando-se a regra ortográfica de "auto-estima", qual
dos vocábulos abaixo está corretamente grafado?
(A) Auto-ajuda.
(B) Auto-destruição.
(C) Auto-biografia.
(D) Auto-correção.
(E) Auto-motriz.

Texto II

NUNCA DESCUIDANDO DO DEVER

Jamais permitiria que seu marido fosse para o

trabalho com a roupa mal passada, não dissessem os
colegas que era esposa descuidada. Debruçada so-
bre a tábua com olho vigilante, dava caça às dobras,
desfazia pregas, aplainando punhos e peitos, afiando
o vinco das calças. E a poder de ferro e goma, envolta
em vapores, alcançava o ponto máximo da sua arte
ao arrancar dos colarinhos liso brilho de celulóide.

Impecável, transitava o marido pelo tempo. Que,

embora respeitando ternos e camisas, começou sub-
repticiamente a marcar seu avanço na pele do rosto.
Um dia notou a mulher um leve afrouxar-se das pálpe-
bras. Semanas depois percebeu que, no sorriso, fran-
ziam-se fundos os cantos dos olhos.

Mas foi só muitos meses mais tarde que a pre-

sença de duas fortes pregas descendo dos lados do
nariz até a boca tornou-se inegável. Sem nada dizer,
ela esperou a noite. Tendo finalmente certeza de que
o homem dormia o mais pesado dos sonos, pegou um
paninho úmido e, silenciosa, ligou o ferro.

COLASANTI, Marina. Contos de amor rasgados.

5

10

15

20

7

Nas passagens "Impecável, transitava o marido pelo tempo."
(l. 9) e "... a presença de duas fortes pregas ..." (l. 15-16), as
palavras destacadas podem ser substituídas, sem alte-
rar o sentido do texto, respectivamente, por:
(A) imaculado – marcas.
(B) infalível – rusgas.
(C) incensurável – manchas.
(D) indiferente – dobras.
(E) indiscutível – carquilhas.

8

No Texto II, o substantivo que, semanticamente, define a
ação da mulher é:
(A) gratidão.
(B) respeito.
(C) insegurança.
(D) vaidade.
(E) obstinação.

9

A relação entre o vocábulo destacado e a categoria grama-
tical a ele atribuída está correta em:
(A) "... com a roupa mal passada," (l. 2) – adjetivo.
(B) "... que era esposa descuidada." (l. 3) – pronome relati-

vo.

(C) "começou sub-repticiamente marcar..." (l. 10-11) – pre-

posição.

(D) "... um leve afrouxar-se das pálpebras." (l. 12-13) –

verbo.

(E) "... só muitos meses ..." (l. 15) – advérbio.

10

Assinale a opção em que, ao transcrever a oração "embora
respeitando ternos e camisas," (l. 10), o sentido permane-
ce.
(A) Como respeitava ternos e camisas.
(B) Ainda que respeitasse ternos e camisas.
(C) Por respeitar ternos e camisas.
(D) Quando respeitou ternos e camisas.
(E) Uma vez que respeitava ternos e camisas.

cesgranrio-2004-secad-to-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

ENGENHEIRO CIVIL

4

CONHECIMENTOS GERAIS

11

Das proibições feitas aos servidores públicos do Estado
do Tocantins fazem parte:
I -

ausentar-se do serviço durante o expediente sem au-
torização;

II - receber presente em razão de suas atribuições;
III - recusar fé a documentos públicos;
IV - utilizar recursos do Estado para fins particulares;
V - recusar-se a atualizar seus dados cadastrais, quando

solicitado.

Estão corretos os itens:
(A) II e IV, apenas.

(B) I, II e III, apenas.

(C) II, III e IV, apenas.

(D) I, II, III e IV, apenas.

(E) I, II, III, IV e V.

12

A aposentadoria é um direito do servidor público. O princi-
pal documento que garante esse direito é o(a):
(A) Estatuto Único dos Servidores Públicos.
(B) Estatuto do Idoso.
(C) Constituição Federal.
(D) Lei de Seguridade Social.
(E) Consolidação das Leis Trabalhistas.

13

A Secretaria de Saúde do Estado do Tocantins estabeleceu
várias ações importantes, tais como criação de unidades
de saúde, capacitação de profissionais, campanhas de va-
cinação, medidas de saneamento e criação de Agentes
Comunitários. Isto significa que no Estado desenvolve-se
uma política de saúde com caráter:
(A) assistencial.

(B) emergencial.

(C) populista.

(D) preventivo.

(E) terapêutico.

14

Nos últimos anos, a economia tocantinense tem demons-
trado um excelente desempenho. Em 2003, as exportações
aumentaram cerca de 646% em relação a todo o ano de
2001, sendo esse crescimento do comércio exterior puxa-
do especialmente pelas exportações de:
(A) soja.

(B) feijão.

(C) milho.

(D) arroz.

(E) algodão.

15

O Aeroporto Internacional de Palmas é considerado estra-
tégico pela Infraero para a movimentação de cargas e pas-
sageiros. Isto acontece porque o aeroporto:
(A) é um dos mais modernos aeroportos de médio porte do País.
(B) tem capacidade para mais de 350 000 passageiros/ano.
(C) vem aumentando gradativamente seu movimento.
(D) localiza-se próximo à Usina de Lajeado.
(E) situa-se no ponto mais central do País.

NOÇÕES DE INFORMÁTICA

16

O botão 

 da barra de ferramentas Padrão do Word

permite:
(A) chamar o calendário.
(B) exibir o mapa do documento.
(C) inserir uma tabela.
(D) inserir uma planilha do Excel.
(E) remover objetos selecionados.

17

A célula A3 de uma planilha Excel contém e apresenta o
valor 0,62. Se esta célula for selecionada e, em seguida, o

botão 

 for pressionado, a célula A3 passará a conter o

valor:

(A) 0,62 e exibir 6,2%

(B) 0,62 e exibir 62%

(C) 6,2 e exibir 6,2%

(D) 6,2 e exibir 62%

(E) 62 e exibir 62%

18

No Outlook, o ícone que indica que uma mensagem possui
algum documento anexo é:

(A) 

       (B) 

       (C) 

       (D) 

       (E) 

19

Os ícones      e   

  ao lado de uma mensagem no

Outlook indicam, respectivamente, que a mensagem

apresenta prioridade:

(A) baixa e ainda não foi lida.

(B) baixa e já foi lida.

(C) alta e ainda não foi lida.

(D) alta e já foi respondida.

(E) alta e já foi encaminhada.

20

No Windows 2000 a combinação padrão de teclas “Ctrl + Z”
é utilizada para:
(A) excluir o item selecionado.
(B) exibir a caixa de diálogo executar.
(C) exibir o menu iniciar.
(D) desfazer o efeito do último comando.
(E) minimizar todas as janelas abertas.

cesgranrio-2004-secad-to-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

5

ENGENHEIRO CIVIL

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

As questões de número 21 a 24 são independentes

entre si e se baseiam nas curvas de nível abaixo

esquematizadas.

21
Se P

3

 > 20 m, a cota da curva C

2

, em metros, valerá:

(A) 5

(B) 10

(C) 15

(D) 25

(E) 30

22

Considerando a cota de P

2

 = 5,50 m, o único valor que a

curva C

1

 poderá assumir, em metros, será:

(A) 5

(B) 10

(C) 15

(D) 20

(E) 25

23

A real posição de P

1

 é:

(A) 5 <  P

1

  <  10

(B) 5

 ≤ 

P

1

  <  10

(C) 10 

 ≤

  P

1

   

 5

(D) P

1

  

  10

(E) P

1

  

  5

24

Considerando a cota de P

3

 = 4,30 m, os valores corretos

das curvas C

2

 

 e C

3

, em metros, serão, respectivamente:

(A) 5 e 0
(B) 5 e 5
(C) 5 e 10
(D) 10 e 5
(E) 10 e 10

As questões de números 25 a 28 referem-se

ao quadro estrutural abaixo.

25

Considerando F > 0, podemos afirmar que o trecho  

AC

está:
(A) totalmente comprimido.
(B) totalmente tracionado.
(C) parcialmente comprimido.
(D) parcialmente tracionado.
(E) sem esforços de tração ou compressão.

26

Para F > 0, o trecho 

BC

 encontra-se:

(A) totalmente comprimido.
(B) totalmente tracionado.
(C) parcialmente comprimido.
(D) parcialmente tracionado.
(E) sem esforços normais.

27

Considerando F > 0, o valor da reação no apoio A valerá:

(A) 

F x BD

(B) 

F 2 x CD

(C) 

F 2 x AC

2

(D) 

F 2 x BD

CD + BD

(E) 

F 2 x BD

2 (CD + BD)

cesgranrio-2004-secad-to-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

ENGENHEIRO CIVIL

6

28

Considerando-se F <  0, o(s) trecho(s) NÃO sujeito(s) ao(s)
esforço(s) de cisalhamento é (são) o(s):

(A) 

AC

, somente.

(B) 

BD

, somente.

(C) 

CD

, somente.

(D) 

AC e BD

.

(E) 

BD e CD

.

29

Assinale a opção que, de acordo com as definições da Lei
8.666, é considerada serviço.
(A) Construção.

(B) Reforma.

(C) Fabricação.

(D) Recuperação.

(E) Conservação.

30

Entre as alternativas apresentadas, a que corretamente
corresponde às normas da ABNT, para um ralo sifonado,
sabendo que tubulações primárias são representadas com
linha cheia e as secundárias com linha tracejada, é:

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

As questões de números 31 a 35 referem-se aos cro-
quis das instalações elétricas de uma sala que foi divi-
dida por uma parede, conforme desenhado a seguir.

Considere que:
- os pontos a e b são os mesmos, antes e depois da divisão;
- com a criação da divisória, os acionamentos das lâmpadas

passaram a ser separados por sala, conforme indicado;

- todos os eletrodutos encontram-se desentupidos e em

condições de receber novos condutores;

- todos os condutores foram retirados, substituídos e ins-

talados conforme a nova necessidade de distribuição.

31

Considerando as situações “antes” e “depois”, no trecho 

1 2

P P

,

a quantidade de condutores:
(A) fase aumentou.
(B) neutro aumentou.
(C) retorno aumentou.
(D) fase e retorno diminuiu.
(E) fase e neutro não se alterou.

32

No trecho 

2 3

P P

, que tipos de condutores sofreram

redução(ões)?
(A) Somente o fase.
(B) Somente o retorno.
(C) Somente o neutro.
(D) O fase e o retorno, apenas.
(E) O fase e o neutro, apenas.

33

A quantidade de condutores que passava antes da divisão

das salas nos trechos 

1 2

P P

 e 

2 3

P P

, respectivamente, era:

(A) 2 e 2
(B) 2 e 3
(C) 3 e 3
(D) 4 e 3
(E) 4 e 4

cesgranrio-2004-secad-to-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

7

ENGENHEIRO CIVIL

34

Que tipos de condutores passam no trecho 

1 4

P P

?

(A) Fase, apenas.
(B) Fase e retorno.
(C) Fase e neutro.
(D) Neutro e retorno.
(E) Fase, neutro e retorno.

35

Depois da reforma, que tipos de condutores estão presentes

simultaneamente nos três trechos (

1 2

P P

 , 

2 3

P P

 e 

1 4

P P

)?

(A) Fase, apenas.
(B) Neutro, apenas.
(C) Retorno, apenas.
(D) Fase e neutro, apenas.
(E) Neutro e retorno, apenas.

36

Em um projeto, um determinado ambiente necessita de uma
janela com um vidro que transmita a luz com vários graus
de difusão, mas que não permita uma visão nítida. Para
satisfazer esta condição, deve-se optar por um vidro:
(A) translúcido.
(B) opaco.
(C) liso.
(D) polido.
(E) espelhado.

37

Em uma obra, as chapas de vidro devem ser armazenadas
sobre um plano:
(A) horizontal, com pilhas de até 0,80 m de altura, indepen-

dente da espessura das chapas.

(B) horizontal, com pilhas de até 1,50 m de altura, indepen-

dente da espessura das chapas.

(C) vertical, independente da classe do vidro.
(D) inclinado de 20% a 30%, independente da espessura

das chapas.

(E) inclinado de 6% a 8%, de acordo com a classe e a es-

pessura nominal das chapas.

38

Em um projeto foi utilizado o material madeira no revesti-
mento de uma sala. Com o objetivo de aumentar a absor-
ção do som, deve-se adotar, como tratamento superficial
da madeira:
(A) laca.
(B) verniz.
(C) papel de parede.
(D) papel de parede e verniz.
(E) verniz e laca.

39

Em uma obra o engenheiro necessita estipular o prazo en-
tre o início da pintura e o término do revestimento corres-
pondente à área que será pintada. Considerando que a
carbonatação da cal existente na argamassa é uma das
principais causas de desagregação do revestimento, o tem-
po que ele deve estipular como mínimo entre as atividades,
em dias, é de:
(A)   5
(B) 10
(C) 15
(D) 30
(E) 60

40

Para obtenção de um concreto plástico compacto, com um
mínimo de vazios, utilizando o adensamento manual, o aba-
timento deste concreto, medido em centímetros, deve es-
tar entre os valores:
(A) 4 e 6
(B) 4 e 10
(C) 5 e 8
(D) 5 e 12
(E) 10 e 15

As questões 41 e 42 referem-se à estrutura

plana a seguir esquematizada.

41

O número de graus de liberdade que esta estrutura possui
é:
(A) 4
(B) 3
(C) 2
(D) 1
(E) 0

42

A classificação dessa estrutura, com relação ao equilíbrio,
é:
(A) estável e isostática.
(B) estável e hiperestática.
(C) isostática.
(D) hiperestática.
(E) hipostática.

cesgranrio-2004-secad-to-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

ENGENHEIRO CIVIL

8

43

Observe a figura abaixo.

O centróide da área hachurada está representado pelo ponto:
(A) 1

(B) 2

(C) 3

(D) 4

(E) 5

As questões 44 a 47 referem-se às composições

unitárias abaixo.

·

 Concreto traço 1:2:3  (m

3

)

cimento .....................320 kg
areia ......................... 0,654 m

3

brita .......................... 0,766 m

3

·

 Emboço, espessura 2,5 cm, traço 1:6   (m

2

)

cimento .....................7,3 kg
areia .......................... 0,014 m

3

saibro ........................ 0,014 m

3

44

A menor quantidade de sacos de cimento (50 kg) a ser
comprada para a concretagem total de um pilar com
1,00 m x 0,50 m x 2,00 m, utilizando-se um concreto 1:2:3, é:
(A) 5

(B) 6

(C) 7

(D) 8

(E) 9

45

O consumo de areia para emboçar uma parede com 120 m

2

e que, por um erro, terá que ser executada com 5 cm de
espessura, utilizando o traço 1:6, em m

3

, é de:

(A) 6,00
(B) 3,36
(C) 1,68
(D) 0,84
(E) 0,014

46

Considerando o preço do saibro como R$ 60,00 por cami-
nhão de 6 m

3

, com 100% de aproveitamento, a parcela de

custo referente ao saibro para realizar 100 m

2

 de emboço

com 4,0 cm de espessura e com traço 1:6, em R$, vale:
(A) 6,00

(B) 10,00

(C) 14,40

(D) 20,80

(E) 22,40

47

Considerando que o preço da brita (R$ 10,00/m

3

), aumen-

tará 50%, o preço do m

3

 do concreto 1:2:3 sofrerá um acrés-

cimo, em R$, de:
(A) 0,77

(B) 1,50

(C) 3,83

(D) 5,00

(E) 15,00

As questões 48 e 49 referem-se ao croqui

e aos dados abaixo.

Dados:
J

1

 = 2,00 m x 1,50 m

B

1

 = 1,00 m x 0,60 m

P

1

 = 0,80 m x 2,10 m

P

2

 = 0,60 m x 2,10 m

Piso da sala = tacos
Piso do WC = cerâmica
Altura das janelas = 1,50 m

48

Para que a sala possua um grau de iluminação e ventilação
correspondente a 1/6 da área do piso, e considerando que
apenas J

1

 e J

2

  entram nos cálculos, a menor largura possí-

vel para J

2

 , em metros, será:

(A) 0,5

(B) 1,0

(C) 1,5

(D) 2,0

(E) 2,5

cesgranrio-2004-secad-to-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

9

ENGENHEIRO CIVIL

49

Considerando que um pedreiro produz 6 m

2

 de piso em

tacos por dia e 4 m

2

 de cerâmica por dia, o prazo estimado

para a realização desses dois serviços, com apenas um
pedreiro, sem interrupção, em dias, é de:
(A) 4

(B) 6

(C) 7

(D) 9

(E) 10

50

Considerando os equipamentos de proteção individual
adotados durante a fase de alvenaria e preparo para as
instalações embutidas de uma obra, assinale o equipamento
INADEQUADO para essa fase da obra.
(A) Luva impermeável.
(B) Mangote de raspa.
(C) Protetor auricular.
(D) Óculos contra impactos.
(E) Óculos de segurança de ampla visão.