Prova Concurso - Engenharia - 2006-PREFEITURA-DE-CANTAGALO-RJ-ENGENHEIRO-CIVIL - CEPERJ - PREFEITURA - 2006

Prova - Engenharia - 2006-PREFEITURA-DE-CANTAGALO-RJ-ENGENHEIRO-CIVIL - CEPERJ - PREFEITURA - 2006

Detalhes

Profissão: Engenharia
Cargo: 2006-PREFEITURA-DE-CANTAGALO-RJ-ENGENHEIRO-CIVIL
Órgão: PREFEITURA
Banca: CEPERJ
Ano: 2006
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

ENGENHEIRO-NUCLEARAMAZUL2018
ENGENHEIRO-AREA-MECANICAUFPA2018
ENGENHEIRO-ENGENHARIA-MECANICAUFPA2018

Gabarito

ceperj-2006-prefeitura-de-cantagalo-rj-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 

 

PREFEITURA MUNICIPAL DE CANTAGALO  

 

EDITAL 

 

DISPÕE SOBRE O CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS PÚBLICOS DO 

QUADRO DE PESSOAL PERMANENTE DO MUNICÍPIO DE CANTAGALO 

 

O  Prefeito  do  Município  de  Cantagalo,  no  uso  das  atribuições que  lhe  são  conferidas  pela  Legislação 
em vigor e tendo em vista o comunicado da FESP RJ, torna público o Gabarito das Provas Objetivas de 
Níveis Superior, Médio e Fundamental Incompleto, realizadas no dia 03/12/2006.. 

 

NÍVEL SUPERIOR

NÍVEL SUPERIOR

NÍVEL SUPERIOR

NÍVEL SUPERIOR    

MÉDICO OFTALMOLOGISTA 

MÉDICO PATOLOGISTA 

Português 

Conhecimentos 

Gerais 

Conhecimentos 

Específicos 

Português 

Conhecimentos 

Gerais 

Conhecimentos 

Específicos 

01 – C 
02 – A 
03 – B 
04 – A 
05 – D 
06 – A 
07 – B 
08 – C 
09 – D 
10 – C 

11 – B 
12 – D 
13 – A 
14 – D 
15 – C 
16 – B 
17 – A 
18 – D 
19 – C 
20 – B 

21 – A 
22 – C 
23 – B 
24 – D 
25 – A 
26 – D 
27 – B 
28 – D 
29 – B 
30 – C 
31 – A 
32 – D 
33 – C 
34 – D 
35 – C 

36 – D 
37 – A 
38 – A 
39 – A 
40 – C 
41 – C 
42 – A 
43 – A 
44 – C 
45 – A 
46 – B 
47 – C 
48 – D 
49 – B 
50 – B 

01 – C 
02 – A 
03 – B 
04 – A 
05 – D 
06 – A 
07 – B 
08 – C 
09 – D 
10 – C 

11 – B 
12 – D 
13 – A 
14 – D 
15 – C 
16 – B 
17 – A 
18 – D 
19 – C 
20 – B 

21 – A 
22 – B 
23 – A 
24 – B 
25 – D 
26 – C 
27 – A 
28 – D 
29 – B 
30 – A 
31 – B 
32 – C 
33 – C 
34 – D 
35 – B 

36 – D 
37 – C 
38 – C 
39 – B 
40 – B 
41 – A 
42 – D 
43 – A 
44 – A 
45 – B 
46 – A 
47 – B 
48 – C 
49 – B 
50 – A 

 
 
 

NÍVEL SUPERIOR

NÍVEL SUPERIOR

NÍVEL SUPERIOR

NÍVEL SUPERIOR    

FARMACÊUTICO BIOQUÍMICO 

ASSISTENTE SOCIAL 

Português 

Conhecimentos 

Gerais 

Conhecimentos 

Específicos 

Português 

Conhecimentos 

Gerais 

Conhecimentos 

Específicos 

01 – C 
02 – A 
03 – B 
04 – A 
05 – D 
06 – A 
07 – B 
08 – C 
09 – D 
10 – C 

11 – B 
12 – D 
13 – A 
14 – D 
15 – C 
16 – B 
17 – A 
18 – D 
19 – C 
20 – B 

21 – C 
22 – B 
23 – A 
24 – D 
25 – A 
26 – B 
27 – A 
28 – D 
29 – A 
30 – D 
31 – A 
32 – B 
33 – D 
34 – B 
35 – C 

36 – D 
37 – A 
38 – C 
39 – D 
40 – A 
41 – B 
42 – C 
43 – A 
44 – B 
45 – D 
46 – B 
47 – C 
48 – C 
49 – D 
50 – A 

01 – C 
02 – A 
03 – B 
04 – A 
05 – D 
06 – A 
07 – B 
08 – C 
09 – D 
10 – C 

11 – B 
12 – D 
13 – A 
14 – D 
15 – C 
16 – B 
17 – A 
18 – D 
19 – C 
20 – B 

21 – B 
22 – C 
23 – A 
24 – B 
25 – D 
26 – C 
27 – A 
28 – B 
29 – C 
30 – D 
31 – C 
32 – A 
33 – D 
34 – B 
35 – D 

36 – C 
37 – A 
38 – B 
39 – B 
40 – A 
41 – D 
42 – A 
43 – B 
44 – B 
45 – D 
46 – D 
47 – C 
48 – B 
49 – C 
50 – B 

 
 
 
 
 

ceperj-2006-prefeitura-de-cantagalo-rj-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 
 

NÍVEL SUPERIOR

NÍVEL SUPERIOR

NÍVEL SUPERIOR

NÍVEL SUPERIOR    

ENGENHEIRO CIVIL 

PROFESSOR 1 (EDUCAÇÃO FÍSICA) 

Português 

Conhecimentos 

Gerais 

Conhecimentos 

Específicos 

Português 

Conhecimentos 

Gerais 

Conhecimentos 

Pedagógicos 

Conhecimentos 

Específicos 

01 – C 
02 – A 
03 – B 
04 – A 
05 – D 
06 – A 
07 – B 
08 – C 
09 – D 
10 – C 

11 – B 
12 – D 
13 – A 
14 – D 
15 – C 
16 – B 
17 – A 
18 – D 
19 – C 
20 – B 

21 – D 
22 – B 
23 – C 
24 – B 
25 – A 
26 – D 
27 – C 
28 – A 
29 – A 
30 – B 
31 – C 
32 – A 
33 – C 
34 – C 
35 – C 

36 – A 
37 – D 
38 – B 
39 – A 
40 – C 
41 – C 
42 – B 
43 – C 
44 – D 
45 – C 
46 – A 
47 – D 
48 – A 
49 – B 
50 – C 

01 – C 
02 – A 
03 – B 
04 – A 
05 – D 
06 – A 
07 – B 
08 – C 
09 – D 
10 – C 

11 – B 
12 – D 
13 – A 
14 – D 
15 – C 
16 – B 
17 – A 
18 – D 
19 – C 
20 – B 

21 – B 
22 – C 
23 – C 
24 – A 
25 – A 
26 – D 
27 – B 
28 – D 
29 – C 
30 – A 
 

31 – B 
32 – C 
33 – A 
34 – D 
35 – A 
36 – B 
37 – C 
38 – D 
39 – B 
40 – C 
 

41 – D 
42 – B 
43 – A 
44 – C 
45 – B 
46 – A 
47 – C 
48 – D 
49 – A 
50 – B 
 

 

NÍVEL MÉDIO

NÍVEL MÉDIO

NÍVEL MÉDIO

NÍVEL MÉDIO    

TÉCNICO EM PRÓTESE DENTARIA 

TÉCNICO EM INFORMÁTICA 

Português 

Conhecimentos 

Gerais 

Conhecimentos 

Específicos 

Português 

Conhecimentos 

Gerais 

Conhecimentos 

Específicos 

01 – A 
02 – C 
03 – D 
04 – A 
05 – B 
06 – D 
07 – B 
08 – C 
09 – A 
10 – D 

11 – D 
12 – A 
13 – B 
14 – A 
15 – C 
16 – D 
17 – C 
18 – B 
19 – A 
20 – D 

21 – C 
22 – B 
23 – D 
24 – B 
25 – C 
26 – B 
27 – C 
28 – A 
29 – A 
30 – C 

31 – A 
32 – D 
33 – C 
34 – B 
35 – B 
36 – C 
37 – D 
38 – A 
39 – D 
40 – C 

01 – A 
02 – C 
03 – D 
04 – A 
05 – B 
06 – D 
07 – B 
08 – C 
09 – A 
10 – D 

11 – D 
12 – A 
13 – B 
14 – A 
15 – C 
16 – D 
17 – C 
18 – B 
19 – A 
20 – D 

21 – D 
22 – D 
23 – C 
24 – D 
25 – C 
26 – D 
27 – B 
28 – A 
29 – C 
30 – C 

31 – A 
32 – A 
33 – B 
34 – A 
35 – C 
36 – A 
37 – B 
38 – B 
39 – D 
40 – B 

 

NÍVEL MÉDIO

NÍVEL MÉDIO

NÍVEL MÉDIO

NÍVEL MÉDIO    

INSTRUTOR DE INFORMÁTICA 

OFICIAL ADMINISTRATIVO 

Português 

Conhecimentos 

Gerais 

Conhecimentos 

Específicos 

Português 

Conhecimentos 

Gerais 

Conhecimentos 

Específicos 

01 – A 
02 – C 
03 – D 
04 – A 
05 – B 
06 – D 
07 – B 
08 – C 
09 – A 
10 – D 

11 – D 
12 – A 
13 – B 
14 – A 
15 – C 
16 – D 
17 – C 
18 – B 
19 – A 
20 – D 

21 – C 
22 – A 
23 – B 
24 – A 
25 – D 
26 – B 
27 – C 
28 – C 
29 – D 
30 – A 

31 – D 
32 – C 
33 – B 
34 – A 
35 – B 
36 – D 
37 – B 
38 – A 
39 – C 
40 – C 

01 – A 
02 – C 
03 – D 
04 – A 
05 – B 
06 – D 
07 – B 
08 – C 
09 – A 
10 – D 

11 – D 
12 – A 
13 – B 
14 – A 
15 – C 
16 – D 
17 – C 
18 – B 
19 – A 
20 – D 

21 – C 
22 – A 
23 – B 
24 – A 
25 – D 
26 – B 
27 – D 
28 – C 
29 – A 
30 – B 

31 – D 
32 – B 
33 – C 
34 – A 
35 – D 
36 – C 
37 – A 
38 – B 
39 – D 
40 – A 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

ceperj-2006-prefeitura-de-cantagalo-rj-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 

NÍVEL MÉDIO

NÍVEL MÉDIO

NÍVEL MÉDIO

NÍVEL MÉDIO    

TÉCNICO DE GESSO 

AUXILIAR DE OFICINA  

(Todas as Áreas de Atuação) 

Português 

Conhecimentos 

Gerais 

Conhecimentos 

Específicos 

Português 

Conhecimentos 

Gerais 

Conhecimentos 

Específicos 

01 – A 
02 – C 
03 – D 
04 – A 
05 – B 
06 – D 
07 – B 
08 – C 
09 – A 
10 – D 

11 – D 
12 – A 
13 – B 
14 – A 
15 – C 
16 – D 
17 – C 
18 – B 
19 – A 
20 – D 

21 – D 
22 – B 
23 – A 
24 – D 
25 – C 
26 – B 
27 – C 
28 – A 
29 – B 
30 – D 

01 – A 
02 – C 
03 – D 
04 – A 
05 – B 
06 – D 
07 – B 
08 – C 
09 – A 
10 – D 

11 – D 
12 – A 
13 – B 
14 – A 
15 – C 
16 – D 
17 – C 
18 – B 
19 – A 
20 – D 

21 – D 
22 – B 
23 – B 
24 – C 
25 – A 
26 – C 
27 – A 
28 – B 
29 – D 
30 – A 

 

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO

NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO    

OPERADOR DE MÁQUINAS E MERENDEIRA 

AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS 

Português 

MATEMÁTICA 

Português 

Matemática 

01 – A 
02 – D 
03 – C 
04 – B 
05 – A 
06 – C 
07 – D 
08 – A 
09 – B 
10 – C 

11 – B 
12 – C 
13 – C 
14 – A 
15 – D 
16 – A 
17 – B 
18 – D 
19 – C 
20 – B 

01 – A 
02 – C 
03 – D 
04 – A 
05 – B 
06 – D 
07 – C 
08 – B 
09 – A 
10 – C 

11 – D 
12 – C 
13 – C 
14 – A 
15 – B 
16 – A 
17 – B 
18 – C 
19 – B 
20 – D 

 

Prova

ceperj-2006-prefeitura-de-cantagalo-rj-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

1

P

REFEITURA

 M

UNICIPAL DE

 C

ANTAGALO

N

ÍVEL

 S

UPERIOR

E

NGENHEIRO

 C

IVIL

P

ORTUGUÊS

L

EIA O

 T

EXTO

A

BAIXO E

 R

ESPONDA ÀS

 Q

UESTÕES DE N

º 01 

A

 06.

CONTROLE DO APETITE

Até a segunda metade do século XX, a des-

nutrição foi nosso principal problema de saúde pú-

blica; hoje, é a obesidade. Cerca de 10% dos brasi-

leiros adultos são obesos, e outros 30% estão aci-

ma do peso saudável. Portanto, cerca de 50 mi-

lhões de pessoas deveriam perder peso para que

se evitassem doenças como ataques cardíacos, der-

rames cerebrais, diabetes, reumatismos e alguns

tipos de câncer.

Os sistemas biológicos que controlam a

ingestão de alimentos são complexos e mal conhe-

cidos. Durante os 5 milhões de anos da existência

humana, a fome representou ameaça permanente à

sobrevivência da espécie. Entre nossos antepassa-

dos, sobreviveram apenas aqueles capazes de es-

tabelecer um equilíbrio rígido entre o número de ca-

lorias ingeridas e as necessidades energéticas do

organismo.

Na evolução de nossa espécie, foram

selecionados indivíduos cujos cérebros eram capa-

zes de engendrar mecanismos biológicos altamen-

te eficazes para evitar a perda de peso. Através de-

les, assim que o cérebro detecta diminuição dos

depósitos de gordura, a energia que o corpo gasta

para funcionar em repouso com a finalidade de exer-

cer suas funções básicas (metabolismo basal) cai

dramaticamente, ao mesmo tempo em que são en-

viados sinais irresistíveis para procurar e consumir

alimentos.

Infelizmente, quando ocorre aumento de peso,

os sinais opostos são quase imperceptíveis: não há

grande aumento da energia gasta em repouso, a

fome não diminui significativamente, nem surge es-

tímulo para aumentar a atividade física; pelo contrá-

rio, tendemos a nos tornar mais sedentários.

Além disso, por razões mal compreendidas,

o corpo tende a defender o peso mais alto que já

atingiu. Para tristeza da mulher e do homem mo-

derno, o organismo protege as reservas de gordura

mesmo que estocadas em níveis muito elevados. A

mais insignificante tentativa de reduzi-las é inter-

pretada pelo cérebro como ameaça à integridade

física.

Drauzio Varela (Folha de São Paulo, 29/5/2004)

01.  O texto “Controle do apetite”, quanto ao modo de orga-

nização textual e à justificativa para a classificação, pode

ser considerado um texto:

A) narrativo, porque relata mudanças progressivas de per-

sonagens e coisas através do tempo

B) descritivo, porque transmite imagens positivas ou nega-

tivas dos elementos descritos

C) dissertativo, porque analisa e interpreta dados da reali-

dade por meio de conceitos abstratos

D) poético, porque utiliza jogos de figuras de modo a ocul-

tar uma visão de mundo subjetiva

02.  No período “...a energia que o corpo gasta para funci-

onar em repouso com a finalidade de exercer suas fun-

ções básicas (metabolismo basal) cai dramaticamente...”,

substituindo-se o verbo assinalado por outro, respeitando-

se as normas de regência verbal, tem-se:

A)  “...a energia de que o corpo se utiliza  para funcionar

em repouso com a finalidade de exercer suas funções bá-

sicas (metabolismo basal) cai dramaticamente...”

B)  “...a energia que o corpo se serve para funcionar em

repouso com a finalidade de exercer suas funções básicas

(metabolismo basal) cai dramaticamente...”

C)  “...a energia com que o corpo despende para funcionar

em repouso com a finalidade de exercer suas funções bá-

sicas (metabolismo basal) cai dramaticamente...”

D)  “...a energia de que o corpo consome para funcionar

em repouso com a finalidade de exercer suas funções bá-

sicas (metabolismo basal) cai dramaticamente...”

03.  Na continuidade de um texto, a fim de estabelecer a

coesão textual, costuma ocorrer a substituição de termos

por outros, que referenciam o que foi dito anteriormente. A

palavra destacada tem sua referência correta em:

A) “sobreviveram apenas aqueles capazes de estabelecer

um equilíbrio rígido” (L.15/16) – sistemas biológicos

B)  “A mais insignificante tentativa de reduzi-las é interpre-

tada pelo cérebro...” (L.40/41/42) – reservas de gordura

C) “para funcionar em repouso com a finalidade de exercer

suas funções básicas” (L.25/26)  - energia

D) “Através deles, assim que o cérebro detecta diminui-

ção dos depósitos de gordura...” (L.22/23/24) - depósitos

de gordura

5

10

15

20

25

30

35

40

ceperj-2006-prefeitura-de-cantagalo-rj-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

2

P

REFEITURA

 M

UNICIPAL DE

 C

ANTAGALO

N

ÍVEL

 S

UPERIOR

E

NGENHEIRO

 C

IVIL

04. No período “...ao mesmo tempo em que são enviados
sinais irresistíveis para procurar...” , a palavra que classifi-
ca-se morfologicamente como em:

A)  “Através deles, assim que o cérebro detecta diminui-
ção dos depósitos de gordura...”

B)  “deveriam perder peso para que se evitassem doenças
como ataques cardíacos...”

C)  “...protege as reservas de gordura mesmo que estoca-
das em níveis muito elevados...”

D)  “...a energia que o corpo gasta para funcionar em re-
pouso [...] cai dramaticamente...”

05. A palavra ataques  (para que se evitassem doenças
como ataques cardíacos
),  segue o mesmo processo de
formação presente na palavra assinalada em:

A)  “... ameaça permanente à sobrevivência da espécie.”
B)  “... a desnutrição foi nosso principal problema...”
C)  “...saúde pública; hoje, é a obesidade.”
D)  “...a fome representou ameaça  permanente...”

06. A vírgula foi empregada para separar termos que pos-
suem a mesma função sintática em:

A)  “...para que se evitassem doenças como ataques car-
díacos, derrames cerebrais, diabetes, reumatismos...”

B)  “Até a segunda metade do século XX, a desnutrição foi
nosso principal problema de saúde pública;”

C) “Infelizmente, quando ocorre aumento de peso, os si-
nais opostos são quase imperceptíveis...”

D) “Portanto, cerca de 50 milhões de pessoas deveriam
perder peso para que se evitassem doenças...”

L

EIA O

 T

EXTO

A

BAIXO E

 R

ESPONDA ÀS

 Q

UESTÕES DE N

º 07 

A

 09.

CORTE

O dia segue normal. Arruma-se a casa. Limpa-se

em volta.

Cumprimenta-se os vizinhos. Almoça-se ao meio-dia.

Ouve-se  rádio à tarde. Lá pelas 5 horas, inicia-se o de
sempre.

(MELLO, Maria Amélia. Corte. Minas Gerais, Belo Horizonte,

n. 686, ano XIV, 04 nov.1979. Suplemento Literário, p. 92.)

07.  Na frase “Cumprimenta-se os vizinhos.”, foi usada uma
concordância verbal na voz passiva que foge ao que reco-
menda a variedade padrão da língua. Empregando-se a
concordância verbal gramatical, tem-se:

A) Cumprimentam os vizinhos.

B) Cumprimentam-se os vizinhos.
C) Cumprimentaram os vizinhos.
D) Cumprimentou-se os vizinhos.

08.  A respeito do texto “Corte”, pode-se afirmar que:
A) O título contrasta com a prática prosaica de uma mu-
lher preocupada em realizar as tarefas domésticas.

B) A presença de uma seqüência de fatos dispostos de
forma incoerente impede a compreensão da mensagem.

C) A falta de identificação do agente das ações caracteriza
o anonimato da rotina de uma dona-de-casa.

D) A série de ações relatadas pelo texto não coincide com
a seqüência cronológica do cotidiano doméstico.

09.  A oração “Almoça-se ao meio-dia.” apresenta sujeito
indeterminado. Esse mesmo tipo de sujeito ocorre em:

A) Almoço ao meio-dia.
B) Almoça ao meio-dia.
C) Almoçam-se ao meio-dia.
D) Almoçam ao meio-dia.

C

ONSIDERE O

A

NÚNCIO

A

BAIXO PARA

 R

ESPONDER À

 Q

UES

-

TÃO DE N

º 10

10.  O primeiro enunciado do anúncio apresenta um perío-
do composto por subordinação. Entre as orações desse
período estabelece-se a mesma relação semântica pre-
sente no período:

A) O pão ficava cada vez mais macio, conforme a cozi-
nheira o amassava.

B)  O pão ficava ainda mais macio, à medida que a cozi-
nheira o amassava.

C) A cozinheira amassava o pão com uma habilidade que
o deixava muito macio.

D)  A cozinheira amassava  o pão como um pedreiro traba-
lha o cimento da construção.

ceperj-2006-prefeitura-de-cantagalo-rj-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

3

P

REFEITURA

 M

UNICIPAL DE

 C

ANTAGALO

N

ÍVEL

 S

UPERIOR

E

NGENHEIRO

 C

IVIL

C

ONHECIMENTOS

 G

ERAIS

C

ONSIDERE A

 L

EI

 O

RGÂNICA DO

 M

UNICÍPIO DE

 C

ANTAGALO E RES

-

PONDA ÀS QUESTÕES DE N

º 11

A

 13.

11. De acordo com o artigo 249, compete ao Sistema Úni-
co de Saúde, dentre outras atribuições:

A) garantir aos profissionais da área de saúde condições
adequadas de trabalho, desestimulando o regime de tem-
po integral

B) coordenar e estabelecer diretrizes e estratégias de
ações de vigilância sanitária e epidemiológica e colaborar
no controle do meio ambiente e saneamento

C) promover o desenvolvimento de novas tecnologias e a
produção de medicamentos por laboratórios oficiais do
Estado, com exceção da homeopatia e da fitoterapia

D) dispor sobre a doação e a remoção de órgãos, tecidos
e substâncias, para fins de transplante, pesquisa e trata-
mento, facilitando a sua comercialização

12. Segundo o artigo 280, é dever do Município fomentar
práticas desportivas formais e não formais, inclusive para
pessoas portadoras de deficiências, observando, dentre
outros princípios:

A) a promoção de jogos e competições esportivas
amadoras, exceto de alunos da rede pública de ensino

B) a destinação de recursos públicos à promoção prioritária
do desporto profissional e de alto rendimento

C) o tratamento igualitário para o desporto profissional e
não-profissional em todas as modalidades esportivas

D)  a autonomia das entidades desportivas, dirigentes e
associações, quanto à sua organização e ao seu funcio-
namento

13. As atividades da Administração Municipal direta ou in-
direta estão sujeitas a controle interno e externo. De acor-
do com o artigo 73, o controle externo será exercido:

A) pelos cidadãos, individual ou coletivamente, e pela Câ-
mara Municipal

B) pelos órgãos subordinados competentes, observado o
princípio da autotutela

C) pelo Poder Judiciário, exceto nos casos de irregularida-
de na execução orçamentária

D) pelo Prefeito, mediante controle das operações de cré-
dito, avais e garantia

C

ONSIDERE A

 L

EI

 M

UNICIPAL N

º 10/1990 – R

EGIME

 J

URÍDICO

 Ú

NICO

DOS

 S

ERVIDORES

  P

ÚBLICOS DO

  M

UNICÍPIO

,

DAS

A

UTARQUIAS E DAS

F

UNDAÇÕES

 M

UNICIPAIS E RESPONDA ÀS QUESTÕES DE N

º 14 

A

 16.

14. De acordo com o artigo 135, constitui dever do funcio-
nário público, dentre outros:
A) permanecer no cargo até a aposentadoria, salvo ordem
contrária de superior
B) guardar sigilo sobre irregularidades de que tiver ciência
em razão do cargo
C) atuar como procurador ou intermediário junto a reparti-
ções públicas
D) atender com presteza às requisições para a defesa da
Fazenda Pública

15. A exoneração de cargo efetivo ocorrerá a pedido do
funcionário ou de ofício. Segundo o artigo 36, a exonera-
ção de ofício terá lugar:

A) quando o funcionário completar oitenta anos
B) na data do falecimento do servidor
C) quando não satisfeitas as condições do estágio probatório
D) na data da posse de outro cargo de acumulação proibida

16. A ajuda de custo destina-se à compensação das des-
pesas de instalação do funcionário que, no interesse do
serviço, passa a ter exercício em nova sede, com mudan-
ça de domicílio em caráter permanente. De acordo com os
artigos 56 a 59, o funcionário ficará obrigado a restituir a
ajuda de custo:

A) em caso de exoneração de ofício ou a pedido do próprio

B) quando, injustificadamente, não se apresentar na nova
sede

C) quando, além do vencimento, for beneficiário de adicio-
nal noturno

D) em caso de retorno por motivo de doença, mesmo que
comprovada

17. O povoamento do Município de Cantagalo, iniciado em
meados do século XVIII, foi motivado:

A) pela exploração do ouro
B) pela atividade agropecuária
C) pela produção de cana-de-açúcar
D) pela atividade pesqueira

18. O Município de Cantagalo está localizado:

A) na região Sudeste do Estado do Rio de Janeiro
B) na região Sul do Estado do Rio de Janeiro
C) na Baixada Fluminense
D) no Centro-Norte Fluminense

19. Além do Brasão de Armas do Município, a bandeira de
Cantagalo apresenta:

A) faixetas ondeadas de azul, representando os rios Negro
e Paraíba do Sul

B) estrela de ouro, ao centro, representando a abundância
do precioso metal na região

C) cinco faixas horizontais, simbolizando os cinco distri-
tos que compõem o município

D) cruz celeste, ao centro, simbolizando o espírito pacífico
e cristão de seu povo

20. O território do Município de Cantagalo foi originalmente
habitado pelos índios:

A) Aymorés e Xavantes
B) Coroados e Goitacazes
C) Tupinambás e Coroados
D) Xavantes e Tupinambás

ceperj-2006-prefeitura-de-cantagalo-rj-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

4

P

REFEITURA

 M

UNICIPAL DE

 C

ANTAGALO

N

ÍVEL

 S

UPERIOR

E

NGENHEIRO

 C

IVIL

C

ONHECIMENTOS

 E

SPECÍFICOS

21. Observe atentamente a seção transversal de uma viga
de concreto armado apresentada abaixo.

As armaduras indicadas com os números 1, 2 e 3 são
conhecidas, respectivamente, como armaduras de:

A) flexão positiva, flexão negativa e de pele
B) flexão negativa, flexão positiva e de distribuição
C) flexão positiva, flexão negativa e de distribuição
D) flexão negativa, flexão positiva e de pele

22. Na figura abaixo, tem-se a planta de formas de uma
laje de concreto armado.

A relação entre o maior e o menor vão teórico dessa laje
vale, aproximadamente:

A) 1,25
B) 1,27
C) 1,29
D) 1,30

23. De acordo com a NBR 6118: 2003, o menor diâmetro
possível para as barras que compõem as armaduras longi-
tudinais de um pilar de concreto armado vale:

A) 6,3mm
B) 8,0mm
C) 10,0mm
D) 12,5mm

24. A figura abaixo apresenta uma viga biapoiada, com
seção transversal retangular, sob a ação de uma carga
uniformemente distribuída e uma carga concentrada.

A maior tensão normal de flexão nessa viga vale:

A) 10 MPa
B) 13 MPa
C) 20 MPa
D) 26 MPa

25. A figura abaixo destaca uma viga com uma das extre-
midades engastada e a outra livre.

Considerando que essa viga tem seção transversal qua-
drada de lado 10cm e é formada por aço carbono com
módulo de Young igual a 200000MPa, o deslocamento ver-
tical no ponto A dessa viga é igual a:

A) 5,4cm
B) 10,8cm
C) 16,2cm
D) 21,6cm

A

ceperj-2006-prefeitura-de-cantagalo-rj-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

5

P

REFEITURA

 M

UNICIPAL DE

 C

ANTAGALO

N

ÍVEL

 S

UPERIOR

E

NGENHEIRO

 C

IVIL

26. A figura abaixo apresenta o perfil geotécnico de um
terreno.

A tensão total, em kPa, no ponto A, vale:

A) 80,0
B) 91,2
C) 120,0
D) 121,2

27. Um pilar de seção transversal quadrada aplica sobre
uma sapata de base também quadrada uma carga igual a
900kN. Sabendo que a tensão admissível do terreno sobre
o qual a sapata será assentada vale 225kPa, a menor di-
mensão possível para a base dessa sapata é igual a:

A) 1,0m
B) 1,4m
C) 2,0m
D) 2,3m

28. O tipo de fundação profunda caracterizada por ter uma
base alargada, obtida introduzindo-se no terreno uma certa
quantidade de material granular ou concreto por meio de
golpes de um pilão, e que possui fuste moldado no terreno
com revestimento perdido ou não, é conhecida como:

A) estaca tipo Franki
B) estaca mista
C) tubulão
D) estaca raiz

29. Leia atentamente o texto abaixo.

“As peças de madeira utilizadas nas cons-
truções apresentam uma série de defeitos que
prejudicam a resistência, o aspecto ou a du-
rabilidade”
(Estruturas de Madeira; PFEIL, Walter, PFEIL,
Michele; 6ª edição; Ed. LTC, 2003)

O defeito em madeiras caracterizado pela separação en-
tre os anéis anuais, provocada por tensões internas devi-
das ao crescimento lateral da árvore ou, ainda, por ações
externas, é conhecido como:

A) gretas
B) abaulamento
C) arqueamento
D) fibras reversas

30. Um dos procedimentos mais importantes na execu-
ção de estruturas de concreto armado é o da cura. Esse
procedimento tem por objetivo:

A) melhorar a trabalhabilidade do concreto fresco

B) impedir a evaporação precoce da água de amassamento
do concreto

C) facilitar o adensamento da estrutura de concreto armado

D) aumentar a resistência à tração da estrutura de concre-
to armado

31. A corrosão é o processo de reação do aço com alguns
elementos presentes no ambiente em que se encontra
exposto. Esse processo pode levar peças constituídas por
este material a perder seção e, assim, levá-las ao colap-
so. Dentre as alternativas abaixo, aquela na qual se apre-
senta uma medida de combate à corrosão em estruturas
metálicas é:

A) aumento do percentual de carbono no aço estrutural

B) adição, por imersão, de uma camada de níquel às su-
perfícies do aço

C) aplicação de uma ou duas demãos de primer

D) remoção da pátina produzida pela própria corrosão

32. Deseja-se dimensionar uma chapa de aço de 200mm
de largura sujeita a um esforço axial de 300kN e com ten-
são de escoamento igual a 250MPa. Considerando que a
tensão admissível neste projeto é igual a 60% da tensão
de escoamento do material, a menor espessura necessá-
ria para essa chapa vale:

A) 1cm
B) 2cm
C) 3cm
D) 5cm

33. A figura abaixo apresenta um tipo de circuito elétrico
bastante utilizado em edificações.

Esse dispositivo é conhecido como:

A) minuteria
B) interruptor three-way
C) interruptor four-way
D) interruptor de várias seções

ceperj-2006-prefeitura-de-cantagalo-rj-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

6

P

REFEITURA

 M

UNICIPAL DE

 C

ANTAGALO

N

ÍVEL

 S

UPERIOR

E

NGENHEIRO

 C

IVIL

34. Cada unidade de um conjunto residencial com 50 apar-

tamentos tem demanda de energia elétrica igual a 5000

watts. A energia medida no quadro geral desse conjunto

residencial, no entanto, indicou uma demanda de 125000

watts. Deste modo, o fator de diversidade para esse con-

junto vale:

A) 0,5

B) 1,0

C) 2,0

D) 4,0

35. Na figura abaixo, encontra-se uma típica instalação

sanitária.

Esse tipo de instalação é conhecido como instalação com:

A) sifão individual

B) sifão geral

C) ralo sifonado

D) ralo simples

36. A declividade mínima exigida para os ramais de esgo-

to, subcoletores e coletores prediais é:

A) maior para as canalizações que tenham menor diâmetro

B) maior para as canalizações que tenham maior diâmetro

C) maior para as canalizações que tenham diâmetro inter-

mediário

D) determinada independentemente do diâmetro das ca-

nalizações

37. As canalizações para condução de água potável po-

dem ser feitas de diversos tipos de materiais. O plástico

tem como vantagens:

A) baixo peso e alta condutividade térmica

B) alta resistência à pressão e alta resistência química

C) baixo coeficiente de expansão e baixa tendência ao

entupimento

D) baixa condutividade térmica e baixo coeficiente de atrito

38. Observe a figura abaixo, que mostra um trecho em

curva circular de um projeto geométrico de uma estrada.

O desenvolvimento total desta curva mede, em metros:

A)   2 

π

B)   5 

π

C) 10 

π

D) 20 

π

39. As sondagens por meio de trado são normalmente uti-

lizadas para realizar furos com profundidade de:

A) até 3m

B) de 7m a 10 m

C) de 13m a 18m

D) acima de 20m

40. Um dos materiais de construção empregados há mais

tempo é a madeira. Uma de suas desvantagens é

A) não resistir a esforços de tração

B) dificultar a realização de ligações e emendas

C) ser um material heterogêneo e anisótropo

D) apresentar más condições de isolamento acústico e

térmico

41. Após executada uma alvenaria, é preciso revesti-la

externamente. As sucessivas camadas que são aplicadas,

em ordem de execução, são:

A) enchimento, reboco e emboço

B) emboço, enchimento e reboco

C) enchimento, emboço e reboco

D) emboço, reboco e enchimento

45º

20m

PC

PT

O

20m

ceperj-2006-prefeitura-de-cantagalo-rj-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

7

P

REFEITURA

 M

UNICIPAL DE

 C

ANTAGALO

N

ÍVEL

 S

UPERIOR

E

NGENHEIRO

 C

IVIL

42. Observe o levantamento topográfico esquematizado no
desenho abaixo:

O topógrafo está localizado no ponto A, cuja cota é de
120,40m. Seu teodolito tem altura de 1,48m, desde o pé
até o visor. A distância entre o ponto A e o ponto B, cuja
cota deseja-se obter, é de 100m.

Sabendo-se que a tangente do ângulo 

α 

 vale 0,30, e que

a leitura na mira foi de 2,00m, a cota calculada para o
ponto B é de:

A) 147,42 m
B) 149,88 m
C) 151,42 m
D) 153,88 m

43. O total de material escavado em uma obra foi de 1000m

3

,

antes do empolamento, cujo valor típico para esse materi-
al é de 20%.

Devido ao fato de o material estar em boas condições,
40% foi reaproveitado para aterros posteriores realizados
no próprio local.

O volume de material que deverá ser levado para bota-fora
é de:

A) 480 m

3

B) 600 m

3

C) 720 m

3

D) 800 m

3

44. Uma das propriedades de um aço é sua dureza, que
mede a resistência quanto:

A) à temperatura
B) ao abaulamento
C) à tração
D) ao risco

45. A queima dos produtos cerâmicos, necessária para o
seu processo de fabricação, é dividida em três etapas,
que são executadas na seguinte ordem:

A) desidratação, vitrificação, oxidação
B) oxidação, desidratação, vitrificação
C) desidratação, oxidação, vitrificação
D) vitrificação, oxidação,desidratação

46. Denomina-se concreto armado a união do ferro ao con-
creto, na construção. A principal função do aço neste tipo
de estrutura é:

A) suprir as deficiências do concreto quanto à resistência
à tração

B) elevar o coeficiente de dilatação térmica do concreto,
bem inferior ao do aço

C) aumentar a resistência à compressão do concreto

D) preservar o concreto contra a ferrugem

47. Há diversos tipos de vidro, de acordo com o seu pro-
cesso de fabricação. O vidro recozido é aquele que:

A) recebe em seu interior fios metálicos incorporados à
sua massa, durante sua fase de aquecimento

B) foi submetido a um tratamento físico para que sejam
introduzidas algumas tensões adequadas

C)  é composto de várias chapas de vidro, unidas ao forno
por películas aderentes

D) é resfriado gradualmente, sem tratamentos térmicos ou
químicos, após sua saída do forno

48. Uma das vantagens dos materiais betuminosos é:

A) não necessitarem de água para iniciarem a pega, por
serem ligantes

B) poderem ser utilizados como material de estanqueidade,
já que absorvem com maior facilidade a água

C) serem muito resistentes à temperatura, podendo ser
usados como isolantes

D) serem de fácil reação química, indicados, desta forma,
para serem misturados às tintas de proteção

49. As tintas são normalmente compostas por uma mistu-
ra de componentes sólidos e uma fase líquida. A alternati-
va que apresenta apenas tintas miscíveis em água é:

A)  à base de cimento / laca / resina
B)  à base de cal / à base de cimento / caseína
C)  à base de cimento / laca / caseína
D)  à base de cal / laca / resina

50. Observe o desenho abaixo, que mostra um nivelamento
topográfico.

Os seguintes dados foram obtidos neste nivelamento:

Cota no ponto B: 314,80 m
Leitura da régua situada sobre o ponto B: 1,480 m
Leitura da régua situada sobre o ponto C: 0,620 m

A cota calculada para o ponto C é de:

A) 314,18
B) 315,42
C) 315,66
D) 316,90

A

B

α 

100m

B

C

A