Prova Concurso - Pedagogia - 2006-PREFEITURA-DE-FLORIANOPOLIS-SC-PROFESSOR-EDUCACAO-ESPECIAL-2 - FEPESE - PREFEITURA - 2006

Prova - Pedagogia - 2006-PREFEITURA-DE-FLORIANOPOLIS-SC-PROFESSOR-EDUCACAO-ESPECIAL-2 - FEPESE - PREFEITURA - 2006

Detalhes

Profissão: Pedagogia
Cargo: 2006-PREFEITURA-DE-FLORIANOPOLIS-SC-PROFESSOR-EDUCACAO-ESPECIAL-2
Órgão: PREFEITURA
Banca: FEPESE
Ano: 2006
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

PEDAGOGOUFPA2018
PEDAGOGOUNIFESSPA2018
PEDAGOGOEBSERH2018

Gabarito

fepese-2006-prefeitura-de-florianopolis-sc-professor-educacao-especial-2-gabarito.pdf-html.html

Secretaria Municipal de Educação

Edital 002/2006

Gabaritos das Provas

Conhecimentos Gerais

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10

d

b

e

c

d

a

b

e

c

a

Conhecimentos Específi cos

Educação Infantil na Rede Municipal 
de Ensino e Entidades Conveniadas

Educação Infantil (9929)

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

b

e

d

a

c

e

b

d

c

a

Séries Iniciais do Ensino Fundamental e 
Educação de Jovens e Adultos na 
Rede Municipal de Ensino e Entidades Conveniadas

Séries Iniciais (9914)

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

b

c

d

a

e

b

a

d

e

c

Educação Especial na Rede Municipal 
de Ensino e Entidades Conveniadas

Educação Especial (9915)

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

e

a

e

b

c

b

d

c

a

d

Intérprete de LIBRA (9972)

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

d

b

c

a

a

e

c

e

a

b

Instrutor de LIBRA (9973)

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

d

a

e

b

c

e

b

c

d

a

Auxiliar de Ensino (9974)

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

c

d

e

a

c

e

b

d

a

b

Educação Básica na Rede Municipal 
de Ensino e Entidades Conveniadas

Ciências (9907)

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

e

a

d

a

b

e

b

e

c

d

Ed. Artística • Artes Cênicas (9943)

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

a

c

b

d

e

d

e

a

b

a

Ed. Artística • Artes Plásticas (9945)

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

c

a

d

b

e

c

a

b

e

d

Ed. Artística • Música (9942)

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

e

c

a

b

d

b

d

c

b

e

Educação Física (9912)

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

b

e

d

c

b

e

c

a

a

c

Espanhol (9930)

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

d

b

a

e

b

c

c

a

d

e

Geografi a (9905)

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

e

b

a

d

b

c

a

d

c

e

História (9904)

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

e

c

e

d

b

a

b

d

a

c

Inglês (9902)

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

b

e

a

d

c

e

d

c

a

b

Português (9901)

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

c

a

e

d

e

b

a

c

d

b

Português e Inglês (9903)

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

d

a

e

c

b

e

a

d

b

c

Matemática (9908)

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

b

d

a

c

e

d

b

e

c

d

Dança Escolar (9975)

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

a

c

b

a

d

e

c

e

b

a

fepese-2006-prefeitura-de-florianopolis-sc-professor-educacao-especial-2-gabarito.pdf-html.html

Secretaria Municipal de Educação

Edital 002/2006

Gabaritos das Provas
(Disciplina 2)

Conhecimentos Específi cos

Educação Infantil na Rede Municipal 
de Ensino e Entidades Conveniadas

Educação Infantil (9929)

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

b

e

d

a

c

e

b

d

c

a

Séries Iniciais do Ensino Fundamental e 
Educação de Jovens e Adultos na 
Rede Municipal de Ensino e Entidades Conveniadas

Séries Iniciais (9914)

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

b

c

d

a

e

b

a

d

e

c

Educação Especial na Rede Municipal 
de Ensino e Entidades Conveniadas

Educação Especial (9915)

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

e

a

e

b

c

b

d

c

a

d

Intérprete de LIBRA (9972)

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

d

b

c

a

a

e

c

e

a

b

Instrutor de LIBRA (9973)

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

d

a

e

b

c

e

b

c

d

a

Auxiliar de Ensino (9974)

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

c

d

e

a

c

e

b

d

a

b

Educação Básica na Rede Municipal 
de Ensino e Entidades Conveniadas

Ed. Artística • Artes Plásticas (9945)

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

c

a

d

b

e

c

a

b

e

d

Ed. Artística • Música (9942)

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

e

c

a

b

d

b

d

c

b

e

Espanhol (9930)

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

d

b

a

e

b

c

c

a

d

e

Geografi a (9905)

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

e

b

a

d

b

c

a

d

c

e

História (9904)

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

e

c

e

d

b

a

b

d

a

c

Inglês (9902)

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

b

e

a

d

c

e

d

c

a

b

Português e Inglês (9903)

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

d

a

e

c

b

e

a

d

b

c

Matemática (9908)

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

b

d

a

c

e

d

b

e

c

d

Dança Escolar (9975)

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

a

c

b

a

d

e

c

e

b

a

Prova

fepese-2006-prefeitura-de-florianopolis-sc-professor-educacao-especial-2-prova.pdf-html.html

Secretaria Municipal de Educação

Processo Seletivo (edital 002/2006)

Caderno

de Prova

Educação Especial na Rede Municipal de Ensino e Entidades Conveniadas

Educação Especial (9915)

Disciplina 2

fepese-2006-prefeitura-de-florianopolis-sc-professor-educacao-especial-2-prova.pdf-html.html
fepese-2006-prefeitura-de-florianopolis-sc-professor-educacao-especial-2-prova.pdf-html.html

Secretaria Municipal de Educação

Página 3

Conhecimentos Específi cos

Dia: 19 de novembro de 2006 • Horário de início: 8:30 h

Duração: 3 horas (para o candidato que optou por uma área/disciplina), 

4 horas (para o candidato que optou por duas áreas/disciplinas), 
incluído o tempo para o preenchimento do cartão-resposta.

Instruções

Para fazer a prova você usará:

um 

caderno de conhecimentos gerais;

um 

caderno de conhecimentos específi -

cos para cada área/disciplina escolhida;
uma 

folha de redação;

um 

cartão-resposta que contém o seu 

nome, número de inscrição e espaço para 
assinatura.



Confi ra o número que você obteve 
no ato da inscrição com o que está 
indicado no cartão-resposta.

Verifi que, nos cadernos de provas, se faltam folhas, se a seqüência de questões, no total de 10 
(dez) para cada caderno, está correta e se há imperfeições gráfi cas que possam causar dúvidas.

Comunique imediatamente ao fi scal qualquer irregularidade.

Não é permitido qualquer tipo de consulta 
durante a realização da prova.

Para cada questão são apresentadas 5 
(cinco) alternativas diferentes de respostas 
(a, b, c, d, e). Apenas uma delas constitui a 
resposta correta em relação ao enunciado 
da questão.

A interpretação das questões é parte 
integrante da prova, não sendo permitidas 
perguntas aos fi scais. 

Não destaque folhas da prova.

Ao terminar a prova, entregue ao fi scal os cadernos de provas completos, a folha de redação e o 
cartão-resposta devidamente preenchido e assinado.

O gabarito da prova será divulgado no site

http://pspmf.fepese.ufsc.br

fepese-2006-prefeitura-de-florianopolis-sc-professor-educacao-especial-2-prova.pdf-html.html

Conhecimentos Específi cos

Página 4

Conhecimentos Específi cos

(10 questões)

21. A igualdade de condições quanto ao acesso e 
permanência na escola como direito para todos os 
alunos e o “atendimento educacional especializado 
aos portadores de defi ciência, preferencialmente na 
rede regular de ensino”, constitui texto de um dos 
seguintes documentos ofi ciais:

(  )  Declaração de Brasília, de 2006.
(  )  Normas SEESP do fi nal, de 2006.
(  )  Lei dos Conselhos de Educação Geral, de 1988.
(  )  Lei de Diretoras Brasileiras, de 1988.
( X )  Lei de Diretrizes e Bases da Educação 

Nacional, de 1996.

22. A afi rmação de que a linguagem se constitui em 
condição essencial para o desenvolvimento dos pro-
cessos psicológicos superiores do sujeito e que a apro-
priação dos conhecimentos histórica e culturalmente 
produzidos possibilitam que a “natureza” social seja 
igualmente sua “natureza” individual, corresponde a:

( X )  Vygotski e seus seguidores.
(  )  Jean Piaget e o Grupo de Genebra.
(  )  Skinner e o Comportamentalismo.
(  )  Sigmund Freud e a Psicanálise.
(  )  Freinet e a Escola Francesa.

23. A Fundação Catarinense de Educação Especial 
(FCEE) é uma instituição que foi criada pela Lei Estadu-
al de N° 4.156, no (em):

(  )  Final dos anos 90.
(  )  Meados dos anos 90.
(  )  Início dos anos 90.
(  )  Final dos anos 70.
( X )  Final dos anos 60.

a.
b.
c.
d.
e.

a.
b.
c.
d.
e.

a.
b.
c.
d.
e.

24. A Declaração que tem como princípio orientador 
o fato de que as escolas devem acolher todas as crian-
ças independentemente de suas condições físicas, 
intelectuais, sociais emocionais, lingüísticas e outras, 
denomina-se:

(  )  Espanha declara Ações (1991)
( X )  Declaração de Salamanca (1994)
(  )  Declaração dos princípios (1961)
(  )  Declaração dos direitos (1960)
(  )  Declaração de Ottawa (1940)

25. O termo “Alunos Portadores de Defi ciência Visual” 
fala de pessoas que apresentam:

(  )  Somente algum tipo de irritação constante nos 

olhos como coceira, vermelhidão ou outros.

(  )  Necessidade de distanciamento físico do papel, 

em atividades de leitura e escrita.

( X )  De modo geral, cegueira ou baixa visão.
(  )  Leitura ou cópia do quadro de giz ou carta-

zes sem difi culadade, mesmo estando longe 
destes.

(  )  Difi culdade para encaixes ou atividades que 

exijam discreta coordenação mão-olho.

a.
b.
c.
d.
e.

a.

b.

c.
d.

e.

fepese-2006-prefeitura-de-florianopolis-sc-professor-educacao-especial-2-prova.pdf-html.html

Secretaria Municipal de Educação

Página 5

26. O Transtorno do Défi cit de Atenção e Hiperati-
vidade (TDAH) é uma denominação que vem sendo 
utilizada para falar de muitas das manifestações das 
crianças na contemporaneidade. No entanto, refere-se 
mais especifi camente àquelas que apresentam:

(  )  Interesse particular em assuntos específi cos e 

de seu estrito interesse.

( X )  Difi culdades relacionadas, simultaneamente 

e de maneira geral, a um baixo nível de aten-
ção, a um alto nível de inquietude e intensa 
impulsividade.

(  )  Impulsividade que paralisa totalmente a rea-

lização de qualquer tipo de tarefa escolar ou 
doméstica.

(  )  Necessidade unicamente de tratamento me-

dicamentoso pois, por si só, este cura defi niti-
vamente as crianças.

(  )  Comportamentos que aparecem como efeito 

de uma educação familiar que não dá limites 
aos fi lhos.

27. A Convenção de Guatemala (1999), da qual o Bra-
sil é um dos países signatários, contém uma orienta-
ção importantíssima para o processo de inclusão das 
pessoas consideradas defi cientes. Assinale-a em uma 
das alternativas abaixo.

(  )  Garante defi nitivamente os parâmetros que 

impedem o total acesso das pessoas portado-
ras de defi ciência aos ambientes escolares em 
qualquer circunstância.

(  )  Afi rma que o direito de acesso à rede regular 

de ensino é válido somente para aqueles alu-
nos que não possuem quaisquer suspeitas de 
defi ciência.

(  )  Categoriza os alunos por idade cronológica 

fornecendo as bases para que a escola possa 
negar matrícula aos alunos defi cientes nas 
diferentes séries da mesma.

( X )  Entende como discriminação toda a diferen-

ciação, exclusão ou restrição baseada em 
defi ciência que possa impedir ou anular o 
reconhecimento, gozo ou exercício de seus 
direitos humanos e liberdades fundamentais.

(  )  Normatiza os critérios para a escolha do tipo 

de aluno, em especial, que pode freqüentar 
com sucesso total e garantido o ensino regu-
lar, no processo geral de Inclusão.

a.

b.

c.

d.

e.

a.

b.

c.

d.

e.

28. A dislexia e as difi culdades que podem aparecer 
de maneira correlata a essa como, por exemplo, a di-
sortografi a, a discalculia e a disgrafi a sugerem indicar 
que as crianças:

(  )  Não possuem variabilidade, níveis de ativida-

des, habilidades e psicomotricidade.

(  )  Demonstram alterações no processo de assi-

milação dos conteúdos escolares por motivos 
de cegueira congênita ou outro comprometi-
mento visual.

( X )  Apresentam “difi culdades específi cas de 

aprendizagem”, de identifi cação complexa 
devido às várias determinações pelas e com as 
quais se produzem.

(  )  Fracassam totalmente no processo de apro-

priação do conhecimento por motivos relacio-
nados à surdez.

(  )  Evidenciam problemas derivados exclusiva-

mente do tipo de metodologia pedagógica 
pela qual se escolarizam.

29. A Constituição Federal e a Lei de Diretrizes e Ba-
ses da Educação Nacional

 

(LDB/96) garantem o acesso 

ao ensino regular para crianças com necessidades 
educacionais especiais. O Conselho Nacional de Edu-
cação (CNE/2001) alerta para o fato de que, também, 
os alunos superdotados e talentosos fazem parte des-
te grupo que é conhecido como:

( X )  Grupo de alunos com Altas Habilidades.
(  )  Grupo Habilidades, Potência e Ação.
(  )  Grupo das Habilidades e Artes.
(  )  Grupo de alunos com Desempenho em 

Matemática e Ciência.

(  )  Grupo de Capacidades Espaciais e 

Desempenho normativo.

a.

b.

c.

d.

e.

a.
b.
c.
d.

e.

fepese-2006-prefeitura-de-florianopolis-sc-professor-educacao-especial-2-prova.pdf-html.html

Conhecimentos Específi cos

Página 6

30. Para o diagnóstico do chamado Transtorno Autis-
ta é essencial destacar que:

(  )  As crianças não apresentam ações quantitati-

vas e qualitativas em ambientes.

(  )  Os alunos sempre revelam micro-nistágmos 

e reações motoras em situação de atividade 
física.

(  )  Os diagnósticos específi cos desprezam por 

completo os sintomas e sinais, as característi-
cas diversas , o desenvolvimento e ambiente 
físico.

( X )  O diagnóstico de autismo não pode ser feito 

apenas através da positivação de uma lista de 
características de comportamentos isolados.

(  )  A repetitividade de movimento se deve à ida-

de cronológica, ao entendimento e à afeição.

a.

b.

c.

d.

e.

fepese-2006-prefeitura-de-florianopolis-sc-professor-educacao-especial-2-prova.pdf-html.html

.

fepese-2006-prefeitura-de-florianopolis-sc-professor-educacao-especial-2-prova.pdf-html.html

Secretaria Municipal de Educação
Rua Conselheiro Mafra, 656 • Centro
88010-300 • Florianópolis • SC
http://www.pmf.sc.gov.br/educa

FEPESE • Fundação de Estudos e Pesquisas Sócio-Econômicos
Campus Universitário • 88040-900 • UFSC • Florianópolis • SC
Fone/Fax: (48) 3233-0737
http://www.fepese.ufsc.br