Prova Concurso - Arquitetura - 2009-ADEPARA-TECNICO-EM-NIVEL-SUPERIOR-ARQUITETURA - MOVENS - ADEPARA - 2009

Prova - Arquitetura - 2009-ADEPARA-TECNICO-EM-NIVEL-SUPERIOR-ARQUITETURA - MOVENS - ADEPARA - 2009

Detalhes

Profissão: Arquitetura
Cargo: 2009-ADEPARA-TECNICO-EM-NIVEL-SUPERIOR-ARQUITETURA
Órgão: ADEPARA
Banca: MOVENS
Ano: 2009
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

ARQUITETOEBSERH2018
ESPECIALISTA-PORTUARIO-ARQUITETURAEMAP2018
ARQUITETOPREFEITURA2018

Gabarito

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

 

Nível Fundamental 

 

CARGO 19: AUXILIAR DE CAMPO 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

 

Nível Fundamental 

 

CARGO 20: AUXILIAR DE LABORATÓRIO 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

 

Nível Fundamental 

 

CARGO 21: AUXILIAR OPERACIONAL 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

 

Nível Fundamental 

 

CARGO 22: MOTORISTA 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

 

Nível Médio 

 

CARGO 14: AGENTE DE DEFESA AGROPECUÁRIA 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

Gabarito 

Questão 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

Nível Médio 

 

CARGO 15: ASSISTENTE DE INFORMÁTICA 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

Gabarito 

Questão 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

Nível Médio 

 

CARGO 16: ASSISTENTE TÉCNICO ADMINISTRATIVO 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

C

 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

Gabarito 

Questão 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

Nível Médio 

 

CARGO 17: AUXILIAR ADMINISTRATIVO 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

C

 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

Gabarito 

Questão 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

Nível Médio 

 

CARGO 18: TÉCNICO DE LABORATÓRIO 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

C

 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

Gabarito 

Questão 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

Nível Superior 

 

CARGO 1: TÉCNICO EM NÍVEL SUPERIOR – FORMAÇÃO:  

ADMINISTRAÇÃO 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

X

 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

Gabarito 

Questão 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

Nível Superior 

 

CARGO 2: TÉCNICO EM NÍVEL SUPERIOR – FORMAÇÃO:  

ARQUITETURA 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

X

 

X

 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

Gabarito 

Questão 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

Nível Superior 

 

CARGO 3: TÉCNICO EM NÍVEL SUPERIOR – FORMAÇÃO:  

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO OU TECNOLOGIA EM PROCESSAMENTO DE DADOS 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

X

 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

Gabarito 

Questão 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

Nível Superior 

 

CARGO 4: TÉCNICO EM NÍVEL SUPERIOR – FORMAÇÃO:  

CIÊNCIAS CONTÁBEIS 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

X

 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

Gabarito 

X

 

Questão 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

Nível Superior 

 

CARGO 5: TÉCNICO EM NÍVEL SUPERIOR – FORMAÇÃO:  

ENGENHARIA CIVIL 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

X

 

X

 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

Gabarito 

Questão 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

Nível Superior 

 

CARGO 6: TÉCNICO EM NÍVEL SUPERIOR – FORMAÇÃO:  

ENGENHARIA QUÍMICA 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

X

 

X

 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

Gabarito 

Questão 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

Nível Superior 

 

CARGO 7: TÉCNICO EM NÍVEL SUPERIOR – FORMAÇÃO:  

ESTATÍSTICA 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

X

 

X

 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

Gabarito 

Questão 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

Nível Superior 

 

CARGO 8: TÉCNICO EM NÍVEL SUPERIOR – FORMAÇÃO:  

PEDAGOGIA 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

X

 

X

 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

Gabarito 

Questão 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

Nível Superior 

 

CARGO 9: TÉCNICO EM NÍVEL SUPERIOR – FORMAÇÃO:  

PSICOLOGIA 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

X

 

X

 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

Gabarito 

Questão 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

Nível Superior 

 

CARGO 10: TÉCNICO EM NÍVEL SUPERIOR – FORMAÇÃO:  

SERVIÇO SOCIAL 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

X

 

X

 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

Gabarito 

Questão 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

 

Nível Superior 

 

CARGO 11: TÉCNICO EM DEFESA E INSPEÇÃO AGROPECUÁRIA – FORMAÇÃO:  

AGRONOMIA 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

X

 

X

 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

Gabarito 

Questão 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

Nível Superior 

 

CARGO 12: TÉCNICO EM DEFESA E INSPEÇÃO AGROPECUÁRIA – FORMAÇÃO:  

ENGENHARIA FLORESTAL 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

X

 

X

 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

Gabarito 

Questão 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ 

SECRETARIA EXECUTIVA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO – SEAD  

AGÊNCIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO ESTADO DO PARÁ – ADEPARÁ

 

 

GABARITO OFICIAL DEFINITIVO 

 

Nível Superior 

 

CARGO 13: TÉCNICO EM DEFESA E INSPEÇÃO AGROPECUÁRIA – FORMAÇÃO:  

MEDICINA VETERINÁRIA 

Questão 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

Gabarito 

X

 

X

 

Questão 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

Gabarito 

X

 

Questão 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

 

 

 

 

Gabarito 

 

 

 

 

 

 

LEGENDA 

X

 = Questão Anulada 

Prova

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-prova.pdf-html.html

Secretaria de Estado de Administração

Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará

CONCURSO PÚBLICO

GOVERNO DO ESTADO

C R O N O G R A M A

Divulgação do gabarito oficial preliminar das provas objetivas no endereço

eletrônico www.movens.org.br, a partir das 17 horas

Prazo para entrega de recursos contra o gabarito oficial preliminar das provas

objetivas

Data provável para divulgação do resultado final das provas objetivas e
convocação para a avaliação títulos

9/6/2009

10 e 11/6/2009

7/7/2009

I N S T R U Ç Õ E S

Para efeito deste Concurso Público, não será adotada nem cobrada a nova ortografia

regulamentada pelo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa em vigor a partir de 2009.

respostas por erro de preenchimento por parte do

candidato.

Para a marcação na folha de respostas,

utilize somente caneta esferográfica de tinta preta.

Não é permitida a marcação na folha de respostas

por outra pessoa, ressalvados os casos de

atendimento especial previamente deferidos.

É vedado amassar, molhar, dobrar, rasgar

ou, de qualquer modo, danificar a sua folha de

respostas, sob pena de arcar com os prejuízos

decorrentes da impossibilidade de realização da

leitura óptica.

A duração da prova é de

. Você

deverá permanecer obrigatoriamente em sala por,

no mínimo, uma hora após o início da prova e

poderá levar este caderno somente no decurso dos

últimos quinze minutos anteriores ao horário

determinado para o seu término.

A desobediência a qualquer uma das

determinações constantes nos editais do concurso,

no presente caderno ou na folha de respostas

implicará a anulação da sua prova e a conseqüente

eliminação do processo seletivo.

4 horas

Confira seus dados pessoais constantes da

sua folha de respostas. Verifique também se o tipo

de prova impresso neste caderno corresponde ao

indicado na sua folha de respostas. Em seguida,

verifique se este caderno contém

questões, corretamente ordenadas de

. As

provas objetivas são constituídas de questões com

quatro opções (A, B, C e D) e

.

Em caso de divergência de dados e/ou de

defeito no caderno de provas, solicite providências

ao fiscal de sala mais próximo.

Transcreva as respostas das questões para

a sua folha de respostas, que é o único documento

válido para a correção das provas e cujo

preenchimento é de sua exclusiva responsabilidade.

Serão consideradas marcações indevidas as que

estiverem em desacordo com o estabelecido no

edital de abertura ou na folha de respostas, tais

como marcação rasurada ou emendada, ou campo

de marcação não-preenchido integralmente. Em

hipótese alguma haverá substituição da folha de

quarenta

1 a 40

uma única resposta

correta

CARGO

TIPO A

Nível Superior

TÉCNICO EM NÍVEL SUPERIOR

ARQUITETURA

2

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-prova.pdf-html.html

Concurso Público – ADEPARÁ/2009

2

ARQUITETURA

U t i l i z e   e s t e   e s p a ç o   p a r a   r a s c u n h o .

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-prova.pdf-html.html

3

ARQUITETURA

Concurso Público – ADEPARÁ/2009

CONhECIMENTOS  

BáSICOS

Leia  o  texto  a  seguir  para  responder  às  questões  
de 1 a 4.

 

É bem provável que muitos de nós não sejamos capazes 

de definir com exatidão o significado de desenvolvimento 
sustentável,  no  entanto  temos  o  sentimento  intuitivo  de

 

que  há  algo  de  errado  com  o  planeta  e  compreendemos 
claramente a necessidade de agir e o risco de não agirmos, 
e ansiamos por novas ações que auxiliarão a criar um futuro 
sustentável.
 

Percebemos  a  existência  do  problema  na  poluição 

do  ar,  no  gosto  da  água,  nos  grandes  centros  urbanos 
congestionados  e  no  número  crescente  de  paisagens 
alteradas. Todo dia ouvimos notícias de catástrofes no rádio 
e na televisão: contaminação ambiental, praias fechadas, 
fome e pobreza, crescimento dos problemas de saúde, água 
não potável, gases de efeito estufa, aquecimento global e 
seus efeitos, destruição das florestas, extinções de espécies 
animais  e  vegetais,  inundações,  tornados,  secas  e  outros 
desastres naturais.
 

A  essa  lista  acrescenta-se  violência  urbana,  guerra, 

intolerância e racismo, desemprego e diminuição do nível 
de vida de muitos habitantes da Terra. 
 

Todos esses acontecimentos estão interligados e são 

baseados  principalmente  no  atual  sistema  de  produção  e 
de  consumo,  uma  predatória  e  não-sustentável  relação 
entre  a  sociedade  e  o  ambiente.  Como  uma  alternativa 
para o sistema baseado no lucro e na pilhagem exacerbada, 
surge o conceito de desenvolvimento sustentável, definido 
como  aquele  “que  satisfaz  as  necessidades  do  presente 
sem  comprometer  a  capacidade  das  gerações  futuras 
satisfazerem as suas necessidades”. 
 

Cada ação que tomamos hoje é, portanto, um passo 

no sentido da existência do amanhã. Por isso, a humanidade 
tem a responsabilidade não só com aqueles que já habitam 
o planeta, mas também com as gerações futuras. 

Rodrigo de Almeida. Desenvolvimento sustentável.  

Internet: http://www.parana-online.com.br/colunistas.  

Acesso em 30/5/2009 (com adaptações).

Q

uestão

 1

Assinale a opção correta acerca das idéias apresentadas 
no texto.

(A)  A  concepção  de  desenvolvimento  sustentável  diz 

respeito  tão-somente  aos  fenômenos  que  afetam  o 
meio ambiente.

(B)  Por não conseguirmos definir precisamente o conceito 

de desenvolvimento sustentável, deixamos de perceber 
com  clareza  os  problemas  ambientais  que  afetam  o 
nosso planeta.

(C)  O  atual  sistema  de  produção  e  consumo  de  nossa 

sociedade está baseado no conceito de desenvolvimento 
sustentável.

(D)  A idéia de um desenvolvimento sustentável prevê um 

sistema de produção que leve em conta não somente 
as necessidades presentes, mas também a capacidade 
das gerações futuras de suprirem suas necessidades.

Q

uestão

 2

A respeito da pontuação empregada no texto, assinale a 

opção correta.

(A)  A  introdução  de  uma  vírgula  imediatamente  após 

“novas ações” (linha 6) não alteraria o sentido original 

do texto, mas acarretaria erro gramatical.

(B)  Na linha 12, os dois-pontos podem ser substituídos por 

ponto-e-vírgula sem acarretar erro gramatical.

(C)  A  vírgula  logo  após  “consumo”  (linha  23)  introduz 

uma explicação e, portanto, pode ser substituída por 

travessão sem acarretar erro gramatical ou alteração 

nos sentidos do texto.

(D)  Na linha 30, a vírgula imediatamente após “portanto” é 

opcional e poderia ser retirada sem prejuízo gramatical 

ou semântico.

Q

uestão

 3

Na linha 25, o vocábulo “pilhagem” está empregado com 

o sentido de

(A)  imprudência.

(B)  predação. 

(C)  violência.

(D)  injustiça.

Q

uestão

 4

Quanto  às  classes  das  palavras  empregadas  no  texto, 

assinale a opção INCORRETA.

(A)  Na  linha  1,  os  vocábulos  “bem”  e  “não”  são 

advérbios.

(B)  Nas  linhas  9  e  10,  as  palavras  “grandes”, 

“congestionados” e “crescente” têm função adjetiva.

(C)  Na  linha  19,  os  vocábulos  “intolerância”  e  “racismo” 

são, respectivamente, substantivo e advérbio.

(D)  Na linha 6, há três verbos.

1

5

10

15

20

25

30

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-prova.pdf-html.html

Concurso Público – ADEPARÁ/2009

4

ARQUITETURA

Considere a seguinte informação para responder às questão de 5 a 7

 

Para responder às questões da prova de Informática, considere que todos os programas citados estão em português e 

configuração-padrão. Considere também que o mouse está configurado para pessoas destras e que informações como clicar, 

clique simples e clique duplo referem-se a cliques com o botão esquerdo do mouse. 

 

Não há restrições de proteção, funcionamento e uso em relação a programas, arquivos, diretórios, recursos e equipamentos 

mencionados, a menos que sejam explicitamente citadas na questão. 

Q

uestão

 5

A figura acima ilustra uma janela do Microsoft Excel 2003 usada para a elaboração de uma planilha. Considerando 

essa janela e as informações nela contidas, julgue os itens abaixo como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em seguida, 

assinale a opção correta.

I  –  Para excluir a linha 3 da planilha, basta selecioná-la clicando sobre o indicador dessa linha e, em seguida, clicar no botão 

II  –  Para alterar a cor de preenchimento das células A1:D1, é suficiente realizar a seguinte seqüência de ações: selecionar o 

intervalo de células  A1:D1 e, em seguida, clicar no botão 

.

III  –  Se o valor unitário sofrer um acréscimo de 5%, para que o resultado seja disponibilizado na célula E2, seria suficiente 

realizar a seguinte seqüência de ações: clicar na célula E2, digitar =B2*0,05 e, em seguida, teclar ENTER.

IV  –  A planilha pode ser impressa com as linhas de grade exibidas em torno das células. Para isso, é suficiente realizar a 

seguinte seqüência de ações: clicar no menu Arquivo, em seguida selecionar Configurar Página. Na guia Planilha, marcar 
a opção Linhas de Grade. 

A seqüência correta é:

(A)  F, F, F, V.
(B)  V, V, V, V.
(C)  F, V, V, F.
(D)  V, F, F, F.

Q

uestão

 6

Os antivírus são programas que procuram detectar e eliminar os vírus de computador. Acerca dos conceitos de vírus 
de computador, prevenção e tratamento, assinale a opção correta.

(A)  O  firewall  é  um  recurso  do  antivírus  que  permite  a  detecção  de  programas  maliciosos  em  arquivos  anexados  aos 

e-mails.

(B)  Vírus de Macro são vírus que afetam os arquivos de inicialização dos discos. São tipicamente encontrados em arquivos de 

registros do Windows ou em arquivos de inicialização do sistema.

(C)  Cavalos-de-tróia  ou  trojans  são  vírus  que,  basicamente,  permitem  acesso  remoto  ao  computador  após  a  infecção. 

Os cavalos-de-tróia podem ter outras funcionalidades, como captura de dados do usuário e execução de funções não 
autorizadas no sistema.

(D)  A  abertura  de  arquivos  executáveis  de  origem  desconhecida,  que  tenham  sido  recebidos  em  mensagens  de  correio 

eletrônico, não apresenta risco de contaminação do computador por vírus.

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-prova.pdf-html.html

5

ARQUITETURA

Concurso Público – ADEPARÁ/2009

Q

uestão

 7

A figura acima ilustra uma janela do Microsoft Word 2003 com um documento em processo de edição. Considerando 
essa janela e o texto nela contido, assinale a opção INCORRETA.

(A)  Para se selecionar todo o texto, basta pressionar, simultaneamente, a tecla CTRL e a tecla T.
(B)  Para se selecionar o primeiro parágrafo do texto, basta clicar três vezes na palavra “Incentivar”.

(C)  Ao se clicar na imagem 

 localizada no canto superior esquerdo da janela do Microsoft Word, serão disponibilizados 

os comandos para minimizar, maximizar e fechar a janela. 

(D)  Para se configurar o parágrafo do texto, basta selecionar todo texto e, em seguida, clicar no botão 

.

Q

uestão

 8

Acerca das noções de direito administrativo, assinale a 

opção correta.

(A)  O  presidencialismo  e  o  parlamentarismo  são  formas 

de  governo;  república  e  monarquia  são  sistemas  de 

governo.

(B)  A  desconcentração  administrativa  ocorre  quando  a 

entidade  da  Administração  Pública,  encarregada  de 

executar um ou mais serviços, distribui competências 

no  âmbito  de  sua  própria  estrutura,  a  fim  de  tornar 

mais ágil e eficiente a prestação de serviços.

(C)  Somente  por  lei  específica  poderão  ser  criadas 

autarquia,  empresa  pública,  sociedade  de  economia 

mista e fundação.

(D)  Entende-se  por  poder  disciplinar  a  faculdade  da 

administração  de  distribuir  e  escalonar  as  funções, 

ordenar e rever as atuações e estabelecer as relações 

de subordinação entre os órgãos.

Q

uestão

 9

Em relação aos agentes públicos e à responsabilidade da 

administração, assinale a opção correta.

(A)  Os particulares em colaboração com a Administração, 

como jurados do tribunal do júri e mesários no período 

eleitoral, não são considerados agentes públicos. 

(B)  Segundo a teoria da culpa administrativa, a obrigação 

econômica  do  Estado  de  reparar  o  dano  sofrido 

injustamente pelo particular independe da verificação 

da falta do serviço e da culpa do agente público.

(C)  Ainda que a investidura do agente público tenha sido 

irregular,  os  atos  por  ele  praticados,  em  regra,  são 

válidos, com fundamento na teoria do funcionário de 

fato. 

(D)  Pela  teoria  do  risco  integral,  o  dever  do  Estado  de 

indenizar  os  particulares  injustamente  lesados  surge 

mediante  a  simples  comprovação  do  evento  danoso 

e do nexo causal, exceto se o dano decorrer de culpa 

exclusiva do particular. 

Q

uestão

 10

Acerca  dos  poderes  administrativos  e  dos  serviços 
públicos, assinale a opção correta.

(A)  O  poder  de  polícia  é  um  mecanismo  de  frenagem 

inerente  à  Administração,  para  que,  em  nome  da 
harmonização do exercício de direitos e do interesse 
público,  contenha  os  abusos  do  direito  individual, 
detendo  a  atividade  do  particular  que  se  revelar 
prejudicial  ao  bem-estar  social  e  à  tranqüilidade  do 
cidadão.

(B)  Toda  concessão  de  serviço  público,  precedida  da 

execução de obra pública, será objeto de prévia licitação, 
nos  termos  da  legislação  própria  e  com  observância 
dos  princípios  da  legalidade,  da  moralidade,  da 
publicidade, da igualdade, do julgamento por critérios 
objetivos e da vinculação ao instrumento convocatório. 
Dispensa-se a licitação na hipótese de a concessão não 
ser precedida de obra pública. 

(C)  Incumbe  ao  poder  concedente  declarar  de  utilidade 

pública  os  bens  necessários  à  execução  do  serviço 
ou  da  obra  pública,  promovendo  as  desapropriações 
diretamente,  vedando-se,  para  tanto,  a  outorga  de 
poderes à concessionária.

(D)  A  falência  ou  a  extinção  da  empresa  concessionária 

não é motivo para a extinção do contrato de concessão, 
em  respeito  ao  princípio  da  continuidade  do  serviço 
público. Nesse caso, cabe ao poder concedente assumir 
a administração da empresa concessionária.

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-prova.pdf-html.html

Concurso Público – ADEPARÁ/2009

6

ARQUITETURA

Q

uestão

 11

No  que  se  refere  a  controle  e  responsabilização 
da  Administração  e  ao  Regime  Jurídico  Único  dos  
Servidores Públicos Civis do Estado do Pará, assinale a 
opção correta. 

(A)  A pena disciplinar para a infração administrativa punida 

com suspensão deverá ser aplicada mediante decreto 
da autoridade competente. 

(B)  A  sustação,  pelo  Congresso  Nacional,  de  atos 

normativos do Poder Executivo que exorbitem do poder 
regulamentar não é uma forma de controle externo da 
Administração, mas um exercício regular de direito por 
parte do Poder Legislativo. 

(C)  Quanto à amplitude, o controle pode ser de legalidade 

ou de legitimidade e de mérito do ato a ser fiscalizado 
pela Administração. 

(D)  A  homologação  de  um  procedimento  licitatório 

representa o exercício, por parte da Administração, do 
controle corretivo. 

Q

uestão

 12

A  respeito  do  Código  de  Defesa  do  Consumidor  e  da  
Lei  n.º  6.938/1981,  que  trata  da  política  nacional  do 
meio ambiente, assinale a opção correta. 

(A)  A  instituição  de  educação  ambiental,  em  todos  os 

níveis de ensino, inclusive na educação da comunidade, 
objetivando  capacitá-la  para  a  participação  ativa  na 
defesa do meio ambiente, não constitui um princípio da 
política nacional do meio ambiente, mas um objetivo 
dessa política.

(B)  A  Secretaria  do  Meio  Ambiente  da  Presidência  da 

República é o órgão central do Sistema Nacional do Meio 
Ambiente, que tem a finalidade de planejar, coordenar, 
supervisionar e controlar, como órgão federal, a política 
nacional e as diretrizes governamentais fixadas para o 
meio ambiente.

(C)  O  fabricante,  o  produtor,  o  construtor,  nacional  ou 

estrangeiro,  e  o  importador  respondem,  desde  que 
comprovada  a  existência  de  culpa,  pela  reparação 
dos  danos  causados  aos  consumidores  por  defeitos 
decorrentes  de  projeto,  fabricação,  construção, 
montagem,  fórmulas,  manipulação,  apresentação  ou 
acondicionamento  de  seus  produtos,  bem  como  por 
informações  insuficientes  ou  inadequadas  sobre  sua 
utilização e seus riscos.

(D)  Os  fornecedores  de  produtos  de  consumo  duráveis 

ou  não  duráveis  respondem  solidariamente  pelos 
vícios  de  qualidade  ou  quantidade  que  os  tornem 
impróprios  ou  inadequados  ao  consumo  a  que  se 
destinam, ou lhes diminuam o valor, assim como por 
aqueles decorrentes da disparidade com as indicações 
constantes do recipiente, da embalagem, da rotulagem 
ou da mensagem publicitária, respeitadas as variações 
decorrentes de sua natureza, sendo vedada a simples 
substituição das partes viciadas, ainda que a pedido do 
consumidor.

Q

uestão

 13

A economia paraense baseia-se no extrativismo vegetal 
e  mineral,  na  indústria  e  no  turismo  e,  nas  últimas 
décadas,  uma  significativa  expansão  da  agropecuária 
vem ocorrendo. Acerca do desenvolvimento econômico 
do estado do Pará, assinale a opção INCORRETA.

(A)  A  agricultura  paraense  tem  como    produtos 

comercialmente mais importantes: a juta, a pimenta 
do  reino  e  a  malva.  A  pimenta  do  reino  é  cultivada 
na Zona Bragantina, entre as cidades de Belém e de 
Bragança.

(B)  São Félix do Xingu é o município com a maior produção 

de bananas do Brasil e pode ser classificado como uma 
área de extrativismo vegetal.

(C)  A serra dos Carajás, localizada ao noroeste de Belém, 

possui  grandes  jazidas  de  vários  tipos  de  minério, 
principalmente a prata.

(D)  Nos últimos dez anos, o Produto Interno Bruto (PIB) 

do Pará tem crescido acima da média nacional. 

Q

uestão

 14

A indústria na região Norte apresenta-se sob a forma de 
enclaves, estabelecidos a partir de incentivos federais. 
O  foco  industrial  são  os  mercados  do  Centro-Sul  e  do 
exterior.  A  respeito  da  atividade  industrial  paraense, 
assinale a opção correta.

(A)  Grandes empresas nacionais de mineração, associadas 

a  empresas  transnacionais,  controlam  projetos 
metalúrgicos no estado, ligados ao beneficiamento e à 
exportação de produtos minerais.

(B)  Em 

Belém, 

destacam-se 

produção 

de 

eletrodomésticos, relógios e motocicletas.

(C)  No norte do Pará, destaca-se o Projeto Jari, implantado 

em 1967 com a criação de um pólo industrial têxtil e 
de calçados. 

(D)  A  vila  de  Carajás,  núcleo  urbano  no  topo  da  serra, 

foi  um  dos  atrativos  para  a  instalação  da  indústria 
automobilística no estado do Pará.

Q

uestão

 15

Em 1871, quando a riqueza da borracha transformava o 
panorama econômico e cultural da Amazônia, nascia em 
Belém o Museu Paraense Emílio Goeldi. Atualmente, esse 
museu  é  um  renomado  pólo  de  estudos  dos  sistemas 
naturais e socioculturais da região. Quanto à economia 
sustentável do Pará, assinale a opção INCORRETA.

(A)  O extrativismo não predatório é uma atividade capaz 

de sustentar parte significativa da população rural da 
região, mantendo preservada a floresta.

(B)  O cultivo da juta, introduzida há décadas na área de 

Santarém, corresponde ao processo de modernização 
e  de  integração  da  economia  florestal  aos  circuitos 
produtivos nacionais e internacionais.

(C)  No  baixo  curso  do  rio  Tocantins  e  do  rio  Amazonas, 

ao redor de Belém, a derrubada de palmeiras para a 
retirada de palmito coloca em risco a coleta de açaí. 

(D)  No  sul  do Pará, em torno de Castanhal, as extensas 

áreas  do  Polígono  dos  castanhais  estão  inteiramente 
preservadas.

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-prova.pdf-html.html

7

ARQUITETURA

Concurso Público – ADEPARÁ/2009

CONhECIMENTOS 

EspECíFICOs

Q

uestão

 16

 

A  atuação  de  um  arquiteto  requer  o  conhecimento 

do Estatuto da Cidade, por estarem as edificações por ele 
projetadas  inseridas  num  contexto  urbano  em  constante 
transformação. Trata-se de uma lei da máxima importância, 
que deverá nortear a gestão das cidades desde a data de 
sua criação.

Com base no enunciado, assinale a opção INCORRETA.

(A)  O  Estatuto  da  Cidade  tem  como  objetivo  apoiar  a 

ação das organizações e entidades da sociedade civil 
e  dos  movimentos  populares  para  a  implementação 
das  políticas  urbanas  por  eles  demandadas,  dando 
diretrizes à política urbana do país, nos níveis federal, 
estadual e municipal.

(B)  O  Estatuto  da  Cidade  converteu-se  em  uma 

legislação  complementar  para  a  regulamentação  dos 
municípios com mais de 20.000 habitantes, que, pelo 
texto  constitucional,  são  obrigados  a  elaborar  seu 
instrumento básico de política urbana, o plano diretor 
de organização territorial.

(C)  O  direito  à  cidade  é  um  novo  direito  fundamental 

legitimado  após  a  promulgação  da  Lei  n.º 
10.257/2001.

(D)  A  regularização  fundiária  deve  ser  um  processo  de 

legalização  e  permanência  de  populações  moradoras 
de  áreas  urbanas  ocupadas  em  desconformidade 
com  a  lei,  o  que  torna  obrigatória  a  vinculação  do 
processo  de  regularização  a  um  programa  municipal 
de urbanização.

Q

uestão

 17

A  Lei  n.º  4.771/1965  instituiu  o  novo  Código 
Florestal. No que diz respeito às Áreas de preservação  
Permanente  (APP),  o  código  estabelece  que  são 
consideradas  de  preservação  permanente  as  florestas 
situadas  em  diversas  situações.  Assinale  a  opção  que 
NÃO corresponde a uma dessas situações.

(A)  Em faixa de preservação com largura mínima de cem 

metros para os cursos d’água que tenham de cinqüenta 
a duzentos metros de largura.

(B)  Nas  nascentes,  ainda  que  intermitentes,  e  nos 

chamados olhos d’água, num raio mínimo de cinqüenta 
metros de largura.

(C)  Nas  encostas  ou  em  parte  destas,  com  declividade 

superior a 25º, equivalente a 100% na linha de maior 
declive.

(D)  No topo de morros, montes, montanhas e serras, e ao 

redor de lagoas, lagos ou reservatórios d’água naturais 
e artificiais.

Q

uestão

 18

 

Ao ser chamado para atuar, um arquiteto deve ter a 

capacidade de gerenciar as diversas etapas envolvidas no 
processo  de  elaboração  dos  projetos,  desde  as  primeiras 
entrevistas até a fase de execução e acabamento da obra. 
Para  que  todas  as  etapas  aconteçam  de  forma  eficiente 
e  sejam  minimizadas  as  dúvidas  de  todo  o  processo, 
este  profissional  deve  ter  a  capacidade  de  comandar  os 
agentes envolvidos no processo de materialização de uma 
construção.

Tendo  como  fundamento  a  premissa  acima,  ordene  a 

seqüência  de  descrição  de  quatro  etapas  comumente 

demandadas  para  a  elaboração  de  um  projeto 

apresentadas  abaixo  e,  em  seguida,  assinale  a  opção 

correta.

I  –  Analisar  a  legislação  pertinente  para  edificação  no 

local da proposta, levantar normas gerais, gabaritos, 
afastamentos,  taxas  de  ocupação  do  terreno, 
informações  da  prefeitura  quanto  ao  terreno, 
plantas e mapas da área a ser trabalhada e demais 
providências de natureza legal.

II  –  Entrevistar  o  proprietário/usuário,  quando  serão 

levantadas  todas  as  informações  funcionais  que 
levarão à elaboração de um programa de necessidades. 
Nessa  etapa,  são  levantadas  as  informações 
quantitativas quanto a essas necessidades, tais como 
áreas, em metros quadrados, das diversas funções, 
quantitativos  de  pavimentos,  salas,  sanitários  e 
demais funções pertinentes ao programa.

III  –  Iniciar ampla discussão, com base nas informações 

do projeto parcialmente aprovado pelo proprietário/
usuário,  com  os  demais  profissionais  envolvidos  no 
processo de construção, que serão responsáveis pelos 
projetos  complementares  de  instalações  prediais, 
cálculo  estrutural  e  instalações  especiais.  Todos 
deverão receber arquivos para que compatibilizem e 
discutam  as  soluções  que  tenham  interface  com  o 
projeto de arquitetura.

IV  –  Submeter  o  conjunto  de  pranchas  do  projeto  ao 

processo  de  análise  e  aprovação  junto  ao  poder 
público – no caso, prefeitura ou instância municipal –  
para  que  as  devidas  modificações  e  ajustes  sejam 
feitos,  do  ponto  de  vista  técnico/construtivo, 
urbanístico e ambiental, à luz da legislação vigente.

A seqüência correta é:

(A)  I, II, III, IV.

(B)  II, I, III, IV.

(C)  II, IV, III, I.

(D)  IV, III, I, II.

Q

uestão

 19

 

Em  mapas,  plantas  e  cartas  utiliza-se  a  escala  de 

redução  para  a  correta  representação  de  uma  área  ou 
região.  As  escalas  pequenas,  chamadas  de  escalas  de 
reconhecimento e síntese, variam de 1:250.000 a menores 
e são utilizadas para mapas e cartas gerais.

Com  base  na  aplicação  do  conceito  de  escala  em 

desenhos,  mapas  e  cartografia  e  considerando  uma 

escala  de  detalhe,  ou  escala  grande,  assinale  a  opção  

que  apresenta  a  melhor  representação  de  planta  geral 

para uma área urbana.

(A)  1:10.000

(B)  1:1.000

(C)  1:100

(D)  1:150

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-prova.pdf-html.html

Concurso Público – ADEPARÁ/2009

8

ARQUITETURA

Q

uestão

 20

 

Ao terminar um projeto, é importante a comunicação 

com  outras  pessoas.  Os  desenhos  podem  conter  muitas 
informações diferentes e o arquiteto precisa produzir uma 
variedade de aspectos do projeto. 

Com  base  em  noções  do  programa  AutoCAD,  relacione 
os termos Model
Layout e Viewport, na primeira coluna,  
aos enunciados a eles atribuídos, na segunda coluna, e, 
em seguida, assinale a opção correta.

I  –  Model
II  –  Layout
III  –  Viewport

(   )  Também  chamado  paper  space,  é  usado  quando  se 

deseja  trabalhar  o  dimensionamento,  inserir  cotas 
e  informações  adicionais  ao  projeto.  É  um  ambiente 
usado para imprimir o desenho.

(   )  Exibe  todo  o  desenho  ou  os  trechos  da  geometria 

em  diferentes  escalas,  organizando  tudo  num 
mesmo  espaço.  Pode-se  ainda  executar  mudança 
no  fator  de  escala,  mover,  copiar  ou  redimensionar 
desenhos previamente escolhidos, de acordo com as 
necessidades de projeto. 

(   )  Nesse  ambiente  são  inseridas  todas  as  informações 

gráficas,  os  elementos  de  desenho,  as  linhas, 
as  hachuras,  os  blocos  e  todas  as  entidades  de 
representação de um projeto sem escala. É o espaço 
real onde acontecem todas as instâncias necessárias à 
montagem do projeto.

A seqüência correta é:

(A)  I, II, III.
(B)  I, III, II.
(C)  II, I, III.
(D)  II, III, I.

Q

uestão

 21

Em planejamento urbano, existe um conceito chamado 
plano  Zero,  cujos  condicionantes  são  enunciados 
abaixo. Assinale a opção INCORRETA quanto ao referido 
conceito.

(A)  Marco de lançamento inicial de um partido urbanístico 

que permanecerá imutável até o final dos trabalhos.

(B)  Plano  de  ação  para  áreas  de  cidades  inundadas  por 

barragens ou previamente demolidas.

(C)  Glebas  destinadas  a  novos  loteamentos  e  vazios 

urbanos.

(D)  Cidades  inteiramente  planejadas  em  grandes  áreas 

vazias.

Q

uestão

 22

 

Um  dos  grandes  problemas  para  a  construção  civil 

ocorre com a presença da água nas argamassas utilizadas 
nos  revestimentos,  no  concreto  de  lajes  e  elementos 
estruturais  e  nas  áreas  sujeitas  à  presença  de  água, 
como  banheiros,  cozinhas  e  áreas  de  serviços.  A  fim  de 
prevenir a ocorrência de tais problemas, o arquiteto deve 
realizar um trabalho que lhe possibilite evitar o contato da 
água com a construção. A esse trabalho dá-se o nome de 
impermeabilização.

Relacione  os  tipos  de  impermeabilização  da  primeira 
coluna  às  suas  respectivas  descrições,  na  segunda 
coluna, e, em seguida, assinale a opção correta.

I  –  impermeabilização rígida
II  –  cristalização
III  –  manta asfáltica
IV  –  resina acrílica termoplástica

(   )  Utilização de aditivos químicos minerais resistentes a 

sulfatos, que penetram por porosidades nos capilares 
das estruturas, fechando-as em presença de água ou 
umidade. Esse processo pode ser utilizado em piscinas, 
fossos de elevadores e áreas molhadas.

(   )  Tipo de impermeabilização indicada para situações em 

que a água exerça pressão na estrutura, como é o caso 
de  caixas  d’água  e  reservatórios  em  geral.  Consiste 
em tratar as fissuras ou junções com a aplicação de 
uma mistura de cimento cristalizado, adesivo acrílico e 
água, que, em demãos cruzadas, reforçadas com tela 
de poliéster, garante a eficiência técnica.  

(   )  Pode ser considerado o sistema mais usado e consiste 

na adição de produto impermeabilizante à argamassa 
de cimento e areia. A argamassa poderá ser utilizada 
para revestimento de subsolos, alicerces, caixas d’água 
e de paredes em geral. A condição básica para se optar 
por esse tipo de impermeabilização é que a superfície 
a ser trabalhada esteja livre de trincas ou fissuras.

(   )  Após  o  preparo  e  a  limpeza  da  superfície,  aplica-se 

uma  demão  de  primer  (pintura  de  ligação);  após  4 
horas  de  secagem,  inicia-se  a  aplicação  do  produto, 
que  deverá  receber  intensa  exposição  de  calor  por 
meio  de  maçarico,  e  junto  à  superfície  procede-se  à 
colagem pela fusão, auxiliada por espátula. Pode ser 
empregado na impermeabilização de lajes, desde que 
seguido de proteção mecânica. 

A seqüência correta é:

 

(A)  I, III, IV, II.
(B)  II, I, IV, III.
(C)  II, IV, I, III.
(D)  IV, III, I, II.

Q

uestão

 23

Em  alguns  momentos  do  uso  do  AutoCad,  pode  ser 
necessário  conectar  uma  linha  a  segmentos  de  arcos 
definidos  como  um  único  objeto  contínuo.  Assinale  a 
opção que apresenta o comando utilizado para criar um 
desenho  que  une  segmentos  de  retas  e  elementos  de 
curva no referido programa.

(A)  Spline
(B)  Polyline
(C)  Line+ellipse+circle
(D)  Arc+line

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-prova.pdf-html.html

9

ARQUITETURA

Concurso Público – ADEPARÁ/2009

Q

uestão

 24

 

As informações técnicas a seguir foram usadas para 

cálculo  e  julgamento  de  relação  custo/benefício  para  a 
utilização  do  material  especificado  em  um  projeto  para 
criação de um banheiro público.

Sanitário masculino – comprimento de 8m e largura de 5m;
Material – piso de granitina polida na cor cinza médio;
Paredes – granitina na cor cinza claro a 1,30m de altura;
Faixa e rodapé de 0,07m (descontar a largura de 0,80m da 
porta para as paredes e a faixa);
Juntas  de  latão  a  cada  1m  no  piso  e  nas  paredes,  sendo 
que,  nas  paredes,  as  divisas  serão  verticais  do  rodapé  à 
faixa.

Com base nas especificações anteriores, julgue os itens 
abaixo como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em seguida, 
assinale a opção correta.

I  –  A  granitina  não  é  um  material  muito  utilizado  para 

revestimento de paredes devido à pouca condição de 
impermeabilidade.

II  –  No cálculo de quantitativo de materiais, a granitina 

totaliza  72,76m

2

  para  piso  e  paredes,  e  serão 

necessários 168,12m lineares de juntas de latão.

III  –  Durante a execução da obra, o polimento da granitina 

deverá ser realizado com a mesma máquina para o 
piso e as paredes.

IV  –  Ainda  na  obra,  deve-se  executar  a  preparação  do 

fundo com argamassa de cimento e areia tanto para 
o piso quanto para as paredes.

A seqüência correta é:

(A)  F, V, F, V.
(B)  F, F, F, V.
(C)  V, F, F, V.
(D)  V, V, V, F.

Q

uestão

 25

Num projeto de instalação elétrica, são usados símbolos 
e  convenções  para  a  identificação  dos  elementos. 
Considerando esses símbolos, relacione a primeira coluna 
à segunda e, em seguida, assinale a opção correta.

I  – 

 

II  – 

 

III  – 

IV  – 

S

(   )  ponto de luz no teto
(   )  eletroduto embutido na laje
(   )  eletroduto embutido na parede
(   )  interruptor simples

A seqüência correta é:

(A)  III, I, II, IV.
(B)  III, I, IV, II.
(C)  III, II, I, IV.
(D)  IV, I, II, III.

Q

uestão

 26

Quanto  às  atribuições  do  Conselho  Regional  de 
Engenharia,  Arquitetura  e  Agronomia  do  pará  (Crea/
PA), assinale a opção INCORRETA.

  

(A)  Promove  a  realização  de  cursos  de  capacitação  e 

treinamento em gestão de obras públicas, entre outras 
iniciativas recentes no estado do Pará.

(B)  É  entidade  autárquica  de  fiscalização  do  exercício  e 

das atividades profissionais, dotada de personalidade 
jurídica de direito público.

(C)  É  função  do  Crea  definir  parâmetros  para  a  

remuneração  profissional  de  arquitetos,  engenheiros 
e agrônomos.

(D)  Obriga as prefeituras municipais a terem seus registros 

junto à entidade, sendo apenas isentas de pagamento 
da anuidade.

Q

uestão

 27

Acerca  do  conteúdo  dos  documentos  legais,  julgue  os 
itens abaixo e, em seguida, assinale a opção correta.

I  –  O Decreto n.º 90.922/1985, que regulamenta a Lei 

n.º 5.524/1968, dispõe sobre o exercício da profissão 
de técnico industrial e técnico agrícola de nível médio 
ou de 2.º grau, conforme a nomenclatura da época.

II  –  A  Lei  n.º  5.194/1966  regulamenta  o  exercício  das 

profissões  de  engenheiro,  arquiteto  e  engenheiro 
agrônomo, e dá outras providências.

III  –  A  Lei  n.º  6.496/1977  institui  a  Anotação  de 

Responsabilidade  Técnica  (ART)  na  prestação  de 
serviços  de  engenharia,  arquitetura  e  agronomia 
e  autoriza  a  criação,  pelo  Conselho  Federal  de 
Engenharia,  Arquitetura  e  Agronomia  (Confea),  de 
uma mútua de assistência profissional.

A quantidade de itens certos é igual a

(A)  0.
(B)  1.
(C)  2.
(D)  3.

Q

uestão

 28

 

Segundo  estudos  realizados  acerca  de  arquitetura 

bioclimática, devem ser observados alguns princípios para 
se projetar em clima quente e úmido da Hiléia Amazônica 
(clima equatorial).

Assinale  a  opção  INCORRETA  no  tocante  às  indicações 
para construções nos trópicos úmidos.

(A)  Quanto  à  implantação/orientação  da  edificação,  é 

desejável que tenha orientação Norte ou Sul para as 
faces de maior dimensão das edificações. 

(B)  Projetar  as  edificações  com  a  previsão  de  espaços 

internos, pátios de ventilação controlada para garantir 
um  microclima  no  interior  da  edificação  de  forma  a 
atenuar a sensação de desconforto térmico.

(C)  Quanto  às  aberturas,  é  desejável  que  se  direcionem 

para  varandas  e  alpendres  quando  inevitável  a 
orientação Leste e Oeste.

(D)  Devem  ser  empregados  materiais  ou  soluções 

isolantes,  tais  como  madeira  natural  prensada  com 
cimento em parede dupla com câmara de ar, concreto 
celular e tijolo.

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-prova.pdf-html.html

Concurso Público – ADEPARÁ/2009

10

ARQUITETURA

Q

uestão

 29

Relacione a primeira coluna à segunda, à luz de conceitos 
presentes num trabalho de planejamento urbano, e, em 
seguida, assinale a opção correta. 

I  –  áreas públicas
II  –  parâmetro urbanístico
III  –  vias
IV  –  unidade de vizinhança

(   )  Designa um índice de 3.000 a 15.000 habitantes num 

raio de, aproximadamente, 800m.

(   )  Devem-se 

harmonizar 

com 

topografia,  

acompanhando  curvas  de  nível  e  promovendo  
quedas d’água em descidas.

(   )  Em um projeto de parcelamento urbano, o percentual 

reservado,  de  acordo  com  a  legislação  federal,  não 
será inferior a 35%, salvo loteamentos industriais de 
grandes dimensões.

(   )  Quota  de  terreno  por  unidade  habitacional  a 

ser  considerada  no  projeto  para  a  obtenção  de 
determinados resultados na feição da cidade.

A seqüência correta é:

(A)  IV, III, I, II.
(B)  IV, I, III, II.
(C)  II, I, III, IV.
(D)  I, III, II, IV.

Q

uestão

 30

 

A  Lei  n.º  5.887/1995,  vigente  no  estado  do  Pará, 

dispõe  sobre  a  política  do  meio  ambiente,  assim  como  a 
Lei  n.º  6.766/1979  dispõe  sobre  o  parcelamento  do  solo 
urbano em toda a Federação

.

Considerando  os  preceitos  dessas  leis,  relacione  a 
primeira  coluna  à  segunda  e,  em  seguida,  assinale  a 
opção correta.

I  –  Lei n.º 5.887/1995
II  –  Lei n.º 6.766/1979

(   )  Os  assentamentos  urbanos  atenderão  aos  princípios 

e às normas urbanísticas quando realizados em áreas 
de interesse social e turístico, guardando relações de 
harmonia e proporções com a paisagem local.

(   )  A  infra-estrutura  básica  dos  parcelamentos  situados 

nas zonas habitacionais declaradas como de interesse 
social  consistirá  de  rede  de  abastecimento  de  água 
potável  e  escoamento  das  águas  pluviais,  entre 
outros itens que irão garantir a qualidade de vida dos 
habitantes.

(   )  Não  será  permitido  empreendimento  em  terrenos, 

áreas  de  preservação  ecológica  ou  naqueles  em  que 
a poluição impeça a existência de condições sanitárias 
suportáveis, até sua correção.

(   )  Os  projetos  para  infra-estrutura  de  transportes 

contemplarão 

obrigatoriamente 

traçados 

que 

minimizem o seccionamento de áreas remanescentes 
de cobertura vegetal.

A seqüência correta é:

(A)  II, II, I, II.
(B)  I, I, I, II.
(C)  I, II, I, II.
(D)  I, II, II, I.

Q

uestão

 31

No que se refere ao desenho de esquadrias, assinale a 

opção INCORRETA.

(A)  É feito a partir da numeração das diversas aberturas na 

planta geral de arquitetura e, geralmente, é executado 

em escalas 1:20 ou 1:25. 

(B)  Para cada tipo de esquadria deve-se desenhar planta, 

corte,  vista  e  detalhes  em  escala  1:50,  sendo  os 

detalhes executados em escala 1:5 ou até 1:1.

(C)  Portas  também  são  representadas  no  desenho 

de  esquadrias.  Nele  são  informados  o  sentido  de 

aberturas, os componentes de funcionamento geral e 

as medidas de largura e de altura.

(D)  Os  desenhos  de  esquadrias  e  portas  devem  ser 

enumerados  e  listados  em  uma  legenda  chamada 

quadro de vãos.

Q

uestão

 32

 

Para  resolver  a  intersecção  de  duas  vias  de  um 

sistema  viário,  os  raios  de  curvatura  a  serem  adotados 

devem  respeitar  um  mínimo  de  9m  nas  vias  de  acesso 

com possibilidade de tráfego de ônibus, e de 5m nas vias 

locais.

A  esse  artifício  de  desenho,  que  diz  respeito  à  porção 

interna da curva, dá-se o nome de

(A)  tangenciamento de vias.

(B)  concordância auxiliar de vias.

(C)  concordância horizontal de vias.

(D)  concordância oblíqua de vias.

Q

uestão

 33

O  sistema  viário  deve  ser  estruturado  com  vias 

hierarquizadas, que respeitem os seguintes parâmetros, 

EXCETO:

 

(A)  propiciar  a  conexão  com  as  vias  locais  que  poderão 

contar com rampas de acesso aos lotes e ainda com 

caminhos  que  permitam  eventualmente  a  circulação 

de pequenos veículos de utilidade pública. 

(B)  contar com as vias coletoras que distribuem o tráfego 

de  veículos  gerado  nas  diferentes  zonas  da  cidade, 

integrando-o ao sistema viário principal.

(C)  possibilitar o acesso de pedestres a todos os lotes e às 

edificações.

(D)  promover o ordenamento do fluxo diário, minimizando 

os conflitos de trânsito.

Q

uestão

 34

Indique,  para  cada  aparelho,  a  altura  de  saída  da 

tubulação de água que o alimenta, em referência ao piso 

acabado, relacionando corretamente a primeira coluna à 

segunda, e, em seguida, assinale a opção correta.

I  –  filtro

II  –  válvula de descarga tipo “Hydra”

III  –  caixa de descarga

IV  –  registro para chuveiro

(   )  220cm

(   )  180cm

(   )  130cm

(   )  110cm

A seqüência correta é:

(A)  IV, I, II, III.

(B)  III, I, II, IV.

(C)  I, IV, III, II.

(D)  III, II, I, IV.

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-prova.pdf-html.html

11

ARQUITETURA

Concurso Público – ADEPARÁ/2009

Q

uestão

 35

Entre  as  diversas  atribuições  do  arquiteto,  está  o 
correto  conhecimento  das  alturas  de  saída  de  água 
para instalações hidráulicas, tais como filtro, válvula de 
descarga,  caixa  de  descarga  e  registro  para  chuveiro. 
Todas  as  opções  abaixo  dizem  respeito  à  importância 
desse conhecimento, EXCETO: 

(A)  ele pode decidir quanto à alteração de tais alturas para 

compor seus projetos de paginação de revestimentos 
de paredes.

(B)  ele  pode  dispor  melhor  sobre  seus  projetos  de 

esquadrias para o ambiente.

(C)  isso  influenciará  na  escolha  dos  materiais  de 

acabamento para os metais.

(D)  ele pode alterar as alturas sem necessariamente seguir 

os demais projetos de instalações complementares.

Q

uestão

 36

 

Marcos  gerencia  um  projeto  para  implantação  de 

um  novo  sistema  informatizado  de  acompanhamento 
de  documentos,  que  imprimirá  automaticamente  as 
informações a respeito do documento, gerando um número 
do  processo,  e  administrará,  a  qualquer  momento,  o 
andamento  do  pleito  do  cliente,  ou  seja,  as  informações 
a  respeito  da  tramitação  do  documento.  Entre  os  vários 
processos  que  Marcos  deverá  estabelecer,  alguns  estão 
associados aos riscos do projeto.

Considerando o caso hipotético acima e as informações 
acerca  dos  diferentes  processos  associados  a 
identificação, análise e resultados de riscos de projetos, 
assinale a opção INCORRETA.

(A)  O  processo  de  análise  de  riscos  é  a  avaliação  do 

impacto  e  da  probabilidade  dos  riscos  identificados. 
Com esse processo, Marcos deverá priorizar os riscos 
de acordo com o seu efeito potencial nos objetivos do 
projeto (especificações, custos, tempo etc.).

(B)  A determinação de quais riscos identificados deverão 

ser  quantificados  constitui  uma  etapa  importante  da 
análise de riscos, justificando, assim, que Marcos evite 
partir diretamente para o planejamento de respostas 
aos riscos. 

(C)  A  criação  de  um  plano  de  gerenciamento  dos  riscos 

constitui etapa irrelevante na análise de riscos. Dessa 
forma, Marcos deverá evitar a inclusão dessa etapa e 
poupar tempo no projeto.

(D)  A análise de riscos envolve o exame da qualidade, da 

confiabilidade e da integridade dos dados disponíveis 
sobre  os  riscos.  Marcos  deverá,  com  essa  etapa, 
aumentar as chances de sucesso de seu projeto. 

Q

uestão

 37

A respeito do ciclo de vida de um projeto, julgue os itens 
abaixo e, em seguida, assinale a opção correta.

I  –  A  fase  inicial  do  ciclo  de  vida  de  um  projeto  é  a 

identificação  de  necessidades.  Ela  inicia-se  com 
o  reconhecimento  de  uma  necessidade,  de  um 
problema ou de uma oportunidade e encerra-se com 
a emissão da chamada de propostas. 

II  –  A segunda fase do ciclo de vida de um projeto tem 

duas partes: o planejamento detalhado do projeto e, 
em  seguida,  a  implementação  desse  plano  para  se 
cumprir com seu objetivo.

III  –  A  terceira  fase  do  ciclo  de  vida  de  um  projeto  é 

o  desenvolvimento  de  soluções  propostas  por 
fornecedores interessados ou pela equipe de projeto 
interna do cliente, em resposta a uma requisição de 
um cliente.

IV  –  A quarta e última fase do ciclo de vida de um projeto 

é a sua conclusão. Ela começa depois que o trabalho 
do  projeto  foi  concluído  e  inclui  várias  ações  para 
encerrar de forma adequada o projeto.

Estão certos apenas os itens

(A)  I e III.
(B)  I e IV.
(C)  II e IV.
(D)  III e IV.

Q

uestão

 38

 

Planejamento estratégico é o processo administrativo 

que  proporciona  sustentação  metodológica  para  se 
estabelecer a melhor direção a ser seguida pela organização, 
visando a um otimizado grau de interação com o ambiente 
e atuando de forma inovadora e diferenciada. 

Com  base  na  afirmação  acima  e  levando-se  em 
consideração o que é esperado pela organização, com o 
planejamento estratégico, julgue os itens abaixo e, em 
seguida, assinale a opção correta. 

I  –  Possibilitar  que  a  organização  identifique  e  melhor 

utilize seus pontos fortes.

II  –  Permitir  à  organização  conhecer  e  eliminar  ou 

adequar seus pontos fracos.

III  –  Fazer com que a organização conheça e usufrua das 

oportunidades externas.

IV  –  Favorecer  a  organização  conhecer  e  aceitar  as 

ameaças externas, sem, no entanto, resistir a elas.

A quantidade de itens certos é igual a

(A)  1.
(B)  2.
(C)  3.
(D)  4. 

movens-2009-adepara-tecnico-em-nivel-superior-arquitetura-prova.pdf-html.html

Concurso Público – ADEPARÁ/2009

12

ARQUITETURA

Q

uestão

 39

Acerca da inovação e da invenção, julgue os itens abaixo 
como  Verdadeiros  (V)  ou  Falsos  (F)  e,  em  seguida, 
assinale a opção correta.

I  –  Enquanto  a  invenção  é  entendida  como  uma  idéia 

potencialmente aberta para a exploração comercial, 
mas  não  necessariamente  realizada,  na  idéia  da 
inovação  está  implícita  uma  ênfase  na  exploração 
comercial. 

II  –  Considera-se  como  inovação  a  introdução  de  um 

novo  bem,  com  o  qual  os  consumidores  ainda  não 
estão  familiarizados,  ou  de  uma  nova  qualidade  de 
um bem. 

III  –  A  inovação  não  pressupõe  incertezas  associadas  à 

existência  de  problemas  técnico-econômicos,  uma 
vez que os resultados do esforço inovador facilmente 
podem ser conhecidos com antecedência. 

IV  –  A invenção é a idéia em si, trazida por um modelo 

de um produto ou processo novo (ou aperfeiçoado). 
Já  a  inovação,  sob  o  ponto  de  vista  econômico,  só 
se  concretiza  ao  se  realizar  a  primeira  transação 
comercial do novo produto ou processo.

A seqüência correta é: 

(A)  V, V, F, V.
(B)  V, F, F, V.
(C)  F, V, F, V.
(D)  V, V, V, F.

Q

uestão

 40

Em  relação  ao  desenvolvimento  sustentável,  julgue  os 
itens como Verdadeiros (V) ou Falsos (F) e, em seguida, 
assinale a opção correta.

I  –  A incorporação da dimensão ambiental nos projetos 

e  nas  estratégias  de  crescimento  econômico 
constitui condição suficiente para o desenvolvimento 
sustentável e para a melhoria material das condições 
de vida das pessoas pobres.

II  –  O  verdadeiro  significado  do  desenvolvimento 

sustentado  será  derivado  dos  esforços  sistemáticos 
para construir uma sociedade mais estável, racional 
e harmônica, baseada em princípios de igualdade e 
justiça nos relacionamentos entre homens, em cada 
sociedade em nível global. 

III  –  O  envolvimento  de  organizações  e  gerentes  nas 

políticas  e  diretrizes  de  “ambiente  limpo”,  passo 
importante na difusão das preocupações ambientais 
e  práticas  protecionistas,  produzirá  os  resultados 
esperados a curto prazo.  

IV  –  De  um  ponto  de  vista  mais  sistêmico  da  luta  por 

um  meio  ambiente  limpo  ou  “desenvolvimento 
sustentado”,  a  educação  básica  para  todos  ou  a 
erradicação do analfabetismo pode tornar-se o mais 
poderoso  instrumento  de  proteção  e  conservação 
ambiental a longo prazo.

A seqüência correta é:

(A)  V, V, F, F.
(B)  V, V, V, F.
(C)  F, V, F, V.
(D)  V, V, V, F.