Prova Concurso - Pedagogia - 2009-SENAC-PE-SUPERVISOR-PEDAGOGICO-DA-EDUCACAO - IPAD - SENAC - 2009

Prova - Pedagogia - 2009-SENAC-PE-SUPERVISOR-PEDAGOGICO-DA-EDUCACAO - IPAD - SENAC - 2009

Detalhes

Profissão: Pedagogia
Cargo: 2009-SENAC-PE-SUPERVISOR-PEDAGOGICO-DA-EDUCACAO
Órgão: SENAC
Banca: IPAD
Ano: 2009
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

PEDAGOGOUFPA2018
PEDAGOGOUNIFESSPA2018
PEDAGOGOEBSERH2018

Gabarito

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

ASSESSOR TÉCNICO II - FUNÇÃO 01 (MAT. DIDÁTICO) - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

C

21

D

2

D

22

B

3

A

23

C

4

D

24

A

5

C

25

E

6

E

26

C

7

B

27

D

8

A

28

E

9

B

29

A

10

E

30

B

11

D

31

B

12

A

32

B

13

D

33

E

14

C

34

C

15

A

35

A

16

A

36

C

17

B

37

E

18

E

38

C

19

B

39

A

20

C

40

A

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

ASSESSOR TÉCNICO II - FUNÇÃO 02 (LIC. E CONTRATOS) - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

C

21

C

2

D

22

B

3

A

23

D

4

D

24

C

5

C

25

A

6

E

26

B

7

B

27

E

8

A

28

C

9

B

29

E

10

E

30

A

11

D

31

D

12

A

32

D

13

D

33

C

14

C

34

B

15

A

35

A

16

A

36

B

17

B

37

B

18

E

38

E

19

B

39

C

20

C

40

A

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

ASSESSOR TÉCNICO II - FUNÇÃO 03 (PUBLI./MARKETING) - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

C

21

B

2

D

22

E

3

A

23

D

4

D

24

A

5

C

25

D

6

E

26

E

7

B

27

B

8

A

28

E

9

B

29

B

10

E

30

C

11

D

31

B

12

A

32

B

13

D

33

E

14

C

34

C

15

A

35

A

16

A

36

A

17

E

37

C

18

D

38

A

19

E

39

C

20

A

40

A

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

ASSESSOR TÉCNICO II - FUNÇÃO 04 (PESQUISA SOCIAL) - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

C

21

B

2

D

22

E

3

A

23

A

4

D

24

D

5

C

25

D

6

E

26

C

7

B

27

D

8

A

28

E

9

B

29

A

10

E

30

E

11

D

31

C

12

A

32

C

13

D

33

C

14

C

34

A

15

A

35

B

16

B

36

E

17

E

37

D

18

B

38

A

19

C

39

D

20

B

40

C

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

ASSESSOR TÉCNICO II - FUNÇÃO 05 (HOTELARIA) - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

C

21

A

2

D

22

E

3

A

23

B

4

D

24

D

5

C

25

B

6

E

26

A

7

B

27

C

8

A

28

D

9

B

29

B

10

E

30

E

11

D

31

A

12

A

32

C

13

D

33

C

14

C

34

E

15

A

35

D

16

A

36

B

17

B

37

B

18

E

38

E

19

B

39

C

20

C

40

A

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

ASSESSOR TÉCNICO II - FUNÇÃO 06 (NEGOC. E VENDAS) - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

C

21

E

2

D

22

C

3

A

23

A

4

D

24

E

5

C

25

C

6

E

26

D

7

B

27

D

8

A

28

A

9

B

29

D

10

E

30

B

11

D

31

B

12

A

32

A

13

D

33

E

14

C

34

D

15

A

35

A

16

A

36

B

17

B

37

B

18

E

38

E

19

B

39

C

20

C

40

A

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

ASSESSOR TÉCNICO II - FUNÇÃO 07 (SECRETARIA) - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

C

21

C

2

D

22

C

3

A

23

A

4

D

24

A

5

C

25

E

6

E

26

D

7

B

27

D

8

A

28

E

9

B

29

C

10

E

30

A

11

D

31

A

12

A

32

E

13

D

33

A

14

C

34

C

15

A

35

D

16

B

36

C

17

E

37

B

18

B

38

B

19

C

39

E

20

B

40

A

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

ASSESSOR TÉCNICO II - FUNÇÃO 08 (COMPUT. GRÁFICA) - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

C

21

A

2

D

22

E

3

A

23

D

4

D

24

E

5

C

25

A

6

E

26

B

7

B

27

C

8

A

28

D

9

B

29

A

10

E

30

D

11

D

31

B

12

A

32

B

13

D

33

E

14

C

34

C

15

A

35

A

16

A

36

A

17

B

37

C

18

E

38

A

19

B

39

C

20

C

40

A

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

ASSESSOR TÉCNICO II - FUNÇÃO 09 (WEB DESIGNER) - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

C

21

C

2

D

22

A

3

A

23

C

4

D

24

D

5

C

25

C

6

E

26

A

7

B

27

B

8

A

28

B

9

B

29

E

10

E

30

C

11

D

31

E

12

A

32

B

13

D

33

D

14

C

34

E

15

A

35

D

16

C

36

B

17

E

37

D

18

A

38

E

19

D

39

C

20

B

40

A

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

AUX. ADMINISTRATIVO II - TODAS AS FUNÇÕES E ÁREAS - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

B

21

E

2

D

22

C

3

A

23

E

4

D

24

ANULADA

5

A

25

B

6

B

26

B

7

C

27

E

8

C

28

A

9

A

29

D

10

A

30

A

11

D

31

C

12

E

32

C

13

B

33

E

14

E

34

D

15

E

35

B

16

D

36

A

17

C

37

C

18

E

38

A

19

C

39

B

20

A

40

E

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

AUX. ADMINISTRATIVO II - TODAS AS FUNÇÕES E ÁREAS - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

B

21

E

2

D

22

C

3

A

23

E

4

D

24

ANULADA

5

A

25

B

6

B

26

B

7

C

27

E

8

C

28

A

9

A

29

D

10

A

30

A

11

D

31

C

12

E

32

C

13

B

33

E

14

E

34

D

15

E

35

B

16

D

36

A

17

C

37

C

18

E

38

A

19

C

39

B

20

A

40

E

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

AUX. ADMINISTRATIVO II - TODAS AS FUNÇÕES E ÁREAS - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

B

21

E

2

D

22

C

3

A

23

E

4

D

24

ANULADA

5

A

25

B

6

B

26

B

7

C

27

E

8

C

28

A

9

A

29

D

10

A

30

A

11

D

31

C

12

E

32

C

13

B

33

E

14

E

34

D

15

E

35

B

16

D

36

A

17

C

37

C

18

E

38

A

19

C

39

B

20

A

40

E

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

AUX. ADMINISTRATIVO II - TODAS AS FUNÇÕES E ÁREAS - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

B

21

E

2

D

22

C

3

A

23

E

4

D

24

ANULADA

5

A

25

B

6

B

26

B

7

C

27

E

8

C

28

A

9

A

29

D

10

A

30

A

11

D

31

C

12

E

32

C

13

B

33

E

14

E

34

D

15

E

35

B

16

D

36

A

17

C

37

C

18

E

38

A

19

C

39

B

20

A

40

E

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

AUX. ADMINISTRATIVO II - TODAS AS FUNÇÕES E ÁREAS - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

B

21

E

2

D

22

C

3

A

23

E

4

D

24

ANULADA

5

A

25

B

6

B

26

B

7

C

27

E

8

C

28

A

9

A

29

D

10

A

30

A

11

D

31

C

12

E

32

C

13

B

33

E

14

E

34

D

15

E

35

B

16

D

36

A

17

C

37

C

18

E

38

A

19

C

39

B

20

A

40

E

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

AUX. ADMINISTRATIVO II - TODAS AS FUNÇÕES E ÁREAS - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

B

21

E

2

D

22

C

3

A

23

E

4

D

24

ANULADA

5

A

25

B

6

B

26

B

7

C

27

E

8

C

28

A

9

A

29

D

10

A

30

A

11

D

31

C

12

E

32

C

13

B

33

E

14

E

34

D

15

E

35

B

16

D

36

A

17

C

37

C

18

E

38

A

19

C

39

B

20

A

40

E

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

NÍVEL OPERACIONAL - TODOS OS CARGOS - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

A

21

D

2

E

22

C

3

D

23

D

4

C

24

A

5

A

25

C

6

C

26

E

7

B

27

C

8

A

28

D

9

B

29

C

10

D

30

D

11

C

31

E

12

B

32

B

13

C

33

C

14

E

34

C

15

A

35

B

16

D

36

E

17

B

37

B

18

A

38

D

19

D

39

B

20

E

40

E

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

NÍVEL OPERACIONAL - TODOS OS CARGOS - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

A

21

D

2

E

22

C

3

D

23

D

4

C

24

A

5

A

25

C

6

C

26

E

7

B

27

C

8

A

28

D

9

B

29

C

10

D

30

D

11

C

31

E

12

B

32

B

13

C

33

C

14

E

34

C

15

A

35

B

16

D

36

E

17

B

37

B

18

A

38

D

19

D

39

B

20

E

40

E

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

NÍVEL OPERACIONAL - TODOS OS CARGOS - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

A

21

D

2

E

22

C

3

D

23

D

4

C

24

A

5

A

25

C

6

C

26

E

7

B

27

C

8

A

28

D

9

B

29

C

10

D

30

D

11

C

31

E

12

B

32

B

13

C

33

C

14

E

34

C

15

A

35

B

16

D

36

E

17

B

37

B

18

A

38

D

19

D

39

B

20

E

40

E

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

NÍVEL OPERACIONAL - TODOS OS CARGOS - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

A

21

D

2

E

22

C

3

D

23

D

4

C

24

A

5

A

25

C

6

C

26

E

7

B

27

C

8

A

28

D

9

B

29

C

10

D

30

D

11

C

31

E

12

B

32

B

13

C

33

C

14

E

34

C

15

A

35

B

16

D

36

E

17

B

37

B

18

A

38

D

19

D

39

B

20

E

40

E

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

AUX. TÉCNICO II - FUNÇÃO 01 (ÁREA FINANCEIRA) - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

B

21

A

2

E

22

E

3

A

23

C

4

D

24

A

5

A

25

B

6

C

26

D

7

C

27

B

8

E

28

C

9

D

29

E

10

B

30

D

11

A

31

B

12

C

32

A

13

A

33

C

14

B

34

B

15

E

35

E

16

A

36

E

17

C

37

C

18

E

38

E

19

B

39

ANULADA

20

D

40

B

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

AUX. TÉCNICO II - FUNÇÃO 02 (ÁREA DE EVENTOS) - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

C

21

B

2

C

22

A

3

E

23

B*

4

ANULADA

24

C

5

B

25

E

6

D

26

B

7

B

27

E

8

E

28

A

9

B

29

D

10

D

30

A

11

C

31

C

12

A

32

C

13

B

33

E

14

C

34

D

15

D*

35

B

16

C

36

A

17

E

37

C

18

A

38

A

19

E

39

B

20

D

40

E

* A QUESTÃO 15 FOI ALTERADA PARA A ALTERNATIVA "D"

* A QUESTÃO 23 FOI ALTERADA PARA A ALTERNATIVA "B"

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

AUX. TÉCNICO II - FUNÇÃO 03 (ÁREA GES. DE PESSOAS) - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

B

21

E

2

E

22

C

3

A

23

A

4

D

24

D

5

A

25

A

6

C

26

E

7

C

27

C

8

E

28

A

9

D

29

E

10

B

30

E

11

A

31

A

12

C

32

A

13

A

33

B

14

B

34

D

15

E

35

E

16

E

36

C

17

D

37

C

18

A

38

E

19

A

39

ANULADA

20

B

40

B

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

AUX. TÉCNICO II - FUNÇÃO 04 (ÁREA CONT. EM HOTEL.) - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

B

21

E

2

E

22

C

3

A

23

A

4

D

24

D

5

A

25

C

6

C

26

B

7

C

27

A

8

E

28

E

9

D

29

C

10

B

30

E

11

A

31

D

12

C

32

A*

13

A

33

ANULADA

14

B

34

E

15

E

35

B

16

C

36

E

17

E

37

C

18

B

38

E

19

A

39

ANULADA

20

D

40

B

* A QUESTÃO 32 FOI ALTERADA PARA A ALTERNATIVA "A"

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

AUX. TÉCNICO II - VENDAS - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

B

21

C

2

E

22

B

3

A

23

B

4

D

24

D

5

A

25

B

6

C

26

D

7

C

27

E

8

E

28

E

9

D

29

E

10

B

30

E

11

A

31

C

12

C

32

B

13

A

33

B

14

B

34

E

15

E

35

C

16

C

36

E

17

D

37

C

18

E

38

E

19

D

39

ANULADA

20

D

40

B

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

JORNALISTA - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

ANULADA

21

C

2

E

22

E

3

D

23

C

4

B

24

A

5

B

25

A

6

B

26

C

7

D

27

D

8

D

28

A

9

E

29

D

10

B

30

C

11

D

31

E

12

E

32

B

13

E

33

A

14

E*

34

B

15

D

35

E

16

B

36

D

17

B

37

A

18

E

38

D

19

C

39

C

20

A

40

A

* A QUESTÃO 14 FOI ALTERADA PARA A ALTERNATIVA "E"

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

MONITOR I - GASTRONOMIA - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

D

21

C

2

E

22

B

3

E

23

B

4

E

24

A

5

D

25

D

6

A

26

B

7

A

27

E

8

C

28

A

9

A

29

D

10

C

30

A

11

B

31

C

12

C

32

C

13

E

33

E

14

D

34

D

15

B

35

B

16

C

36

A

17

D

37

C

18

B

38

A

19

B

39

B

20

B

40

E

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

MONITOR I - INFORMÁTICA - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

B

21

D

2

D

22

E

3

D

23

D

4

C

24

A

5

A

25

B

6

B

26

B

7

D

27

E

8

C

28

A

9

E

29

D

10

A

30

A

11

ANULADA

31

C

12

C

32

C

13

D

33

E

14

B

34

D

15

E

35

B

16

A

36

A

17

C

37

C

18

C

38

A

19

E

39

B

20

C

40

E

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

MONITOR II - COZINHEIRO - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

D

21

A

2

E

22

A

3

E

23

D

4

E

24

C

5

D

25

A

6

A

26

B

7

A

27

E

8

C

28

A

9

E

29

D

10

B

30

A

11

C

31

C

12

C

32

C

13

D

33

E

14

D

34

D

15

B

35

B

16

C

36

A

17

D

37

C

18

A

38

A

19

D

39

B

20

D

40

E

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

NÍVEL OPERACIONAL - TODOS OS CARGOS - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

A

21

D

2

E

22

C

3

D

23

D

4

C

24

A

5

A

25

C

6

C

26

E

7

B

27

C

8

A

28

D

9

B

29

C

10

D

30

D

11

C

31

E

12

B

32

B

13

C

33

C

14

E

34

C

15

A

35

B

16

D

36

E

17

B

37

B

18

A

38

D

19

D

39

B

20

E

40

E

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

NÍVEL OPERACIONAL - TODOS OS CARGOS - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

A

21

D

2

E

22

C

3

D

23

D

4

C

24

A

5

A

25

C

6

C

26

E

7

B

27

C

8

A

28

D

9

B

29

C

10

D

30

D

11

C

31

E

12

B

32

B

13

C

33

C

14

E

34

C

15

A

35

B

16

D

36

E

17

B

37

B

18

A

38

D

19

D

39

B

20

E

40

E

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

NÍVEL OPERACIONAL - TODOS OS CARGOS - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

A

21

D

2

E

22

C

3

D

23

D

4

C

24

A

5

A

25

C

6

C

26

E

7

B

27

C

8

A

28

D

9

B

29

C

10

D

30

D

11

C

31

E

12

B

32

B

13

C

33

C

14

E

34

C

15

A

35

B

16

D

36

E

17

B

37

B

18

A

38

D

19

D

39

B

20

E

40

E

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

SUPERVISOR PEDAGÓGICO - FUNÇÃO 01 E FUNÇÃO 03 - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

C

21

A

2

D

22

A

3

A

23

D

4

D

24

E

5

C

25

D

6

E

26

B

7

B

27

B

8

A

28

E

9

B

29

E

10

E

30

C

11

D

31

A

12

A

32

C

13

D

33

E

14

C

34

E

15

A

35

D

16

A

36

B

17

B

37

B

18

E

38

E

19

B

39

C

20

C

40

A

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

SUPERVISOR PEDAGÓGICO - FUNÇÃO 02 - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

C

21

D

2

D

22

E

3

A

23

D

4

D

24

B

5

C

25

ANULADA

6

E

26

E

7

B

27

C

8

A

28

D

9

B

29

E

10

E

30

C

11

D

31

A

12

A

32

E

13

D

33

B

14

C

34

D

15

A

35

D

16

B

36

C

17

E

37

C

18

B

38

B

19

A

39

E

20

A

40

A

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

SUPERVISOR PEDAGÓGICO - FUNÇÃO 01 E FUNÇÃO 03 - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

C

21

A

2

D

22

A

3

A

23

D

4

D

24

E

5

C

25

D

6

E

26

B

7

B

27

B

8

A

28

E

9

B

29

E

10

E

30

C

11

D

31

A

12

A

32

C

13

D

33

E

14

C

34

E

15

A

35

D

16

A

36

B

17

B

37

B

18

E

38

E

19

B

39

C

20

C

40

A

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

TÉC. EM COO. PED. DE ÁREA DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

C

21

B

2

D

22

D

3

A

23

C

4

D

24

A

5

C

25

E

6

E

26

B

7

B

27

D

8

A

28

C

9

B

29

C

10

E

30

E

11

D

31

C

12

A

32

E

13

D

33

A

14

C

34

E

15

A

35

E

16

A

36

B

17

B

37

B

18

E

38

C

19

B

39

A

20

C

40

C

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

TÉCNICO EM MANUTENÇÃO - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

A

21

D

2

A

22

E

3

B

23

B

4

D

24

D

5

A

25

B

6

B

26

B

7

C

27

E

8

C

28

A

9

D

29

D

10

D

30

A

11

D

31

C

12

E

32

C

13

B

33

E

14

A

34

D

15

C

35

B

16

A

36

A

17

C

37

C

18

E

38

A

19

B

39

B

20

B

40

E

ipad-2008-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-vitoria-de-santo-antao-gabarito.pdf-html.html

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL - SENAC 

2008

GABARITO DEFINITIVO

TELEFONISTA - TIPO 1

QUESTÃO ALTERNATIVA QUESTÃO ALTERNATIVA

1

B

21

B

2

E

22

E

3

A

23

E

4

D

24

D

5

A

25

D

6

C

26

B

7

A

27

A

8

C

28

E

9

B

29

C

10

E

30

D

11

D

31

B

12

B

32

A

13

A

33

C

14

C

34

B

15

E

35

C

16

C

36

C

17

A

37

C

18

D

38

B

19

B

39

B

20

E

40

A

Prova

ipad-2009-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-prova.pdf-html.html

 

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC  
Processo Seletivo 2008.2

 

Tipo 1                                                                                                                                                        Cargo: Supervisor Pedagógico / Nível Superior 

Página 1/10  

É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.

 

CONHECIMENTOS DE LÍNGUA PORTUGUESA

 
 

TEXTO 1 

 

A degradação do meio ambiente tem sido proporcional 

à evolução do homem. As indústrias trouxeram o aquecimento 
gradual do planeta provocado pelo acúmulo de certos gases na 
atmosfera, principalmente dióxido de carbono. A cada dia, 
cerca de 300Km

2

 de florestas tropicais são eliminados da face 

da Terra com o desmatamento, queimadas, extração de carvão 
vegetal pela agricultura intensiva, poluição, urbanização 
desordenada. Por causa desses fatores, muitas espécies de 
vegetais e animais desapareceram e estão desaparecendo 
(cerca de mil por ano), antes mesmo de serem descobertas 
pelo homem. 

Se colocarmos na balança, parte do que chamamos de 

‘progresso’ é boa, pois melhora a qualidade de vida de uma 
forma ou de outra, como nos transportes, nas comunicações e 
na saúde. Porém, tudo na vida tem seu preço. O atual modelo 
de crescimento econômico gerou enormes desequilíbrios: se, 
por um lado, nunca houve tanta riqueza e fartura no mundo, 
por outro lado a miséria, a degradação ambiental e a poluição 
aumentam dia a dia. 

Para a consolidação efetiva de um processo de 

desenvolvimento sustentável, cujo maior desafio é consolidar 
progresso e ecologia, se faz necessária a participação coletiva, 
com ênfase no indivíduo. Nesse sentido, cada indivíduo deve 
avaliar seu conjunto de comportamentos e as possíveis 
conseqüências que eles provocam no meio ambiente e buscar 
seus interesses de modo que não haja grandes agressões ao 
mesmo. “A participação do cidadão é indispensável na 
melhoria e conservação do planeta para as gerações futuras. A 
atuação de cada indivíduo parece pouco no âmbito global, 
porém se todos se conscientizarem sobre os níveis de consumo 
de produtos, energia, entre outros, os resultados serão 
enormes”, diz o Presidente do Instituto Ethos, organização 
não-governamental que ajuda as empresas a gerir seus 
negócios de forma socialmente responsável, tornando-as 
parceiras na construção de uma sociedade sustentável e justa. 

Kátia Neves. Revista Lupo Magazine, ano III, n° 9, primavera 2008, 

p.38, 40. Adaptado.

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
 
 
 
Assinale a alternativa que apresenta a síntese do conteúdo 
global do Texto 1. 
 
A)  O desenvolvimento sustentável não poderá ser alcançado 

enquanto cada indivíduo não avaliar as conseqüentes 
repercussões de seu comportamento para a natureza. 

B)  As ações individuais, embora pareçam insignificantes 

quando consideradas no âmbito global, trarão relevantes 
contribuições na luta para preservar o meio ambiente. 

C)  A evolução do ser humano tem proporcionado uma 

inquestionável melhora na sua qualidade de vida, que se 
revela em setores como os de transportes, comunicações e 
saúde. 

D)  As indústrias são as principais responsáveis pelos 

problemas ambientais, pois provocam o aquecimento 
gradual do planeta, pelo acúmulo de dióxido de carbono na 
atmosfera.   

E)  Se, por um lado, o que chamamos de ‘progresso’ tem 

melhorado a qualidade da vida humana em várias áreas, 
por outro tem representado a degradação do meio 
ambiente. 

  
 
 
 
No Texto 1, o autor põe numa relação inversamente 
proporcional:  
 
A)  a participação do cidadão e o desenvolvimento sustentável. 
B)  a conscientização individual e a conservação do planeta. 
C)  o desenvolvimento do ser humano e a preservação 

ambiental. 

D)  a atuação individual e a construção de uma sociedade justa.    
E)  a emissão de gases pelas indústrias e o desmatamento. 
 
 
 
 
De acordo com as informações do Texto 1, podemos concluir 
que uma “participação coletiva, com ênfase no indivíduo” 
implica: 
 
A)  conscientização individual visando ao benefício coletivo. 
B)  priorização de interesses individuais alijados dos coletivos. 
C)  atuação coletiva em detrimento de valores pessoais. 
D)  subserviência dos indivíduos aos interesses da coletividade. 
E)  avaliação e conseqüente punição de atitudes individuais, 

pelo coletivo. 

 
 
 
 
 
 
 

 

QUESTÃO 01

QUESTÃO 02

QUESTÃO 03

ipad-2009-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-prova.pdf-html.html

 

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC  
Processo Seletivo 2008.2

 

Tipo 1                                                                                                                                                        Cargo: Supervisor Pedagógico / Nível Superior 

Página 2/10  

É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.

 

 

 
 
A respeito do tema abordado no Texto 1, o Presidente do 
Instituto Ethos acredita que: 

 

A)  cabe às gerações futuras toda a responsabilidade pela 

conservação do planeta. 

B)  as ações no âmbito individual certamente terão grande 

impacto no nível global.  

C)  a participação de cada cidadão é irrelevante diante da 

dimensão do problema ambiental. 

D)  na defesa do nosso planeta, a mobilização coletiva pode 

prescindir de ações individuais. 

E)  as gerações futuras terão mais consciência da necessidade 

de consumir menos energia. 

 
 

 

 

Se colocarmos na balança, parte do que chamamos de 
‘progresso’ é boa, pois melhora a qualidade de vida de uma 
forma ou de outra, como nos transportes, nas comunicações 
e na saúde. Porém, tudo na vida tem seu preço. 

 

No trecho acima, o termo destacado funciona para indicar uma 
mudança na orientação argumentativa do texto. Para 
desempenhar essa função, também poderia ser usado: 

 

A)  ademais. 
B)  com tudo. 
C)  ao passo que. 
D)  não obstante. 
E)  na medida em que. 

 

 
 
Acerca de elementos lingüísticos utilizados no Texto 1, analise 
as proposições que se seguem. 

 

1.  No trecho: “As indústrias trouxeram o aquecimento 

gradual do planeta provocado pelo acúmulo de certos 
gases na atmosfera, principalmente dióxido de carbono.
”, 
o termo destacado tem a função de pôr em destaque um 
dado elemento. 

2.  No trecho: “Se colocarmos na balança, parte do que 

chamamos de ‘progresso’ é boa, pois melhora a qualidade 
de vida de uma forma ou de outra.
”, o termo destacado foi 
utilizado para introduzir uma justificativa.  

3.  No trecho: “se, por um lado, nunca houve tanta riqueza e 

fartura no mundo, por outro lado a miséria, a degradação 
ambiental e a poluição aumentam dia a dia.
”, as 
expressões destacadas cumprem a função de retomar 
termos anteriormente enunciados no texto, garantindo a 
coesão textual.  

4.  No trecho: “Nesse sentido, cada indivíduo deve avaliar seu 

conjunto de comportamentos e as possíveis conseqüências 
que eles provocam no meio ambiente e buscar seus 
interesses de modo que não haja grandes agressões ao 
mesmo.
”, os termos destacados têm o mesmo referente.  

 

Estão corretas

 

A)  1, 2, 3 e 4. 
B)  1, 3 e 4, apenas. 
C)  1 e 2, apenas. 
D)  3 e 4, apenas. 
E)  2 e 3, apenas. 

 

 
 
A cada dia, cerca de 300Km

2

 de florestas tropicais são 

eliminados da face da Terra com o desmatamento”. Assinale a 
alternativa que corresponde a esse mesmo enunciado, na voz 
ativa.  

 

A)  O desmatamento elimina da face da Terra cerca de 300Km

2

 

de florestas tropicais a cada dia. 

B)  O desmatamento tem eliminado cerca de 300Km

2

 de 

florestas tropicais da face da Terra a cada dia. 

C)  O desmatamento já eliminou cerca de 300Km

2

 de florestas 

tropicais da face da Terra.  

D)  A cada dia, cerca de 300Km

2

 de florestas tropicais têm sido 

eliminados da face da Terra com o desmatamento. 

E)  A cada dia, o desmatamento está eliminando da face da 

Terra cerca de 300Km

2

 de florestas tropicais.  

 

TEXTO 2 

 

Desmatamento oficial 
 

Caiu como um duro golpe no ranking dos maiores 

desmatadores do País, elaborado pelo Inpe e apresentado na 
semana passada diretamente pelo ministro do Meio Ambiente. 
Qual não foi a surpresa geral diante da constatação de que, na 
lista dos dez primeiros, os seis maiores infratores, por ordem de 
área desmatada e pelo valor da multa, eram o próprio Incra. 
Jornais estrangeiros saudaram com ironia: “O Brasil descobriu 
o inimigo da Amazônia: é o governo do Brasil.” O argumento 
serviu como uma luva às pretensões dos que querem 
internacionalizar a Amazônia. O governo reclamou. Pediu 
vistas. O ministro recuou. Culpou o Ibama pelos dados. Vai 
checar de novo. Até o final do mês sai uma nova lista. 
Provavelmente excluindo essa constrangedora posição do Incra. 
Mas a conclusão é inevitável: a política de assentamentos mal 
planejados, a ausência de pulso firme sobre as ações do MST e 
o magro investimento em fiscalização ditaram o ritmo da 
devastação.  

Somente em agosto cresceu 133% o volume de abate 

florestal da região. O Incra respondeu por 44% dos mais de 
cinco mil quilômetros quadrados de floresta derrubada. Mais de 
85% dessa mata arrancada do mapa são de floresta nativa. Uma 
parte dela está em áreas de proteção permanente, como margens 
de rios e lagoas. Mesmo assim, o órgão federal não se sentiu 
intimidado na sua prática de ocupação desordenada da terra. 

Os crimes ambientais estão listados na categoria de 

inafiançáveis. Mesmo assim, não se tem notícia até aqui de que 
os responsáveis pela prática oficial vão parar atrás das grades. 
Assim, as estatísticas lamentáveis dessa flagrante violação 
tendem a ser esquecidas na gaveta. 

O fato é que o Brasil possui uma missão monumental 

no campo da preservação. Zelar pela Amazônia, dita e havida 
como pulmão do mundo, requer antes de tudo que as próprias 
autoridades se conscientizem da missão e atuem com 
responsabilidade. Se elas são as primeiras a encabeçar a lista 
dos infratores, quem fará diferente? 
 

Carlos José Marques. Revista Istoé

, ano 31, n° 2031, 08/10/2008, p.20 . 

Adaptado.

 

  

QUESTÃO 04 

QUESTÃO 06 

QUESTÃO 07

QUESTÃO 05 

ipad-2009-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-prova.pdf-html.html

 

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC  
Processo Seletivo 2008.2

 

Tipo 1                                                                                                                                                        Cargo: Supervisor Pedagógico / Nível Superior 

Página 3/10  

É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.

 

 
 
 
Com o Texto 2 seu autor pretendeu, principalmente: 
 
A)  defender um ponto de vista; e convocar o leitor a assumir 

uma posição clara. 

B)  propagar uma ação governamental; e enaltecer 

representantes do governo federal. 

C)  opor-se aos resultados de pesquisa oficial; e noticiar vários 

fatos a ela relacionados. 

D)  criticar uma pessoa pública; e comentar determinadas 

posições do governo federal. 

E)  informar sobre reações a uma notícia divulgada; e criticar 

ações realizadas pelo governo. 

 
 
 
O argumento serviu como uma luva às pretensões dos que 
querem internacionalizar a Amazônia.
” – Com esse enunciado, 
o autor do Texto 2 quis dizer que: 
 
A)  O argumento foi eficaz para dirimir as pretensões dos que 

querem internacionalizar a Amazônia. 

B)  O argumento funcionou para recrudescer as pretensões dos 

que querem internacionalizar a Amazônia. 

C)  O argumento serviu para abalizar as pretensões dos que 

querem internacionalizar a Amazônia. 

D)  O argumento prestou-se a obstar as pretensões dos que 

querem internacionalizar a Amazônia. 

E)  O argumento foi útil para mitigar as pretensões dos que 

querem internacionalizar a Amazônia. 

 
 
 
Assinale a alternativa na qual o termo destacado está 
empregado em seu sentido conotativo. 
 
A)  Mais de 85% dessa mata arrancada do mapa são de floresta 

nativa. 

B)  Jornais estrangeiros saudaram com ironia. 
C)  Somente em agosto cresceu 133% o volume de abate 

florestal da região. 

D)  Caiu como um duro golpe no ranking dos maiores 

desmatadores do País.  

E)  Os crimes ambientais estão listados na categoria de 

inafiançáveis. 

 
 
 
Os crimes ambientais estão listados na categoria de 
inafiançáveis. Mesmo assim, não se tem notícia até aqui de que 
os responsáveis pela prática oficial vão parar atrás das 
grades.
” – Nesse trecho, a expressão destacada tem valor: 
 
A)  causal. 
B)  explicativo. 
C)  condicional. 
D)  concessivo. 
E)  conclusivo. 

 
 
 
Acerca de aspectos da pontuação utilizada no Texto 2, analise 
as proposições seguintes. 
 
1.  “Jornais estrangeiros saudaram com ironia: ‘O Brasil 

descobriu o inimigo da Amazônia: é o governo do 
Brasil.’
”. Nesse trecho, os primeiros dois pontos foram 
utilizados para introduzir uma citação literal.    

2.  “O governo reclamou. Pediu vistas. O ministro recuou. 

Culpou o Ibama pelos dados. Vai checar de novo. Até o 
final do mês sai uma nova lista.
” Nesse trecho, a opção de 
isolar cada segmento por meio de pontos tem o efeito de 
realçá-los. 

3.  “Se elas são as primeiras a encabeçar a lista dos 

infratores, quem fará diferente?” – Nesse trecho, o ponto 
de interrogação indica que o autor fez um questionamento, 
ainda que seja um caso de pergunta retórica. 

4.  “Zelar pela Amazônia, dita e havida como pulmão do 

mundo, requer antes de tudo que as próprias autoridades 
se conscientizem da missão
”. Nesse trecho, as vírgulas 
foram utilizadas para separar os termos numa enumeração. 

 
A)  1, 2 e 3, apenas. 
B)  1, 2 e 4, apenas. 
C)  1, 3 e 4, apenas. 
D)  2, 3 e 4, apenas. 
E)  1, 2, 3 e 4. 
 
 
 
Assinale a alternativa na qual as regras vigentes de 
concordância foram obedecidas.  
 
A)  Apesar de serem poucas as ações concretas, no Brasil não 

falta defensores do meio ambiente.  

B)  Quem de nós podemos prever com certeza até quando 

nosso planeta conseguirá resistir?  

C)  Embora cresça, no Brasil, os casos de desmatamento, o 

governo parece não querer ver a situação. 

D)  A defesa de nossas matas e de nossas riquezas naturais têm 

ficado sob a responsabilidade do governo. 

E)  A necessidade de preservar o meio ambiente é assunto que 

está em pauta já faz muitos anos.  

 
 
 
A partir de janeiro de 2009, entrará em vigor o novo Acordo 
Ortográfico, a partir do qual o trema será totalmente abolido das 
palavras portuguesas ou aportuguesadas. Essa nova regra altera 
a grafia do seguinte par de palavras:  
 
A)  lingüiça e distingüir. 
B)  argüição e freqüência. 
C)  líqüido e agüentar.  
D)  trégüa e eqüânime.  
E)  lângüido e eqüitação. 
 
 

QUESTÃO 08 

QUESTÃO 09 

QUESTÃO 10 

QUESTÃO 11 

QUESTÃO 12

QUESTÃO 13

QUESTÃO 14

ipad-2009-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-prova.pdf-html.html

 

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC  
Processo Seletivo 2008.2

 

Tipo 1                                                                                                                                                        Cargo: Supervisor Pedagógico / Nível Superior 

Página 4/10  

É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.

 

 

TEXTO 3 

 

 

 
 
 
A análise do Texto 3 nos permite concluir que:  
 
A)  seu autor pretendeu chamar a atenção do leitor para o uso 

inadequado dos itens lexicais na expressão ‘meio 
ambiente’.  

B)  o autor sabe que na expressão ‘meio ambiente’, o termo 

‘meio’ tem valor de adjetivo, opondo-se semanticamente a 
‘inteiro’. 

C)  a substituição de palavras realizada no texto faz o leitor 

conferir à palavra ‘meio’ um sentido que ela não tem na 
expressão ‘meio ambiente’.  

D)  o autor teve a intenção de criticar a compreensão 

equivocada que as pessoas têm em relação ao sentido da 
expressão ‘meio ambiente’. 

E)  o humor da charge é alcançado exatamente pelo fato de o 

personagem ter atribuído ao termo ‘inteiro’ um sentido 
inusitado.  

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

QUESTÃO 15 

ipad-2009-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-prova.pdf-html.html

 

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC  
Processo Seletivo 2008.2

 

Tipo 1                                                                                                                                                        Cargo: Supervisor Pedagógico / Nível Superior 

Página 5/10  

É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.

 

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 

 
 

 

Os cursos de Educação Profissional devem ser planejados a 
partir: 
 
A)  dos imperativos do mercado de trabalho altamente exigente 

e em constante mutação. 

B)  dos princípios da contextualização, interdisciplinaridade e 

flexibilização do currículo. 

C)  das demandas de formação do trabalhador para assumir 

determinados postos de trabalho. 

D)  da necessidade de qualificação e requalificação do 

trabalhador especializado na produção. 

E)  da integração do Ensino Médio à Educação Profissional em 

seus diversos níveis e modalidades. 

 
 
 
 
A inovação do decreto nº. 5154/04 foi possibilitar às 
instituições de Educação Profissional oferecerem cursos 
técnicos integrados ao Ensino Médio. Sobre a integração 
recomendada é correto afirmar que: 

 

A)  os cursos devem ser organizados a partir do somatório de 

conteúdos técnicos e de formação geral. 

B)  os conteúdos técnicos devem referendar o perfil do curso e 

os conteúdos de formação geral subsidiarem a formação 
técnica. 

C)  o currículo dos cursos deve envolver projetos de trabalho e 

ações integradoras diversas envolvendo não apenas 
disciplinas técnicas, mas as de formação geral. 

D)  na montagem dos cursos integrados, os conteúdos de 

formação geral e técnica devem ter cargas horárias 
equivalentes. 

E)  os currículos dos cursos integrados devem ser elaborados a 

partir da reformulação dos cursos técnicos subsequentes, 
acrescidos os conteúdos e carga horária da formação geral. 

 
 
 
 
Considerando a LDBEN 9.394/96, no capítulo que trata da 
Educação Profissional, as escolas técnicas e profissionais  
 
A)  só devem oferecer cursos regulares. 
B)  oferecem cursos regulares e especiais. 
C)  emitem diplomas de nível fundamental com validade 

nacional. 

D)  condicionam os cursos especiais ao nível de escolaridade. 
E)  matriculam, apenas, concluintes do ensino médio. 
 
 

 
 
 
 
 

 
 
 
Identifique, entre as instituições abaixo, as que fazem parte do 
Sistema S.  
 
1.  SENAI – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial 
2.  SENAC – Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial  
3.  SESC – Serviço Social do Comércio  
4.  SENAT – Serviço Nacional de Aprendizagem de 

Transporte.  

5.  SEBRAE – Serviço Brasileiro de Apoio às Pequenas e 

Médias Empresas 

 
Estão corretas
 
A)  apenas 1, 2 e 3. 
B)  apenas 1, 2, 3 e 5. 
C)  apenas 2, 3 e 4. 
D)  apenas 2, 4 e 5. 
E)  1, 2, 3, 4 e 5. 
 
 
 
O  Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) foi 
criado em 10 de janeiro de 1946, pela Confederação Nacional 
do Comércio (CNC), e hoje atua na formação inicial e 
continuada de trabalhadores. Identifique as modalidades, níveis 
de ensino ou tipos de atividades em que o Senac atua.  
 
1.  Preparação de trabalhadores para o cooperativismo 
2.  Educação Profissional Técnica de Nível Médio 
3.  Preparação de trabalhadores para o comércio e a indústria  
4.  Atividades de comércio de bens, serviços e turismo 
 
Estão corretas, apenas: 
 
A)  1 e 2. 
B)  1 e 3. 
C)  1, 3 e 4. 
D)  2 e 3. 
E)  2 e 4. 
 
 
 
 
O acompanhamento e avaliação dos cursos de Educação 
Profissional em diferentes níveis e modalidades objetiva: 
 
A)  o seu constante redimensionamento face às novas 

necessidades impostas pelo mercado de trabalho. 

B)  a sua efetiva adequação ao perfil do trabalhador que o 

mercado de trabalho precisa. 

C)  a identificação do nível de aprendizagem dos alunos dos 

respectivos cursos. 

D)  a definição da pertinência dos cursos e necessidade de seu 

redimensionamento ou mesmo extinção. 

E)  a identificação do técnico que se precisa formar. 

 

QUESTÃO 16 

QUESTÃO 17 

QUESTÃO 18 

QUESTÃO 19

QUESTÃO 20

QUESTÃO 21

ipad-2009-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-prova.pdf-html.html

 

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC  
Processo Seletivo 2008.2

 

Tipo 1                                                                                                                                                        Cargo: Supervisor Pedagógico / Nível Superior 

Página 6/10  

É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.

 

 
 

 
 
O supervisor pedagógico deve assumir novos desafios para 
atuar como agente de mudança no contexto escolar. Dentre 
outros, os desafios a serem assumidos pelo supervisor 
pedagógico envolvem: 

 

1.  trabalho coletivo e integração de diversos atores escolares. 
2.  investimento na formação docente, em práticas curriculares 

inovadoras e em um  projeto pedagógico coletivo. 

3.  atuação como mediador das mudanças na prática 

pedagógica docente. 

 
Sobre os itens listados, é correto afirmar: 
 
A)  Apenas o item 2 corresponde a tais desafios. 
B)  Apenas os itens 1 e 2 correspondem a tais desafios. 
C)  Apenas os itens 1 e 3 correspondem a tais desafios. 
D)  Apenas os itens 2 e 3 correspondem a tais desafios. 
E)  Os itens 1, 2 e 3 correspondem a tais desafios. 

 
 

 
 
Para que o papel do supervisor venha a se efetivar na instituição 
são necessárias duas condições, a saber, as condições subjetivas 
e as condições objetivas da ação supervisora. As dimensões 
básicas das condições subjetivas da ação supervisora são de 
natureza 
 
1.  social. 
2.  política. 
3.  atitudinal. 
4.  conceitual. 
5.  procedimental. 
 
Estão corretas
 
A)  apenas 1, 3 e 5. 
B)  apenas 1, 2 e 5. 
C)  apenas 2, 3 e 4. 
D)  apenas 3, 4 e 5. 
E)  1, 2, 3, 4 e 5. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
 
 
 
Podemos considerar como atividades a serem executadas pela 
supervisão pedagógica: 
 
1.  realizar diagnóstico e análise parcial da realidade da escola, 

buscando apenas  informações da comunidade. 

2.  definir objetivos e metas, compatibilizando a política e as 

diretrizes do sistema escolar com as intenções, expectativas 
e decisões da equipe da escola. 

3.  propor atividades permanentes de reflexão e ação. 
4.  prever os passos a serem seguidos, determinando 

rigidamente os resultados a serem alcançados. 

5.  prever contínua ação, reflexão com vistas a definir a prática 

que os educadores devem assumir. 

 
Estão corretas
 
A)  apenas 1, 3 e 5. 
B)  apenas 1, 2 e 5. 
C)  apenas 2, 3 e 4. 
D)  apenas 3, 4 e 5. 
E)  1, 2, 3, 4 e 5. 
 
 
 
 
Para a qualificação da ação mediadora do supervisor junto ao 
professor, é preciso:  
 
1.  avaliar a prática pedagógica. 
2.  compreender a realidade. 
3.  construir a rede de relações. 
4.  estabelecer o plano de ação. 
5.  apreender o que está por trás dos limites da prática 

pedagógica. 

 
Estão corretas
 
A)  apenas 1, 3 e 5. 
B)  apenas 1, 2 e 5. 
C)  apenas 2, 3 e 4. 
D)  apenas 3, 4 e 5. 
E)  1, 2, 3, 4 e 5. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

QUESTÃO 22 

QUESTÃO 25

QUESTÃO 24

QUESTÃO 23 

ipad-2009-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-prova.pdf-html.html

 

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC  
Processo Seletivo 2008.2

 

Tipo 1                                                                                                                                                        Cargo: Supervisor Pedagógico / Nível Superior 

Página 7/10  

É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.

 

 
 
 
Relacione as referências postas na segunda coluna em relação à 
primeira, identificando sua correspondente classificação 
(JANTSCH, 1979): 

 

(M) Multidisciplinaridade 
(P) Pluridisciplinaridade 
(D) Disciplinaridade cruzada 
(I) Interdisciplinaridade 
(T) Transdisciplinaridade 

 

 
(    ) A disciplina técnica determina que conceitos, métodos e 

marcos teóricos deverão ser tratados na disciplina da 
formação geral.  

(    ) Disciplinas são oferecidas no mesmo período letivo, sem 

estabelecer claramente os nexos entre as mesmas. 

(    ) As disciplinas Análise Físico-química e Processamento de 

Leite e derivados se enriqueceram mutuamente contando 
com estruturas conceituais e metodológicas 
compartilhadas. 

(    ) Modelo que transcende a organização disciplinar, nível 

superior de coordenação que resulta em uma nova 
macrodisciplina na perspectiva da unificação 
epistemológica e cultural. 

(    ) As disciplinas Eletricidade e Magnetismo e Eletrônica são 

oferecidas dentro de um mesmo setor de conhecimentos de 
forma a cooperarem entre si em termos de troca de 
informações, sem profunda coordenação. 

 
Após o preenchimento da segunda coluna, a sequência correta
de cima para baixo, é: 

 

A)  I, M, T, T, I. 
B)  D, P, I, T, P. 
C)  D, M, I, T, P. 
D)  I, P, I, T, M. 
E)  M, P, I, T, D. 
 
 
 
 
Uma abordagem pedagógica interdisciplinar implica: 

 

A)  reconhecer informações, conceitos, metodologias e 

procedimentos úteis a mais de uma disciplina de forma a 
impor marcos teóricos válidos e consistentes.  

B)  mudanças nas estruturas institucionais e o estabelecimento 

de uma nova relação entre os especialistas baseadas na 
colaboração. 

C)  sensibilizar e valorizar estratégias coletivas de trabalho 

concentrando ações de pesquisas e experiências pautadas 
em um determinado ângulo de visão. 

D)  uma maior disposição  dos professores em superar a 

fragmentação dos conteúdos, desenvolvendo a justaposição 
de disciplinas com conteúdos teóricos afins.  

E)  trabalhar de forma contextualizada e eliminar a lógica da 

disciplina, perdendo seu ponto de vista original, seus 
objetivos e sua autonomia. 

 

 
 
 
A organização curricular está comprometida com a perspectiva 
da interdisciplinaridade quando 
 
A)  há justaposição de disciplinas diversas, sem relação 

aparente entre elas. 

B)  as disciplinas se justapõem, formando áreas de estudos com 

conteúdos afins. 

C)  há coordenação de todas as disciplinas num sistema lógico 

de conhecimento. 

D)  existe a interdependência, a interação e a comunicação 

entre as disciplinas. 

E)  ocorre de todas as disciplinas interagirem de um campo de 

saber para outro. 

 
 
 
Com relação à organização do currículo por Projetos, é correto 
afirmar que o Projeto 
 
A)  precisa ser compreendido como um método de ensino 

diretivo e particular de cada professor.  

B)  considera, prioritariamente, as experiências do 

profissionais. 

C)  possibilita práticas progressistas a partir de saberes 

pedagógicos específicos de cada uma das disciplinas. 

D)  aponta uma concepção de estratégias cognitivas de nível 

superior. 

E)  gera uma postura democrática, essencial no processo 

interdisciplinar. 

 
 
 
 
A aprendizagem na perspectiva dialógica baseia-se nos 
seguintes princípios:  
 
1.  solidariedade. 
2.  inteligência cultural. 
3.  criação de sentidos. 
4.  dimensão instrumental. 
 
   Estão corretas
 
A)  apenas 1, 2 e 3. 
B)  apenas 1, 3 e 4. 
C)  apenas 2 e 4. 
D)  apenas 3 e 4. 
E)  1, 2, 3 e 4. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

QUESTÃO 26 

QUESTÃO 27 

QUESTÃO 28

QUESTÃO 30

QUESTÃO 29

ipad-2009-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-prova.pdf-html.html

 

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC  
Processo Seletivo 2008.2

 

Tipo 1                                                                                                                                                        Cargo: Supervisor Pedagógico / Nível Superior 

Página 8/10  

É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.

 

 
 
 
Segundo Zabala (1998), só podemos entender a intervenção 
pedagógica se nos situarmos num modelo de aula configurado 
como um microssistema. Logo, o que acontece na sala de aula 
só pode ser examinado: 
 
A)  em cada sala de aula de per si, sob o controle do supervisor 

escolar. 

B)  em data prévia marcada, para se  observar o regimento em 

vigor. 

C)  nas ações do supervisor com vistas a conferir o 

planejamento. 

D)  na vistoria realizada pelo inspetor escolar. 
E)  na interação de todos os elementos que nela intervêm. 
 
 
 
 
Ao planejar, devemos sempre priorizar as/os: 
 
1.  características e necessidades de aprendizagem dos alunos. 
2.  objetivos educacionais da escola e seu projeto pedagógico. 
3.  competências instituídas para cada série ou ciclo. 
4.  experiências exitosas de práticas escolares. 
5.  condições subjetivas de trabalho. 
 
Estão corretas
               
A)  apenas 1, 2 e 3. 
B)  apenas 1, 3 e 5. 
C)  apenas 2, 4 e 5. 
D)  apenas 3, 4 e 5. 
E)  1, 2, 3, 4 e 5. 
 
 
 

 

Para elaborarmos sequências didáticas numa perspectiva 
construtivista devemos optar por atividades que favoreçam: 

 

1.  os conhecimentos prévios dos alunos. 
2.  a criação de zonas de desenvolvimento proximal. 
3.  desafios alcançáveis para os alunos. 
4.  a criação de conflito cognitivo e a ativação do pensamento 

do aluno. 

5.  a exposição de conteúdos pelo professor. 
 
Sobre os itens acima listados é correto afirmar: 

 

A)  Apenas os itens 1 e 2 são pertinentes às sequências 

didáticas numa perspectiva construtivista. 

B)  Apenas os itens 1, 2, 3 e 4 são pertinentes às sequências 

didáticas numa perspectiva construtivista. 

C)  Apenas os itens 1, 2 e 4 são pertinentes às sequências 

didáticas numa perspectiva construtivista. 

D)  Apenas os itens 1, 2, 3 e 4 são pertinentes às sequências 

didáticas numa perspectiva construtivista. 

E)  Todos os itens são pertinentes às sequências didáticas 

numa perspectiva construtivista. 

 

 
 
 
Dada a programação de atividades abaixo apresentada por 
Zabala (2007): 

 

1.  Apresentação por parte do professor de uma situação 

problemática relacionada com um tema; 

2.  Proposição de problemas ou questões dirigidas aos alunos 

para serem trabalhadas com a ajuda do professor; 

3.  Proposta de fontes de informações; 
4.  Busca de informações; 
5.  Elaboração de conclusões; 
6.  Generalização das conclusões e sínteses; 
7.  Exercícios de memorização; 
8.  Prova ou exame; 
9.  Avaliação. 
 
É correto afirmar: 
 
A)  Trata-se de uma sequência didática que contempla 

conteúdos de natureza conceitual, atitudinal e 
procedimental. 

B)  As atividades de 7 a 9 podem ser excluídas sem qualquer 

prejuízo ao trabalho de mediação da aprendizagem pelo 
professor. 

C)  A exemplo de outras sequências didáticas, as atividades 

propostas devem ter em vista os objetivos de aprendizagem 
dos alunos e serem compreendidas como um circuito 
didático dogmático. 

D)  Considerando a concepção construtivista, uma das falhas 

nessa sequência didática é a ausência de atividades que 
possibilitem a exploração dos conhecimentos prévios dos 
alunos. 

E)  Partindo do foco na aprendizagem significativa, podemos 

afirmar que os itens 7 e 8 devem ser excluídos, haja vista 
tal aprendizagem prescindir da aprendizagem memorística. 

 
 
 
 
Libâneo afirma que os meios de trabalho que podem assegurar 
a efetividade dos processos de ensino e aprendizagem estão 
intimamente ligados ao uso de recursos:  
 
A)  humanos, tecnológicos, físicos, financeiros, impressos. 
B)  humanos, materiais, físicos, financeiros, informacionais. 
C)  materiais, tecnológicos, físicos, financeiros, impressos. 
D)  tecnológicos, materiais, físicos, impressos, informacionais. 
E)  financeiros, tecnológicos, materiais, impressos, 

informacionais. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 

QUESTÃO 31 

QUESTÃO 32 

QUESTÃO 33 

QUESTÃO 34

QUESTÃO 35

ipad-2009-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-prova.pdf-html.html

 

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC  
Processo Seletivo 2008.2

 

Tipo 1                                                                                                                                                        Cargo: Supervisor Pedagógico / Nível Superior 

Página 9/10  

É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.

 

 
 
 
Assinale a alternativa que não apresenta uma característica do 
uso das novas Tecnologias na elaboração de materiais didáticos 
e projetos fundamentados na abordagem construtivista: 
 
A)  A possibilidade de interatividade. 
B)  As possibilidades que o computador tem de simular 

aspectos da realidade. 

C)  As possibilidades que as novas tecnologias de 

comunicação, associadas com a informática, oferecem de 
interação à distância. 

D)  A possibilidade de introdução de novas tecnologias na 

educação, as quais implicam necessariamente obtenção de 
novas práticas pedagógicas e de novas concepções sobre o 
processo de ensino-aprendizagem. 

E)  A possibilidade de armazenamento e de organização de 

informações apresentadas em várias formas, tais como 
textos, vídeos, gráficos, animações e áudios, possível nos 
bancos de dados eletrônicos e nos sistemas multimídia. 

 
 
 
 
 
Professores têm acesso a vários tipos de meios para ensinar, os 
quais incluem as formas mais tradicionais como leitura e 
discussão de textos, livros, retroprojetores, assim como as 
formas mais avançadas. A respeito dos recursos didáticos, 
analise as afirmativas a seguir: 
 
1.  Os quadrinhos, como uma possibilidade de material 

instrucional, contribuem muito para a divulgação de temas 
específicos a um maior número de pessoas. A linguagem 
dos quadrinhos caracteriza-se por combinar imagem com o 
texto escrito, de fácil compreensão, articulando temas do 
cotidiano. 

2.  O jogo é uma atividade física e mental organizada por um 

sistema de regras. O jogo pode ser utilizado como forma de 
incentivar o desenvolvimento humano em seus diferentes 
aspectos: lingüístico; moral; cognitivo; afetivo e físico-
motor. 

3.  Um cineasta, como todo artista, não tem a obrigação de ser 

totalmente fiel à realidade e muito menos de ser didático. 
Assim, os filmes não devem ser utilizados como recursos 
didáticos, pois não são adequados aos propósitos do ensino. 

 
É correto o que se afirma apenas em: 
 
A)  1 e 2. 
B)  1. 
C)   3. 
D)  2 e 3. 
E)  2. 
 
 
 
 
 

 
Considere o relato abaixo para responder às questões 38 e 
39: 

 

O professor de uma disciplina técnica do curso de Gastronomia 
levou sua turma a uma cozinha industrial e distribuiu pedidos 
de clientes fictícios a alguns grupos de alunos. Os pratos que 
cada grupo deveria preparar tinham o mesmo nível de 
complexidade e reuniam na sua preparação uma série de 
aprendizagens desenvolvidas ao longo do curso. Tratava-se, 
pois, de uma avaliação de final de curso, onde os alunos teriam 
a oportunidade de vivenciar uma situação que simulava a 
realidade do trabalho em um restaurante de médio porte. Cada 
grupo teve um determinado espaço, equipamentos, utensílios 
domésticos, produtos e ingredientes compatíveis com cada 
prato a elaborar. A avaliação do desempenho dos alunos seria 
feita considerando o tempo utilizado no preparo; o desperdício 
de material; entrosamento e trabalho em grupo; sabor e 
apresentação do prato; criatividade e inovação do grupo na 
execução da atividade proposta. 
Posteriormente, o professor avaliou junto com todos os alunos o 
processo e o resultado final de cada grupo, visto que alguns 
colegas atuaram como observadores e registraram referências 
sobre a técnica, os procedimentos, as atitudes de cada grupo, 
além de observações gerais coletadas a partir das 
recomendações sobre os critérios de avaliação. 
Na ocasião, toda a turma se reuniu num grande círculo, sendo, 
grupo a grupo, avaliado coletivamente, não só havendo espaço 
para o professor e os colegas que observaram a prática se 
pronunciarem, mas os próprios alunos avaliados.  
 
 
 
A partir da análise do relato acima, é correto afirmar que o 
processo avaliativo do professor contempla os seguintes 
princípios da avaliação: 
 
A)  testagem, medição, avaliação e regulação. 
B)  diagnóstico, prognóstico, formativo e somatório. 
C)  negociação, transparência, cooperação e positividade. 
D)  diagnose, cooperação, positividade e flexibilidade. 
E)  medição, transparência, flexibilidade, cooperação. 

 

 
 
A prática avaliativa descrita anteriormente assume uma 
perspectiva dialógica pois o professor de gastronomia: 

 

A)  estimula ações que fazem emergir conceitos capazes de 

servir de “ancoradouro” a uma nova informação. 

B)  comunica todos os critérios de avaliação e preza pela 

avaliação das competências construídas pelos alunos. 

C)  estimula os alunos para que  uma nova informação se 

relacione a um aspecto relevante da estrutura cognitiva dos 
mesmos.  

D)  estimula a participação, compartilha responsabilidades e 

preza pela clareza dos objetivos/critérios de avaliação. 

E)  conduz o processo avaliativo em observância aos critérios 

de avaliação comunicados aos alunos previamente. 

 
 

QUESTÃO 38

QUESTÃO 39

QUESTÃO 36 

QUESTÃO 37 

ipad-2009-senac-pe-supervisor-pedagogico-da-educacao-prova.pdf-html.html

 

Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial - SENAC  
Processo Seletivo 2008.2

 

Tipo 1                                                                                                                                                        Cargo: Supervisor Pedagógico / Nível Superior 

Página 10/10  

É permitida a reprodução apenas para fins didáticos, desde que citada a fonte.

 

 
 

 
 
Considere o seguinte relato: 

 

A partir da observação do desenvolvimento de uma atividade 
teórico-prática no laboratório de análise físico-química, o 
professor do curso de Técnico de Alimentos selecionou um 
momento para discutir sobre as dificuldades que os alunos 
sentiram para realizar as análises dos produtos. Na ocasião, 
consideraram aspectos de ordem estrutural (organização do 
laboratório e disponibilidade de equipamentos e materiais, 
dentre outros), metodológica e conceitual.  
 
É correto afirmar que o professor: 
 
A)  criou condições para levar o aluno a tomar consciência de 

seus erros, identificando mudanças conceituais, 
metodológicas e atitudinais a operar. 

B)  foi capaz de saber o quanto o aluno sabe, ou seja, quanto 

ele foi capaz de absorver dos conteúdos que foram 
ensinados na disciplina. 

C)  desenvolveu uma prática avaliativa na perspectiva da ajuda 

pedagógica, sendo os erros dos alunos relevados em 
respeito à diversidade e à evolução individual da sua 
aprendizagem. 

D)  valorizou o erro como elemento de aprendizagem, devendo 

este ser evitado, tendo o professor que apresentar 
referências modelares diversas para a aprendizagem do 
aluno. 

E)  buscou evitar o conflito cognitivo no aluno a partir da 

descoberta das causas ou circunstâncias que dificultam a 
aprendizagem. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
 
 
 
 
 

 

 

QUESTÃO 40