Prova Concurso - Engenharia - 2009-TRE-PI-ANALISTA-JUDICIARIO-ENGENHARIA-CIVIL - FCC - TRE - 2009

Prova - Engenharia - 2009-TRE-PI-ANALISTA-JUDICIARIO-ENGENHARIA-CIVIL - FCC - TRE - 2009

Detalhes

Profissão: Engenharia
Cargo: 2009-TRE-PI-ANALISTA-JUDICIARIO-ENGENHARIA-CIVIL
Órgão: TRE
Banca: FCC
Ano: 2009
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

ENGENHEIRO-NUCLEARAMAZUL2018
ENGENHEIRO-AREA-MECANICAUFPA2018
ENGENHEIRO-ENGENHARIA-MECANICAUFPA2018

Gabarito

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-gabarito.pdf-html.html

 

  

Tribunal Regional Eleitoral do Piauí  

Concurso Público

  

 
 

Divulgação do Gabarito 

 

C. Básicos/C. Específ./Redação 

Cargo ou Opção: G07 - AN JUD - ÁREA APOIO ESPEC - ENGENHARIA 

Tipo Gabarito: 

 

001 - C  

002 - B  

003 - A  

004 - D  

005 - E  

006 - A  

007 - B  

008 - E  

009 - C  

010 - A  

 

011 - B  

012 - D  

013 - C  

014 - B  

015 - E  

016 - D  

017 - C  

018 - E  

019 - A  

020 - D  

 

021 - E 

022 - E 

023 - A 

024 - D 

025 - A 

026 - D 

027 - C 

028 - C 

029 - A 

030 - E 

 

031 - B 

032 - E 

033 - D 

034 - A 

035 - B 

036 - B 

037 - C 

038 - E 

039 - C 

040 - E 

 

041 - B 

042 - A 

043 - A 

044 - C 

045 - C 

046 - E 

047 - C 

048 - D 

049 - D 

050 - A 

 

051 - A 

052 - B 

053 - C 

054 - A 

055 - B 

056 - E 

057 - D 

058 - C 

059 - B 

060 - B 

 

061 - A  

062 - E  

063 - D  

064 - A  

065 - D  

066 - E  

067 - E  

068 - D  

069 - D  

070 - B  

 

Prova

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

Conhecimentos Básicos
Conhecimentos Específicos
Discursiva - Redação

P R O V A

N do Caderno

o

N de Inscrição

o

ASSINATURA DO CANDIDATO

N do Documento

o

Nome do Candidato

INSTRUÇÕES

VOCÊ DEVE

ATENÇÃO

- Verifique se este caderno:

- corresponde a sua opção de cargo.

- contém 70 questões, numeradas de 1 a 70.

- contém a proposta e o espaço para rascunho da prova Discursiva - Redação.

Caso contrário, reclame ao fiscal da sala um outro caderno.

Não serão aceitas reclamações posteriores.

- Para cada questão existe apenas UMA resposta certa.

- Você deve ler cuidadosamente cada uma das questões e escolher a resposta certa.

- Essa resposta deve ser marcada na FOLHA DE RESPOSTAS que você recebeu.

- Procurar, na FOLHA DE RESPOSTAS, o número da questão que você está respondendo.

- Verificar no caderno de prova qual a letra (A,B,C,D,E) da resposta que você escolheu.

- Marcar essa letra na FOLHA DE RESPOSTAS, conforme o exemplo:

- Ler o que se pede na Prova Discursiva - Redação e utilizar, se necessário, o espaço para rascunho.

- Marque as respostas primeiro a lápis e depois cubra com caneta esferográfica de tinta preta.

- Marque apenas uma letra para cada questão, mais de uma letra assinalada implicará anulação dessa questão.

- Responda a todas as questões.

- Não será permitida qualquer espécie de consulta, nem o uso de máquina calculadora.

- Você deverá transcrever a redação, a tinta, na folha apropriada. Os rascunhos não serão considerados em

nenhuma hipótese.

- Você terá o total de 4 horas e 30 minutos para responder a todas as questões, preencher a Folha de Respostas e

fazer a Prova Discursiva - Redação (rascunho e transcrição).

- Ao término da prova devolva este caderno de prova ao aplicador, juntamente com sua Folha de Respostas e a folha

de transcrição da Prova Discursiva - Redação.

- Proibida a divulgação ou impressão parcial ou total da presente prova. Direitos Reservados.

A

C D E

Agosto/2009

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO PIAUÍ

Analista Judiciário - Área Apoio Especializado

Especialidade Engenharia

Concurso Público para provimento de cargos de

Caderno de Prova ’G07’, Tipo 001

MODELO

0000000000000000

MODELO1

00001−0001−001

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREPI-Conhecimentos Básicos

2

 

 

CONHECIMENTOS BÁSICOS 

 

Língua Portuguesa 

 

Atenção: 

As questões de números 1 a 10 baseiam-se no 
texto apresentado abaixo. 

 

A história de sucesso das nações hoje desenvolvidas 

possui um traço comum e inequívoco: a ascensão política e 

econômica da classe média. Essa evolução foi primeiro 

observada na Europa, onde sociedades estratificadas e sem 

mobilidade deram lugar a países dinâmicos após a irrupção do 

capitalismo. Esse fenômeno chegou tardiamente ao Brasil e 

nunca fincou raízes sólidas e duradouras. Houve fases de 

rápido crescimento, como na industrialização do início do século 

passado ou no milagre econômico dos anos 70. Mais 

recentemente, o país chegou a vislumbrar um salto rumo ao 

desenvolvimento com o Plano Cruzado. Mas, em todos esses 

casos, o aumento no padrão de vida dos mais pobres foi 

transitório e abortado pouco depois por crises econômicas. 

Agora, com a retomada do crescimento econômico, o país volta 

a se ver diante da oportunidade de romper de maneira definitiva 

com o subdesenvolvimento. Nos dois últimos anos, mais de 20 

milhões de brasileiros saíram das camadas sociais mais baixas 

– as chamadas classes D e E 

 e alcançaram a classe C, porta 

de entrada para a sociedade de consumo. 

As conclusões acima fazem parte de um estudo feito em 

2008. Trata-se da mais recente evidência de que o país tem 

conseguido, enfim, reduzir sua população de miseráveis, ao 

mesmo tempo em que começa a formar uma sociedade de 

consumo de massa. Outras pesquisas e estudos, com 

metodologias distintas, já haviam detectado esse avanço, que 

nada mais é senão a recompensa ao ciclo de reformas e ajustes 

econômicos feitos pelo país desde o Plano Real, sobretudo o 

combate à inflação. Comparado ao meio bilhão de novos 

consumidores que China e Índia produziram na última década, o 

fenômeno brasileiro pode não impressionar. Mas é notável. O 

resultado disso é que, em um fato inédito na história recente, a 

classe C é hoje o estrato social mais numeroso do país. 

É sempre uma boa notícia a ascensão econômica de 

pessoas, especialmente a caminho da classe média, notório 

colchão social entre os estratos mais ricos e mais pobres, capaz 

de reduzir as tensões sociais. Se a emergência da classe C é 

um processo sustentável, só o tempo dirá. O que se pode 

atestar com certeza é que essa transformação deu novo ânimo 

à economia, despertando o surgimento de negócios, criando 

empregos e aproximando o Brasil de uma verdadeira economia 

de mercado. Diz o filósofo Roberto Romano, da Unicamp: "Um 

país em que a classe média diminua está fadado à estagnação 

social e econômica. O desafio agora será integrar essa massa 

populacional à produção de bens e serviços mais elaborados, 

com investimento em educação técnica, para que esse 

fenômeno não seja passageiro." 

(Adaptado de Julia Duailibi e Cíntia Borsato. Veja, 2 de abril 
de 2008, p. 84-86) 

1. 

Uma síntese do texto está apresentada corretamente em: 
 

(A)  Estudos baseados em dados recentes evidenciam 

igualdade de condições de consumo nas diferentes 
camadas sociais dos países em desenvolvimento. 

 

(B)  Antigos problemas econômicos dos países hoje de-

senvolvidos foram amenizados com a imposição de 
um sistema capitalista, que valoriza o consumo.   

 

(C)  O número de brasileiros que saíram da pobreza 

expandiu a classe média e colocou o país no rumo 
do desenvolvimento. 

 

(D)  O Brasil enfrenta dificuldades em sua economia 

devido ao grande número de pessoas que vivem na 
pobreza, excluídos da sociedade de consumo. 

 

(E)  Um desenvolvimento sustentável para países de 

grande população só será obtido com maior 
dinamismo na economia. 

_________________________________________________________ 

 

2. 

Destaca-se no texto  

 

(A)  a tensão perceptível, mesmo que de forma latente, 

entre as diversas camadas sociais nos países em 
desenvolvimento, como o Brasil. 

 

(B)  o papel desempenhado pela classe média no pro-

cesso de desenvolvimento social e econômico das 
nações, como vem ocorrendo no Brasil. 

 

(C)  a necessidade de planos econômicos destinados a 

combater a inflação e mantê-la sob controle no 
desenvolvimento da economia brasileira. 

 

(D)  a concorrência entre países que se encontram em 

processo de desenvolvimento no sentido de melho-
rar as condições de vida da população.  

 

(E)  a sustentabilidade de um processo de mobilidade 

social, ainda incipiente e pouco estudado na história 
econômica do Brasil. 

_________________________________________________________ 

 

3. O 

desafio apontado pelo filósofo, no último parágrafo, se 

configura como 
 

(A)  incentivos a uma educação especializada da 

população, capacitando-a para uma real participação 
na economia de mercado. 

 

(B)  permanência dos benefícios concedidos pelo poder 

público à população de baixa renda no país. 

 

(C)  manutenção dos ajustes econômicos realizados em 

anos anteriores, para que se desenvolva uma classe 
média consumista. 

 

(D)  enfrentamento dos problemas sociais e econômicos 

decorrentes de crises que afetam a economia do 
país. 

 

(E)  estímulo ao surgimento de negócios em benefício da 

classe média, o sustentáculo das transformações 
sociais no país. 

Caderno de Prova ’G07’, Tipo 001

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREPI-Conhecimentos Básicos

2

 

4. 

Respeita-se o sentido do segmento, com outras palavras, 
em: 

 

(A)  após a irrupção do capitalismo 

=

  em  meio  aos 

conflitos do capitalismo. 

 

(B)  nunca fincou raízes sólidas e duradouras 

=

 jamais 

assumiu tanta importância. 

 

(C)  vislumbrar um salto rumo ao desenvolvimento 

=

 

permitir uma constante revolução social. 

 

(D)  em um fato inédito na história recente 

=

 de maneira 

desconhecida nos últimos tempos.  

 

(E)  está fadado à estagnação social 

=

 sofre tensões de 

origem social. 

_________________________________________________________ 

 

5. ... 

já haviam detectado esse avanço, que nada mais é 

senão a recompensa ao ciclo de reformas e ajustes 
econômicos feitos pelo país desde o Plano Real ...
    
(2

o

 parágrafo) 

 

O sentido correto do segmento grifado está transposto em: 

 

(A)  não significa um prêmio para o ciclo. 
 

(B)  nem se tornou tão significativo no ciclo. 
 

(C)  não se destacou pela importância do ciclo.  
 

(D)  tem sido bastante premiado pelo ciclo.  
 

(E)  é tão-somente o bom resultado do ciclo. 

_________________________________________________________ 

 

6. 

Comparado ao meio bilhão de novos consumidores que 
China e Índia produziram na última década, o fenômeno 
brasileiro pode não impressionar. Mas é notável.
  
(2

o

 parágrafo) 

 

Em um único período, o sentido das afirmações acima 
está corretamente mantido em: 

 

(A)  O fenômeno brasileiro é digno de nota, ainda que 

pareça pouco expressivo se for colocado diante do 
grandioso aumento de consumidores na China e na 
Índia, na última década. 

 

(B)  O fenômeno brasileiro não pode chamar tanta 

atenção, tendo em vista que a comparação entre 
novos consumidores da China e da Índia na última 
década se tornou digno de nota.  

 

(C)  Com o imenso número de novos consumidores da 

China e Índia produzidos na última década, no Brasil 
não impressiona, mas observa-se o mesmo fenô-
meno, notável também. 

 

(D)  Nota-se que, comparando os consumidores na 

China e na Índia que foi produzido na última década, 
o fenômeno no Brasil não impressiona, apesar de 
que é notável.  

 

(E)  O fenômeno brasileiro, que se nota, é inexpressivo, 

embora comparando-se com China e Índia, no 
grande número de consumidores da última década.  

7. 

O resultado disso é que, em um fato inédito na história 
recente ...
    (2

o

 parágrafo) 

 

O segmento grifado acima refere-se, considerando-se o 
contexto, 

 

(A)  à história de sucesso das nações desenvolvidas. 
 

(B)  ao crescimento de uma sociedade de consumo, 

devido à redução da pobreza no país. 

 

(C)  ao sucesso dos vários planos econômicos imple-

mentados no Brasil. 

 

(D)  à imitação do que ocorreu com a classe média na 

China e na Índia.  

 

(E)  à redução das tensões sociais com o avanço do 

consumo. 

_________________________________________________________ 

 

8. 

... para que esse fenômeno não seja passageiro. (final do 
texto)  

 

O verbo flexionado nos mesmos tempo e modo que o 
grifado acima está na frase: 

 

(A)  Houve fases de rápido crescimento ...  
 

(B)  ... o país volta a se ver diante da oportunidade ... 
 

(C)  ... ao mesmo tempo em que começa a formar uma 

sociedade de consumo de massa. 

 

(D)  ... só o tempo dirá.  
 

(E)  Um país em que a classe média diminua ... 

_________________________________________________________ 

 

9. 

Com a transposição do segmento grifado para o plural, a 
forma verbal que deverá permanecer no singular está na 
frase: 

 

(A)  Esse fenômeno chegou tardiamente ao Brasil ... 
 

(B)  ...  o país chegou a vislumbrar um salto ... 
 

(C)  Trata-se da mais recente evidência ... 
 

(D)  ... esse avanço, que nada mais é senão a recom-

pensa ... 

 

(E)  É sempre uma boa notícia ... 

_________________________________________________________ 

 

10.  O que se pode atestar com certeza ... (último parágrafo) 
 

Mantém-se corretamente a voz passiva do verbo grifado 
acima, respeitando seu sentido original, caso seja feita a 
substituição por: 

 

(A)  pode ser atestado. 
 
(B)  é possível atestar.  
 
(C)  se havia atestado. 
 
(D) tem 

sido 

atestado. 

 
(E)  seria possível atestar. 

Caderno de Prova ’G07’, Tipo 001

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREPI-Conhecimentos Básicos

2

 

Atenção:  As questões de números 11 a 20 baseiam-se no 

texto apresentado abaixo. 

 
 

Não é usual tratar da política na perspectiva da 

afirmação da verdade. Platão afirmou, na República, que a 

verdade merece ser estimada sobre todas as coisas, mas 

ressalvou que há circunstâncias em que a mentira pode ser útil, 

e não odiosa. Na política, a derrogação da verdade pela 

aceitação da mentira muito deve à clássica tradição do realismo 

que identifica no predomínio do conflito o cerne dos fatos 

políticos. Esta tradição trabalha a ação política como uma ação 

estratégica que requer, sem idealismos, uma praxiologia, vendo 

na realidade resistência e no poder, hostilidade. Neste contexto, 

política é guerra e, como diz o provérbio, "em tempos de guerra, 

mentiras por mar, mentiras por terra". 

Recorrendo a metáforas do reino animal, Maquiavel 

aponta que o príncipe precisa ter, ao mesmo tempo, no 

exercício realista do poder, a força do leão e a astúcia ardilosa 

da raposa. Raposa, leão, assim como camaleão, serpente, 

polvo – metáforas que frequentemente são utilizadas na 

descrição de políticos – não podem, com propriedade, 

caracterizar o ser humano moral que obedece aos consagrados 

preceitos do "não matar" e do "não mentir", como lembra 

Norberto Bobbio. 

No plano político, o realismo da força torna límpida, 

numa disputa, a bélica contraposição amigo-inimigo. Já o 

realismo da fraude é mais sutil, pois opera confundindo e 

aumentando a opacidade e a incerteza na arena política, como 

acentua Pier Paolo Portinaro. Maquiavel salienta que a fraude é 

mais importante do que a força para assegurar o poder e 

consolidá-lo. É por esse motivo que a simulação, o segredo e a 

mentira são temas da doutrina da razão de Estado e a 

veracidade não é usualmente considerada uma virtude 

característica de governantes. 

Sustentar a simulação e a mentira como expedientes 

usuais na arena política é desconhecer a importância 

estratégica que a confiança desempenha na pluralidade da 

interação humana democrática. A confiança requer a boa-fé que 

pressupõe a veracidade. O Talmude equipara a mentira à pior 

forma de roubo: "Existem sete classes de ladrões e a primeira é 

a daqueles que roubam a mente de seus semelhantes através 

de palavras mentirosas." O padre Antônio Vieira afirmou que a 

verdade é filha da justiça, porque a justiça dá a cada um o que é 

seu, ao contrário da mentira, porque esta "ou vos tira o que 

tendes ou vos dá o que não tendes". Montaigne observou que 

somente pela palavra é que somos homens e nos entendemos. 

Por isso mentir é um vício maldito. Impede o entendimento. 

(Celso Lafer. O Estado de S. Paulo, A2, 20 de julho de 2008, 
com adaptações) 

11. Na 

1

a

 afirmativa do texto, o autor 

 

(A)  dá ênfase à noção de hostilidade sempre presente 

na ação política, ao colocar lado a lado opiniões 
divergentes. 

 
(B)  aponta claramente o núcleo do desenvolvimento 

posterior sobre a mentira cultivada na ação política. 

 
(C)  nega a evidência, com base na afirmativa de Platão, 

de que a mentira pode ser útil no fazer político. 

 
(D)  defende a clássica tradição do realismo que vem 

justificar a aceitação da mentira no trato político. 

 
(E)  se coloca ao lado de Platão, ao defender que a 

verdade deve sobrepor-se a todas as coisas, incluin-
do-se aí a política. 

_________________________________________________________ 

 

12.  É correto identificar no 1

o

 parágrafo  

 

(A)  apresentação de fatos que impõem a verdade ne-

cessariamente sobre todas as coisas, com foco no 
trato político. 

 
(B)  censura à tradição existente na área política de 

aceitar a mentira como necessária ao enfrentamento 
de interesses. 

 
(C)  comentário sobre fatos importantes na Antiguidade 

clássica, para explicar como a mentira foi percebida 
na área política.  

 
(D)  esclarecimento sobre a afirmativa de Platão de que 

a mentira pode ser útil em determinadas circuns-
tâncias. 

 
(E)  afastamento da hipótese de que a mentira pode ser 

cultivada na política, como se faz numa guerra.  

_________________________________________________________ 

 

13.  Da leitura do texto é correto concluir que 
 

(A)  as metáforas utilizadas na política, por terem caráter 

pejorativo, nem sempre refletem os ideais dos re-
presentantes eleitos para o poder. 

 
(B)  o entendimento entre todos os poderes democra-

ticamente estabelecidos pode, eventualmente, de-
correr da dissimulação na ação política. 

 
(C)  a atuação política deve basear-se na confiança 

mútua entre todos os representantes de uma 
democracia atuante e efetiva. 

 
(D)  a mentira deve fazer parte do universo da política, 

como regra geral permitida no jogo de interesses 
que se desenrola nessa instância. 

 
(E)  a falsidade, embora faça parte do jogo de forças que 

envolvem a política, leva à descrença geral nos 
representantes eleitos pelo povo. 

_________________________________________________________ 

 

14.  A transcrição do provérbio no 1

o

 parágrafo  

 

(A)  antecipa, como síntese, o assunto que será desen-

volvido a seguir. 

 
(B)  ilustra, de modo sintético, o que foi até então 

apresentado. 

 
(C)  introduz intencionalmente estranheza e incoerência 

no contexto. 

 
(D)  caracteriza-se como argumento que se contrapõe à 

ideia central. 

 
(E)  justifica o emprego de metáforas, relacionadas a 

seguir, na caracterização de políticos.  

Caderno de Prova ’G07’, Tipo 001

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREPI-Conhecimentos Básicos

2

 

15.  Segundo o Dicionário Houaiss, praxiologia (1

o

 parágrafo) 

é  ciência ou teoria epistemológica que estuda as ações 
humanas, o comportamento e suas leis, induzindo 
conclusões operacionais.
 
 

Considerando-se o contexto e a acepção transcrita acima, 
é correto afirmar que o emprego do vocábulo indica 
 

(A)  desconsideração de um comportamento de ordem 

prática aceito incondicionalmente na arena política.  

 

(B)  interferência de um juízo de valor pautado na ética 

predominante nas relações democráticas de poder. 

 

(C)  ressalva esclarecedora do ponto de vista defendido 

pelo autor desde a afirmativa inicial do parágrafo. 

 

(D)  conclusão, trazida por um novo conceito, das ideias 

que estão sendo discutidas no parágrafo.  

 

(E)  reconhecimento da existência de medidas de ordem 

prática na resolução de conflitos na área política. 

_________________________________________________________ 

 

16.  ... realismo que identifica no predomínio do conflito o 

cerne dos fatos políticos. (1

o

 parágrafo) 

 

O sentido de realismo na afirmativa acima pode ser 
entendido como: 

 

(A)  fatos políticos geram constantemente posições 

bélicas entre os contendores. 

 

(B)  o debate político acirra frequentemente os ânimos 

mais exaltados. 

 

(C)  opiniões contrárias dão origem ao comportamento 

bélico na arena política.  

 

(D)  os fatos políticos se caracterizam, essencialmente, 

pelo enfrentamento de posições. 

 

(E)  discussões desrespeitosas surgem constantemente 

na ação política. 

_________________________________________________________ 

 

17.  Há relação de causa (1) e consequência (2) entre os 

segmentos transcritos, EXCETO: 

 

(A) 1.  a clássica tradição do realismo 
 2. 

derrogação da verdade pela aceitação da 
mentira
 

 

(B) 1.  a fraude é mais importante do que a força para 

assegurar o poder e consolidá-lo 

 2. 

a simulação, o segredo e a mentira são temas 
da doutrina da razão de Estado
 

 

(C) 1.  o realismo da força torna límpida, numa disputa, 

a bélica contraposição amigo-inimigo 

 2. 

o realismo da fraude é mais sutil 

 

(D) 1.  a justiça dá a cada um o que é seu 
 2. 

a verdade é filha da justiça 

 

(E) 1.  somente pela palavra é que somos homens e 

nos entendemos 

 2. 

mentir é um vício maldito 

18.  Considere o emprego de sinais de pontuação no texto. 
 
 

I

.  e no poder, hostilidade – a vírgula assinala elipse 

do verbo. 

 
 

II

.  – metáforas que frequentemente são utilizadas na 

descrição de  políticos 

  os travessões isolam seg-

mento explicativo. 

 
 

III

.  aos consagrados preceitos do "não matar" e do 

"não mentir" 

 as aspas indicam reprodução exata 

de princípios estabelecidos. 

 
 

IV

.  equipara a mentira à pior forma de roubo: 

 os dois-

pontos indicam intervenção de novo interlocutor no 
contexto. 

 

Está correto o que se afirma em 

 

(A) 

III

 e 

IV

, apenas. 

 
(B) 

II

 e 

IV

, apenas. 

 
(C) 

I

 e 

II

, apenas. 

 
(D) 

I

II

 e 

III

, apenas. 

 
(E) 

I

II

III

 e 

IV

_________________________________________________________ 

 

19.  Esta tradição trabalha a ação política como uma ação 

estratégica ... (1

o

 parágrafo)  

 

A frase em que o verbo exige o mesmo tipo de 
complemento que o grifado acima é: 

 

(A)  ... que identifica no predomínio do conflito o cerne 

dos fatos políticos.  

 

(B)  Neste contexto, política é guerra ...  
 

(C)  Recorrendo a metáforas do reino animal ... 
 

(D)  ... que obedece aos consagrados preceitos do "não 

matar" e do "não mentir" ... 

 

(E)  ... que a fraude é mais importante do que a força ... 

_________________________________________________________ 

 

20.  A frase inteiramente correta, considerando-se a presença 

ou a ausência do sinal de crase, é:  

 

(A)  A mentira, mesmo justificada por certas circuns-

tâncias, pode ser desmascarada à qualquer mo-
mento, à vista dos fatos apresentados. 

 

(B)  Submetida a avaliação da opinião popular, a política 

deve pautar-se pela lisura e pela veracidade vol-
tadas para à resolução de conflitos.  

 

(C)  Quanto a defesa da ética, ela é sempre necessária, 

à fim de que a ação política seja vista como 
verdadeira representação da vontade popular.  

 

(D)  Os governados, como preceituam as normas demo-

cráticas, têm direito a informações exatas e subme-
tidas à verdade dos fatos. 

 

(E)  A verdade dos fatos políticos está subordinada, 

segundo pensadores, à uma lógica particular, à de-
pender dos objetivos do momento. 

Caderno de Prova ’G07’, Tipo 001

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREPI-Conhecimentos Básicos

2

 

 

Noções de Informática 

 
Instruções: - As

 

questões

 

sobre

 

os

 

aplicativos

 

consideram sem-

pre a originalidade da versão referenciada e não 
quaisquer outras passíveis de modificação (custo-
mização, parametrização, etc.) feita pelo usuário. 

 

 

  -  Para responder às questões de números 21 a 28, 

considere o seguinte quadro de tarefas: 

 

 

Item Tarefas 

I

 

Uma planilha (BrOffice.org 3.1) com as informações 
abaixo. A célula contendo o sinal de interrogação 
(incógnita) representa um valor obtido por propagação 
feita pela alça de preenchimento originada em A2. 
HIPÓTESE: O resultado da incógnita obtido com essa 
operação é o mesmo se a propagação for originada em 
B1. 

 

 

 

II 

A pasta padrão onde os modelos de documentos de 
texto (BrOffice.org 3.1) são guardados, precisa ser 
modificada. O caminho que aponta para ela necessita 
agora apontar para outra. 

III 

Desabilitar a exibição do relógio na Área de notificação 
a título de economia de espaço nessa área, utilizando o 
modo de exibição clássico do Painel de controle do 
Windows XP (edição doméstica), 

IV 

Modificar o tamanho das fontes do Windows XP (edição 
doméstica) para “Fontes grandes” a fim de melhorar a 
visibilidade das letras, quando a resolução do monitor 
for posicionada em 1024 por 768 pixels. 

Disponibilizar na Intranet um glossário de termos para 
uso geral com a definição, dentre outras, dos 
componentes do processador (ou Unidade Central de 
Processamento) de um computador. 

VI 

Disponibilizar para toda a empresa aplicativos com 
funções específicas para apresentações (que facilitem a 
construção de efeitos nos slides e modos de transição 
entre estes, por exemplo, nas projeções). 

VII 

Usar ferramentas de comunicação apropriadas, via 
internet, sempre que a comunicação entre pessoas tiver 
caráter de urgência (tipo pergunta e resposta 
instantânea). 

VIII 

Utilizar, ao fazer pesquisa no Google, preferen-
cialmente, uma opção que traga as palavras pes-
quisadas em destaque dentro das páginas encontradas. 

 
 

21.  A hipótese apresentada em (

I

) está 

 

(A)  errada e a incógnita resulta em 1386 se originada 

em A2 e, em 2772  se originada em B1. 

 

(B)  errada e a incógnita resulta em 693  se originada em 

A2 e, em 1386 se originada em B1. 

 

(C)  errada e a incógnita resulta em 1386 se originada 

em A2 e, em 693 se originada em B1. 

 

(D)  correta e a incógnita resulta em 693. 
 

(E)  correta e a incógnita resulta em 1386. 

22.  A modificação do caminho para atender ao solicitado em 

(

II

) deve obedecer ao seguinte procedimento: acessar 

Ferramentas (menu) e escolher, na sequência, Opções 
(opção), BrOffice.org 

 
(A)  Writer e Geral. 

 
(B)  Writer e Configurações. 

 
(C) e 

Carregar/Salvar. 

 
(D)  e Dados do usuário. 

 
(E) e 

Caminhos. 

_________________________________________________________ 

 

23.  Para cumprir com a solicitação do item (

III

) deve-se 

 
(A)  escolher o ícone Barra de tarefas e menu Iniciar. 

 
(B)  ativar a opção Bloquear a Barra de tarefas. 

 
(C)  escolher o ícone Sistema e a aba Data e hora. 

 
(D)  escolher o ícone Data e hora, apenas. 

 
(E)  escolher o ícone Opções regionais e de idioma, apenas. 

_________________________________________________________ 

 

24.  A modificação das fontes, solicitada no item (

IV

), é 

resolvida por meio das ações: Clicar com o botão direito 
(destro) do mouse na área de trabalho, escolher a opção 
Propriedades, a Guia 

 
(A)  Área de trabalho e abrir a caixa Posição. 

 
(B)  Configurações e abrir a caixa Modificar fonte. 

 
(C)  Configurações e abrir a caixa Aumentar fonte. 

 
(D)  Aparência e abrir a caixa Tamanho da fonte. 

 
(E)  Aparência e abrir a caixa Configurar fonte. 

_________________________________________________________ 

 

25.  Dentre os componentes mencionados em (

V

), incluem-se a 

 

(A)  Unidade Lógica e Aritmética e a Unidade de Controle. 

 
(B)  Placa mãe e a Unidade de Hard disk

 
(C)  Unidade de Controle e a Unidade de Hard disk

 
(D)  Unidade Lógica e Aritmética, os slots de memória 

RAM e a Placa mãe. 

 
(E)  Placa mãe e a Placa de controle de vídeo. 

_________________________________________________________ 

 

26.  As funcionalidades solicitadas em (

VI

) estão disponíveis 

no aplicativo 

 

(A)  Microsoft PowerPoint, no BrOffice.org Impress e em 

arquivos com extensão PDF em geral. 

 
(B)  BrOffice.org Impress e em arquivos com extensão 

PDF em geral. 

 
(C)  BrOffice.org Impress, apenas. 

 
(D)  Microsoft PowerPoint e no BrOffice.org Impress. 

 
(E)  Microsoft PowerPoint e em arquivos com extensão 

PDF em geral. 

_________________________________________________________ 

 

27.  De acordo com o recomendado em (

VII

), é adequado o 

uso das funções de 
 
(A) correio 

eletrônico. 

(B)  correio eletrônico e chat. 

(C)  chat. 

(D) página 

web. 

(E)  feeds

 A 

1 =42*33 =A1*2 

2 =A1/2  ? 

 

Caderno de Prova ’G07’, Tipo 001

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREPI-Conhecimentos Básicos

2

 

28.  Ao receber a lista das páginas encontradas na pesquisa, a 

opção a ser escolhida, de acordo com o recomendado em 
(

VIII

) é 

 
(A) Páginas 

semelhantes. 

(B) Encontrar 

mais. 

(C) Em 

cache. 

(D) Preferências. 
(E) Mais. 

_________________________________________________________ 

 

Noções de Direito 

 
29.  Com relação aos Direitos Políticos, a soberania popular será 

exercida pelo sufrágio universal e pelo voto direto e secreto, 
com valor igual para todos, e, nos termos da lei, mediante: 

 

 

I

. plebiscito. 

 

II

. referendo. 

 

III

.  prévia aprovação do Ministério Público. 

 

IV

.  prévia aprovação do Poder Judiciário. 

 
Está correto o que se afirma APENAS em 

 
(A) 

I

 e 

II

(B) 

I

II

 e 

III

(C) 

I

II

 e 

IV

(D) 

II

 e 

III

(E) 

III

 e 

IV

_________________________________________________________ 

 

30.  No tocante aos Direitos Políticos, NÃO se inclui dentre as 

condições de elegibilidade, na forma da lei, a idade 
mínima de 

 
(A)  dezoito anos para Vereador. 
(B)  vinte e um anos para Deputado Federal. 
(C)  trinta anos para Vice-Governador do Distrito Federal. 
(D)  trinta e cinco anos para Senador. 
(E)  trinta e cinco anos para Governador de Estado. 

_________________________________________________________ 

 

31.  É correto afirmar que compete à UNIÃO legislar 

 
(A)  concorrentemente com os Estados e o Distrito 

Federal sobre desapropriação e serviço postal. 

 
(B)  privativamente sobre seguridade social, registros 

públicos, defesa civil e  propaganda comercial. 

 
(C)  concorrentemente com os Estados e o Distrito 

Federal sobre comércio interestadual.  

 
(D)  privativamente sobre direito tributário, financeiro, 

penitenciário, econômico e urbanístico. 

 
(E) privativamente sobre proteção ao patrimônio 

histórico, cultural, artístico, turístico e paisagístico. 

_________________________________________________________ 

 

32.  De acordo com a Constituição Federal Brasileira, os 

tratados e convenções internacionais sobre direitos 
humanos que forem aprovados, em cada Casa do 
Congresso Nacional, em 

 
(A)  único turno, por dois terços dos votos dos respecti-

vos membros, serão equivalentes às emendas 
constitucionais. 

 
(B)  dois turnos, por dois terços dos votos dos respec-

tivos membros, serão equivalentes às emendas 
constitucionais. 

 
(C)  dois turnos, por três quintos dos votos dos res-

pectivos membros, serão equivalentes às Leis Com-
plementares. 

 
(D)  dois turnos, por dois terços dos votos dos respec-

tivos membros, serão equivalentes às Leis Com-
plementares. 

 
(E)  dois turnos, por três quintos dos votos dos respec-

tivos membros, serão equivalentes às emendas 
constitucionais. 

33.  A respeito do regime disciplinar dos Servidores Públicos 

da União, considere: 

 
 

I

.  A suspensão será aplicada em caso de reincidência 

das faltas punidas com advertência, não podendo 
exceder a 180 dias. 

 
 

II

.  Quando houver conveniência para o serviço, a 

penalidade de suspensão poderá ser convertida em 
multa, na base de 50% por dia de vencimento ou 
remuneração, ficando o servidor obrigado a perma-
necer em serviço. 

 
 

III

.  O servidor público federal estável que pratica usura 

sob qualquer de suas formas está sujeito a pena-
lidade de demissão. 

 
 

IV

.  Entende-se por inassiduidade habitual a falta ao 

serviço, sem causa justificada, por sessenta dias, 
interpoladamente, durante o período de doze meses. 

 
 

De acordo com a Lei n

o

 8.112/90, está correto o que se 

afirma APENAS em 

 

(A) 

I

II

 e 

III

(B) 

I

III

 e 

IV

(C) 

II

 e 

III

(D) 

II

III

 e 

IV

(E) 

II

 e 

IV

_________________________________________________________ 

 

34.  O indeferimento de alegação de suspeição 
 

(A)  poderá ser objeto de recurso, sem efeito suspensivo. 

 
(B)  poderá ser objeto de recurso, com efeito suspensivo. 

 
(C)  não poderá ser objeto de recurso. 

 
(D)  só poderá ser objeto de recurso no caso de sus-

peição de autoridade que tenha amizade íntima com 
algum dos interessados. 

 
(E)  só poderá ser objeto de recurso no caso de 

suspeição de servidor que tenha inimizade notória 
com algum dos interessados. 

_________________________________________________________ 

 

35.  A respeito da suspeição e do impedimento, considere: 
 
 

I

.  A exceção de suspeição de qualquer Juiz do Tribu-

nal Regional Eleitoral do Estado do Piauí deverá 
ser oposta dentro de quarenta e oito horas da data 
da publicação do feito. 

 

 

II

.  Recebida a exceção de impedimento ou suspeição, 

o Relator determinará, por ofício protocolado, que 
em dez dias se pronuncie o excepto. 

 

 

III

.  No processo criminal, a petição deverá ser assina-

da pela própria parte ou por advogado com pro-
curação com poderes especiais. 

 

 

IV

.  Se o relator considerar manifestamente sem funda-

mento a exceção, poderá rejeita-la, liminarmente, 
em despacho fundamentado, do qual caberá agra-
vo regimental, em três dias. 

 

De acordo com o Regimento Interno do Tribunal Regional 
Eleitoral do Estado do Piauí está correto o que se afirma 
APENAS em 

 

(A) 

I

 e 

III

(B) 

I

III

 e 

IV

(C) 

I

 e 

IV

(D) 

II

 e 

III

(E) 

II

III

 e 

IV

Caderno de Prova ’G07’, Tipo 001

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREPI-Anal.Jud-Eng.G07

 

 

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 

 

36.  O projeto de implantação de uma rua locou seu eixo no azimute à direita 53º07’48”, definido entre a estaca inicial (P

i

), de 

coordenadas X

i

 

=

 140 m e Y

i

 

=

 210 m, e a estaca final (P

f

) com abscissa X

f

 

=

 780 m. Desta forma, o comprimento da avenida 

projetada, em escala 1:1000 é 

 

(A) 0,80 

cm. 

 

(B) 80 

cm. 

 

(C) 80 

m. 

 

(D) 1,33 

m. 

 

(E) 13,3 

cm. 

 
 

37.  Sobre os projetos arquitetônicos, considere as seguintes afirmações: 
 
 

I

.  Para a acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos, devem ser instalados corrimãos em 

ambos os lados dos degraus isolados, das escadas fixas e das rampas. A largura dos corrimãos, sem arestas vivas, deve 
estar compreendida entre 3,5 cm e 4,0 cm. 

 
 

II

.  Em projetos arquitetônicos que devem prever passagem de pessoas em cadeiras de rodas deslocando-se em linha reta, a 

largura mínima da área de circulação é 0,8 m. 

 
 

III

.  A condição de acessibilidade em edificações, mobiliário e equipamentos urbanos, para as pessoas que utilizam cadeiras 

de rodas, é o Módulo de Referência, cuja projeção no piso corresponde às dimensões 0,80 m por 1,20 m. 

 

Está correto o que se afirma APENAS em 
 
(A) 

I

 

(B) 

I

 e 

II

 

(C) 

I

 e 

III

 

(D) 

II

 

(E) 

II

 e 

III

 
 

38.  Sobre o dimensionamento de peças de concreto armado submetidas à flexão, considere as seguintes afirmações: 
 
 

I

.  No domínio 2 a seção resistente é composta pelo aço tracionado e pelo concreto comprimido. 

 
 

II

.  No domínio 3 o estado limite último é caracterizado pelo encurtamento de 3,5‰ do concreto. 

 
 

III

.  As peças que chegam ao estado limite último no domínio 3 são chamadas subarmadas, ou normalmente armadas na 

fronteira entre os domínios 3 e 4. 

 
 

IV

.  No domínio 1 a ruptura é frágil, sem aviso, pois o concreto se rompe sem que a armadura atinja sua deformação de 

escoamento. 

 

Está correto o que se afirma APENAS em 
 
(A) 

II

 e 

IV

 

(B) 

II

 

(C) 

I

 e 

IV

 

(D) 

I

 

(E) 

I

II

 e 

III

Dados: sen (53º07’48”) 

=

 0,800 

cos (53º07’48”) 

=

 0,600 

tg (53º07’48”) 

=

 1,333 (

!

 NORTE)

 

Caderno de Prova ’G07’, Tipo 001

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREPI-Anal.Jud-Eng.G07

 

39.  Considere duas chapas de aço com espessura de 10 mm e largura 300 mm, submetidas à tração, emendadas por traspasse 

com 8 parafusos 

φ

 20 mm, conforme ilustrado na figura abaixo. 

 

3

0

0

 m

m

T

T

20 mm 20 mm

10

 m

m

10

 m

m

 

 

A área líquida efetiva utilizada no dimensionamento e na verificação da segurança dessa ligação é, em cm

2

 
(A) 30,0 
 
(B) 22,0 
 
(C) 20,6 
 
(D) 14,0 
 
(E) 11,2 

 
 
40.  Considere as seguintes afirmações sobre as estruturas de madeira: 
 
 

I

.  Impondo-se à madeira uma deformação constante, a tensão elástica inicial sofre relaxação. 

 
 

II

.  A resistência das madeiras é afetada pela temperatura, observando-se uma redução de resistência com elevação de 

temperatura e vice-versa. 

 
 

III

.  A resistência à fadiga de materiais fibrosos, como a madeira é, em geral, inferior à dos materiais cristalinos, como os 

metais. 

 
 

IV

.  As madeiras de maior peso específico apresentam maior resistência. 

 

Está correto o que se afirma APENAS em 
 
(A) 

II

 e 

III

 
(B) 

II

 
(C) 

I

 
(D) 

I

 e 

III

 
(E) 

I

II

 e 

IV

 
 
41.  As estacas são peças alongadas que podem ser cravadas ou confeccionadas in situ visando, principalmente, transmitir cargas a 

camadas profundas do terreno, entre outros usos. Cravação no solo de tubo com ponta obturada e execução de base alargada, 
colocação da armadura, lançamento do concreto com apiloamento simultâneo, extraindo-se o tubo à medida da concretagem, 
são atividades que pertencem ao método executivo das estacas do tipo 

 

(A) Raiz. 
 
(B) Franki. 
 
(C) Hélice 

contínua. 

 
(D) Escavada. 
 
(E) Strauss. 

Caderno de Prova ’G07’, Tipo 001

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

10 

TREPI-Anal.Jud-Eng.G07

 

42.  Considere a seguinte figura: 
 

(I)

ELEVAÇÃO

(I)

PLANTA

(III)

(II)

(II)

(III)

 

 

As escavações em áreas urbanas, para execução de subsolos de edifícios, são sempre contidas ou escoradas. Existem vários 
elementos de contenção e sabe-se que a escolha de um determinado tipo depende da profundidade da escavação, da natureza 
do solo, da presença do lençol freático, dos equipamentos disponíveis, entre outros. Os elementos enumerados por 

I

II

 e 

III

 

na figura correspondem, respectivamente, a 

 

(A)  estroncas, viga de solidarização e estacas prancha. 
 

(B)  viga de solidarização, estroncas e estacas prancha. 
 
(C)  viga de solidarização, estroncas e estacas justapostas. 
 
(D)  estacas justapostas, estroncas e estacas prancha. 
 

(E)  estacas justapostas, viga de solidarização e estacas prancha. 

 
 

43.  Considere o seguinte perfil geotécnico da figura: 
 

-1,0

NA

-13,5

-7,0

-2,0

w = 50%

NT

0,0

Cotas (m)

n

d

= 19 kN/m

γ

n

3

= 18 kN/m

= 11 kN/m

γ

γ

n

3

3

= 15 kN/m

γ

3

 

 

No perfil geotécnico são mostrados os valores dos peso específico seco (

γ

d

), do peso específico natural do solo (

γ

n

) e do teor de 

umidade (w). Os valores das tensões total e efetiva na cota 

11 m são, respectivamente, em kPa, 

 

(A) 191,5 e 101,5 
 
(B)  164 

e    74 

 
(C)  346,5  e    36,5 
 
(D)  166,5  e    90 
 
(E)  166,5  e    76,5 

Caderno de Prova ’G07’, Tipo 001

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREPI-Anal.Jud-Eng.G07

 

11 

44.  Considere o seguinte perfil geotécnico da figura: 
 

Cotas (m)

0,0

-3,0

-7,0

NT

NA

AREIA MÉDIA

ARGILA SILTOSA

w = 100%

γ

s = 26 kN/m

3

γ

n = 17 kN/m

3

 

 

Uma amostra de solo arenoso foi retirada na cota 

4 m do perfil geotécnico da figura, onde são mostrados os valores dos peso 

específico dos sólidos (

γ

s

), peso específico natural do solo (

γ

n

) e do teor de umidade (w). Seu teor de umidade é 100% e o peso 

específico dos sólidos é 26 kN/m

3

. Portanto, seu peso específico natural é, em kN/m

3

 

(A)    7,94 
 
(B) 10,00 
 
(C) 14,44 
 
(D) 26,00 
 
(E) 27,50 

 
 
Instruções:  Para responder às questões de números 45 e 46, considere a planta da residência representada na figura a seguir: 
 

SALA DE
 ESTAR

3,00

4,00

CLOSET

1,00

DORMITÓRIO

3,00

BANHEIRO

2,

40

ÁREA DE

SERVIÇO

4,50

4,00

4,50

2,50

5,00

SALA DE
JANTAR

1,

75

5,50

COZINHA

3,10

3,00

 

 
45.  Para o projeto das instalações elétricas da residência representada na planta necessitam-se das cargas mínimas de iluminação 

de cada cômodo. A carga mínima de iluminação da sala de estar é, em VA, 

 

(A) 110 
 
(B) 220 
 
(C) 340 
 
(D) 440 
 
(E) 500 

Caderno de Prova ’G07’, Tipo 001

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

12 

TREPI-Anal.Jud-Eng.G07

 

46.  A carga mínima de tomadas de uso geral para a cozinha é 
 

(A)  5 tomadas de 100 VA, apenas. 
 

(B)  6 tomadas de 100 VA, apenas. 
 

(C)  3 tomadas de 600 VA, apenas. 
 

(D)  2 tomadas de 600 VA mais 3 tomadas de 100 VA. 
 

(E)  3 tomadas de 600 VA mais 3 tomadas de 100 VA. 

 
 
Instruções:  Para responder às questões de números 47 e 48, considere a figura a seguir. 
 

RESERVATÓRIO
SUPERIOR

NA

RESERVATÓRIO
INFERIOR

BOMBA

B

NA

A

B

REDE DE ESGOTO

C

20 m

 

 
47.  O sistema elevatório do edifício da figura recalca 12 litros de água por segundo com uma bomba, cujo rendimento é 80%. Se a 

altura manométrica é 40 m, incluindo todas as perdas de carga, a potência da bomba é, em CV, 

 

(A)    2,5 
 

(B)    5,0 
 

(C)    8,0 
 

(D) 10,0 
 

(E) 12,0 

 
 

48.  Na saída da rede de esgotos do edifício da figura há duas caixas de inspeção distantes 20 m uma da outra. Para o 

dimensionamento dessa rede de esgotos, a diferença máxima de cotas entre os pontos B e C é, em m,  

 

(A) 0,2 
 

(B) 0,5 
 

(C) 0,8 
 

(D) 1,0 
 

(E) 1,2 

Caderno de Prova ’G07’, Tipo 001

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREPI-Anal.Jud-Eng.G07

 

13 

49.  Considere as seguintes afirmações sobre os projetos de proteção contra incêndio: 
 
 

I

.  Para um sistema de proteção contra incêndio que utilize 300 chuveiros, são necessários, no mínimo, 4 chuveiros 

sobressalentes estocados. 

 
 

II

.  Os pontos de iluminação de sinalização devem ser dispostos de forma que, na direção de saída de cada ponto, seja 

possível visualizar o ponto seguinte, a uma distância máxima de 15 m. 

 
 

III

.  As escadas enclausuradas à prova de fumaça devem ser providas de portas estanques à fumaça em sua comunicação 

com a antecâmara e resistentes a ação do fogo pelo tempo mínimo de 30 minutos de fogo. 

 
 

IV

.  A sinalização de equipamentos de combate a incêndio deve estar a uma altura mínima de 1,80 m, medida do piso 

acabado à base da sinalização e imediatamente acima do equipamento sinalizado. 

 

Está correto o que se afirma APENAS em 
 
(A) 

I

 e 

II

 
(B) 

I

II

III

 e 

IV

 
(C) 

II

 e 

III

 
(D) 

II

III

 e 

IV

 
(E) 

II

 e 

IV

 
 
50.  Os processos de tratamento de água geralmente não são utilizados isoladamente sendo, portanto, frequente o uso concomitante 

de vários deles. Dentre os principais processos de tratamento de água que atendem às finalidades higiênicas, estéticas e 
econômicas, pode-se citar: 

 

(A)  sedimentação ou decantação, coagulação/floculação,  filtração, desinfecção, remoção da dureza, aeração, remoção de 

ferro e manganês, remoção de sabor e odor, controle de corrosão e fluoretação. 

 
(B)  filtração, desinfecção, remoção da dureza, aeração, remoção de ferro e manganês, remoção de odor, remoção de 

complexos orgânicos e carbonatação. 

 

(C)  decantação e digestão do lodo, floculação, filtração, desinfecção, aeração, remoção de manganês, remoção de sabor e 

odor, controle de corrosão e filtração biológica. 

 

(D)  sedimentação, coagulação, filtração biológica, desinfecção, remoção da dureza, aeração, remoção de gorduras, controle 

de corrosão e cloração. 

 

(E)  sedimentação ou decantação, coagulação/floculação, remoção de sabor e odor e filtração biológica. 

 
 
51.  É comum, levando-se em consideração a eficiência dos processos de tratamento dos esgotos, classificar as instalações de 

tratamento em função do grau de redução dos sólidos em suspensão e da chamada demanda bioquímica de oxigênio. Fazem 
parte do tratamento primário, os processos de  

 

(A)  decantação, flotação, digestão do lodo, secagem do lodo e sistemas compactos (decantação e digestão). 
 
(B)  filtração biológica, processos de lodos ativados, decantação intermediária ou final e lagoas de estabilização. 
 
(C)  remoção de sólidos grosseiros, remoção de gorduras e remoção de areia. 
 
(D)  remoção de nutrientes e remoção de complexos orgânicos. 
 
(E)  remoção de micro-organismos, remoção de odores e remoção de nutrientes. 

 
 
52.  O aço é uma liga de ferro e carbono com outros elementos adicionais como silício, manganês, fósforo, enxofre, etc. Uma de 

suas características é a resiliência, a qual proporciona ao aço a capacidade de 

 

(A)  voltar à sua forma original após ciclos de carregamento e descarregamento. 
 
(B)  absorver energia mecânica em regime elástico, ou seja, a capacidade de restituir a energia mecânica absorvida. 
 
(C)  absorver energia mecânica com deformações elásticas e plásticas. 
 
(D)  aumentar a resistência à corrosão. 
 
(E)  aumentar a resistência ao risco e à abrasão. 

Caderno de Prova ’G07’, Tipo 001

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

14 

TREPI-Anal.Jud-Eng.G07

 

53.  Considere as seguintes afirmações sobre orçamentos e acompanhamento de obras: 
 
 

I

.  A curva ABC representa os diversos insumos ou etapas em ordem crescente de preço. Essa técnica baseia-se no 

princípio, segundo o qual um grande número de serviços ou insumos é responsável por uma parcela mais significativa do 
custo total da obra. 

 
 

II

.  O acompanhamento do cronograma físico permite aferir o cumprimento dos prazos e identificar e prevenir possíveis 

atrasos. 

 
 

III

.  O acompanhamento do cronograma financeiro permite informar os recursos necessários ao andamento da obra. 

 
 

IV

.  Preço é a importância necessária para que se obtenha um bem ou serviço. 

 

Está correto o que se afirma APENAS em 

 

(A) 

I

 e 

II

(B) 

I

 e 

III

(C) 

II

 e 

III

(D) 

II

 e 

IV

(E) 

III

 e 

IV

 
 
54.  Considere a rede PERT/CPM representada na seguinte figura: 
 

1

2

3

4

5

G

A

2

B

C

4

3

D

2

F

3

6

2

H

4

E

6

7

8

K

J

5

I

3

2

 

 

Na rede PERT/CPM da figura, os círculos representam os eventos e as letras representam as atividades, cuja duração, em 
semanas, é indicada ao seu lado. O tempo previsto, em semanas, pelo caminho crítico dessa rede é 

 

(A) 13 

 
(B) 12 

 
(C) 11 

 
(D)    9 

 
(E)    8 

 
 
55.  Considere o resultado da prova de carga do pilar P1 apresentado na seguinte figura: 
 

200

medidas em cm

P1 = 2500 kN

Recalque
  (mm)

50

40

35

35

35

35

10

30

20

0

400

600

1000

800

Carga
 (kN)

 

 

Admitindo-se que o recalque estrutural admissível seja de 15 mm, é correto afirmar que o projeto de estaqueamento do pilar P1 
da figura está 
 
(A)  correto, pois a carga admissível é menor que 400 kN. 
(B)  errado, pois a carga admissível será de 500 kN. 
(C)  errado, pois a carga admissível será de 1000 kN. 
(D)  correto, pois a carga admissível é de 600 kN. 
(E)  correto, pois a carga admissível é de 1000 kN. 

Caderno de Prova ’G07’, Tipo 001

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREPI-Anal.Jud-Eng.G07

 

15 

56.  Em relação à programação de sondagens, considere as seguintes afirmações: 
 
 

I

.  As sondagens devem ser, no mínimo, de uma para cada 200 m

2

 de área da projeção do edifício em planta, até 1200 m

de área. Entre 1200 m

2

 e 2400 m

2

 deve-se fazer uma sondagem para cada 400 m

2

 que excederem 1200 m

2

 
 

II

.  Acima de 2400 m

2

 o número de sondagens deve ser fixado de acordo com a construção, satisfazendo ao número mínimo 

de uma sondagem para área de projeção em planta do edifício até 200 m

2

 e duas para área entre 200 m

2

 e 400 m

2

 
 

III

.  Em casos de estudos de viabilidade ou de escolha do local, o número de sondagens deve ser fixado de forma que a 

distância máxima entre elas seja de 100 m, com um mínimo de três sondagens. 

 

Está correto o que se afirma APENAS em 

 

(A) 

I

(B) 

II

(C) 

III

(D) 

I

 e 

II

(E) 

I

 e 

III

 
 

57.  Em relação aos efeitos da infiltração da água e aos sistemas de impermeabilização, considere as seguintes afirmações: 
 
 

I

.  O carreamento de sais solúveis contidos no interior das alvenarias, concreto e argamassas através da passagem de 

água, denominado eflorescência, chegam a formar estalactites. 

 
 

II

.  A passagem de água através das alvenarias pode ocasionar no interior das paredes a formação de criptoflorescências, ou 

seja, salinas em cristais de tamanho suficiente para gerar tensões internas sem, contudo, atingir à ruptura e à 
desagregação do material. 

 
 

III

.  Em locais de clima frio, a passagem de água pelas alvenarias pode ocasionar o congelamento das águas existentes nos 

canais de capilaridade das alvenarias e concretos, ocasionando aumento de volume e a consequente desagregação do 
material. 

 

Está correto o que se afirma APENAS em 

 

(A) 

I

(B) 

II

(C) 

I

 e 

II

(D) 

I

 e 

III

(E) 

II

 e 

III

 
 
58.  Considere a seguinte figura de uma barragem: 
 

5 m

0,

2m

NA

 

 

Um dos problemas da hidráulica é a determinação do empuxo nas estruturas, causado pela água. Na barragem da figura está 
instalada uma comporta quadrada com dimensões 40 cm por 40 cm. Se o peso específico da água é 10 kN/m

3

, a tensão que o 

empuxo causa na comporta é, em kPa, 

 

(A) 260 

 
(B) 130 

 
(C) 52 

 
(D) 26 

 
(E) 5,2 

Caderno de Prova ’G07’, Tipo 001

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

16 

TREPI-Anal.Jud-Eng.G07

 

59.  Uma bacia hidrográfica com 1 km

2

 de área contribui para um curso d’água em uma região onde ocorrem precipitações com 

intensidade de 120 mm/h. Se o coeficiente de escoamento superficial da bacia é 0,3, então a vazão, em L/s, que se pode 
esperar no rio, para cada precipitação, é 
 

(A) 1.000 
 
 
 
(B) 10.000 
 
 
 
(C) 100.000 
 
 
 
(D) 1.000.000 
 
 
 
(E) 10.000.000 

 
 
60.  Considere a barragem homogênea ilustrada na seguinte figura: 

 
 

BARRAGEM  HOMOGÊNEA

5

3

2,5

1,0

1,0

2,5

NA

1

4

2

1

 

 
 
Os itens enumerados de 1 a 5 estão corretamente identificados em 
 
 

 

1 2  3 4 

(

A

)

    solo impermeável  núcleo impermeável 

tapete impermeável 

rip-rap 

poços de alívio 

(

B

)

    solo impermeável  filtro de areia “chaminé” 

tapete drenante 

rip-rap 

poços de alívio 

(

C

)

    solo permeável 

filtro de areia “chaminé” 

tapete impermeável 

rip-rap 

injeções 

(

D

)

    solo permeável 

Filtro de areia “chaminé”  tapete drenante 

rip-rap 

poços de inspeção 

(

E

)

    solo impermeável  capa de concreto 

tapete impermeável 

rip-rap 

piezômetros 

 
 
 

61

Sabe-se que nos taludes de corte ou aterro e nas encostas naturais, adjacentes às rodovias, uma correta proteção superficial e 
um sistema de drenagem adequadamente dimensionado melhoram as condições de estabilidade. Os Drenos Horizontais 
Profundos (DHP) contribuem para a melhoria da estabilidade porque proporcionam 
 

(A)  sensível redução das pressões neutras (poropressões), rebaixando o lençol freático. 
 
 
 
(B)  sensível redução das tensões efetivas, rebaixando o lençol freático. 
 
 
 
(C)  sensível aumento da resistência da camada pedológica superficial do talude ou encosta. 
 
 
 
(D)  manutenção das sobrepressões hidrostáticas e sensível redução das tensões efetivas. 
 
 
 
(E)  sensível aumento das tensões totais, rebaixando o lençol freático. 

Caderno de Prova ’G07’, Tipo 001

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREPI-Anal.Jud-Eng.G07

 

17 

62.  Considere a seguinte figura: 

 

Substrato impermeável

NA

Pluma de
contaminação

Disposição

CURSO D'ÁGUA

Monitores

 

 
Uma das mais importantes questões ambientais da atualidade é a adequada disposição de resíduos no meio físico. Sobre esse 
assunto, existem duas questões fundamentais. A primeira é a análise da migração de contaminantes e a segunda é a 
estabilidade dos locais usados para disposição de resíduos. A instalação de poços de monitoramento visa: 

 

 

I

.  efetuar medições de nível d’água subterrâneo com piezômetros, a serem utilizadas na elaboração de mapas 

potenciométricos (mapas piezométricos). 

 
 

II

.  coletar amostras de água subterrânea para investigar, caracterizar e avaliar a extensão das plumas de contaminação. 

 
 

III

.  efetuar ensaios hidrogeológicos para determinar velocidades e direções de fluxo das águas subterrâneas, condutividades 

hidráulicas, dispersividades e retardamentos. 

 
Está correto o que se afirma em 

 
(A) 

I

, apenas. 

(B) 

II

, apenas. 

(C) 

III

, apenas. 

(D) 

I

 e 

II

, apenas. 

(E) 

I

II

 e 

III

 
 
63.  Em relação às técnicas mais adequadas para a disposição e o tratamento do lixo, considere as seguintes afirmações: 
 
 

I

.  No aterro sanitário, o lixo lançado sobre o terreno é recoberto com o solo local formando câmaras, onde o material 

encontra-se compactado. São nessas câmaras que, ao término da biodegradação aeróbia, processa-se a biodegradação 
anaeróbia, com liberação de gás e de uma substância líquida escura denominada chorume. 

 
 

II

.  Um aprimoramento do aterro sanitário é o aterro sanitário energético, no qual o chorume drenado é reaplicado nas 

câmaras do aterro, visando diminuir o grau de biodegradação da matéria orgânica e a produção de gás. Pois, o gás 
gerado não pode ser usado como combustível. 

 
 

III

.  A compostagem do lixo, em larga escala, é uma adaptação do processo utilizado na produção de compostos de restos 

agrícolas para condicionamento do solo. As vantagens da compostagem são a menor exigência de área necessária para 
sua implantação e a reciclagem que propicia, desde que ocorra demanda para o composto produzido. 

 

Está correto o que se afirma em 

 

(A) 

I

, apenas. 

 
(B) 

II

, apenas. 

 
(C) 

III

, apenas. 

 
(D) 

I

 e 

III

, apenas. 

 
(E) 

I

II

 e 

III

 
 
64.  Os lotes resultantes do parcelamento devem permitir seu aproveitamento sem que seja necessária a realização de grandes 

movimentos de solo. Em área de declividade acentuada recomenda-se lotes com 

 

(A)  testadas maiores que a profundidade, paralelos às curvas de nível, viabilizando a implantação de edificações com seus 

comprimentos também paralelos às curvas de nível, gerando menor intervenção na encosta. 

 
(B)  testadas menores que a profundidade, paralelos às curvas de nível, viabilizando a implantação de edificações com seus 

comprimentos perpendiculares às curvas de nível, aumentando as alturas de corte e aterro, gerando menor intervenção na 
encosta. 

 
(C)  testadas maiores que a profundidade, perpendiculares às curvas de nível, aumentando as alturas de corte e gerando 

menor intervenção na encosta. 

 
(D)  testadas e profundidades iguais, perpendiculares às curvas de nível, gerando menor intervenção na encosta, quando 

implantados em loteamentos de malha ortogonal. 

 
(E)  áreas reduzidas para glebas com declividade acentuada, implantados perpendicularmente às curvas de nível, gerando 

menor intervenção na encosta e diminuindo a possibilidade de acidentes geotécnicos. 

Caderno de Prova ’G07’, Tipo 001

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

18 

TREPI-Anal.Jud-Eng.G07

 

65.  Considere as seguintes afirmações sobre a compactação dos solos: 
 
 

I

.  Um mesmo solo, quando compactado com energias diferentes, apresentará valores de massa específica seca máxima 

menores e teor de umidade ótima maiores, para valores crescentes dessa energia. 

 
 

II

.  A granulometria do solo possui influência nos valores da massa específica seca e do teor de umidade. Desta forma, 

quando compactados com uma mesma energia, solos mais grossos apresentarão massa específica seca maior e o teor 
de umidade ótima menor do que um solo mais fino. 

 
 

III

.  Tanto a secagem quanto o reúso da amostra de solo utilizada na realização do ensaio de compactação (Ensaio de 

Proctor) podem alterar suas propriedades e consequentemente os resultados de ensaio. 

 
 

IV

.  A insistência da passagem de equipamento compactador quando o solo se encontra muito úmido faz com que ocorra o 

fenômeno que os engenheiros chamam de borrachudo: o solo se comprime na passagem do equipamento e, em seguida, 
se dilata, como se fosse uma borracha. Conclui-se que, são as bolhas de ar ocluso que se comprimem. 

 

Está correto o que se afirma em 

 

(A) 

I

, apenas. 

 
(B) 

II

, apenas. 

 
(C) 

III

, apenas. 

 
(D) 

II

III

 e 

IV

, apenas. 

 
(E) 

I

II

 e 

III

 
 
66.  Sabe-se que nos projetos rodoviários, mesmo quando adequadamente dimensionados e construídos, os pavimentos possuem 

uma duração limitada, pois deterioram-se progressivamente ao longo do tempo, sob várias formas. São exemplos de defeitos 
em pavimentos rodoviários: 

 
 

I

. fendilhamento. 

 

II

. efeitos 

decorrentes 

de 

pumping nos pavimentos rígidos. 

 

III

. trincas 

longitudinais, 

transversais e “couro de crocodilo”. 

 

IV

.  desagregação e ruptura de camadas estruturais do pavimento. 

 

Está correto o que se afirma em 

 

(A) 

IV

, apenas. 

 
(B) 

III

, apenas. 

 
(C) 

III

 e 

IV

, apenas. 

 
(D) 

II

, apenas. 

 
(E) 

I

II

III

 e 

IV

 
 

67.  A Lei Federal n

o

 6.766, de 19 de dezembro de 1979, alterada pela Lei Federal n

o

 9.785, de 29 de janeiro de 1999, dispõe sobre 

o parcelamento do solo urbano e constitui um dos principais dispositivos legais ambientais. Esta lei, conhecida por Lei Lehman, 
determina que não será permitido parcelamento do solo nas seguintes condições: 

 
 

I

.  em terrenos alagadiços e sujeitos a inundações, antes de tomadas as providências para assegurar o escoamento das 

águas. 

 
 

II

.  em terrenos que tenham sido aterrados com material nocivo à saúde pública, sem que sejam previamente saneados. 

 
 

III

.  em terrenos com declividade igual ou superior a 30% (trinta por cento), salvo se atendidas exigências específicas das 

autoridades competentes. 

 
 

IV

.  em terrenos onde as condições geológicas não aconselham a edificação. 

 
 

V

.  em áreas de prevenção ecológica ou naquelas onde a poluição impeça condições sanitárias suportáveis, até a sua 

correção. 

 

Está correto o que se afirma em 

 

(A) 

III

 e 

V

, apenas. 

 
(B) 

II

 e 

IV

, apenas. 

 
(C) 

I

, apenas. 

 
(D) 

I

III

 e 

V

, apenas. 

 
(E) 

I

II

III

IV

 e 

V

Caderno de Prova ’G07’, Tipo 001

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREPI-Anal.Jud-Eng.G07

 

19 

68.  Para a construção de uma edificação em um terreno retangular, com dimensões 25 m por 50 m, foi necessária a instalação de 

tapume de 25 m somente na testada que se confronta com o passeio. Para fins de orçamento e para atender aos requisitos de 
segurança, a área mínima de tapume a ser construída é, em m

2

 

(A) 75,0 
 
(B) 67,5 
 
(C) 65,0 
 
(D) 62,5 
 
(E) 57,5 

 
 
69.  Atualmente, um SIG 

 Sistema de Informação Geográfica é visto como um sistema de informação computacional que adquire, 

guarda, manipula e mostra dados referidos espacialmente, visando à resolução de problemas complexos em pesquisas, 
planejamento e gerenciamento. Considere as afirmações abaixo: 

 
 

I

.  Uma das principais características de um SIG, e que o difere dos sistemas tradicionais de gerenciamento de banco de 

dados, é a sua capacidade de combinar layers, contendo informações georreferenciadas, através de um processo 
conhecido como overlay

 
 

II

.  O banco de dados é um dos principais elementos de um SIG, sendo considerado o centro do modelo, pois as operações 

do sistema são totalmente dependentes da disponibilidade e qualidade dos dados. 

 
 

III

.  Fazem parte dos componentes do software e banco de dados do SIG: sistema de gerenciamento do banco de dados, 

sistema de processamento de imagens, sistema de apresentação cartográfica, sistema de análise estatística e sistema de 
análise geográfica. 

 
 

IV

.  Uma das formas de um SIG representar algum aspecto ambiental de uma determinada área analisada é a utilização da 

representação vetorial (vector), onde os dados espaciais organizam-se por meio de uma malha de células (pixels). 

 

Está correto o que se afirma APENAS em 

 

(A) 

IV

 
(B) 

II

 
(C) 

I

 e 

III

 
(D) 

I

II

 e 

III

 
(E) 

I

II

 e 

IV

 
 
70.  Considere a figura seguinte: 
 

12  m

m

30°

D (20.39,0)

A (0,0)

C (10,6)

B (0,6)

 

 

Para desenhar no programa AutoCAD em coordenadas polares relativas, com origem no ponto A, as linhas AB e BC do polígono 
da figura, foram utilizados os seguintes comandos: 

 

Command: 
Line Specify first point: 0,0 
Specify next point: @6<90 
Specify next point: @10<0 

 

Para desenhar a linha CD, cujo comprimento é 12 mm, deve-se digitar, na sequência, Specify next point,  

 

(A) 12

<

-60 

 
(B) @12

<

-30 

 
(C) @12.0,6.0 
 
(D) @12

<

-60 

 
(E) Close 

Caderno de Prova ’G07’, Tipo 001

fcc-2009-tre-pi-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

20 

TREPI-Anal.Jud-Eng.G07

 

 

PROVA DISCURSIVA 

 REDAÇÃO 

 
Atenção: 

Deverão ser rigorosamente observados os limites mínimo de 20 linhas e máximo de 30 linhas. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A partir das definições acima, retiradas do Dicionário Houaiss, redija um texto dissertativo, posicionando-se com argumentos 
pertinentes em relação à seguinte questão: 
 
Como pode o engenheiro, no exercício de sua profissão, conciliar arte ciência para benefício da humanidade e, ao mesmo 
tempo, contribuir para a preservação dos recursos naturais?  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Engenho (s.m.): capacidade de criar, realizar, produzir com arte, habilidade, 
sensibilidade; engenhosidade, criatividade, inventiva, talento. 
Engenharia (s.f.): aplicação de métodos científicos ou empíricos à utilização dos 
recursos da natureza em benefício do ser humano. 

Caderno de Prova ’G07’, Tipo 001