Prova Concurso - Arquitetura - 2010 MS ARQUITETO - CESPE - MS - 2010

Prova - Arquitetura - 2010 MS ARQUITETO - CESPE - MS - 2010

Detalhes

Profissão: Arquitetura
Cargo: 2010 MS ARQUITETO
Órgão: MS
Banca: CESPE
Ano: 2010
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

ARQUITETOEBSERH2018
ESPECIALISTA PORTUARIO ARQUITETURAEMAP2018
ARQUITETOPREFEITURA2018

Gabarito

cespe-2010-ms-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

MINISTÉRIO DA SAÚDE

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

61

62

63

64

65

66

67

68

69

70

C

E

E

E

C

E

E

E

E

E

C

C

E

E

E

C

C

C

E

C

71

72

73

74

75

76

77

78

79

80

81

82

83

84

85

86

87

88

89

90

C

C

E

C

E

E

C

C

E

C

X

C

E

C

C

E

C

E

E

E

91

92

93

94

95

96

97

98

99

100

101

102

103

104

105

106

107

108

109

110

C

C

C

C

E

C

E

E

C

C

E

C

C

C

C

C

E

C

E

C

111

112

113

114

115

116

117

118

119

120

0

0

E

C

C

C

E

E

E

E

E

C

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

Gabarito

Gabarito

Item

GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS

Gabarito

Item

Gabarito

0

0

Item

Obs.: ( X ) item anulado.

Item

CARGO 4: ARQUITETO

Prova

cespe-2010-ms-arquiteto-prova.pdf-html.html
cespe-2010-ms-arquiteto-prova.pdf-html.html

UnB/CESPE – MS

Cargo 4: Arquiteto

– 1 –

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Plan Voisin, Paris, Le Corbusier, 1925.

Figura I

Loteamento em Macaé, Rio de Janeiro, 2007.

Figura II

densidade    custos de infraestrutura

la

re

s/

ha

bi

ta

nt

e

densidade (habitantes/ha)

2.500

2.000

1.500

1.000

500

0

0

75 150

300

450

600

total

pavimento

esgoto

água

Juan Luis Mascaró. Custos de infra-estrutura: um ponto de partida
para o desenvolvimento econômico urbano. São Paulo: USP, 1979.

Com base nas figuras e no gráfico acima, julgue os itens a seguir,
considerando a aplicação das relações estabelecidas no gráfico
aos trechos de cidade mostrados nas figuras.

51

No trecho de cidade mostrado na figura 1, o custo relativo da
implantação das redes de água e esgoto é menor do que no
trecho de cidade mostrado na figura 2.

52

Altas densidades, diretamente proporcionais aos custos de
implantação de infraestrutura, implicam a opção por
arranha-céus.

Com relação aos índices urbanísticos, julgue o item abaixo.

53

O controle da densidade de ocupação de cada zona de uso é
feito por meio de especificação e controle dos seguintes
índices urbanísticos: coeficiente de aproveitamento, taxa de
ocupação, recuo, área mínima do lote, frente mínima do lote
e gabarito. O gabarito vem sendo substituído pelo coeficiente
de aproveitamento, índice que corresponde à razão entre a
área ocupada e a área do lote, em que a área ocupada é a
área da projeção horizontal do edifício no lote.

A respeito da Carta de Atenas (1933), que contém uma série de
diretrizes voltadas ao ordenamento das cidades modernas, julgue
o item abaixo.

54

De acordo com essa carta, as chaves do urbanismo estão nas
funções habitar, trabalhar, estudar e descansar.

A Casa de Canoas, projeto de Oscar Niemeyer no Rio

de Janeiro, provocou a crítica internacional no momento da sua
conclusão. O suíço Max-Bill afirmou que “a forma livre só se
justifica em situações excepcionais da arquitetura. A casa de
Niemeyer é um mero capricho puramente decorativo e não é obra
válida ou digna de qualquer interesse”. Para o arquiteto alemão
Walter Gropius, tratava-se de “uma casa muito bonita mas que
não era multiplicável”. Embora admitisse a liberdade do criador,
o crítico italiano Ernest Rogers considerou a “orgíaca” retomada
das formas da natureza uma “confusão romântica”.

Com base no texto acima, julgue os itens seguintes.

55

Ao subverter alguns princípios estabelecidos pelo
racionalismo europeu, Niemeyer conseguiu a originalidade
que o distinguiu no cenário nacional e internacional.
Apostando na supremacia da plástica sobre as demais
funções arquitetônicas, Niemeyer afirmou, em seu livro
A Forma na Arquitetura (1978), que quando uma forma
cria beleza ela tem uma função das mais importantes da
arquitetura. 

56

Com a realização da Casa de Canoas, Oscar Niemeyer
rompeu com as diretrizes do movimento moderno, tornando-
se assim um arquiteto tipicamente pós-modernista.

Em cada terreno, dependendo da zona, pode-se construir

um máximo de metros quadrados. Quando o proprietário quiser
construir a mais poderá comprar do município o direito de fazê-
lo, desde que este aumento de construção não prejudique a
infraestrutura e os equipamentos urbanos. A quantidade que pode
ser comprada em cada zona, chamada de estoque, é limitada, e os
recursos arrecadados com a venda do direito de construir a mais
são destinados a obras sociais.

Com base nessa diretriz de ocupação do solo urbano, julgue o
item que se segue. 

57

O instituto a que se refere o texto acima, introduzido na
legislação brasileira pelo Estatuto da Cidade (Lei n.º
10.257/2001), corresponde ao direito de preempção.

cespe-2010-ms-arquiteto-prova.pdf-html.html

UnB/CESPE – MS

Cargo 4: Arquiteto

– 2 –

Praticamente nenhum país que resolveu o deficit habitacional

prescindiu de reservas de terras públicas para habitação de

interesse social (HIS), impondo políticas de doação de terras para

esse fim. Na Inglaterra, por exemplo, o sistema de planning

obligations destina-se a conseguir reservas de terra onde o preço

do solo é alto, garantindo o acesso à terra para a produção desse

tipo de habitação, por meio do equilíbrio entre as necessidades

habitacionais, o planejamento e as políticas públicas e a

contrapartida dos empreendedores urbanos. Contribuições

urbanísticas obrigatórias são também adotadas na Espanha,

Holanda, Canadá e diversos outros países. Com referência a esse

tema, julgue o item seguinte.

58

No Brasil, o problema da HIS vem sendo solucionado a

partir da Lei n.º 6.766/1979, a qual determina que 35% das

glebas a serem parceladas sejam destinadas a esse tipo de

habitação.

Uma superquadra tradicional de Brasília mede 300 m × 300 m e

possui 11 blocos residenciais, com 36 apartamentos cada e uma

projeção igual a 68 m × 12 m. Com base nesses dados, julgue os

itens a seguir.

59

Considerando uma família média com 5 pessoas, é correto

afirmar que a densidade populacional dessa superquadra é de

45,5 hab/m².

60

As áreas destinadas a sistemas de circulação, implantação de

equipamentos urbano e comunitário bem como a espaços

livres de uso público correspondem a 8.976 m².

RASCUNHO

No que se refere a patrimônio cultural e arquitetônico, julgue o
item abaixo.

61

O francês Eugène Emmanuel Viollet-Le-Duc foi
contemporâneo e crítico ferrenho das ideias de John Ruskin.
O arquiteto inglês acreditava que “a restauração é a
destruição do edifício, é como tentar ressuscitar os mortos.
É melhor manter uma ruína do que restaurá-la”. Para Viollet-
Le-Duc, “restaurar um edifício não é mantê-lo, repará-lo ou
refazê-lo, é restabelecê-lo em um estado completo que pode
nunca ter existido em um dado momento.”

Com a Revolução Industrial, houve um intenso deslocamento da
população rural para as cidades, atraída pelas ofertas de emprego
e pela crise no setor agrícola, porém as cidades não estavam
preparadas para recebê-la. Para solucionar o caos urbano, surgiu
o urbanismo moderno, que, por suas características, foi dividido
por François Choay em duas correntes: a culturista e a
progressista, esquematizadas abaixo.

culturista

progressista

1

limite populacional para a
cidade

determinação da densidade

2

cinturão verde

exaltação dos espaços verdes, que
desempenham o papel de isoladores

3

r u a s   c o m o   ó r g ã o s
fundamentais

rua como instância contrária aos
imperativos de luminosidade e
higiene

4

totalidade prevalecendo
sobre as partes

edifícios distantes dos fluxos de
circulação, vista como uma função
independente das edificações

5

u s o   d o s   m a t e r i a i s
tradicionais

utilização sistemática dos materiais
novos, em particular do concreto
armado

6

combinação campo-cidade

estética como imperativo tão
importante quanto a eficácia

7

u s o   m i s t o  

Y d e -

zoneamento

zonas específicas com funções
distintas

8

estrutura radial

estrutura predominantemente  linear

9

prevalece a visão cultural
sobre a razão

predomínio da razão

10

formas menos rigorosas,
p a r t i c u l a r i d a d e s   e
variedades prevalecem
sobre o racional

ortogonalidade determina relações
dos edifícios entre si e com as vias
de circulação

Com base nas informações expressas acima, julgue os itens que
se seguem.

62

As características associadas à corrente culturista
assemelham-se às diretrizes incorporadas pela cidade-jardim
proposta por Ebenezer Howard, enquanto as associadas à
corrente progressista dizem respeito à cidade industrial de
Tony Garnier.

63

Com base na Carta de Atenas (1933), o Plan Voisin e a
Ville Contemporaine, projetados por Le Corbusier,
seguiram os princípios 3, 5, 7 e 9, estabelecidos pela
corrente do urbanismo culturista.

64

O Plano Piloto de Brasília, que incorporou os princípios 3,
5, 7, 8 e 10 estabelecidos pelo urbanismo progressista, foi
projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer.

cespe-2010-ms-arquiteto-prova.pdf-html.html

UnB/CESPE – MS

Cargo 4: Arquiteto

– 3 –

O plano barroco de Aarão Reis para Belo Horizonte

(1897) baseia-se na integração da malha ortogonal, definida pelas
ruas, com a malha diagonal, definida pelas avenidas. Inspirado
nas intervenções na Paris de Haussmann (1853-1859) e em
exemplos de novas cidades capitais como Washington (1791),
projetada por L’Enfant, o projeto perseguia, antes de tudo, o
espaço amplo, a localização privilegiada dos edifícios públicos,
e a monumentalidade, usando recursos como os efeitos de
visibilidade, ou seja, os edifícios de maior importância deveriam
ser construídos no cruzamento de grandes avenidas. 

O plano piloto de Goiânia (1933), concebido pelo

urbanista Attilio Corrêa Lima, representou, em termos de design,
uma superposição de temporalidades, variando entre o
neoclássico e os modelos progressista e culturalista do século
XIX. Ao lado das tendências neoclássicas, o projeto de Goiânia
possibilitou também a recuperação das garden cities, levando
assim à criação de ambiências bucólicas que caracterizavam as
unidades habitacionais. O plantio de árvores, aliado a uma
arquitetura não monumental, principalmente dos prédios
públicos, contribuiu para uma minimização de eficácia simbólica,
reduzindo o efeito ótico do urbanismo de Versalhes (princípio
classicista adotado inicialmente por Correia Lima).

Internet: <www.bibliotecadigital.ufmg.br> e
<www.achetudoregiao.com.br> (com adaptações).

Com base nos textos e nas imagens apresentadas, julgue os itens
subsequentes.

65

A sobreposição das duas malhas ortogonais (uma a 45º em
relação à outra) adotada no projeto de Belo Horizonte foi a
melhor estratégia encontrada pelo arquiteto para minimizar
os efeitos do relevo acidentado da região. Com essa solução,
criaram-se canais para o escoamento das águas pluviais,
evitando-se a erosão.

66

A associação do Barroco ao plano de Belo Horizonte deve-
se ao uso de recursos como os efeitos de visibilidade, ou
seja, a construção dos edifícios de maior importância no
cruzamento de grandes avenidas. Em Goiânia, o estilo
classicista original perdeu força em função do plantio de
árvores e da ausência de monumentalidade nos edifícios
públicos. 

Acerca da teoria e da história da arquitetura e urbanismo, julgue
os itens a seguir.

67

Obras dos arquitetos Ricardo Bofill, Robert Venturi e Aldo
Rossi podem ser associadas ao pós-modernismo de cunho
historicista. Philip Johnson, um modernista da primeira hora,
autor de emblemáticos projetos dessa tendência, como a
Glass House e o Seagram Building, em parceria com Mies
van der Rohe, aderiu, na década de 80, ao pós-modernismo.

68

A arquitetura pós-moderna de cunho histórico tem uma forte
ligação com os espaços comerciais. Em alguns shoppings,
sua expressão máxima, nota-se uma abordagem eclética e
uma clara referência ao passado histórico. Essa ligação,
reforçada pela adoção do estilo por grandes empresas
internacionais que buscavam uma nova imagem corporativa,
fez que o pós-modernismo fosse associado à cultura do
consumo, representando valores efêmeros.

69

Paralelamente ao pós-modernismo de cunho histórico,
surgiram, no início da década de 80 do século XX, propostas
com base na filosofia estruturalista de Claude Lévi-Strauss.
Contando com o suporte teórico de Jaques Derrida e Gilles
Deleuze, os arquitetos buscaram novas bases para o
desenvolvimento de uma arquitetura sustentável, mais afeita
às exigências ambientais do século XXI.

70

O desenho auxiliado por computador é atualmente uma
ferramenta essencial em muitos aspectos da arquitetura
contemporânea, mas a natureza particular do
desconstrutivismo faz o uso de computadores especialmente
pertinente. Modelagem tridimensional e animação auxiliam
na concepção de espaços muito complexos, enquanto a
habilidade em relacionar modelos computacionais para
fabricar gabaritos permite a produção em massa de
elementos modulares sutilmente diferentes a preços
acessíveis. A arquitetura desconstrutivista tem como
principais seguidores os arquitetos Peter Eiseman, David
Liebskind, Bernard Tschumi e Zaha Hadid.

71

Desde a década de 80 do século XX, alguns arquitetos têm
se dedicado ao estudo do comportamento das estruturas,
visando à exploração máxima das potencialidades dos
materiais e da tecnologia avançada, para a criação de
soluções formalmente ousadas. Como resultado desse
esforço, surgiu a chamada arquitetura high tech, que,
classificada por alguns historiadores dentro do chamado
tardomodernismo, tem como expoentes os ingleses Richard
Rogers e Norman Foster, e o catalão Santiago Calatrava.
Os seguidores desse movimento que caracterizam suas obras
a partir dos elementos da estrutura, tubulações de
infraestrutura, componentes da cobertura e equipamentos
mecânicos para as circulações, adotam os mesmos princípios
teóricos e conceituais dos modernistas, adaptados ao
potencial tecnológico do mundo contemporâneo.

cespe-2010-ms-arquiteto-prova.pdf-html.html

UnB/CESPE – MS

Cargo 4: Arquiteto

– 4 –

O pensamento social do século XIX foi influenciado pelo

discurso médico. Das analogias entre o corpo social e o corpo

humano, a cidade passou a ser tratada como um organismo vivo,

em que cada órgão tinha uma função e anatomia peculiar.

O planejador urbano tinha o papel de diagnosticar os males da

cidade e propor terapias ou cirurgias radicais para extirpar o

câncer urbano. Os modelos ideais, nos quais perpassava a utopia

de uma cidade física e moralmente higiênica onde seria garantido

o bem-estar da população, ocuparam a mente de alguns

planejadores, entre os quais: Owen e sua experiência em New

Lamark (1816); Fourier com o Falanstério (1822); Cabet com o

projeto de Ícara (1840); Richardson e sua Higéia (1876); Godin

e o Familistério de Guise (1874); Julio Verne e a Franceville

(1879); Tony Garnier e sua cidade industrial (1917); Georges

Benoit-Levy e a cidade jardim francesa (1904); e Le Corbusier

com sua Cidade Radiosa (1932).

A partir do texto acima, julgue os itens seguintes.

72

As reflexões dos chamados urbanistas utópicos contribuíram

para formar base teórica para o projeto de reforma urbana de

Paris, que, comandada pelo Barão Haussmann, ocorreu entre

1853 e 1869.

73

O modelo de urbanização parisiense (Plano Haussman)

influenciou a reforma urbana de várias cidades européias,

tais como Viena, Berlim e Roma; e também norte-

americanas, entre as quais Washington D.C. e Rio de

Janeiro.

Considerando que, de acordo com a Carta de Atenas (1933), o

urbanismo é uma ciência de três dimensões e não apenas de duas.

É fazendo intervir o elemento altura que será dada uma solução

para as circulações modernas, assim como para os lazeres,

mediante a exploração dos espaços livres assim criados, julgue o

item abaixo.

74

Apesar de a Carta de Atenas ter sido escrita em 1933,

poucas cidades novas adotaram o princípio acima descrito.

No Brasil, a única apropriação real desse princípio é o Plano

Piloto de Brasília, que, pela disposição de suas vias de

circulação, sobretudo na zona central, pode ser considerado

fruto de um urbanismo tridimensional.

Pearl River Tower

Esquema de circulação dos ventos na

Pearl River Tower

Com o edifício apresentado acima, a China tentou alterar a
imagem de maior poluidor do planeta. Além dos coletores
solares, do sistema de captação das águas de chuva e da
diminuição do uso de iluminação artificial, a forma aerodinâmica
da Pearl River Tower contribui para a canalização dos ventos.
Turbinas de vento, colocadas nas aberturas horizontais, garantem
a transformação de energia eólica na eletricidade necessária ao
abastecimento do edifício. Considerando essas informações e
imagens acima, julgue o item subsequente.

75

Apesar dos aspectos positivos associados ao projeto chinês
em questão, esse empreendimento não pode ser considerado
sustentável, pois a solução adotada resulta em um aumento
da pressão de vento sobre as superfícies verticais, o que
obriga a um superdimensionamento da estrutura. 

A metodologia projetual em arquitetura estabelece, em condições
normais, várias etapas de desenvolvimento, desde sua encomenda
ou contratação até a sua concepção final. Com relação as etapas
da metodologia projetual, julgue os itens a seguir.

76

A etapa do projeto básico consiste no estudo inicial da
edificação, é a etapa posterior ao levantamento do programa
de necessidades.

77

A etapa de projeto executivo consiste na compatibilização do
projeto de arquitetura ao projeto de estruturas acrescido de
todos os detalhes necessários à sua execução em canteiro de
obras.

78

O desenvolvimento do programa de necessidades de uma
edificação consiste no estabelecimento da quantidade e
destinação dos ambientes segundo a necessidade do usuário,
da função ou destinação da edificação.

cespe-2010-ms-arquiteto-prova.pdf-html.html

UnB/CESPE – MS

Cargo 4: Arquiteto

– 5 –

Ao se projetar sistemas de ar-condicionado em ambientes que

requeiram garantia de máxima qualidade do ar, como ambientes

hospitalares, centros cirúrgicos e laboratórios, deve-se considerar

os meios de propagação de partículas que podem conduzir

microrganismos causadores de infecção hospitalar. Esses meios

são classificados  como fontes internas e externas. As fontes

internas podem ser os usuários; os sistemas de ventilação, como

aparelhos de ar-condicionado, nebulizadores, umidificadores ou

ventiladores; o próprio piso, entre outros. Já as fontes externas

podem ser partículas em suspensão geradas por meios poluidores,

poeira de canteiros de obra, o solo, a água, entre outros. Acerca

desse assunto, julgue os itens a seguir.

79

Para garantir a esterilidade do ar e a eficiência no bloqueio

da condução dessas partículas nos sistemas de ar-

condicionado em salas limpas e ambientes controlados,

deve-se indicar, no projeto, a localização dos captadores de

ar e a especificação de equipamentos dotados de filtros de ar

com meio filtrante de carvão ativado.

80

O projeto de ar-condicionado deve prever, para salas limpas

e ambientes controlados, a especificação de equipamentos

cujos captadores de ar sejam localizados longe das fontes

poluentes e que sejam dotados de filtros absolutos, que

podem ser produzidos com meio filtrante em papel de

microfibra de vidro plissado.

81

Nos equipamentos de ar-condicionado em ambientes

hospitalares, devem ser instalados filtros do tipo HEPA

(high efficiency particulate air) e captadores de ar devem ser

localizados distantes das fontes poluentes.

Julgue os próximos itens relativos às especificações de piso

recomendadas para ambientes que requeiram facilidade de

manutenção e limpeza.

82

É indicado para ambientes hospitalares revestimento de piso

moldado em placas de fibra vinílica de liga termoplástica e

homogênea com 3 mm de espessura aplicável em superfície

regular, compacta e seca, por meio de adesivo próprio.

83

Revestimento de piso conformando manta de feltro de

poliéster tramada com camada de fibra sintética de nylon e

polipropileno com impregnação de resinas orgânicas é

indicado para ambiente que requeira grande circulação de

pessoas, como clínicas e consultórios.

84

Revestimento de piso em placas de laminado plástico de alta

pressão com núcleo fenólico e superfície melamínica é

indicado para ambientes laboratoriais.

Alguns elementos tradicionalmente utilizados na arquitetura

brasileira destacam-se especialmente pela geração de conforto

ambiental com ampla economia de energia. Esses elementos

podem também aliar a solução em conforto ambiental à função

estética do edifício, pelo enriquecimento da composição de

fachadas. Com relação a esses elementos, julgue os itens

subsequentes.

85

O cobogó ou combogó, também chamado de elemento

vazado, pode ser pré-fabricado ou produzido em canteiro de

obra. Esse elemento, utilizado também como meio de

proteção à incidência dos raios solares e das chuvas, permite

ampla ventilação e passagem de luz, proporcionando

conforto térmico.

86

O brise-soleil, elemento de proteção de fachadas,  auxilia no

conforto térmico da edificação por criar um anteparo à

incidência dos raios solares e um corredor de ventilação

entre a superfície do brise e a superfície da fachada. O brise

deve ser invariavelmente disposto em peças ou lâminas na

posição vertical, que podem ser fixas ou móveis e até mesmo

receber automatização.

87

Os beirais são elementos amplamente utilizados na

arquitetura brasileira em edificações com as mais variadas

destinações. Podem ser definidos como o prolongamento da

cobertura da edificação de forma a garantir certa proteção às

fachadas e às aberturas contra a incidência das chuvas, bem

como para gerar sombreamento, auxiliando na geração de

conforto térmico.

88

Os sistemas de pele de vidro são largamente aplicados em

fachadas de edifícios comerciais, em parte por proporcionar

beleza estética. Mas a razão principal de serem tão

valorizados na arquitetura contemporânea está relacionada

à propriedade do material, que garante mínima absorção

térmica, gerando altos índices de economia de energia e

dispensando, em quase todos os casos, o uso de

equipamentos de ar-condicionado.

cespe-2010-ms-arquiteto-prova.pdf-html.html

UnB/CESPE – MS

Cargo 4: Arquiteto

– 6 –

Em urbanismo, é necessário o entendimento da topografia do
terreno para a correta decisão no lançamento de elementos de
projeto, como o traçado do sistema viário, a demarcação dos
lotes, entre outros. Acerca desse assunto, julgue os itens que se
seguem.

89

O sistema viário deve ser preferencialmente acomodado em
sentido perpendicular às curvas de nível do terreno de modo
a acomodar melhor seu traçado com relação à declividade do
terreno e facilitar a implantação de sistemas de drenagem
pluvial.

90

A demarcação de lotes pode ser feita em qualquer área de
terreno, independentemente de suas características
topográficas, desde que indicadas as curvas de nível e as
dimensões mínimas de lotes estabelecidas pelas legislações
municipais.

91

A topografia é condicionante no lançamento do projeto
urbanístico em regiões com inclinação superior a 45 

o

. Essas

áreas devem, normalmente, ser reservadas como áreas de
preservação permanente (APP), e, consequentemente, não
demarcadas para uso ou destinadas ao parcelamento.

Em alguns dos estudos e desenhos técnicos necessários ao
desenvolvimento de um projeto de urbanismo, a topografia deve
obrigatoriamente ser representada

92

na planta planialtimétrica, que apresenta a sobreposição do
desenho urbano à topografia.

93

no estudo de isodeclividade.

No que se refere a projetos de instalações prediais de combate a
incêndio, julgue os itens seguintes.

94

Um dos sistemas largamente utilizados em edifícios
multifuncionais, consagrado pela sua eficiência, é o sistema
automático de sprinklers. Esse sistema é baseado em uma
rede hidráulica cujo projeto deve prever reservatório d’água,
colunas, ramais, subramais e pontos onde devem ser
localizados aspersores que são acionados automaticamente
pela elevação da temperatura.

95

O projeto de sistema de sprinklers com reservatório d’água
é recomendável  para ambientes de guarda de materiais
sensíveis como arquivos e bibliotecas, pela rapidez em que
se promove a extinção dos focos de incêndio.

Com relação a ergonomia em um ambiente de escritório cujo
leiaute prevê a instalação de postos de trabalho adequados ao
conforto do usuário e ao bom desempenho de atividades, julgue
o item a seguir.

96

Os postos de trabalho destinados ao trabalho com
computador devem prever ajustes, como a regulagem de
altura dos monitores, adequação da altura dos teclados, entre
outras, tendo em vista a condição de severidade imposta pela
postura no processo de trabalho, que podem gerar
incômodos de diversas naturezas.

Julgue os itens que se seguem relativos ao processo de elaboração
de um projeto complementar de estrutura de concreto.

97

A carga acidental (pessoas, mobiliário e outras cargas
eventuais) é considerada inerente à destinação da edificação
e não significativa para o cálculo estrutural. O cálculo
estrutural deve considerar, basicamente, a carga permanente,
ou seja, o peso próprio da estrutura e todos os elementos
construtivos fixos além das instalações permanentes.

98

Ao se projetar a fundação de um edifício, seja ele de
pequeno ou médio porte, deve-se optar pelo uso de sapatas
ou estacas de concreto armado, que se adequam bem a
qualquer tipo de solo, garantindo-se assim a economia na
construção.

99

Recalque é um movimento de acomodação comum das
edificações no terreno que deve ser combatido pela decisão
adequada na hora de se optar pelo tipo de fundação, sendo
alguns dos tipos comuns adotados: estacas de concreto
armado moldadas no canteiro de obras (brocas),  estacas pré-
moldadas de concreto armado, estacas construídas no
canteiro de obras do tipo Strauss ou Franki, e tubulões.

100

Em um projeto estrutural de arquitetura que prevê grandes
vãos e  resistência de cargas maiores, deve-se utilizar laje
nervurada de concreto, que pode ser moldada no local da
obra, ou laje com nervuras pré-moldadas. Esse tipo de laje
pode ser também definido como um elemento estrutural
composto de vigas dispostas de forma cruzada solidarizadas
por capa de concreto.

Coalizão de 15 ONGs protesta contra

revogação de legislação ambiental

Um total de 15 ONGs ambientais, entre elas SOS Mata

Atlântica, WWF e Greenpeace, enviou comunicado conjunto
contra propostas de revogação da legislação ambiental brasileira
em tramitação no Congresso Nacional.

O comunicado alerta sobre o risco de revogação ou

modificação das principais leis ambientais brasileiras, como o
Código Florestal brasileiro, a Lei de Política Nacional de Meio
Ambiente (PNMA), a Lei de Crimes e Infrações contra o Meio
Ambiente e a Lei do Sistema Nacional de Unidades de
Conservação (SNUC).

As referidas organizações ambientais alertam a

sociedade brasileira para a gravidade da proposta que tramita no
Congresso Nacional (PLs n.º 1.876/99 e n.º 5.367/09) em
comissão especial formada por maioria de parlamentares ligados
ao agronegócio.

Elas alegam que os principais instrumentos de gestão

ambiental em vigor, como a criação de unidades de conservação,
as reservas florestais legais, as áreas de preservação permanente,
o licenciamento ambiental e o Conselho Nacional de Meio
Ambiente (CONAMA) poderão ser revogados ou enfraquecidos
para atender exclusivamente à encomenda setorial dos ruralistas.

Folha Online, 7/10/2009 (com adaptações).

À luz do texto apresentado e a respeito da legislação ambiental,
julgue os itens de 101 a 105.

101

De acordo com o Código Florestal brasileiro, as florestas
existentes no território nacional e as demais formas de
vegetação, reconhecidas de utilidade às terras que revestem,
são bens de interesse dos agricultores do país, exercendo-se
os direitos de propriedade, com as limitações que a
legislação em geral e especialmente esta lei estabelecem.

cespe-2010-ms-arquiteto-prova.pdf-html.html

UnB/CESPE – MS

Cargo 4: Arquiteto

– 7 –

102

A PNMA tem por objetivo a preservação, melhoria e
recuperação da qualidade ambiental propícia à vida, visando
assegurar, no país, condições ao desenvolvimento
socioeconômico, aos interesses da segurança nacional e à
proteção da dignidade da vida humana. Essa lei procura
conciliar o interesse da sociedade de viver em um meio
ambiente sustentável com os interesses dos agricultores que
produzem.

103

O SNUC institui e estabelece critérios e normas para a
criação, implantação e gestão das unidades de conservação.
Na medida em que cria áreas de conservação, inibe a
produção agrícola e, portanto, vai contra os interesses do
grupo ruralista.

104

Segundo o Código Florestal brasileiro, consideram-se áreas
de preservação permanente as florestas e demais formas de
vegetação natural situadas ao longo dos rios ou de qualquer
curso d'água desde o seu nível mais alto em faixa marginal
cuja largura mínima será de 30 metros para os cursos d’água
de menos de 10 metros de largura.

105

Compete ao CONAMA estabelecer normas e critérios para
o licenciamento de atividades efetiva ou potencialmente
poluidoras, como atividades que prejudicam a saúde, a
segurança e o bem-estar da população, frequentemente
decorrentes da produção industrial.

O Estatuto da Cidade, Lei n.º 10.257, de 10/7/2001,

regulamentou os artigos 182 e 183 da Constituição Federal.

Art. 2.º A política urbana tem por objetivo ordenar o pleno
desenvolvimento das funções sociais da cidade e da propriedade
urbana, mediante as seguintes diretrizes gerais:

I

garantia do direito a cidades sustentáveis, entendido como o
direito à terra urbana, à moradia, ao saneamento ambiental,
à infra-estrutura urbana, ao transporte e aos serviços
públicos, ao trabalho e ao lazer, para as presentes e futuras
gerações;

II

gestão democrática por meio da participação da população
e de associações representativas dos vários segmentos da
comunidade na formulação, execução e acompanhamento de
planos, programas e projetos de desenvolvimento urbano;

III cooperação entre os governos, a iniciativa privada e os

demais setores da sociedade no processo de urbanização, em
atendimento ao interesse social;

IV planejamento do desenvolvimento das cidades, da

distribuição espacial da população e das atividades
econômicas do município e do território sob sua área de
influência, de modo a evitar e corrigir as distorções do
crescimento urbano e seus efeitos negativos sobre o meio
ambiente;

V

oferta de equipamentos urbanos e comunitários, transporte e
serviços públicos adequados aos interesses e necessidades da
população e às características locais.

A respeito do Art 2.º do Estatuto da Cidade apresentado no texto,
julgue os itens que se seguem.

106

A diretriz I, quando denomina cidade sustentável, procura
prevenir a deterioração ambiental das cidades, consequência
da superexploração de seus recursos ambientais, da não
observância dos seus limites e da capacidade de suporte do
ambiente às atividades urbanas.

107

De acordo com a diretriz II, a gestão democrática é uma
contribuição para desmistificar e popularizar o planejamento
e a gestão urbanos e as leis que os regulam. Esse é o papel
do Ministério das Cidades, cujos quadros técnicos delegam
aos vários segmentos da comunidade o planejamento e a
execução dos programas e projetos de desenvolvimento
urbano.

108

Segundo a diretriz III, o governo e a iniciativa privada
atendem ao interesse social. Quanto à habitação, por
exemplo, o Estado pode lançar mão de instrumentos que
viabilizem a inserção de parte da população não atendida
pelo mercado, tais como programas de crédito para segmento
de baixa renda, incentivos fiscais para construtoras de
habitações populares e subsídios diretos.

109

A diretriz IV visa a organização da ocupação territorial
seguindo as decisões da gestão democrática por meio da
participação direta da população e de associações
representativas, para evitar e corrigir as distorções do
crescimento urbano por meio do planejamento.

110

Segundo a diretriz V, equipamentos e serviços adequados
constituem o conjunto de sistemas técnicos de equipamentos
e serviços necessários ao desenvolvimento das funções
urbanas, ou seja, a implementação da infraestrutura urbana,
que é composta pelos aspectos social, econômico e
institucional.

setembro

outubro

novembro

dezembro

R$

                       dia
serviço

15

30

15

30

15

30

15

30

fundações

5.000

alvenarias

10.000

forros

16.000

cobertura

20.000

piso e
revestimento

15.000

limpeza da
obra

2.000

desembolso

mensal

10.000

14.000

27.000

15.000

68.000

No extrato de cronograma físico-financeiro apresentado,

os valores orçados foram de: R$ 5.000 para fundações;
R$ 10.000 para alvenarias; R$ 16.000 para forros; R$ 20.000
para cobertura; R$ 15.000 para piso e revestimento e R$ 2.000
para limpeza da obra. Os valores são quinzenais e estão divididos
de forma idêntica para cada serviço.

Considerando as informações apresentadas, julgue os
próximos itens.

111

Os desembolsos de novembro e dezembro foram calculados
corretamente.

112

O valor total deste orçamento é de R$ 68.000,00.

cespe-2010-ms-arquiteto-prova.pdf-html.html

UnB/CESPE – MS

Cargo 4: Arquiteto

– 8 –

De acordo com a Lei Federal n.

o

 6.496/77, que trata da

Responsabilidade técnica, julgue os itens a seguir, relativos a
correção dos critérios e exigências para obtenção da anotação de
responsabilidade técnica (ART).

113

O profissional e a empresa contratados devem possuir
registro ou visto no CREA da jurisdição onde será executada
a obra/serviço. 

114

Sem ART assinada não é permitido executar qualquer
serviço de engenharia, arquitetura ou agronomia.

115

A ART é única e deve ser registrada para todos os contratos
de obra e todos os serviços.

1050

largura útil

1100

largura total

153

177

62

51

e = 5, 6 ou 8 mm

rosca de gancho

vedação das

fixações

Uma casa de 3,50 m × 9,00 m foi coberta em duas águas com
36 telhas onduladas de fibrocimento 6 mm (1,22 m × 1,10 m) e
com inclinação de 10%, em que a telha de fibrocimento mostrada
no desenho acima projeta um retângulo de 1,21 m × 1,10 m.
Recobrimento longitudinal (m) 9% a 17% 

!

0,25 m; 18% a 26%

!

0,20 m. Para que a obra seja aprovada pela fiscalização deverão

ser seguidas algumas recomendações:

C

o recobrimento deve obedecer às recomendações do
fabricante;

C

a fixação e colocação de parafusos, grampos e arruelas
devem estar em conformidade com as recomendações do
fabricante;

C

deve ser colocada massa de vedação nas arruelas;

C

os furos para passagem de parafuso devem estar localizados
apenas na parte superior da onda.

Com base na situação hipotética e na  imagem apresentada, julgue
os próximos itens.

116

Para que seja aprovada pela fiscalização, a projeção da
cobertura, incluindo os balanços, deverá ter as seguintes
medidas  4,84 m × 9,90 m.

117

A utilização, para cada telha, de 4 parafusos afixados sempre
distantes da borda (de um lado a 62 mm, e do outro a 153
mm) deverá ser vetada pela fiscalização, pois este
procedimento é incorreto.

118

Segundo as recomendações apresentadas, é adequado que as
telhas sejam afixadas na estrutura metálica usando a seguinte
sequência de materiais: 1. gancho dimensionado para abraçar
a estrutura com rosca apontada acima da telha, 2. arruela
metálica, 3. porca, 4. proteção final com arruela de borracha
e massa de vedação.

Em um caderno de encargos e especificações de determinada
obra pública, estão descritos os serviços de execução. A respeito
desses serviços, julgue os itens seguintes.

119

Todas as paredes executadas sob vigas e(ou) lajes de
concreto deverão ser apertadas contra as peças estruturais
com o emprego de tijolos de barro furado, em forma de
cunha e(ou) com a utilização de argamassa com aditivo
compressor.

120

Todas as esquadrias a serem fornecidas e instaladas deverão
ser executadas conforme os mapas e detalhes constantes nas
pranchas do projeto de arquitetura. Todas as superfícies
metálicas deverão ser limpas e livres de ferrugens, quer por
processo mecânicos, quer por processos químicos, e deverão
receber tratamento anticorrosivo antes de serem colocadas
nas devidas posições, com pelo menos duas demãos
de zarcão.

cespe-2010-ms-arquiteto-prova.pdf-html.html