Prova Concurso - Engenharia - 2010-SESC-SE-ASSISTENTE-TECNICO-EDIFICACOES - ADVISE - SESC - 2010

Prova - Engenharia - 2010-SESC-SE-ASSISTENTE-TECNICO-EDIFICACOES - ADVISE - SESC - 2010

Detalhes

Profissão: Engenharia
Cargo: 2010-SESC-SE-ASSISTENTE-TECNICO-EDIFICACOES
Órgão: SESC
Banca: ADVISE
Ano: 2010
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

ENGENHEIRO-NUCLEARAMAZUL2018
ENGENHEIRO-AREA-MECANICAUFPA2018
ENGENHEIRO-ENGENHARIA-MECANICAUFPA2018

Gabarito

advise-2010-sesc-se-assistente-tecnico-edificacoes-gabarito.pdf-html.html

 

ESTADO DE SERGIPE 

SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO - SESC 

 

PROCESSO SELETIVO 

 
 

GABARITOS DEFINITIVOS 

 

A Comissão Especial do Processo Seletivo do Serviço Social do Comércio - SESC, estado de Sergipe, através 

da ADVISE, resolve divulgar os Gabaritos Definitivos das Provas Objetivas, realizadas no dia 18/04/2010. 
 
NÍVEL FUNDAMENTAL COMPLETO 
 

ARTÍFICE DE MANUTENÇÃO – COZINHA INDUSTRIAL 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

ARTÍFICE DE MANUTENÇÃO – ELÉTRICA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

ARTÍFICE DE MANUTENÇÃO – EQUIPAMENTOS ODONTOLÓGICOS 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

ARTÍFICE DE MANUTENÇÃO – HIDRÁULICA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

ARTÍFICE DE MANUTENÇÃO – PEDREIRO 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

AUXILIAR OPERACIONAL – LIMPEZA E ZELADORIA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 
 
 
 

advise-2010-sesc-se-assistente-tecnico-edificacoes-gabarito.pdf-html.html

AUXILIAR DE SERVIÇOS DE NUTRIÇÃO - AÇOUGUEIRO 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

AUXILIAR DE SERVIÇOS DE NUTRIÇÃO - CONFEITEIRO 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

AUXILIAR DE SERVIÇOS DE NUTRIÇÃO - COPA E COZINHA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

COZINHEIRO - COZINHA INDUSTRIAL 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

MOTORISTA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 
 
NÍVEL MÉDIO COMPLETO 

 

ASSISTENTE TÉCNICO – ATENDIMENTO AO PÚBLICO 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

ASSISTENTE TÉCNICO – EDIFICAÇÕES 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

ASSISTENTE TÉCNICO – HIGIENE BUCAL 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

advise-2010-sesc-se-assistente-tecnico-edificacoes-gabarito.pdf-html.html

ASSISTENTE TÉCNICO – ROTINAS TRABALHISTAS 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

AUXILIAR TÉCNICO – ALMOXARIFADO 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

AUXILIAR TÉCNICO – ATENDIMENTO DE CAIXA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

AUXILIAR TÉCNICO – BIBLIOTECA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 
 
NÍVEL SUPERIOR 

 

DENTISTA, DENTISTA (ODONTOPEDIATRIA), DENTISTA (ORTODONTIA) 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

MÉDICO PEDIATRA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

TECNICO ESPECIALIZADO JÚNIOR - ADMINISTRAÇÃO 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

TECNICO ESPECIALIZADO JÚNIOR - ARQUITETURA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

advise-2010-sesc-se-assistente-tecnico-edificacoes-gabarito.pdf-html.html

TECNICO ESPECIALIZADO JÚNIOR - ASSISTENTE SOCIAL 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

TECNICO ESPECIALIZADO JÚNIOR - BIBLIOTECONOMIA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

TECNICO ESPECIALIZADO JÚNIOR - COMUNICAÇÃO E MARKETING 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

TECNICO ESPECIALIZADO JÚNIOR - COMUNICAÇÃO, MARKETING, PUBLICIDADE E PROPAGANDA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

TECNICO ESPECIALIZADO JÚNIOR - CONHECIMENTO EM ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

TECNICO ESPECIALIZADO JÚNIOR - CONHECIMENTO EM ARQUIVO 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

TECNICO ESPECIALIZADO JÚNIOR - DESIGN GRÁFICO 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 C 

 

TECNICO ESPECIALIZADO JÚNIOR - DIREITO 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

 

 

advise-2010-sesc-se-assistente-tecnico-edificacoes-gabarito.pdf-html.html

TECNICO ESPECIALIZADO JÚNIOR - ENGENHARIA CIVIL 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

TECNICO ESPECIALIZADO JÚNIOR - FISIOTERAPIA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

TECNICO ESPECIALIZADO JÚNIOR - HABILITAÇÃO EM MASSAGEM 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

TECNICO ESPECIALIZADO JÚNIOR - INFORMÁTICA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

TECNICO ESPECIALIZADO JÚNIOR - NUTRIÇÃO 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

TECNICO ESPECIALIZADO JÚNIOR - PORTUGUÊS/INGLÊS 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

TECNICO ESPECIALIZADO JÚNIOR - PSICOLOGIA ESCOLAR 20H E 30H 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

TECNICO ESPECIALIZADO JÚNIOR - PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 
 
 

advise-2010-sesc-se-assistente-tecnico-edificacoes-gabarito.pdf-html.html

NÍVEL SUPERIOR - PROFESSOR 

 

PROFESSOR SUPERIOR – BACHARELADO EM EDUCAÇÃO FÍSICA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

PROFESSOR SUPERIOR – CONHECIMENTO EM MÚSICA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

PROFESSOR SUPERIOR – INFORMÁTICA 30H E 40H 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

PROFESSOR SUPERIOR – LICENCIATURA EM ARTE/EDUCAÇÃO 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

PROFESSOR SUPERIOR – LICENCIATURA EM BIOLOGIA 30H E 40H 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

PROFESSOR SUPERIOR – LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

PROFESSOR SUPERIOR – LICENCIATURA EM FÍSICA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

PROFESSOR SUPERIOR – LICENCIATURA EM GEOGRAFIA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

advise-2010-sesc-se-assistente-tecnico-edificacoes-gabarito.pdf-html.html

PROFESSOR SUPERIOR – LICENCIATURA EM HISTÓRIA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

C  

 

PROFESSOR SUPERIOR – LICENCIATURA EM LETRAS PORTUGUÊS/INGLÊS 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

PROFESSOR SUPERIOR – LICENCIATURA EM MATEMÁTICA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

PROFESSOR SUPERIOR – LICENCIATURA EM QUÍMICA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

PROFESSOR SUPERIOR – LICENCIATURA EM PEDAGOGIA 20H E 40H 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 

PROFESSOR SUPERIOR – LICENCIATURA EM PEDAGOGIA COM ESPECIALIZAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA 

01 

02 

03 

04 

05 

06 

07 

08 

09 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

 
 
 
 
Aracajú (SE), 28 de abril de 2010. 
 
 
 

COMISSÃO ESPECIAL DO PROCESSO SELETIVO 

DO SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO - SESC 

 

ADVISE 

Prova

advise-2010-sesc-se-assistente-tecnico-edificacoes-prova.pdf-html.html

PROCESSO SELETIVO – SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO - SESC (SE) – CARGO: ASSISTENTE TECNICO (EDIFICAÇÕES)

01

CONHECIMENTOS GERAIS

Leia com bastante atenção os textos I, II e III. E, com base neles,
solucione, corretamente, as questões que se seguem.

TEXTO I

http://1.bp.blogspot.com/_XOczqEsOhqk/S2Fvl-jeqdI/AAAAAAAAGuA/yh80FZQz71k/s1600-h/

Rico32012010charge27.gif

TEXTO II

http://delrei.wordpress.com/2009/06/03/charge-saude-publica/

TEXTO III

A SAÚDE PÚBLICA NO BRASIL HOJE

0 1

A saúde pública do Brasil tem se revelado de baixíssima
qualidade e em quantidade inadequada para atender à
população, notadamente, à população pobre. Quantas vezes
temos visto, pela grande mídia, relatos e imagens que nos

0 5

deixam indignados e revoltados com falta de estrutura física
e humana para atender às pessoas? Certamente, muitas vezes.
Quem tem um plano de saúde privado passa pelo mesmo
problema? O Brasil gasta de forma adequada com a saúde
dos brasileiros?

1 0

Os gastos com saúde no Brasil são gigantescos, entretanto,
a carência de recursos médicos ainda persiste, notadamente
nas regiões mais distantes dos grandes centros e nas
periferias das grandes cidades brasileiras. O Instituto de
Pesquisas Econômicas Aplicadas (IPEA) realizou um estudo

1 5

no qual comparou os gastos com saúde de diversos países.
No Brasil, são gastos 7,6% do PIB por ano com saúde, destes,
45,6% são do setor público e o restante corresponde aos
gastos do setor privado. Aliás, no Brasil, o setor privado
cobre, por meio de planos de saúde, atendimentos avulsos,

2 0

hospitais e outras formas, cerca de 48 milhões de pessoas,
gerando uma receita anual de aproximadamente US$ 27,2
bilhões. Em comparação com outros países, o Brasil está em
uma posição intermediária. Os Estados Unidos gastam 15,2%
do PIB, sendo 44,6% do setor público; na Alemanha, as

2 5

proporções são 11,1% e 78,2%; no Canadá, 9,9% e 69,9%;
México, 6,2% e 46,4%; Argentina, 8,9% e 48,6%; no Chile,
6,1% e 48,8%. A média do conjunto dos países da América
Latina é de 6,7% do PIB com gastos com saúde, sendo que
54,4% destes gastos correspondem ao gasto público. Na

3 0

média dos países considerados ricos, tem-se 10,8% do PIB
com gastos de saúde com a participação do setor público
sendo de 68,2%.

Observa-se dos números acima que, nos países mais ricos,
apesar de a renda média ser muito superior à renda do

3 5

Brasil, gastam em termos percentuais com saúde muito mais
que o Brasil gasta. Além disso, mais da metade dos serviços
médicos é paga pelo setor privado, embora muitos desses
gastos privados acabem se tornando do setor público em
razão das isenções e descontos no imposto de renda. O

4 0

Brasil gasta mais do que a média dos países da América
Latina, entretanto, a participação do setor público é menor.
Na comparação com os países ricos, no Brasil, temos, então,
consideravelmente menos gastos com saúde (em termos do
PIB e de valor absoluto) e muito menos participação do

4 5

setor público nos gastos totais com saúde.

Isso tem levado o programa público de saúde, o Programa
Único de Saúde (SUS), a atender quase que exclusivamente
as pessoas mais pobres, visto que até mesmo a grande
maioria das pessoas que trabalha em fábricas e em empresas

5 0

em geral está coberta por algum plano de saúde privado.
Ficam para serem atendidas pelo programa do governo as
pessoas que não possuem nenhum plano privado,
correspondendo geralmente às pessoas desempregadas, às
subempregadas, aos aposentados e às pessoas empregadas

5 5

de pequenas empresas. Esse universo de pessoas, apesar
de constituir uma grande quantidade, tem muito pouca
visibilidade e respeitabilidade entre os formadores de opinião
e as autoridades responsáveis pela oferta de saúde pública
para que suas vozes de reclamos sejam ouvidas por esses.

advise-2010-sesc-se-assistente-tecnico-edificacoes-prova.pdf-html.html

PROCESSO SELETIVO – SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO - SESC (SE) – CARGO: ASSISTENTE TECNICO (EDIFICAÇÕES)

02

6 0

Esse é o principal motivo pelo qual a saúde pública é tão
caótica em nosso país, ou seja, as nossas autoridades
brasileiras e a sociedade não dão a atenção devida para as
pessoas que precisam dos atendimentos médicos do setor
público. Quando as próprias pessoas que utilizam a saúde

6 5

pública se organizarem de forma eficaz e sistemática, criando
um movimento firme e forte, então, os gastos com a saúde
serão ampliados significativamente, a qualidade e a
quantidade dos serviços de saúde pública no Brasil
aumentarão bastante e as pessoas serão atendidas com muito

7 0

mais dignidade e respeito nos hospitais e postos de saúde
públicos em todo o nosso país.

http://ramoncardoso.blogspot.com/2009/07/saude-publica-no-brasil-hoje.html

 (Texto adaptado especialmente para o presente concurso.)

01 – Com relação aos textos III e III, é incorreto afirmar que
todos:

A) apresentam função apelativa;
B) abordam o problema do precário atendimento na rede pública

de saúde;

C) abordam o problema da superlotação hospitalar;
D) mostram o conformismo das pessoas frente aos problemas

no setor de saúde;

E) empregam a linguagem verbal e a não-verbal.

02 – As afirmações abaixo se referem, respectivamente, a que
textos?

I. Traz o humor como uma de suas principais estratégias de

construção de sentido;

II. Possui, como uma de suas funções de linguagem

predominantes, a função referencial;

III. Faz referência à rede pública e à rede privada de saúde;
IV. Emprega, como principal estratégia de construção de sentido

e de humor, o jogo de palavras;

V. Para gerar humor e sentido, utiliza-se da comparação.

A) textos 01 e 02; texto 03; texto 03; texto 01; e texto 02.
B) texto 01, 02 e 03; texto 03; texto 03; texto 01; e texto 02.
C) texto 01 e 02; texto 02; texto 03; texto02; e texto 01.
D) texto 01; texto 02; texto 03; texto 03; e texto 03.
E) texto 01 e 02; texto 03; texto 02; texto 01; e texto 02.

03 – Os elementos coesivos destacados nas frases abaixo
retomam, no texto III, respectivamente, que referentes?

I. “[...] realizou um estudo no qual comparou os gastos com

saúde de diversos países” (linhas 14 e 15);.

II. “[...] 54,4% destes gastos correspondem ao gasto público

[...]” (linha 29);

III. Isso tem levado ao programa público de saúde [...] a atender

quase que exclusivamente as pessoas mais pobres [...]
(linhas 46 a 48);

IV. Esse universo de pessoas, apesar de constituir uma grande

quantidade, tem muito pouca visibilidade e respeitabilidade
[...]” (linhas 55 a 57).

A) gastos com saúde; 6,7 do PIB; no Brasil temos

consideravelmente menos gastos com saúde (em termos do
PIB e de valor absoluto) e muito menos participação do setor
público nos gastos totais com saúde; as pessoas que não
possuem nenhum plano de saúde;

B) O Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (IPEA); 6,7

do PIB; a grande maioria das pessoas que trabalha em
fábricas e em empresas em geral está coberta por algum plano
de saúde privado; as pessoas que não possuem nenhum
plano privado, correspondendo geralmente às pessoas
desempregadas, às subempregadas, aos aposentados e às
pessoas empregadas de pequenas empresas.

C) estudo; 54,4 % destes gastos; a grande maioria das pessoas

que trabalha em fábricas e em empresas em geral está coberta
por algum plano de saúde privado; os formadores de opinião
e as autoridades responsáveis pela oferta de saúde pública;

D) O Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (IPEA); 54,4

% destes gastos; no Brasil temos consideravelmente menos
gastos com saúde (em termos do PIB e de valor absoluto);
os formadores de opinião e as autoridades responsáveis
pela oferta de saúde pública;

E) estudo; 6,7 do PIB; no Brasil temos consideravelmente

menos gastos com saúde (em termos do PIB e de valor
absoluto) e muito menos participação do setor público nos
gastos totais com saúde; as pessoas que não possuem
nenhum plano privado, correspondendo geralmente às
pessoas desempregadas, às subempregadas, aos
aposentados e às pessoas empregadas de pequenas
empresas.

04 – Os termos destacados nas assertivas abaixo, estabelecem
- no texto III - respectivamente, as seguintes relações de sentido:

I. “[...] entretanto, a carência de recursos médicos ainda

persiste” [...] (linhas 10 e 11).

II. Aliás, no Brasil, o setor privado cobre, por meio de planos

de saúde, atendimentos avulsos, hospitais e outras formas,
cerca de 48 milhões de pessoas [...]” (linhas 18 a 20).

III. “[...] Além disso, mais da metade dos serviços médicos é

paga pelo setor privado [...]” (linhas 36 e 37).

IV. “[...] embora muitos desses gastos privados acabam se

tornando do setor público em razão das isenções e
descontos no imposto de renda” (linhas 37 a 39).

V. “no Brasil, temos, então, consideravelmente menos gastos

com saúde (em  termos do PIB e de valor absoluto) e muito
menos participação do setor público nos gastos totais com
saúde.” (linhas 42 a 45).

A) adversidade; adição; adição; concessão; e conclusão.
B) comparação; retificação; contraposição; conclusão; e adição.
C) adversidade; retificação; complementação; contraposição;

e condição.

D) condição; contraposição, adição, adversidade; e conclusão.
E) adversidade; retificação; adição; contraposição; e conclusão.

advise-2010-sesc-se-assistente-tecnico-edificacoes-prova.pdf-html.html

PROCESSO SELETIVO – SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO - SESC (SE) – CARGO: ASSISTENTE TECNICO (EDIFICAÇÕES)

03

05 – Dentre as frases abaixo, qual possui verbos que, no
contexto em que se encontram, admitem tanto o singular como o
plural?

A) “[...] até mesmo a grande maioria das pessoas que trabalha

em fábricas e em empresas em geral está coberta por algum
plano de saúde privado” (linhas 48 a 50);

B) “[...] a qualidade e a quantidade dos serviços de saúde pública

no Brasil aumentarão bastante” (linhas 67 a 69);

C) “No Brasil, são gastos 7,6% do PIB por anos com saúde,

destes, 45,6% são do setor público e o restante corresponde
aos gastos do setor privado” (linhas 16 a 18);

D) “Os Estados Unidos gastam 15,2% do PIB, sendo 44,6% do

setor público” (linhas 23 e 24);

E) “O Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (IPEA)

realizou um estudo no qual comparou os gastos com saúde
de diversos países”(linhas 13 a 15).

06 – Considerando o trecho abaixo, podemos inferir que:

“No Brasil, são gastos 7,6% do PIB por ano com saúde,

destes, 45,6% são do setor público e o restante corresponde
aos gastos do setor privado. Aliás, no Brasil, o setor privado
cobre, por meio de planos de saúde, atendimentos avulsos,
hospitais e outras formas, cerca de 48 milhões de pessoas,
gerando uma receita anual de aproximadamente US$ 27,2
bilhões. Em comparação com outros países, o Brasil está em
uma posição intermediária. Os Estados Unidos gastam 15,2%
do PIB, sendo 44,6% do setor público; na Alemanha, as
proporções são 11,1% e 78,2%; no Canadá, 9,9% e 69,9%;
México, 6,2% e 46,4%; Argentina, 8,9% e 48,6%; no Chile,
6,1% e 48,8%. (linhas  16 a 27).

A) Em termos de proporção - arrecadação do PIB / gasto com

setor público de saúde -, dentre os países citados no texto, o
Brasil gasta mais que o México com o setor público de saúde;

B) Em termos de proporção - arrecadação do PIB / gasto com

setor público de saúde -, dentre os países citados no texto, o
que mais gasta com o setor público de saúde são os Estados
Unidos; e o que menos gasta é o Chile;

C) Em termos de proporção - arrecadação do PIB / gasto com

setor público de saúde -, dentre os países citados no texto, o
que mais gasta com o setor público de saúde é a Alemanha;
e o que menos gasta são os Estados Unidos;

D) Em termos de proporção - arrecadação do PIB / gasto com

setor público de saúde -, dentre os países citados no texto,
os que mais gastam com o setor público de saúde são,
respectivamente, Estados Unidos, Alemanha e Argentina.

E) Em termos de proporção - arrecadação do PIB / gasto com

setor público de saúde -, dentre os países citados no texto, o
que menos gasta com o setor público de saúde é o Brasil.

07 – No texto I, para gerar humor, o vocábulo paciente é
empregado com que sentido?

A) pessoa que está sob os cuidados médicos;
B) pessoa que espera serenamente, resignada, conformada;
C) aquele que recebe a ação praticada por um agente;

D) réu que vai ser condenado à pena de morte;
E) pessoa que está gravemente doente.

08 – No texto II, as expressões barraca de camping e
mantimentos geram humor porque estabelecem, implicitamente,
a comparação:

A) espera para atendimento em hospitais / acampamento;
B) espera para atendimento em hospitais públicos /

acampamento;

C) espera para atendimento em hospitais públicos / piquenique;
D) espera para atendimento na rede pública de saúde /

piquenique;

E) espera para atendimento na rede pública de saúde /

acampamento.

09 – Nas frases abaixo, a função sintática Sujeito está sendo
exercida, respectivamente, pelas expressões:

I. “A saúde pública do Brasil tem se revelado de baixíssima

qualidade e em quantidade inadequada para atender à
população, notadamente, à população pobre” (linhas 01 a
03)
;

II. “Quantas vezes temos visto, pela grande mídia, relatos e

imagens que nos deixam indignados e revoltados com falta
de estrutura física e humana para atender às pessoas”
(linhas 03 a 06);

III. “Isso tem levado o programa público de saúde, o Programa

Único de Saúde (SUS), a atender quase que exclusivamente
as pessoas mais pobres” (linhas 46 a 48).

A) A saúde; nós (que aparece, implicitamente, sob a forma

desinencial), relato e imagens; Isso e o programa público de
saúde;

B) A saúde pública do Brasil; nós (que aparece, implicitamente,

sob a forma desinencial), relato e imagens; Isso e o programa
público de saúde;

C) A saúde pública do Brasil; relato e imagens; Isso e o programa

público de saúde;

D) A saúde pública do Brasil; nós (que aparece, implicitamente,

sob a forma desinencial), relato e imagens; Isso e o programa
público de saúde;

E) A saúde pública, a população; relatos e imagens, nos; Isso,

Programa Único de Saúde.

10 – Para reescrevermos o período a seguir, transformando a
oração subordinada adverbial temporal em oração subordinada
adverbial condicional, atentando para a correlação e o
paralelismo verbais, bem como para coerência do período,
devemos fazer que alterações:

Quando as próprias pessoas que utilizam a saúde

pública se organizarem de forma eficaz e sistemática, criando
um movimento firme e forte, então, os gastos com a saúde
serão ampliados significativamente, a qualidade e a
quantidade dos serviços de saúde pública no Brasil
aumentarão bastante e as pessoas serão atendidas com muito

advise-2010-sesc-se-assistente-tecnico-edificacoes-prova.pdf-html.html

PROCESSO SELETIVO – SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO - SESC (SE) – CARGO: ASSISTENTE TECNICO (EDIFICAÇÕES)

04

mais dignidade e respeito nos hospitais e postos de saúde
públicos em todo o nosso país” (linhas 64 a 71).

A) Quando as próprias pessoas que utilizam a saúde pública se

organizassem de forma eficaz e sistemática, criando um
movimento firme e forte, então, os gastos com a saúde seriam
ampliados significativamente, a qualidade e a quantidade dos
serviços de saúde pública no Brasil aumentariamo bastante e
as pessoas seriamo atendidas com muito mais dignidade e
respeito nos hospitais e postos de saúde públicos em todo o
nosso país”;

B) Ainda que as próprias pessoas que utilizam a saúde pública

se organizem de forma eficaz e sistemática, criando um
movimento firme e forte, então, os gastos com a saúde serão
ampliados significativamente, a qualidade e a quantidade dos
serviços de saúde pública no Brasil aumentarão bastante e
as pessoas serão atendidas com muito mais dignidade e
respeito nos hospitais e postos de saúde públicos em todo o
nosso país”;

C) No momento em que as próprias pessoas que utilizam a saúde

pública se organizem de forma eficaz e sistemática, criando
um movimento firme e forte, então, os gastos com a saúde
serão ampliados significativamente, a qualidade e a
quantidade dos serviços de saúde pública

 

no Brasil

aumentarão bastante e as pessoas serão atendidas com muito
mais dignidade e respeito nos hospitais e postos de saúde
públicos em todo o nosso país”

D) Se as próprias pessoas que utilizam a saúde pública se

organizassem de forma eficaz e sistemática, criando um
movimento firme e forte, então, os gastos com a saúde seriam
ampliados significativamente, a qualidade e a quantidade dos
serviços de saúde pública no Brasil aumentariam bastante e
as pessoas seriam atendidas com muito mais dignidade e
respeito nos hospitais e postos de saúde públicos em todo o
nosso país.

E) Se as próprias pessoas que utilizam a saúde pública se

organizarem de forma eficaz e sistemática, criando um
movimento firme e forte, então, os gastos com a saúde seriam
ampliados significativamente, a qualidade e a quantidade dos
serviços de saúde pública no Brasil aumentarão bastante e
as pessoas são atendidas com muito mais dignidade e respeito
nos hospitais e postos de saúde públicos em todo o nosso
país.

11 – Determinar o conjunto X tal que:

I. (a, b, c, d) 

 X = (a, b, c, d, e)

II. (c, d) 

 X = (a, c, d, e)

III. (b, c, d) 

 X = (c)

A) (a, b)
B) (a, c, e)
C) (b, d, e)
D) (c, d, e)
E) (a, b, c, d)

12 – Se 

4

2

=

y

x

e y - 2 = 0, então x é igual a:

A) 3
B) 4
C) 5
D) 6
E) 10

13 – Uma senhora comprou uma caixa de bombons para seus
dois filhos. Um destes tirou para si metade dos bombons da
caixa. Mais tarde o outro menino também tirou para si metade
dos bombons que encontrou na caixa. Restaram 10 bombons.
Quantos bombons havia inicialmente na caixa?

A) 18
B) 5
C) 40
D) 15
E) 23

14 – Uma pessoa recebe R$ 1000 por 25 dias de trabalho. Quanto
receberia se tivesse trabalhado 8 dias a mais?

A) R$ 1.320,00
B) R$ 1.400,00
C) R$ 1.130,00
D) R$ 1.310,00
E) R$ 1.325,00

15 – A razão das idades de duas pessoas é 2/3. Quais suas
idades sabendo que sua soma é 35 anos?

A) 14 e 20 anos
B) 14 e 21 anos
C) 15 e 20 anos
D) 18 e 17 anos
E) 13 e 22 anos

16 – Nos dados, a soma dos pontos de duas faces opostas é
sempre 7. Em dois dados na posição indicada na figura, a soma
dos pontos das duas faces de baixo é:

A) 7
B) 10
C) 12
D) 9
E) 14

advise-2010-sesc-se-assistente-tecnico-edificacoes-prova.pdf-html.html

PROCESSO SELETIVO – SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO - SESC (SE) – CARGO: ASSISTENTE TECNICO (EDIFICAÇÕES)

05

17 – Os números x e y são tais que 

10

x

5

 e 

30

y

20

. O

maior valor possível de 

y

x

 é:

A)

6

1

B)

4

1

C)

3

1

D)

2

1

E) 1

18 – Uma criança brinca com o seu pai de pergunta e resposta.
As regras são as seguintes: quem acertar ganha 10 pontos e
quem errar perde 3 pontos. Qual a expressão que representa os
pontos p de x acertos e y erros?

A) p = 3x – 10y
B) p = 3x + 10y
C) p = 10x – 3y
D) p = 10x + 3y
E) p = 13xy

19 – Em uma loja no shopping na capital o plano de vendas de

eletrodomésticos é dado por 

p

5

00

,

100

+

, em que p representa

o valor da prestação do produto comprado em cinco vezes.
Sabendo disso, qual é o valor de cada prestação na venda de
uma TV cujo preço é de R$ 450,00?

A) R$ 70,00
B) R$ 100,00
C) R$ 50,00
D) R$ 80,00
E) R$ 110,00

20 – As duas soluções de uma equação do 2º grau são 

1

 e 

3

1

.

Então a equação é:

A) 3x² – x – 1
B) 3x² + x – 1
C) 3x² + 2x – 1
D) 3x² – 2x – 1
E) 3x² – x + 1

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

21 – O Menu Iniciar do Microsoft Windows XP sofreu mudanças
de layout em relação às versões anteriores. Analise as afirmações
abaixo a respeito do Menu Iniciar e, em seguida, assinale a
alternativa correta:

I. É possível configurar quantos itens poderão ser

apresentados na Lista de Programas Mais Usados;

II. Numa instalação padrão do Windows XP, normalmente são

colocados dois atalhos na Lista de Programas Fixos, um
para o navegador Internet Explorer e outro para o cliente de
correio eletrônico Outlook Express;

III. É possível remover e adicionar atalhos na Lista de

Programas Fixos;

IV. É possível excluir apenas um atalho da Lista de Programas

Mais Usados.

Está(ão) correta(s):

A) apenas a II;
B) I, II e III;
C) II e III;
D) apenas a IV;
E) I, II, III e IV.

22 – Assinale V para as afirmações verdadeiras e F para as
falsas a respeito das Janelas no Windows XP:

(    ) Barra de título é a barra superior que apresenta o nome da

janela, assim como, à direita, os botões Minimizar, Maximizar
e Fechar.

(    ) Barra de ferramentas é o conjunto de menus dispostos

horizontalmente, abaixo da barra de títulos.

(    ) Barra de endereço apresenta o endereço do local cujo

conteúdo está sendo visualizado na janela.

(    ) Na Barra de status podemos digitar um endereço de uma

pasta do seu computador, uma unidade de disco, outro
computador da rede ou até mesmo um site da Internet.

(    ) Podemos alterar a posição da barras de ferramentas, barra

de endereço e da barra de títulos conforme nossa
preferência.

A sequência correta, de cima para baixo, é:

A) V, V, V, F, F
B) V, F, V, V, F
C) V, F, V, F, F
D) V, F, V, F, V
E) F, F, F, V, V

23 – A respeito das principais operações com janelas, analise
as afirmações abaixo:

I. Para mover uma janela, basta clicar em qualquer parte da

mesma e arrastá-la até a posição desejada;

II. Restaurar uma janela é fazê-la redimensionar-se para tomar

todo o espaço possível da tela;

III. Para redimensionar uma janela, basta clicar em uma das

bordas da mesma (o ponteiro do mouse se transformará em
uma seta dupla) e arrastar até a forma desejada;

IV. Para fechar uma janela, basta clicar no botão fechar (X) no

canto superior direito da mesma. Outra maneira de fechar
uma janela é acionando a combinação ALT+F4 no teclado.

advise-2010-sesc-se-assistente-tecnico-edificacoes-prova.pdf-html.html

PROCESSO SELETIVO – SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO - SESC (SE) – CARGO: ASSISTENTE TECNICO (EDIFICAÇÕES)

06

Está(ão) correta(s):

A) I, II e III;
B) II, III e IV;
C) I, III e IV;
D) III e IV;
E) I, II, III e IV.

24 – São aplicativos acessórios do Windows XP:

I. Calculadora;
II. Adobe Reader;
III. Wordpad;
IV. Photoshop;
V. Paint;
VI. Bloco de notas.

Estão incorretas:

A) I, III, V e VI;
B) II, IV e V;
C) II e IV;
D) I, III, e V;
E) II, III e IV.

25 – O programa gerenciador de arquivos do Windows é o:

A) Painel de Controle;
B) Windows Explorer;
C) Desktop;
D) Editor do Registro;
E) Gerenciador de Tarefas.

26 – Uma forma de se adicionar um atalho para um arquivo do
seu computador na Área de Trabalho seria:

A) clicar com o botão direito no arquivo e no menu suspenso

apontar para a opção Enviar para > Área de trabalho;

B) selecionar o arquivo desejado, pressionar a combinação de

teclas CTRL+X e, na Área de Trabalho, pressionar a
combinação de teclas CTRL+V;

C) arrastar o arquivo desejado para a Área de Trabalho;
D) as alternativas “A” e “B” estão corretas;
E) as alternativas “A” e “C” estão corretas.

27 – São formas de renomear um arquivo ou pasta no Windows
XP:

I. Selecionar o arquivo/pasta e dar um clique com o botão

esquerdo do mouse no nome;

II. Clicar com o botão direito do mouse no arquivo/pasta e no

menu suspenso acionar o comando Renomear;

III. Selecionar o arquivo/pasta e pressionar a tecla F2 do teclado.

Está(ão) correta(s):

A) apenas a II;
B) apenas a I;
C) I e II;
D) I e III;
E) I, II e III.

28 – A respeito das operações de Mover e Copiar arquivos/
pastas, analise as afirmativas abaixo e assinale V para as
verdadeiras e F para as falsas.

(    ) Ao arrastar um objeto entre pastas de uma mesma unidade,

o mesmo será movido.

(    ) Ao arrastar um objeto entre pastas de uma mesma unidade

pressionando a tecla SHIFT, o mesmo será copiado.

(    ) Ao arrastar um objeto entre pastas de unidades diferentes,

o mesmo será movido.

(    ) Ao arrastar um objeto entre pastas de unidades diferentes

pressionando a tecla CTRL, o mesmo será copiado.

A sequência correta, de cima para baixo, é:

A) V, V, F, V
B) F, F, V, V
C) V, F, V, F
D) V, F, F, V
E) V, F, V, V

29 – Se copiarmos e colarmos um arquivo na mesma pasta de
origem:

A) será exibida uma mensagem de erro porque não é possível

ter dois arquivos com o mesmo nome na mesma pasta;

B) nada acontece, porque não se poder criar uma cópia do

arquivo na mesma pasta;

C) será solicitado um novo nome para a cópia do arquivo, pois

não é possível ter dois arquivos com o mesmo nome na
mesma pasta;

D) será adicionado o termo “Cópia de” no início do nome da

cópia do arquivo;

E) será adicionado o termo “(2)” no final do nome da cópia do

arquivo.

30 – Associe as combinações de teclas abaixo com suas
respectivas funções e, em seguida, assinale a alternativa correta:

1.

ÿ+ E

2.

ÿ+ F

3.

ÿ+ R

4.

ÿ+ M

(    ) Abrir o comando Executar.
(    ) Abrir o Windows Explorer.
(    ) Minimizar todas as janelas.
(    ) Abrir a Ferramenta Pesquisar.

A sequência correta, de cima para baixo, é:

A) 1, 3, 2, 4
B) 3, 4, 1, 2
C) 1, 4, 2, 3
D) 1, 2, 4, 3
E) 3, 1, 4, 2

31 – Em AutoCAD se uma linha tracejada aparecer contínua no
desenho é necessário usar o comando __________  para mudar
a escala (o espaçamento) da linha. A opção que preenche
corretamente a lacuna é:

advise-2010-sesc-se-assistente-tecnico-edificacoes-prova.pdf-html.html

PROCESSO SELETIVO – SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO - SESC (SE) – CARGO: ASSISTENTE TECNICO (EDIFICAÇÕES)

07

A) SCALE
B) LINESCALE
C) LINETYPE
D) LSCALE
E) LTSCALE

32 – Assinale a alternativa que contém a associação correta
entre o comando do AutoCAD e sua definição.

A) DIST: Traça objeto paralelo a outro dado como referência.
B) FENCE: Seleciona objetos através de uma linha. Todos os

objetos que a interceptam são selecionados.

C) TRIM: Apara objeto utilizando como limite de corte um objeto

selecionado.

D) FILLET: Intercepta dois objetos simultaneamente estendendo

ou aparando.

E) OFFSET: Mostra a medida entre dois pontos escolhidos.

33 – Em topografia, AZIMUTE significa:

A) Ângulo formado entre a meridiana de origem que contém os

Pólos, magnéticos ou geográficos, e a direção considerada.

B) Maior ângulo formado pela meridiana que materializa o

alinhamento Norte Sul e a direção considerada.

C) Ângulo formado entre a meridiana que materializa o

alinhamento Norte Sul, magnéticos ou geográficos, e a direção
considerada.

D) Maior ângulo formado pela meridiana que materializa o

alinhamento Leste Oeste e a direção considerada.

E) Menor ângulo formado pela meridiana que materializa o

alinhamento Norte Sul e a direção considerada.

Para responder as questões 34, 35 e 36 considere o carregamento
representado na Figura 01.

 

15 kN.m 

2,00 m 

3,00 m 

25 kN/m 

Figura 01 

34 – As reações de apoio em A e C são, respectivamente:

A) 0 e 25,00 kN.
B) 25,50 kN e 49,50 kN.
C) 37,50 kN e 37,50 kN.
D) 0 e 75,00 kN.
E) 19,50 kN e 55,50 kN.

35 – O momento fletor logo à direita do ponto B é:

A) 15,00 kN.m.
B) 51,00 kN.m.
C) 49,00 kN.m.
D) 36,00 kN.m.
E) 
75,00 kN.m.

36 – O esforço cortante máximo, em módulo, vale:

A) 25,50 kN.
B) 49,50 kN.
C) 36,00 kN.
D) 75,00 kN.
E) 15,00 kN.

37 – Com relação às características físicas do solo considere as
afirmativas abaixo.

I. Densidade do solo é a relação entre a quantidade de massa

de solo seco por unidade de volume do solo.

II. Porosidade do solo é a proporção entre o volume de poros

e o volume total de um solo.

III. A Porosidade do solo é proporcional a sua densidade.

Está correto o que se afirma em:

A) I, II e III.
B) II e III, apenas.
C) I e II, apenas.
D) I e III, apenas.
E) Nenhuma.

38 – A respeito de fundações, assinale a alternativa que
apresenta apenas fundações diretas:

A) Tubulão, Estaca Raiz, Estaca Frank.
B) Radier, Sapata corrida, Sapata associada.
C) Estaca de madeira, Estaca Frank, Estaca de Aço.
D) Sapata corrida, Tubulão, Estaca Strauss.
E) Estaca de Aço, Tubulão, Estaca Frank.

39 – Segundo a NR 08, os andares acima do solo devem dispor
de guarda-corpo de proteção contra quedas, de acordo com
alguns requisitos. Assinale a alternativa abaixo que apresenta
um desses requisitos.

A) Ter altura de 0,50m (cinquenta centímetros), no mínimo, a

contar do nível do pavimento.

B) Quando for vazado, os vãos do guarda-corpo devem ter,

pelo menos, uma das dimensões igual ou inferior a 0,20m
(vinte centímetros).

C) Ser de material rígido e capaz de resistir ao esforço horizontal

de 80kgf/m2 (oitenta quilogramas-força por metro quadrado
aplicado no seu ponto mais desfavorável.

D) As aberturas nos pisos e nas paredes devem ser protegidas

de forma que impeçam a queda de pessoas ou  objetos.

E) Os pisos dos locais de trabalho não devem apresentar

saliências nem depressões.

40 – A faixa horizontal (muro ou grade) que emoldura a parte
superior de um edifício e que tem a função de esconder o telhado
denomina-se:

A) Platibanda
B) Rufo
C) Algeroz
D) Água furtada
E) Cumeeira