Prova Concurso - Engenharia - 2011-TRE-AP-ANALISTA-JUDICIARIO-ENGENHARIA-CIVIL - FCC - TRE - 2011

Prova - Engenharia - 2011-TRE-AP-ANALISTA-JUDICIARIO-ENGENHARIA-CIVIL - FCC - TRE - 2011

Detalhes

Profissão: Engenharia
Cargo: 2011-TRE-AP-ANALISTA-JUDICIARIO-ENGENHARIA-CIVIL
Órgão: TRE
Banca: FCC
Ano: 2011
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

ENGENHEIRO-NUCLEARAMAZUL2018
ENGENHEIRO-AREA-MECANICAUFPA2018
ENGENHEIRO-ENGENHARIA-MECANICAUFPA2018

Gabarito

fcc-2011-tre-ap-analista-judiciario-engenharia-civil-gabarito.pdf-html.html

Tribunal Regional Eleitoral do Amapá 

 

Gabarito Preliminar 

 
 

C. Básicos/C. Espec./Redação 
Cargo ou opção D04 - AN JUD - ÁREA APOIO ESP - ESP ENGENHARIA CIVIL 
Tipo gabarito 1  

 

001 - E 
002 - E 
003 - B 
004 - A 
005 - D 
006 - D 
007 - C 
008 - C 
009 - A 
010 - B 

 

011 - B 
012 - B 
013 - C 
014 - D 
015 - E 
016 - C 
017 - D 
018 - A 
019 - B 
020 - E 

 

021 - A 
022 - E 
023 - C 
024 - D 
025 - E 
026 - A 
027 - B 
028 - C 
029 - D 
030 - C 

 

031 - D 
032 - C 
033 - B 
034 - A 
035 - E 
036 - B 
037 - A 
038 - D 
039 - C 
040 - E 

 

041 - B 
042 - A 
043 - B 
044 - E 
045 - A 
046 - D 
047 - C 
048 - B 
049 - E 
050 - D 

 

051 - C 
052 - B 
053 - D 
054 - E 
055 - A 
056 - D 
057 - B 
058 - A 
059 - E 
060 - C 

 

Prova

fcc-2011-tre-ap-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

N do Caderno

o

N de Inscrição

o

ASSINATURA DO CANDIDATO

N do Documento

o

Nome do Candidato

Concurso Público para provimento de cargos de

Conhecimentos Básicos
Conhecimentos Específicos
Discursiva - Redação

P R O V A

INSTRUÇÕES

VOCÊ DEVE

ATENÇÃO

- Verifique se este caderno:

- corresponde a sua opção de cargo.

- contém 60 questões, numeradas de 1 a 60.

- contém a proposta e o espaço para o rascunho da redação.

Caso contrário, reclame ao fiscal da sala um outro caderno.

Não serão aceitas reclamações posteriores.

- Para cada questão existe apenas UMA resposta certa.

- Você deve ler cuidadosamente cada uma das questões e escolher a resposta certa.

- Essa resposta deve ser marcada na FOLHA DE RESPOSTAS que você recebeu.

- Procurar, na FOLHA DE RESPOSTAS, o número da questão que você está respondendo.

- Verificar no caderno de prova qual a letra (A,B,C,D,E) da resposta que você escolheu.

- Marcar essa letra na FOLHA DE RESPOSTAS, conforme o exemplo:

- Ler o que se pede na Prova Discursiva- Redação e utilizar, se necessário, o espaço para rascunho.

- Marque as respostas primeiro a lápis e depois cubra com caneta esferográfica de tinta preta.

- Marque apenas uma letra para cada questão, mais de uma letra assinalada implicará anulação dessa questão.

- Responda a todas as questões.

- Não será permitida qualquer espécie de consulta, nem o uso de máquina calculadora.

- Você deverá transcrever a redação, a tinta, na folha apropriada. Os rascunhos não serão considerados em

nenhuma hipótese.

- Você terá 4 horas para responder a todas as questões, preencher a Folha de Respostas e fazer a Prova Discursiva-

Redação (rascunho e transcrição).

- Ao término da prova devolva este caderno de prova ao aplicador, juntamente com sua Folha de Respostas e a folha

de transcrição da Prova Discursiva- Redação.

- Proibida a divulgação ou impressão parcial ou total da presente prova. Direitos Reservados.

A

C D E

Junho/2011

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO AMAPÁ

Analista Judiciário - Área Apoio Especializado

Especialidade Engenharia Civil

Caderno de Prova ’D04’, Tipo 001

MODELO

0000000000000000

MODELO1

00001−0001−0001

fcc-2011-tre-ap-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREAP-Conhecimentos-Básicos

1

 

 

CONHECIMENTOS BÁSICOS 

 

Português 

 

Atenção:   Para responder às questões de números 1 a 8, con-

sidere o texto abaixo. 

 
  1 

 

 

 

  5 

 

 

 

 

10 

 

 

 

 

15 

 

 

 

 

20 

 

 

 

 

25 

 

 

 

 

30 

 

 

 

 

35 

 

 

 

 

40 

 

 

 

 

45 

 

 

As indústrias culturais, e mais especificamente a do 

cinema, criaram uma nova figura, “mágica”, absoluta-

mente moderna: a estrela. Depressa ela desempenhou 

um papel importante no sucesso de massa que o cinema 

alcançou. E isso continua. Mas o sistema, por muito 

tempo restrito apenas à tela grande, estendeu-se 

progressivamente, com o desenvolvimento das indústrias 

culturais,

 

a outros domínios, ligados primeiro aos setores 

do espetáculo, da televisão, do show business. Mas 

alguns sinais já demonstravam que o sistema estava 

prestes a se espalhar e a invadir todos os domínios: 

imagens como as de Gandhi ou Che Guevara, indo de 

fotos a pôsteres, no mundo inteiro, anunciavam a plane-

tarização de um sistema que o capitalismo de hipercon-

sumo hoje vê triunfar. 

O que caracteriza o star-system  em uma era hiper-

moderna é, de fato, sua expansão para todos os do-

mínios. Em todo o domínio da cultura, na política, na 

religião, na ciência, na arte, na imprensa, na literatura, na 

filosofia, até na cozinha, tem-se uma economia do 

estrelato, um mercado do nome e do renome. A própria 

literatura consagra escritores no mercado internacional, 

os quais negociam seus direitos por intermédio de 

agentes, segundo o sistema que prevalece nas indústrias 

do espetáculo. Todas as áreas da cultura valem-se de 

paradas de sucesso (hit-parades),  dos mais vendidos 

(best-sellers), de prêmios e listas dos mais populares, 

assim como de recordes de venda, de frequência e de 

audiência destes últimos. 

A extensão do star-system não se dá sem uma forma 

de banalização ou mesmo de degradação 

 da figura pura 

da estrela, trazendo consigo uma imagem de eternidade, 

chega-se à vedete do momento, à figura fugidia da 

celebridade do dia; do ícone único e insubstituível, passa-

se a uma comunidade  internacional de pessoas conheci-

das, “celebrizadas”, das quais revistas especializadas di-

vulgam as fotos, contam os segredos, perseguem a in-

timidade. Da glória, própria dos homens ilustres da 

Antiguidade e que era como o horizonte resplandecente 

da grande cultura clássica, passou-se às estrelas 

 forma 

ainda heroicizada pela sublimação de que eram portado-

ras 

 , depois, com a rapidez de duas ou três décadas de 

hipermodernidade, às pessoas célebres, às personalida-

des conhecidas, às “pessoas”. Deslocamento progressivo 

que não é mais que o sinal de um novo triunfo da forma-

moda, conseguindo tornar efêmeras e consumíveis as 

próprias estrelas da notoriedade. 

(Adap. de Gilles Lipovetsky e Jean Serroy. Uma cultura de 
celebridades: a universalização do estrelato. In A cultura – 
mundo
: resposta a uma sociedade desorientada. Trad: 
Maria Lúcia Machado. São Paulo: Companhia das Letras, 
2011, p.81 a 83) 

1. 

No texto, os autores 
 
(A)  tecem elogios às indústrias culturais, assinalando 

como positivo o desempenho delas na constituição 
de sociedades modernas. 

 

(B)  advogam o reconhecimento do papel exclusivo do ci-

nema na criação e disseminação da figura da es-
trela. 

 

(C)  atribuem às estrelas do cinema a massificação des-

sa arte, em um sistema que permanece unicamen- 
te por força da atuação das atrizes de alta catego-
ria. 

 

(D)  condenam a expansão do sistema que equivocada-

mente se constituiu no passado em torno da figura 
da estrela, porque ele tornou obrigatória a figura 
intermediária do agente. 

 

(E)  apontam a hipermodernidade como era que adota, de 

modo generalizante, práticas que na modernidade 
mais se associavam às indústrias do espetáculo. 

_________________________________________________________ 

 

2. 

Os autores referem-se a Gandhi ou Che Guevara com o 
objetivo de 
 
(A)  insinuar que, na modernidade, a imagem indepen- 

de do valor que efetivamente um homem represen-
ta. 

 

(B)  recriminar, em aparte irrelevante para a argumen-

tação principal, a falta de critério na exposição da 
figura de um líder, que acarreta o uso corriqueiro de 
sua imagem 

 numa foto ou pôster. 

 

(C)  comprovar que o sistema associado à figura da 

estrela estava ligado aos setores do espetáculo, da 
televisão, do show business

 

(D)  conferir dignidade à indústria cultural, demonstrando 

que essa indústria tem também a função de dar 
visibilidade à imagem de grandes líderes. 

 

(E)  demonstrar, por meio de particularização, que antes 

da era hipermoderna já havia sinais de que o star-
system
 invadiria todos os domínios. 

_________________________________________________________ 

 

3. 

Mas o sistema, por muito tempo restrito apenas à tela 

grande, estendeu-se progressivamente, com o desenvol-

vimento das indústrias culturais,

 

a outros domínios, liga-

dos primeiro aos setores do espetáculo, da televisão, do 

show business. 

 

 

Na frase acima, o segmento destacado equivale a: 
 
(A)  por conta de ter ficado muito tempo restrito. 
 

(B)  ainda que tenha ficado muito tempo restrito. 
 

(C)

 

em vez de ter ficado muito tempo restrito. 

 

(D)  ficando há muito tempo restrito. 
 

(E)  conforme tendo ficado muito tempo restrito. 

Caderno de Prova ’D04’, Tipo 001

fcc-2011-tre-ap-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREAP-Conhecimentos-Básicos

1

 

4. 

A extensão do star-system não se dá sem uma forma de 

banalização ou mesmo de degradação 

 da figura pura da 

estrela, trazendo consigo uma imagem de eternidade, 

chega-se à vedete do momento, à figura fugidia da cele-

bridade do dia; do ícone único e insubstituível, passa-se a 

uma comunidade internacional de pessoas conhecidas, 

“celebrizadas”, das quais revistas especializadas divulgam 

as fotos, contam os segredos, perseguem a intimidade. 

 
Considerado o fragmento acima, em seu contexto, é 
correto afirmar: 
 
(A) A 

expressão 

ou mesmo indica que os autores atri-

buem à palavra degradação  um sentido de rebai-
xamento mais intenso do que atribuem à palavra 
banalização. 

 
(B)  A substituição de não se dá sem uma forma de 

banalização  por “procede de um tipo de atitude 
trivial” mantém o sentido original. 

 
(C) A 

forma 

trazendo  expressa, na frase, sentido de 

condicionalidade, equivalendo a “se trouxer”. 

 
(D)  O contexto exige que se compreendam os segmen-

tos  da figura pura da estrela e  do ícone único e 
insubstituível 
como expressões de sentidos opostos. 

 
(E)  A substituição de das quais por “cujas” mantém a 

correção e o sentido originais.  

_________________________________________________________ 

 

5. 

Da glória, própria dos homens ilustres da Antiguidade e 

que era como o horizonte resplandecente da grande 

cultura clássica, passou-se às estrelas 

 forma  ainda 

heroicizada pela sublimação de que eram portadoras 

 , 

depois, com a rapidez de duas ou três décadas de 

hipermodernidade, às pessoas célebres, às personalida-

des conhecidas, às “pessoas”. Deslocamento progressivo 

que não é mais que o sinal de um novo triunfo da forma-

moda, conseguindo tornar efêmeras e consumíveis as 

próprias estrelas da notoriedade. 

 
Levando em conta o acima transcrito, em seu contexto, 
assinale a afirmação correta. 
 
(A)  No segmento que se encontra entre vírgulas, imedia-

tamente depois de Da glória, somente uma das 
declarações destina-se a caracterizar “glória”. 

 
(B)  É legítimo entender-se do fragmento: as estrelas 

ostentavam, e pelas mesmas razões, a aura de he-
roísmo que representava a glória dos homens ilus-
tres da Antiguidade. 

 
(C)  No segmento que descreve a segunda parte do 

processo de deslocamento, introduzida por depois, a 
expressão que está subentendida é Da glória. 

 
(D) As 

aspas, 

em 

“pessoas”, chamam a atenção para o 

particular sentido em que a palavra foi usada: como 
sinônimo das duas expressões imediatamente an-
teriores. 

 
(E) A 

forma 

efêmeras e consumíveis obtém sua força 

expressiva pela repetição de uma mesma ideia, re-
petição que se dá sem acréscimo de traço de sen-
tido. 

6. 

Em certas passagens do primeiro parágrafo, os autores 
referem-se a certas ações pretéritas que consideravam 
contínuas. A forma verbal que demonstra essa atitude é 

 
(A)  (linha   2) criaram. 
(B)  (linha   5) alcançou
(C)  (linha   5) continua. 
(D) (linha 

13) 

anunciavam. 

(E) (linha 

15) 

vê triunfar. 

_________________________________________________________ 

 

7. 

Considere as afirmações que seguem. 

 

 

I

. A 

sequência na política, na religião, na ciência, na 

arte, na imprensa, na literatura, na filosofia, até na 
cozinha  
constitui elenco de profissões que tiveram 
de se associar ao domínio da cultura para atingir a 
economia do estrelato. 

 

 

II

. Em 

A própria literatura consagra escritores no mer-

cado internacional, os quais negociam seus direi-
tos por intermédio de agentes, segundo o sistema 
que prevalece nas indústrias do espetáculo, 

expressão em destaque foi obrigatoriamente em-
pregada para evitar a ambiguidade que ocorreria 
se, em seu lugar, fosse usado o pronome “que”. 

 

 

III

. Em 

A própria literatura consagra escritores no mer-

cado internacional, os quais negociam seus direitos 
por intermédio de agentes, segundo o sistema que 
prevalece
 nas indústrias do espetáculo,
 o seg-
mento destacado poderia ser substituído por “pre-
valecente”, sem prejuízo do sentido e da correção 
originais. 

 
O texto legitima 

 
(A) 

I

, somente. 

(B) 

II

, somente. 

(C) 

III

, somente. 

(D) 

I

 e 

III

, somente. 

(E) 

I

II

 e 

III

_________________________________________________________ 

 

8. 

...imagens como as de Gandhi ou Che Guevara, indo de 
fotos a pôsteres, no mundo inteiro, anunciavam a pla-
netarização de um sistema que o capitalismo de hiper-
consumo hoje vê triunfar.
 
 
Outra redação, clara e correta, para o segmento acima é: 

 
(A)  ...no mundo inteiro, Gandhi ou Che Guevara em ima-

gens de fotos ou pôsteres, anunciavam a plane-
tarização do sistema que hoje se vê triunfar segundo 
o capitalismo de hiperconsumo. 

 
(B) ...tanto 

Gandhi e também Che Guevara, com ima-

gens indo de fotos a pôsteres no mundo inteiro 
anunciavam aquilo que o capitalismo de hipercon-
sumo chama planetarização de um sistema. 

 
(C)  ...indo de fotos a pôsteres, no mundo inteiro, ima-

gens tais como a de Gandhi ou Che Guevara anun-
ciavam que havia se planetarizado o sistema que o 
capitalismo de hiperconsumo, hoje, vê triunfar. 

 
(D)  ...planetarizou-se o sistema 

 aquele que o capitalis-

mo de consumo hoje vê o triunfo 

 o que foi anun-

ciado com as imagens de Gandhi e Che Guevara 
indo pelo mundo com fotos a pôsteres. 

 
(E)  ...um sistema que o capitalismo de hiperconsumo 

hoje vê seu triunfo teve anunciado sua planetariza-
ção por Gandhi ou também Che Guevara, com sua 
ida pelo mundo, por fotos e pôsteres. 

Caderno de Prova ’D04’, Tipo 001

fcc-2011-tre-ap-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREAP-Conhecimentos-Básicos

1

 

9. 

Está correta a seguinte frase: 

 
(A)  Ainda que os méritos pela execução do projeto não 

coubessem àquele engenheiro, foram-lhe logo atri-
buídos, mas ele, com humildade, não hesitou em 
recusá-los. 

 
(B)  Parecia haver muitas razões para que seus estudos 

de metereologia não convencesse, mas a mais 
excêntrica era inventar pretextos inverossímeis para 
seus erros. 

 
(C)  Devem fazer mais de seis meses que ele não cons-

troe nenhuma maquete, talvez por estresse; por 
isso, muitos são a favor de que lhe seja concedido 
as férias acumuladas. 

 
(D)  Ele é especialista em vegetais euros-siberianos, mo-

tivo das suas análizes serem feitas em extensa faixa 
da Europa e dele viajar tão à vontade. 

 
(E)  Ao que me disseram, tratam-se de questões total-

mente irrelevante para o pesquisador, mas, mesmo 
assim, jornalistas tentam assessorá-lo na divulgação 
delas. 

_________________________________________________________ 

 

10.  A alternativa que apresenta frase correta é: 

 
(A) 

 Senhor Ministro, peço sua licença para advertir 

que Vossa Excelência se equivocais no julgamento 
dessa lei tão polêmica. 

 
(B)  Seus companheiros, até os recém-contratados, não 

lhe atribuem nenhum deslize e creem que esse é 
mais um injusto empecilho entre tantos com que ele 
já se defrontou. 

 
(C)  Se eles não satisfazerem todas as exigências, não 

se têm como contratá-los sem enveredar pelo ca-
minho da irregularidade. 

 
(D)  O traumático episódio gerou grande ansiedade, exci-

tação desmedida que lhe fez xingar e investir contra 
a pessoa mais cumpridora com seus deveres. 

 
(E)  Caso ele venha a se opor, será uma compulsão a 

que ninguém deve compartilhar, sob perigo de todos 
os envolvidos se virem em situação de risco na 
empresa. 

_________________________________________________________ 

 

Regimento Interno do Tribunal 

Regional Eleitoral do Amapá 

 

11.  Em matéria de distribuição dos processos, os feitos serão 

registrados mediante numeração contínua, em cada uma 
das classes previstas no Regimento Interno, entre outras, 
o Recurso Eleitoral (RE), código 30. Nesse caso, é certo 
que  

 
(A)  o agravo de instrumento não poderá ser autuado  

com a indicação do feito no qual foi interposto, sen-
do facultado seu apensamento a este quando devol-
vido pela Instância superior. 

 
(B)  o registro na respectiva classe processual terá como 

parâmetro a classe eventualmente indicada pela par-
te no recurso, não cabendo sua alteração pela Se-
cretaria Judiciária. 

 
(C)  caberá ao Relator solucionar as dúvidas que surgi-

rem na classificação do feito e o Vice-Presidente do 
Tribunal fará o controle do andamento e das deci-
sões do feito mediante sistema eletrônico. 

 
(D)  os recursos e pedidos incidentes ou acessórios po-

derão ser juntados aos autos principais, mediante 
termo genérico, porém alterando-se a classe e a nu-
meração do feito. 

 
(E)  se o processo for de competência da Corregedoria 

Regional Eleitoral e que deva ser apreciado pelo 
Tribunal será registrado em outra classe processual 
e distribuído pela Secretaria Judiciária ao respectivo 
Relator. 

12.  No que se refere aos recursos de decisão do Presidente e 

do Relator, é correto afirmar que 

 

(A)  é vedado à parte prejudicada por tais despachos 

requerer que se apresentem os autos em mesa para 
que a decisão seja alterada ou confirmada. 

 
(B)  o prazo para a interposição desses recursos será de 

3 (três) dias, contados da publicação ou da intima-
ção do despacho. 

 
(C)  esse recurso regimental, por sua natureza, é sempre 

administrativo  e sem quaisquer restrições. 

 
(D)  as partes e o Ministério Público disporão de 10 (dez) 

minutos, improrrogáveis, para fins de sustentação oral. 

 
(E)  se apresentada a petição, e for confirmado o despa-

cho recorrido, o Relator não poderá tomar parte do 
julgamento na sessão oportuna. 

_________________________________________________________ 

 

13.  Com relação às competências, analise: 

 
 

I

.  Convocação à sua presença do Juiz Eleitoral da 

Zona que deva pessoalmente prestar informações 
de interesse para a Justiça Eleitoral, ou indispensá-
veis à solução do caso concreto. 

 

 

II

.  Propor ao Tribunal o arquivamento do processo da 

originária competência deste, se a resposta ou de-
fesa prévia do acusado, nos casos em que for admi-
tida, convencer da improcedência da acusação. 

 

 

III

.  Presidir a Comissão Apuradora do Tribunal. 

 

 

IV

.  Defender a jurisdição do Tribunal. 

 

São atribuições, respectivamente, do  

 

(A)  Presidente, Procurador-Regional, Corregedor-Regio-

nal Eleitoral e Relator. 

 
(B)  Corregedor-Regional Eleitoral, Procurador-Regional, 

Presidente e Relator. 

 
(C)  Corregedor-Regional Eleitoral, Relator, Vice-Presi-

dente e Procurador-Regional. 

 
(D)  Presidente, Relator, Vice-Presidente e Revisor. 

 
(E)  Relator, Revisor, Presidente e Corregedor-Regional 

Eleitoral. 

_________________________________________________________ 

 

14.  No que tange aos recursos em geral é INCORRETO afir-

mar que  

 

(A)  os recursos serão distribuídos a um Relator, em 

24 (vinte e quatro) horas, pela ordem rigorosa de 
antiguidade dos respectivos membros, esta última 
exigência, sob pena de nulidade de qualquer ato ou 
decisão do relator ou Tribunal. 

 
(B)  os recursos parciais, dentre os quais não se incluem 

os que versarem matéria referente ao registro de 
candidatos, interpostos para o Tribunal, serão julga-
dos à medida que derem entrada na Secretaria. 

 
(C)  os recursos administrativos serão interpostos no 

prazo de 10 (dez) dias e processados na forma dos 
recursos eleitorais, funcionando como Relator o Vice 
Presidente, ficando o Presidente sem direito a voto. 

 
(D)  o Relator devolverá os autos à Secretaria no prazo 

de 10 (dez) dias para, nas 24 (vinte e quatro) horas 
seguintes, ser encaminhado ao Revisor e após 
incluído na pauta de julgamento. 

 
(E)  dos atos, resoluções, ou decisões dos membros do 

Tribunal e dos Juízes ou Juntas Eleitorais, caberá 
recurso para o Tribunal e, sempre que a lei não fixar 
prazo especial, o recurso deverá ser interposto em 
03 (três) dias da publicação do ato, resolução ou de-
cisão. 

Caderno de Prova ’D04’, Tipo 001

fcc-2011-tre-ap-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREAP-Conhecimentos-Básicos

1

 

15.  Dentre as atribuições da Corregedoria Regional Eleitoral, consta a de  

 

(A)  conhecer, em grau de recurso, das decisões administrativas da Secretaria e impor aos funcionários desta penas de 

suspensão. 

 
(B)  assistir às sessões, de qualquer natureza, do Tribunal, tomando parte nas discussões, assinando suas resoluções e 

acórdãos. 

 
(C)  representar ao Tribunal sobre a fiel observância das leis eleitorais e sua aplicação uniforme em toda a Circunscrição. 
 
(D)  levar os processos judiciais e administrativos à mesa para julgamento de incidentes por ela ou pelas partes suscitadas. 
 
(E)  investigar se há crimes eleitorais a reprimir e se as denúncias já oferecidas têm curso normal. 

 
 

Noções de Informática 

 

16.  O mesmo modo de exibição (Listas, Lado a lado, Detalhes, etc) que está sendo apresentado na pasta atual, pode ser aplicado a 

todas as pastas do Windows XP, na janela Meu computador, clicando-se com o mouse em 

 

(A)  Tarefas do sistema 

 Modo de exibição. 

(B) menu 

Arquivo 

 Opções de pastas 

 Modo de exibição. 

(C) menu 

Ferramentas 

 Opções de pastas 

 Modo de exibição.  

(D) menu 

Ferramentas 

 Mapear opções de pasta 

 Modo de exibição. 

(E)  Tarefas do sistema 

 Mapear opções de pasta 

 Modo de exibição. 

 
 

17.  Em relação ao BrOffice.org 3.1, considere: 

 
 

I

.  Em um arquivo aberto no Writer quando o cursor está em qualquer linha de qualquer parágrafo, ao se pressionar a tecla 

Home ele irá se posicionar no início do texto. 

 

 

II

.  Em uma planilha do Calc, se a célula E8, que contém a fórmula =($D$2+SOMA(C3:C7))/$D$1, for copiada para a célula 

F9, através de Ctrl+C e Ctrl+V, a célula F9 conterá a fórmula =($D$2+SOMA(D4:D8))/$D$1. 

 

 

III

. No 

Writer as ações das teclas F7, Ctrl+F12 e Ctrl+F4 correspondem, respectivamente, verificar ortografia, inserir tabela e 

fechar documento. 

 

 

IV

.  No Calc a fórmula =SOMA(A1:B2;B4) irá executar a soma de A1, B2 e B4. 

 

Está correto o que se afirma, SOMENTE em 

 

(A) 

I

 e 

II

(B) 

I

II

 e 

IV

(C) 

I

III

 e 

IV

(D) 

II

 e 

III

.  

(E) 

II

III

 e 

IV

 
 

18. No 

Internet Explorer 8 o internauta pode navegar por: 

 

(A)  guias, janelas, guias duplicadas e sessões. 
(B)  janelas, guias e guias duplicadas, somente. 
(C)  janelas e sessões, somente.  
(D)  janelas e janelas duplicadas, somente. 
(E)  guias, guias duplicadas e sessões, somente. 

 
 

19.  Para se criar uma nova mensagem no Thunderbird 2, basta clicar no ícone da barra de ferramentas Nova MSG, ou clicar no 

menu 

 

(A) Editar 

 Nova mensagem. 

(B) Arquivo 

 Novo 

Mensagem. 

(C) Mensagem 

 Editar como nova. 

(D) Exibir 

 Opções de nova mensagem. 

(E) Ferramentas 

 Editar 

 Mensagem. 

 
 

20.  Em termos de componentes básicos do computador, é um elemento que, no final das contas, funciona como uma mesa de 

trabalho que a todo o momento tem seu conteúdo alterado e, até mesmo, descartado quando ela não está energizada:  

 

(A) Placa 

mãe. 

(B) Processador. 
(C) HD. 
(D)  Placa de vídeo. 
(E) Memória 

RAM. 

Caderno de Prova ’D04’, Tipo 001

fcc-2011-tre-ap-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREAP-Anal.Jud.-Eng. Civil-D04

 

 

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 

 

21.  Considere a figura abaixo. 

 

      

6m

2m

A

S

B

1 t/m

 

 

Se a viga simplesmente apoiada da figura está submetida a uma carga uniformemente distribuída de 1t/m, então o momento 
fletor na seção S, medido em t . m, é igual a 

 

(A) 4,0. 

 
(B) 3,5. 

 
(C) 3,0. 

 
(D) 2,5. 

 
(E) 2,0. 

 

 
22.  Para a execução dos serviços de fôrma (corte e montagem) foram contratados um carpinteiro a R$ 10,00/h e um ajudante a 

R$ 5,00/h. Cada um tem produtividade de 0,10 h/m

2

 de fôrma trabalhada e os encargos sociais são de 100%. Neste contexto, o 

custo total de mão de obra e encargos para a execução de 1.000 m

2

de fôrma é de 

 

(A) R$ 

2.200,00. 

 
(B) R$ 

1.500,00. 

 
(C) R$ 

2.500,00. 

 
(D) R$ 

1.200,00. 

 
(E) R$ 

3.000,00. 

 

 
23.  A preparação da cabeça das estacas para sua perfeita ligação com os elementos estruturais da fundação, executada durante a etapa 

de fundação da obra, recebe o nome de 

 

(A) nivelamento. 

 
(B) integração. 

 
(C) arrasamento. 

 
(D) incorporação. 

 
(E) balanceamento. 

 

 
24. Considere: 

 
 

I

.  Proteger os elementos de vedação da edificação contra a ação direta dos agentes agressivos. 

 

 

II

.  Auxiliar as vedações no cumprimento das suas funções de isolamento térmico e isolamento acústico, estanqueidade à 

água e aos gases. 

 

 

III

.  Regularizar a superfície dos elementos de vedação, servindo de base regular para outro revestimento ou constituir-se no 

acabamento final. 

 

 

IV

.  Contribuir para a estética de vedações e fachadas. 

 

 

V

.  Dissimular imperfeições grosseiras da base assim como desaprumo e desalinho advindas da falta de cuidado na 

execução de estruturas ou paredes. 

 

Quanto às funções que o revestimento de argamassa deve cumprir na alvenaria, está correto o que consta SOMENTE em 

 

(A) 

I

 e 

V

 
(B) 

I

II

 e 

IV

 
(C) 

II

III

 e 

V

 
(D) 

I

II

III

 e 

IV

 
(E) 

I

II

III

IV

 e 

V

Caderno de Prova ’D04’, Tipo 001

fcc-2011-tre-ap-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREAP-Anal.Jud.-Eng. Civil-D04

 

25.  Considere a figura abaixo. 

 

1

3

2

 

 
Uma cobertura é formada por superfícies planas inclinadas para um perfeito escoamento das águas de chuvas, onde o encontro 
destas superfícies recebe denominações específicas. Considerando um telhado de quatro águas, as indicações numeradas por 
1, 2 e 3, respectivamente, referem-se a: 

 
(A)  cumeeira, rincão e espigão. 

 
(B)  espigão, rincão e cumeeira. 

 
(C)  rincão, espigão e água. 

 
(D)  água, rincão e espigão. 

 
(E)  cumeeira, espigão e água. 

 

 
26.  Para verificar a uniformidade da consistência do concreto entre uma remessa e outra, na obra, é realizado o ensaio de de-

terminação da consistência 

 
(A)  pelo abatimento do tronco de cone. 

 
(B)  pelo método pressométrico. 

 
(C)  pelo método gravimétrico. 

 
(D)  por meio de resistência à penetração. 

 
(E) por 

esclerometria. 

 

 
27.  Considere a tabela sobre o cronograma físico da obra. 

 

Mês 

1 2 3 4 5 

Atividade 

Unidade 

de serviço 

Quantidade 

A1 20 

50 

30 

 

 

m

3

 

2.000 

A2  

10 

30 

60 

 

kg 

1.500 

A3 

  10 20 50 20 

m

2

 

1.000 

A4 

 

 

30 

40 

30 

            m 

  600 

 

Da análise da tabela verifica-se que a atividade A3 foi realizada nos meses 2 e 3, conforme previsto. Da mesma forma, essa mesma 

atividade, no mês 4, atingiu apenas 50% do previsto. Para que o serviço seja concluído no mês 5, a empresa terá que executar desta 
atividade a quantidade de 

 
(A) 550 

m

2

 
(B) 450 

m

2

 
(C) 400 

m

2

 
(D) 350 

m

2

 
(E) 200 

m

2

 

 
28.  Analise as afirmações abaixo sobre o aço para concreto armado. 

 
(A)  O aço CA 50 tem limite de escoamento mínimo de 50 kgf/cm

2

, podendo fazer com que o aço apresente saliências na sua 

superfície ou mesmo uma superfície lisa. 

 
(B)  Barras de aço para concreto armado possuem diâmetro igual ou superior a 10 mm, e só podem ser obtidas por processo 

de trefilação. 

 
(C)  As barras são produzidas por laminação a quente com diâmetro nominal igual ou superior a 5 mm, típico dos aços CA 25 e 

CA 50, diferentemente dos fios que são produzidos por trefilação ou laminação a frio e têm diâmetro nominal inferior a
10 mm, típico do aço CA 60. 

 
(D)  A massa linear representa, de forma geral, a massa nominal que uma barra ou fio possui, estando, portanto, relacionada 

ao comprimento e tensão de ruptura do material. 

 
(E)  Os principais elementos de classificação das barras e fios de aço, definidas em norma, são: massa específica, diâmetro 

nominal e nervuras. 

Caderno de Prova ’D04’, Tipo 001

fcc-2011-tre-ap-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREAP-Anal.Jud.-Eng. Civil-D04

 

29.  Analise as proposições acerca do sistema de impermeabilização. 

 
 

I

.  O sistema de impermeabilização flexível apresenta baixa capacidade de absorver deformações da base. 

 
 

II

.  Os cimentos poliméricos e cristalizantes são sistemas de impermeabilização flexível. 

 
 

III

.  A camada de regularização tem função de proporcionar uma superfície uniforme de apoio, adequada à camada 

impermeável. 

 
 

IV

.  Utiliza-se mantas e membranas asfálticas e poliméricas na impermeabilização de coberturas e áreas externas. 

 

Está correto o que consta SOMENTE em 

 

(A) 

II

 e 

IV

 
(B) 

I

II

 e 

IV

 
(C) 

II

III

 e 

V

 
(D) 

III

 e 

IV

 
(E) 

IV

 
 
30.  Para as estruturas de concreto, segundo a norma de segurança do trabalho vigente, pode-se afirmar que: 

 
 

I

.  As fôrmas devem ser projetadas e construídas de modo que resistam às cargas máximas de serviço. 

 
 

II

.  O uso de fôrmas deslizantes pode ser supervisionado por profissional da obra, não necessariamente habilitado, iden-

tificado entre os operadores. 

 
 

III

.  Os suportes e escoras de fôrmas devem ser inspecionados antes e durante a concretagem por trabalhador qualificado. 

 
 

IV

.  A ordem de desforma deve ser aleatória dispensando a amarração das peças e o isolamento e sinalização ao nível do 

terreno. 

 
 

V

.  No local onde se executa a concretagem, devem permanecer todas as equipes pertencentes à obra. 

 

Está correto o que consta SOMENTE em 

 

(A) 

II

III

 e 

V

 
(B) 

I

II

 e 

IV

 
(C) 

I

 e 

III

 
(D) 

I

 e 

IV

 
(E) 

III

 
 
31.  Através da realização do ensaio de sondagem à percussão ou Standard Penetration Test 

 SPT obtém-se o índice de resistên-

cia à penetração determinado pelo número de golpes correspondentes à cravação de 

 

(A)  15 cm do amostrador-padrão, após a cravação inicial de 30 cm. 
 
(B)  20 cm do tubo-padrão, após a cravação inicial de 15 cm. 
 
(C)  25 cm do tubo-padrão, após a cravação inicial de 10 cm. 
 
(D)  30 cm do amostrador-padrão, após a cravação inicial de 15 cm. 
 
(E)  45 cm do amostrador-penetrável, após a cravação inicial de 15 cm. 

 
 
32.  Segundo a norma vigente, o desaprumo e o desalinhamento máximos admitidos na execução de paredes de alvenaria estrutural 

devem ser de 

 

(A)    2 mm. 
 
(B)    7 mm. 
 
(C) 13 

mm. 

 
(D) 15 

mm. 

 
(E) 20 

mm. 

Caderno de Prova ’D04’, Tipo 001

fcc-2011-tre-ap-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREAP-Anal.Jud.-Eng. Civil-D04

 

33.  Analise os procedimentos para a execução de estrutura de concreto: 
 
 

I

.  O endurecimento do concreto pode ser acelerado por meio de tratamento térmico ou pelo uso de aditivos ricos em cloreto de 

cálcio em sua composição, além de dispensar medidas de contra secagem. 

 
 

II

.  Quando forem utilizados vibradores de imersão, a espessura da camada deve ser aproximadamente igual a 3/4 do 

comprimento da agulha. 

 
 

III

.  O plano de concretagem deve prever a relação entre as operações de lançamento e adensamento, de forma que seja 

suficientemente elevada para evitar a formação de juntas frias e baixa o necessário para evitar sobrecarga nas fôrmas e 
escoramentos. 

 
 

IV

.  Quando o lançamento for submerso, na falta de um estudo de dosagem que garanta as características de plasticidade, 

deve-se preparar um concreto com consumo mínimo de cimento Portland maior ou igual a 300 kg/m

3

.  

 

Está correto o que consta SOMENTE em 

 

(A) 

I

 e 

II

 

(B) 

II

 e 

III

 

(C) 

II

 e 

IV

 

(D) 

I

II

 e 

III

 

(E) 

II

III

 e 

IV

 
 
34.  Sobre as instalações de esgoto sanitário é correto afirmar: 
 
 

I

.  A função da caixa sifonada na instalação sanitária é a de desconectar o esgoto secundário do esgoto primário, por meio 

de uma camada de água, que se chama fecho hídrico. 

 
 

II

.  Um dos fenômenos que pode acontecer numa tubulação de esgoto sanitário é o rompimento do fecho hídrico que se dá 

pela pressão positiva no interior da tubulação, podendo-se utilizar como dispositivo para minimizar este fenômeno o 
respiro descompensador de pressão. 

 
 

III

.  A canalização de esgoto sanitário, que se estende desde a ligação ao coletor público até as caixas sifonadas, tem nome 

de esgoto secundário, que é caracterizado pela existência de gases provenientes do coletor público. 

 
 

IV

.  A distância entre a ligação do coletor predial com o público e o dispositivo de inspeção mais próximo não deve ser 

superior a 15,00 m e a distância entre qualquer outro dispositivo de inspeção não poderá ser superior a 25 m. 

 

Está correto o que consta SOMENTE em 

 

(A) 

I

 e 

IV

 

(B) 

I

 e 

II

 

(C) 

II

 e 

IV

 

(D) 

II

III

 e 

IV

 

(E) 

I

III

 e 

IV

 
 
35.  Nas instalações elétricas, segundo a norma vigente, deve-se utilizar proteção diferencial residual de alta sensibilidade como 

proteção adicional, nos casos de circuitos que 

 

(A)  sirvam de alimentação a tomadas de correntes em dormitórios, salas, escritórios que alimentam a parte interna. 
 
(B)  alimentam equipamentos e tomadas de corrente situadas em áreas internas à edificação. 
 
(C)  possuem as tomadas de corrente situadas em áreas externas para que possam vir alimentar equipamentos no interior. 
 
(D)  sirvam de alimentação aos pontos situados em locais contendo eletrodomésticos e lâmpadas frias. 
 
(E)  sirvam a pontos de utilização, em locais de habitação, como cozinhas, copas-cozinhas, lavanderias, áreas de serviço, 

garagens e, geralmente em áreas internas molhadas em uso normal ou sujeitas a lavagens. 

Caderno de Prova ’D04’, Tipo 001

fcc-2011-tre-ap-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

10 

TREAP-Anal.Jud.-Eng. Civil-D04

 

36.  Analise as afirmações sobre o cimento Portland

 
 

I

. Os 

cimentos 

Portland normalizados são designados pela sigla e pela classe de resistência. A sigla corresponde ao prefixo 

CP acrescido do algarismo romano, sendo as classes de resistências indicadas pelos números 25, 32 e 40. 

 
 

II

.  As classes de resistência apontam os valores mínimos de resistência à compressão, expressos em megapascal [MPa] 

garantidos pelos fabricantes, após 28 dias de cura. 

 
 

III

. Os 

cimentos 

Portland resistentes aos sulfatos são aqueles que têm a propriedade de oferecer resistência aos meios 

agressivos, tais como os encontrados nas redes de esgotos de águas servidas ou industriais, na água do mar e em 
alguns tipos de solos. 

 
 

IV

. O 

CP 

V

 

 ARI tem a peculiaridade de atingir altas resistências aos 28 dias da aplicação. 

 
 

V

. CP 

III

 

 cimento Portland de alto-forno recebe, em sua composição, alta percentagem de materiais pozolânicos. 

 

Está correto o que consta SOMENTE em 

 

(A) 

I

II

 
(B) 

I

II

 e 

III

 
(C) 

II

III

 e 

IV

 
(D) 

I

II

 e 

V

 
(E) 

II

 e 

IV

 

 
37.  Considere a figura abaixo sobre a curva de nível de um determinado relevo topográfico. 

 

 

 

A representação da figura refere-se 

 

(A)  à mudança de direção do divisor. 

 
(B)  ao divisor e dois thalwegs

 
(C)  ao trecho de um rio. 

 
(D) à 

depressão. 

 
(E) à 

garganta. 

 

 
38.  Considere a figura abaixo. 

 

 

 

A técnica empregada para locação de uma obra, ilustrada na figura, refere-se a 

 

(A) contorno. 

 
(B) frontão. 

 
(C) tabeira. 

 
(D) cavalete. 

 
(E) estaqueamento. 

Caderno de Prova ’D04’, Tipo 001

fcc-2011-tre-ap-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREAP-Anal.Jud.-Eng. Civil-D04

 

11 

39.  Considerando a necessidade de promover as instalações provisórias num canteiro de obras, onde os equipamentos a serem 

instalados utilizam sistema trifásico, e sabendo-se que não existe tal rede no local, há que se promover a 
 
(A)  substituição de todos os equipamentos, a partir do início das obras, para sistema monofásico, uma vez que são 30% mais 

baratos que os trifásicos e representam custo de consumo 50% mais baratos que esses, inclusive para os elevadores de 
materiais e pessoas. 

 

(B)  adoção de solução alternativa e definitiva de gerar energia na obra por meio de diesel, que pode ser adquirido nos postos 

de combustível, à razão de custo de 1:1, se comparada ao custo da energia elétrica. 

 

(C)  solicitação de estudo junto à concessionária para verificar a viabilidade de extensão da rede necessária, existente, até a 

obra. 

 

(D)  construção, em parceria com a prefeitura local, de uma mini usina hidrelétrica, que poderá estar concluída em dois meses, 

a baixo custo de construção e reduzido custo na geração de energia. 

 

(E)  compra de energia excedente de outras obras existentes no local, ao mesmo custo praticado pelas empresas 

concessionárias de energia elétrica, incluída as despesas de transmissão. 

 
 
40.  Analise os cuidados que se deve ter na escolha das folhas compensadas para esquadrias de madeira.  

 
(A)  As folhas compensadas encabeçadas, devem ser evitadas para que se reduza o peso próprio das folhas eliminando a 

possibilidade de empenamento das mesmas. 

 

(B)  Se a folha vai ser pintada, esta deve ter um acabamento melhor do que aquela que será envernizada. 
 

(C)  O núcleo das folhas compensadas deve ser constituído por colmeias e grumos de tal forma que formem muitos vazios, 

para garantir conforto acústico. 

 

(D)  As travessas das folhas devem ter a mínima largura possível, mas suficiente para preservar os vazios dos núcleos, que 

devem ficar aparentes. 

 

(E)  Os montantes das folhas devem ter largura suficiente para proporcionar a fixação das dobradiças e fechaduras. 

 
 
41.  Considere a figura abaixo. 

 
 

2.86

1.44

0,18

I

II

III

IV

V

 

 
 
Os elementos 

I

 e 

III

 da figura de uma escada, referem-se, respectivamente, a 

 
(A)  patamar e cota de nível intermediário. 
 

(B)  cota de nível final e patamar. 
 

(C) 1

o

 lance e patamar. 

 

(D)  parada superior e cota de nível inferior. 
 

(E) patamar 

espelho. 

Caderno de Prova ’D04’, Tipo 001

fcc-2011-tre-ap-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

12 

TREAP-Anal.Jud.-Eng. Civil-D04

 

42. Considere 

figura. 

 

 

 
A esquadria da figura refere-se a 
 
(A)  porta de abrir com 2 folhas e painéis fixos superiores. 

 
(B)  janela maximar de folhas duplas, fixas e bandeira móvel. 

 
(C)  janela de correr com 2 folhas, com peitoris fixos e bandeiras fixa e maximar. 

 
(D)  porta de correr com 2 folhas e painéis superiores pivotantes. 

 
(E)  janela de correr com folha única, dobrável ao centro, com peitoris fixos e bandeiras guilhotinas. 

 
 
43.  A instabilidade de taludes é gerada pelo aumento dos esforços atuantes ou pela diminuição da resistência dos materiais que o 

compõe, levando ao escorregamento do material em valores acima da tensão de cisalhamento do mesmo. Como causas 
externas dessas alterações podem-se citar: 

 

(A)  aumento da carga atuante no maciço e diminuição da resistência do solo. 

 
(B)  mudança da geometria do talude e cortes ou aterros, no talude ou em terrenos adjacentes. 

 
(C)  sobrecargas na superfície de pressão positiva e saturação em areias. 

 
(D)  intensificação das atividades sísmicas e aumento da poro-pressão decorrente dos ventos. 

 
(E)  perda de sensibilidade geotécnica dos materiais constituintes e intemperismo da região. 

 
 
44.  Considerando Caldeiras e Vasos de Pressão, constitui risco grave e iminente na operação do equipamento, a falta de 

 
(A)  sistema de drenagem rápida de água em caldeiras de recuperação de álcalis e código de projeto com ano de edição. 

 
(B)  número de ordem dado pelo fabricante da caldeira e pressão máxima de trabalho admissível. 

 
(C)  injetor ou outro meio de alimentação de água, independente do sistema principal e capacidade de produção de vapor. 

 
(D)  pressão de teste hidrostático e área de superfície de aquecimento. 

 
(E)  válvula de segurança com pressão de abertura ajustada em valor igual ou inferior a PMTA (Pressão Máxima de Trabalho 

Admissível) e instrumento que indique a pressão do vapor acumulado. 

 
 
45.  Avalie as manifestações patológicas em construções. 
 
 

I

.  Eflorescências são depósitos salinos carregados pela migração do oxigênio intermolecular, presente nos elementos da 

construção. 

 

 

II

.  Bolor é o desenvolvimento de microorganismos (fungos) capazes de deteriorar pinturas e revestimentos. 

 

 

III

.  A fissuração do revestimento pode ser causada pela sua incapacidade de resistir a tensões devidas às deformações intrínsecas 

e às deformações da base. 

 

 

IV

.  A perda de aderência do revestimento se dá por falhas na interface das camadas ou na interface com a base ou 

substrato. 

 

Está correto o que se afirma em 

 

(A) 

II

III

 e 

IV

, somente. 

(B) 

I

 e 

II

, somente. 

(C) 

III

 e 

IV

, somente. 

(D) 

I

II

 e 

III

, somente. 

(E) 

I

II

III

 e 

IV

Caderno de Prova ’D04’, Tipo 001

fcc-2011-tre-ap-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREAP-Anal.Jud.-Eng. Civil-D04

 

13 

46.  Para tratamento dos solos considerados moles, objetivando garantir suas propriedades geotécnicas de resistência e defor-

mabilidade, são empregadas técnicas como  

 
(A)  execução de colunas de pedra ou colunas de brita, que têm a função de reforçar a superfície adjacente do solo. 

 
(B)  construção por etapas, que ocorre por meio da utilização de um volume de solo siltoso, compactado em camadas 

sucessivas de 30 cm. 

 
(C)  instalação de drenos horizontais, que proporciona uniformidade na distribuição da umidade, garantindo perfeita 

estabilidade ao solo. 

 
(D)  aplicação de sobrecargas temporárias, realizada por meio de uma pré-compressão do solo antecipando os recalques com 

ganho de resistência. 

 
(E)  estacas de distribuição, executada antes da fase de aterro, a partir da cravação de elementos metálicos, com locação 

equidistante na superfície, executada de forma rápida e a baixo custo. 

 
 
47.  Durante a fase de pintura de um imóvel, na etapa de acabamento, foi constatada a presença de bolhas na película de tinta que 

cobria as paredes internas do referido imóvel. As causas mais prováveis para a ocorrência desse tipo de patologia são: 

 
(A)  o fundo preparador de parede foi diluído e aplicado juntamente com a tinta de acabamento; um fundo para madeira foi 

aplicado após a limpeza da resina, com estopa e Thinner; a parede foi lavada após ter sido pintada com tinta PVA de 
acabamento acetinado. 

 
(B)  o reboco fraco ou calcinado; a pintura foi executada em dias chuvosos; a superfície foi lavada após a cura total da tinta, 

fato que deve ter demandado cerca de 7 dias. 

 
(C)  a tinta de acabamento foi utilizada sem que houvesse a limpeza da superfície; a superfície não foi lixada corretamente na 

preparação; a pintura foi executada antes da cura total do revestimento/substrato. 

 
(D)  um fundo preparador para uso em ambientes internos foi aplicado em situações sujeitas ao intemperismo; a pintura foi 

executada sobre caiação, sem que tenha sido preparada; execução de queimação na superfície em que a massa tenha 
sido aplicada. 

 
(E)  a superfície foi pintada com tinta antimofo sem que houvesse a preparação de superfície; tinta de base água aplicada 

sobre emboço calcinado; execução da remoção do pó com pano seco embebido em solução limpadora de madeira. 

 
 
48.  Na engenharia de avaliação, considerando os métodos para identificar o valor de um bem, de seus frutos e direitos, o Método 

comparativo direto de dados de mercado é definido como o valor 

 
(A)  de mercado do bem, alicerçado no seu aproveitamento eficiente, baseado em modelo de estudo de viabilidade técnico-

econômica, mediante hipotético empreendimento compatível com as características do bem e com as condições do 
mercado no qual está inserido, considerando-se cenários viáveis para execução e comercialização do produto. 

 
(B)  de mercado do bem por meio de tratamento técnico dos atributos dos elementos comparáveis, constituintes da amostra. 

 
(C)  do bem pelo somatório dos valores de seus componentes, tendo em vista a identificação do valor de mercado, onde deve 

ser considerado o fator de comercialização. 

 
(D)  do bem, com base na capitalização presente da sua renda líquida prevista, considerando-se cenários viáveis. 

 
(E)  do bem ou de suas partes obtido por meio de orçamentos sintéticos ou analíticos, a partir das quantidades de serviços e 

respectivos custos diretos e indiretos. 

 
 
49.  Considerando um processo de gestão de resíduos sólidos da construção civil, a responsabilidade por Gerenciar os resíduos 

desde a geração até a destinação final, com adoção de métodos, técnicas, processos de manejo compatíveis com as suas 
destinações ambientais, sanitárias e economicamente desejáveis
, cabe 

 
(A)  à central de distribuição de materiais reciclados. 
(B)  ao prestador de serviços e ou transportador. 
(C)  ao cedente de área para recebimento de inerte. 
(D)  ao poder público. 
(E)  ao gerador de resíduos. 

 
 
50.  Para elaborar uma árvore de causas de acidente consistente, é fundamental observar princípios como 

 
(A)  fazer uso prioritário do método de forma a valorizar as ideias pessoais, fundamentais neste tipo de avaliação. 

 
(B)  apoiar-se em fatos hipotéticos, buscando cercar todas as probabilidades para a investigação dos fatos causadores do 

acidente. 

 
(C)  basear-se em hipóteses, fazendo interpretações, deduções e julgamentos que contribuam na elucidação do evento. 

 
(D)  aplicar o método e explorá-lo em grupo, porém, sem haver hierarquia entre os membros do grupo encarregado da análise 

da árvore de causas. 

 
(E)  indicar apenas uma causa na árvore de causas, para que seja seguida e explorada ao extremo, ao longo da análise. 

Caderno de Prova ’D04’, Tipo 001

fcc-2011-tre-ap-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

14 

TREAP-Anal.Jud.-Eng. Civil-D04

 

 

Noções de Direito Eleitoral 

 

51.  O Tribunal Superior Eleitoral compõe-se de sete membros. Dentre os seus integrantes, 

 
(A)  um juiz é escolhido, mediante eleição e pelo voto secreto, dentre os membros do Ministério Público. 
 
(B)  dois juízes são nomeados pelo Presidente da República dentre os Ministros do Supremo Tribunal Federal. 
 
(C)  dois juízes são escolhidos, mediante eleição e pelo voto secreto, dentre os Ministros do Superior Tribunal de Justiça. 
 
(D)  um juiz é nomeado pelo Presidente da República dentre os juízes do Tribunal Regional Federal com sede no Distrito 

Federal. 

 
(E)  um juiz é escolhido, mediante eleição e pelo voto secreto, dentre os advogados que dirigem a Ordem dos Advogados do 

Brasil. 

 
 

52.  NÃO poderá, de acordo com a legislação constitucional vigente, vir a integrar o Tribunal Regional do Estado do Amapá 

 
(A)  Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Amapá. 
 
(B)  membro do Ministério Público do Estado do Amapá. 
 
(C)  Juiz de Direito do Estado do Amapá. 
 
(D)  Juiz Federal, em condições de ser indicado pelo Tribunal Regional Federal da Primeira Região. 
 
(E)  Advogado de notável saber jurídico e idoneidade moral militante no Estado do Amapá. 

 
 

53.  Compete ao Tribunal Superior Eleitoral 

 
(A)  aplicar as penas disciplinares de advertência e de suspensão, até 30 dias, aos Juízes Eleitorais. 
 
(B)  nomear os Juízes dos Tribunais Regionais Eleitorais. 
 
(C)  aumentar, através de Resolução, o número dos Juízes de qualquer Tribunal Regional Eleitoral. 
 
(D)  conceder aos seus membros licença e férias, assim como afastamento do exercício dos cargos efetivos. 
 
(E)  enviar lista tríplice ao Presidente da República, para escolha e nomeação do Presidente do Tribunal. 

 
 

54.  Compete aos Tribunais Regionais Eleitorais 

 
(A)  processar e julgar originariamente as impugnações à apuração do resultado geral, proclamação dos eleitos e expedição de 

diploma na eleição de Presidente e Vice-Presidente da República. 

 
(B)  ordenar o registro e a cassação do registro dos candidatos aos cargos eletivos municipais. 
 
(C)  julgar os conflitos de jurisdição entre Juízes Eleitorais de Estados diferentes. 
 
(D)  fornecer aos que não votaram por motivo justificado e aos não alistados, por dispensados do alistamento, um certificado 

que os isente das sanções legais. 

 
(E)  constituir as Juntas Eleitorais e designar a respectiva sede e jurisdição. 

 
 
55.  A respeito da competência do Tribunal Superior Eleitoral e dos Tribunais Regionais Eleitorais, considere: 

 

 

I

.  Compete ao Tribunal Superior Eleitoral processar e julgar originariamente os crimes eleitorais e os comuns que lhes 

forem conexos cometidos pelos seus próprios Juízes. 

 

 

II

.  Compete aos Tribunais Regionais Eleitorais processar e julgar originariamente os crimes eleitorais e os comuns que lhes 

forem conexos cometidos pelos seus próprios Juízes. 

 

 

III

.  Compete ao Tribunal Superior Eleitoral processar e julgar originariamente os crimes eleitorais cometidos pelos Juízes 

Eleitorais. 

 
Está correto o que se afirma SOMENTE em  

 
(A) 

I

 
(B) 

I

 e 

II

 
(C) 

I

 e 

III

 
(D) 

II

 e 

III

 
(E) 

III

Caderno de Prova ’D04’, Tipo 001

fcc-2011-tre-ap-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

TREAP-Anal.Jud.-Eng. Civil-D04

 

15 

 

Normas Aplicáveis aos Servidores Públicos Federais 

 

56.  Crisela, servidora pública civil federal efetiva, valeu-se de seu cargo para lograr proveito pessoal em detrimento da dignidade da 

função pública. Neste caso, a demissão 

 
(A)  incompatibiliza-a para nova investidura em cargo público federal, pelo prazo de 8 anos. 

 
(B)  gera a penalidade para Crisela de proibição de retornar ao serviço público federal. 

 
(C)  incompatibiliza-a para nova investidura em cargo público federal, pelo prazo de 6 anos. 

 
(D)  incompatibiliza-a para nova investidura em cargo público federal, pelo prazo de 5 anos. 

 
(E)  incompatibiliza-a para nova investidura em cargo público federal, pelo prazo de 10 anos. 

 
 

57.  A Lei n

o

 8.112/90 estabelece que prescreverá em cinco e dois anos a ação disciplinar quanto às penalidades, respectivamente, 

de  

 
(A)  demissão e cassação de aposentadoria. 

 
(B)  cassação de aposentadoria e suspensão. 

 
(C) suspensão 

advertência. 

 
(D)  suspensão e cassação de aposentadoria. 

 
(E)  demissão e destituição de cargo em comissão. 

 
 
58.  Considere as seguintes assertivas a respeito do provimento de cargo público: 

 

 

I

.  A nomeação far-se-á em comissão, exceto na condição de interino, para cargos de confiança vagos. 

 

 

II

.  O concurso público terá validade de até 2 anos, podendo ser prorrogado uma única vez, por igual período. 

 

 

III

.  A posse, em regra, ocorrerá no prazo de noventa dias contados da publicação do ato de provimento. 

 

 

IV

.  O início, a suspensão, a interrupção e o reinício do exercício serão registrados no assentamento individual do servidor. 

 
De acordo com a Lei n

o

 8.112/90, está correto o que se afirma SOMENTE em 

 
(A) 

II

 e 

IV

 
(B) 

I

II

 e 

III

 
(C) 

II

III

 e 

IV

 
(D) 

I

 e 

IV

 
(E) 

II

 e 

III

 
 

59.  Clotilde, servidora pública civil federal, está aposentada por invalidez. Na última perícia realizada para avaliação das condições 

de sua saúde, uma junta médica oficial declarou insubsistentes os motivos de sua aposentadoria determinando o retorno de 
Clotilde à atividade. Neste caso, ocorreu 

 
(A) a 

transferência. 

 
(B) a 

readaptação. 

 
(C) a 

recondução. 

 
(D) o 

aproveitamento. 

 
(E) a 

reversão. 

 
 

60.  Romilda, é interessada em processo administrativo no âmbito da Administração Pública Direta. Neste processo foi intimada para 

comparecer em determinada diligência na véspera de sua realização. Neste caso, 

 
(A)  a Lei n

o

 9.784/99 foi desrespeitada, tendo em vista que a intimação observará a antecedência mínima de cinco dias úteis 

quanto à data de comparecimento. 

 
(B)  Romilda deverá comparecer em razão da legalidade de sua intimação, uma vez que a Lei n

o

 9.784/99 prevê que esta 

poderá ocorrer até a véspera da data de comparecimento. 

 
(C)  a Lei n

o

 9.784/99 foi desrespeitada, tendo em vista que a intimação observará a antecedência mínima de três dias úteis 

quanto à data de comparecimento. 

 
(D) a 

Lei 

n

o

 9.784/99 foi desrespeitada, tendo em vista que a intimação observará a antecedência mínima de dez dias úteis 

quanto à data de comparecimento. 

 
(E)  a Lei n

o

 9.784/99 foi desrespeitada, tendo em vista que a intimação observará a antecedência mínima de quarenta e oito 

horas à data de comparecimento. 

Caderno de Prova ’D04’, Tipo 001

fcc-2011-tre-ap-analista-judiciario-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

16 

TREAP-Anal.Jud.-Eng. Civil-D04

 

 
 
 

PROVA DISCURSIVA 

 REDAÇÃO 

 
 
 

Atenção:    Deverão ser rigorosamente observados os limites mínimo de 20 (vinte) linhas e máximo de 30 (trinta) linhas, sob pena de 

perda de pontos a serem atribuídos à Redação. 

 

 
 

O projeto de uma pequena cozinha de 9,0 m

2

 prevê a aplicação de revestimento cerâmico nas paredes, utilizando placas 

cerâmicas com dimensões de 20 

×

 30 cm, assentadas sobre emboço. 

Você como engenheiro da obra deve elaborar o descritivo, com base nos dados fornecidos e nos critérios das normas vigentes 

para assentamento de placas cerâmicas, descrevendo e explicando as etapas da operação e da execução do revestimento em 

parede interna, que atenda a situação proposta. Há que se avaliar e contemplar, necessariamente, no texto a ser apresentado,  

as técnicas de aplicação do revestimento cerâmico com uso de argamassa colante, no processo de execução. 

 

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

 

 

Caderno de Prova ’D04’, Tipo 001