Prova Concurso - Arquitetura - 2012 TJ RO ANALISTA JUDICIARIO ARQUITETURA - CESPE - TJ - 2012

Prova - Arquitetura - 2012 TJ RO ANALISTA JUDICIARIO ARQUITETURA - CESPE - TJ - 2012

Detalhes

Profissão: Arquitetura
Cargo: 2012 TJ RO ANALISTA JUDICIARIO ARQUITETURA
Órgão: TJ
Banca: CESPE
Ano: 2012
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

ARQUITETOEBSERH2018
ESPECIALISTA PORTUARIO ARQUITETURAEMAP2018
ARQUITETOPREFEITURA2018

Gabarito

cespe-2012-tj-ro-analista-judiciario-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RONDÔNIA CONCURSO PÚBLICO PARA 

PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA NOS 

CARGOS DE ANALISTA JUDICIÁRIO E DE TÉCNICO JUDICIÁRIO

Aplicação: 11/11/2012

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

C

B

B

E

A

B

D

B

C

E

B

A

A

C

B

A

A

A

B

B

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

51

52

53

54

55

56

57

58

59

60

A

A

E

D

B

D

C

A

E

D

C

E

C

D

A

A

A

B

C

E

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

0

Cargo 5: Analista Judiciário – Especialidade: Arquiteto

0

Gabarito

Questão

Gabarito

GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS

0

  Obs.: ( X ) questão anulada.

TJRO12_005_09

Questão

Prova

cespe-2012-tj-ro-analista-judiciario-arquitetura-prova.pdf-html.html

||TJRO12_005_09N200697||

CESPE/UnB – TJRO

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

QUESTÃO 21

O arquiteto e urbanista franco-suíço Le Corbusier é de tal modo
importante no Movimento Moderno que seria incorreto não lhe
reservar um papel de primeiro plano. É correto afirmar que o
pensamento urbanístico de Le Corbusier

A reage contra a degradação dos centros históricos das cidades

europeias provocada principalmente pela circulação de
veículos.

B opõe-se ao funcionalismo como relação determinista entre

forma e função.

C defende a cidade da época maquinista, em que estariam

presentes as fábricas, as indústrias, os veículos etc.

D admite que os fenômenos da industrialização e do capitalismo

promovem a degradação dos centros históricos das cidades.

E considera que as áreas públicas verdes, de modo geral,

interferem de maneira negativa nas relações sociais e na
convivência no bairro.

QUESTÃO 22

A cidade de Roma, na Itália, foi a maior representante da lógica
espacial barroca. A respeito da lógica espacial barroca, assinale a
opção correta.

A Reflete com clareza o espírito do cristianismo primitivo,

recém-egresso da clandestinidade.

B O esforço da contrarreforma incentivou uma das últimas

tentativas bem sucedidas de edificar verdadeiros templos, isto
é, edifícios com acentuado caráter religioso.

C Não revela ambiência mística nem o caráter religioso

comparáveis aos dos templos egípcios e das catedrais góticas.

D É pobre em templos. Isso não se deve a uma deficiência da

própria arquitetura, mas a uma mudança profunda no campo
religioso.

E Sua concepção grandiosa e brilhante expressa de algum modo

o cristianismo consolidado com vínculos com o senhor feudal.

QUESTÃO 23

Acerca das definições e normas para desenho técnico arquitetônico,
assinale a opção correta.

A Os cortes são marcados exclusivamente nas plantas baixas.
B Planta de edificação é uma vista superior do plano secante

horizontal, localizado a aproximadamente 1,50 m do piso de
referência. A altura desse plano pode ser variável para cada
projeto de modo a representar todos os elementos considerados
necessários.

C A planta de situação, que compreende o projeto como um todo,

contém, além do projeto de arquitetura, as informações
necessárias dos projetos complementares como topografia,
arruamento, drenagem e outros.

D A fachada é a representação gráfica de planos internos ou de

elementos da edificação.

E Corte é o plano secante vertical que divide a edificação no

sentido transversal.

QUESTÃO 24

Assinale a opção correspondente à visada dos planos de corte na
planta baixa e cobertura, representados nas figuras acima.

A

B

C

D

E

QUESTÃO 25

Em termos práticos, a representação da perspectiva cavaleira ou
militar é utilizada a 45.º e dever ser construída a partir do desenho

da planta baixa. Nesse sentido, assinale a opção em que a figura em
perspectiva correspondente à perspectiva cavaleira.

A

B

C

D

E

 – 7 –

Cargo 5: Analista Judiciário – Especialidade: Arquiteto

cespe-2012-tj-ro-analista-judiciario-arquitetura-prova.pdf-html.html

||TJRO12_005_09N200697||

CESPE/UnB – TJRO

QUESTÃO 26

No que se refere à conservação de equipamentos de trabalho, é

correto afirmar que o serviço de engenharia é o ato de

A arranjar ou dispor, convenientemente, peças, estruturas e

mecanismos de modo a compor um todo planejado.

B reparar, ou seja, é um conjunto de operações por meio das

quais se visa preservar ou manter em bom estado os bens

existentes.

C transformar instalações, equipamentos ou qualquer outro

dispositivo para o uso diferente daquele originalmente

proposto.

D deslocar, de um local para outro, peças, materiais e pessoal.
E acumular equipamentos para uso nas atividades.

QUESTÃO 27

De acordo com as disposições da Lei n.º 6.766/1999, acerca do

parcelamento urbano, assinale a opção correta.

A O simples fato de um terceiro auxiliar nas vendas de lotes

constitui-se em crime.

B O parcelamento do solo urbano é permitido em terrenos

alagadiços independentemente de os projetos arquitetônicos

implantados serem adequados às condições do sítio físico.

C No desmembramento a gleba é repartida, de modo que cada

unidade seja dotada de equipamentos urbanos como

calçamento, mobiliário urbano e projeto paisagístico dos

espaços públicos.

D O arruamento é a única abertura de vias de circulação na gleba.
E Considera-se o desmembramento como a subdivisão da gleba

em lotes destinados a edificação, com novas vias e logradouros

públicos.

QUESTÃO 28

Com relação ao Estatuto da Cidade, assinale a opção correta.

A De acordo com o Estatuto da Cidade, nas cidades com mais de

100 mil habitantes é obrigatória a elaboração de plano de

transporte urbano integrado compatível com o Plano Diretor.

B De acordo com o Estatuto da Cidade, a participação da

população e das associações nos debates e audiências públicas

é fundamental e, nesses eventos, todos os documentos e

informações produzidos deverão ser divulgados.

C O Plano Diretor é o instrumento básico no controle da

expansão rural.

D A lei que institui o Plano Diretor deverá ser revista pelo

menos, a cada cinco anos.

E O Plano Diretor, a ser aprovado por lei federal, se constitui em

instrumento básico da política de desenvolvimento e expansão

urbana e rural.

QUESTÃO 29

No que se refere ao Estudo de Impacto Ambiental e ao Relatório de

Impacto Ambiental (EIA/RIMA), assinale a opção correta.

A A equipe que executa o RIMA é responsável pela coleta de

material, análise, textos, bem como o estudo de prováveis

consequências ambientais que podem ser causadas por

interferência no meio ambiente.

B O EIA deve ser conduzido por profissionais ligados à pesquisa

nas áreas da biologia e antropologia.

C O EIA/RIMA trata-se de um estudo prévio, isto é, serve de

instrumento de planejamento e subsídio à tomada de decisões

políticas na implantação da obra.

D A Constituição Federal de 1988 tornou obrigatória a realização

de estudos de impacto ambiental apenas em áreas de mata

nativa e com rico sistema hidrográfico.

E O EIA, por ser um documento público destinado ao público,

será elaborado exclusivamente por instituições públicas.

QUESTÃO 30

A respeito das soluções para minimizar os efeitos danosos das

enchentes nas cidades, assinale a opção correta.

A A pavimentação de ruas é um atributo favorável no combates

às enchentes, pois possibilita o rápido escoamento da água.

B Nas cidades compactas, de ruas estreitas e ocupação

construtiva integral nos lotes, a menor infiltração da água nas

chuvas torrenciais minimiza os efeitos danosos das enchentes.

C Não se recomenda os sistemas de alerta e de evacuação; eles

podem causar pânico nas comunidades afetadas pelas

enchentes.

D A utilização de praças de esportes não é benéfica; elas

impermeabilizam o solo e dificulta o escoamento da água nos

períodos chuvosos.

E Campos de futebol gramados são importantes no

amortecimento das cheias.

 – 8 –

Cargo 5: Analista Judiciário – Especialidade: Arquiteto

cespe-2012-tj-ro-analista-judiciario-arquitetura-prova.pdf-html.html

||TJRO12_005_09N200697||

CESPE/UnB – TJRO

QUESTÃO 31

Com relação à instalação de mobiliário urbano, assinale a opção

correta.

A Se a utilização de mobiliário implicar em manuseio, ele deve

estar visível e à altura média de 1,50 m.

B O local de instalação do mobiliário deve conter piso tátil de

alerta, conforme necessário.

C Recomenda-se que os objetos do mobiliário urbano

compartilhem elementos de sustentação de desenhos variados.

D Nas esquinas de ruas, os mobiliários urbanos poderão ser

instalados a 1,50 m dos pontos de curva.

E Para as pessoas com deficiência física, em especial aqueles em

cadeira de rodas, basta facilidade de aproximação e de alcance

manual de mobiliários urbanos.

QUESTÃO 32

Assinale a opção correta acerca de curvas de nível e de movimento

de terra.

A As distâncias entre as linhas da planta topográfica permitem

verificar se o declive do terreno é muito acentuado ou não.

B Na planta topográfica, para se traçar as curvas de nível

denominadas intermediárias, que são representadas por traços

grossos, usa-se como referência a altura média do mar.

C As curvas de nível constituem a maneira de se representar

graficamente a hidrografia e a vegetação de um terreno.

D Na representação topográfica, é possível que uma linha mestra

se cruze com uma linha intermediária.

E A legislação brasileira admite desmatamento e agricultura em

terrenos com declividades superiores a 45º.

QUESTÃO 33

A respeito do sistema cartográfico, assinale a opção correta.

A A carta consiste em projetar as superfícies topográficas, com

os detalhes nelas existentes, sobre um plano horizontal —

atualmente usam-se recursos digitais.

B Os acidentes topográficos são obrigatoriamente representados

na carta cartográfica.

C No caso de representação de parte da superfície da Terra em

um plano (carta ou mapa), é necessária a utilização de uma

projeção cartográfica sem distorções.

D A Carta Internacional do Mundo fornece subsídios para a

execução de estudos e análises de aspectos gerais e

estratégicos, exclusivamente no nível continental.

E Carta é a representação no plano, em escala grande, dos

aspectos naturais de uma área tomada de uma superfície.

QUESTÃO 34

Com relação à lógica do sistema viário urbano, assinale a opção

correta.

A As vias coletoras promovem a distribuição do tráfego local,

apresentam baixa fluidez, alta acessibilidade e se caracterizam

pela intensa integração com uso e ocupação do solo.

B As vias arteriais promovem as ligações entre vias locais,

exclusivas ou não para pedestres.

C A função da via é seu desempenho de mobilidade,

considerados aspectos da infraestrutura, do uso e ocupação do

solo, dos modais de transporte e tráfego veicular.

D Priorizar a organização do transporte por meio de veículos

para uma só pessoa constitui a lógica do sistema viário urbano.

E As vias locais são logradouros públicos com características

infraestruturais e paisagísticas próprias de espaços exclusivos

para os pedestres.

QUESTÃO 35

No tocante ao subsistema de drenagem pluvial, assinale a opção

correta.

A As bocas de lobo são canalizações destinadas a receber as

águas pluviais captadas na superfície e encaminhá-las ao seu

destino final.

B Nas cidades medievais, onde o tráfego maior era de pedestres,

as águas pluviais escoavam por sobre o pavimento das vias,

geralmente em sua parte central.

C As galerias são elementos do subsistema de drenagem de águas

pluviais que possibilitam o acesso às canalizações, para

limpeza e inspeção.

D O subsistema de drenagem pluvial tem a função de promover

o adequado escoamento das massas líquidas provenientes das

chuvas e dos rios que caem nas áreas urbanas, assegurando o

trânsito público e a proteção das edificações, bem como

evitando os efeitos danosos das inundações.

E As sarjetas, entre o passeio e o leito carroçável, são dispostas

paralelamente ao eixo da rua e construídas geralmente de pedra

ou concreto pré-moldado.

 – 9 –

Cargo 5: Analista Judiciário – Especialidade: Arquiteto

cespe-2012-tj-ro-analista-judiciario-arquitetura-prova.pdf-html.html

||TJRO12_005_09N200697||

CESPE/UnB – TJRO

QUESTÃO 36

Assinale a opção correta, relativa ao subsistema de esgoto sanitário.

A Uma vez utilizada, a água distribuída à população se deteriora,

tornando-se repulsiva aos sentidos, nociva em consequência da

poluição e da contaminação e imprestável mesmo para usos
secundários.

B O material mais frequentemente empregado nas tubulações que

compõem esse subsistema é o cimento amianto, em função de

sua resistência.

C As redes de esgoto sanitário são formadas por canalizações de

diâmetros bem dimensionados e constantes para atender a
intensa vazão proveniente do uso urbano.

D O subsistema de esgoto sanitário é independe do subsistema de

abastecimento de água.

E As ligações prediais destinam-se à concordância, inspeção,

limpeza e desobstrução dos trechos dos coletores.

QUESTÃO 37

O desenvolvimento sustentável não é uma opção! É o

único caminho que permite a toda a humanidade compartilhar uma
vida decente neste único planeta. A Rio+20 dá à nossa geração a

oportunidade para escolher este caminho.

Sha Zukang, Secretário-Geral da Conferência Rio+20. Internet: <www.onu.org.br>.

A Carta de Atenas, em 1933, propunha, em termos sociais,

que cada indivíduo tivesse acesso às alegrias fundamentais, ao bem-
estar do lar e à beleza da cidade.

Carta-de-Atenas. Internet: < http://pt.scribd.com/>.

Tendo como referência inicial os textos acima, assinale a opção
correta a respeito de desenvolvimento sustentável.

A Desenvolvimento sustentável é aquele que responde às

necessidades do presente de forma igualitária, sem
comprometer as possibilidades de sobrevivência e

prosperidade das gerações futuras.

B Para a Agenda Habitat, os seres humanos passam a ser menos

enfatizados e as preocupações concentram-se no
desenvolvimento sustentável como, por exemplo, as moradias

adequadas para a sustentabilidade, em harmonia com a
natureza.

C A Carta de Atenas, já em 1933, continha as mesmas

recomendações da Agenda 21.

D Hoje as reivindicações sociais não compõem mais as

discussões sobre o futuro das cidades, elas estão centradas no

direito às cidades sustentáveis.

E A Rio+20 é um conjunto de resoluções aprovadas na

conferência internacional Eco-92, realizada, em 1992, na
cidade do Rio de Janeiro. Organizada pela ONU, contou com

a participação de 179 países e resultou em medidas para
conciliar crescimento econômico e social com preservação do

meio ambiente.

QUESTÃO 38

O desdobramento dos interesses particulares, sobrepondo-

se aos coletivos, levou a uma situação paradoxal em grandes

cidades: a comunicação visual encobriu os elementos urbanísticos

da paisagem, tornando-se ela mesma a paisagem, e, no extremo,

perdendo sua função original, que seria de comunicar. De modo

progressivo, imperceptivelmente, a cidade passou a viver esta

experiência de forma intensa, a tal ponto de confundir o conceito de

comunicação visual com o de poluição visual. Por outro lado, em

alguns locais — Picadilly Circus, Londres, e Times Square, Nova

Iorque — a comunicação visual (anúncios luminosos) adquiriu

status de cartão postal.

Carolina Bustos, 

et all. Leitura e análise da comunicação visual no

espaço urbano. Internet: < www.infodesign.org.br> (com adaptações).

Por outro lado, nas últimas décadas as intervenções

urbanas como o grafite conquistaram certo respeito e espaço na

sociedade. O que antes era considerado apenas como ato de

vandalismo agora é reconhecido como arte e já possui uma legião

de fãs e praticantes. Mas é preciso distinguir entre grafite e

pichação. No caso dessa última, ela normalmente é feita em local

não autorizado, de forma rápida, sem técnica artística, visando

confrontar a sociedade, seja por meio de frases de protesto, que até

podem ter algum significado de cunho político, ou simplesmente

para deixar uma marca, seja o nome, o apelido ou qualquer outro

tipo de assinatura que identifique o autor.

Karina Chimenti.

 Grafitagem e Pichação: Manifestação Cultural ou

Vandalismo? Internet: < http://solteagravata.com> (com adaptações).

Tendo como referência os fragmentos de textos apresentados acima,

assinale a opção correta a respeito de comunicação visual.

A Nos grandes centros, a comunicação visual tem se tornado

parte da paisagem, sendo que, em alguns casos, representa uma

identidade urbana.

B Independentemente da técnica ou da expressão artística, o

autor pretende deixar registrada no grafite uma marca que o

identifique.

C Pode-se dizer hoje que, nas grandes cidades, comunicação

visual é sinônimo de poluição visual.

D Ao conquistarem respeito e espaço na sociedade, o grafite e a

pichação são considerados formas de arte urbana.

E Enquanto expressões das camadas menos privilegiadas da

sociedade, as artes urbanas, como o grafite e a pichação,

constituem manifestações de protesto, de caráter

eminentemente político.

 – 10 –

Cargo 5: Analista Judiciário – Especialidade: Arquiteto

cespe-2012-tj-ro-analista-judiciario-arquitetura-prova.pdf-html.html

||TJRO12_005_09N200697||

CESPE/UnB – TJRO

QUESTÃO 39

A presença das áreas públicas visa minimizar a

deterioração da qualidade de vida urbana e os processos de
degradação ambiental por meio da manutenção das condições
bióticas, favoráveis ao conforto térmico, à saúde e ao bem estar da
população e da vida biológica das cidades, além de oferecer
práticas de lazer. Essas áreas — praças, largos, pátios, adros,
parques e jardins —, seguindo a tradição brasileira que remonta ao
período colonial, podem ser classificadas de acordo com suas
características e seus usos.

A.R.S. Carneiro & L.B. Mesquita.

 Espaços livres do Recife.

Internet: <www.revispsi.uerj.br> (com adaptações).

Tento o texto acima como referência inicial, assinale a opção
correta a respeito de paisagismo.

A As áreas adjacentes aos mercados públicos, que recebem o

nome de parques, são locais que podem eventualmente ser
utilizados para atividades lúdicas temporárias.

B As praças, com função de convívio social, estão inseridas na

malha urbana e funcionam como elemento organizador da
circulação.

C A área adjacente às igrejas, às vezes cercada, que recebe o

nome de praça, contribui para a melhoria das condições
ambientais.

D O largo que não possui chafariz ou espelho d’água é

denominado praça seca.

E A ideia de pátio está normalmente associada à presença de

significativa cobertura vegetal, canteiros e mobiliário adequado
às práticas esportivas e recreativas.

QUESTÃO 40

Com base no texto da Agenda 21 e considerando-se que, no
planejamento voltado à construção de cidades sustentáveis, devem
ser preservados tanto os recursos naturais existentes como o
patrimônio cultural constituído, é correto afirmar que

A a geração de empregos agrícolas deve ser incentivada apenas

no meio rural, a fim de contribuir para a promoção e o
crescimento dessa região.

B se deve promover, para a regulamentação do uso e da

ocupação do solo, a regularização fundiária de áreas e
assentamentos informais e de loteamentos irregulares, em
conformidade com os dispositivos constitucionais e com a
legislação federal, estadual e municipal.

C o combate ao êxodo de habitantes do meio rural em direção às

cidades deve ser feito mediante a criação de políticas que
combatam o desenvolvimento de atividades agrícolas no meio
urbano.

D a regulamentação do uso e da ocupação do solo urbano deve

ser realizada por meio de ações políticas direcionadas aos
assentamentos urbanos irregulares, a fim de incorporá-los ao
plano diretor das cidades.

E a regulamentação do uso e da ocupação do solo urbano não

deve ser feita mediante novas figuras jurídicas, tais como a
urbanização consorciada e as modalidades de transferência do
potencial construtivo.

QUESTÃO 41

Na sinalização visual de edifícios, as informações devem ser

dispostas com base em certas premissas de escolha de texturas,

dimensionamentos e contrastes de cor, a fim de que sejam

perceptíveis a todas as pessoas, inclusive àquelas com baixa visão.

Considerando essas informações e as recomendações constantes da

NBR n.º 9.050/2004, assinale a opção correta acerca de sinalização

visual de edifícios.

A Caso seja necessário que o observador adapte-se a pouca luz

do ambiente, devem-se utilizar texto ou figura claros sobre um

fundo escuro, mantendo-se, dessa forma, o contraste.

B Se a sinalização for retroiluminada, deve-se evitar utilizar

fundo cuja cor seja contrastante com os textos, caracteres e

pictogramas.

C Os textos e as figuras, assim como o fundo das peças de

sinalização, devem ter acabamento brilhante e de alta reflexão.

D A visibilidade da combinação de cores pode ser classificada de

forma crescente, em função dos contrastes.

E Em ambientes com pouca iluminação em que são dispostas

placas com pictogramas na cor vermelho escuro, deve-se

utilizar fundo preto.

QUESTÃO 42

De acordo com a NBR n.º 9.050/2004, recomenda-se que, nas

placas de sinalização interna dos ambientes, 

A os textos, figuras e pictogramas voltados a pessoas com baixa

visão, que ficaram cegas recentemente ou que ainda estão

sendo alfabetizadas em braille sejam postos em relevo.

B a altura máxima dos caracteres em relevo não exceda a 55 mm,

assim como que a distância entre os caracteres seja de 5 mm.

C a sinalização visual vertical suspensa das áreas de circulação

seja instalada a uma altura livre mínima de 2,00 m do piso.

D a dimensão de letras e números seja proporcional à distância de

leitura, obedecendo à relação 1 : 200, bem como que a largura

da letra seja igual a 1 : 3 da sua altura. 

E a altura da letra minúscula de um texto corresponda a 1/3 da

altura da letra maiúscula.

 – 11 –

Cargo 5: Analista Judiciário – Especialidade: Arquiteto

cespe-2012-tj-ro-analista-judiciario-arquitetura-prova.pdf-html.html

||TJRO12_005_09N200697||

CESPE/UnB – TJRO

QUESTÃO 43

Em atendimento à norma de acessibilidade — disposta na NBR

n.º 9.050/2004 —, a entrada de acesso a todas as edificações e

equipamentos urbanos, assim como a todas as rotas de interligação

às principais funções de um edifício, deve ser acessível a todos.

Com relação a esse assunto, assinale a opção correta.

A Caso, na entrada de um edifício, haja catracas ou cancelas,

pelo menos uma das passagens desses equipamentos deve ter

dimensão de 1,40 m, se a área destinada à manobra for de

360º.

B Caso, na entrada de um edifício, haja uma porta giratória com

dimensão superior a 1,80, dispensa-se que seja instalada junto

a essa porta outra entrada que garanta condições de

acessibilidade.

C Tratando-se de adaptação de edificações e equipamentos

urbanos previamente existentes, a distância entre cada entrada

acessível e as demais não pode ser superior a 25 m.

D As edificações caracterizadas como de uso público devem

constituir-se, obrigatoriamente, de uma rota acessível no

percurso entre o estacionamento de veículos e a entrada

principal acessível do edifício.

E Não é obrigatório que os acessos à carga e descarga estejam

em conformidade com as condições de acessibilidade.

QUESTÃO 44

Com base na NBR n.º 9.050/2004, assinale a opção correta acerca

de rampas de acesso.

A Em rampas com inclinação entre 6,25 % e 8,33 %, devem ser

previstas áreas de descanso nos patamares a cada 30 m de

percurso.

B Em rampas cuja inclinação é maior que 5 % e menor que

6,25 %, o desnível máximo de cada seguimento de rampa não

pode ser superior a 1,50 m, não havendo limite para o número

máximo de seguimentos de rampa.

C A largura de uma rampa deve ser estabelecida de acordo com

o provável fluxo de pessoas que a utilizarão, respeitando-se a

largura livre mínima admissível de 1,50 m.

D Caso o dimensionamento da largura de rampa de edificação

previamente existente seja impraticável, pode ser executada

rampa com largura mínima de 0,90 m, com segmentos de, no

máximo, 4,00 m, medidos em projeção horizontal.

E A inclinação máxima admissível a rampas em curva é de 5 %,

e o raio mínimo é de 3,00 m, medido no perímetro interno à

curva.

QUESTÃO 45

O conjunto de características e condições necessárias ao

desenvolvimento das atividades dos usuários da edificação que, se

consideradas de forma adequada, definem e originam a proposição

para o empreendimento a ser realizado constitui

A a divisão espacial.

B o programa de necessidades.

C o leiaute do ambiente.

D a modulação.

E o projeto básico.

QUESTÃO 46

Em um sistema de cabeamento estruturado, o dispositivo para

acoplamento dos cabos de fibra ótica e conversão de sinais óticos

em digitais é denominado

A patch panel.

B servidor.

C par trançado.

D conversor ótico.

E hub.

QUESTÃO 47

A respeito de prevenção e de combate a incêndio em edifícios,

assinale a opção correta.

A Mangotinho é a peça metálica acoplada à mangueira, com o

objetivo de dar forma ao jato de água.

B Classe de proteção consiste na identificação do risco de

incêndio em função do tipo de uso da edificação.

C Pó químico é o agente extintor que se aplica em fogo nos

equipamentos elétricos energizados.

D Nas edificações, os reservatórios superiores não são fonte de

alimentação de água para o sistema de combate á incêndio.

E A porta corta-fogo tem o objetivo de direcionar as chamas para

fora da edificação.

 – 12 –

Cargo 5: Analista Judiciário – Especialidade: Arquiteto

cespe-2012-tj-ro-analista-judiciario-arquitetura-prova.pdf-html.html

||TJRO12_005_09N200697||

CESPE/UnB – TJRO

QUESTÃO 48

Assinale a opção correta com relação à orçamentação de obras de

edificações.

A Despesas financeiras são consideradas custos indiretos.

B O consumo de cimento das vigas de concreto constitui um

custo indireto.

C Despesas com energia elétrica na sede da construtora são

considerados custos diretos.

D Por serem desprezíveis, as despesas administrativas não

integram o BDI.

E Materiais incorporados ao produto são considerados custos

fixos.

QUESTÃO 49

Nos canteiros de obras para construção de edifícios, o arranjo mais

adequado é o do tipo físico

A funcional.

B por processo.

C linear.

D celular.

E posicional.

QUESTÃO 50

A respeito do projeto estrutural de um edifício que será executado

em concreto armado, assinale a opção correta.

A O projeto não prevê o detalhamento das emendas das vigas;

esse é um procedimento realizado na obra, pois depende da

disponibilidade de barras.

B Para evitar a oxidação, as barras de aço devem ser lubrificadas

com graxa antes da concretagem.

C Os estribos das vigas, por não terem função estrutural, são

confeccionados com arame recozido.

D Um dos objetivos das barras de aço é resistir aos esforços de

tração.

E Independentemente do tipo e da função da viga, a armadura

mais espessa deverá estar na parte inferior da viga.

QUESTÃO 51

Assinale a opção correta, a respeito de instalações hidráulicas em

edifícios.

A No reservatório superior, o registro de boia deve ser conectado

ao extravasor.

B Alterações de percurso e de extensão não afetam o

dimensionamento dos tubos de água, desde que não haja

alteração de diâmetro.

C O sistema de distribuição indireto sem bombeamento deve ser

utilizado quando a pressão na rede pública for suficiente para

abastecer o reservatório elevado.

D Uma das funções do hidrômetro é estabilizar a pressão

dinâmica da rede pública antes da alimentação predial.

E O tubo de alimentação do reservatório superior é considerado

parte do ramal externo.

QUESTÃO 52

De acordo com as disposições da Lei n.º 12.378/2010, que

regulamenta o exercício do profissional de arquitetura e urbanismo,

assinale a opção correta.

A Com a sanção da referida lei, o Conselho de Arquitetura e

Urbanismo ficou impedido de compartilhar instalações com o

CONFEA e com os CREAs.

B O arquiteto que atua em obras públicas está dispensado de

registro no Conselho de Arquitetura e Urbanismo.

C O Conselho de Arquitetura e Urbanismo está impedido de

fiscalizar o exercício de atividades em áreas de atuação

compartilhada com profissionais de áreas afetas a outros

conselhos.

D É facultado ao engenheiro civil o registro no Conselho de

Arquitetura e Urbanismo.

E Compete ao Conselho de Arquitetura e Urbanismo a inscrição

de empresas estrangeiras de arquitetura e urbanismo no país.

 – 13 –

Cargo 5: Analista Judiciário – Especialidade: Arquiteto

cespe-2012-tj-ro-analista-judiciario-arquitetura-prova.pdf-html.html

||TJRO12_005_09N200697||

CESPE/UnB – TJRO

QUESTÃO 53

A atividade exercida de modo sistemático pelo contratante e seus

prepostos, objetivando a verificação do cumprimento das

disposições contratuais, técnicas e administrativas, em todos os seus

aspectos, é conhecida como

A revisão.
B repactuação.
C fiscalização.
D medição.
E auditoria.

QUESTÃO 54

Relativamente ao desempenho térmico, a taxa de radiação incidente

sobre um corpo, por unidade de área da superfície, é denominada

A coeficiente de sombreamento.
B difusividade térmica.
C capacidade térmica específica.
D irradiância.
E absortância à radiação solar.

QUESTÃO 55

Assinale a opção correspondente à designação da argamassa de

aderência, que é a primeira camada a ser aplicada nas paredes e

proporciona condições para a fixação de outros elementos.

A chapisco
B emboço
C reboco
D massa única
E granilite

QUESTÃO 56

Os pisos são classificados de acordo com a capacidade de

resistência à abrasão. Nesse sentido, a classe de pisos recomendada

para unidades industriais e comerciais, supermercados e aeroportos

é a

A classe 5 – tráfego superintenso.
B classe 2 – tráfego intenso.
C classe 1 – tráfego leve.
D classe 1 – tráfego superintenso.
E classe 2 – tráfego médio.

QUESTÃO 57

A parte móvel das portas, que permite ou não a passagem, é

A a folha.

B a guarnição.
C o sócolo.

D a sambladura.
E o batente.

QUESTÃO 58

Nos telhados, escoras e pendurais são

A equipamentos de apoio à montagem.
B partes da tesoura.

C tipos de telha.
D tipos de arremate.

E formas geométricas de telhado.

QUESTÃO 59

Na composição das tintas utilizadas em pinturas de edificações, o

elemento responsável pela formação da película protetora em que

a tinta depois de seca se transforma é o

A aditivo.

B catalizador.
C veículo.

D pigmento.
E solvente.

QUESTÃO 60

Assinale a opção correta a respeito de instalações sanitárias em

edifícios.

A A caixa coletora é destinada a receber e deter gordura

proveniente de cozinhas.

B O ralo seco possui desconector.

C O ramal de ventilação recebe efluentes do ramal de descarga.
D O ramal de esgoto é a última canalização que interliga a rede

doméstica à rede pública ou fossa séptica.

E O fecho hídrico do sifão sanitário veda a passagem de gases

para o ambiente.

 – 14 –

Cargo 5: Analista Judiciário – Especialidade: Arquiteto