Prova Concurso - Arquitetura - 2013-CAU-SC-ARQUITETO-FISCAL - FEPESE - CAU - 2013

Prova - Arquitetura - 2013-CAU-SC-ARQUITETO-FISCAL - FEPESE - CAU - 2013

Detalhes

Profissão: Arquitetura
Cargo: 2013-CAU-SC-ARQUITETO-FISCAL
Órgão: CAU
Banca: FEPESE
Ano: 2013
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

ARQUITETOEBSERH2018
ESPECIALISTA-PORTUARIO-ARQUITETURAEMAP2018
ARQUITETOPREFEITURA2018

Gabarito

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-gabarito.pdf-html.html

Serviço Público Federal
Conselho Regional de Arquitetura e Urbanismo de Santa Catarina
Concurso Público - Edital no 001/2013

Prova: 17 de novembro

Nível Superior

S1 Arquiteto Fiscal

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

d

b

a

c

e

d

c

a

d

a

c

a

e

b

d

e

a

b

e

e

d

b

c

b

c

e

d

c

d

b

c

e

b

a

b

c

a

e

b

a

d

e

c

c

b

a

d

d

e

a

S2 Analista Técnico

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

d

b

a

c

e

d

c

a

d

a

c

a

e

b

d

e

a

b

e

e

d

b

c

b

c

c

a

e

c

b

d

a

c

b

d

b

c

d

e

b

e

a

c

b

a

e

d

d

e

a

S3 Analista Administrativo Financeiro

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

d

b

a

c

e

d

c

a

d

a

c

a

e

b

d

e

a

b

e

e

d

b

c

b

c

e

d

b

d

b

d

c

e

a

e

a

b

c

a

e

a

b

c

e

d

a

b

d

c

c

S4 Analista Jurídico

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

d

b

a

c

e

d

c

a

d

a

c

a

e

b

d

e

a

b

e

e

d

b

c

b

c

c

d

c

e

b

d

a

b

a

c

e

b

d

a

e

b

c

d

a

e

d

a

e

c

b

S5 Analista de Compras, Contratos e Licitações

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

d

b

a

c

e

d

c

a

d

a

c

a

e

b

d

e

a

b

e

e

d

b

c

b

c

c

d

b

e

a

d

a

b

c

d

c

e

d

a

c

b

a

e

b

c

a

e

d

e

b

causc.fepese.org.br

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-gabarito.pdf-html.html

Nível Médio/Técnico

M1 Secretária

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31

b

a

c

d

c

d

a

e

c

b

e

c

e

a

d

b

a

c

b

e

b

c

e

d

b

a

c

d

a

d

e

M2 Assistente Técnico

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31

b

a

c

d

c

d

a

e

c

b

e

c

e

a

d

b

c

a

d

b

e

a

c

b

e

d

a

e

b

c

d

M3 Assistente Administrativo Financeiro

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31

b

a

c

d

c

d

a

e

c

b

e

c

e

a

d

b

e

d

a

b

c

a

d

b

e

a

d

c

b

e

c

M4 Assistente de Comissões

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31

b

a

c

d

c

d

a

e

c

b

e

c

e

a

d

b

d

c

b

e

b

d

a

e

b

c

a

e

c

d

a

Prova

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-prova.pdf-html.html

S1 Arquiteto Fiscal

Serviço Público Federal

Conselho Regional de Arquitetura e Urbanismo de Santa Catarina

Concurso Público • Edital 001/2013

 http://causc.fepese.org.br

Caderno  

de Prova

novembro

17

17 de novembro

das 15 às 19 h

4 h de duração*

50 questões

2 questões

Confira o número que você obteve no ato da inscrição com o que está indicado no cartão-resposta.
*
 A duração da prova inclui o tempo para o preenchimento do cartão-resposta.

Instruções

Para fazer a prova você usará este caderno de prova; um cartão-
-resposta
 que contém o seu nome, número de inscrição e espaço 
para assinatura; e 2 folhas-resposta numeradas e identificadas 
com código alfanumérico,  sendo uma folha-resposta para cada 
questão dissertativa.

Verifique, no material entregue, se:

 

ƒ

faltam folhas e a sequência de questões está correta.

 

ƒ

há imperfeições gráficas que possam causar dúvidas.

 

ƒ

o código alfanumérico das folhas-resposta confere com o da 
etiqueta colada na sua carteira.

Comunique imediatamente ao fiscal qualquer irregularidade.

Ao terminar a prova, entregue ao fiscal o caderno de prova 
completo, o cartão-resposta devidamente preenchido e assinado 
juntamente com as 2 folhas-resposta.

Atenção!

 

ƒ

Para cada questão objetiva são apresentadas 5 alternativas 
diferentes de respostas (a, b, c, d, e). Apenas uma delas constitui 
a resposta correta em relação ao enunciado da questão.

 

ƒ

As respostas deverão ser transcritas para o cartão e folhas-res-
posta com caneta esferográfica feita de material transparente, de 
tinta indelével, de cor azul ou preta.

 

ƒ

As questões serão corrigidas unicamente pelo cartão e folhas-
-resposta, não sendo válidas quaisquer anotações eventualmen-
te feitas no caderno de provas.

 

ƒ

As folhas-resposta das questões dissertativas não poderão ser 
assinadas ou conter qualquer desenho, palavra, letra ou sinal 
que possam identificar o autor.

 

ƒ

Não é permitido qualquer tipo de consulta durante a realização 
da prova.

 

ƒ

A interpretação das questões é parte integrante da prova, não 
sendo permitidas perguntas aos fiscais.

 

ƒ

Não destaque folhas da prova.

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-prova.pdf-html.html

.

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-prova.pdf-html.html

Serviço Público Federal

 

Página 3

Legislação Aplicada 

5 questões

1.  Conforme estabelece a Lei n

o

 12.378, de 31 de 

dezembro de 2010, que “regulamenta o exercício 

da Arquitetura e Urbanismo; cria o Conselho de 

Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR) e os 

Conselhos de Arquitetura e Urbanismo dos Estados e 

do Distrito Federal (CAUs)”, o mandato dos conselhei-

ros do CAU/BR e dos CAUs é de:

a.  (  )  2 anos, sendo proibida a recondução.
b. (  )  2 anos, sendo permitida apenas uma 

recondução.

c.  (  )  3 anos, sendo proibida a recondução.
d. ( X )  3 anos, sendo permitida apenas uma 

recondução.

e.  (  )  5 anos, sendo proibida a recondução.

2.  De acordo com a Lei n

o

 12.378, de 31 de dezembro 

de 2010, que “regulamenta o exercício da Arquitetura 

e Urbanismo; cria o Conselho de Arquitetura e 

Urbanismo do Brasil (CAU/BR) e os Conselhos de 

Arquitetura e Urbanismo dos Estados e do Distrito 

Federal (CAUs)”, assinale a alternativa correta.

a.  (  )  O valor da taxa de RRT é de R$ 70,00.
b. ( X )  O CAU/BR e os CAUs gozam de imunidade a 

impostos.

c.  (  )  Prescreve em 3 anos a pretensão de punição 

das sanções disciplinares.

d. (  )  O Plenário do Conselho do CAU/BR será cons-

tituído por 2 Conselheiros representantes de 

cada Estado.

e.  (  )  Compete aos CAUs alterar o Regimento Geral 

e o Código de Ética.

Conhecimentos Gerais 

(25 questões)

3.  De acordo com a Resolução CAU/BR n

o

 52, de 6 de 

setembro de 2013, que “aprova o Código de Ética e 

Disciplina do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do 

Brasil (CAU/BR)”, assinale a alternativa incorreta.

a.  ( X )  O arquiteto e urbanista deve estipular e divul-

gar seus honorários independentemente de 

haver sido chamado para oferecer serviços 

profissionais.

b. (  )  O arquiteto e urbanista deve declarar-se impe-

dido de oferecer vantagem ou incentivo mate-

rial ou pecuniário a outrem, visando favorecer 

indicação de eventuais futuros contratantes.

c.  (  )  O arquiteto e urbanista deve repudiar a prática 

de plágio e de qualquer apropriação parcial ou 

integral de propriedade intelectual de outrem.

d. (  )  O arquiteto e urbanista deve abster-se de 

emitir referências depreciativas, maliciosas, 

desrespeitosas, ou de tentar subtrair o crédito 

do serviço profissional de colegas.

e.  (  )  O arquiteto e urbanista, quando convidado a 

emitir parecer ou reformular os serviços pro-

fissionais de colegas, deve informá-los previa-

mente sobre o fato.

4.  Nos termos da Resolução CAU/BR n

o

 33, de 6 de 

setembro de 2012, que “aprova o Regimento Geral do 

Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/

BR)”, não compreende(m) a estrutura organizacional 

do CAU/BR:

a.  (  ) Plenário.
b. (  ) Presidência.
c.  ( X )  Conselho Fiscal.
d. (  )  Conselho Diretor.
e.  (  )  Comissões Ordinárias.

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-prova.pdf-html.html

Página 4

Conselho Regional de Arquitetura e Urbanismo de Santa Catarina

6.  Analise as afirmativas sobre o texto.

1.  O texto apresenta três cenários para a prática 

da arquitetura.

2.  Os cenários mostrados são antagônicos, mas 

todos apresentam pontos positivos.

3.  Em um dos cenários, segundo o autor, o arqui-

teto faz um uso mais intenso de sua capaci-

dade reflexiva para a criação de seus projetos.

4.  Em outro cenário, o autor apresenta o bene-

fício de melhores respostas tecnológicas, 

compositivas e formais para o trabalho do 

arquiteto.

5.  A tecnologia do lápis e do papel não equi-

vale à da máquina eletrônica, mas ambas se 

completam.

Assinale a alternativa que indica todas as afirmativas 

corretas.

a.  (  )  São corretas apenas as afirmativas 2 e 5.
b. (  )  São corretas apenas as afirmativas 4 e 5.
c.  (  )  São corretas apenas as afirmativas 1, 3 e 5.
d. ( X )  São corretas apenas as afirmativas 2, 3 e 4.
e.  (  )  São corretas apenas as afirmativas 3, 4 e 5.

7.  Sobre o enunciado retirado do texto:

“O advento da informática modificou a vida da socie-

dade em geral. No caso da prática profissional dos 

arquitetos, ela se dá, talvez mais expressivamente, no 

âmbito da concepção arquitetônica”,

Assinale a alternativa correta.

a.  (  )  “Âmbito” e “contexto” são antônimos na frase.
b. (  )  O enunciado retirado do texto nesta questão 

é um período composto por subordinação.

c.  ( X )  A palavra sublinhada retoma a ideia de modi-

ficação da vida da sociedade.

d. (  )  A expressão entre vírgulas “talvez mais expres-

sivamente” denota a ideia de retificação.

e.  (  )  A palavra “arquitetônica” é acentuada grafica-

mente por se tratar de uma paroxítona termi-

nada em “a”.

5.  Conforme a Resolução CAU/BR n

o

 33, de 6 de 

setembro de 2012, que “aprova o Regimento Geral 

do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil 

(CAU/BR)”, compete especificamente à Comissão de 

Exercício Profissional:

a.  (  )  Supervisionar os estudos para atualização de 

valores de anuidades, taxas e multas.

b. (  )  Apreciar e deliberar sobre habilitação, ativida-

des e competências profissionais.

c.  (  )  Coordenar a elaboração do Código de Ética e 

Disciplina Profissional e suas alterações.

d. (  )  Apreciar, deliberar e homologar registro de 

profissional diplomado por estabelecimento 

estrangeiro de ensino.

e.  ( X )  Propor, apreciar e deliberar sobre projetos de 

atos normativos referentes a tabelas indicati-

vas de honorários dos arquitetos e urbanistas.

Língua Nacional 

8 questões

Leia o texto.

O advento da informática modificou a vida da socie-

dade em geral. No caso da prática profissional dos 

arquitetos, ela se dá, talvez mais expressivamente, no 

âmbito da concepção arquitetônica que está se deslo-

cando de um apoiamento por instrumentos de dese-

nho como o lápis e o papel para o apoiamento em 

máquinas eletrônicas utilizando programas de dese-

nho que não dão o mesmo tempo de reflexão que os 

instrumentos convencionais davam, isto é, o arquiteto 

produz de um modo direto por sobre as técnicas de 

informática sem a possibilidade de uma reflexão ao 

longo do processo produtivo. Isso constitui um modo 

diferente de produção arquitetônica que, do meu 

ponto de vista, se reflete em uma redução das com-

plexidades compositivas que um trabalho artesanal 

de desenho, muitas vezes, significa. E de outro lado, 

também paradoxalmente, a utilização da informática 

permite que edifícios possam oferecer respostas tec-

nológicas, respostas compositivas e respostas formais 

até mais complexas do que aquelas que se alcança-

vam numa concepção convencional.

Sérgio Magalhães.

<http://www.caurj.org.br/?p=8245> acesso em 02.10.2103.

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-prova.pdf-html.html

Serviço Público Federal

 

Página 5

10.  Analise o conceito abaixo:

“Um texto coeso é aquele em que suas ideias estão 

encadeadas de tal modo que se complementam em 

um todo argumentativo”.

Partindo desse conceito de coesão textual, assinale a 

alternativa que apresenta um texto coeso.

a.  ( X )  A associação dos arquitetos e urbanistas 

aguarda a aprovação de uma legislação do 

governo brasileiro que mudará o cenário da 

profissão para os próximos 10 anos.

b. (  )  O engenheiro e a arquiteta estavam traba-

lhando em mesmo projeto. Aquela se saiu 

melhor que este, se considerados os resulta-

dos esperados.

c.  (  )  Os profissionais que cujas habilitações são 

reconhecidas o mercado absorve mais 

facilmente.

d. (  )  O edifício chegou a ser construído onde 

houve, posteriormente, o embargo da obra.

e.  (  )  O serviço foi executado pois deves te 

conformar.

11.  Sobre Formação de Palavras, observe a palavra 

e o significado do radical ou prefixo posto entre 

parênteses.

1.  Paleografia (paleo = antigo)
2.  Beligerante (gerante = guerra)
3.  Cisalpino (cis = posição aquém)
4.  Epitáfio (epi = posição inferior)
5.  Metáfora (meta = transformação)

Assinale a alternativa que apresenta as significações 

corretas.

a.  (  )  São corretas apenas as afirmativas 3 e 4.
b. (  )  São corretas apenas as afirmativas 4 e 5.
c.  ( X )  São corretas apenas as afirmativas 1, 3 e 5.
d. (  )  São corretas apenas as afirmativas 1, 4 e 5.
e.  (  )  São corretas apenas as afirmativas 2, 3 e 4.

8.  Observe a frase extraída do texto:

“E de outro lado, também paradoxalmente, a utilização 

da informática permite que edifícios possam oferecer 

respostas tecnológicas…”.

Identifique abaixo as afirmativas verdadeiras ( V ) e as 

falsas ( F ).

(  )  A frase dá início ao contraponto feito pelo 

autor a respeito de um cenário que se dese-

nhava como negativo.

(  )  A palavra sublinhada reforça um sentido de 

oposição e tem o intuito de introduzir o bene-

fício de outro cenário.

(  )  A frase é um período composto por subordi-

nação em que a segunda frase é objeto indi-

reto da primeira.

(  )  A expressão “de outro lado” pode ser substitu-

ída pela expressão “no entanto” sem prejuízo 

de sentido ao contexto em que aparece.

(  )  As duas vírgulas são usadas para o isolamento 

de aposto retificativo intercalado.

Assinale a alternativa que indica a sequência correta

de cima para baixo.

a.  ( X )  V – V – F – V – F
b. (  )  V – V – F – F – V
c.  (  )  V – F – V – V – F
d. (  )  F – V – V – F – V
e.  (  )  F – V – F – F – V

9.  Em cada frase há o uso do sinal indicativo da crase.

Assinale a alternativa em que esse uso está de acordo 

com a norma culta.

a.  (  )  Refiro-me à ele, o profissional de engenharia.
b. (  )  Estávamos frente à frente, quando os carros se 

chocaram.

c.  (  )  Estou disposto à estudar mais e mais, o conhe-

cimento é ilimitado.

d. ( X )  Saiu à uma hora em ponto e não perdeu a 

jornada de trabalho.

e.  (  )  Dirijo-me à Vossa Excelência no intuito de 

apresentar nossas reivindicações.

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-prova.pdf-html.html

Página 6

Conselho Regional de Arquitetura e Urbanismo de Santa Catarina

13.  Analise a frase abaixo:

“A utilização da informática permite que edifícios 

possam oferecer respostas tecnológicas”.

Assinale a alternativa que apresenta a correta 

classificação morfológica das palavras da frase, 

respectivamente.

a.  (  )  artigo, substantivo, adjunto adnominal, subs-

tantivo, verbo, preposição, substantivo, verbo, 

verbo, substantivo, adjetivo.

b. (  )  adjunto adnominal, substantivo, contração da 

preposição “de” com o artigo “a”, substantivo, 

verbo, preposição, substantivo, verbo, verbo, 

substantivo, adjetivo.

c.  (  )  artigo, verbo, contração da preposição “de” 

com o artigo “a”, substantivo, verbo, conjun-

ção, substantivo, verbo, verbo, substantivo, 

substantivo.

d. (  )  preposição, verbo, contração da preposição 

“de” com o artigo “a”, substantivo, verbo, con-

junção, substantivo, verbo, verbo, substantivo, 

substantivo.

e.  ( X )  artigo, substantivo, contração da preposição 

“de” com o artigo “a”, substantivo, verbo, con-

junção, substantivo, verbo, verbo, substantivo, 

adjetivo.

Raciocínio lógico e matemático 

5 questões

14.  Uma empresa dispõe de 11 funcionários, sendo 

5 homens e 6 mulheres. De quantas maneiras a 

empresa pode escolher 5 funcionários, sendo 3 

mulheres e 2 homens, para elaborar um projeto?

a.  (  )  180
b. ( X )  200
c.  (  )  220
d. (  )  240
e.  (  )  260

12.  Leia o texto.

A urbanização tem várias faces, as quais não são con-

troladas por forças externas e sim pela sociedade ao se 

tornar agente produtor do espaço urbano. Influencia 

diretamente no processo de crescimento das cida-

des, seguindo um conjunto de interesses que nem 

(ou quase) sempre representam um crescimento na 

qualidade de vida dos cidadãos. Ainda mais: interfere 

positivamente na promoção do bem-estar social tão 

propagado no discurso do desenvolvimento.

<http://www.jaenoticia.com.br/noticia/2599/4%C2%AA-Semana-

-de-Arquitetura-e-Urbanismo>, acesso em 04.10.2013 - adaptado.

Analise as afirmativas relacionadas ao texto.

1.  A sociedade controla as várias faces da 

urbanização.

2.  A expressão “ainda mais”, na última frase do 

texto, incorpora um dado a mais no argu-

mento a favor da urbanização.

3.  A expressão “as quais” sublinhada no texto é 

pronome relativo, pode ser substituído pela 

palavra “que” e tem valor de retomada de uma 

palavra já dita.

4.  A palavra “que” sublinhada no texto é uma 

conjunção que introduz a ideia de cresci-

mento da qualidade de vida dos cidadãos 

pela urbanização.

5.  A expressão: “forças externas” é com-

posta por um adjetivo e um substantivo 

respectivamente.

Assinale a alternativa que indica todas as afirmativas 

corretas.

a.  ( X )  São corretas apenas as afirmativas 1, 2 e 3.
b. (  )  São corretas apenas as afirmativas 1, 4 e 5.
c.  (  )  São corretas apenas as afirmativas 2, 3 e 4.
d. (  )  São corretas apenas as afirmativas 2, 3 e 5.
e.  (  )  São corretas apenas as afirmativas 3, 4 e 5.

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-prova.pdf-html.html

Serviço Público Federal

 

Página 7

18.  Em uma gaveta encontram-se 6 canetas azuis e 

4 vermelhas. Uma pessoa pega, sem olhar, duas cane-

tas desta gaveta.

Qual a probabilidade que as canetas escolhidas 

tenham a mesma cor?

a.  ( ) 

6

15

b. ( X ) 

7

15

c.  ( ) 

8

15

d. ( ) 

9

45

e.  ( ) 

14

45

Noções de Informática 

3 questões

19.  O MS Powerpoint 2010 em português permite sal-

var apresentações em formato de vídeo para posterior 

distribuição e reprodução autônoma como um vídeo.

Sobre isso, considere as seguintes afirmativas:

1.  O formato padrão, quando se salva uma apre-

sentação como um vídeo, é o Windows Media 

Video (.wmv).

2.  Podem-se incluir animações e transições no 

vídeo.

3.  Pode-se gravar e sincronizar a narração de voz 

e incorporá-la ao vídeo.

Assinale a alternativa que indica todas as afirmativas 

corretas.

a.  (  )  É correta apenas a afirmativa 3.
b. (  )  São corretas apenas as afirmativas 1 e 2.
c.  (  )  São corretas apenas as afirmativas 1 e 3.
d. (  )  São corretas apenas as afirmativas 2 e 3.
e.  ( X )  São corretas as afirmativas 1, 2 e 3.

15.  Uma pessoa tem à disposição 8 tipos de piso para 

colocar em 4 quartos de sua casa. De quantas formas 

diferentes ela pode ladrilhar os quartos, de maneira 

que todos os quartos tenham pisos diferentes?

a.  (  )  70
b. (  )  1240
c.  (  )  1420
d. ( X )  1680
e.  (  )  1860

16.  Se x > 2 ou x < –2 então | x | > 2. Se | x | ≤ 2 então:

a.  (  )  x = 0
b. (  )  x ≤ 2
c.  (  )  –2 ≤ x
d. (  )  –2 ≤ x ou x ≤ 2
e.  ( X )  –2 ≤ x e x ≤ 2

17.  João, Maria e Artur foram viajar para 3 lugares 

diferentes, cada um utilizando um e apenas um meio 

de transporte entre automóvel, avião e navio.

Sabe-se que se João utilizou automóvel, então Maria 

não utilizou avião. Se Artur ou Maria utilizaram navio, 

então João utilizou avião. Ainda, Maria não utilizou 

automóvel e João não utilizou avião.

Logo:

a.  ( X )  João utilizou navio, Maria avião e  

Artur automóvel.

b. (  )  João utilizou automóvel, Maria avião e  

Artur navio.

c.  (  )  João utilizou automóvel, Maria navio e  

Artur avião

d. (  )  João utilizou navio, Maria automóvel e  

Artur avião.

e.  (  )  É impossível determinar quais meios de trans-

porte foram utilizados por João, Maria e Artur.

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-prova.pdf-html.html

Página 8

Conselho Regional de Arquitetura e Urbanismo de Santa Catarina

23.  Identifique abaixo as afirmativas verdadeiras ( V ) 

e as falsas ( F ) com relação à economia brasileira.

(  )  A taxa de inflação medida no primeiro semes-

tre de 2013 ameaça ultrapassar a meta fixada 

pelo governo.

(  )  A queda dos preços internacionais da soja e 

do trigo tem prejudicado o saldo da balança 

comercial brasileira em 2013.

(  )  O saldo do comércio exterior brasileiro do 

ano de 2012 representou o pior resultado dos 

últimos 10 anos.

(  )  Para tentar manter a inflação sob controle, a 

partir de março de 2013, o governo decidiu 

diminuir a taxa básica de juros.

(  )  O equilíbrio na relação comercial com a China 

resulta da grande quantidade de manufaturas 

exportadas pelo Brasil.

Assinale a alternativa que indica a sequência correta

de cima para baixo.

a.  (  )  V – V – F – V – F
b. (  )  V – V – F – F – F
c.  ( X )  V – F – V – F – F
d. (  )  F – F – V – V – F
e.  (  )  F – F – V – F – V

24.  Analise o texto abaixo:

A produção de resíduos nos grande conglomerados 

urbanos obriga as autoridades governamentais a ado-

tar soluções economicamente caras para armazená-

-los e reduzir os riscos de contaminação da água e 

evitar outros prejuízos à natureza. No Brasil, a   (1)   , 

fixada pela Lei 12.305, de 2010, determina que, a partir 

de   (2)   , todos os municípios brasileiros devem 

substituir os lixos por aterros sanitários dispostos de 

maneira planejada para não contaminar o ambiente.

Assinale a alternativa que completa corretamente as 

lacunas numeradas do texto.

a.  ( ) 

(1)

 Economia e Consumo Sustentáveis ; 

(2)

 2013

b. ( X ) 

(1)

 Política Nacional de Resíduos Sólidos ; 

(2)

 2014

c.  ( ) 

(1)

 Meta de Reciclagem Racional ; 

(2)

 2017

d. ( ) 

(1)

 Prática de Consumo Sustentável ; 

(2)

 2020

e.  ( ) 

(1)

 Responsabilidade Comunitária ; 

(2)

 2025

20.  Considere 3 células no MS Excel 2010 em por-

tuguês, A1, A2 e A3, com os valores 103, 98 e 125, 

respectivamente.

Considere a função do Excel abaixo:

=E(A1<100;A2<100;A3<100)

Assinale a alternativa que indica corretamente o 

resultado dessa função.

a.  (  )  26
b. (  )  3, –2, 25
c.  (  )  Verdadeiro, Falso, Verdadeiro
d. (  ) Verdadeiro
e.  ( X )  Falso

21.  O botão (ou ícone) 

 do MS Word 2010 em 

português tem a função de:

a.  (  )  Definir a largura da linha de texto.
b. (  )  Definir o comprimento de cada parágrafo.
c.  (  )  Definir a formatação do parágrafo na vertical.
d. ( X )  Definir o espaçamento entre as linhas do texto.
e.  (  )  Definir o alinhamento do texto às margens, 

direita, esquerda, central ou justificado.

Atualidades 

4 questões

22.  Sobre a forma de desenvolvimento que leva em 

conta a preservação de recursos naturais, bem como o 

bem-estar e a melhoria da qualidade de vida da socie-

dade, a longo prazo, é correto afirmar que se trata de:

a.  (  ) Agroecologia.
b. ( X )  Sustentabilidade.
c.  (  )  Ecossocialismo.
d. (  ) Socioecologia.
e.  (  ) Solidarismo.

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-prova.pdf-html.html

Serviço Público Federal

 

Página 9

Coluna  

em Branco.

(rascunho)

25.  Sobre os estremecimentos nas relações diplo-

máticas entre os governos brasileiro e estadunidense 

ocorridos em 2013 e que provocaram manifestações 

de protesto da presidente Dilma Rousseff em seu 

discurso na Organização das Nações Unidas, é correto 

afirmar que as causas apontadas foram:

a.  (  )  A posição contrária da diplomacia brasileira 

à invasão do território sírio pelas tropas dos 

Estados Unidos.

b. (  )  A presença de cientistas americanos nas áreas 

indígenas demarcadas na Amazônia com a 

finalidade de explorar plantas medicinais.

c.  ( X )  Espionagem eletrônica praticada pela 

National Security Agency, através da qual 

os EUA teriam acessado dados do governo 

brasileiro.

d. (  )  Informações privilegiadas de empresas ame-

ricanas sobre as reservas de petróleo do poço 

de Libra, que prejudicaram o leilão promovido 

pela Petrobrás.

e.  (  )  A valorização artificial da moeda americana 

com a finalidade de dificultar as exportações 

dos países emergentes.

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-prova.pdf-html.html

Página 10

Conselho Regional de Arquitetura e Urbanismo de Santa Catarina

Conhecimentos Específicos 

(25 questões)

26.  A respeito da organização da Administração 

Pública, assinale a alternativa correta.

a.  (  )  As empresas públicas, as sociedades de eco-

nomia mista e as fundações deverão ser cria-

das diretamente por lei específica.

b. (  )  A desconcentração é efetivada mediante 

outorga quando o Estado cria uma entidade 

por lei e a ela transfere determinado serviço 

público.

c.  (  )  Administração Direta é o conjunto de órgãos 

que integram as pessoas políticas do Estado, 

aos quais se atribuem competências, de forma 

centralizada ou descentralizada, para o exercí-

cio de atividades administrativas.

d. (  )  A Administração Indireta compreende o con-

junto de pessoas jurídicas com autonomia 

política, administrativa e financeira.

e.  ( X )  As autarquias são entidades administrati-

vas autônomas, criadas por lei específica, 

com personalidade jurídica de direito 

público, patrimônio próprio e atribuições 

determinadas.

27.  De acordo com a Lei n

o

 9.784, de 29 de janeiro de 

1999, que “regula o processo administrativo no âmbito 

da Administração Pública Federal”, não constitui dever 

do administrado perante a Administração:

a.  (  )  Não agir de modo temerário.
b. (  )  Expor os fatos conforme a verdade.
c.  (  )  Proceder com lealdade, urbanidade e boa-fé.
d. ( X )  Efetuar o depósito de dinheiro como condição 

de admissibilidade de recurso administrativo.

e.  (  )  Prestar as informações que lhe forem solici-

tadas e colaborar para o esclarecimento dos 

fatos.

28.  Sobre os contratos firmados pela Administração 

Pública, com fundamento na Lei n

o

 8.666/93, é cor-

reto afirmar:

a.  (  )  Os contratos não poderão ser alterados unila-

teralmente pela Administração Pública.

b. (  )  Constitui motivo para a rescisão do contrato o 

atraso, ainda que justificado, no início da obra, 

serviço ou fornecimento.

c.  ( X )  O contratado deverá manter preposto, aceito 

pela Administração, no local da obra ou 

serviço, para representá-lo na execução do 

contrato.

d. (  )  O contratado, na execução do contrato, não 

pode subcontratar partes da obra, serviço ou 

fornecimento.

e.  (  )  Os casos de rescisão contratual serão formal-

mente motivados nos autos do processo, mas 

independem de notificação e manifestação 

do contratado.

29.  Conforme estabelece a Lei n

o

 9.433, de 8 de 

janeiro de 1997, independe de outorga pelo Poder 

Público, conforme definido em regulamento, os direi-

tos relativos ao seguinte uso de recursos hídricos:

a.  (  )  O aproveitamento dos potenciais hidrelétricos.
b. (  )  A extração de água de aquífero subterrâneo 

para consumo final ou insumo de processo 

produtivo.

c.  (  )  O lançamento em corpo de água de esgotos e 

demais resíduos líquidos ou gasosos, tratados 

ou não, com o fim de sua diluição, transporte 

ou disposição final.

d. ( X )  O uso de recursos hídricos para a satisfação 

das necessidades de pequenos núcleos popu-

lacionais, distribuídos no meio rural.

e.  (  )  A derivação ou captação de parcela da água 

existente em um corpo de água para con-

sumo final, inclusive abastecimento público, 

ou insumo de processo produtivo.

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-prova.pdf-html.html

Serviço Público Federal

 

Página 11

33.  Nos termos da Lei n

o

 11.888, de 24 de dezembro 

de 2008, que “assegura às famílias de baixa renda 

assistência técnica pública e gratuita para o projeto e 

a construção de habitação de interesse social”, estão 

contempladas pelo programa de moradia as famílias:

a.  (  )  com renda mensal de até três salários míni-

mos, residentes apenas em áreas rurais.

b. ( X )  com renda mensal de até três salários míni-

mos, residentes em áreas urbanas ou rurais.

c.  (  )  com renda mensal de até cinco salários míni-

mos, residentes em áreas urbanas ou rurais.

d. (  )  com renda mensal de até cinco salários míni-

mos, residentes apenas em áreas urbanas.

e.  (  )  com renda mensal de até cinco salários míni-

mos, residentes apenas em áreas rurais.

34.  Segundo a Lei n

o

 12.587, de 3 de janeiro de 2012, 

que “institui as diretrizes da Política Nacional de 

Mobilidade Urbana”, é atribuição dos Estados:

a.  ( X )  Propor política tributária específica e de 

incentivos para a implantação da Política 

Nacional de Mobilidade Urbana.

b. (  )  Fomentar o desenvolvimento tecnológico e 

científico visando ao atendimento dos prin-

cípios e das diretrizes da Política Nacional de 

Mobilidade Urbana.

c.  (  )  Organizar e disponibilizar informações sobre 

o Sistema Nacional de Mobilidade Urbana e 

a qualidade e produtividade dos serviços de 

transporte público coletivo.

d. (  )  Planejar, executar e avaliar a política de mobi-

lidade urbana, bem como promover a regula-

mentação dos serviços de transporte urbano.

e.  (  )  Capacitar pessoas e desenvolver as institui-

ções vinculadas à política de mobilidade 

urbana do Município.

30.  Com base na Lei n

o

 10.257, de 10 de julho de 2001, 

denominada “Estatuto da Cidade”, o plano diretor é 

obrigatório para cidades com mais de:

a.  (  )  10 mil habitantes.
b. ( X )  20 mil habitantes.
c.  (  )  50 mil habitantes.
d. (  )  80 mil habitantes.
e.  (  )  100 mil habitantes.

31.  De acordo com a Lei n

o

 11.124, de 16 de junho 

de 2005, é o órgão central do Sistema Nacional de 

Habitação de Interesse Social (SNHIS):

a.  (  )  Presidência da República.
b. (  )  Conselho das Cidades.
c.  ( X )  Ministério das Cidades.
d. (  )  Ministério da Integração Nacional.
e.  (  )  Conselho Gestor do Fundo Nacional de 

Habitação (FNHIS).

32.  Conforme a Lei n

o

 11.445, de 5 de janeiro de 2007, 

que “estabelece diretrizes nacionais para o sanea-

mento básico”, assinale a alternativa correta.

a.  (  )  Os recursos hídricos integram os serviços 

públicos de saneamento básico.

b. (  )  Os titulares dos serviços públicos de sanea-

mento básico não poderão delegar a organi-

zação, a regulação, a fiscalização e a prestação 

desses serviços.

c.  (  )  A prestação regionalizada de serviços públi-

cos de saneamento básico é caracterizada por 

múltiplos prestadores do serviço para vários 

Municípios, contíguos ou não.

d. (  )  Os reajustes de tarifas de serviços públicos de 

saneamento básico serão realizados obser-

vando-se o intervalo mínimo de 24 meses.

e.  ( X )  Os serviços poderão ser interrompidos pelo 

prestador na hipótese de negativa do usuário 

em permitir a instalação de dispositivo de 

leitura de água consumida, após ter sido pre-

viamente notificado a respeito.

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-prova.pdf-html.html

Página 12

Conselho Regional de Arquitetura e Urbanismo de Santa Catarina

38.  Com base na Lei n

o

 11.977, de 7 de julho de 2009, 

que “dispõe sobre o Programa Minha Casa, Minha 

Vida (PMCMV) e a regularização fundiária de assen-

tamentos localizados em áreas urbanas”, fica a União 

autorizada a transferir recursos para o Fundo de 

Arrendamento Residencial (FAR), até o limite de:

a.  (  )  R$ 6.000.000,00.
b. (  )  R$ 6.500.000,00.
c.  (  )  R$ 16.500.000,00.
d. (  )  R$ 6.500.000.000,00.
e.  ( X )  R$ 16.500.000.000,00.

39.  De acordo com a Resolução CAU/BR n

o

 17, de 2 

de março de 2012, que “dispõe sobre o Registro de 

Responsabilidade Técnica (RRT) na prestação de servi-

ços de arquitetura e urbanismo”, é correto afirmar:

a.  (  )  Será exigida taxa para o RRT Derivado.
b. ( X )  Não será devida taxa para o RRT Retificador.
c.  (  )  Não será objeto de RRT o estudo de viabi-

lidade técnica e ambiental desempenhado 

pelos arquitetos e urbanistas.

d. (  )  Tem-se o RRT de Corresponsável quando um 

arquiteto e urbanista assume a autoria da ati-

vidade descrita no RRT por ele efetuado, junta-

mente com outro, que também efetua um RRT 

em que descreve e assume a autoria da mesma 

atividade e do mesmo endereço do anterior.

e.  (  )  Não se sujeitam ao RRT as construções, edifica-

ções, obras e serviços de arquitetura de interio-

res, concepção e execução de projetos, quando 

executados por arquitetos e urbanistas.

40.  De acordo com a Resolução CAU/BR n

o

 51, de 12 

de julho de 2013, que “dispõe sobre as áreas de atua-

ção privativas dos arquitetos e urbanistas e as áreas de 

atuação compartilhadas com outras profissões regula-

mentadas”, a peça na qual, com fundamentação téc-

nica, o profissional habilitado como perito relata o que 

observou e apresenta suas conclusões denomina-se:

a.  ( X )  Laudo.
b. (  ) Plano.
c.  (  ) Perícia.
d. (  ) Projeto.
e.  (  )  Parecer técnico.

35.  Em consonância com a Lei n

o

 12.608, de 10 

de abril de 2012, que “institui a Política Nacional 

de Proteção e Defesa Civil (PNPDEC)”, compete aos 

Municípios:

a.  (  )  Expedir normas para implementação e execu-

ção da PNPDEC.

b. ( X )  Identificar e mapear as áreas de risco de 

desastres.

c.  (  )  Instituir e manter sistema de informações e 

monitoramento de desastres

d. (  )  Estabelecer critérios e condições para a decla-

ração e o reconhecimento de situações de 

emergência e estado de calamidade pública.

e.  (  )  Promover estudos referentes às causas e 

possibilidades de ocorrência de desastres de 

qualquer origem, sua incidência, extensão e 

consequência.

36.  De acordo com a Lei n

o

 12.651, de 25 de maio 

de 2012, que “dispõe sobre a proteção da vegetação 

nativa”, considera-se área de preservação permanente, 

em zonas rurais ou urbanas:

a.  (  )  As áreas em altitude superior a 1.500 metros, 

qualquer que seja a vegetação.

b. (  )  Em veredas, a faixa marginal, em projeção 

horizontal, com largura mínima de 100 metros.

c.  ( X )  As restingas, como fixadoras de dunas ou 

estabilizadoras de mangues.

d. (  )  As áreas no entorno dos lagos e lagoas natu-

rais, em faixa com largura mínima de 100 

metros, em zonas urbanas.

e.  (  )  As faixas marginais de qualquer curso d’água 

natural perene e intermitente, em largura 

mínima de 100 metros, para os cursos d’água 

que tenham de 10 a 50 metros de largura.

37.  A atividade da Administração Pública que, limi-

tando ou disciplinando direito, interesse ou liberdade, 

regula a prática de ato ou abstenção de fato, em razão 

de interesse público, denomina-se poder:

a.  ( X )  de polícia.
b. (  ) disciplinar.
c.  (  ) normativo.
d. (  ) regulamentar. 
e.  (  ) discricionário.

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-prova.pdf-html.html

Serviço Público Federal

 

Página 13

44.  Conforme estabelece a Resolução CAU/BR n

o

 38, 

de 9 de novembro de 2012, o salário mínimo pro-

fissional do arquiteto e urbanista, para a jornada de 

trabalho de até 6 horas diárias, é de 6 vezes o salário 

mínimo nacional.

Já para a jornada de trabalho de mais de 6 horas  

diárias, o salário mínimo profissional será computado 

levando-se em conta o custo da hora fixada para a  

jornada de trabalho de até 6 horas diárias, acrescido 

de      para as horas excedentes das 6 horas 

diárias.

Assinale a alternativa que completa corretamente a 

lacuna do texto.

a.  (  )  10%
b. (  )  20%
c.  ( X )  25% 
d. (  )  50%
e.  (  )  100%

45.  Considerando o disposto no “Estatuto da Cidade”, 

é lícita a aplicação do imposto sobre a propriedade 

predial e territorial urbana progressivo no tempo 

(IPTU Progressivo) como instrumento da política 

urbana, mediante a majoração da alíquota pelo prazo 

de cinco anos consecutivos.

Nessa hipótese, a alíquota a ser aplicada a cada  

ano será fixada por lei específica e não excederá  

em     vezes o valor referente ao ano anterior, 

respeitada a alíquota máxima de     .

Assinale a alternativa que completa corretamente as 

lacunas do texto.

a.  (  )  2 ; 5%
b. ( X )  2 ; 15%
c.  (  )  3 ; 5%
d. (  )  3 ; 10%
e.  (  )  4 ; 10%

41.  Conforme a Resolução CAU/BR n

o

 22, de 4 de 

maio de 2012, que “dispõe sobre a fiscalização do 

exercício profissional da Arquitetura e Urbanismo”, 

contra a decisão da Comissão de Exercício Profissional 

do CAU/UF, que decidir pela manutenção da autuação 

da pessoa física ou jurídica, caberá recurso ao Plenário 

do CAU/UF, no prazo de:

a.  (  )  10 dias, com efeito suspensivo.
b. (  )  10 dias, sem efeito suspensivo.
c.  (  )  15 dias, sem efeito suspensivo.
d. ( X )  30 dias, com efeito suspensivo.
e.  (  )  30 dias, sem efeito suspensivo.

42.  Nos termos da Resolução CAU/BR n

o

 22, de 4 de 

maio de 2012, que “dispõe sobre a fiscalização do exer-

cício profissional da Arquitetura e Urbanismo, os pro-

cedimentos para formalização, instrução e julgamento 

de processos por infração à legislação e a aplicação 

de penalidades”, incorre em infração ao exercício da 

profissão o arquiteto e urbanista com registro regular 

no CAU que exercer atividade fiscalizada sem o devido 

Registro de Responsabilidade Técnica (RRT).

Nessa hipótese, o profissional será punido com multa 

de:

a.  (  )  10% do valor vigente da taxa do RRT.
b. (  )  50% do valor vigente da taxa do RRT.
c.  (  )  100% do valor vigente da taxa do RRT.
d. (  )  200% de valor vigente da taxa do RRT.
e.  ( X )  300% do valor vigente da taxa do RRT.

43.  De acordo com a Resolução CAU/BR n

o

 28, de 

6 de julho de 2012, que “dispõe sobre o registro e 

sobre a alteração e a baixa de registro de pessoa jurí-

dica de Arquitetura e Urbanismo nos Conselhos de 

Arquitetura e Urbanismo dos Estados e do Distrito 

Federal”, um arquiteto e urbanista pode, simultanea-

mente, para fins de registro no CAU, exercer a respon-

sabilidade técnica por, no máximo:

a.  (  )  1 pessoa jurídica.
b. (  )  2 pessoas jurídicas.
c.  ( X )  3 pessoas jurídicas.
d. (  )  5 pessoas jurídicas.
e.  (  )  7 pessoas jurídicas.

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-prova.pdf-html.html

Página 14

Conselho Regional de Arquitetura e Urbanismo de Santa Catarina

48.  Para os efeitos da Lei n

o

 11.445, de 5 de janeiro 

de 2007, que “estabelece as diretrizes nacionais para 

o saneamento básico”, não se considera “saneamento 

básico” o conjunto de serviços, infraestruturas e insta-

lações operacionais de:

a.  (  )  Esgotamento sanitário.
b. (  )  Abastecimento de água potável.
c.  (  )  Limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos.
d. ( X )  Uso alternativo do solo e subsolo urbano.
e.  (  )  Drenagem e manejo das águas pluviais 

urbanas.

49.  Com relação às incumbências dos intervenientes 

(NBR 15575), é correto afirmar:

a.  (  )  Os contratantes, construtores e incorporado-

res devem exigir que constem nos projetos 

apenas os detalhes construtivos.

b. (  )  Recomenda-se ao construtor ou incorporador 

que não interfira na utilização e implementa-

ção dos programas de manutenção por parte 

dos proprietários ou usuários da edificação 

habitacional.

c.  (  )  Aos proprietários ou usuários da edificação 

habitacional cabe a incumbência de fiscalizar 

todas as etapas da construção, bem como a 

correção de pequenas imperfeições deixadas 

pelo construtor.

d. (  )  O incorporador deverá assumir a manutenção 

do imóvel nos primeiros cinco anos, afim de 

garantir que a edificação não venha apresen-

tar problemas durante sua vida útil.

e.  ( X )  Os usuários, contratantes, quer sejam agen-

tes públicos financiadores ou promotores da 

habitação, e incorporadores têm a incumbên-

cia de estabelecer, em cada caso, o nível de 

desempenho pretendido, desde que acima do 

nível mínimo.

46.  Conforme estabelece a Lei n

o

 9.433, de 8 de 

janeiro de 1997, que “institui a Política Nacional de 

Recursos Hídricos”, a violação de qualquer disposição 

legal ou regulamentar referente à execução de obras e 

serviços hidráulicos, derivação ou utilização de recur-

sos hídricos de domínio ou administração da União, ou 

o não atendimento de solicitações realizadas, sujeita o 

infrator, a critério da autoridade competente, a comi-

nação das penalidades a seguir elencadas, exceto:

a.  ( X )  Censura verbal.
b. (  )  Advertência por escrito.
c.  (  )  Embargo provisório, por prazo determinado.
d. (  )  Embargo definitivo, com revogação da outorga.
e.  (  )  Multa, simples ou diária, proporcional à gravi-

dade da infração.

47.  Assinale a alternativa correta.

a.  (  )  O princípio da continuidade dos serviços 

públicos não se aplica aos particulares incum-

bidos da prestação de serviços públicos sob 

regime de delegação.

b. (  )  São princípios administrativos explícitos na 

Constituição Federal a legalidade, a mora-

lidade, a razoabilidade, a publicidade e a 

proporcionalidade.

c.  (  )  O exercício do poder de autotutela permite 

que a Administração Pública revogue os seus 

atos por vício de legalidade.

d. ( X )  O princípio da supremacia do interesse 

público, assim como ocorre com todos os 

princípios jurídicos, não tem caráter absoluto.

e.  (  )  Pelo princípio da eficácia, a Administração 

Pública e os seus agentes devem assegurar 

que os serviços públicos sejam prestados com 

adequação às necessidades da sociedade que 

os custeia.

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-prova.pdf-html.html

Serviço Público Federal

 

Página 15

Coluna  

em Branco.

(rascunho)

50.  Com referência à acessibilidade, a NBR 9050 

aplica as seguintes definições:

a.  ( X )  Adaptável: espaço, edificação, mobiliário, 

equipamento urbano ou elemento cujas 

características possam ser alterados para que 

possa se tornar acessível.

b. (  )  Adaptado: espaço, edificação, mobiliário, 

equipamento urbano ou elemento cujas 

características originais foram planejadas para 

serem acessíveis.

c.  (  )  Adequado: espaço, edificação, mobiliário, 

equipamento urbano ou elemento cujas 

características possam ser alteradas para que 

se tornem acessíveis.

d. (  )  Espaço acessível: todo aquele bem público ou 

privado destinado à prestação dos serviços 

necessários ao funcionamento da cidade.

e.  (  )  Elemento acessível: o que pode ser percebido 

ou utilizado em sua totalidade por todas as 

pessoas , inclusive aqueles com mobilidade 

reduzida.

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-prova.pdf-html.html

Página 16

Conselho Regional de Arquitetura e Urbanismo de Santa Catarina

Conhecimento Específico

2.  É possível o Poder Judiciário reanalisar uma 

decisão proferida pelo Conselho de Arquitetura e 

Urbanismo (CAU), em processo administrativo disci-

plinar, que condenou um arquiteto e urbanista pelo 

cometimento de infração a preceito ético-profissional? 

Justifique a sua resposta, explicando o que é “mérito 

administrativo”.

PROVA ESCRITA

 

Questões Dissertativas 

(2 questões)

Legislação Aplicada

1.  Considere a seguinte situação hipotética:

O arquiteto e urbanista Niemeyer é profissional com 

registro profissional no Conselho de Arquitetura e 

Urbanismo do Rio de Janeiro desde 2005. Em 2013, 

Niemeyer mudou-se para Florianópolis (SC), onde 

passou a exercer atividades profissionais privativas de 

arquiteto e urbanista. Recentemente, fora notificado 

pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Santa 

Catarina sobre a impossibilidade de atuar como arqui-

teto e urbanista no Estado, em razão de seu registro 

haver sido obtido em outra Unidade Federativa.

Diante desses fatos, é correto o posicionamento 

do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Santa 

Catarina? Quais os requisitos necessários para a obten-

ção do registro do arquiteto e urbanista no Conselho 

de Arquitetura e Urbanismo? De acordo com os pre-

ceitos deontológicos da profissão, que postura deve 

assumir o arquiteto e urbanista que, pretendendo 

contratar, representar ou associar-se a profissional de 

áreas estranhas à arquitetura e urbanismo, descobre 

que o mesmo se encontra com o registro suspenso ou 

cancelado junto ao respectivo conselho profissional?

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-prova.pdf-html.html

Serviço Público Federal

 

Página 17

(rascunho

)

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

1

Folha de rascunho

Lembre se!  A  resposta  deve  ter  no  mínimo  15  e  no  máximo  20  linhas,  transcrita  com  caneta 

esferográfica com tinta de cor azul ou preta, e não pode ser assinada pelo candidato nem conter 

qualquer sinal, gráfico, desenho, apelido que possibilite sua identificação.

Legislação Aplicada

QUESTÃO

 

1

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-prova.pdf-html.html

Página 18

Conselho Regional de Arquitetura e Urbanismo de Santa Catarina

(rascunho

)

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

2

Folha de rascunho

Lembre se!  A  resposta  deve  ter  no  mínimo  15  e  no  máximo  20  linhas,  transcrita  com  caneta 

esferográfica com tinta de cor azul ou preta, e não pode ser assinada pelo candidato nem conter 

qualquer sinal, gráfico, desenho, apelido que possibilite sua identificação.

Conhecimento Específico

QUESTÃO

 

2

 

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-prova.pdf-html.html

.

fepese-2013-cau-sc-arquiteto-fiscal-prova.pdf-html.html

FEPESE • Fundação de Estudos e Pesquisas Sócio-Econômicos

Campus Universitário • UFSC • 88040-900 • Florianópolis • SC

Fone/Fax: (48) 3953-1000 • http://www.fepese.org.br