Prova Concurso - Engenharia - 2014-COMPESA-ANALISTA-DE-SANEAMENTO-ENGENHEIRO-CIVIL - FGV - COMPESA - 2014

Prova - Engenharia - 2014-COMPESA-ANALISTA-DE-SANEAMENTO-ENGENHEIRO-CIVIL - FGV - COMPESA - 2014

Detalhes

Profissão: Engenharia
Cargo: 2014-COMPESA-ANALISTA-DE-SANEAMENTO-ENGENHEIRO-CIVIL
Órgão: COMPESA
Banca: FGV
Ano: 2014
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

ENGENHEIRO-NUCLEARAMAZUL2018
ENGENHEIRO-AREA-MECANICAUFPA2018
ENGENHEIRO-ENGENHARIA-MECANICAUFPA2018

Gabarito

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 

 

COMPANHIA PERNAMBUCANA DE SANEAMENTO 

CONCURSO PÚBLICO - COMPESA

 

 

GABARITOS – PROVAS DO DIA 25/05/2014

 

 

 

 

GABARITOS DEFINITIVOS 

 

Auxiliar de Saneamento e Gestão - Agente de Saneamento – Tipo 1 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

A

 

D

 

E

 

D

 

E

 

B

 

C

 

B

 

D

 

A

 

E

 

A

 

D

 

A

 

A

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

D

 

C

 

C

 

*

 

A

 

B

 

C

 

D

 

A

 

B

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 
 

 
 

Auxiliar de Saneamento e Gestão - Agente de Saneamento – Tipo 2 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

D

 

A

 

B

 

D

 

E

 

E

 

A

 

B

 

D

 

C

 

A

 

A

 

E

 

A

 

D

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*

 

A

 

D

 

C

 

C

 

D

 

A

 

B

 

B

 

C

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 
 

 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 

 

COMPANHIA PERNAMBUCANA DE SANEAMENTO 

CONCURSO PÚBLICO - COMPESA

 

 

GABARITOS – PROVAS DO DIA 25/05/2014

 

 

 

 

GABARITOS DEFINITIVOS 

 

Auxiliar de Saneamento e Gestão - Agente de Saneamento – Tipo 3 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

A

 

*

 

A

 

B

 

C

 

D

 

B

 

A

 

D

 

E

 

A

 

E

 

A

 

D

 

A

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A

 

D

 

C

 

C

 

D

 

E

 

B

 

C

 

B

 

D

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 
 

 
 

Auxiliar de Saneamento e Gestão - Agente de Saneamento – Tipo 4 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

A

 

A

 

A

 

D

 

C

 

C

 

D

 

E

 

B

 

C

 

*

 

A

 

B

 

C

 

D

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

B

 

A

 

D

 

E

 

A

 

E

 

B

 

D

 

A

 

D

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 
 

 
 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 

 

COMPANHIA PERNAMBUCANA DE SANEAMENTO 

CONCURSO PÚBLICO - COMPESA

 

 

GABARITOS – PROVAS DO DIA 25/05/2014

 

 

 

 

GABARITOS DEFINITIVOS 

 
 

Assistente de Saneamento e Gestão - Assistente de Gestão – Tipo 1 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

B

 

D

 

E

 

E

 

C

 

A

 

B

 

D

 

B

 

A

 

C

 

E

 

D

 

A

 

C

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

51 

52 

53 

54 

55 

56 

57 

58 

59 

60 

D

 

E

 

D

 

E

 

D

 

B

 

A

 

C

 

D

 

D

 

E

 

A

 

A

 

E

 

B

 

E

 

B

 

C

 

C

 

C

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 
 

 
 

Assistente de Saneamento e Gestão - Assistente de Gestão – Tipo 2 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

E

 

B

 

D

 

E

 

C

 

B

 

D

 

A

 

E

 

D

 

B

 

A

 

C

 

C

 

A

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

51 

52 

53 

54 

55 

56 

57 

58 

59 

60 

D

 

E

 

E

 

D

 

D

 

C

 

D

 

B

 

A

 

A

 

D

 

E

 

B

 

E

 

A

 

E

 

C

 

C

 

B

 

C

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 
 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 

 

COMPANHIA PERNAMBUCANA DE SANEAMENTO 

CONCURSO PÚBLICO - COMPESA

 

 

GABARITOS – PROVAS DO DIA 25/05/2014

 

 

 

 

GABARITOS DEFINITIVOS 

 

Assistente de Saneamento e Gestão - Assistente de Serviços Comerciais – Tipo 1 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

C

 

D

 

*

 

E

 

B

 

C

 

E

 

A

 

D

 

B

 

B

 

D

 

E

 

E

 

C

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

51 

52 

53 

54 

55 

56 

57 

58 

59 

60 

D

 

C

 

E

 

D

 

A

 

C

 

D

 

B

 

E

 

C

 

C

 

B

 

A

 

E

 

A

 

D

 

D

 

E

 

A

 

C

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 
 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 

 

COMPANHIA PERNAMBUCANA DE SANEAMENTO 

CONCURSO PÚBLICO - COMPESA

 

 

GABARITOS – PROVAS DO DIA 25/05/2014

 

 

 

 

GABARITOS DEFINITIVOS 

 

Assistente de Saneamento e Gestão - Técnico de Contabilidade – Tipo 1 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

B

 

D

 

E

 

E

 

C

 

C

 

A

 

D

 

E

 

B

 

C

 

D

 

C

 

C

 

E

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

51 

52 

53 

54 

55 

56 

57 

58 

59 

60 

C

 

B

 

B

 

C

 

A

 

A

 

B

 

E

 

B

 

B

 

D

 

D

 

B

 

D

 

C

 

A

 

D

 

D

 

E

 

E

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 
 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 

 

COMPANHIA PERNAMBUCANA DE SANEAMENTO 

CONCURSO PÚBLICO - COMPESA

 

 

GABARITOS – PROVAS DO DIA 25/05/2014

 

 

 

 

GABARITOS DEFINITIVOS 

 

Assistente de Saneamento e Gestão - Técnico de Enfermagem do Trabalho – Tipo 1 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

B

 

D

 

E

 

E

 

C

 

D

 

E

 

C

 

B

 

D

 

E

 

A

 

B

 

E

 

A

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

51 

52 

53 

54 

55 

56 

57 

58 

59 

60 

B

 

D

 

C

 

A

 

D

 

E

 

C

 

A

 

B

 

D

 

C

 

D

 

B

 

E

 

B

 

D

 

A

 

D

 

E

 

C

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 
 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 

 

COMPANHIA PERNAMBUCANA DE SANEAMENTO 

CONCURSO PÚBLICO - COMPESA

 

 

GABARITOS – PROVAS DO DIA 25/05/2014

 

 

 

 

GABARITOS DEFINITIVOS 

 

Assistente de Saneamento e Gestão - Técnico Operacional - Mecânica – Tipo 1 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

B

 

D

 

E

 

E

 

C

 

A

 

C

 

B

 

B

 

D

 

B

 

A

 

E

 

D

 

B

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

51 

52 

53 

54 

55 

56 

57 

58 

59 

60 

D

 

C

 

B

 

C

 

D

 

E

 

A

 

A

 

C

 

E

 

C

 

B

 

C

 

B

 

D

 

C

 

D

 

C

 

E

 

D

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 
 

 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 

 

COMPANHIA PERNAMBUCANA DE SANEAMENTO 

CONCURSO PÚBLICO - COMPESA

 

 

GABARITOS – PROVAS DO DIA 25/05/2014

 

 

 

 

GABARITOS DEFINITIVOS 

 

Analista de Gestão - Administrador – Tipo 1 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

E

 

A

 

C

 

D

 

D

 

D

 

B

 

E

 

A

 

A

 

E

 

B

 

E

 

B

 

E

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

51 

52 

53 

54 

55 

56 

57 

58 

59 

60 

E

 

A

 

E

 

C

 

C

 

D

 

D

 

B

 

*

 

E

 

B

 

D

 

C

 

C

 

D

 

A

 

A

 

D

 

D

 

A

 

61 

62 

63 

64 

65 

66 

67 

68 

69 

70 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E

 

*

 

C

 

D

 

C

 

D

 

B

 

E

 

C

 

D

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 
 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 

 

COMPANHIA PERNAMBUCANA DE SANEAMENTO 

CONCURSO PÚBLICO - COMPESA

 

 

GABARITOS – PROVAS DO DIA 25/05/2014

 

 

 

 

GABARITOS DEFINITIVOS 

 

Analista de Gestão - Analista de Comunicação Social – Tipo 1 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

E

 

A

 

C

 

D

 

D

 

A

 

C

 

B

 

D

 

D

 

D

 

C

 

A

 

E

 

C

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

51 

52 

53 

54 

55 

56 

57 

58 

59 

60 

C

 

A

 

B

 

E

 

A

 

B

 

D

 

B

 

B

 

E

 

C

 

D

 

A

 

B

 

E

 

A

 

D

 

B

 

E

 

A

 

61 

62 

63 

64 

65 

66 

67 

68 

69 

70 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

C

 

*

 

B

 

D

 

E

 

D

 

C

 

E

 

B

 

C

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 
 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 

 

COMPANHIA PERNAMBUCANA DE SANEAMENTO 

CONCURSO PÚBLICO - COMPESA

 

 

GABARITOS – PROVAS DO DIA 25/05/2014

 

 

 

 

GABARITOS DEFINITIVOS 

 

Analista de Gestão - Analista de Gestão de Pessoas – Tipo 1 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

*

 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

E

 

A

 

C

 

D

 

D

 

D

 

C

 

A

 

D

 

D

 

E

 

C

 

A

 

E

 

A

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

51 

52 

53 

54 

55 

56 

57 

58 

59 

60 

C

 

D

 

E

 

B

 

E

 

E

 

B

 

B

 

C

 

D

 

C

 

*

 

E

 

C

 

*

 

C

 

D

 

E

 

B

 

A

 

61 

62 

63 

64 

65 

66 

67 

68 

69 

70 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A

 

A

 

E

 

C

 

A

 

C

 

A

 

E

 

A

 

D

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 
 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 

 

COMPANHIA PERNAMBUCANA DE SANEAMENTO 

CONCURSO PÚBLICO - COMPESA

 

 

GABARITOS – PROVAS DO DIA 25/05/2014

 

 

 

 

GABARITOS DEFINITIVOS 

 

Analista de Gestão - Analista de Tecnologia de Informação – Tipo 1 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

E

 

A

 

C

 

D

 

D

 

A

 

E

 

B

 

C

 

E

 

A

 

D

 

C

 

B

 

D

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

51 

52 

53 

54 

55 

56 

57 

58 

59 

60 

A

 

D

 

C

 

B

 

C

 

B

 

B

 

E

 

A

 

*

 

B

 

D

 

E

 

E

 

A

 

C

 

D

 

E

 

C

 

A

 

61 

62 

63 

64 

65 

66 

67 

68 

69 

70 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

C

 

D

 

B

 

D

 

A

 

B

 

A

 

E

 

E

 

D

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 
 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 

 

COMPANHIA PERNAMBUCANA DE SANEAMENTO 

CONCURSO PÚBLICO - COMPESA

 

 

GABARITOS – PROVAS DO DIA 25/05/2014

 

 

 

 

GABARITOS DEFINITIVOS 

 

Analista de Gestão - Assistente Social – Tipo 1 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

E

 

A

 

C

 

D

 

D

 

B

 

A

 

B

 

B

 

B

 

D

 

A

 

D

 

C

 

A

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

51 

52 

53 

54 

55 

56 

57 

58 

59 

60 

C

 

A

 

E

 

D

 

C

 

E

 

A

 

B

 

C

 

A

 

E

 

E

 

D

 

A

 

C

 

C

 

D

 

E

 

B

 

A

 

61 

62 

63 

64 

65 

66 

67 

68 

69 

70 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E

 

D

 

E

 

A

 

B

 

E

 

B

 

B

 

E

 

E

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 
 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 

 

COMPANHIA PERNAMBUCANA DE SANEAMENTO 

CONCURSO PÚBLICO - COMPESA

 

 

GABARITOS – PROVAS DO DIA 25/05/2014

 

 

 

 

GABARITOS DEFINITIVOS 

 

Analista de Gestão - Economista – Tipo 1 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

E

 

A

 

C

 

D

 

D

 

A

 

D

 

C

 

D

 

D

 

B

 

B

 

E

 

D

 

C

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

51 

52 

53 

54 

55 

56 

57 

58 

59 

60 

A

 

E

 

C

 

A

 

C

 

D

 

B

 

A

 

D

 

A

 

B

 

C

 

E

 

E

 

D

 

C

 

C

 

B

 

A

 

C

 

61 

62 

63 

64 

65 

66 

67 

68 

69 

70 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

D

 

B

 

D

 

E

 

B

 

D

 

A

 

C

 

A

 

C

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 
 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 

 

COMPANHIA PERNAMBUCANA DE SANEAMENTO 

CONCURSO PÚBLICO - COMPESA

 

 

GABARITOS – PROVAS DO DIA 25/05/2014

 

 

 

 

GABARITOS DEFINITIVOS 

 

Analista de Saneamento - Engenheiro Civil – Tipo 1 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

E

 

A

 

C

 

D

 

D

 

D

 

E

 

A

 

C

 

B

 

E

 

D

 

A

 

C

 

B

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

51 

52 

53 

54 

55 

56 

57 

58 

59 

60 

E

 

C

 

E

 

A

 

C

 

D

 

*

 

B

 

C

 

A

 

E

 

D

 

E

 

*

 

E

 

D

 

C

 

E

 

E

 

D

 

61 

62 

63 

64 

65 

66 

67 

68 

69 

70 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E

 

C

 

E

 

C

 

C

 

*

 

C

 

D

 

B

 

*

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 

 
 

Analista de Saneamento - Engenheiro Civil – Tipo 2 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

C

 

D

 

A

 

C

 

D

 

A

 

D

 

E

 

B

 

C

 

A

 

E

 

D

 

E

 

*

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

51 

52 

53 

54 

55 

56 

57 

58 

59 

60 

E

 

D

 

C

 

E

 

E

 

D

 

E

 

C

 

E

 

C

 

B

 

E

 

D

 

A

 

C

 

B

 

E

 

C

 

E

 

A

 

61 

62 

63 

64 

65 

66 

67 

68 

69 

70 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

C

 

D

 

*

 

C

 

C

 

C

 

*

 

*

 

D

 

B

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 
 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 

 

COMPANHIA PERNAMBUCANA DE SANEAMENTO 

CONCURSO PÚBLICO - COMPESA

 

 

GABARITOS – PROVAS DO DIA 25/05/2014

 

 

 

 

GABARITOS DEFINITIVOS 

 

Analista de Saneamento - Engenheiro de Segurança do Trabalho – Tipo 1 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

E

 

A

 

C

 

D

 

D

 

D

 

D

 

E

 

A

 

C

 

C

 

C

 

D

 

B

 

E

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

51 

52 

53 

54 

55 

56 

57 

58 

59 

60 

D

 

D

 

B

 

D

 

A

 

D

 

D

 

A

 

D

 

E

 

B

 

A

 

C

 

E

 

C

 

C

 

E

 

C

 

E

 

B

 

61 

62 

63 

64 

65 

66 

67 

68 

69 

70 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

D

 

C

 

A

 

C

 

E

 

A

 

D

 

A

 

B

 

E

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 
 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 

 

COMPANHIA PERNAMBUCANA DE SANEAMENTO 

CONCURSO PÚBLICO - COMPESA

 

 

GABARITOS – PROVAS DO DIA 25/05/2014

 

 

 

 

GABARITOS DEFINITIVOS 

 

Analista de Saneamento - Engenheiro Eletrônico – Tipo 1 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

E

 

A

 

C

 

D

 

D

 

A

 

A

 

B

 

A

 

C

 

A

 

B

 

D

 

B

 

D

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

51 

52 

53 

54 

55 

56 

57 

58 

59 

60 

E

 

D

 

E

 

C

 

C

 

B

 

C

 

D

 

B

 

C

 

E

 

E

 

D

 

A

 

D

 

A

 

B

 

A

 

C

 

B

 

61 

62 

63 

64 

65 

66 

67 

68 

69 

70 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*

 

C

 

A

 

B

 

C

 

C

 

B

 

D

 

D

 

B

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 
 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 

 

COMPANHIA PERNAMBUCANA DE SANEAMENTO 

CONCURSO PÚBLICO - COMPESA

 

 

GABARITOS – PROVAS DO DIA 25/05/2014

 

 

 

 

GABARITOS DEFINITIVOS 

 

Analista de Saneamento - Engenheiro Eletrotécnico – Tipo 1 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

E

 

A

 

C

 

D

 

D

 

E

 

B

 

A

 

A

 

E

 

B

 

D

 

A

 

A

 

D

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

51 

52 

53 

54 

55 

56 

57 

58 

59 

60 

E

 

C

 

A

 

E

 

B

 

B

 

D

 

C

 

A

 

C

 

D

 

B

 

C

 

B

 

A

 

A

 

D

 

E

 

C

 

D

 

61 

62 

63 

64 

65 

66 

67 

68 

69 

70 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A

 

B

 

D

 

D

 

E

 

A

 

B

 

E

 

A

 

B

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 

 

 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-gabarito.pdf-html.html

 

 

 

COMPANHIA PERNAMBUCANA DE SANEAMENTO 

CONCURSO PÚBLICO - COMPESA

 

 

GABARITOS – PROVAS DO DIA 25/05/2014

 

 

 

 

GABARITOS DEFINITIVOS 

 

Analista de Saneamento - Engenheiro Químico – Tipo 1 

 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

31 

32 

33 

34 

35 

36 

37 

38 

39 

40 

E

 

A

 

C

 

D

 

D

 

C

 

A

 

D

 

E

 

E

 

A

 

D

 

A

 

B

 

D

 

41 

42 

43 

44 

45 

46 

47 

48 

49 

50 

51 

52 

53 

54 

55 

56 

57 

58 

59 

60 

B

 

A

 

B

 

C

 

B

 

B

 

E

 

E

 

D

 

D

 

E

 

E

 

B

 

C

 

A

 

E

 

C

 

B

 

E

 

A

 

61 

62 

63 

64 

65 

66 

67 

68 

69 

70 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

*

 

B

 

A

 

D

 

D

 

A

 

B

 

D

 

D

 

B

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(*) Questão anulada 
 

 

Prova

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

 

 

 

 

1. 

2. 

3. 

4. 

5. 

Você receberá

a) uma folh

respostas 

b) esse cade

objetivas, 
(A, B, C, D 

Verifique se s
questões ou f
o fiscal de 
providências. 

As questões o
acima do seu e

Ao receber a f

a) conferir s

número  d
identidade

b) ler atenta

folha de re

c) marcar 

na

relativo à 
caderno q

d) assinar se

caneta esf

Durante a apli

a) qualquer 

t

b) levantar d

sala; 

c) portar ap

celular, ag
gravador, 
digital, co
relógio de
acessórios
etc. e, ai
e/ou borra
sumária do

 

G

Co

Pro

Nível S

E

á do fiscal de sa

a de respost
das questões o

erno de prova 

cada qual com

e E). 

seu caderno e

falhas. Caso co

sala para qu

objetivas são id

enunciado. 

folha de respos

seus dados pe

de inscrição e

e; 

mente as instr

espostas; 

a folha de resp

confirmação d

ue você recebe

eu nome, apen

ferográfica de t

icação da prova

tipo de comuni

da cadeira sem 

arelhos eletrô

genda eletrônic

máquina de 

ontrole de ala

e qualquer mod

s de chapelaria

nda, lápis, lap

acha. Tal infraç

o candidato. 

overn

ompanhia

ova Escrita

uperior

Eng

T

ala: 

tas destinada 

objetivas; 

contendo  70  (

m  cinco alterna

stá completo, 
ntrário, notifiq

ue sejam tom

dentificadas pe

tas da prova ob

essoais, em es

e o número d

ruções para o 

ostas da prova

do tipo/cor de 

eu; 

as nos espaço

tinta azul ou pre

a não será perm

cação entre os 

a devida autor

nicos, tais com

ca,  notebook,  p

calcular, má

rme de carro

delo, óculos esc
a, tais como ch
piseira (grafite)
ção poderá acar

no do 

a Pernam

 Objetiva

 

r – Anal

enh

TIPO 1

Inform

à marcação 

(setenta) quest

ativas de respo

sem repetição

ue imediatame

madas as dev

lo número situ

bjetiva você dev

special seu no

do documento

preenchimento

a objetiva o cam

prova, conform

s reservados, c

eta. 

mitido: 

candidatos; 

rização do fisca

mo  bipe, telef
palmtop, recep

áquina fotográ

 etc., bem co

curos ou quaisq

hapéu, boné, go

), corretor líqu
rretar a elimina

Estad

mbucana d

lista de 

heir

1 – BR

mações 

das 

tões 

ostas  

o de 

ente 

vidas 

uado 

ve: 

ome, 

 de 

o da 

mpo 

me o 

com 

al de 

fone 

ptor, 

áfica 

omo 

quer 

orro 

uido 

ação 

6.

7.

8.

9.

10.

11.

12.

13.

14.

15.

do de P

de Saneam

Saneam

ro C

RANCA

Gerais

O preenchime
responsabilida
esferográfica d
permitida a 
candidato

O tempo dis
5 (cinco) hora
de respostas d

Reserve temp
respostas. Pa
consideração 
respostas da 
informações  r
meio que não 

Somente após
você poderá r
caderno de pr

 Somente  no 

período da pr
caderno de pr

 Ao terminar a

da sala e de
entregar, será

 A FGV realiza

na folha de re

 Os candidatos

de metais qu
durante a rea
da prova, o ca

 Os  gabaritos

divulgados n
www.fgv.br/fg

 O  prazo  p

gabaritos pr
27/05/2014
observado o
www.fgv.br/fg
Sistema Eletrô

 

Perna

mento – 

mento –

Civi

A

 

ento das respos

ade do candida

de tinta indelév

troca da fol

sponível para 

as, já incluído o

da prova objetiv

po suficiente 

ara fins de 

apenas as ma

prova objetiv

relativas às su

seja o próprio 

s decorrida um

retirar-se da sa

rovas. 

decorrer dos 

rova, você pod

rovas. 

a prova, entreg

eixe o local de

á eliminado do c

rá a coleta da 

spostas. 

s poderão ser s

uando do ing

alização das pro
andidato não po

s preliminares

o dia 26/05/

gvprojetos/con

para interposiç

reliminares se

até às 23h

 horário ofic

gvprojetos/con

ônico de Interpo

mbuc

COMPES

– Tarde

il 

stas da prova o

ato, deverá ser

vel de cor preta

ha de respos

a realização 

 tempo para a 

va. 

para o preenc

avaliação, se

arcações realiz

va, não sendo 

as respostas e

caderno de pro

ma hora e meia 

la de prova, co

últimos  sess

derá retirar-se 

gue a folha de 

e prova. Caso 

concurso. 

impressão digi

ubmetidos a sis
resso e da sa

ovas.  Ao  sair  d

oderá usar o sa

s das provas 
/2014, no en

cursos/compes

ção de recu
erá das 0h

h59min do 

cial de Recif

cursos/compes

osição de Recurs

co 

objetiva, de int
r feito com can
a ou azul. Não s

stas por erro 

da prova é 

marcação da fo

chimento de s

erão levadas 

zadas na folha

permitido an

em qualquer o

ovas. 

do início da pr

ontudo sem lev

senta minutos

da sala levand

respostas ao fi

você se negu

ital dos candida

stema de detec

aída de sanitá

a sala, ao térm

nitário. 

objetivas se

dereço eletrô

sa. 

ursos contra 

h00min do 

dia  29/05/20

fe, no ende

sa, por meio 
so.

 

teira 

neta 

será 

do 

de  

olha 

suas 

em 

a de 

otar 

utro 

rova 

var o 

do 

do o 

iscal 

ue a 

atos 

cção 

ários 

mino 

erão  

nico 

os  

dia  

014,  

reço 

do 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

 

 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

Companhia Pernambucana de Saneamento – 2014 

FGV - Projetos

 

Nível Superior – Analista de Saneamento – Engenheiro Civil 

Tipo 1 – Cor Branca – Página 3 

 

Língua Portuguesa 

Eu e ele 

No vertiginoso mundo dos computadores o meu, que devo 

ter há uns quatro ou cinco anos, já pode ser definido como uma 
carroça. Nosso convívio não tem sido muito confortável. Ele 
produz um texto limpo, e é só o que lhe peço. Desde que 
literalmente metíamos a mão no barro e depois gravávamos 
nossos símbolos primitivos com cunhas em tabletes até as laudas 
arrancadas da máquina de escrever para serem revisadas com 
esferográfica, não havia processo de escrever que não deixasse 
vestígio nos dedos. Nem o abnegado monge copiando escrituras 
na sua cela asséptica estava livre do tinteiro virado. Agora, não. 
Damos ordens ao computador, que faz o trabalho sujo por nós. 
Deixamos de ser trabalhadores braçais e viramos gerentes de 
texto. Ficamos pós-industriais. Com os dedos limpos. 

Mas com um custo. Nosso trabalho ficou menos respeitável. 

O que ganhamos em asseio perdemos em autoridade. A um 
computador não se olha de cima, como se olhava uma máquina 
de escrever. Ele nos olha na cara. Tela no olho. A máquina de 
escrever fazia o que você queria, mesmo que fosse a tapa. Já o 
computador impõe certas regras. Se erramos, ele nos avisa. Não 
diz “Burro!”, mas está implícito na sua correção. Ele é mais 
inteligente do que você. Sabe mais coisas, e está subentendido 
que você jamais aproveitará metade do que ele sabe. Que ele só 
desenvolverá todo o seu potencial quando estiver sendo 
programado por um igual. Isto é, outro computador. A máquina 
de escrever podia ter recursos que você também nunca usaria 
(abandonei a minha sem saber para o que servia “tabulador”, por 
exemplo), mas não tinha a mesma empáfia, o mesmo ar de quem 
só aguenta os humanos por falta de coisa melhor, no momento. 

Eu e o computador jamais seríamos íntimos. Nosso 

relacionamento é puramente profissional. Mesmo porque, acho 
que ele não se rebaixaria ao ponto de ser meu amigo. E seu ar de 
reprovação cresce. Agora mesmo, pedi para ele enviar esta 
crônica para o jornal e ele perguntou: “Tem certeza?” 

(Luís Fernando Veríssimo

01 

No vertiginoso mundo dos computadores o meu, que devo ter há 
uns quatro ou cinco anos, já pode ser definido como uma 
carroça.
” 
Está implícito nessa frase do texto que 
(A)  o envelhecimento de computadores é muito rápido. 
(B) o preço dos computadores há alguns anos era bem mais 

baixo. 

(C)  a posse de um computador por pouco tempo nos dá ideia de 

nossa velhice. 

(D)  os computadores tornam-se lentos com o passar do tempo. 
(E)  o tempo de vida útil de um computador é mais longo a cada dia. 

02 

O computador é personificado no texto, atribuindo-se-lhe ações 
humanas. 
Assinale o segmento que não comprova essa afirmativa. 
(A) “Ele nos olha na cara. Tela no olho.” 
(B) “Já o computador impõe certas regras.” 
(C) “Se erramos, ele nos avisa.” 
(D) “Não diz ‘Burro!’.” 
(E) “Ele é mais inteligente do que você. Sabe mais coisas, e está 

subentendido que você jamais aproveitará metade do que ele 
sabe.
” 

 

03 

O computador do cronista “já pode ser definido como uma 
carroça
” em função das seguintes características: 
(A)  sujeira / antiguidade. 
(B)  antiguidade / lentidão. 
(C)  lentidão / anacronismo. 
(D)  anacronismo / abnegação. 
(E) abnegação / sujeira. 

04 

Ao dizer que “ficamos pós-industriais”, o cronista nos caracteriza 
por meio da seguinte marca: 
(A)  um rápido crescimento do setor de industrial, em oposição ao 

de serviços. 

(B)  um aumento da tecnologia de informação. 
(C)  uma forte tendência para a luta trabalhista. 
(D) a produção e demanda por serviços e a evolução do acesso à 

informação. 

(E)  o avanço na área dos direitos trabalhistas. 

05 

Eu e o computador jamais seríamos íntimos.” 

Assinale a opção que indica a frase que não segue as regras de 
concordância verbal da norma culta. 
(A)  Tu e ele jamais serão íntimos. 
(B)  Tu e ele jamais sereis íntimos. 
(C)  Você e eu jamais seremos íntimos. 
(D)  Vocês e ele jamais sereis íntimos. 
(E)  Ela e ele jamais serão íntimos. 

06 

Mesmo porque, acho que ele não se rebaixaria ao ponto de ser 
meu amigo.
” 
Os conectores no início desse segmento têm valor de 
(A)  acréscimo e causa. 
(B)  causa e concessão. 
(C)  concessão e explicação. 
(D)  explicação e oposição. 
(E)  oposição e acréscimo. 

07 

Segundo o texto, o computador 
(A)  não tem a mesma autoridade da máquina de escrever. 
(B)  tem a sinceridade de quem olha a tela no olho. 
(C) é aparentemente mais inteligente do que qualquer um de 

nós. 

(D)  suporta os seres humanos por considerá-los melhores. 
(E) 

debocha dos usuários por vê-los como máquinas 
ultrapassadas. 

08 

pedi para ele enviar esta crônica para o jornal” 

Assinale a opção que indica a forma de reescrever-se essa frase 
que altera o seu sentido original. 
(A)  Pedi-lhe que enviasse esta crônica para o jornal. 
(B)  Pedi a ele que enviasse esta crônica para o jornal. 
(C)  Pedi-lhe o envio desta crônica para o jornal. 
(D)  Pedi a ele o envio desta crônica para o jornal. 
(E)  Pedi para ele que envie esta crônica para o jornal. 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

Co

 

Níve

 

 

09

A p
(A) 
(B) 
(C) 
(D) 
(E) 

10

Há 
der
Ass
(A) 
(B) 
(C) 
(D) 
(E) 

No

11

As 
con
not

Ass
exc
(A) 
(B) 
(C) 
(D) 
(E) 

12

Em

ope
tem
(A) 
(B) 
(C) 
(D) 
(E) 

mpanhia Pernam

el Superior – Ana

 

pergunta final d

desconfiar das
alertar o croni
ironizar o valo
criticar a lingu
debochar da in

 

numerosos su

rivação regressi

sinale o vocábu

Nosso trabalh
Mas com um
Nosso convív
O que ganham
Não havia pr

oções de

 

figuras a segu

nfiguração do

tebooks

sinale a opçã

clusivamente na

1 e 2, somente
1 e 5, somente
2 e 3, somente
3 e 4, somente
4 e 5, somente

 

 um teclado

eracional Wind

m por finalidade

mostrar a jane
alterar a resol
acessar a área
desinstalar um
acionar o men

mbucana de Sanea

alista de Saneame

o computador 

s intenções do c

ista para o atra

or da crônica a s
uagem emprega

nteligência dos

bstantivos da 

iva, ou seja, de

lo que não se e

ho ficou menos

 custo”. 

vio não tem sido

mos em asseio 

rocesso de escre

e Informá

uir ilustram dis

os microcomp

ão que indica

a saída de dado

e. 
e. 
e. 
e. 
e. 

o de um m

ows 7 BR, o us


ela do Explorer.

ução de tela. 

a de trabalho. 

m programa. 

nu Iniciar. 

amento – 2014 

ento – Engenheir

tem a finalidad

cronista. 

so do envio. 

ser enviada. 

ada na crônica. 

s humanos. 

Língua Portugu
rivados de verb

encontra nesse 

s respeitável...

o muito confort

perdemos em a

ever...”. 

ática 

spositivos que 

putadores ve

a os dispositi

os. 

microcomputado

uário ao pressi

ro Civil 

de de 

uesa formados 
bos. 

caso. 

tável”. 

autoridade”. 

são integrado

rsão  desktop

 

vos que ope

or, com siste

onar a tecla 

por 

os à 

p e 

ram 

ema 

 

 

13

A  f
dad

Na 
com
pos
e  m
disc
cap
Ess
(A)
(B)
(C)
(D)
(E)

14

Um
no 
just

Par
tec
sele
San
itál
O  a
neg

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

 

figura a seguir 
dos.  

comparação co

m uma memór

ssui partes mec

menor consum

cos rígidos. Po

pacidade de arm
se dispositivo é 

SCSI 
AGP 
SSD 

 PCI 

HDMI 

 

m Analista, func

Word 2010 BR

tificado. 

ra finalizar o tra

clado que alter

ecionou a 

neamento” e ac

ico, conforme 

atalho de tecla

grito e itálico fo

Ctrl + Q,   

Ctrl + Q,   

Ctrl + L,   

  Ctrl + E,   

Ctrl + E,   

mostra um di

om os discos rí

ria de armazen

cânicas, aprese

mo de energia 

or outro lado, é

mazenamento. 

conhecido pela

ionário da COM

R, configurado 

abalho, esse fu

ou o alinhame

citação “Co

cionou dois íco
mostrado no te

ado e os ícone

oram, respectiv

 e 

 

 e 

 

 e 

 

 e 

 

 e 

 

Tipo 1 – Co

ispositivo de a

ígidos, é um dis

namento do tip

enta maior resi

na comparaçã

é mais caro e 

a seguinte sigla

MPESA-PE, digit

anteriormente

ncionário exec

ento para “alin

ompanhia Pe
ones para aplica

exto. 

es acionados p

vamente, 

FGV - Proje

or Branca – Págin

rmazenamento

 

spositivo fabric

po Flash RAM, 

stência a impa

ão com aos at

não possui gra

tou o texto a se

e com alinhame

 

utou um atalho

hado à esquer

ernambucana 

ar estilos negri

para aplicar est

etos

na 4 

o de 

cado 

não 

ctos 

tuais 

ande 

eguir 

ento 

o de 

da”, 

de 

to e 

tilos 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

Co

 

Níve

 

15

No 
F9 t
(A) 
(B) 
(C) 
(D) 
(E) 

16

A  f
CO
Nel
sele

Par
exe
(A) 
(B) 
(C) 
(D) 
(E) 

17

A p

Na 
• 

• 

• 

As 
res
(A) 
(B) 
(C) 
(D) 
(E) 

mpanhia Pernam

el Superior – Ana

 

MS Office Out

tem o seguinte

configurar con
esvaziar caixa 
imprimir um e
adicionar um n
enviar e receb

 

figura a seguir

MPESA-PE no d

la, todos os
ecionados. 

ra selecionar t

ecutado o segui

Ctrl + T 
Ctrl + S 
Ctrl + A 
Alt + S 
Alt + T 

 

planilha a seguir

planilha foram

foi inserida u
exibido em C1
de referência 
Em seguida, a
copiado para a

Para finalizar, 
que resultou n
somou os valo

expressões 

pectivamente, 

=E11*&E&7 e 
=E11*$E$7 e =
=E11*%E%7 e
=E11*$E$7 e =
=E11*&E&7 e 

mbucana de Sanea

alista de Saneame

look 2010 BR, o

e objetivo: 

nta de e-mail

de e-mails excl

e-mail da caixa d

novo contato a

ber itens, como 

r mostra diver

disco C:, na jane

s arquivos a

todos os arqu
inte atalho de t

r foi criada no E

 realizados os p
ma expressão 

11 pelo valor b

absoluta. 

a célula E11 foi

as células E12, 

foi acionado o

na inserção, ne

ores exibidos em

inseridas nas

=SOMA(E11;E1

=SOMA(E11;E14

 =SOMA(E11:E1

=SOMA(E11:E14

=SOMA(E11:E1

amento – 2014 

ento – Engenheir

o acionamento 

luídos. 
de entrada. 

o catálogo de e

e-mails, em to

sos arquivos g

ela do Explorer,

armazenados 

uivos gravados

teclado: 

Excel 2010 BR. 

procedimentos 

em E11, que 

base em E7, uti

i selecionada, e

E13 e E14.  

o botão 

ssa célula, de u

m E11, E12, E13

s células E13

14) 

4) 

14) 

4) 

14) 

ro Civil 

da tecla de fun

endereços. 

das as pastas.

gravados na p

, no Windows X

na pasta es

 

s nessa pasta,

 

listados a segu
multiplica o v

ilizando o conc

e seu conteúdo

 em E1

uma expressão 

3 e E14. 

3 e E15 for

nção 

asta 

XP. 

stão 

 foi 

uir: 
valor 
ceito 

o foi 

5, o 

que 

ram, 

 

18

A f
se a
Pow

A  j
con
(A)
(B)
(C)
(D)
(E)

19

A  s
per
cor
det
Inte
(A)
(B)
(C)
(D)
(E)

20

No 

mo
Par
que

O íc

(A)

(B)

(C)

(D)

(E)

 

 

igura a seguir i

aciona uma da 

werpoint 2010 

janela mostra 

nhecido como

animações. 
transições. 
design

 ClipArt. 

SmartArt. 

 

sigla que tem 

rmite o uso de

rresponde à a

terminado com

ernet, são conh

WWW e uploa
URL e upload.
HTTP e upload

 URL e downloa

WWW e down

 

Word 2010 BR

odo 

,

ra isso, escolhe

e  se  abre  qua

cone é: 

 

lustra uma jane

guias da barra 

BR. 

tipos de um 

por significado

e imagens e te

atividade de 

mputador para
hecidos, respec

ad

 

d

ad

nload

R, por default

 mas pode ser 

e-se um desses
ando se clica 

 na barra de m

Tipo 1 – Co

ela que é exibid

de menus, na F

recurso dispo

o uma rede de 
extos na Intern

se transmitir 

a um site  de

tivamente, por

um documento

mudado para 

s modos em um

em um ícone,

menus da Faixa 

FGV - Proje

or Branca – Págin

da na tela, qua

Faixa de Opçõe

nível no softw

comunicação 

et, e o termo

arquivos de 

e hospedagem

o é configurado

ma pequena ja

, a partir da g

de Opções. 

etos

na 5 

ando 

s do 

ware 

que 
que 

um 

 na 

o no 

nela 
guia 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

Companhia Pernambucana de Saneamento – 2014 

FGV - Projetos

 

Nível Superior – Analista de Saneamento – Engenheiro Civil 

Tipo 1 – Cor Branca – Página 6 

 

 

Legislação Específica sobre 
Saneamento 

21 

Segundo a Lei nº 11.445/2007 (Marco Regulatório do Setor de 
Saneamento), os serviços públicos de saneamento básico serão 
prestados com base nos seguintes princípios fundamentais: 
I.  o abastecimento de água, o esgotamento sanitário, a limpeza 

urbana e o manejo dos resíduos sólidos devem ser realizados 
de forma adequada à saúde pública e à proteção do meio 
ambiente. 

II.  os serviços de esgotamento sanitário e de limpeza urbana 

devem adotar medidas de fomento ao consumo de água. 

III. os serviços públicos de saneamento básico devem adotar 

métodos, técnicas e processos que considerem as 
peculiaridades locais e regionais. 

Assinale: 
(A)  se somente a afirmativa I estiver correta. 
(B)  se somente a afirmativa III estiver correta. 
(C)  se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. 
(D)  se somente as afirmativas I e III estiverem corretas. 
(E)  se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. 

22 

Segundo a Lei nº 11.445/2007, as opções a seguir apresentam 
corretamente definições de elementos do Setor de Saneamento, 
à exceção de uma. Assinale-a. 
(A)  Controle social: mecanismos e procedimentos que garantem 

à sociedade informações e participação na formulação de 
políticas, de planejamento e de avaliação dos serviços 
públicos de saneamento básico. 

(B)  Saneamento básico: serviços, infraestruturas e instalações 

operacionais de abastecimento de água potável, de 
esgotamento sanitário, de assistência social, limpeza urbana 
e manejo de resíduos sólidos e de drenagem e manejo das 
águas pluviais urbanas. 

(C)  Universalização: ampliação progressiva do acesso ao 

saneamento básico de todos os domicílios ocupados. 

(D)  Subsídios: instrumento de política social para garantir a 

universalização do acesso ao saneamento básico, 
especialmente para populações e localidades de baixa renda. 

(E)  Localidades de pequeno porte: vilas, aglomerados rurais, 

povoados, lugarejos e aldeias, assim definidos pela Fundação 
Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. 

23 

Sobre a Política Federal de Saneamento Básico, analise as 
afirmativas a seguir. 
I.  Contribui para a redução das desigualdades regionais, a 

geração de emprego e de renda e a inclusão social. 

II.  Proporciona condições adequadas de salubridade ambiental 

aos povos indígenas e outras populações tradicionais, com 
soluções compatíveis com suas características socioculturais. 

III.  Assegura a aplicação dos recursos financeiros administrados 

pelo poder público, segundo critérios de promoção da 
salubridade ambiental, de minimização da relação custo-
benefício e de menor retorno social. 

Assinale: 
(A)  se somente a afirmativa I estiver correta. 
(B)  se somente a afirmativa III estiver correta. 
(C)  se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. 
(D)  se somente as afirmativas I e III estiverem corretas. 
(E)  se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. 

 

24 

O Plano Nacional de Saneamento Básico – PNSB, elaborado pela 
União, conterá 
(A) as diretrizes para o planejamento das ações de saneamento 

básico em áreas de especial interesse turístico. 

(B) os objetivos de curto, médio e longo prazos para a 

universalização dos serviços de saneamento básico, 
independentemente de verificação de compatibilidade com 
os demais planos e políticas públicas da União. 

(C)  a proposição de projetos e ações necessárias para atingir os 

objetivos da Política Federal de Saneamento Básico, sem 
identificar as respectivas fontes de financiamento. 

(D) as diretrizes para o equacionamento dos condicionantes de 

natureza político-institucional, sem impacto na consecução 
das metas e dos objetivos estabelecidos. 

(E)  as orientações para o equacionamento dos condicionantes de 

natureza cultural e tecnológica que não interfiram nas metas 
e nos objetivos estabelecidos. 

25 

A alocação de recursos públicos federais e os financiamentos com 
recursos da União ou com recursos geridos ou operados por 
órgãos ou entidades da União serão feitos em conformidade com 
as diretrizes e objetivos estabelecidos na Lei nº 11.445/2007. 
A esse respeito, analise as afirmativas a seguir. 
I.  Na aplicação de recursos não onerosos da União, será dada 

prioridade às ações e empreendimentos que visem ao 
atendimento de usuários ou Municípios que não tenham 
capacidade de pagamento compatível com a auto-
sustentação econômico-financeira dos serviços. 

II.  A União poderá instituir e orientar programas de incentivo à 

execução de projetos de interesse social na área de 
saneamento básico, com participação de investidores 
privados, em condições compatíveis com a natureza essencial 
dos serviços públicos de saneamento básico. 

III.  É vedada a aplicação de recursos orçamentários da União na 

administração, operação e manutenção de serviços públicos 
de saneamento básico não administrados por órgão ou 
entidade federal. 

Assinale: 
(A)  se somente a afirmativa I estiver correta. 
(B)  se somente a afirmativa III estiver correta. 
(C)  se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. 
(D)  se somente as afirmativas I e III estiverem corretas. 
(E)  se todas as afirmativas estiverem corretas. 

26 

Sobre a prestação regionalizada de serviços públicos de 
saneamento básico, analise as afirmativas a seguir. 
I.  Um único prestador do serviço pode atender a vários 

Municípios, desde que contíguos. 

II.  A fiscalização e a regulação dos serviços deve ser uniforme, 

inclusive sua remuneração. 

III. 

A prestação de serviços regionalizados exige a 
compatibilidade de planejamento. 

Assinale: 
(A)  se somente a afirmativa I estiver correta. 
(B)  se somente a afirmativa III estiver correta. 
(C)  se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. 
(D)  se somente as afirmativas I e III estiverem corretas. 
(E)  se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

Companhia Pernambucana de Saneamento – 2014 

FGV - Projetos

 

Nível Superior – Analista de Saneamento – Engenheiro Civil 

Tipo 1 – Cor Branca – Página 7 

 

 

27 

Sobre a sustentabilidade econômico-financeira dos serviços 
públicos de saneamento básico, analise as afirmativas a seguir. 
I.  Serão conseguidos mediante remuneração pela cobrança dos 

serviços de limpeza urbana e de manejo de resíduos sólidos 
urbanos, na forma de taxas ou tarifas e outros preços 
públicos, em conformidade com o regime de prestação do 
serviço ou de suas atividades. 

II.  Serão conseguidos mediante remuneração pela cobrança dos 

serviços de abastecimento de água e de esgotamento 
sanitário, exclusivamente na forma de tarifas, que deverão 
ser estabelecidas para cada um dos serviços separadamente. 

III.  Serão conseguidos mediante remuneração pela cobrança dos 

serviços de manejo de águas pluviais urbanas, na forma de 
tributos, à exceção de taxas, em conformidade com o regime 
de prestação do serviço ou de suas atividades. 

Assinale: 
(A)  se somente a afirmativa I estiver correta. 
(B)  se somente a afirmativa III estiver correta. 
(C)  se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. 
(D)  se somente as afirmativas I e III estiverem corretas. 
(E)  se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. 

28 

O exercício da função de regulação do Setor de Saneamento 
atenderá aos princípios da independência decisória, 
transparência, tecnicidade, celeridade e objetividade das 
decisões. 
Sobre os objetivos da regulação, analise as afirmativas a seguir. 
I.  Deve estabelecer padrões e normas para a adequada 

prestação dos serviços e para a satisfação dos usuários. 

II.  Deve prevenir e reprimir o abuso do poder econômico, 

ressalvada a competência dos órgãos integrantes do sistema 
nacional de defesa da concorrência. 

III.  Deve definir tarifas que assegurem o equilíbrio econômico e 

financeiro dos contratos, independentemente da modicidade 
tarifária. 

Assinale: 
(A)  se somente a afirmativa I estiver correta. 
(B)  se somente a afirmativa III estiver correta. 
(C)  se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. 
(D)  se somente as afirmativas I e III estiverem corretas. 
(E)  se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. 

29 

Sobre os contratos que tenham por objeto a prestação de 
serviços públicos de saneamento básico, assinale a afirmativa 
correta. 
(A) Os contratos poderão conter cláusulas que limitem as 

atividades de regulação e de fiscalização ou o acesso às 
informações sobre os serviços contratados. 

(B)  A existência de plano de saneamento básico não é condição 

de validade do contrato. 

(C) A existência de estudo comprovando a viabilidade técnica e 

econômico-financeira da prestação universal e integral dos 
serviços não é condição de validade do contrato. 

(D) A realização prévia de audiência e de consulta públicas sobre 

o edital de licitação, no caso de concessão, e sobre a minuta 
do contrato, é condição de validade do contrato. 

(E) Os planos de investimentos e os projetos relativos ao 

contrato não dependem de compatibilidade com o respectivo 
plano de saneamento básico. 

 

30 

O serviço público de limpeza urbana e de manejo de resíduos 
sólidos urbanos é composto pelas seguintes atividades: 
I.  coleta, transbordo e transporte de lixo doméstico e do lixo 

originário da varrição e limpeza de logradouros e vias 
públicas. 

II.  varrição, capina e poda de árvores em vias e logradouros 

privados e outros eventuais serviços pertinentes à limpeza 
pública urbana. 

III. triagem para fins de reúso ou reciclagem, tratamento, 

inclusive por compostagem, e disposição final de lixo 
doméstico e do lixo originário da varrição e limpeza de 
logradouros e vias públicas. 

Assinale: 
(A)  se somente a afirmativa I estiver correta. 
(B)  se somente a afirmativa III estiver correta. 
(C)  se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. 
(D)  se somente as afirmativas I e III estiverem corretas. 
(E)  se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. 

Conhecimentos Específicos 

31 

As opções a seguir apresentam as vantagens da madeira como 
material de construção, à exceção de uma. Assinale-a. 
(A)  Tem boa resistência mecânica com peso próprio reduzido. 
(B)  Pode ser trabalhada com ferramentas simples. 
(C) Boa condição natural de isolamento térmico e absorção 

acústica. 

(D) Possui combustibilidade. 
(E)  Permite o uso em dimensões reduzidas. 

32 

Leia o fragmento a seguir. 
_____ é um material artificial _____, durável, obtido pela 
moldagem, _____ e cozimento de _____ ou misturas contendo 
argilas
.” 
Assinale a opção que completa corretamente as lacunas do 
fragmento acima. 
(A)  Caulim – dúctil – secagem – areias 
(B)  Cerâmica – dúctil – molhagem – argilas 
(C)  Caulim – frágil – molhagem – areias 
(D)  Talco – dúctil – secagem – areias 
(E)  Cerâmica – frágil – secagem – argilas 

33 

Um material constituído por betumes originados da destilação da 
lenha, da madeira, da turfa, do lignito, entre outros, que se 
apresenta na temperatura ordinária como líquido oleoso de 
grande viscosidade é o 
(A) alcatrão. 
(B) asfalto. 
(C) piche. 
(D) feltro asfáltico. 
(E) óleo combustível. 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

Companhia Pernambucana de Saneamento – 2014 

FGV - Projetos

 

Nível Superior – Analista de Saneamento – Engenheiro Civil 

Tipo 1 – Cor Branca – Página 8 

 

 

34 

Com relação à pega do cimento Portland, analise as afirmativas a 
seguir. 
I.  Compreende a evolução das propriedades mecânicas da 

pasta no início do seu processo de endurecimento. 

II.  É o momento em que a pasta adquire certa consistência que 

a torna própria para um trabalho. 

III.  Sua caracterização é feita pela determinação dos tempos de 

início e de fim do fenômeno. 

Assinale: 
(A)  se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. 
(B)  se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. 
(C)  se somente as afirmativas I e III estiverem corretas. 
(D)  se somente a afirmativa II estiver correta. 
(E)  se somente a afirmativa I estiver correta. 

35 

A qualidade dos agregados pode ser avaliada por meio de certos 
índices de qualidade, à exceção de um. Assinale-o. 
(A)  Resistência aos esforços mecânicos 
(B) Peso unitário 
(C) Substâncias nocivas 
(D) Reatividade potencial 
(E)  Forma dos grãos 

36 

Com relação à tecnologia e ao controle tecnológico do concreto, 
assinale V para a afirmativa verdadeira e F para a falsa. 
(   ) A medida da trabalhabilidade do concreto pode ser feita na 

obra por meio do ensaio de abatimento do tronco de cone. 

(   ) Para  o  controle  da  relação água-cimento do concreto, é 

necessária a realização da determinação do teor de umidade 
dos agregados. 

(   ) A cura do concreto submerso em água permite a progressiva 

formação de gel na parte do cimento, tornando-o mais e mais 
permeável e resistente. 

As afirmativas são, respectivamente, 
(A)  F, V e V. 
(B)  V, F e V. 
(C)  F, V e F. 
(D)  F, F e V. 
(E)  V, V e F. 

37 

Os diferentes ensaios não destrutivos listados a seguir permitem 
verificar as condições internas ou superficiais do concreto,  
à exceção de um. Assinale-o. 
(A) Ultrassom 
(B) Esclerometria 
(C) Ressonância 
(D) Compressão diametral 
(E) Gamagrafia 

38 

Na construção de uma edificação, a etapa que permite a análise 
do que se projeta, buscando possíveis não conformidades, como 
a incompatibilidade do projeto, é denominada 
(A)  etapa de controle. 
(B) etapa de planejamento. 
(C) etapa de execução. 
(D)  etapa de entrega da obra. 
(E)  etapa de orçamento. 

 

39 

Leia o fragmento a seguir. 
O projeto executivo de _____ deve levar em conta as condições 
_____ e os parâmetros _____ específicos do local da obra. As 
variações em função de alterações do _____ e as condições _____ 
devem ser consideradas
.” 
Assinale a alternativa cujos itens completam corretamente as 
lacunas do fragmento acima. 
(A) 

fundações – geotécnicas – geológicos – nível de 
confinamento do solo – meteorológicas 

(B) 

escavações – geológicas – geotécnicos – nível de 
confinamento do solo – meteorológicas 

(C) escavações – geológicas – geotécnicos – nível da água – 

geoclimáticas 

(D) 

fundações – geotécnicas – geológicos – nível de 
confinamento do solo – geoclimáticas 

(E) fundações – geotécnicas – geológicos – nível da água – 

meteorológicas 

40 

A sequência de entrada dos materiais em uma betoneira para 
que se alcance um concreto o mais homogêneo possível é 
(A)  1/3 água + cimento + 1/3 água + brita + 1/3 água + areia 
(B)  1/3 água + brita + 1/3 água + cimento + 1/3 água + areia 
(C)  1/3 água + areia + 1/3 água + cimento + 1/3 água + brita 
(D)  1/3 água + brita + 1/3 água + areia + 1/3 água + cimento 
(E)  1/3 água + cimento + 1/3 água + areia + 1/3 água + brita 

41 

Uma viga engastada-apoiada da estrutura de uma estação de 
tratamento de água suporta uma carga uniformemente 
distribuída de 32 kN/m ao longo de todo o seu vão de 4 m de 
comprimento. Sabendo que a viga tem seção transversal 
constante ao longo de todo o seu vão e está em equilíbrio, o valor 
do seu momento fletor máximo positivo, em kNm, é 
(A) 20. 
(B) 24. 
(C) 28. 
(D) 32. 
(E) 36. 

42 

Os pilares de concreto de uma ponte sofrem, entre outros 
fatores, a pressão da água corrente. Essa pressão depende da 
forma da seção transversal do pilar e da 
(A)  subpressão da água corrente. 
(B)  velocidade do vento. 
(C)  velocidade da água corrente. 
(D)  variação de temperatura. 
(E)  retração do concreto. 

43 

Em um ensaio de tração axial de uma barra de aço de 900 mm de 
comprimento inicial, a deformação específica da barra quando 
submetida a uma força F foi de 0,1%. 

Considerando que 

π é igual a 3,14 e sabendo que o diâmetro da 

barra é de 10 mm e que o módulo de elasticidade (E) dela é de 
200 GPa, o valor da força F é de 
(A) 3.925 N 
(B) 4.450 N 
(C) 7.850 N 
(D) 9.900 N 
(E) 15.700 N 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

Companhia Pernambucana de Saneamento – 2014 

FGV - Projetos

 

Nível Superior – Analista de Saneamento – Engenheiro Civil 

Tipo 1 – Cor Branca – Página 9 

 

 

44 

No ensaio de peneiramento de um solo granular se faz passar 
uma certa quantidade de solo por um conjunto padronizado de 
peneiras de malha quadrada, pesam-se as quantidades retidas 
em cada peneira e calculam-se as porcentagens passadas. 
Após a realização do ensaio de peneiramento em um solo 
granular com frações maiores que 0,075mm (#200), verificou-se 
que: 
•  o diâmetro correspondente a 10% do material que passa em 

peso é de 0,6 mm; 

•  o diâmetro correspondente a 30% do material que passa em 

peso é de 1,8 mm; 

•  o diâmetro correspondente a 60% do material que passa em 

peso é de 2,4 mm. 

A partir dos dados acima conclui-se que o coeficiente de não 
uniformidade do solo é 
(A) 4,00 
(B) 3,00 
(C) 1,00 
(D) 0,33 
(E) 0,25 

45 

Assinale a opção que indica a sequência de solos que apresenta 
aumento do coeficiente de permeabilidade. 
(A)  silte – argila – areia fina – areia média – areia grossa 
(B)  silte – argila – areia fina – areia grossa – areia média 
(C)  argila – silte – areia fina – areia média – areia grossa 
(D)  argila – silte – areia grossa – areia média – areia fina 
(E)  silte – argila – areia média – areia fina – areia grossa 

46 

Com relação à distribuição de pressões no solo, analise as 
afirmativas a seguir. 
I.  Ao se aplicar uma carga em uma área bem definida na 

superfície de um terreno, os acréscimos de tensão em uma 
certa profundidade se limitam à projeção da área carregada. 

II.  Pode-se empregar a Teoria da Elasticidade para a estimativa 

das tensões atuantes no interior da massa de solo, em virtude 
de carregamentos na superfície. 

III.  A solução de Boussinesq avalia a pressão vertical no interior 

de um solo elástico, isotrópico e não homogêneo, carregado 
na sua superfície por uma carga uniformemente distribuída. 

Assinale: 
(A)  se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. 
(B)  se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. 
(C)  se somente as afirmativas I e III estiverem corretas. 
(D)  se somente a afirmativa II estiver correta. 
(E)  se somente a afirmativa I estiver correta. 

47 

Leia o fragmento a seguir. 
As _____ têm a sua estabilidade assegurada pelo _____ da 
própria estrutura e são geralmente de _____ ou ciclópico e de 
seção transversal _____
.” 
Assinale a opção cujos itens completam corretamente as lacunas 
do fragmento acima. 
(A)  barragens abóbodas – atrito – concreto simples – retangular 
(B)  barragens de peso – atrito – concreto armado – trapezoidal 
(C)  barragens abóbodas – atrito – concreto simples – retangular 
(D)  barragens abóbodas – peso – concreto armado – retangular 
(E)  barragens de peso – peso – concreto simples – trapezoidal 

 

48 

Com relação à sondagem em solos, assinale V para a afirmativa 
verdadeira e F para a falsa. 
(   ) A sondagem a trado consiste em perfurações executadas com 

trados manuais, tipo cavadeira espiral ou helicoidal. 

(   ) O ensaio de cone consiste, basicamente, na cravação no solo,  

a uma velocidade rápida e constante, de uma haste com 
ponta cônica. 

(   ) As  sondagens mistas são uma combinação de um 

equipamento de sondagem rotativa com um equipamento de 
sondagem a percussão. 

As afirmativas são, respectivamente, 
(A)  F, V e V. 
(B)  V, F e V. 
(C)  F, V e F. 
(D)  F, F e V. 
(E)  V, V e F. 

49 

A estaca constituída por concreto, moldada “in loco”, que é 
executada por meio de trado contínuo e injeção de concreto pela 
própria haste do trado, é a 
(A) estaca prensada. 
(B) estaca escavada. 
(C)  estaca tipo hélice contínua. 
(D) estaca apiloada. 
(E) estaca premoldada. 

50 

Com relação às fundações superficiais, analise as afirmativas a 
seguir. 
I.  As vigas de fundação estão associadas a dois ou mais pilares 

alinhados. 

II. Uma sapata é dita centrada quando a resultante do 

carregamento passa pelo centro de gravidade da área da 
base. 

III.  As vigas de equilíbrio são elementos estruturais que ligam a 

sapata de um pilar na divisa com um pilar interno da obra, 
fazendo com que a sapata trabalhe com carga excêntrica. 

Assinale:  
(A)  se somente as afirmativas I e II estiverem corretas. 
(B)  se somente as afirmativas II e III estiverem corretas. 
(C)  se somente as afirmativas I e III estiverem corretas. 
(D)  se somente a afirmativa II estiver correta. 
(E)  se somente a afirmativa I estiver correta. 

51 

A tabela a seguir mostra um transporte de brita para uma 
determinada obra. 

Jazida 

Quantidade de material (m

3

Distância média (km) 

J1 x 

J2 2.500 

J3 3.500 

J4 5.000 

Sabendo que a distância média de transportes é de 2,5 km, 
assinale a opção que indica o valor de x. 
(A)  O valor de x está entre 100 m

3

 e 1.000 m

3

(B)  O valor de x é maior do que 3.000 m

3

(C)  O valor de x está entre 1.000 m

3

 e 1.700 m

3

(D)  O valor de x é zero. 
(E)  O valor de x está entre 1.700 m

3

 e 3.000 m

3

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

Companhia Pernambucana de Saneamento – 2014 

FGV - Projetos

 

Nível Superior – Analista de Saneamento – Engenheiro Civil 

Tipo 1 – Cor Branca – Página 10 

 

 

52 

Para estimar o tempo de execução de serviço X, uma construtora 
possui alguma experiência de obras anteriores. Do histórico da 
empresa, encontra-se que o valor pessimista é de 12 dias e o 
otimista é de 5 dias. 
Para a determinação do tempo mais provável, a construtora 
possui o histórico apresentado na tabela a seguir. Para a 
determinação do tempo de execução esperado, deve-se 
considerar o mesmo peso para as três estimativas de tempo. 

Observações  Tempo de execução em dias 

1 6 

2 6 

3 7 

4 9 

5 8 
6 5 

7 6 

8 8 

9 9 

10 X 

Determine o valor de X para que o tempo de execução esperado 
seja de 8 dias. 
(A)  O valor de X está entre 4 e 5 dias. 
(B)  O valor de X está entre 2 e 4 dias. 
(C)  O valor de X está entre 10 e 14 dias. 
(D)  O valor de X está entre 4 e 7 dias. 
(E)  O valor de X é maior do que 20 dias. 

53 

Um engenheiro quer estimar o número de viagens que 
caminhões de 20 m

3

 devem realizar para executar a base de uma 

rodovia. Sabe-se que o volume total da base é de 18.000 m

3

, o 

percentual de empolamento é de 25% e o Grau de 
Compactabilidade é de 0,90. 
Com base nas informações acima, assinale a opção que indica o 
número de viagens utilizado para executar a base de uma 
rodovia. 
(A) 900 
(B) 1.000 
(C) 800 
(D) 1.300 
(E) 1.250 

54 

Para um serviço de uma obra de edificação quantificado em kg, a 
tabela a seguir apresenta os índices de mão de obra e o custo 
horário de cada categoria. 

Mão de obra 

Quantidade  Salário-hora 

Mestre de obras 

0,04 h/kg 

Pedreiro 0,12 

h/kg  y 

Ajudante 0,16 

h/kg  5,00 

Sabe-se que o dobro de x é igual ao triplo de y e que o valor total 
do serviço, considerando 120% de encargos sociais, é de  
R$ 5720,00. Assinale a opção que apresenta o valor de x + y. 
(A) R$ 15,00 
(B) R$ 30,00 
(C) R$ 20,00 
(D) R$ 25,00 
(E) R$ 10,00 

 

55 

Em uma obra rodoviária, um engenheiro deseja avaliar a massa 
específica aparente do solo “in situ” da base que está sendo 
executada por sua equipe, com a finalidade de avaliar o grau de 
compactação obtido em campo. 
Assinale a opção que indica o ensaio que a equipe técnica deve 
realizar. 
(A)  Ensaio de CBR 
(B)  Ensaio de densidade real dos grãos 
(C)  Ensaio de abrasão Los Angeles 
(D)  Ensaio de SPT 
(E)  Ensaio do método de frasco de areia 

56 

Existem vários pares compostos pelo diâmetro do rotor 
(velocidade e potência do motor) e pelo diâmetro da tubulação 
de recalque, que atendem à missão de elevar uma determinada 
altura manométrica. 
Assim, para uma adução contínua, um trecho de adutora 
bombeada é dimensionado pela fórmula de Bresse. 
Sabendo que o K de Bresse é de 1,25 e que a vazão aduzida é de 
0,0256 m

3

/s, o diâmetro da adutora é de 

(A) 100 mm. 
(B) 120 mm. 
(C) 150 mm. 
(D) 200 mm. 
(E) 240 mm. 

57 

Uma adutora foi construída entre os reservatórios I e II para 
aduzir 30 L/s. Na figura são mostradas as cotas dos níveis d’água 
dos reservatórios e a distância entre eles. 

 

As perdas de carga para adução em tubulações de diferentes 
diâmetros são mostradas na tabela a seguir: 

Diâmetros (mm) 

50 75 100 

150 

200 

Perdas de carga 
(m/100 m) 

492,11

68,31 16,83  2,34  0,58 

Assinale a opção que indica o diâmetro da adutora. 
(A) 50 mm 
(B) 75 mm 
(C) 100 mm 
(D) 150 mm 
(E) 200 mm 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

Companhia Pernambucana de Saneamento – 2014 

FGV - Projetos

 

Nível Superior – Analista de Saneamento – Engenheiro Civil 

Tipo 1 – Cor Branca – Página 11 

 

 

58 

O volume de um reservatório é calculado pelo somatório das 
reservas de equilíbrio, de emergência e de incêndio. A tabela a 
seguir apresenta a demanda do dia de maior consumo de uma 
zona de abastecimento. 

Hora  1 2 3 4 5 6 7 

Vazão 

Distribuída 

(m

3

/s) 

0,6 0,38 0,32 0,4  0,6  1,6 2,4 2,8 

Hora  9  10 11 12 13 14 15 

16 

Vazão 

Distribuída 

(m

3

/s) 

2,6 3,2 3,8 4,4 4,2 3,6 2,6 

1,8 

Hora  17 18 19 20 21 22 23 

24 

Vazão 

Distribuída 

(m

3

/s) 

1,8 2,4 3,2 2,86 2,12 1,56 

0,64 0,52

Sabendo que a adução é contínua, a reserva de incêndio é de  
510 m

3

 e que a reserva de emergência é dada por um terço da 

soma da reserva de equilíbrio e da reserva de incêndio, o volume 
do reservatório é de 
(A) 31.252 m

3

(B) 46.368 m

3

(C) 50.240 m

3

(D) 60.480 m

3

(E) 62.504 m

3

59 

Em uma ETA, a sequência de reatores é: grade, desarenador, 
turbina, floculador vertical, decantador prismático e filtro de 
antracito e areia. 
Assinale a opção que indica o reator que recebe a água com as 
impurezas já agrupadas em flocos e promove um fluxo laminar, a 
fim de separá-las da água que “sobra”. 
(A) Grade 
(B) Desarenador 
(C) Turbina 
(D) Floculador vertical 
(E) Decantador prismático 

60 

A titulação é uma técnica volumétrica em que, por meio da 
medição rigorosa de volumes, é possível determinar a 
concentração de uma solução utilizando outra solução 

 

cuja concentração seja conhecida. Para determinar a alcalinidade  
da água que chega em uma ETA, colocou-se em um erlenmeyer  
50 mL dessa água e uma solução de verde de bromocresol/ 
vermelho de metila. Em uma bureta colocou-se uma solução de 
ácido sulfúrico a 0,02 N como titulante e abriu-se o registro sobre 
o erlenmeyer. 
Na determinação da alcalinidade total, o carbonato de cálcio 
(CaCO

3

) é um padrão muito utilizado. 

Sabendo-se que: 
•  H

2

SO

4

(aq) + CaCO

3

(s) = CO

2

(g) + CaSO

4

(s) + H

2

O(

); 

•  O peso molecular do CaCO

3

 é 100; 

assinale a opção que indica a alcalinidade da água em mg/L de 
CaCO

3

 se esta mudou de cor azul-esverdeada para róseo, após 

receber o volume de 10 mL de ácido. 
(A) 50 mg/L 
(B) 100 mg/L 
(C) 150 mg/L 
(D) 200 mg/L 
(E) 250 mg/L 

 

61 

Relacione as características dos resíduos sólidos às suas 
respectivas definições. 
1. Composição 

gravimétrica 

2.  Grau de compactação 
3.  Potencial de hidrogênio 
4. Relação 

carbono/nitrogênio 

(   ) indica o grau de decomposição da matéria orgânica do lixo 

nos processos de tratamento/disposição final. 

(   ) indica o teor de acidez ou de alcalinidade do material. 
(   ) indica a redução de volume que uma massa de lixo sofre 

quando submetida a uma pressão determinada. 

(   ) traduz o percentual de cada componente em relação ao peso 

total do lixo. 

Assinale a opção que indica a sequência correta, de cima para 
baixo. 
(A)  1 – 3 – 2 – 4. 
(B)  1 – 4 – 2 – 3. 
(C)  2 – 4 – 3 – 1. 
(D)  4 – 2 – 3 – 1. 
(E)  4 – 3 – 2 – 1. 

62 

Em uma ETE construída para tratar uma vazão de 1000 L/dia com 
concentração de DBO

5,20

 = 360 mg/L está instalado um reator 

para tratamento secundário com biodiscos. 
Sabendo que a taxa de aplicação de dimensionamento é de  
18 g DBO/(m

2

.dia), assinale a opção que indica o número mínimo 

de biodiscos da estação, se cada um tem uma área de contato de 
2,5 m

2

(A)    5 
(B)    6 
(C)    8 
(D) 12 
(E) 15 

63 

Na rede de esgoto da figura a seguir, as linhas contínuas são as 
tubulações, com suas medidas de comprimento em metros, e os 
círculos são os poços de visita. As áreas de expansão serão ligadas 
aos PV indicados. A vazão de esgoto é dada pelo somatório das 
ligações de esgoto que retornam da rede de água com a 
infiltração do solo, ao longo da rede de esgoto. 

 

Nesta rede, o consumo per capita de água q é de 200 litros/ 
(hab.dia); o coeficiente do dia de maior consumo, K1, é de 1,2; o 
coeficiente da hora de maior consumo, K2, é de 1,5; o Coeficiente 
de Retorno, CR, é de 0,85; a Taxa de Infiltração, TI, é de 0,001 
litros/(s.m); a densidade populacional, dp, é de 200 hab./ha e a 
densidade de ruas, dr, é de 140 m/ha. 
Assinale a opção que indica a vazão futura da rede, considerando 
que as expansões estejam ligadas à rede e mantenham os 
mesmos parâmetros. 
(A) 2,52 L/s 
(B) 4,25 L/s 
(C) 8,5 L/s 
(D) 12,75 L/s 
(E) 15,27 L/s 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

Companhia Pernambucana de Saneamento – 2014 

FGV - Projetos

 

Nível Superior – Analista de Saneamento – Engenheiro Civil 

Tipo 1 – Cor Branca – Página 12 

 

 

64 

Em uma pequena bacia hidrográfica de uma planície, que 
desemboca em um lago, é praticada uma agricultura com uso de 
fertilizantes. Nessa bacia ocorre uma intensa lixiviação e 
transporte de sedimentos das encostas para a calha do rio. 
Com relação aos impactos decorrentes deste processo, assinale V 
para a afirmativa verdadeira e F para a falsa. 
(   ) O aporte de nitrogênio e fósforo ao corpo d’água lêntico leva 

a um fenômeno conhecido por eutrofização. 

(   ) O processo descrito leva a um aumento da profundidade do 

rio. 

(   ) No rio, como a bacia é de planície, com características 

morfológicas de velha, há um processo de erosão maior que o 
de sedimentação. 

As afirmativas são, respectivamente, 
(A)  F, V e F. 
(B)  F, V e V. 
(C)  V, F e F. 
(D)  V, V e F. 
(E)  F, F e V. 

 

65 

Observe as vazões médias mensais, em um ano crítico, que chegam 
a uma seção transversal, onde será construída uma barragem de 
regularização para proteger uma cidade a jusante. 

Mês 

Jan Fev Mar Abr Mai Jun  Jul  Ago Set Out Nov Dez

Vazão 
(10

6

m

3

/mês)

6,2 8,2 6,5 2,8

2  3,4 4,6 1,5 1,8 2,1 6,2 4,1

Se a vazão de saída para evitar que a cidade seja alagada é de  
3,1 

× 10

6

 m

3

/mês, assinale a opção que indica o volume d’água a 

ser armazenado no reservatório, em 10

6

 m

3

(A) 1,4 
(B) 2,6 
(C) 3,9 
(D) 4,5 
(E) 5,3 
 
 
 
 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Atenção! 

As questões 66, 67, 68, 69 e 70 encontram-se nas páginas a seguir. 

 

 
 
 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

Companhia Pernambucana de Saneamento – 2014 

FGV - Projetos

 

Nível Superior – Analista de Saneamento – Engenheiro Civil 

Tipo 1 – Cor Branca – Página 13 

 

A tabela a seguir se refere às questões 66 e 67 

 

Analise a composição de custos apresentada a seguir. 

 

66 

Assinale a opção que apresenta o equipamento com menor produção horária máxima (m

3

/h). 

(A) E404 
(B) E013 
(C) E407 
(D) E006 
(E) E013 

67 

Em relação à composição de custos do serviço de sub-base de solo estabilizado granulometricamente sem mistura, determine a 
quantidade em horas produtivas do E101 e a quantidade em horas de servente para executar 912 m

3

, respectivamente. 

(A)  6 horas e 18 horas 
(B)  6 horas e 12 horas 
(C)  0,93 horas e 18 horas 
(D)  0,93 horas e 12 horas 
(E)  1,2 horas e 12 horas 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

Companhia Pernambucana de Saneamento – 2014 

FGV - Projetos

 

Nível Superior – Analista de Saneamento – Engenheiro Civil 

Tipo 1 – Cor Branca – Página 14 

 

A tabela a seguir se refere às questões 68, 69 e 70 

 

As tabelas apresentadas a seguir, apresentam parte da composição de custos do serviço de tratamento superficial duplo com emulsão. 

 

68 

Assinale a opção que indica a quantidade de emulsão asfáltica RR-2C necessária para executar 2744 m

2

(A) 0,003 toneladas 
(B) 0,024 toneladas 
(C) 8,00 toneladas 
(D) 8,23 toneladas 
(E) 0,03 toneladas 

69 

Em relação ao serviço de emulsão asfáltica RR-2C, assinale a opção que indica o número de horas que o encarregado de turma tem para 
executar 3430 m

2

(A) 80 horas 
(B) 10 horas 
(C) 90 horas 
(D) 44,79 horas 
(E) 8 horas 

70 

Em relação ao serviço de emulsão asfáltica RR-2C, assinale a opção que indica o momento de transporte total de brita para executar  
6.860 m

2

(A)  É menor do que 23.000 t.km. 
(B)  É maior do que 30.000 t.km. 
(C)  Está entre 22.0000 tkm e 25.000 t.km. 
(D)  Está entre 15.0000 tkm e 20.000 t.km. 
(E)  Está entre 10.0000 tkm e 12.000 t.km. 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

 

 

fgv-2014-compesa-analista-de-saneamento-engenheiro-civil-prova.pdf-html.html

 

 

 

Realização