Prova Concurso - Administração - 2014-PETROBRAS-TECNICO-A-DE-SUPRIMENTO-DE-BENS-E-SERVICOS-JUNIOR-ADMINISTRACAO - CESGRANRIO - PETROBRAS - 2014

Prova - Administração - 2014-PETROBRAS-TECNICO-A-DE-SUPRIMENTO-DE-BENS-E-SERVICOS-JUNIOR-ADMINISTRACAO - CESGRANRIO - PETROBRAS - 2014

Detalhes

Profissão: Administração
Cargo: 2014-PETROBRAS-TECNICO-A-DE-SUPRIMENTO-DE-BENS-E-SERVICOS-JUNIOR-ADMINISTRACAO
Órgão: PETROBRAS
Banca: CESGRANRIO
Ano: 2014
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

AGENTE-ADMINISTRATIVO-PREVIDENCIARIOCONCURSOS2018
ASSISTENTE-DE-ADMINISTRACAOFUNPAPA2018
AUXILIAR-DE-ADMINISTRACAOFUNPAPA2018

Gabarito

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-gabarito.pdf-html.html

PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. – PETROBRAS 

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO 

EDITAL N

o

 1

 

- PETROBRAS/PSP RH 2014.2, DE 11

 

DE SETEMBRO

 

DE 2014

 

PROVA REALIZADA EM 07/12/2014

 

 

NÍVEL MÉDIO – CONHECIMENTOS BÁSICOS 

LÍNGUA PORTUGUESA 

1-  E 

2-  D 

3-  D 

4-  B 

5-  C 

6-  C 

7-  E 

8-  E 

9-  B 

10-  D 

MATEMÁTICA 

11-  C 

12-  B 

13-  C 

14-  A 

15-  B 

16-  B 

17-  E 

18-  A 

19-  D 

20-  E 

NÍVEL MÉDIO – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 

TÉCNICO(A) AMBIENTAL JÚNIOR 

TÉCNICO(A) DE ADMINISTRAÇÃO E 

CONTROLE JÚNIOR 

TÉCNICO(A) DE COMERCIALIZAÇÃO E 

LOGÍSTICA JÚNIOR 

TÉCNICO(A) DE ENFERMAGEM DO 

TRABALHO JÚNIOR 

TÉCNICO(A) DE 

ESTABILIDADE JÚNIOR 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

21-  E 

31-  E 

21-  C 

31-  B 

21-  C 

31-  D 

21-  D 

31-  A 

21-  E 

31-  D 

22-  B 

32-  E 

22-  C 

32-  A 

22-  B 

32-  C 

22-  A 

32-  E 

22-  B 

32-  B 

23-  D 

33-  E 

23-  D 

33-  A 

23-  A 

33-  B 

23-  C 

33-  B 

23-  C 

33-  C 

24-  D 

34-  B 

24-  A 

34-  B 

24-  B 

34-  D 

24-  E 

34-  E 

24-  A 

34-  C 

25-  C 

35-  A 

25-  D 

35-  C 

25-  C 

35-  E 

25-  C 

35-  A 

25-  A 

35-  D 

26-  A 

36-  E 

26-  E 

36-  D 

26-  A 

36-  E 

26-  D 

36-  A 

26-  C 

36-  A 

27-  D 

37-  C 

27-  B 

37-  B 

27-  D 

37-  A 

27-  E 

37-  A 

27-  E 

37-  B 

28-  A 

38-  A 

28-  D 

38-  C 

28-  E 

38-  D 

28-  E 

38-  B 

28-  A 

38-  E 

29-  C 

39-  C 

29-  D 

39-  E 

29-  E 

39-  A 

29-  E 

39-  D 

29-  E 

39-  D 

30-  E 

40-  D 

30-  A 

40-  E 

30-  E 

40-  E 

30-  A 

40-  E 

30-  B 

40-  E 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

41-  D 

46-  E 

41-  D 

46-  E 

41-  A 

46-  C 

41-  D 

46-  D 

41-  B 

46-  A 

42-  B 

47-  A 

42-  B 

47-  E 

42-  E 

47-  D 

42-  C 

47-  B 

42-  D 

47-  C 

43-  B 

48-  D 

43-  B 

48-  E 

43-  D 

48-  E 

43-  A 

48-  C 

43-  C 

48-  D 

44-  A 

49-  E 

44-  E 

49-  D 

44-  A 

49-  D 

44-  E 

49-  E 

44-  E 

49-  B 

45-  C 

50-  E 

45-  D 

50-  E 

45-  B 

50-  C 

45-  B 

50-  E 

45-  B 

50-  E 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

51-  E 

56-  A 

51-  C 

56-  D 

51-  A 

56-  A 

51-  E 

56-  D 

51-  C 

56-  B 

52-  A 

57-  B 

52-  E 

57-  E 

52-  B 

57-  C 

52-  E 

57-  E 

52-  E 

57-  D 

53-  C 

58-  E 

53-  B 

58-  A 

53-  B 

58-  D 

53-  E 

58-  A 

53-  C 

58-  E 

54-  E 

59-  A 

54-  C 

59-  E 

54-  C 

59-  B 

54-  E 

59-  D 

54-  E 

59-  C 

55-  E 

60-  E 

55-  A 

60-  D 

55-  E 

60-  C 

55-  B 

60-  C 

55-  B 

60-  A 

 

 

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-gabarito.pdf-html.html

PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. – PETROBRAS 

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO 

EDITAL N

o

 1

 

- PETROBRAS/PSP RH 2014.2, DE 11

 

DE SETEMBRO

 

DE 2014

 

PROVA REALIZADA EM 07/12/2014

 

 

NÍVEL MÉDIO – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 

10 

TÉCNICO(A) DE EXPLORAÇÃO DE 

PETRÓLEO JÚNIOR - GEODÉSIA 

TÉCNICO(A) DE EXPLORAÇÃO DE 

PETRÓLEO JÚNIOR - GEOLOGIA 

TÉCNICO(A) DE EXPLORAÇÃO DE 

PETRÓLEO JÚNIOR - INFORMÁTICA 

TÉCNICO(A) DE INFORMÁTICA JÚNIOR 

TÉCNICO(A) DE INSPEÇÃO DE 

EQUIPAMENTOS E 

INSTALAÇÕES JÚNIOR 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

21-  B 

31-  D 

21-  E 

31-  E 

21-  D 

31-  D 

21-  E 

31-  B 

21-  D 

31-  E 

22-  D 

32-  C 

22-  A 

32-  D 

22-  B 

32-  A 

22-  C 

32-  E 

22-  A 

32-  D 

23-  B 

33-  E 

23-  C 

33-  E 

23-  C 

33-  D 

23-  B 

33-  D 

23-  E 

33-  B 

24-  B 

34-  B 

24-  E 

34-  A 

24-  C 

34-  C 

24-  B 

34-  E 

24-  C 

34-  D 

25-  E 

35-  E 

25-  A 

35-  B 

25-  D 

35-  A 

25-  A 

35-  C 

25-  B 

35-  E 

26-  D 

36-  C 

26-  A 

36-  E 

26-  E 

36-  C 

26-  D 

36-  D 

26-  E 

36-  A 

27-  D 

37-  A 

27-  B 

37-  C 

27-  A 

37-  B 

27-  B 

37-  D 

27-  D 

37-  D 

28-  C 

38-  A 

28-  C 

38-  A 

28-  C 

38-  D 

28-  A 

38-  C 

28-  A 

38-  D 

29-  A 

39-  B 

29-  A 

39-  D 

29-  D 

39-  C 

29-  C 

39-  B 

29-  C 

39-  D 

30-  A 

40-  D 

30-  D 

40-  E 

30-  A 

40-  A 

30-  D 

40-  E 

30-  B 

40-  B 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

41-  A 

46-  E 

41-  A 

46-  B 

41-  A 

46-  E 

41-  C 

46-  E 

41-  B 

46-  B 

42-  E 

47-  B 

42-  B 

47-  E 

42-  A 

47-  C 

42-  C 

47-  A 

42-  C 

47-  C 

43-  D 

48-  C 

43-  B 

48-  D 

43-  A 

48-  B 

43-  A 

48-  C 

43-  E 

48-  A 

44-  E 

49-  B 

44-  D 

49-  C 

44-  B 

49-  E 

44-  B 

49-  B 

44-  B 

49-  B 

45-  A 

50-  D 

45-  B 

50-  D 

45-  E 

50-  B 

45-  E 

50-  C 

45-  C 

50-  E 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

51-  C 

56-  A 

51-  E 

56-  B 

51-  C 

56-  E 

51-  E 

56-  A 

51-  C 

56-  C 

52-  E 

57-  A 

52-  B 

57-  C 

52-  E 

57-  C 

52-  A 

57-  A 

52-  B 

57-  E 

53-  B 

58-  B 

53-  D 

58-  C 

53-  C 

58-  D 

53-  A 

58-  C 

53-  E 

58-  D 

54-  E 

59-  C 

54-  E 

59-  D 

54-  B 

59-  B 

54-  E 

59-  A 

54-  A 

59-  B 

55-  C 

60-  E 

55-  E 

60-  A 

55-  C 

60-  A 

55-  E 

60-  D 

55-  B 

60-  D 

 

 

 

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-gabarito.pdf-html.html

PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. – PETROBRAS 

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO 

EDITAL N

o

 1

 

- PETROBRAS/PSP RH 2014.2, DE 11

 

DE SETEMBRO

 

DE 2014

 

PROVA REALIZADA EM 07/12/2014

 

 

NÍVEL MÉDIO – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 

11 

12 

13 

14 

15 

TÉCNICO(A) DE LOGÍSTICA DE 

TRANSPORTE JÚNIOR - CONTROLE 

TÉCNICO(A) DE LOGÍSTICA DE 

TRANSPORTE JÚNIOR - OPERAÇÃO 

TÉCNICO(A) DE MANUTENÇÃO JÚNIOR  

CALDEIRARIA 

TÉCNICO(A) DE MANUTENÇÃO JÚNIOR  

ELÉTRICA 

TÉCNICO(A) DE MANUTENÇÃO 

JÚNIOR - ELETRÔNICA 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

21-  B 

31-  E 

21-  B 

31-  B 

21-  B 

31-  E 

21-  A 

31-  D 

21-  B 

31-  D 

22-  A 

32-  C 

22-  B 

32-  D 

22-  A 

32-  D 

22-  C 

32-  C 

22-  B 

32-  C 

23-  B 

33-  E 

23-  B 

33-  A 

23-  D 

33-  D 

23-  A 

33-  D 

23-  D 

33-  C 

24-  A 

34-  A 

24-  C 

34-  E 

24-  A 

34-  E 

24-  B 

34-  B 

24-  C 

34-  C 

25-  D 

35-  E 

25-  D 

35-  E 

25-  D 

35-  B 

25-  E 

35-  B 

25-  A 

35-  D 

26-  B 

36-  D 

26-  D 

36-  C 

26-  D 

36-  E 

26-  C 

36-  C 

26-  C 

36-  E 

27-  C 

37-  C 

27-  A 

37-  C 

27-  C 

37-  A 

27-  C 

37-  C 

27-  C 

37-  C 

28-  E 

38-  C 

28-  E 

38-  C 

28-  E 

38-  A 

28-  B 

38-  D 

28-  B 

38-  A 

29-  D 

39-  B 

29-  C 

39-  D 

29-  B 

39-  E 

29-  A 

39-  E 

29-  A 

39-  D 

30-  D 

40-  E 

30-  B 

40-  B 

30-  C 

40-  E 

30-  A 

40-  A 

30-  E 

40-  E 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

41-  C 

46-  E 

41-  A 

46-  D 

41-  A 

46-  B 

41-  A 

46-  D 

41-  D 

46-  A 

42-  A 

47-  C 

42-  E 

47-  C 

42-  D 

47-  C 

42-  C 

47-  A 

42-  D 

47-  B 

43-  D 

48-  D 

43-  D 

48-  E 

43-  E 

48-  D 

43-  C 

48-  E 

43-  D 

48-  A 

44-  A 

49-  E 

44-  B 

49-  C 

44-  E 

49-  B 

44-  D 

49-  A 

44-  D 

49-  E 

45-  B 

50-  B 

45-  B 

50-  B 

45-  D 

50-  C 

45-  B 

50-  C 

45-  C 

50-  B 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

51-  E 

56-  E 

51-  E 

56-  A 

51-  A 

56-  C 

51-  D 

56-  A 

51-  C 

56-  D 

52-  A 

57-  E 

52-  A 

57-  D 

52-  D 

57-  C 

52-  D 

57-  C 

52-  B 

57-  C 

53-  B 

58-  D 

53-  C 

58-  B 

53-  A 

58-  B 

53-  E 

58-  E 

53-  D 

58-  E 

54-  B 

59-  D 

54-  A 

59-  E 

54-  B 

59-  D 

54-  C 

59-  A 

54-  B 

59-  B 

55-  C 

60-  A 

55-  A 

60-  B 

55-  C 

60-  C 

55-  E 

60-  D 

55-  B 

60-  C 

 

 

 

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-gabarito.pdf-html.html

PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. – PETROBRAS 

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO 

EDITAL N

o

 1

 

- PETROBRAS/PSP RH 2014.2, DE 11

 

DE SETEMBRO

 

DE 2014

 

PROVA REALIZADA EM 07/12/2014

 

 

NÍVEL MÉDIO – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 

16 

17 

18 

19 

20 

TÉCNICO(A) DE MANUTENÇÃO JÚNIOR  

INSTRUMENTAÇÃO 

TÉCNICO(A) DE MANUTENÇÃO JÚNIOR  

MECÂNICA 

TÉCNICO(A) DE OPERAÇÃO JÚNIOR 

TÉCNICO(A) DE PERFURAÇÃO E 

POÇOS JÚNIOR 

TÉCNICO(A) DE PROJETOS  

CONSTRUÇÃO E MONTAGEM 

JÚNIOR - EDIFICAÇÕES 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

21-  D 

31-  C 

21-  B 

31-  A 

21-  B 

31-  B 

21-  C 

31-  C 

21-  D 

31-  D 

22-  E 

32-  D 

22-  A 

32-  D 

22-  C 

32-  E 

22-  D 

32-  B 

22-  E 

32-  C 

23-  C 

33-  B 

23-  C 

33-  E 

23-  C 

33-  A 

23-  D 

33-  C 

23-  D 

33-  A 

24-  C 

34-  B 

24-  D 

34-  B 

24-  B 

34-  A 

24-  C 

34-  C 

24-  C 

34-  D 

25-  E 

35-  C 

25-  D 

35-  A 

25-  D 

35-  C 

25-  D 

35-  A 

25-  E 

35-  E 

26-  A 

36-  E 

26-  A 

36-  B 

26-  B 

36-  E 

26-  E 

36-  C 

26-  E 

36-  D 

27-  B 

37-  A 

27-  C 

37-  E 

27-  D 

37-  D 

27-  D 

37-  A 

27-  D 

37-  E 

28-  E 

38-  D 

28-  D 

38-  E 

28-  A 

38-  E 

28-  B 

38-  E 

28-  A 

38-  A 

29-  C 

39-  E 

29-  C 

39-  A 

29-  A 

39-  A 

29-  D 

39-  E 

29-  B 

39-  E 

30-  A 

40-  B 

30-  D 

40-  C 

30-  D 

40-  B 

30-  D 

40-  C 

30-  B 

40-  C 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

41-  A 

46-  A 

41-  D 

46-  C 

41-  A 

46-  A 

41-  C 

46-  C 

41-  D 

46-  D 

42-  B 

47-  E 

42-  C 

47-  D 

42-  B 

47-  D 

42-  B 

47-  D 

42-  B 

47-  B 

43-  C 

48-  D 

43-  B 

48-  E 

43-  E 

48-  C 

43-  A 

48-  B 

43-  E 

48-  C 

44-  B 

49-  B 

44-  A 

49-  E 

44-  C 

49-  D 

44-  D 

49-  E 

44-  A 

49-  C 

45-  D 

50-  D 

45-  B 

50-  E 

45-  B 

50-  C 

45-  B 

50-  E 

45-  B 

50-  A 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

51-  C 

56-  A 

51-  E 

56-  C 

51-  E 

56-  A 

51-  B 

56-  A 

51-  D 

56-  B 

52-  C 

57-  A 

52-  A 

57-  B 

52-  A 

57-  E 

52-  C 

57-  E 

52-  A 

57-  C 

53-  E 

58-  A 

53-  C 

58-  E 

53-  B 

58-  C 

53-  B 

58-  B 

53-  D 

58-  B 

54-  B 

59-  C 

54-  A 

59-  B 

54-  E 

59-  E 

54-  C 

59-  D 

54-  A 

59-  D 

55-  D 

60-  E 

55-  B 

60-  D 

55-  D 

60-  B 

55-  A 

60-  C 

55-  B 

60-  E 

 

 

 

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-gabarito.pdf-html.html

PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. – PETROBRAS 

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO 

EDITAL N

o

 1

 

- PETROBRAS/PSP RH 2014.2, DE 11

 

DE SETEMBRO

 

DE 2014

 

PROVA REALIZADA EM 07/12/2014

 

 

NÍVEL MÉDIO – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 

21 

22 

23 

24 

25 

TÉCNICO(A) DE PROJETOS  

CONSTRUÇÃO E MONTAGEM JÚNIOR 

ELÉTRICA 

TÉCNICO(A) DE PROJETOS  

CONSTRUÇÃO E MONTAGEM JÚNIOR 

ELETRÔNICA 

TÉCNICO(A) DE PROJETOS  

CONSTRUÇÃO E MONTAGEM JÚNIOR 

ESTRUTURAS NAVAIS 

TÉCNICO(A) DE PROJETOS  

CONSTRUÇÃO E MONTAGEM JÚNIOR 

 INSTRUMENTAÇÃO 

TÉCNICO(A) DE PROJETOS  

CONSTRUÇÃO E MONTAGEM 

JÚNIOR - MECÂNICA 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

21-  D 

31-  C 

21-  B 

31-  D 

21-  C 

31-  C 

21-  D 

31-  A 

21-  A 

31-  E 

22-  A 

32-  B 

22-  D 

32-  C 

22-  E 

32-  D 

22-  C 

32-  B 

22-  D 

32-  A 

23-  B 

33-  E 

23-  D 

33-  D 

23-  E 

33-  A 

23-  E 

33-  C 

23-  E 

33-  D 

24-  C 

34-  A 

24-  E 

34-  C 

24-  D 

34-  D 

24-  E 

34-  E 

24-  C 

34-  A 

25-  A 

35-  C 

25-  E 

35-  E 

25-  B 

35-  B 

25-  D 

35-  E 

25-  E 

35-  C 

26-  C 

36-  D 

26-  C 

36-  C 

26-  B 

36-  C 

26-  D 

36-  D 

26-  D 

36-  D 

27-  A 

37-  B 

27-  A 

37-  C 

27-  B 

37-  D 

27-  C 

37-  D 

27-  B 

37-  D 

28-  E 

38-  E 

28-  B 

38-  B 

28-  D 

38-  C 

28-  A 

38-  D 

28-  B 

38-  E 

29-  B 

39-  E 

29-  B 

39-  A 

29-  A 

39-  A 

29-  E 

39-  C 

29-  B 

39-  A 

30-  D 

40-  B 

30-  D 

40-  E 

30-  E 

40-  A 

30-  A 

40-  B 

30-  C 

40-  D 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

41-  D 

46-  A 

41-  A 

46-  D 

41-  A 

46-  B 

41-  B 

46-  D 

41-  B 

46-  E 

42-  B 

47-  C 

42-  C 

47-  C 

42-  D 

47-  C 

42-  C 

47-  B 

42-  C 

47-  B 

43-  B 

48-  B 

43-  E 

48-  A 

43-  C 

48-  E 

43-  A 

48-  A 

43-  B 

48-  C 

44-  E 

49-  E 

44-  A 

49-  C 

44-  B 

49-  B 

44-  C 

49-  A 

44-  A 

49-  B 

45-  C 

50-  D 

45-  E 

50-  B 

45-  A 

50-  A 

45-  D 

50-  B 

45-  D 

50-  E 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

51-  C 

56-  B 

51-  D 

56-  A 

51-  C 

56-  A 

51-  E 

56-  D 

51-  D 

56-  A 

52-  D 

57-  D 

52-  B 

57-  D 

52-  C 

57-  E 

52-  A 

57-  C 

52-  C 

57-  E 

53-  E 

58-  C 

53-  C 

58-  E 

53-  B 

58-  C 

53-  E 

58-  A 

53-  D 

58-  A 

54-  A 

59-  D 

54-  A 

59-  E 

54-  D 

59-  D 

54-  E 

59-  E 

54-  A 

59-  C 

55-  D 

60-  E 

55-  C 

60-  D 

55-  E 

60-  A 

55-  C 

60-  D 

55-  B 

60-  B 

 

 

 

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-gabarito.pdf-html.html

PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. – PETROBRAS 

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO 

EDITAL N

o

 1

 

- PETROBRAS/PSP RH 2014.2, DE 11

 

DE SETEMBRO

 

DE 2014

 

PROVA REALIZADA EM 07/12/2014

 

 

NÍVEL MÉDIO – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 

26 

27 

28 

29 

30 

TÉCNICO(A) DE SEGURANÇA JÚNIOR 

TÉCNICO(A) DE SUPRIMENTO DE 

BENS E SERVIÇOS JÚNIOR 

ADMINISTRAÇÃO 

TÉCNICO(A) DE SUPRIMENTO DE 

BENS E SERVIÇOS JÚNIOR - ELÉTRICA 

TÉCNICO(A) DE SUPRIMENTO DE 

BENS E SERVIÇOS JÚNIOR 

MECÂNICA 

TÉCNICO(A) QUÍMICO(A) DE 

PETRÓLEO JÚNIOR 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

21-  A 

31-  D 

21-  C 

31-  D 

21-  A 

31-  C 

21-  C 

31-  A 

21-  E 

31-  E 

22-  C 

32-  A 

22-  E 

32-  A 

22-  B 

32-  E 

22-  B 

32-  C 

22-  C 

32-  B 

23-  C 

33-  A 

23-  E 

33-  B 

23-  C 

33-  D 

23-  A 

33-  B 

23-  B 

33-  E 

24-  D 

34-  C 

24-  B 

34-  C 

24-  C 

34-  D 

24-  C 

34-  D 

24-  A 

34-  C 

25-  B 

35-  E 

25-  A 

35-  B 

25-  E 

35-  A 

25-  D 

35-  B 

25-  E 

35-  D 

26-  E 

36-  E 

26-  E 

36-  C 

26-  D 

36-  E 

26-  A 

36-  A 

26-  D 

36-  A 

27-  B 

37-  D 

27-  B 

37-  C 

27-  B 

37-  D 

27-  B 

37-  D 

27-  E 

37-  E 

28-  A 

38-  B 

28-  E 

38-  D 

28-  A 

38-  B 

28-  D 

38-  E 

28-  C 

38-  D 

29-  E 

39-  C 

29-  D 

39-  E 

29-  B 

39-  B 

29-  E 

39-  E 

29-  D 

39-  A 

30-  D 

40-  E 

30-  A 

40-  D 

30-  D 

40-  B 

30-  E 

40-  A 

30-  A 

40-  B 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

41-  B 

46-  B 

41-  A 

46-  A 

41-  A 

46-  A 

41-  A 

46-  A 

41-  E 

46-  B 

42-  C 

47-  A 

42-  E 

47-  C 

42-  E 

47-  C 

42-  E 

47-  C 

42-  B 

47-  A 

43-  D 

48-  C 

43-  D 

48-  B 

43-  B 

48-  B 

43-  D 

48-  B 

43-  B 

48-  C 

44-  A 

49-  E 

44-  C 

49-  D 

44-  C 

49-  D 

44-  C 

49-  D 

44-  A 

49-  D 

45-  C 

50-  A 

45-  B 

50-  B 

45-  B 

50-  B 

45-  B 

50-  B 

45-  D 

50-  D 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

51-  E 

56-  D 

51-  A 

56-  D 

51-  A 

56-  D 

51-  A 

56-  D 

51-  E 

56-  B 

52-  E 

57-  D 

52-  C 

57-  C 

52-  C 

57-  C 

52-  C 

57-  C 

52-  E 

57-  A 

53-  D 

58-  D 

53-  D 

58-  B 

53-  D 

58-  B 

53-  D 

58-  B 

53-  C 

58-  D 

54-  B 

59-  E 

54-  E 

59-  C 

54-  E 

59-  C 

54-  E 

59-  C 

54-  A 

59-  A 

55-  A 

60-  C 

55-  E 

60-  A 

55-  E 

60-  A 

55-  E 

60-  A 

55-  D 

60-  C 

 

 

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-gabarito.pdf-html.html

PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. – PETROBRAS 

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO 

EDITAL N

o

 1

 

- PETROBRAS/PSP RH 2014.2, DE 11

 

DE SETEMBRO

 

DE 2014

 

PROVA REALIZADA EM 07/12/2014

 

 

NÍVEL SUPERIOR – CONHECIMENTOS BÁSICOS 

LÍNGUA PORTUGUESA 

1-  E 

2-  B 

3-  D 

4-  B 

5-  A 

6-  C 

7-  B 

8-  B 

9-  B 

10-  A 

LÍNGUA INGLESA 

11-  B 

12-  A 

13-  E 

14-  B 

15-  E 

16-  A 

17-  C 

18-  C 

19-  D 

20-  E 

NÍVEL SUPERIOR – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 

31 

32 

33 

34 

ADMINISTRADOR(A) JÚNIOR 

ANALISTA DE COMERCIALIZAÇÃO E LOGÍSTICA 

JÚNIOR - TRANSPORTE MARÍTIMO 

CONTADOR(A) JÚNIOR 

ENFERMEIRO(A) DO TRABALHO JÚNIOR 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

21-  B 

26-  E 

31-  B 

36-  E 

21-  B 

26-  A 

31-  A 

36-  D 

21-  B 

26-  A 

31-  E 

36-  D 

21-  E 

26-  A 

31-  C 

36-  B 

22-  C 

27-  A 

32-  E 

37-  D 

22-  E 

27-  D 

32-  E 

37-  B 

22-  B 

27-  E 

32-  E 

37-  C 

22-  C 

27-  E 

32-  C 

37-  B 

23-  D 

28-  D 

33-  B 

38-  E 

23-  B 

28-  A 

33-  E 

38-  A 

23-  B 

28-  C 

33-  D 

38-  C 

23-  D 

28-  B 

33-  B 

38-  D 

24-  C 

29-  B 

34-  A 

39-  D 

24-  A 

29-  E 

34-  C 

39-  C 

24-  E 

29-  B 

34-  D 

39-  E 

24-  C 

29-  A 

34-  D 

39-  B 

25-  A 

30-  E 

35-  B 

40-  A 

25-  D 

30-  B 

35-  B 

40-  A 

25-  E 

30-  A 

35-  B 

40-  D 

25-  E 

30-  C 

35-  E 

40-  B 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

41- 

46- 

51- 

41- 

46- 

51- 

41- 

46- 

51- 

41- 

46- 

51- 

42- 

47- 

52- 

42- 

47- 

52- 

42- 

47- 

52- 

42- 

47- 

52- 

43- 

48- 

53- 

43- 

48- 

53- 

43- 

48- 

53- 

43- 

48- 

53- 

44- 

49- 

54- 

44- 

49- 

54- 

44- 

49- 

54- 

44- 

49- 

54- 

45- 

50- 

55- 

45- 

50- 

55- 

45- 

50- 

55- 

45- 

50- 

55- 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

56- 

61- 

66- 

56- 

61- 

66- 

56- 

61- 

66- 

56- 

61- 

66- 

57- 

62- 

67- 

57- 

62- 

67- 

57- 

62- 

67- 

57- 

62- 

67- 

58- 

63- 

68- 

58- 

63- 

68- 

58- 

63- 

68- 

58- 

63- 

68- 

59- 

64- 

69- 

59- 

64- 

69- 

59- 

64- 

69- 

59- 

64- 

69- 

60- 

65- 

70- 

60- 

65- 

70- 

60- 

65- 

70- 

60- 

65- 

70- 

 

 

 

 

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-gabarito.pdf-html.html

PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. – PETROBRAS 

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO 

EDITAL N

o

 1

 

- PETROBRAS/PSP RH 2014.2, DE 11

 

DE SETEMBRO

 

DE 2014

 

PROVA REALIZADA EM 07/12/2014

 

 

NÍVEL SUPERIOR – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 

35 

36 

37 

38 

ENGENHEIRO(A) CIVIL JÚNIOR 

ENGENHEIRO(A) DE EQUIPAMENTOS JÚNIOR 

ELÉTRICA 

ENGENHEIRO(A) DE EQUIPAMENTOS JÚNIOR 

 ELETRÔNICA 

ENGENHEIRO(A) DE EQUIPAMENTOS JÚNIOR 

 INSPEÇÃO 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

21-  A 

26-  B 

31-  C 

36-  B 

21-  A 

26-  B 

31-  C 

36-  A 

21-  E 

26-  C 

31-  B 

36-  B 

21-  C 

26-  E 

31-  E 

36-  E 

22-  B 

27-  A 

32-  D 

37-  C 

22-  D 

27-  C 

32-  B 

37-  D 

22-  B 

27-  C 

32-  D 

37-  C 

22-  A 

27-  D 

32-  C 

37-  B 

23-  B 

28-  E 

33-  C 

38-  B 

23-  A 

28-  D 

33-  C 

38-  D 

23-  D 

28-  D 

33-  B 

38-  C 

23-  B 

28-  E 

33-  C 

38-  B 

24-  D 

29-  B 

34-  B 

39-  D 

24-  C 

29-  E 

34-  E 

39-  C 

24-  D 

29-  E 

34-  B 

39-  A 

24-  B 

29-  B 

34-  B 

39-  C 

25-  A 

30-  D 

35-  E 

40-  E 

25-  E 

30-  D 

35-  B 

40-  B 

25-  A 

30-  E 

35-  D 

40-  A 

25-  D 

30-  B 

35-  D 

40-  C 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

41- 

46- 

51- 

41- 

46- 

51- 

41- 

46- 

51- 

41- 

46- 

51- 

42- 

47- 

52- 

42- 

47- 

52- 

42- 

47- 

52- 

42- 

47- 

52- 

43- 

48- 

53- 

43- 

48- 

53- 

43- 

48- 

53- 

43- 

48- 

53- 

44- 

49- 

54- 

44- 

49- 

54- 

44- 

49- 

54- 

44- 

49- 

54- 

45- 

50- 

55- 

45- 

50- 

55- 

45- 

50- 

55- 

45- 

50- 

55- 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

56- 

61- 

66- 

56- 

61- 

66- 

56- 

61- 

66- 

56- 

61- 

66- 

57- 

62- 

67- 

57- 

62- 

67- 

57- 

62- 

67- 

57- 

62- 

67- 

58- 

63- 

68- 

58- 

63- 

68- 

58- 

63- 

68- 

58- 

63- 

68- 

59- 

64- 

69- 

59- 

64- 

69- 

59- 

64- 

69- 

59- 

64- 

69- 

60- 

65- 

70- 

60- 

65- 

70- 

60- 

65- 

70- 

60- 

65- 

70- 

 

 

 

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-gabarito.pdf-html.html

PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. – PETROBRAS 

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO 

EDITAL N

o

 1

 

- PETROBRAS/PSP RH 2014.2, DE 11

 

DE SETEMBRO

 

DE 2014

 

PROVA REALIZADA EM 07/12/2014

 

 

NÍVEL SUPERIOR – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 

39 

40 

41 

42 

ENGENHEIRO(A) DE EQUIPAMENTOS JÚNIOR 

MECÂNICA 

ENGENHEIRO(A) DE PETRÓLEO JÚNIOR 

ENGENHEIRO(A) DE PROCESSAMENTO JÚNIOR 

ENGENHEIRO(A) DE PRODUÇÃO JÚNIOR 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

21-  B 

26-  E 

31-  B 

36-  C 

21-  E 

26-  A 

31-  B 

36-  A 

21-  E 

26-  A 

31-  E 

36-  C 

21-  D 

26-  E 

31-  B 

36-  B 

22-  E 

27-  C 

32-  E 

37-  C 

22-  C 

27-  D 

32-  D 

37-  A 

22-  D 

27-  B 

32-  D 

37-  E 

22-  D 

27-  E 

32-  C 

37-  D 

23-  D 

28-  C 

33-  A 

38-  E 

23-  B 

28-  E 

33-  B 

38-  B 

23-  E 

28-  E 

33-  B 

38-  A 

23-  A 

28-  C 

33-  A 

38-  E 

24-  A 

29-  A 

34-  D 

39-  D 

24-  A 

29-  A 

34-  D 

39-  E 

24-  B 

29-  B 

34-  D 

39-  C 

24-  D 

29-  E 

34-  D 

39-  A 

25-  B 

30-  D 

35-  A 

40-  E 

25-  D 

30-  C 

35-  B 

40-  C 

25-  B 

30-  B 

35-  A 

40-  C 

25-  B 

30-  A 

35-  E 

40-  C 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

41- 

46- 

51- 

41- 

46- 

51- 

41- 

46- 

51- 

41- 

46- 

51- 

42- 

47- 

52- 

42- 

47- 

52- 

42- 

47- 

52- 

42- 

47- 

52- 

43- 

48- 

53- 

43- 

48- 

53- 

43- 

48- 

53- 

43- 

48- 

53- 

44- 

49- 

54- 

44- 

49- 

54- 

44- 

49- 

54- 

44- 

49- 

54- 

45- 

50- 

55- 

45- 

50- 

55- 

45- 

50- 

55- 

45- 

50- 

55- 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

56- 

61- 

66- 

56- 

61- 

66- 

56- 

61- 

66- 

56- 

61- 

66- 

57- 

62- 

67- 

57- 

62- 

67- 

57- 

62- 

67- 

57- 

62- 

67- 

58- 

63- 

68- 

58- 

63- 

68- 

58- 

63- 

68- 

58- 

63- 

68- 

59- 

64- 

69- 

59- 

64- 

69- 

59- 

64- 

69- 

59- 

64- 

69- 

60- 

65- 

70- 

60- 

65- 

70- 

60- 

65- 

70- 

60- 

65- 

70- 

 

 

 

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-gabarito.pdf-html.html

PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. – PETROBRAS 

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE CADASTRO EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO 

EDITAL N

o

 1

 

- PETROBRAS/PSP RH 2014.2, DE 11

 

DE SETEMBRO

 

DE 2014

 

PROVA REALIZADA EM 07/12/2014

 

 

NÍVEL SUPERIOR – CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 

43 

44 

45 

46 

ENGENHEIRO(A) DE SEGURANÇA JÚNIOR 

GEOFÍSICO(A) JÚNIOR - GEOLOGIA 

MÉDICO(A) DO TRABALHO JÚNIOR 

PROFISSIONAL DE COMUNICAÇÃO SOCIAL 

JÚNIOR - RELAÇÕES PÚBLICAS 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

Bloco 1 

21-  A 

26-  C 

31-  B 

36-  D 

21-  D 

26-  B 

31-  C 

36-  B 

21-  D 

26-  C 

31-  A 

36-  C 

21-  A 

26-  B 

31-  A 

36-  E 

22-  E 

27-  E 

32-  E 

37-  A 

22-  B 

27-  B 

32-  C 

37-  C 

22-  C 

27-  D 

32-  C 

37-  E 

22-  B 

27-  D 

32-  B 

37-  B 

23-  C 

28-  C 

33-  E 

38-  C 

23-  D 

28-  A 

33-  D 

38-  C 

23-  B 

28-  C 

33-  D 

38-  B 

23-  C 

28-  C 

33-  B 

38-  A 

24-  D 

29-  B 

34-  E 

39-  E 

24-  E 

29-  C 

34-  E 

39-  E 

24-  D 

29-  A 

34-  A 

39-  D 

24-  E 

29-  E 

34-  E 

39-  B 

25-  C 

30-  D 

35-  B 

40-  C 

25-  A 

30-  E 

35-  A 

40-  B 

25-  E 

30-  E 

35-  E 

40-  E 

25-  C 

30-  D 

35-  D 

40-  D 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

Bloco 2 

41- 

46- 

51- 

41- 

46- 

51- 

41- 

46- 

51- 

41- 

46- 

51- 

42- 

47- 

52- 

42- 

47- 

52- 

42- 

47- 

52- 

42- 

47- 

52- 

43- 

48- 

53- 

43- 

48- 

53- 

43- 

48- 

53- 

43- 

48- 

53- 

44- 

49- 

54- 

44- 

49- 

54- 

44- 

49- 

54- 

44- 

49- 

54- 

45- 

50- 

55- 

45- 

50- 

55- 

45- 

50- 

55- 

45- 

50- 

55- 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

Bloco 3 

56- 

61- 

66- 

56- 

61- 

66- 

56- 

61- 

66- 

56- 

61- 

66- 

57- 

62- 

67- 

57- 

62- 

67- 

57- 

62- 

67- 

57- 

62- 

67- 

58- 

63- 

68- 

58- 

63- 

68- 

58- 

63- 

68- 

58- 

63- 

68- 

59- 

64- 

69- 

59- 

64- 

69- 

59- 

64- 

69- 

59- 

64- 

69- 

60- 

65- 

70- 

60- 

65- 

70- 

60- 

65- 

70- 

60- 

65- 

70- 

 

Prova

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-prova.pdf-html.html

LEIA  ATENTAMENTE  AS  INSTRUÇÕES  ABAIXO.

01 -  O candidato recebeu do fiscal o seguinte material:

a) este CADERNO DE QUESTÕES, com o enunciado das 60 (sessenta) questões objetivas, sem repetição ou falha, com a

seguinte distribuição:

CONHECIMENTOS BÁSICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

LÍNGUA

PORTUGUESA

MATEMÁTICA

Bloco 1

Bloco 2

Bloco 3

Questões

Pontuação

Questões

Pontuação

Questões

Pontuação

Questões

Pontuação

Questões

Pontuação

1 a 10

1,0 cada

11 a 20

1,0 cada

21 a 40

1,0 cada

41 a 50

1,0 cada

51 a 60

1,0 cada

b) CARTÃO-RESPOSTA destinado às respostas das questões objetivas formuladas nas provas.

02 -  O candidato deve verificar se este material está em ordem e se o seu nome e número de inscrição conferem com os que 

aparecem no CARTÃO-RESPOSTA. Caso não esteja nessas condições, o fato deve ser IMEDIATAMENTE notificado ao 
fiscal.

03 -  Após a conferência, o candidato deverá assinar, no espaço próprio do CARTÃO-RESPOSTA, com caneta esferográfica de 

tinta preta, fabricada em material transparente.

04 - No 

CARTÃO-RESPOSTA, a marcação das letras correspondentes às respostas certas deve ser feita cobrindo a letra e 

preenchendo todo o espaço compreendido pelos círculos, com caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material 
transparente, de forma contínua e densa. A leitura ótica do CARTÃO-RESPOSTA é sensível a marcas escuras, portanto, 
os campos de marcação devem ser preenchidos completamente, sem deixar claros.

Exemplo: 

05 -  O candidato deve ter muito cuidado com o CARTÃO-RESPOSTA, para não o DOBRAR, AMASSAR ou MANCHAR. O 

CARTÃO-RESPOSTA SOMENTE poderá ser substituído se, no ato da entrega ao candidato, já estiver danificado em suas 
margens superior e/ou inferior - DELIMITADOR DE RECONHECIMENTO PARA LEITURA ÓTICA.

06  

-  Para cada uma das questões objetivas, são apresentadas 5 alternativas classificadas com as letras (A), (B), (C), (D) e (E); só 

uma responde adequadamente ao quesito proposto. O candidato só deve assinalar UMA RESPOSTA: a marcação em mais 
de uma alternativa anula a questão, MESMO QUE UMA DAS RESPOSTAS ESTEJA CORRETA.

07 -  As questões objetivas são identificadas pelo número que se situa acima de seu enunciado. 

08  

-  SERÁ ELIMINADO deste Processo Seletivo Público o candidato que:

a) se utilizar, durante a realização das provas, de aparelhos sonoros, fonográficos, de comunicação ou de registro, ele-

trônicos ou não, tais como agendas, relógios não analógicos, notebook, transmissor de dados e mensagens, máquina 
fotográfica, telefones celulares, pagers, microcomputadores portáteis e/ou similares;

b)  se ausentar da sala em que se realizam as provas levando consigo o CADERNO DE QUESTÕES e/ou o CARTÃO-RESPOSTA;
c) se recusar a entregar o CADERNO DE QUESTÕES e/ou o CARTÃO-RESPOSTA, quando terminar o tempo estabelecido;
d) não assinar a LISTA DE PRESENÇA e/ou o CARTÃO-RESPOSTA.
Obs.  
O candidato só poderá ausentar-se do recinto das provas após 1 (uma) hora contada a partir do efetivo início das 

mesmas. Por motivos de segurança, o candidato NÃO PODERÁ LEVAR O CADERNO DE QUESTÕES, a qualquer 
momento. 

09 -  O candidato deve reservar os 30 (trinta) minutos finais para marcar seu CARTÃO-RESPOSTA. Os rascunhos e as marca-

ções assinaladas no CADERNO DE QUESTÕES NÃO SERÃO LEVADOS EM CONTA.

10 -  O candidato deve, ao terminar as provas, entregar ao fiscal o CADERNO DE QUESTÕES e o CARTÃO-RESPOSTA  e 

ASSINAR A LISTA DE PRESENÇA.

11 -  O TEMPO DISPONÍVEL PARA ESTAS PROVAS DE QUESTÕES OBJETIVAS É DE 4 (QUATRO) HORAS, já incluído o 

tempo para marcação do seu CARTÃO-RESPOSTA, findo o qual o candidato deverá, obrigatoriamente, entregar o CAR-
TÃO-RESPOSTA 
e o CADERNO DE QUESTÕES

.  

12 -  As questões e os gabaritos das Provas Objetivas serão divulgados no primeiro dia útil após sua realização, no endereço 

eletrônico da FUNDAÇÃO CESGRANRIO (http://www.cesgranrio.org.br).

PROCESSO SELETIVO

PÚBLICO - EDIT

AL

 N

o

 1

PETROBRAS/PSP

RH 2014.2 DE 1

1/09/2014

27

TÉCNICO(A) DE SUPRIMENTO DE BENS

E SERVIÇOS JÚNIOR - ADMINISTRAÇÃO

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-prova.pdf-html.html

TÉCNICO(A) DE SUPRIMENTO DE BENS 
E SERVIÇOS JÚNIOR - ADMINISTRAÇÃO

2

CONHECIMENTOS BÁSICOS

LÍNGUA PORTUGUESA

Árvores de araque

— Você está vendo alguma coisa esquisita nes-

sa paisagem? — perguntou o meu amigo Fred Meyer. 
Olhei em torno. Estávamos no jardim da residência 
da Embaixada do Brasil no Marrocos, onde ele vive 
— é o nosso embaixador no país —, cercados de ta-
mareiras, palmeiras e outras árvores de diferentes 
tipos. Um casal de pavões se pavoneava pelo gra-
mado, uma dezena de galinhas d’angola ciscava no 
chão, passarinhos iam e vinham. No terraço da casa 
ao lado, onde funciona a Embaixada da Rússia, havia 
um mar de parabólicas, que devem captar até os sus-
piros das autoridades locais. Lá longe, na distância, 
mais tamareiras e palmeiras espetadas contra um 
céu azul de doer. Tudo me parecia normal.

— Olha aquela palmeira alta lá na frente.
Olhei. Era alta mesmo, a maior de todas. Tinha 

um ninho de cegonhas no alto.

— Não é palmeira. É uma torre de celular dis-

farçada.

Fiquei besta. Depois de conhecer sua real iden-

tidade, não havia mais como confundi-la com as de-
mais; mas enquanto eu não soube o que era, não 
me chamara a atenção. Passei os vinte dias seguin-
tes me divertindo em buscar antenas disfarçadas 
na paisagem. Fiz dezenas de fotos delas, e postei 
no Facebook, onde causaram sensação. A maioria 
dos meus amigos nunca tinha visto isso; outros já 
conheciam de longa data, e mencionaram até es-
pécimes plantados no Brasil. Alguns, como Luísa 
Cortesão, velha amiga portuguesa que acompanho 
desde os tempos do Fotolog, têm posição radical-
mente formada a seu respeito: odeiam. Parece que 
Portugal está cheio de falsas coníferas. [...]

A moda das antenas disfarçadas em palmeiras 

começou em 1996, quando a primeira da espécie 
foi plantada em Cape Town, na África do Sul; mas a 
invenção é, como não podia deixar de ser, Made in 
USA
. Lá, uma empresa sediada em Tucson, Arizona, 
chamada Larson Camouflage, projetou e desenvol-
veu a primeiríssima antena metida a árvore do mun-
do, um pinheiro que foi ao ar em 1992. A Larson já 
tinha experiência, se não no conceito, pelo menos no 
ramo: começou criando paisagens artificiais e camu-
flagens para áreas e equipamentos de serviço.

Hoje existem inúmeras empresas especializa-

das em disfarçar antenas de telecomunicações pelo 
mundo afora, e uma quantidade de disfarces diferen-
tes. É um negócio próspero num mundo que quer, ao 
mesmo tempo, boa conexão e paisagem bonita, duas 
propostas mais ou menos incompatíveis. Os custos 
são elevados: um disfarce de palmeira para torre de 

telecomunicações pode sair por até US$ 150 mil, mas 
há fantasias para todos os bolsos, de silos e caixas 
d’água  à la Velho Oeste a campanários, mastros, 
cruzes, cactos, esculturas.

A Verizon se deu ao trabalho de construir uma 

casa cenográfica inteira numa zona residencial histó-
rica em Arlington, Virgínia, para não ferir a paisagem 
com caixas de switches e cabos. A antena ficou plan-
tada no quintal, pintada de verde na base e de azul no 
alto; mas no terreno em frente há um jardim sempre 
conservado no maior capricho e, volta e meia, entre-
gadores desavisados deixam jornais e revistas na 
porta. A brincadeira custou cerca de US$ 1,5 milhão. 
A vizinhança, de início revoltada com a ideia de ter 
uma antena enfeiando a área, já se acostumou com 
a falsa residência, e até elogia a operadora pela boa 
manutenção do jardim.

RONAI, C. O Globo, Economia, p. 33, 22 mar. 2014. Adaptado. 

Vocabulário: de araque - expressão idiomática que signifi ca “falso”.

1

As “árvores de araque” são construídas e se constituem 
num sucesso, pois

(A) ficam completamente invisíveis na paisagem.
(B) tornaram-se moda, a partir de 1996, na África do Sul.
(C) foram criadas nos Estados Unidos e funcionam bem.
(D) podem fazer parte de uma casa cenográfica com efei-

to bom.

(E) permitem aliar, ao mesmo tempo, boa conexão e pai-

sagem bonita.

2

No seguinte trecho do texto, a vírgula pode ser retirada 
mantendo-se o sentido e assegurando-se a norma-pa-
drão:

(A) “cercados de tamareiras, palmeiras” (

. 5-6)

(B) “gramado, uma dezena de galinhas d’angola” (

. 7-8)

(C) “o que era, não me chamara a atenção” (

. 22-23)

(D) “fotos delas, e postei no Facebook” (

. 25-26)

(E) “Luísa Cortesão, velha amiga portuguesa” (

. 29-30)

3

No texto abaixo, apenas uma palavra, dentre as destaca-
das, está grafada corretamente e de acordo com a norma-
-padrão.

Um fotógrafo sulafricano apresentou uma bela expo-
zição
 com doze imagens de pássaro em voo entorno 
de uma antena disfarçada. Quem não pôde ver o tra-
balho do fotógrafo vai têr outra oportunidade em breve.

A palavra nessas condições é

(A) sulafricano
(B) expozição
(C) entorno 
(D) pôde
(E) têr

5

10

15

20

25

30

35

40

45

50

55

60

65

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-prova.pdf-html.html

TÉCNICO(A) DE SUPRIMENTO DE BENS 

E SERVIÇOS JÚNIOR - ADMINISTRAÇÃO

3

4

O período no qual o acento indicativo da crase está em-
pregado de acordo com a norma-padrão é:

(A) Começou à chover torrencialmente.
(B) Vamos encontrar-nos às três horas.
(C) Meu carro foi comprado à prazo.
(D) O avião parte daqui à duas horas.
(E) Ontem fui à uma apresentação de dança.

5

Nos períodos abaixo, a expressão em destaque é substi-
tuída pelo pronome oblíquo as

O período que mantém a posição do pronome de acordo 
com a norma-padrão é:

(A) Meus amigos nunca viram antenas disfarçadas an-

tes – Meus amigos nunca viram-nas antes.

(B) Meus amigos tinham visto antenas disfarçadas na 

África. – Meus amigos tinham visto-as na África.

(C) Meus amigos viam antenas disfarçadas pela primei-

ra vez. – Meus amigos as viam pela primeira vez.

(D) Meus amigos provavelmente verão antenas disfarça-

das amanhã. – Meus amigos provavelmente verão-nas 
amanhã.

(E) Meus amigos teriam visto antenas disfarçadas se 

olhassem bem. – As teriam visto meus amigos se 
olhassem bem.

6

No trecho “casa ao lado, onde” (

. 9-10) a palavra onde 

pode ser  substituída, sem alteração de sentido e manten-
do-se a norma-padrão, por

(A) que
(B) cuja
(C) em que
(D) o qual
(E) no qual

7

O período cujo verbo em destaque está usado de modo 
adequado à norma-padrão é:

(A) Haviam muitas antenas naquela paisagem.
(B) Existe, nos tempos de hoje, tecnologias impressio-

nantes.

(C) Chegou, depois de muito tempo de espera, meios 

para disfarçar antenas.

(D) Somente 4% das pessoas reconhece as antenas 

para celular disfarçadas.

(E) Surgem, a todo momento, invenções que não pensá-

vamos ser possíveis.

8

O período em que a palavra em destaque respeita a re-
gência verbal conforme a norma-padrão é:

(A)  Os jogadores não abraçaram à causa dos torcedores: 

vencer a competição.

(B) O goleiro ajudou ao time quando defendeu o pênalti.
(C) A população custou com se habituar aos turistas.
(D) Esquecemos das lições que aprendemos antes.
(E)  Lembrar os erros só pode interessar aos adversários.

9

O período em que a(s) palavra(s) em destaque está(ão) 
usada(s) de acordo com a norma-padrão é:

(A) Não sei porque as garças gostam de fazer ninhos no 

alto das árvores.

(B) Gostaria de verificar por que você está falando isso.
(C) As  crianças sempre nos perguntam o por quê das 

coisas. 

(D) Tenho certeza se você vai.
(E) Percebi se alguém entrou na sala.

10

O par de frases em que as palavras destacadas possuem 
a mesma classe gramatical é:

(A) “em disfarçar antenas de telecomunicações pelo 

mundo afora” (

. 46-47) – O pelo daquele cachorro 

está brilhando.

(B) “Os custos são elevados:” (

. 50-51) – Os elevados 

são vias de passagem necessárias às grandes 
cidades.

(C) “A Verizon se deu ao trabalho de construir” (

. 56) 

– Eu trabalho sempre de manhã e à tarde.

(D) “no maior capricho e, volta e meia,” (

. 62) – É ne-

cessário dar uma volta na praça para chegar à rua 
principal.

(E) “desavisados deixam jornais e revistas na porta.” 

(

. 63-64) – As provas foram revistas por especialistas.

RASCUNHO

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-prova.pdf-html.html

TÉCNICO(A) DE SUPRIMENTO DE BENS 
E SERVIÇOS JÚNIOR - ADMINISTRAÇÃO

4

MATEMÁTICA

11

Seja P = 

x

/ x

9

N

. Dentre os conjuntos abaixo, o úni-

co que é subconjunto de P é

(A) 

x

/ 2

x

9

 

N

(B) 

x

/ x

4

N

(C) 

x

/ 1

x

4

  

Z

(D) 

x

/ x

5

Z

(E) 

x

/1

x

8

 

R

12

Considere a equação polinomial x

3

 + x

2

 + kx = 0 , onde k 

é um coeficiente real. 

Se uma das raízes dessa equação é 4, as outras raízes 
são

(A) – 20 e 0
(B) – 5 e  0
(C) – 4 e + 5
(D) + 4 e – 5
(E) + 20 e 0

13

A Figura apresenta a disposição de 20 carteiras escolares 
em uma sala de aula. As carteiras que estão identificadas 
por letras já estavam ocupadas quando Marcelo, Joana e 
Clara entraram na sala.

G

J

H

A

F

E

B

C

D

I

quadro

Se Marcelo, Joana e Clara vão escolher três carteiras 
seguidas (lado a lado), de quantos modos distintos eles 
podem sentar-se?

(A)   6
(B)   9
(C) 12
(D) 18
(E) 24

14

João retirou de um baralho as 7 cartas de copas numera-
das de 2 a 8 e as colocou dentro de um saco plástico opa-
co. Em seguida, pediu a seu amigo Augusto que retirasse 
de dentro desse saco, sem olhar, duas cartas.

Qual é a probabilidade de que a soma dos números escri-
tos nas cartas retiradas por Augusto seja maior do que 10?

(A) 

3
7

(B) 

4
7

(C) 

13
21

(D) 

12
49

(E) 

24
49

15

O retângulo ABCD foi dividido em 12 retângulos menores, 
todos iguais. Em cada um desses retângulos foi traçada 
uma de suas diagonais, como mostra a Figura abaixo. 

A

P

B

C

R

Q

D

A razão entre as áreas do triângulo PQR e do retângulo 
ABCD é igual a

(A) 

1

12

(B)  1

6

(C)  1

5

(D)  1

4

(E) 

1
3

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-prova.pdf-html.html

TÉCNICO(A) DE SUPRIMENTO DE BENS 

E SERVIÇOS JÚNIOR - ADMINISTRAÇÃO

5

16

Durante um ano, Eduardo efetuou um depósito por mês 
em sua conta poupança. A cada mês, a partir do segundo, 
Eduardo aumentou o valor depositado em R$ 15,00, em 
relação ao mês anterior.
Se o total por ele depositado nos dois últimos meses 

foi  R$  525,00,  quantos  reais  Eduardo  depositou  no 

primeiro mês?
(A)   55,00
(B) 105,00
(C) 150,00
(D) 205,00
(E) 255,00

17

Dentro de uma gaveta há garfos, facas e colheres, tota-
lizando 48 talheres. A soma das quantidades de garfos 
e de facas corresponde ao dobro da quantidade de co-
lheres. Se fossem colocadas mais 6 facas dentro dessa 
gaveta, e nenhuma colher fosse retirada, a quantidade de 
facas se igualaria à de colheres. 

Quantos garfos há nessa gaveta?

(A) 10
(B) 12
(C) 16
(D) 20
(E) 22

18

Com oito cubos iguais, de aresta n, é possível montar 
diversos sólidos de mesmo volume. Dois desses sólidos 
são representados a seguir.

Sólido I

Sólido II

Sejam S1 e S2 as áreas das superfícies dos sólidos I e II, 
respectivamente. 

A diferença S1 – S2 equivale a

(A) 10n

2

(B) 12n

2

(C) 14n

2

(D) 16n

2

(E) 18n

2

19

Certa operadora de telefonia celular oferece diferentes 
descontos na compra de aparelhos, dependendo do pla-
no contratado pelo cliente. A Tabela a seguir apresenta os 
percentuais de desconto oferecidos na compra do apare-
lho X que, sem desconto, custa p reais.

Plano

Desconto oferecido (sobre o preço p)

1

15%

2

40%

3

80%

Lucas contratou o Plano 1, Gabriel, o Plano 2 e Carlos, o 
Plano 3, e os três adquiriram o aparelho X. 

Se Gabriel pagou, pelo aparelho X, R$ 120,00 a menos do 
que Lucas, o desconto obtido por Carlos, em reais, foi de

(A)   96,00
(B) 192,00
(C) 240,00
(D) 384,00
(E) 480,00

20

A cerca de uma casa foi construída utilizando-se peças de 
madeira de três tamanhos distintos: I (tamanho pequeno), 
II (tamanho médio) e III (tamanho grande).
A cerca foi totalmente montada de acordo com o padrão 
apresentado no modelo a seguir.

Peça de tamanho I

Peça de tamanho II

Peça de tamanho III

Considerando-se que a primeira peça da cerca seja do 
tamanho III, e a última, do tamanho II, essa cerca pode 
ser formada por, exatamente,

(A) 163 peças
(B) 145 peças
(C) 131 peças
(D) 111 peças
(E)  92 peças

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-prova.pdf-html.html

TÉCNICO(A) DE SUPRIMENTO DE BENS 
E SERVIÇOS JÚNIOR - ADMINISTRAÇÃO

6

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

BLOCO 1

21

Uma empresa do setor de energia está elaborando o seu 
planejamento para um período de 5 anos. Assim, fez um 
estudo do setor e de suas projeções para o mesmo pe-
ríodo. Com base nesse estudo, projetou as ameaças e 
as oportunidades que a empresa enfrentará. Também fez 
uma análise interna, identificando suas fraquezas e suas 
forças, frente à concorrência.

Qual o tipo de planejamento realizado?

(A)  operacional de médio prazo, com análise das forças e 

fraquezas da empresa. 

(B) tático de longo prazo, com análise das ameaças e 

oportunidades existentes no mercado.

(C) estratégico de longo prazo, com análise do ambiente 

interno e análise do cenário macroeconômico.

(D) técnico de médio prazo, com análise do ambiente in-

terno e das forças e fraquezas.

(E)  gerencial de longo prazo, com análise do setor e suas 

projeções e da concorrência.

22

Todos os gestores de organizações, sejam elas com ou 
sem fins lucrativos, concordam que o planejamento é 
uma ferramenta fundamental para o sucesso administra-
tivo das empresas. Porém, tal planejamento tem alguns 
princípios e metodologias que, se não forem seguidos 
adequadamente, podem conduzir a empresa ao fracasso.

Constitui causa de fracasso do planejamento 

(A) elaborar estratégias pelo nível institucional da organi-

zação.

(B) considerar o cenário externo na elaboração do plane-

jamento estratégico da organização.

(C) hierarquizar os objetivos estabelecidos procurando 

integrá-los ao objetivo maior da organização.

(D) tornar o processo da organização decisório  com base 

em parâmetros racionais. 

(E) inexistir um conjunto de objetivos claramente defini-

dos para a organização.

23

Uma empresa do setor de varejo, preocupada com a cres-
cente concorrência, resolveu alterar algumas práticas re-
lativas ao atendimento dos clientes. Adotou para isso um 
princípio da qualidade, o qual fez os empregados adota-
rem novos valores e atitudes, assegurando a satisfação 
de todos aqueles que participam dos diversos processos 
da empresa, tanto internos quanto externos.

O princípio adotado pela empresa foi o(a)

(A) gerenciamento por processos
(B) gerência participativa
(C) constância de propósitos
(D) não aceitação de erros
(E) satisfação total dos clientes

24

Uma transportadora, contratada por uma grande empre-
sa, precisa implantar um sistema de gestão da qualidade, 
que é uma das condições para a manutenção do contrato 
nos próximos anos.

A empresa exige a implantação desse sistema por parte 
da transportadora, porque um sistema de gestão da qua-
lidade 

(A) implica a certificação, por organismo independente, 

reconhecendo assim a capacidade da empresa em 
fornecer produtos ou serviços de qualidade.

(B) possibilita a padronização de processos e a medição 

da eficiência dos mesmos, permitindo a identificação 
de pontos de melhoria.

(C) permite o pleno controle dos produtos da empresa, 

garantindo ao cliente a qualidade total e a ausência 
de defeitos.

(D) dispensa a utilização de documentos e registro dos 

processos, aumentando a eficiência da empresa.

(E) preconiza a política da qualidade estabelecida pelo nível 

operacional que executará as atividades da empresa. 

25

Uma empresa do setor automotivo está reestruturando 
suas áreas, visando a melhorar sua eficiência e produtivi-
dade, utilizando a gestão por processos como base para 
essa reestruturação.

A gestão por processos, em uma concepção geral, é uma 
abordagem da administração, na qual

(A) as funções de uma organização são integradas, com 

base no sequenciamento de suas atividades.

(B) as organizações apresentam suas áreas de atuação 

separadas, em que cada uma, isoladamente, executa 
as atividades que estão sob sua responsabilidade.

(C) as atividades da empresa são altamente burocratiza-

das, permitindo um melhor controle e com visão me-
canicista do trabalho que realizam.

(D) os processos críticos, que são aqueles de natureza 

operacional, são automatizados, contribuindo para o 
aumento da eficiência e da produtividade da empresa.

(E) os processos são vistos como fluxos de trabalho esta-

belecidos para cada área, e cada uma dessas áreas 
mantém a visão mecanicista de suas atividades. 

26

A logística, por ser um setor organizacional de muita im-
portância no suporte e na condução de melhor produtivi-
dade e competitividade da empresa, geralmente, é subdi-
vidida em três áreas principais, que são:

(A) tecnologia da informação, sistema operacional e dis-

tribuição

(B) armazenagem, estoque e movimentação de cargas
(C) tecnologia da informação, suprimentos e armazenagem
(D) processo produtivo, sistema operacional e estoque
(E) distribuição física, apoio à produção e suprimentos

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-prova.pdf-html.html

TÉCNICO(A) DE SUPRIMENTO DE BENS 

E SERVIÇOS JÚNIOR - ADMINISTRAÇÃO

7

27

Um processo de negócio pode ser explicitado em vários 
níveis. Dependendo do detalhamento que se deseja, ele 
pode ter uma visão mais macro, mostrando o processo 
dentro de seu ambiente geral, até uma visão mais espe-
cífica, detalhando a sua operacionalização, desempenho 
ou estrutura.
O detalhamento dos processos é feito segundo uma hie-
rarquia.

Sobre o nível da hierarquia e suas características, verifi-
ca-se que o(a)

(A)  macroprocesso é um conjunto de operações de média 

a alta complexidade, com atividades e tarefas distin-
tas e interligadas, que possibilita a realização de obje-
tivos específicos em apoio a um processo.

(B) processo consiste num grupo de tarefas de alta com-

plexidade, interligadas logicamente, que utiliza recur-
sos da organização para gerar resultados, visando a 
cumprir um objetivo organizacional específico.

(C) subprocesso representa a parte mais detalhada das 

atividades, envolvendo rotina e prazo determinados, 
em um nível imediatamente inferior ao de uma ativida-
de.

(D) atividade, na maior parte das vezes, envolve mais de 

uma função organizacional, cuja operação tem impac-
to significativo no modo como a organização funciona.

(E) tarefa é um conjunto de operações de média comple-

xidade, que ocorre dentro de um processo ou subpro-
cesso, geralmente desempenhada por uma unidade 
organizacional determinada e destinada a produzir um 
resultado específico.

28

A gestão da Cadeia de Abastecimento, nas últimas dé-
cadas, passou a ter grande importância no gerenciamen-
to das empresas e evoluiu bastante em seus conceitos, 
abordagens e práticas, gerando várias mudanças na ca-
deia de abastecimento, dentre as quais a integração dos 
processos de negócios e a área de vendas, a diminuição 
dos lotes de produção e, até mesmo, a produção de maior 
número de produtos diferentes, mais rapidamente.

Estas modificações possibilitam às empresas 

(A) reduzir seus custos com o aumento da rotatividade de 

pessoal, reduzindo os impactos trabalhistas, e aumen-
tar os estoques para diminuir os lotes de produção.

(B) tomar suas decisões de forma independente em rela-

ção à avaliação dos impactos nos parceiros da cadeia 
concentrando-se nos seus próprios lucros.

(C) minimizar a utilização da tecnologia da informação e 

de sistemas informatizados que, geralmente, tornam-
-se um problema para as empresas.

(D) obter maiores receitas em função do aumento de pre-

ços viabilizado pela integração entre precificação e 
estoque.

(E) diminuir seus custos, melhorar a qualidade no atendi-

mento aos clientes e aumentar suas vendas.

29

As organizações empresariais estabelecem inúmeras re-
lações de troca no ambiente em que atuam.
Uma das áreas da administração que dá suporte a essas 
interações, facilitando-as, é a logística.

Em termos gerais, as operações logísticas

(A) estabelecem o fluxo de comunicação entre clientes e 

fornecedores, diretamente, agregando valor ao produ-
to final, que é comercializado pela empresa.

(B) fornecem informações que resultam no planejamento 

do processo produtivo da empresa, estabelecendo o 
fluxo ótimo de processamento das matérias-primas.

(C) direcionam as relações de troca existentes no merca-

do, compondo o fluxo de interação dos fornecedores, 
produtores e clientes.

(D) ocupam-se com a movimentação de materiais desde o 

carregamento inicial de um material ou componente ad-
quirido de um fornecedor e terminam quando o produto 
fabricado ou processado é entregue ao cliente final.

(E) estabelecem relações dinâmicas entre fornecedores 

e clientes maximizando o lucro da organização com a 
manutenção da ociosidade no processo produtivo.

30

Em função do alto custo que representa, para a empresa, 
a manutenção de grandes volumes de estoques, busca-
ram-se algumas formas de minimizar o tempo em que os 
itens ficam em estoque, possibilitando, assim, maior pro-
dutividade e competitividade da empresa.

Um dos métodos que possibilita a minimização do tempo 
que o produto fica em estoque é o

(A) Just in Time
(B) Kaizen
(C) Kanban
(D) 5S
(E) 5W2H

31

A gestão de compras é uma atividade importante para 
contribuir com o aumento de competitividade da empresa, 
já que tem funções específicas relacionadas a seus resul-
tados financeiros e operacionais.

Cabe ao administrador de compras, dentre outras fun-
ções, planejar

(A)  o esforço de vendas da empresa para que a quantida-

de comprada por sua área seja totalmente utilizada, 
sem desperdícios.

(B) a quantidade de produtos que serão produzidos e co-

mercializados pela empresa, em função das compras 
realizadas pelo seu setor.

(C) os modais que serão utilizados na entrega das mer-

cadorias adquiridas, que serão os mesmos utilizados 
para a distribuição de seus produtos.

(D) as aquisições, de forma a realizá-las no tempo correto 

e na quantidade certa, e verificar se recebeu, efetiva-
mente, o que foi adquirido.

(E) as características do produto a ser adquirido e a es-

trutura de preços que a empresa deverá praticar no 
mercado, em função de seu contato direto com os for-
necedores.

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-prova.pdf-html.html

TÉCNICO(A) DE SUPRIMENTO DE BENS 
E SERVIÇOS JÚNIOR - ADMINISTRAÇÃO

8

32

Uma empresa do setor da construção civil está envolvida 
em vários projetos, simultaneamente.
Conversando com um administrador da área de compras, 
o diretor de operações avaliou a possibilidade de comprar 
os materiais necessários aos projetos em que a empresa 
estava envolvida minimizando os seus custos de estoca-
gem e de aquisição, ou seja, comprar na quantidade certa 
e no momento adequado.

Qual o instrumento da gestão de compras que pode ser 
utilizado para que os objetivos do diretor sejam atingidos?

(A) Lote Econômico de Compras
(B) Licitação
(C) Classificação XYZ
(D) Estoque de Segurança
(E) Ponto de Pedido de Compra

33

O comércio eletrônico já é uma realidade mundial. Muitas 
empresas se utilizam desse veículo para ampliar a abran-
gência de sua atuação, conquistando mais clientes.
Embora seja um meio de atingir outros mercados mais 
distantes, existem alguns cuidados primordiais para que a 
empresa não fracasse em sua nova estratégia.

O comércio eletrônico, com sua abrangência mundial, 
possibilita a(o)

(A) padronização dos aspectos intangíveis das relações 

comerciais.

(B) minimização das restrições geográficas e de tempo.
(C) plena liberdade de comercialização em função da 

oferta de bens de consumo, sem restrições.

(D) maior competitividade, consequência do aumento dos 

preços praticados pelas empresas que se utilizam 
desse veículo de comercialização.

(E) atendimento a todos os mercados, indistintamente, 

minimizando os custos de operação.

34

Uma empresa do setor agroindustrial precisa comerciali-
zar, internacionalmente, sua safra de grãos e, para isso, 
precisa escolher o melhor meio de transporte, consideran-
do algumas variáveis importantes, pois pretende tornar-se 
mais competitiva, ajustando o seu preço àquele praticado 
pelo mercado.

Para esse caso, a empresa deve escolher o modal

(A)  aéreo, porque possibilita transportar a safra mais rapi-

damente e com menor preço.

(B)  ferroviário, porque é adequado para longas distâncias 

e possibilita maior flexibilidade no trajeto. 

(C) marítimo, porque possibilita maior capacidade de 

 

transporte de carga, apresentando menor custo.

(D) rodoviário, porque é ideal para viagens de longa dis-

tância e de fácil substituição em caso de acidentes.

(E) dutoviário, porque exige baixa manutenção e o inves-

timento inicial é baixo, tendo longa vida útil. 

35

Uma empresa de logística está oferecendo um novo ser-
viço aos seus clientes. Esse serviço consiste em indicar 
qual o meio de transporte mais adequado para cada um 
dos contratos, considerando as especificidades de cada 
caso.

Assim, para que o modal seja selecionado corretamente, 
deve ser considerado, além de outros elementos, a(o)

(A) distância que, embora seja o item de menor custo, 

possibilita que seja avaliado o tempo de entrega, prin-
cipalmente nos casos de produtos de baixa perecibili-
dade.

(B)  densidade do produto, que é a combinação de peso e 

volume, sendo importante porque o custo do transpor-
te, para qualquer movimentação, é cotado em valor 
por unidade de peso.

(C) acondicionamento do produto, que se refere aos equi-

pamentos utilizados para manusear a carga durante o 
processo de carregamento e de descarga, sendo item 
importante na precificação.

(D) manuseio do produto, que se refere a como as em-

balagens dos produtos podem ser acomodadas nos 
equipamentos de transporte, que é o item que mais 
pesa na composição do preço do transporte.

(E) volume de carga, porque o custo do transporte au-

menta à medida que o volume de carga aumenta, em 
função do aumento dos custos fixos e da baixa econo-
mia de escala.

36

O bom funcionamento dos vários setores da organização 
e um bom padrão de atendimento às necessidades da 
empresa e ao mercado consumidor, também dependem 
da boa gestão de estoques.
A boa gestão de estoques é dependente da classificação 
dos materiais para que estes sejam agrupados, segundo 
suas características, utilidade e outras propriedades.

Sobre o critério de classificação de materiais e suas ca-
racterísticas, verifica-se que:

(A) Materiais estocáveis – são os materiais que não são 

críticos para a operação da organização.

(B) Materiais de consumo – são os materiais que, na em-

presa, são utilizados pelo setor específico de manu-
tenção.

(C) Materiais de estocagem permanente – são os mate-

riais mantidos em nível normal de estoque, garantindo 
o abastecimento ininterrupto das operações da em-
presa.

(D) Materiais de estocagem temporária – são os materiais 

com características perecíveis, ou seja, com prazo de-
terminado para ficar em estoque.

(E) Materiais não estocáveis – são os materiais críticos 

para a operação da empresa e que são consumidos 
imediatamente, não ficando no estoque.

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-prova.pdf-html.html

TÉCNICO(A) DE SUPRIMENTO DE BENS 

E SERVIÇOS JÚNIOR - ADMINISTRAÇÃO

9

37

Uma empresa que consegue implantar boas práticas da 
gestão de estoques consegue, de maneira geral, melho-
rar seus lucros e satisfazer seus clientes.

Constitui boa prática da gestão de estoques 

(A)  ampliar a área de estoques para que a empresa possa 

ter mais produtos acabados e, assim, alavancar sua 
lucratividade.

(B) fazer inventários dos estoques somente quando iden-

tificar desvios de materiais, pois o inventário ocupa o 
tempo do pessoal que poderia estar executando ou-
tras atividades.

(C) utilizar sistemas informatizados para controlar os es-

toques, com registro da movimentação dos itens, pos-
sibilitando a consulta atualizada dos produtos rema-
nescentes.

(D) utilizar, primeiramente, os itens que estão mais aces-

síveis no estoque, porque reduz o tempo de operação, 
ignorando a validade dos itens.

(E) ter muitos itens em estoque e em grandes volumes, 

para facilitar a área de produção que dimensiona o 
estoque da empresa. 

38

A fidelização do cliente é um objetivo que as empresas 
tentam alcançar, mediante a utilização de diferentes es-
tratégias, ferramentas de gestão e práticas. Com o avan-
ço da tecnologia, tornou-se mais rápida e viável a intera-
ção da empresa com os clientes.

Uma ferramenta de automação que possibilita essa inte-
ração é a seguinte:

(A) SGQ
(B) SGA
(C) QFD
(D) CRM
(E) CEP

39

Um gestor, atento às novas tendências mundiais no âm-
bito empresarial, levou novas ideias para a empresa em 
que trabalha.
Começou a implantar práticas de reaproveitamento de 
materiais e objetos, oferecendo ao mercado novos produ-
tos, mostrando ao público-alvo da empresa a necessida-
de do consumo consciente.

As práticas de gestão adotadas pelo gestor mostram que 
a empresa tem 

(A) política da qualidade
(B) governança corporativa
(C) gestão de projetos
(D) gestão de processos de negócio
(E) responsabilidade ambiental

40

As relações das empresas com seus clientes, fornecedo-
res, colaboradores e demais atores do ambiente organi-
zacional mudaram bastante nos últimos anos. A crescente 
competitividade gera várias modificações que resultam 
em reestruturações desses relacionamentos, buscando o 
estabelecimento de parcerias.

Na busca dessas parcerias, há uma redução no número 
de fornecedores, medida essa cujo objetivo é

(A)  negociar com os fornecedores com base somente em 

cotações e preços, sendo decidida a compra apenas 
no critério preço.

(B) diminuir o nível de informações para que as estraté-

gias da empresa não sejam conhecidas pelo merca-
do, através do seu conjunto de fornecedores.

(C) diminuir a possibilidade de o fornecedor utilizar a es-

tratégia da economia de escala, forçando os preços 
para cima.

(D) estabelecer melhor comunicação com os fornecedo-

res e conseguir maior cooperação no desenvolvimen-
to de novos produtos e serviços.

(E) tornar o fornecedor mais dependente da empresa, pos-

sibilitando, assim, maior poder de barganha da empre-
sa nos contratos de suprimentos a serem firmados.

RASCUNHO

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-prova.pdf-html.html

TÉCNICO(A) DE SUPRIMENTO DE BENS 
E SERVIÇOS JÚNIOR - ADMINISTRAÇÃO

10

BLOCO 2

41

A instalação de petróleo e gás de uma empresa sofre in-
cêndio parcial, que é prontamente controlado pela Briga-
da de Incêndio da companhia. 

Constatada a necessidade de se recomporem os materiais 
da instalação, nos termos do Decreto Federal n

o

 2.745/1998, 

poderá haver dispensa de licitação por motivo de

(A) emergência  
(B) incompatibilidade
(C) grave perturbação   
(D) calamidade pública
(E) operações incompatíveis 

42

Nos termos do Decreto Federal n

o

 2.745/1998, quando 

não for possível estabelecer critério objetivo para o julga-
mento das propostas para aquisição de produtos, é possí-
vel a dispensa de licitação para a compra de

(A) equipamentos tecnológicos 
(B) itens de aplicação médica
(C) itens de natureza biológica  
(D) materiais com grau de especialização 
(E) gêneros padronizados por órgão oficial

43

De acordo com o Decreto Federal n

o

 2.745/1998, haverá 

dispensa de licitação nos casos de contratação de institui-
ções brasileiras, que detenham inquestionável reputação 
ético-profissional, que  não tenham fins lucrativos e sejam 
incumbidas regimental ou estatutariamente de pesquisa, 
ensino e desenvolvimento institucional, de integração de 
portadores de deficiência física, ou de programas basea-
dos no Estatuto da(o)

(A) coletividade
(B) pequena empresa
(C) ação universal
(D) criança e do adolescente
(E) consumidor

44

Nos termos do Decreto Federal n

o

 2.745/1998, e de acor-

do com a complexibilidade e especialização da obra, ser-
viço ou fornecimento a ser contratado, as licitações pode-
rão ser do tipo de melhor

(A) capital
(B) adequação
(C) técnica 
(D) participação 
(E) gerenciamento

45

Nos termos do Decreto Federal n

o

 2.745/1998, ao ser 

feita a classificação das firmas cadastradas, o resultado 
será comunicado ao interessado, que poderá pedir recon-
sideração, apresentando novos elementos, atestados ou 
outras informações que justifiquem a classificação preten-
dida, no prazo de quantos dias?

(A) 

3 (B) 

5 (C) 

8 (D) 

10 

(E) 

15

46

Nos termos do Decreto Federal n

o

 2.745/1998, para a alie-

nação de bens do ativo permanente da Petrobras, quem 
oferecer maior lance, igual ou superior ao da avaliação, 
deverá fazê-lo através da utilização da seguinte modali-
dade de licitação: 

(A) leilão
(B) certame
(C) convite
(D) concurso
(E) tomada de preços

47

Nos termos do Decreto Federal n

o

 2.745/1998, as firmas 

cadastradas serão classificadas por grupos, segundo a sua

(A) sociedade
(B) capacidade
(C) especialidade
(D) economicidade
(E) potencialidade

48

No âmbito do julgamento das licitações, de acordo com o 
Decreto Federal n

o

 2.745/1998, os envelopes com as pro-

postas são devolvidos fechados aos licitantes inabilitados, 
após a sua denegação ou desde que não tenha havido

(A) acordo
(B) recurso
(C) transação
(D) desistência 
(E) requerimento

49

No âmbito do julgamento das licitações, de acordo com 
o Decreto Federal n

o

 2.745/1998, verificando-se absoluta 

igualdade entre duas ou mais propostas, a Comissão de 
Licitação designará dia e hora para que os licitantes em-
patados apresentem novas ofertas de preços.

Se nenhum deles puder formular nova proposta, a licita-
ção será decidida por

(A) escolha 
(B) indicação
(C) convite 
(D) sorteio
(E) especialização

50

No âmbito do julgamento das licitações, de acordo com o 
Decreto Federal n

o

 2.745/1998, nas licitações de técnica e 

preço, o julgamento das propostas será feito em quantas 
etapas?

(A) Uma 
(B) Duas 
(C) Três 
(D) Quatro 
(E) Cinco 

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-prova.pdf-html.html

TÉCNICO(A) DE SUPRIMENTO DE BENS 

E SERVIÇOS JÚNIOR - ADMINISTRAÇÃO

11

BLOCO 3

51

O diretor financeiro de uma pequena empresa solicitou 
o valor total de gastos dos 21 primeiros dias de abril de 
2014. O funcionário a quem o diretor delegou a tarefa ob-
servou que esses gastos estão registrados em uma plani-
lha Excel 2003. Essa planilha armazena os gastos diários 
do mês de abril na coluna A da seguinte forma: 01 de abril 
na célula A1, 02 de abril na célula A2, 03 de abril na célula 
A3, e assim por diante.

Para obter a informação solicitada, que fórmula o funcio-
nário deverá utilizar?

(A) =SOMA(A1:A21)
(B) =(A1+A21)
(C) =(A1*A21)
(D) =MÉDIA(A1:A21)
(E) =A1,A21

52

Um funcionário do Departamento Administrativo de uma 
grande empresa recebeu uma planilha Excel 2003 para 
analisar. Ele observa que as células C11C12C13 C14 
contêm, respectivamente, os valores 4, 9, 3 e 1.

Considerando-se que a célula C17 apresenta a fórmula 

=C11+C12+C13-C14

 

  

qual é o resultado obtido no cálculo de C17?

(A)   4
(B)   5
(C)  15
(D)  16
(E)  17

53

O contador de uma grande empresa de consultoria obser-
va que uma planilha Excel 2003 apresenta, em determi-
nada célula, o valor numérico 54.675,3. O valor numérico 
exibido, no entanto, deveria ser 54.675,34.

Como as fórmulas da planilha estão corretas, o contador 
suspeita que pode haver problema de formatação, e, para 
resolver a questão, decide

(A) formatar a célula como data.
(B) utilizar a ferramenta de AutoCorreção.
(C) aumentar o tamanho da fonte da célula.
(D) aumentar a quantidade de casas decimais da célula.
(E) diminuir a quantidade de casas decimais da célula.

54

Dois funcionários do Departamento Comercial de uma 
empresa analisam uma planilha Excel 2003. Nessa plani-
lha, a célula B22 apresenta a fórmula

=ABS(-2341)

Que resultado é obtido nessa célula?

(A) 

6

(B) 

24

(C) 

2341

(D) 16
(E) 2341

55

Um funcionário elaborou um documento Word 2003 e de-
seja enviá-lo para seu supervisor, que realizará ponde-
rações sobre o conteúdo, alterando, excluindo ou adicio-
nando fragmentos de texto ao documento.

Para que possa acompanhar e analisar, visualmente, as 
modificações efetuadas pelo seu supervisor, o funcionário 
solicita que o supervisor ative no Word 2003 o(a)

(A) recurso de mala-direta
(B) ajuste automático de margens
(C) exportação de imagens JPG
(D) ferramenta de edição de PDF
(E) ferramenta de controle de alterações

56

O chefe de departamento de uma empresa solicitou a um 
assessor a elaboração de um cartaz no Word 2003 que 
apresentasse algumas regras de boa convivência no am-
biente de trabalho. O assessor elaborou, imprimiu e apre-
sentou o cartaz para o chefe, que indicou que as letras 
estavam muito pequenas, e que muitas pessoas teriam 
dificuldade para ler.

O que o funcionário deverá fazer para resolver a questão 
apontada por seu chefe?

(A) Inserir uma quebra de página.
(B) Inserir uma quebra de seção.
(C) Compactar o arquivo no formato ZIP.
(D) Aumentar o tamanho da fonte dos textos.
(E) Diminuir o tamanho da fonte dos textos.

57

Uma estudante está escrevendo um conto para determina-
do concurso cultural, cujo regulamento apresenta um item 
que limita a quantidade de palavras existentes no texto.

Que recurso do Word 2003 deverá ser utilizado pela can-
didata para garantir que seu texto esteja adequado a esse 
item do regulamento?

(A) Hifenização
(B) Mala-direta
(C) Contar palavras
(D) Mesclagem de documentos
(E) Formatação em negrito do texto

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-prova.pdf-html.html

TÉCNICO(A) DE SUPRIMENTO DE BENS 
E SERVIÇOS JÚNIOR - ADMINISTRAÇÃO

12

58

Um funcionário que atua no suporte técnico de informática 
de uma pequena empresa está orientando um usuário a 
respeito do uso do Word 2003.

Ele esclarece que, por meio do menu Inserir, opção 
Símbolo, é possível

(A) assinar o documento com certificação digital.
(B) adicionar, ao texto, frações ou símbolos de moeda.
(C) proteger o documento com uma senha privada.
(D) criar uma macro com o editor Visual Basic.
(E) acrescentar um gráfico de barras ao texto.

59

O diretor do Departamento de Marketing de uma empresa 
pediu a um funcionário que preparasse, no PowerPoint
2003, uma apresentação sobre os resultados de 2014 
desse Departamento. O diretor, ao ver a primeira versão 
do trabalho produzido, solicitou que a apresentação fosse 
mais vívida, mostrando animações na passagem de um 
slide para o seguinte.

Para acrescentar essas animações, que recurso do 
PowerPoint 2003 deverá ser utilizado?

(A) Gravação no Sharepoint
(B) Exportação de texto JPEG
(C) Transição de slides
(D) Formatação de texto sublinhado
(E) Formatação de texto em itálico

60

Um grupo realizará uma palestra em determinado 
congresso, e, como apoio, utilizará uma apresentação 
elaborada no PowerPoint 2003. O conteúdo é composto 
por 57 slides, e o grupo deseja que somente o slide 
número 8 não seja exibido durante a apresentação.

Para atingir esse objetivo, que recurso do PowerPoint
2003 deverá ser utilizado?

(A) Ocultar slide
(B) Duplicar slide
(C) Inserir cabeçalho
(D) Mesclar células
(E) Criptografar apresentação

RASCUNHO

RASCUNHO

cesgranrio-2014-petrobras-tecnico-a-de-suprimento-de-bens-e-servicos-junior-administracao-prova.pdf-html.html

RASCUNHO