Prova Concurso - Arquitetura - 2014-UFSBA-ARQUITETO-E-URBANISTA - UFBA - UFSBA - 2014

Prova - Arquitetura - 2014-UFSBA-ARQUITETO-E-URBANISTA - UFBA - UFSBA - 2014

Detalhes

Profissão: Arquitetura
Cargo: 2014-UFSBA-ARQUITETO-E-URBANISTA
Órgão: UFSBA
Banca: UFBA
Ano: 2014
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

ARQUITETOEBSERH2018
ESPECIALISTA-PORTUARIO-ARQUITETURAEMAP2018
ARQUITETOPREFEITURA2018

Gabarito

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-gabarito.pdf-html.html

 

 

CONCURSO PÚBLICO PARA SERVIDOR TÉCNICO-ADMINISTRATIVO — 2014 / UFSB 

NÍVEL SUPERIOR — GABARITO 

 

CADERNO 3 - ARQUITETO E URBANISTA 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Em 02 de junho de 2014 

 
 

Antonia Elisa Caló Oliveira Lopes 

Diretora do SSOA/UFBA 

PORTUGUÊS 

Questão 

V / F 

Questão 

V / F 

01 

V 11 V 

02 

V 12 F

03 F 13 V 
04 F 14 F
05 F 15 V 
06 

V 16 F

07 

V 17 V 

08 

V 18 V 

09 F 19 F
10 

V 20 V 

ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Questão

V / F

Questão

V / F

21 F

31

V

22 

V

32

V

23 F

33

F

24 

V

34

V

25 F

35

F

26 F
27 F
28 

V

29 

V

30 

V

INFORMÁTICA BÁSICA

Questão 

V / F 

Questão

V / F

36

V 46

F

37

V 47

F

38

F 48

V

39

V 49

V

40

F 50

F

41

42

43

44

45

RACIOCÍNIO LÓGICO I

Questão

V / F

Questão

V / F

51 F

56

F

52 

V

57

V

53 

V

58

F

54 F

59

V

55 

V

60

V

ESPECÍFICAS

Questão

V / F

Questão

V / F

61 F

81

V

62 

V

82

F

63 F

83

F

64 

V

84

F

65 F

85

V

66 F

86

F

67 

V

87

V

68 

V

88

F

69 F

89

V

70 

V

90

V

71 F

91

F

72 

V

92

V

73 F

93

F

74 

V

94

F

75 

V

95

V

76 F

96

F

77 F

97

V

78 F

98

F

79 

V

99

V

80 F

100

F

LÍNGUA INGLESA

Questão

V / F

Questão

V / F

101

F

106

V

102

V

107

F

103

V

108

V

104

F

109

V

105

V

110

F

Prova

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

3

SUPERIOR

ARQUITETO E URBANISTA

Concurso Público para Servidor

Técnico - Administrativo

UFSB 2014

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

INSTRUÇÕES

Para a realização destas provas, você recebeu este Caderno de Questões e uma Folha de Respostas.
1.  Caderno de Questões

VerifiqueseesteCadernodeQuestõescontémasseguintesprovas:

  PORTUGUÊS  —  Questões de  01 a 20
  ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA  —  Questões de 21 a 35
  INFORMÁTICA BÁSICA  —  Questões de 36 a 50
  RACIOCÍNIO LÓGICO I   —  Questões de 51 a 60
  CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS  —  Questões de 61 a 100
  LÍNGUA INGLESA  —  Questões de 101 a 110

QualquerirregularidadeconstatadanesteCadernodeQuestõesdeveserimediatamentecomunicadaao

Fiscal de sala.

Neste Caderno, você encontra apenas um tipo de questão: objetiva de proposição simples. Identifique a

respostacorreta,marcandonacolunacorrespondentedaFolhadeRespostas:

 

 

 

   V,seaproposiçãoéverdadeira;

    

 

 

F,seaproposiçãoéfalsa.

 

ATENÇÃO: Antesdefazeramarcação,avaliecuidadosamentesuaresposta.

 

LEMBRE-SE:

Ø

 Arespostacorretavale1(um),istoé,você

ganha 1 (um) ponto.

Ø

 Arespostaerradavale–0,75(menossetentaecincocentésimos),istoé,você

não ganha o ponto 

daquestãoqueerroueainda

perde,emcadarespostaerrada,0,75(setentaecincocentésimos)

dospontosganhosemoutrasquestõesquevocêacertou.

Ø

 Aausênciademarcaçãoeamarcaçãoduplaouinadequadavalem0(zero).Você

não ganha 

nem perde nada.

2.  Folha de Respostas

AFolhadeRespostasépré-identificada;confiraosdadosregistradosnocabeçalhoeassine-ocomcaneta

esferográficadetinta

 PRETA.Nãoultrapasseoespaçoreservadoparaessefim.

NÃO AMASSE, NÃO DOBRE, NÃO SUJE, NÃO RASURE ESSA FOLHA DE RESPOSTAS.

Amarcaçãodarespostadeveserfeitapreenchendo-seoespaçocorrespondentecomcaneta

esferográficadetinta

 PRETA.Nãoultrapasseoespaçoreservadoparaessefim.

  Exemplo de Marcação

  na folha de Respostas

01

F

02

V

03

V

04

F

05

V

O tempo disponível para a realização das provas e o preenchimento da Folha de Respostas é de 

4(quatro)horas.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

1

PROVA DE PORTUGUÊS

Q

UESTÕES de 01 a 20

I

NSTRUÇÃO: 

Paracadaquestão,de

01 a 20,marquenacolunacorrespondentedaFolhadeRespostas:

  

V,seaproposiçãoéverdadeira;

  

F,seaproposiçãoéfalsa.

Arespostacorretavale1(umponto);arespostaerradavale-0,75(menos setenta e cinco 

centésimos);aausênciademarcaçãoeamarcaçãoduplaouinadequadavalem0(zero).

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – PORTUGUÊS / Superior

Q

UESTÕES de 01 a 12

TEXTO:

Acidadenãoéapenasaorganizaçãofuncionaldoespaço,suasruaseedificações,seus

bairros,pessoascarregandosonhos,isoladasnamultidão,emumdesertodeprédios,queaboliuo

horizonteeapagouasestrelas.Acidadeéaexpressãodasrelaçõessociaisdeproduçãocapitalista,

suamaterializaçãopolíticaeespacialqueestánabasedaproduçãoereproduçãodocapital.

5– 

A cidade é a forma reificada dessas relações, mas também do amadurecimento das

contradições que lhes são próprias. É a unidade de contrários, não apenas pelas profundas

desigualdades, mas pela dinâmica da ordem e da explosão.As contradições, na maioria das

vezes,explodem,cotidianamente,invisíveis.Bairrosepessoaspobres,assaltos,lixo,doenças,

engarrafamentos,drogas,violência,exploração,mercadodecoisasedecorpostransformados

10– emcoisas.Ascontradiçõessurgemcomografitesqueinsistemempintardecoresebelezaa

cidadecinzaefeia.Estãolá,pulsando,nasveiasquecorremsobapeleurbana.

Aspessoasvivemasexploraçõescotidianasdascontradiçõesurbanasnaformadeuma

serialidade,istoé,presasemseuscasulosindividuais,estãonomesmolugarfazendoasmesmas

coisas,masnãoformamumgrupo,esimumcoletivoserialnoqualprevaleceaindiferençamútua.

15– 

Noâmbitodaserialidadeedocotidiano,aconsciênciacorrenpondeaoqueLukácsdenomina

deconsciênciareificada–ouosensocomumparaGramsci.Submetidosàsociedadedocapital,

interiorizamosasrelaçõessociaisnaformadeumarepresentaçãoqueastomacomonaturaise

imutáveis.Nossaconsciênciaimediataassumeumaformaparticulardarealidadecomosefossea

realidade,quesemprefoiesempreseráassim.Navegamosnasdiferentesesferasquecompõem

20– avidadeformafragmentáriaesuperficial,enãocomototalidadearticulada.

O real aqui se apresenta como uma impossibilidade, nos termos freudianos “princípio

derealidade”,quedevecondicionararealizaçãododesejo.Paraopaidapsicanálise,nãohá

civilização sem repressão. Será Reich quem irá nos lembrar que “a definição do princípio da

realidadecomoexigênciadasociedadepermaneceformal,senãoseacrescentarconcretamente

25– queoprincípiodarealidade,sobaformaqueserevesteparanósatualmente,éoprincípioda

sociedade capitalista”.

LASI,M.L.Arebelião,acidadeeaconsciência.In:MARICATO,E.et al

Cidades rebeldes:passelivreeasmanifestações

quetomaramasruasdoBrasil.SãoPaulo:Boitempo:CartaMaior,2013.p.40-41.

Q

uestão 01

Acidadeaparece,notexto,comoumespaçoemqueorganizaçãoedesorganizaçãocoexistem.

Q

uestão 02

Aconfiguraçãoespacialdacidadeéapresentadacomoobjetivodebuscaridentificaredimensionara

diversidade sociocultural e política do espaço urbano.

Q

uestão 03

A afirmação inicial do segundo parágrafo constitui um raciocínio do autor que se opõe às ideias de

LukácseGramscinoquartoparágrafo.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

2

Q

uestão 05

Ofragmento“queaboliuohorizonteeapagouasestrelas.”(l.2-3)apresentadoispensamentoscujos

conteúdossãocontraditórios.

Q

uestão 10

Noperíodo“Estãolá,pulsando,nasveiasquecorremsobapeleurbana.”(l.11),háapersonificação

da cidade.

Q

uestão 12

Nocontextoondeseencontram,ostermos“decoisas”(l.9)e“emcoisas”(l.10)exercemamesma

funçãosintática.

Q

uestão 11

Em“Navegamosnasdiferentesesferasquecompõemavidadeformafragmentáriaesuperficial,

e não 

como totalidade articulada." (l.19-20),otermoemnegritotemvaloradversativo.

Q

uestão 09

Ostermos“namaioriadasvezes”(l.7-8)e“istoé”(l.13)equivalem-sesemanticamenteeantecedem

umaretificação.

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – PORTUGUÊS / Superior

Q

uestão 06

Ofragmento“edecorpostransformadosemcoisas.”(l.9-10)apresentaumprocessodedepreciação

dos seres humanos.

Q

uestão 07

Aafirmativa“Paraopaidapsicanálise,nãohácivilizaçãosemrepressão.”(l.22-23)constituiaopinião

deumavozcitadanotextoereferendadapeloautor.

Q

UESTÕES de 13 a 20

TEXTO:

Outrodiaeuestavafolheandoumarevistadearquitetura.Comosãobonitasessascasas

modernas;oriscoéousadoeàsvezeslindo,assalassãoclaras,parecemjardinscomteto,o

arquitetofazesculturaemcimentoarmadoeagentevivedentrodaesculturaedapaisagem.

Umamigomeuquisreformarseuapartamentoechamouumarquitetonovo.

5– 

Orapazdisse:“vamostirarestaparedeetambémaquela;vocêficarácomumasalaampla

echeiadeluz.Estaportapodemosarrancar;paraqueportaaqui?Eestaoutraparedevamos

substituirporvidro;acasaficarámaisclaraemaisalegre”.Emeuamigotinhaumarfeliz.

Euestavabebendoaumcanto,efiqueiemsilêncio.Penseinascasinhasqueviranarevista

enareformaquemeuamigoiafazeremseuvelhoapartamento.Echegueiàconclusãodeque

10 –  estou velho mesmo. 

Porqueacasaqueeunãotenho,euaquerocercadademurosaltos,equeroasparedes

bemgrossasequeromuitasparedes,edentrodacasamuitasportascomtrincosetrancas;eum

quartobemescuroparaescondermeussegredoseoutroparaesconderminhasolidão.

Podehaverumajanelaaltadeondeeuvejaocéueomar,masdevehaverumcantobem

15– sossegadoemqueeupossaficarsozinho,quieto,pensandominhascoisas,umcantosossegado

onde um dia eu possa morrer.

Q

uestão 08

Ostermos“mastambém”(l.5)e“mas”(l.7),nosseusrespectivoscontextos,introduzemideiade

adição, com a elipse da palavra também na linha 7.

Q

uestão 04

Oautor,noúltimoparágrafo,apossa-sedodiscursofreudianoparaconceituarasociedadecapitalista

contemporânea.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

3

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – PORTUGUÊS / Superior

Q

uestão 13

Acrônicaemestudoapresentacomoideiacentralaoposiçãoentreaexposição,frutodaarquitetura

moderna, e a privacidade das velhas casas.

Q

uestão 15

Nopenúltimoparágrafo,osrecursosdelinguagemutilizadospeloenunciadorestãoadequadosaotom

lírico da narrativa.

Q

uestão 14

Oenunciadordodiscursoconduzasuanarrativapriorizandoumalinguagemreferencialeprecisa.

Q

uestão 17

Asubstituiçãodapreposição“de”pelovocábulopor,nofragmento“Podehaverumajanelaaltadeonde

euvejaocéueomar”(l.14),resultaemoutrosignificadoparaocontextofrasal.

Q

uestão 16

Operíodo“Umamigomeuquisreformarseuapartamentoechamouumarquitetonovo.”(l. 4) admite, 

semalterarasemânticadocontexto,serreestruturadocomoMeu amigo quis reformar seu apartamento 

e chamou um novo arquiteto

Q

uestão 18

Notexto,“alegresbarracasdecimento”(l.17)constituiumametáforadacasamoderna.

A mocidade pode viver nessas alegres barracas de cimento, nós precisamos de sólidas

fortalezas; a casa deve ser antes de tudo o asilo inviolável do cidadão triste; onde ele possa

bradar,semmedonemvergonha,onomedesuaamada:Joana,JOANA!–certodequeninguém

20– ouvirá;casaéolugardeandarnudecorpoedealma,esítioparafalarsozinho.

Ondeeu,quenãoseidesenhar,possalevardiastentandotraçarnaparedeoperfildeminha

amada, sem que ninguém veja e sorria; onde eu, que não sei fazer versos, possa improvisar

cançõesemaltavozparaomeuamor;ondeeu,quenãotenhocrença,possarezaradivindades

ocultas,quesãoapenasminhas.

25– 

Casadeveserapreparaçãoparaosegredomaiordotúmulo.

BRAGA, R. A casa. 

200 crônicas escolhidas.RiodeJaneiro:BestBolso,2011.p.359-360.SeleçãoSaraivaVira-vira1.

Q

uestão 19

O“que”,em“quenãoseidesenhar”(l.21),“quenãoseifazerversos”(l.22),“quenãotenhocrença”

(l.23)e“quesãoapenasminhas”(l.24),representaumaformapronominalquerecuperaomesmo

referente.

Q

uestão 20

Ostermos“nascasinhasqueviranarevista”(l.8)e“a”,em"euaquero"(l. 11), complementam ações 

verbais.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

4

Q

uestão 22

UmadascaracterísticasdosórgãosdaAdministraçãoDiretaéaausênciadepatrimôniopróprio,uma

vezquenãodispõemdeaptidãoparaterbens.

Q

uestão 23

Sabendo-sequeaLein

o

8112/1990prevê,porocasiãodamortedoservidorpúblico,pensõesparaseus

beneficiários,podendoservitalíciasoutemporárias,pode-seafirmarqueoirmãoórfãodofuncionário

quecomprovardependênciaeconômicadoservidorpúblicoreceberáumapensãovitalícia.

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA / Superior

Q

uestão 21

QuandooEstadocentraliza,pressupõeaexistênciadeduaspessoasjurídicasdistintas:oEstadoea

entidadequeexecutaráoserviço,porterrecebidoessaatribuição.

Q

UESTÕES 21 e 22

[...] o Estado realiza a função administrativa por meio de órgãos, agentes e pessoas jurídicas, 
adotando duas formas básicas de organização e atuação administrativas: centralização e 
descentralização. (JUND, 2006, p. 49).

AanálisedotextoeosconhecimentossobreafunçãoadministrativadoEstadopermitemafirmar:

PROVA DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Q

UESTÕES de 21 a 35

I

NSTRUÇÃO: 

Paracadaquestão,de

21 a 35,marquenacolunacorrespondentedaFolhadeRespostas:

  

V,seaproposiçãoéverdadeira;

  

F,seaproposiçãoéfalsa.

Arespostacorretavale1(umponto);arespostaerradavale-0,75(menos setenta e cinco 

centésimos);aausênciademarcaçãoeamarcaçãoduplaouinadequadavalem0(zero).

Q

UESTÕES de 24 a 26

Para melhor gerenciar os resultados, o processo de gestão de uma organização deve ser dinâmico e 
proativo, permitindo se antecipar às mudanças que ocorrem no ambiente. Para ter esta característica, 
é necessário um modelo de gestão que vise, simultaneamente, um resultado econômico positivo 
para a organização e a criação de valor aos usuários dos serviços prestados. Assim, a sua base de 
atuação deve ser calcada em um processo de gestão estratégica, ou seja, baseado em estratégias 
que visam criar para a organização a possibilidade de maximização do seu resultado econômico 
no longo prazo. (MAUSS; SOUZA, 2008, p. 71).

Aanálisedotextoeosconhecimentossobregestãoorganizacionalpermitemafirmar:

Q

uestão 24

Umprocessodegestãoestratégicaimplicaousoeficientedosrecursospúblicosnoatendimentodas

necessidadesdasociedade,deformaque,emlongoprazo,osobjetivostraçadossejamalcançados.

Q

uestão 25

O instrumento de planejamento, criado pela Constituição Federal de 1988, que reflete os objetivos

estratégicosdoorganismopúblico,éaLeideDiretrizesOrçamentárias–LDO.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

5

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA / Superior

Q

uestão 26

Amaximizaçãodoresultadoeconômicoaqueserefereotextoéconseguidamediantearemuneração

maiselevada,asercobradadocontribuintepelousodosserviçospúblicos.

Q

UESTÕES 27 e 28

Foi divulgado, recentemente, na mídia televisa, que o prefeito de um determinado município 

efetuou um processo de licitação para aquisição de material escolar, visando a sua distribuição 

com os alunos no início do ano letivo. A empresa vencedora não entregou o material e o executivo 

providenciou  a  aquisição  dos  itens  necessários,  sem  licitação,  porque  ficou  caracterizado  como 

medida emergencial, em decorrência do começo das aulas e da falta do material adequado para as 

atividades dos estudantes. A reportagem anunciou que o material foi adquirido por valores três 

vezes  mais  caros  que  o  preço  cobrado  por  livrarias  da  cidade  e  que  fora  fornecido  pela  mesma 

empresa que venceu a licitação e não entregou o material

.

Sobreessasituação,écorretoafirmar:

Q

uestão 28

OfatodescritomereceaaberturadeumaaçãodoMinistérioPúblico,umavezque,oatendimentoao

interessepúblicodeveprevalecer.

Q

uestão 29

Artigo 74: Os poderes Legislativo, Executivo e Judiciário manterão, de forma integrada, sistema 

de controle interno... (CONSTITUIÇÃO, 1988).

Tal controle pressupõe a existência de um único órgão de controle a que denominamos 
CONTROLADORIA ou ÓRGÃO CENTRAL DE CONTROLE INTERNO – nos moldes 
existentes em outros países [...] (SILVA, 2008, p. 213).

Uma das atribuiçõesdaControladoriaéservirdeinstrumentodeauxílioaumprocessodecisório,por

meio de documentos e relatórios.

Q

uestão 30

As inovações introduzidas pela Constituição brasileira de 1988 refletiram no aumento do grau de

autonomiafiscaldosestadosemunicípiosenadescentralizaçãodosrecursostributáriosdisponíveis.

Q

uestão 27

Ocasoretratadopodesercaracterizadocomotípicodeinexigibilidadedoprocessolicitatório,argumento

utilizadopeloreferidogestorpúblico.

Q

uestão 31

AestruturadaUFSBcombinará,demodoorgânico,tantonoplanoacadêmicoquantonoadministrativo,

adescentralizaçãodagestãoderotinacomacentralizaçãodosprocessosderegulação,deavaliação

edecontroledequalidade.

Q

uestão 32

UmainovaçãointroduzidapelaUFSBéacriaçãodeumConselhoEstratégicoSocial,comaltograude

representatividadeexterna,queviabilizaráumfórumpermanentedediscussões.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

6

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA / Superior

Q

UESTÕES 33 e 34

Certificado

CursoSe-

quencial

Cursos

Tecnológicos

Parceiros:IFs,Senai

Sebrae, outros

Diploma

BI LI

Certificado

Especia-

lização

Diploma

Graduação

Profissional

Diploma

Pós-Gra-

duação

ENEM Local

ENEM/Sisu [cotas 85%]

ENEM/Sisu [cotas 55%]

vagas

supranu-

merárias

Processos Seletivos

Transferência  interna

Progressão

Conclusões

Outros Cursos de Graduação

Graduação em Humanas e

Sociais Aplicadas

Graduação em Saúde

Engenharias

 

e outras

graduações tecnológicas

CAMPI

Graduação em Artes

Segundo ciclo

Formação Profissional

Terceiro ciclo

Pós-Graduação

Pós-Graduação

Iato sensu

Mestrados

Profissionais

Residências

Mestrados

Acadêmicos

Doutorados

Atividades Curriculares

em Comunidade

BI-Saúde

BI-C&T

BI-Artes

BI-Humanidades

Licenciaturas

Interdisciplinares

Presenciais

Primeiro 

Ciclo

COLÉGIOS UNIVERSITÁRIOS

Rede Anísio Teixeira

ABI

BI & LI

Licenciaturas

Interdisciplinares

UAB

 

Considerando-seoFluxogramageraldetrajetóriascurricularesemodalidadesdeconclusãode

estudosdaUFSB,épossívelconcluir:

Q

uestão 33

OingressonoscursosdaUFSBéfeitomedianteprocessoseletivopróprio,realizadoparainteressados

nosestudosoferecidosporessaUniversidade.

Q

uestão 34

OTerceiroCiclo–odePós-Graduação–compreenderáprioritariamenteumelencodeprogramasde

formaçãonamodalidadedeMestradoProfissional,quesearticulamcomprogramasdeestágiooude

treinamentoemserviço,sobaformadeResidências.

Q

uestão 35

Sabendo-se que o Plano Orientador da UFSB especifica que o contexto geral de criação de uma

universidadenosseusmoldesédefinido,entreoutros,pordoisblocosdefatores,osintrínsecoseos

externosàinstituiçãouniversitária,écorretoafirmarqueosfatoresintrínsecossãocaracterísticosdo

mundocontemporâneoe,noplanoparticular,referem-seaosefeitosdaconjunturadaglobalizaçãono

contextobrasileiroeregional.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

7

PROVA DE INFORMÁTICA BÁSICA

Q

UESTÕES de 36 a 50

I

NSTRUÇÃO: 

Paracadaquestão,de

36 a 50,marquenacolunacorrespondentedaFolhadeRespostas:

  

V,seaproposiçãoéverdadeira;

  

F,seaproposiçãoéfalsa.

Arespostacorretavale1(umponto);arespostaerradavale-0,75(menos setenta e cinco 

centésimos);aausênciademarcaçãoeamarcaçãoduplaouinadequadavalem0(zero).

Q

uestão 36

A memória principal útil, ou seja, aquela disponível para ser utilizada pelas diversas aplicações dos

usuárioseseusrespectivosdados,éaquesobradepoisdaalocaçãodoSistemaOperacionaledos

diversosutilitários.

Q

uestão 37

Um pendriveéumamemóriaauxiliarquefuncionacomodispositivodeentradaesaídadedados.

Q

UESTÕES 39 e 40

 

Sobre o ambiente do sistema operacional Microsoft Windows,écorretoafirmar:

Q

uestão 38

Umprocessadordedoisnúcleos(dual-core),rodandoa3,2GHz,equivaleaumprocessadordeum

úniconúcleo(single-core) de 6,4 GHz.

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – INFORMÁTICA BÁSICA / Superior

Q

uestão 39

Aidentificaçãodeumarquivoécompostaporduaspartes:aprimeirarefere-seaonomedoarquivo

easegunda,denominadaextensãodoarquivo,determinaotipodoarquivo,sendodoisexemplosde

extensãodearquivoo.exe,quedefineaplicativos,eo.txt,quedefinearquivosdotipotexto.

Q

uestão 40

Atravésdaopção"FormatarDisco",épossívelexcluirtodososdadosdeumdispositivodearmazenamento,

sendoqueessaopçãopermitequeapenasosarquivosdoWindowspossamserrecuperadosnaLixeira,

enquantoosoutrostiposdearquivossãoexcluídospermanentemente.

Q

uestão 41

NoprocessadordetextoMS-Word, utilizando-seorecursoHiperlink,épossívelincluir,emumdocumento,

um linkparaacessarumapáginanaWEB,enviarume-mail, acessar outra parte do mesmo documento 

ou acessar outro documento.

Q

UESTÕES 42 e 43

 

Os conhecimentos acerca de planilha eletrônica MS-Excelpermitemconcluir:

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

8

Q

uestão 42

Figura1

Figura2

Figura3

QuantoàplanilhadaFigura1,énecessáriodeterminarovalorqueAdeveassumirparaqueototal

acumuladodetodosositensatinjaovalor10000,resultandonaplanilharepresentadanaFigura2e,para

isso,utilizando-seafunçãoAtingirMeta,aformacorretadepreenchimentodoscamposdaFigura3é  

Definircélula:$B$5 Paravalor:10000

Alternandocélula:$B$2

Q

uestão 43

Naplanilha,paracalcularopercentualdoitemAcomrelaçãoaototaldositensdeAaD,afórmulaaser

escritanacélulaC2,considerando-sequeelaserácopiadacomomouseparaascélulasC3,C4eC5,

é=B2/B6*100.

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – INFORMÁTICA BÁSICA / Superior

Q

uestão 44

Considerando-seque,nacélulaC1daplanilha,estáinseridaafórmula=SE(A1>B1;10%*B1;30%*B1),o

valorcorretoaserexibidonessacélulaé9.

Q

uestão 45

AovisualizarumapáginanoInternet Explorer,épossívellocalizarumtextooupalavrasinseridosem

figurasdessapágina,pressionando-sesimultaneamenteasteclas"Ctrl"e"F".

Q

uestão 46

UmavezapagadooHistóricodenavegaçõesnoMozila Firefox ou Internet Explorer,épossívelrestaurá-lo

atravésdecomandosfornecidospelonavegador.

Q

uestão 47

Microsoft Outlookconverte,automaticamente,osarquivosJPGouGIF,anexadosnamensagem,para

otipoBMP,cujoobjetivoéareduçãodotamanhototaldamensagem.

Q

uestão 48

A utilização da linguagem HTML, no Microsoft Outlook, permite o uso de recursos avançados de 

formataçãodotexto,comomarcadoreselinks.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

9

Q

uestão 49

Spywareéumsoftwarequetemcomoobjetivomonitoraratividadesdeumsistemaeenviarasinformações

coletadasparaterceiros,mas,seutilizadodeformamal-intencionada,podeserconsideradoumvírus

de computador.

Q

uestão 50

Algunstiposdevírusdecomputadorconseguemdanificarcomponentesdehardware.

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – INFORMÁTICA BÁSICA / Superior

Q

UESTÕES 49 e 50

 

Sobre vírus de computador e malwares,épossívelafirmar:

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

10

PROVA DE RACIOCÍNIO LÓGICO I

Q

UESTÕES de 51 a 60

I

NSTRUÇÃO: 

Paracadaquestão,de

51 a 60,marquenacolunacorrespondentedaFolhadeRespostas:

  

V,seaproposiçãoéverdadeira;

  

F,seaproposiçãoéfalsa.

Arespostacorretavale1(umponto);arespostaerradavale-0,75(menos setenta e cinco 

centésimos);aausênciademarcaçãoeamarcaçãoduplaouinadequadavalem0(zero).

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – RACIOCÍNIO LÓGICO I / Superior

Q

uestão 51

Dadasquaisquerproposiçõespeq,aproposiçãocomposta(p∧q)∨ (∼p ∧ ∼q)éumatautologia.

Q

uestão 52

Sendo p, q e r proposições quaisquer, na tabela-verdade da proposição composta 

(p ∧q)∨ (∼p ∧ r) ∨ (∼q∧ ∼r)existemexatamentetrêslinhasnasquaispéfalsa,eessaproposição

compostaéverdadeira.

Q

uestão 53

Aexpressãosimbólica(∀x∈ 

R) (∀n ∈ N) [(x ≥ 0) ∧ (n ≠ 0) ⇒ (∃y ∈ R) (y

n

=x)],emque

R e N denotam 

os conjuntos dos números reais e dos números naturais, respectivamente, representa a proposição

“paratodonúmerorealnãonegativoxetodonúmeronaturalnãonulonexisteumnúmerorealy,talque

y

n

=x”.

Q

uestão 55

Umaempresadeentregassóaceitatrabalharcomcaixasretangularesquesatisfaçamasseguintes

condições:
• sealarguraformenordoque50cm,aalturadevesermenordoque20cm.
• seocomprimentoformaiordoque50cm,alarguradevesermenordoque40cm.
• seaalturaformenordoque25cm,ocomprimentodevesermenordoque30cm.
Dessemodo,écorretoconcluirqueessaempresasóaceitatrabalharcomcaixasretangularesde,no

máximo,meiometrodecomprimento.

Q

uestão 54

CsóiriaàfestaseRfosse,masRsóiriaseMtambémfosse.MsóiriaseTalevasse,eTsóirialevá-la

seDnãofosseàfesta.AssumindoqueessaspremissassejamverdadeirasesabendoqueMfoiàfesta,

écorretoconcluirqueCtambémfoiàfesta,masDnão.

Q

uestão 56

Sobreoscandidatosaumavagadeemprego,sabe-seque:
• 10%delesfalaminglêseespanhol;
• 32candidatosnãofalamneminglêsnemespanhol;
• Onúmerodoscandidatosquefalaminglêséodobrodonúmerodosquefalamespanhol.
Assim, pode-se deduzir corretamente que há 160 candidatos, dos quais 96 falam inglês e 48 falam

espanhol.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

11

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – RACIOCÍNIO LÓGICO I / Superior

Q

uestão 58

Umfiscaldaprefeituratrabalhaporamostragem:deumgrupode20empresas,serãosorteadas5para

umafiscalizaçãonolocal.Se,nessegrupo,háduasempresasemsituaçãoirregular,écorretoafirmar

queaprobabilidadedeambasseremsorteadaséquatrovezesmenordoqueaprobabilidadedeapenas

uma delas ser sorteada. 

Q

uestão 57

Ocentrodeumacidadeéumaregiãoplana,cortadapor5ruasnosentidoleste-oestee7ruasnosentido

norte-sul,comonailustração,naqualotracejadorepresentaumtrechoemobrasfechadoparaotráfego.

Seumtáxipartedaextremidadenoroestedessaregião,seguindoessasruas,semprenossentidosleste

ousul,háexatamente140caminhosdistintosqueelepodeusarparachegaràextremidadesudeste.

L

S

N

O

Q

uestão 59

Quatroamigos,queestavamorganizandoumafesta,discutiramsobrequantaspessoasachavamque

haverianela,dizendooseguinte:

J:“Haverá,nomáximo,19pessoas.”

F:“Haverá,pelomenos,25pessoas.”

L:“Festáerrado,poishaverámaisdoque16pessoas.”

H:“Jestáerrado,amenosquesóhajacasais.”
Apósafesta,perceberamqueapenasumdelestinhadadoaopiniãoerrada.Logoécorretodeduzirque

onúmerodepessoasnafestafoiummúltiplode3.

Q

uestão 60

Sabendo-sequetantooprimeiroquantooúltimodiadecertomês,emumdadoano,caíramemdomingos,

écorretoafirmarquetalanocomeçouemumaquinta-feira.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

12

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – ARQUITETO E URBANISTA / Superior

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

ARQUITETO E URBANISTA

Q

UESTÕES de 61 a 100

I

NSTRUÇÃO: 

Paracadaquestão,de

61 a 100,marquenacolunacorrespondentedaFolhadeRespostas:

  

V,seaproposiçãoéverdadeira;

  

F,seaproposiçãoéfalsa.

Arespostacorretavale1(umponto);arespostaerradavale-0,75(menos setenta e cinco 

centésimos);aausênciademarcaçãoeamarcaçãoduplaouinadequadavalem0(zero).

Q

uestão 61

Asfundaçõesdiretas,aexemplodasapataisolada,dasapatacorrida,davigadefundação,sãoaquelas

emqueacargaétransmitidaaosolopredominantementepelabase,chamadaderesistênciadeponta,

ouporsuasuperfícielateral,chamadaderesistênciadeatritodofuste,esãonormalmenteutilizadas

quandoossolossuperficiaisnãoapresentamcapacidadedesuportarelevadascargas,comoossolos

rochososeossolosexpansivos.

Q

uestão 62

Entre os campos de atuação doArquiteto e Urbanista, definidos em resolução própria do CAU/BR, 

pode-seencontrarocamporelacionadoaoMeioAmbiente,noqualoRegistrodeResponsabilidade

TécnicapermiteodesempenhodasatividadesdeZoneamentoGeoambiental,DiagnósticoAmbiental,

RelatórioAmbientalSimplificado,EstudodeImpactodeVizinhança,EstudodeViabilidadeAmbiental,

EstudodeImpactoAmbiental,RelatóriodeImpactonoMeioAmbiente,EstudodeImpactoAmbiental

Complementar,PlanodeMonitoramentoAmbiental,PlanodeControleAmbiental,RelatóriodeControle

Ambiental, Plano de Manejo Ambiental, Plano de Recuperação de Áreas Degradadas e Plano de

GerenciamentodeResíduosSólidos.

Q

uestão 63

Comparadoao‘OscardaArquitetura’mundial,oPrêmioPritzkerdeArquiteturalaureoudoisbrasileiros

nosúltimosdezanos:osarquitetosOscarNiemeyerePauloMendesdaRocha.

Q

uestão 64

Steel Deckéumalajecompostaporumatelhadeaçogalvanizadoeumacamadadeconcreto,sendo

queoaçoéutilizadonoformatodeumatelhatrapezoidal,queservecomofôrmaparaconcretodurante

aconcretagem.Depoisquesesolidarizam,açoeconcretoformamumsistemamisto,emqueachapa

deaçoatuacomoarmadurapositivadalaje.

Q

uestão 65

SegundoaNBR6.492:1994,quetratadarepresentaçãodeprojetosdearquitetura,nafasedeEstudo

Preliminaraplantadesituaçãodeveconterapenassimbologiasderepresentaçãográfica,curvasde

nívelprojetadas,indicaçãodonorte,construçõesexistentes,áreasnon aedificandierestriçõeslegais.

Q

uestão 66

ANBR15.575:2013–EdificaçõesHabitacionais–Desempenhoédivididaemseispartes:umasobre

osrequisitosgeraisdaobraeoutrascincoreferentesaossistemasquecompõemoedifício–estrutura,

pisos,coberturas,vedaçõesverticaisehidrossanitários–identificando,entretaissistemas,aquelesque

sãoprioridadeparagarantiraqualidadedosedifícios,sendoosdepisoseosdecoberturasconsiderados

os mais importantes.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

13

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – ARQUITETO E URBANISTA / Superior

Q

uestão 68

Amaioriadascoberturasdeprédioshistóricoséconstituídaporestruturademadeiracomtesouras,

caibros,ripasetelhacerâmica,easprincipaiscausasdaspatologiasemcoberturassãoainfiltraçãodas

águaseapresençadeinsetosxilófagos,emespecialocupim.

Q

uestão 67

Quantoaoprojetoedetalhamentodeportas,segundoaNBR9.050:2004–Acessibilidadeaedificações,

mobiliário,espaçoseequipamentosurbanos,écorretoafirmar:
• Asportasdevemtercondiçõesdeserabertascomumúnicomovimento,esuasmaçanetasdevem

serdotipoalavanca,instaladasaumaalturaentre0,90me1,10m;alémdisso,recomenda-seque,

quandolocalizadasemrotasacessíveis,asportastenham,nasuaparteinferior,inclusivenobatente,

revestimentoresistenteaimpactosprovocadosporbengalas,muletasecadeirasderodas,atéa

alturade0,40m,apartirdopiso,conformefigura1.

Figura1:Portascomrevestimentoepuxadorhorizontal–Exemplo

Fonte:NBR9.050,p.52.

• Asportasdotipo"vaievem"devemtervisorcomlarguramínimade0,20m,tendosuafaceinferior

situadaentre0,40me0,90mdopiso,eafacesuperior,nomínimo,a1,50m,eovisordeveestar

localizadoentreoeixoverticalcentraldaportaeoladoopostoàsdobradiçasdela,conformefigura2.

Figura2:Portatipovaivém–Exemplo

Fonte:NBR9.050,p.53

• Em portas de correr, recomenda-se a instalação de trilhos na sua parte superior, sendo que os

trilhosouasguiasinferioresdevemestarniveladoscomasuperfíciedopiso,easeventuaisfrestas

resultantesdaguiainferiordevemterlargurade,nomáximo,15mm.

• Quandoinstaladasemlocaisdepráticadeesportes,asportasdevemtervãolivremínimode1,00m.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

14

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – ARQUITETO E URBANISTA / Superior

Q

uestão 69

SegundoaNBR9.050:2004–Acessibilidadeaedificações,mobiliário,espaçoseequipamentosurbanos,

aprevisãodevagasparaestacionamentodeveículosqueconduzampessoascomdeficiênciaouque

sejamconduzidosporelasdeveserestabelecidaconformeatabela:

Número total de vagas

Vagas reservadas

Até10

1

De 11 a 100 

1%

Acima de 100 

10%

Q

uestão 70

Aobraderestauraçãoapresentaparticularidadesqueadistinguemdeumaobracivilparaumnovo

edifício ou para a reforma de um edifício que, em princípio, não tem implicações preservacionistas,

alémdoqueaprimeiraetapadeumaobradeconservação/restauraçãodevecontemplarosserviços

deproteçãodoselementosconsideradosdevalorarquitetônicoeartístico,osserviçosdeproteçãodas

áreasderiscoeacriaçãodeacessossegurosparacomplementaçãodaspesquisaspertinentes.

Q

uestão 71

Ousodebriseséumaformaeficientedeobstruiroureduziraentradaderadiaçãosolarnoambiente,e

elespodemserfabricadosdeconcreto,aço,alumínio,madeira,pvc,sendoque,paraevitaraincidência

direta da radiação solar no ambiente, os brises verticais são úteis nas fachadas Norte, no caso do

HemisférioSul,enasfachadasSul,nocasodoHemisférioNorte,eoshorizontais,nasfachadasnascente

e poente (Leste e Oeste).

Q

uestão 72

AAvaliaçãoPós-Ocupaçãodizrespeitoaumasériedemétodosetécnicasquediagnosticamfatores

positivosenegativosdoambiente,nodecorrerdouso,apartirdaanálisedefatoressocioeconômicos,

de infraestrutura e superestrutura urbanas, dos sistemas construtivos, do conforto ambiental, da

conservaçãodeenergia,dosfatoresestéticos,funcionaisecomportamentaisesedistinguedasavaliações

de desempenho “clássicas” formuladas nos laboratórios dos institutos de pesquisa, pois considera

fundamentalaferirtambémoatendimentodasnecessidadeseoníveldesatisfaçãodosusuários.

Q

uestão 73

NoprogramaAutoCAD,Offsetéumcomandoutilizadoparaligarasextremidadesdedoisoumais

objetoscomarcotangentecentral,eFillet,umcomandodemodificaçãoouedição,utilizadonãosópara

criarumobjetoparaleloouconcêntricoaumoutro,copiarobjetosparadistânciaspredefinidas,mas

tambémparadefinirlinhasparalelasnoiníciodarealizaçãodedesenhos.

Q

uestão 74

SegundoaNRn

o

18–Condiçõesemeioambientedetrabalhonaindústriadaconstrução,emlocais

confinadosenosquaissãoexecutadaspinturas,aplicaçãodelaminados,pisos,papeisdeparedee

similarescomempregodecola,bemcomoemlocaisdemanipulaçãoeempregodetintas,solventes

e outras substâncias combustíveis, inflamáveis ou explosivas, devem ser tomadas, entre outras, as

seguintesmedidasdesegurança:proibirfumarouportarcigarrosouassemelhadosacesosouqualquer

outromaterialquepossaproduzirfaíscaouchama;evitar,nasproximidades,aexecuçãodeoperação

com risco de centelhamento, inclusive por impacto entre peças.

Q

uestão 75

ObadaladoarquitetoespanholSantiagoCalatravajáprojetoudezenasdeestruturasaoredordomundo,

comoaestaçãoferroviáriaLiège-Guillemins,naBélgica;oarranha-céuTorsoTorcido,emMalmo,na

Suécia;eoMuseudeArtedeMilwaukeenosEUA,alémdaconhecidaCidadedasArteseCiênciasem

Valência,Espanha,enoBrasil,estáconstruindooMuseudoAmanhã,nacidadedoRiodeJaneiro.Nos

últimostempos,noentanto,Calatravavemsofrendoprocessosmilionários,empartedaEspanhaeem

outraspartesdaEuropa,emrazãodefalhasestruturaisedeplanejamentoemseusmegaprojetos.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

15

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – ARQUITETO E URBANISTA / Superior

Q

uestão 76

O Museu deArte de São PauloAssis Chateaubriand, mais conhecido como MASP, projetado pela

arquitetaluso-brasileiraLinaBoBardi,éconsideradoumimportanteexemplardaarquiteturamodernista

brasileiraefamosopelovão-livredemaisde95metros,queseestendesobquatroenormespilares.O

edifíciofoiconsideradooterceirodemaiorvão-livredomundoemsuaépoca.

Q

uestão 77

As calhas são elementos construtivos com a finalidade de recolher a água das coberturas, dos

terraçosesimilares,podemserdebeiraledeplatibandaedevem,semprequepossível,serfixadas

perpendicularmentesobaextremidadedacoberturaeomaisafastadodela,alémdeterumadeclividade

nunca inferior a 5%, ou seja, 5mm/m, enquanto as calhas de água-furtada, independentemente da

inclinaçãodoprojetodacobertura,devemterdeclividadenãoinferiora2,5%.

Q

uestão 78

Noiníciodesuacarreira,oarquitetoJoãoFilgueirasLima,maisconhecidocomoLelé,utilizavacoberturas

com materiais e tecnologias inspiradas na arquitetura vernacular e, apenas mais tarde, começou a

projetarcoberturaspré-fabricadaseshedsorientadoseincorporoujardins,espelhosdeágua,sendo

quenoHospitalSarahLagoNorte,emBrasília,ondeoclimaéquenteeseco,Leléconseguiu,comouso

deespelhosd’águaeventilação,diminuirde10

° a 20° a temperatura de diversos ambientes.

Q

uestão 79

O Código de Ética e Disciplina do Conselho deArquitetura e Urbanismo do Brasil, CAU/BR, indica,

comoprincípios,paraArquitetoseUrbanistas,noitemObrigaçõesparacomoInteressePúblico,queo

ArquitetoeUrbanistadevedefenderointeressepúblicoerespeitaroteordasleisqueregemoexercício

profissionaleodireitoàarquiteturaeurbanismo,àspolíticasurbanaseaodesenvolvimentourbano,

àpromoçãodajustiçaeinclusãosocialnascidades,àsoluçãodeconflitosfundiários,àmoradia,à

mobilidade,àpaisagem,aoambientesadio,àmemóriaarquitetônicaeurbanísticaeàidentidadecultural.

Q

uestão 80

ACertificaçãoAQUAérealizadapelaFundaçãoVanzolini,combaseemcritériosbrasileiroseauditorias

presenciais,sendonecessário,paraessacertificação,oatendimentodeapenasoitocritérios:relação

do edifício com o seu entorno, escolha integrada de produtos, sistemas e processos construtivos,

manutenção do desempenho ambiental, conforto acústico, conforto olfativo, qualidade sanitária dos

ambientes,qualidadesanitáriadoarequalidadesanitáriadaágua.

Q

uestão 81

O processo BIM permite maior compreensão espacial e aprofundamento do gerenciamento de

informaçõesdoprojetoe,enquantonoprocessobaseadoemCADcadaprojetistatrabalhaindividualmente

e,porisso,recebediferentesmodelosasereminterpretadoseajustadosisoladamenteaolongodo

desenvolvimento,noBIMépossívelcentralizartodaacomunicaçãoemumúnicomodelocompartilhado

entreasdiferentesdisciplinas,facilitandoaintegraçãointerdisciplinaresimplificandoacomunicação

entreosdiferentesparticipantesdoprojeto.

Q

uestão 82

OCUB/m²fazpartedodiaadiadosetordaconstruçãonopaísepossibilitaumaprimeirareferência

decustosdosmaisdiversosempreendimentos,e,nasuaformação,alémdoscustosdaconstruçãodo

edifício,sãoconsideradostambémosdasfundações,dostirantes,doselevadores,dosequipamentose

dasinstalações(aquecedores,bombasderecalque,ar-condicionado,calefação,ventilaçãoeexaustão),

das piscinas, dos campos de esporte e do ajardinamento.Apenas os custos com remuneração do

construtor e do incorporador não são considerados.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

16

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – ARQUITETO E URBANISTA / Superior

Q

uestão 83

Apenasobservandoaplanta,nailustração,pode-sedizerqueaencostaOA,àesquerda,émaisíngreme

doqueaencostaOB,àdireita,porquesuascurvasdenívelestãomaisafastadasumasdasoutras.

 

Planta com representação de uma colina

Fonte:Topografia-apostila,p.164.

Q

uestão 84

ObservandoográficoapresentadocominformaçõessobreacurvadeGausse‘S’para12meses,I=40e

s=2,5,pode-seafirmarqueaobranãofoifinalizadadentrodoprazoprevisto;que,nosextomês,menos

dametadedosserviçoshaviasidoterminada;que,nosétimomêsocorreuomaiorinvestimentode

recursos;equeoavançomaissignificativoaconteceunasegundametadedocronograma.

Q

uestão 85

A premissa fundamental do licenciamento ambiental consiste na exigência de avaliação de impacto

ambientaldosempreendimentosdeformaaprevenire/oumitigardanosambientaisquevenhamaafetar

oequilíbrioecológicoesocioeconômico,comprometendoaqualidadeambientaldeumadeterminada

localidade,regiãooupaís.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

17

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – ARQUITETO E URBANISTA / Superior

Q

uestão 87

Existemdiversosgrausdedetalhamentodeumorçamento,podendoserapenasumaestimativade

custo,queresultaemumvaloraproximado,aindacomgrandeincerteza;ouumorçamentoanalítico,que

consideraoscustosdiretoscommãodeobra,materialeequipamento,ecustosindiretoscomaequipe

administrativa,astaxaseosemolumentos,alémdolucro,deformaachegaraumvalormaispreciso,

commenormargemdeincerteza.

Q

uestão 88

Noprojetodemarquises,deve-setermaiorcuidado,poiselasnãotêmreservadesegurança,devendoser

bemamarradaseancoradasaorestantedaestrutura,umavezqueessaspeçastrabalhamsemprecom

momentosfletoresnegativos,exigindo,assim,armaduraspositivase,usualmente,utilizamvergalhõese

estribosdeaçoCA-50combitolade8mm.

Q

uestão 91

Considerandoaestruturadeconcretoarmadocomumalaje,quatrovigas,quatropilares,comosdados

mostradosnodesenhoeadotandoopesoespecíficodoconcretode2.500kg/m

3

,pode-seafirmarquea

cargaquechegaráàsfundações,considerandoacargamorta(pesopróprio)eacargaacidental(carga

útil),seráde12,225temcadafundação/sapata.

Q

uestão 90

OBIMpodeseraplicado,emdiversasetapas,aolongododesenvolvimentodoprojeto,daconstrução

edaoperaçãodeumedifício,embora,naconstrução,utilize-seessatecnologiaparaplanejamentoda

logísticadecanteiro,planejamentoecontrole4D,coordenação3D,fabricaçãodigital,gestãodecustos,

entre outros.

Q

uestão 89

Ascoresexerceminfluênciasobreodesempenholumínicodoambientejáquetrabalhamcomabsorção

ereflexãodasdiferentesfrequênciasdasondasdeluz.Alémdisso,ascoresclarasrefletemamaior

partedasfrequências,enquantoasescurasasabsorvem,juntamentecomaluminosidadeeocalor,

resultando maior luminosidade e menor temperatura em ambientes claros, e menor luminosidade e 

maior temperatura em ambientes escuros.

Q

uestão 86

Ailuminaçãonaturalpodeserlateralouzenital,sendoque,noBrasil,ailuminaçãolateraléamais

comum,podendooferecerumamaiorluminosidadediretaedifusa,enquantoailuminaçãozenitalfornece

menorluminosidadedeformamenosuniformeeduranteumcurtoperíodododia.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

18

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – ARQUITETO E URBANISTA / Superior

Q

uestão 92

ALei8.666:1993,queinstituinormasparalicitaçõesecontratosdaAdministraçãoPúblicaedáoutras

providências,dispõe,emumdeseusartigosque(...)ostiposdelicitação"melhortécnica"ou"técnica

epreço"serãoutilizadosexclusivamenteparaserviçosdenaturezapredominantementeintelectual,em

especial,naelaboraçãodeprojetos,cálculos,fiscalização,supervisãoegerenciamentoedeengenharia

consultiva, e, em particular, na elaboração de estudos técnicos preliminares e projetos básicos e

executivos(...).

Q

uestão 93

Parainiciarosserviçosderevestimento,énecessárioqueaalvenariaestejaconcluídaeencunhada,

os peitoris, os marcos e os contramarcos chumbados e as instalações embutidas na alvenaria, 

preferencialmente,testadas,e,apósochapisco,orevestimentopodeserexecutadoemcamadaúnica,

utilizandoumaargamassaindustrializada,ouemcamadascontínuasesuperpostas;reboco,quese

configuraemuma"massagrossa"aplicadasobreasuperfíciechapiscada,eemboço,queseconfigura

emuma"massafina"aplicadasobreoreboco.

Q

uestão 94

Ailuminaçãopúblicaéessencialàqualidadedevidanoscentrosurbanos,atuandocomoinstrumento

decidadaniaepermitindoaoshabitantesdesfrutarplenamenteoespaçopúbliconoperíodonoturno,

sendoque,atualmente,noBrasil,praticamentetodaailuminaçãopúblicautilizaaslâmpadasavapor

demercúrioeasfluorescentes.

Q

uestão 96

Odesempenhoacústicodeumaedificaçãonãoéinfluenciadopelasualocalizaçãonomeiourbano,nem

pelasuaimplantaçãonoterreno;apenasaforma,osmateriaisempregados,otamanhoealocalização

dasaberturasinteressamaoprojetoacústico.

Q

uestão 95

SegundoaNBR9.077:2001,quetratasobreasaídadeemergênciaemedifícios,asaídadeemergência

compreende:a)acessosourotasdesaídashorizontais,istoé,acessosàsescadas,quandohouver,

e às respectivas portas ou ao espaço livre exterior nas edificações térreas; b) escadas ou rampas; 

c)descarga.

Q

uestão 98

Com relação às instalações hidráulicas, pode-se afirmar que shafts são obrigatórios em edificações

construídasemalvenariaestrutural,emquenãoépermitidaapassagemdetubulaçõeshidráulicasno

interiordasparedes,e,aoseprojetaremdrywall,devem-sepreverparedesdealvenariaconvencional

paraembutirinstalaçõeshidráulicas,poisogesso,sendosolúvel,nãoéindicadoparaessafunção.

Q

uestão 97

Emambientesemqueailuminaçãonaturalnãoésuficienteparaaatividadeaserrealizadanolocal,

ailuminaçãoartificialsetornanecessária;entretanto,paraquenãohajadesperdícionacombinação

comiluminaçãonatural,énecessárioque,noprojetodeiluminaçãoartificial,sejamprevistoscontroles

pararegularaintensidadedeluz,osquaispodemserautomáticos,comcélulasfotossensíveisquese

ajustamcomavariaçãodeluminosidadenaturaloumanual,quepermitemaousuárioumajustepessoal,

dependendo da iluminação natural do momento.

Q

uestão 99

Emmuitascidadesbrasileiras,oPlanodeGerenciamentodeResíduosdaConstruçãoCivilfazparteda

documentaçãoparalicenciamentodaconstruçãodeedifíciosdemédioegrandeportese,entreoutras

informações,deveconterodiagnósticodageraçãoderesíduos,adescriçãodogerenciamentodeles,

comdadossobreacoleta,atriagem,oarmazenamento,otransporte,otransbordo,otratamentoea

disposiçãofinal,eindicaraçõesparaminimizarageraçãodosresíduosdeconstruçãocivil.

Q

uestão 100

Aoseprojetarasinstalaçõeselétricasdeedificaçõesresidenciais,deve-severificarseacargainstalada

permite alimentação pela rede secundária de distribuição elétrica urbana, pois, caso o valor da carga

instaladaultrapasseolimitedaredesecundária,oconsumidordeveinstalargeradorpróprio,consultandoas

regrasdaconcessionáriaquantoàgeraçãoderuídos,àproteçãocontraincêndioseàproteçãoambiental.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

19

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – LÍNGUA INGLESA / Superior

Q

uestão 101

Liu Jinghu e sua esposa costumam divertir-se apenas nos fins de semana, quando seu único filho,

Xiaojing,ficaaoscuidadosdeamigos.

Q

uestão 102

Ocasaldechinesessabeque,nofuturo,terádearcarcomacompradeumapartamentoparaofilho,a

fimdequeelepossaconseguirumaesposa.

PROVA DE LÍNGUA INGLESA

Q

UESTÕES de 101 a 110

I

NSTRUÇÃO: 

Paracadaquestão,de

101 a 110,marquenacolunacorrespondentedaFolhadeRespostas:

  

V,seaproposiçãoéverdadeira;

  

F,seaproposiçãoéfalsa.

Arespostacorretavale1(umponto);arespostaerradavale-0,75(menos setenta e cinco 

centésimos);aausênciademarcaçãoeamarcaçãoduplaouinadequadavalem0(zero).

Q

UESTÕES 101 e 102

  IthasbeenalongtimesinceLiuJinghuandhiswifeenjoyedaweekendtothemselves.

SaturdaysandSundaysinsmoggyBeijingarededicatedtotheironlychild,2-year-oldsonXiaojing:

there are early-childhood exercise classes; singing sessions with other families; Lego-building

spreesinalivingroomscatteredwithtoys.Thenthere’sthespecterofexpensivetutoringtogettheir

5– toddlerintoagoodschooland,furtherintothefuture,thepressuretobuytheirsonanapartmentsohe

canpersuadeawomantomarryhim.ThatpropertyburdencouldcostLiu,asoftware-development

manager,andhiswife,ahuman-resourcesspecialist,twodecades’worthofsalary.Sucharethe

costsofraisingakidtodayinmiddle-classChina.

CHINAanditsone-childpolicy.

Time,NewYork,Dec.2,2013.p.16.

Q

UESTÕES de 103 a 105

Tracking crime on Twitter

  Scanning the airwaves for police radio conversations is something professional crime

reporters have done for decades. But now a whole new group of people are embracing this

old-school technique. In LosAngeles a growing band of residents has invested in scanners to

monitorpoliceconversationsandspreadwhattheylearnacrossthecityonthesocialnetworking

5 –  siteTwitter.BetweenthemtheynowhaveoverthirtythousandTwitterfollowers.

TRACKINGcrimeonTwitter.Disponívelem:<http://www.bbc.co.uk/worldservice/learningenglish/language/wordsinthenews/ 

2012/08/120828_witn_twitter_crime.shtml>.Acessoem:23mar.2014.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

20

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – LÍNGUA INGLESA / Superior

Q

uestão 103

UmnúmerocadavezmaiordemoradoresdeLosAngelessintonizamconversasderádioentrepoliciais
eusamoTwitterparadivulgaroqueouvem.

Q

uestão 104

Repórteres profissionais da área criminal, após os relatos dos moradores, começaram a fazer o
rastreamentodecrimesatravésdaescutadeconversasderádioentreospoliciais.

Q

uestão 105

Há,atualmente,maisdetrintamilresidentesdeLosAngelesqueusamoTwitterparaorastreamentode
crimes na cidade.

Q

uestão 106

Oautordessacançãodirige-seàspessoasemgeral,enfatizandoqueelasseapresentemesejam
aceitascomorealmentesão,semquaisquerrestrições.

Q

uestão 107

Nosdoisúltimosversosdacanção–“AndIswearthatIdon’thaveagun/NoIdon’thaveagun”–,o
autorlamentaofatodenãopossuirumaarma.

Q

uestão 108

Asformasverbais“are”(v.1)e“were”(v.1)descrevem,respectivamente,aoposiçãodetempopresente
e de tempo passado.

Q

UESTÕES de 106 a 108

   

   

Come as you are

 

Comeasyouare,asyouwere

 

AsIwantyoutobe

 

Asafriend,asafriend,asanoldenemy

 

Takeyourtime,hurryup

 

 

  5 – 

The choice is yours, don't be late

 

Takearestasafriendasanoldmemory

 

 

   

Memory, memory, memory

 

Comedousedinmud,soakedinbleach

 

AsIwantyoutobe

 10– Asatrend,asafriend,asanoldmemory

 

 

   

Memory, memory, memory

 

AndIswearthatIdon'thaveagun

 

NoIdon'thaveagun.

NIRVANA. 

Come as you are.Disponívelem:<http://letras.mus.br/nirvana/28488>.Acessoem:23mar.2014.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

21

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo – LÍNGUA INGLESA / Superior

Q

UESTÕES 109 e 110

SCHULZ, Charles M.

Peanuts. Disponível em: <http://peanutsroasted.blogspot.com.br/2009/11/sunday-february-10-

1952-treace-peaty.html>.Acessoem:23mar.2014.

Q

uestão 109

Nessahistóriaemquadrinhos,ogaroto,dirigindoacarroça,argumentacomPattyqueelafoibaleadae

que,portanto,estáeliminadadabrincadeira.

Q

uestão 110

AgarotaPattyaceitadeixarabrincadeiraseomeninolhepagaros15dólaresgastoscomsuafantasia.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

22

UFSB – 2014 – Concurso Público para Servidor Técnico-Administrativo / Superior

R

EFERÊNCIAS

Questões 21 e 22 
JUND, S. 

AFO,  administração  financeira  e  orçamentária: teoria e 700 questões. Rio de Janeiro:

Elsevier, 2006. Adaptado. (provas e concursos).

Questões de 24 a 26
MAUSS,C.V.;SOUZA,A.S.

Gestão de custos aplicada ao setor público:modeloparamensuração

eanálisedaeficiênciaeeficáciagovernamental.SãoPaulo:Atlas,2008.

Questão 29 
BRASIL.ConstituiçãoFederal.Brasília:1988.
SILVA, L. M. 

Contabilidade governamental:umenfoqueadministrativo.7.ed.SãoPaulo:Atlas,2008.

F

ontes das ilustrações

Questões de 33 e 34 
UFSB. 

Plano Orientador da Universidade do Sul da Bahia. Itabuna / Porto Seguro / Teixeira de

Freitas: 2014. p. 42. Disponível em: <http://www.ufsba.br/files/Plano%20Orientados%20UFSB%Final.

pdf>.Acessoem:6abr.2014.

Questão 84
MATTOS, A. D. 

Planejamento e controle de obras.SãoPaulo:Pini,2010.p.267.

Questão 91
BOTELHO, M. H. C. 

Concreto armado eu te amo.SãoPaulo:EdgardBlücher,2006.p.91.

ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html
ufba-2014-ufsba-arquiteto-e-urbanista-prova.pdf-html.html

Universidade Federal do Sul da Bahia – UFSB

Pró-ReitoriadeAdministração

CampusJorgeAmado,BR415,Km39

Cep 45613204

Ferradas – Bahia – Brasil

Pró-ReitoriadeDesenvolvimentodePessoas–PRODEP

Pró-ReitoriadeGraduação–PROGRAD

ServiçodeSeleção,OrientaçãoeAvaliação-SSOA

RuaDr.AugustoViana,33–Canela–Cep.40110060

Salvador–Bahia–Brasil–telefax:(71)3283-7820

E-mail:ssoa@ufba.br–Site:www.concursos.ufba.br