Prova Concurso - Engenharia - 2015-CNMP-ANALISTA-DO-CNMP-ENGENHARIA-CIVIL - FCC - CNMP - 2015

Prova - Engenharia - 2015-CNMP-ANALISTA-DO-CNMP-ENGENHARIA-CIVIL - FCC - CNMP - 2015

Detalhes

Profissão: Engenharia
Cargo: 2015-CNMP-ANALISTA-DO-CNMP-ENGENHARIA-CIVIL
Órgão: CNMP
Banca: FCC
Ano: 2015
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

ENGENHEIRO-NUCLEARAMAZUL2018
ENGENHEIRO-AREA-MECANICAUFPA2018
ENGENHEIRO-ENGENHARIA-MECANICAUFPA2018

Gabarito

fcc-2015-cnmp-analista-do-cnmp-engenharia-civil-gabarito.pdf-html.html

Prova

fcc-2015-cnmp-analista-do-cnmp-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

N do Caderno

o

N de Inscrição

o

ASSINATURA DO CANDIDATO

N do Documento

o

Nome do Candidato

Março/2015

Analista do CNMP

Apoio Técnico Especializado - Engenharia Civil

Concurso Público para provimento de cargos de

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO

P R O VA

Conhecimentos Básicos
Conhecimentos Específicos
Discursiva - Redação

C

N

M

ONSELHO

ACIONAL DO

INISTÉRIO PÚBLICO

MP

CN

A

C D E

INSTRUÇÕES

VOCÊ DEVE

ATENÇÃO

- Verifique se este caderno:

- corresponde a sua opção de cargo.

- contém 60 questões, numeradas de 1 a 60.

- contém a proposta e o espaço para o rascunho da Prova Discursiva - Redação.

Caso contrário, reclame ao fiscal da sala um outro caderno.

Não serão aceitas reclamações posteriores.

- Para cada questão existe apenas UMA resposta certa.

- Leia cuidadosamente cada uma das questões e escolha a resposta certa.

- Essa resposta deve ser marcada na FOLHA DE RESPOSTAS que você recebeu.

- Procurar, na FOLHA DE RESPOSTAS, o número da questão que você está respondendo.

- Verificar no caderno de prova qual a letra (A,B,C,D,E) da resposta que você escolheu.

- Marcar essa letra na FOLHA DE RESPOSTAS, conforme o exemplo:

- Ler o que se pede na Prova Discursiva - Redação e utilizar, se necessário, o espaço para rascunho.

- Marque as respostas com caneta esferográfica de material transparente de tinta preta ou azul. Não será permitido o

uso de lápis, lapiseira, marca-texto, borracha ou líquido corretor de texto durante a realização da prova.

- Marque apenas uma letra para cada questão, mais de uma letra assinalada implicará anulação dessa questão.

- Responda a todas as questões.

- Não será permitida qualquer espécie de consulta, nem o uso de máquina calculadora.

- Em hipótese alguma o rascunho da Prova Discursiva - Redação será corrigido.

- Você deverá transcrever a sua Prova Discursiva - Redação, a tinta, na folha apropriada.

- A duração da prova é de 4 horas e 30 minutos para responder a todas as questões objetivas, preencher a Folha de

Respostas e fazer a Prova Discursiva - Redação (rascunho e transcrição).

- Ao término da prova, chame o fiscal da sala e devolva todo o material recebido.

- Proibida a divulgação ou impressão parcial ou total da presente prova. Direitos Reservados.

Caderno de Prova ’E05’, Tipo 001

MODELO

0000000000000000

TIPO−001

00001−0001−0001

fcc-2015-cnmp-analista-do-cnmp-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

CNMPD-Conhecimentos Básicos

2

 

 

CONHECIMENTOS BÁSICOS 

 

Língua Portuguesa 

 

Atenção:   Para responder às questões de números 1 a 10 

considere o texto abaixo. 

 

Falsificações na internet 

 

Quem frequenta páginas da internet, sobretudo nas re-

des sociais, volta e meia se depara com textos atribuídos a 
grandes escritores. Qualquer leitor dos mestres da literatura 
logo perceberá a fraude: a citação está longe de honrar a ale-
gada autoria.  Drummond, Clarice Lispector, Guimarães Rosa e 
Fernando Pessoa, por exemplo, jamais escreveriam banalida-
des recheadas de lugares comuns, em linguagem capenga e 
estilo indefinido. Mas fica a pergunta: o que motiva essas falsifi-
cações grosseiras de artistas da palavra e da imaginação? 

São muitas as justificativas prováveis. Atrás de todas 

está a vaidade simplória de quem gostaria de ser tomado por 
um grande escritor e usa o nome deste para promover um texto 
tolo, ingênuo, piegas, carregado de chavões. Os leitores incau-
tos mordem a isca e parabenizam o fraudulento, expandindo a 
falsificação e o mau gosto. Mas há também o ressentimento 
malicioso de quem conhece seus bem estreitos limites literários 
e, não se conformando com eles, dispõe-se a iludir o público 
com a assinatura falsa, esperando ser confundido com o gran-
de escritor. Como há de fato quem confunda a gritante aberra-
ção com a alta criação, o falsário dá-se por recompensado en-
quanto recebe os parabéns de quem o “curtiu”.  

Tais casos são lamentáveis por todas as razões, e cons-

tituem transgressões éticas, morais, estéticas e legais. Mas fi-
quemos apenas com a grave questão da identidade própria que 
foi rejeitada em nome de outra, inteiramente postiça. Enganar-
se a si mesmo, quando não se trata de uma psicopatia grave, é 
uma forma dolorosa de trair a consciência de si. Os grandes 
atores, apoiando-se no talento que lhes é próprio, enobrecem 
esse desejo tão humano de desdobramento da personalidade e 
o legitimam artisticamente no palco ou nas telas; os escritores 
criam personagens com luz própria, que se tornam por vezes 
mais famosos que seus criadores (caso de Cervantes e seu 
Dom Quixote, por exemplo); mas os falsários da internet, ao 
não assinarem seu texto medíocre, querem que o tomemos 
como um grande momento de Shakespeare. Provavelmente ja-
mais leram Shakespeare ou qualquer outro gênio citado: co-
nhecem apenas a fama do nome, e a usam como moeda cor-
rente no mercado virtual da fama.  

Tais fraudes devem deixar um gosto amargo em quem 

as pratica, sobretudo quando ganham o ingênuo acolhimento 
de quem, enganado, as aplaude. É próprio dos vícios misturar 
prazer e corrosão em quem os sustenta. Disfarçar a mediocri-
dade pessoal envergando a máscara de um autêntico criador 
só pode aprofundar a rejeição da identidade própria. É um 
passo certo para alargar os ressentimentos e a infelicidade de 
quem não se aceita e não se estima.
  

(Terêncio Cristobal, inédito

1.  No texto manifesta-se, essencialmente, uma censura a 

quem, 

 

(A)  frequentando páginas da internet, deixa-se seduzir 

com facilidade pelos textos de grandes autores, sem 
antes certificar-se quanto à sua autenticidade. 

 
(B)  por falta de talento literário e por ressentimento, cos-

tuma ressaltar nos textos dos autores clássicos as 
passagens menos inspiradas ou mais infelizes. 

 
(C)  levado pelo sentimento da vaidade, porta-se como 

se fosse um grande escritor, tratando de temas pro-
fundos num estilo elevado, próprios dos grandes 
talentos. 

 
(D)  cometendo uma fraude, publica na internet textos 

medíocres, atribuídos a escritores célebres, buscan-
do com isso, entre outras coisas, ganhar o aplauso 
de quem lê. 

 
(E)  com intenção maliciosa, cita autores famosos em pá-

ginas da internet, afetando uma familiaridade que de 
fato jamais teve com esses grandes escritores.  

_________________________________________________________ 

 

2. 

Considere as seguintes afirmações: 

 
 

I

.  No primeiro parágrafo, o autor do texto imagina que 

muitos usuários das redes sociais, mesmo os ver-
sados em literatura, podem se deixar enganar pela 
fraude das citações, uma vez que o estilo destas 
lembra muito de perto a linguagem dos alegados 
autores. 

 
 

II

.  No segundo parágrafo, duas razões são indicadas 

para explicar a iniciativa dos fraudulentos: o gosto 
pela ironia, empregada para rebaixar os escritores 
de peso, e a busca da notoriedade de quem quer 
ser identificado como um artista superior. 

 
 

III

.  Nos dois parágrafos finais, o que o autor ressalta 

como profundamente grave é o fato de os falsários 
mentirem para si mesmos, dissolvendo a identidade 
que lhes é própria e assumindo, ilusoriamente, a 
personalidade de alguém cujo valor já está reco-
nhecido. 

 
 Em

 

relação

 

ao

 

texto

 

está

 

correto

 

o

 

que

 

se

 

afirma

 

APENAS

 

em 

 
(A) 

I

(B) 

II

(C) 

III

(D) 

I

 e 

II

(E) 

II

 e 

III

 

_________________________________________________________ 

 

3.  Considerando-se o contexto, traduz-se corretamente o 

sentido de um segmento em: 

 

(A)  honrar a alegada autoria (1

o

 parágrafo) = enobrecer 

a presunção de um autor 

 
(B)  ressentimento malicioso (2

o

 parágrafo) = remorso 

astuto 

 
(C)  a usam como moeda corrente (3

o

 parágrafo) = gas- 

tam-na perdulariamente 

 
(D)  o ingênuo acolhimento (4

o

 parágrafo) = a  recepção 

incrédula 

 
(E)  Disfarçar a mediocridade (4

o

 parágrafo) = dissimular 

a banalidade 

Caderno de Prova ’E05’, Tipo 001

fcc-2015-cnmp-analista-do-cnmp-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

CNMPD-Conhecimentos Básicos

2

 

4. 

Está inteiramente clara e correta a redação deste livre co-
mentário sobre o texto: 

 

(A)  É natural que muitos dos usuários da internet se irri-

tem com este fenômeno generalizado: a pessoa pu-
blica um medíocre texto de sua autoria como se 
fosse da lavra de algum escritor consagrado. 

 

(B)  Tratando-se de um fenômeno generalizado na in-

ternet, implica na irritação de quem toma os textos 
de alguém famoso cujo o teor foi estabelecido por 
quem escreveu uma mera banalidade. 

 

(C)  Está cada vez mais usual o seguinte fato: alguém 

mal intencionado, publica sob um nome de autor co-
nhecido um texto de que este jamais teria interesse 
em escrever, por banal que seja. 

 

(D)  Muitas pessoas, provavelmente com má fé, dão 

como de outros autores, textos seus, imaginando 
que as assinaturas famosas encobrem as debilida-
des do texto de cujos são criadores. 

 

(E)  Certamente são irritantes essas falsificações da in-

ternet, mormente nas redes sociais, aonde escritores 
sem qualquer talento plageiam autores famosos, 
tentando se fazer passar pelos mesmos. 

_________________________________________________________ 

 

5. 

Muita gente nos engana valendo-se das páginas da 
internet.
 

 

 

A transposição da frase acima para a voz passiva implicará 

 

(A)  a utilização da forma verbal enganam-nos
(B)  em que o sujeito de valendo-se passe a ser internet
(C)  em que o sujeito de enganar passe a ser nós. 
(D)  a utilização de muita gente como sujeito.  
(E)  a utilização de páginas da internet como sujeito. 

_________________________________________________________ 

 

6. 

Como há de fato quem confunda a gritante aberração com 
a alta criação, o falsário dá-se por recompensado enquan-
to recebe os parabéns de quem o “curtiu”

 

 

Caso a frase acima iniciasse com a expressão Se 
houvesse de fato,
 as formas verbais sublinhadas deve-
riam ser substituídas, na ordem dada, por: 

 

(A) confundisse 

− dar-se-ia − recebesse − curtisse 

(B) confundiria 

− dera-se  − recebera  − curtia 

(C) confundisse 

− deu-se  − receberia  − curte 

(D) confundira 

− dar-se-á  − recebera  − curta 

(E) confundira 

− dera-se  − receba 

− curtisse 

_________________________________________________________ 

 

7.  Considere as seguintes afirmações sobre aspectos da 

construção do texto: 

 

 

I

. Na 

frase 

É próprio dos vícios misturar prazer e cor-

rosão em quem os sustenta, o pronome os refere-
se aos nomes prazer e corrosão

 

 

II

.  Atentando para a regência verbal, o segmento Os 

grandes atores, apoiando-se no talento que lhes é 
próprio
 permanecerá correto caso se substitua 
apoiando-se no por valendo-se do ou contando 
com o

 

 

III

.  

Ao observar que ninguém deve enganar-se a si 
mesmo, o autor poderia ter optado pela forma do 
imperativo e nos lançar a seguinte frase, de modo 
correto e solene: “Não deveis enganar-se a vós 
mesmos”. 

 

 

Está correto o que se afirma em 

 

(A) 

I

II

 e 

III

(B) 

I

 e 

II

, apenas. 

(C) 

I

 e 

III

, apenas. 

(D) 

II

, apenas. 

(E) 

III

, apenas. 

8.  Por apresentar falha estrutural de construção, deve-se 

reelaborar a redação da seguinte frase: 

 
(A)  Há quem busque disfarçar a falta de talento atri-

buindo a autores famosos os textos medíocres que 
publica nas páginas da internet. 

 

(B)  A falta de talento faz com que artistas famosos pas-

sem por ser alegados como genuínos autores da-
queles textos de escritores medíocres que não o 
têm. 

 

(C)  Alguns nomes de grandes escritores brasileiros são 

muitas vezes indicados na internet como autores de 
textos que jamais escreveriam. 

 

(D)  É fácil entender que alguém cometa uma fraude pa-

ra enganar os outros; difícil é aceitar que alguém se 
proponha a enganar a si mesmo. 

 

(E)  Leitores ingênuos deixam-se enganar pelos falsários 

da internet, mostrando que não reconhecem a dife-
rença entre a boa e a má literatura. 

_________________________________________________________ 

 

9.  O verbo indicado entre parênteses deverá flexionar-se 

concordando com o termo sublinhado na frase: 

 

(A)  O autor do texto acha que (ser) de se lamentar que 

tantas pessoas sejam enganadas pelos falsários da 
internet. 

 

(B)  Seria preciso que se (aplicar) a esses falsários algu-

ma sanção, para que não houvesse tantos abusos. 

 

(C)  Quem jamais leu Shakespeare nem (imaginar) as 

lições literárias e as discussões éticas que está per-
dendo. 

 

(D) Não 

(dever) caber aos usuários da internet o direito 

de publicar o que quer que seja com assinatura 
falsa. 

 

(E)  Infelizmente não se (punir) esses falsos gênios da 

internet com medidas rigorosas e exemplares. 

_________________________________________________________ 

 

10.  Está plenamente adequada a pontuação da seguinte 

frase: 

 
(A)  Atualmente, ocorre na internet com cansativa fre-

quência, a atribuição de textos insípidos aos grandes 
autores da nossa literatura, o que concorre certa-
mente para a propagação do mau gosto, e a banali-
zação da fraude. 

 

(B)  Atualmente ocorre na internet, com cansativa fre-

quência, a atribuição de textos insípidos, aos gran-
des autores da nossa literatura, o que concorre cer-
tamente, para a propagação do mau gosto e a bana-
lização da fraude. 

 

(C)  Atualmente, ocorre na internet, com cansativa fre-

quência, a atribuição de textos insípidos aos grandes 
autores da nossa literatura, o que concorre, certa-
mente, para a propagação do mau gosto e a banali-
zação da fraude. 

 

(D)  Atualmente ocorre, na internet com cansativa fre-

quência, a atribuição de textos insípidos, aos gran-
des autores, da nossa literatura o que concorre, cer-
tamente, para a propagação do mau gosto e a bana-
lização da fraude. 

 

(E)  Atualmente ocorre, na internet, com cansativa fre-

quência a atribuição, de textos insípidos, aos gran-
des autores da nossa literatura, o que concorre, cer-
tamente para a propagação do mau gosto, e a bana-
lização da fraude. 

Caderno de Prova ’E05’, Tipo 001

fcc-2015-cnmp-analista-do-cnmp-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

CNMPD-Conhecimentos Básicos

2

 

 

Legislação de Interesse Institucional 

 

11.  No tocante ao Conselho Nacional do Ministério Público 

− CNMP, considere: 

 
 

I

.  O Conselho Nacional do Ministério Público, com atuação em todo o território nacional e sede em Brasília, Distrito Federal, 

compõe-se de catorze membros. 

 

 

II

.  As sessões plenárias serão ordinárias ou extraordinárias. As sessões ordinárias serão realizadas em dias úteis, sendo, no 

mínimo, três a cada mês, conforme calendário semestral instituído e publicado na primeira quinzena do semestre. 

 

 

III

.  Compete exclusivamente ao Presidente do Conselho Nacional do Ministério Público apreciar as arguições de impe-

dimento e suspeição dos membros do Conselho. 

 

 

IV

.  Os serviços da Secretaria-Geral serão dirigidos pelo Secretário-Geral, membro de qualquer dos ramos do Ministério 

Público, auxiliado pelo Secretário-Geral Adjunto, escolhidos e nomeados pelo Presidente do Conselho. 

 

 

De acordo com o Regimento Interno do CNMP está correto o que se afirma APENAS em 

 

(A) 

I

 e 

IV

(B) 

I

II

 e 

III

(C) 

II

III

 e 

IV

(D) 

I

II

 e 

IV

(E) 

II

 e 

III

 

 
12.  Segundo o artigo 33 do Regimento Interno do Conselho Nacional do Ministério Público 

− CNMP, “a Ouvidoria Nacional é o órgão 

de comunicação direta e simplificada entre o Conselho Nacional do Ministério Público e a sociedade e tem por objetivo principal 
o aperfeiçoamento e o esclarecimento, aos cidadãos, das atividades realizadas pelo Conselho e pelo Ministério Público”
. O Ouvi-
dor será eleito entre os membros do Conselho, em votação 

 

(A)  secreta, na sessão imediatamente posterior à vacância do cargo, para mandato de um ano, permitida uma única recondução. 
(B)  aberta, na sessão imediatamente posterior à vacância do cargo, para mandato de um ano, vedada a recondução. 
(C)  secreta, na sessão imediatamente posterior à vacância do cargo, para mandato de três anos, vedada a recondução. 
(D)  aberta, na sessão imediatamente posterior à vacância do cargo, para mandato de dois anos, vedada a recondução. 
(E)  secreta, na sessão imediatamente posterior à vacância do cargo, para mandato de dois anos, permitida uma única recondução. 

 

 

13. Considere: 

 

 

I

.  integrar lista para Procurador-Geral; 

 

II

.  promoção por merecimento ou preenchimento de vaga na composição de tribunal; 

 

III

.  exercer cargo ou função de chefia, direção ou assessoramento na instituição a que pertença;  

 

IV

.  integrar o Conselho Superior ou exercer a função de Corregedor. 

 
 

De acordo com o Regimento Interno do Conselho Nacional do Ministério Público 

− CNMP, ao membro do Ministério Público, 

durante o exercício do mandato de Conselheiro do CNMP, são vedados as condutas indicadas em 

 

(A) 

I

III

 e 

IV

, apenas. 

(B) 

I

II

III

, apenas. 

(C) 

II

III

 e 

IV

, apenas. 

(D) 

I

II

 e 

IV

, apenas. 

(E) 

I

II

III

 e 

IV

 

 

14.  De acordo com a Lei n

o

 8.112/90, o servidor que, a serviço, afastar-se da sede em caráter eventual ou transitório para outro 

ponto do território nacional ou para o exterior, fará jus a passagens e diárias destinadas a indenizar as parcelas de despesas 
extraordinária com pousada, alimentação e locomoção urbana, conforme dispuser em regulamento. Quando o deslocamento 
NÃO exigir pernoite fora da sede, 

 

(A)  só será devido o pagamento de diária, ainda que não integral, se o afastamento superar 20 quilômetros. 
(B)  não é devido o pagamento de diária. 
(C)  só será devido o pagamento de diária, ainda que não integral, se o afastamento superar 30 quilômetros. 
(D)  a diária é devida em 70%. 
(E)  a diária é devida pela metade. 

 

 

15.  De acordo com a Lei n

o

 8.112/90, a demissão ou a destituição de cargo em comissão, incompatibiliza o ex-servidor para nova 

investidura em cargo público federal, pelo prazo de 5 anos, em razão da prática da conduta de 

 

(A)  incontinência pública e conduta escandalosa, na repartição. 
(B)  valer-se do cargo para lograr proveito pessoal ou de outrem, em detrimento da dignidade da função pública. 
(C)  insubordinação grave em serviço. 
(D)  ofensa física, em serviço, a servidor ou a particular, salvo em legítima defesa própria ou de outrem. 
(E)  aplicar irregularmente dinheiros públicos. 

Caderno de Prova ’E05’, Tipo 001

fcc-2015-cnmp-analista-do-cnmp-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

CNMPD-Conhecimentos Básicos

2

 

 

Raciocínio Lógico-Matemático 

 

16.  Observe a sequência (10; 11; 13; 13; 12; 13; 15; 15; 14; 15; 17; 17; 16; 17; ... ) que possui uma lei de formação. A diferença 

entre o 149

o

 e o 119

o

 termos, dessa sequência, é igual a 

 

(A) 19. 
(B) 17. 
(C) 15. 
(D) 13. 
(E) 11. 

 
 
17.  Um novo automóvel em teste percorre 7 km com um litro de gasolina comum. Já com gasolina aditivada este mesmo automóvel 

percorre 10,5 km com um litro. Sabe-se que o preço por litro de gasolina comum é R$ 2,80 e o preço por litro da gasolina 
aditivada é R$ 3,10. Comparando-se a despesa com gasolina que esse novo automóvel em teste consumirá em um percurso de 
525 km, a economia, em reais, ao ser utilizada a gasolina aditivada em relação ao uso da gasolina comum é, aproximadamente, 
igual a 

 

(A) 55. 

(B) 63. 

(C) 48. 

(D) 0. 

(E) 45. 

 
 
18.  O treinamento de um corredor é composto por 4 etapas. Em geral, cada uma dessas 4 etapas é de 1.000 m. No entanto, para 

aprimorar sua forma física, em determinado dia o treinamento foi alterado de modo que a partir da 2

a

 etapa o corredor percorreu 

10% a mais do que havia percorrido na etapa anterior. Desta maneira, em relação aos treinamentos usuais, o total da distância 
percorrida neste dia de treinamento, também realizado em 4 etapas, corresponde a um acréscimo de, aproximadamente, 

 

(A) 30%. 

(B) 16%. 

(C) 12%. 

(D) 10%. 

(E) 18%. 

 
 
19.  Para montar 800 caixas com produtos, uma empresa utiliza 15 funcionários que trabalham 6 horas por dia. Esse trabalho é 

realizado em 32 dias. Para atender um pedido de 2.000 caixas com produtos, iguais às anteriores, a empresa recrutou mais
5 funcionários, de mesma produtividade, além dos 15 funcionários já alocados para a função. O número de horas de trabalho por 
dia foi aumentado para 8 horas. Nessas condições, o número de dias necessários para montagem dessas 2.000 caixas é igual a 

 

(A) 18. 

(B) 60. 

(C) 36. 

(D) 45. 

(E) 25. 

 
 
20.  O resultado da expressão numérica 

 

(

)

(

)

(

)

+

+

9

5

9

4

7

9

7

3

11

1

4

10

4

11

2

4

5

3

5

1

13

6

3

2

3

1

 

é igual a 
 
(A)  

 

6. 

(B)     9. 

(C) 

−12. 

(D)     8. 

(E)  

 

4. 

Caderno de Prova ’E05’, Tipo 001

fcc-2015-cnmp-analista-do-cnmp-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

CNMPD-Analista-Eng.Civil-E05

 

 

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 

 
21.  Considere o levantamento planialtimétrico com quadriculação de 20 em 20 metros abaixo. 
 

A

B

C

D

E

1

2

3

4

5

 

 

Cotas em metros obtidas por quadriculação do terreno 

 

Seções/Estacas 

1 2 3 4 5 

− 

73,4 73,9 72,6 

− 

72,0 73,6 75,2 73,9 72,0 

73,1 74,5 76,3 75,1 73,7 

72,2 73,8 75,3 74,1 72,9 

− 

72,5 74,0 73,1 

− 

 
 

Supondo que o projeto de terraplenagem solicite cota final de 73 metros, a área de corte da seção C, em m

2

, é 

 
(A) 438. 
(B) 292. 
(C) 146. 
(D) 660. 
(E) 330. 

 

 

22.  Considere o diagrama de massas abaixo: 

 

MÁXIMO

22 cm

2

25 cm

2

11 cm

2

TRANSPORTE

GRATUITO

TRANSPORTE

GRATUITO

14 cm

2

42 cm

2

40 cm

2

LINHA DE
DISTRIBUIÇÃO

LINHA DO
DIAGRAMA

MÍNIMO

 

Dados: 
− escala horizontal 1 cm = 20 m 

− escala vertical 1 cm = 100 m

3

 

− custo do transporte do metro cúbico à distância de um decâmetro = R$ 5,00 

 
 

O custo de transporte para o trecho total do diagrama é, em reais, 

 

(A) 129.000,00. 
(B) 154.000,00. 
(C) 77.000,00. 
(D) 64.500,00. 
(E) 32.250,00. 

 

Caderno de Prova ’E05’, Tipo 001

fcc-2015-cnmp-analista-do-cnmp-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

CNMPD-Analista-Eng.Civil-E05

 

23.  Considere as seguintes informações para a dosagem de um concreto: 

 

Consumo de água aproximado (litros/m

3

 

Abatimento do 

trono de cone (mm) 

Dimensão máxima característica 

do agregado graúdo (mm) 

9,5 19,0 25,0 32,0 38,0 

40 a 60 

220 

195 

190 

185 

180 

60 a 80 

225 

200 

195 

190 

185 

80 a 100 

230 

205 

200 

195 

190 

 

Dados: 
− Relação água/cimento = 0,50 

− Dimensão máxima característica do agregado = 9,5 mm 

− Abatimento do tronco de cone = 50 mm 

 

 

O consumo de cimento tipo Portland comum, em kg/m

3

, é 

 

(A) 520. 
(B) 460. 
(C) 500. 
(D) 440. 
(E) 590. 

 
 
24.  Nos concretos especiais como, por exemplo, os bombeados, as características para a bombeabilidade (trabalhabilidade) 

dependerão não só do abatimento, mas também do diâmetro 

 

(A)  máximo do agregado graúdo, do consumo de cimento e do teor de argamassa. 
(B)  mínimo do agregado graúdo, do consumo de areia e do teor de água. 
(C)  máximo do agregado miúdo, do consumo de agregado graúdo e do teor de cimento. 
(D)  máximo do agregado graúdo, do consumo de cal e do teor de argila e impurezas. 
(E)  mínimo do agregado miúdo, do consumo de água e do teor de cal e impurezas. 

 
 
25.  A treliça isostática da figura foi montada com perfis de aço com área da seção transversal de 10 cm

2

 e está submetida a duas 

cargas concentradas de 6 kN. 

 

4 m

4 m

4 m

4 m

A

E

B

D

6 kN

6 kN

3 m

C

 

 

 

Se o módulo de elasticidade do aço for 200 GPa, o alongamento da barra AB, em mm, será 

 

(A) 0,32. 
(B) 0,25. 
(C) 0,41. 
(D) 0,48. 
(E) 0,52. 

 
 
26.  Considere a viga da figura, cujo material apresenta módulo de elasticidade de 200 GPa e seção transversal retangular com base 

de 10 cm e altura de 25 cm. 

 

2 kN/m

A

B

C

4 m

4 m

 

 

 

A reação no apoio B é 

 

(A) 5,5 

kN. 

(B) 8,0 

kN. 

(C) 7,5 

kN. 

(D) 6,0 

kN. 

(E) 10,0 

kN. 

Caderno de Prova ’E05’, Tipo 001

fcc-2015-cnmp-analista-do-cnmp-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

CNMPD-Analista-Eng.Civil-E05

 

27.  Considere a parede de alvenaria abaixo. 
 

Lage maciça de
concreto armado

Fissura
horizontal

Fissura
horizontal

 

 
 

Uma das patologias em construções é a presença de fissuras horizontais no topo das paredes de alvenaria. A causa provável 
dessa patologia é 
 
(A)  cisalhamento devido à movimentação térmica da laje de cobertura. 
 
(B)  deformação da argamassa de assentamento em paredes devido a excesso de carga uniformemente distribuída. 
 
(C)  atuação de carga concentrada diretamente sobre a alvenaria. 
 
(D)  retração por secagem da alvenaria, principalmente em pontos de concentração de tensões ou seções enfraquecidas. 
 
(E)  recalques diferenciais, decorrentes de falhas de projeto, rebaixamento do lençol freático, heterogeneidade do solo, 

influência de fundações vizinhas. 

 
 
28.  O projeto das instalações hidráulicas de água fria prevê a instalação das peças de utilização, conforme a tabela abaixo. 
 

Peça de utilização 

Quantidade

Diâmetro mínimo dos sub- 

ramais de alimentação 

(mm) (polegadas) 

Pia de cozinha 

15 

½ 

Bacia sanitária com válvula de descarga 

15 

½ 

Chuveiro elétrico 

15 

½ 

Bidê 1 

15 

½ 

Mictório auto-aspirante 

25 

Lavatório 1 

15 

½ 

Aquecedor de baixa pressão 

20 

¾ 

Tanque de lavar roupa 

20 

¾ 

 

Dado: Tabela das seções equivalentes 

 

Diâmetro 

Número de diâmetros de 
15 mm para a mesma vazão 

Nominal (mm) 

Referência 

(polegadas)

15 ½ 

1,0 

20 ¾ 

2,9 

25 1 

6,2 

32 1 

¼ 

10,9 

40 1 

½ 

17,4 

50 2 

37,8 

 
 

Conforme o método do consumo máximo, o dimensionamento do diâmetro do ramal, em mm, que deve alimentar todas as peças 
de utilização, é 
 
(A) 40. 
 
(B) 20. 
 
(C) 25. 
 
(D) 32. 
 
(E) 50. 

 

Caderno de Prova ’E05’, Tipo 001

fcc-2015-cnmp-analista-do-cnmp-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

CNMPD-Analista-Eng.Civil-E05

 

29.  Considere o sistema de recalque de um edifício a seguir. 
 

B

Rendimento das bombas = 80%

Altura manométrica = 60m
considerando todas as

perdas de carga

 

 
 

O projeto do sistema de recalque para o consumo de 72 m

3

 diários prevê a instalação de duas bombas centrífugas iguais, 

ligadas em série, que devem funcionar 5 horas por dia. A especificação da potência de cada bomba é 

 
(A) 3,0 

CV. 

(B) 1,0 

CV. 

(C) 2,5 

CV. 

(D) 2,0 

CV. 

(E) 4,0 

CV. 

 
 
30.  Considere uma instalação hidráulica de esgoto sanitário que possua os aparelhos sanitários com a respectiva indicação das 

Unidades Hunter de Contribuição, indicados na tabela abaixo. 

 

Aparelho 

sanitário Quantidade UHC 

Bebedouro 1 

0,5 

Lavatório de residência 

Pia de cozinha residencial 

Tanque de lavar roupas 

Máquina de lavar roupas 

 
 

O dimensionamento da caixa sifonada, que recebe os efluentes dos aparelhos sanitários indicados, deve possuir diâmetro 
nominal (DN) mínimo de 

 

(A) 150. 
(B) 50. 
(C) 75. 
(D) 100. 
(E) 125. 

 
 
31.  Considere a instalação elétrica da sala abaixo. 
 

200 VA

1

1a

a

1a

SALA

a

1a

1

X

Y

a

 

 
 

O trecho XY representa o esquema elétrico de ligação de um interruptor 

 
(A) paralelo. 
(B) intermediário. 
(C) simples. 
(D) duplo. 
(E) triplo. 

Caderno de Prova ’E05’, Tipo 001

fcc-2015-cnmp-analista-do-cnmp-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

10 

CNMPD-Analista-Eng.Civil-E05

 

32.  Considere a planta da cozinha abaixo. 
 

6 m

4 m

COZINHA

 

 
 

Para o projeto das instalações das tomadas de uso geral da cozinha, a potência mínima, em VA, a ser considerada, é 
 
(A) 2 

000. 

(B) 3 

600. 

(C) 2 

100. 

(D) 1 

100. 

(E) 900. 

 
 
33.  Considere a estrutura espacial da figura composta por três barras ortogonais entre si, com comprimento de 4 m cada. 
 

A

4 m

2 k

N

/m

D

B

C

4 m

4 kN

2 kN

4 m

X

Y

Z

2 kN

 

 
 

A extremidade A da barra AB está engastada. Os momentos fletores, em módulo, junto ao apoio A em torno dos eixos X, Y e Z, 
em kNm, são, respectivamente, 
 
(A)  6  - 10 - 10 

(B)  16 - 12 - 8 

(C) 16 - 16 - 16 

(D) 4  - 4  - 4 

(E)  10 - 10 - 8 

 

Caderno de Prova ’E05’, Tipo 001

fcc-2015-cnmp-analista-do-cnmp-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

CNMPD-Analista-Eng.Civil-E05

 

11 

34.  Na verificação do estado-limite último das estruturas reticuladas de concreto armado com predominância de lajes lisas, devem 

ser consideradas as imperfeições geométricas do eixo dos elementos estruturais da estrutura descarregada. Na análise global 
dessas estruturas, sejam elas contraventadas ou não, o desaprumo máximo permitido dos elementos verticais é 
 
(A) 1/300. 
(B) 1/100. 
(C) 1/150. 
(D) 1/200. 
(E) 1/500. 

 
 
35.  O memorial de cálculo de uma viga de concreto armado de seção retangular 15

×40 cm, dimensionada à flexão simples no 

estado-limite último para combinações normais das ações, com aço CA-50, apresentou 2,5 cm

2

 de armadura de flexão. Se o 

braço de alavanca for 23 cm, o momento fletor de cálculo, em kNm, que atua na viga é 
 
(A) 35. 
(B) 18. 
(C) 22. 
(D) 28. 
(E) 25. 

 
 
36.  Considere a viga da figura suportada por duas barras rosqueadas de aço MR250. 
 

1 m

1 m

P

= 156 kN

Barra rosqueada
de Aço MR250

Barra rosqueada
de Aço MR250

 

 
 

Se a viga for submetida a uma carga concentrada com valor de cálculo de 156 kN, no meio do vão, já considerada com majo-
ração dos coeficientes de segurança e peso próprio, as barras rosqueadas devem possuir, cada uma, área da seção transversal, 
em cm

2

, de pelo menos, 

 
(A) 8,0. 
(B) 10,0. 
(C) 6,0. 
(D) 4,0. 
(E) 2,0. 

 

 

37.  O comprimento teórico máximo de referência, em metros, de uma peça de madeira, rotulada nas duas extremidades, submetida 

à compressão simples, com seção retangular de dimensões de 5 

× 7 cm, é 

 
(A) 2,4. 
(B) 2,0. 
(C) 2,5. 
(D) 2,8 
(E) 3,5. 

 

 

38.  O solo de uma área de empréstimo, com massa específica das partículas de 2,60 g/cm

3

, possui porosidade de 50%. Pretende-

se empregar esse solo na construção de um aterro cujo volume é de 162 500 m

3

. O volume de solo a ser escavado na área de 

empréstimo, em m

3

, para que o aterro seja construído com massa específica natural de 2,00 g/cm

3

 e teor de umidade igual a 

25%, é 
 
(A) 400 

000. 

(B) 100 

000. 

(C) 120 

000. 

(D) 240 

000. 

(E) 200 

000. 

 

Caderno de Prova ’E05’, Tipo 001

fcc-2015-cnmp-analista-do-cnmp-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

12 

CNMPD-Analista-Eng.Civil-E05

 

39.  Pretende-se construir, no perfil geotécnico esquematizado abaixo, um aterro extenso e um galpão industrial. 

 

1,20

0

2,00

6,00

15,00

ARGILA SILTOSA RIJA

POUCO COMPACTA

AREIA ARGILOSA

ATERRO

GALPÃO INDUSTRIAL

A

NT

NA

 

 
 Dados: 
 

− Acréscimo de tensão no ponto A devido à construção do galpão industrial: 50,2 kPa 

 

− Peso específico do aterro = 18,50 kN/m

3

 

 

− Peso específico da areia argilosa acima do nível d’água (NA) = 16,50 kN/m

3

 

 

− Peso específico da areia argilosa abaixo do nível d’água (NA) = 18,00 kN/m

3

 

 

− Peso específico da argila siltosa = 19,0 kN/m

3

 

 
 

A tensão efetiva final, após a construção do galpão, no ponto A situado na cota 

− 10 m é, em kPa, 

 

(A) 173,40. 
(B) 123,20. 
(C) 203,20. 
(D) 253,40. 
(E) 333,40. 

 
 
40.  A existência de lentes de areia é comum nos sedimentos marinhos da costa brasileira, bem como nas várzeas dos rios, e 

interferem nos tempos de recalques das camadas compressíveis. Considerando a presença de duas lentes delgadas de areia 
separando uma camada compressível em três partes iguais, os recalques ocorrem em tempos 

 

(A)  5 vezes maiores. 
(B)  6 vezes menores. 
(C)  3 vezes menores. 
(D)  9 vezes menores. 
(E)  3 vezes maiores. 

 
 
41.  Considere a barragem a seguir construída sobre uma camada de areia fina sobreposta a um sedimento de areia grossa. 

 

NA

NA

AREIA FINA

AREIA GROSSA

 

 

 

A água do reservatório se infiltrará pelas fundações, preferencialmente percorrendo na horizontal pela areia grossa e emergirá a 
jusante pela areia fina. Caso o gradiente hidráulico atinja o valor crítico durante o movimento ascendente da água, a areia 

 

(A)  fina ganhará resistência e a barragem nada irá sofrer. 
(B)  fina perderá resistência e a barragem tombará. 
(C)  fina perderá resistência, porém não suficiente para a barragem tombar. 
(D)  grossa ganhará resistência, evitando o tombamento da barragem. 
(E)  grossa perderá resistência, mas a areia fina não, evitando assim o tombamento da barragem. 

Caderno de Prova ’E05’, Tipo 001

fcc-2015-cnmp-analista-do-cnmp-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

CNMPD-Analista-Eng.Civil-E05

 

13 

42.  Nas obras de captação, existem dispositivos que se destinam a regular ou vedar a entrada de água nos sistemas, quando se 

objetiva efetuar reparos ou limpeza em caixas de areia, poços de tomada, válvulas de pé, ou em tubulações. São utilizados para 
esse fim 

 

(A)  comportas, válvulas ou registros e adufas. 
(B)  comportas, flutuadores e telas. 
(C)  comportas, grades e telas. 
(D)  flutuadores, grades e telas. 
(E)  flutuadores, grades e registros. 

 

 

43.  Um município terá um sistema de abastecimento conforme esquematizado abaixo: 

 

CAPTAÇÃO

REDE

ETA

RESERVATÓRIO

INDÚSTRIA

a

b

c

d

e

 

 

 

Considere as seguintes informações para análise do sistema de abastecimento 

 

− consumo médio per capita: 220 L/dia 
−  coeficiente de variação diária: 1,20 
−  coeficiente de variação horária: 1,40 
−  população futura da cidade: 216.000 habitantes 
−  a vazão destinada à indústria é constante 

 

 

Uma indústria estará localizada entre o reservatório e o município e terá um consumo diário regularizado de 8 640 m

3

. Desta 

forma, no trecho b, o consumo correspondente à rede estará afetado 

 

(A)  somente pelo coeficiente de variação diária. A vazão destinada à indústria sendo constante não deverá ser adicionada, 

assim a vazão do trecho b é 660 litros por segundo. 

 

(B)  somente pelo coeficiente de variação horária. A vazão destinada à indústria sendo constante deverá ser simplesmente 

adicionada, assim a vazão do trecho b é 870 litros por segundo. 

 

(C)  somente pelo coeficiente de variação diária. A vazão destinada à indústria sendo constante deverá ser simplesmente 

adicionada, assim a vazão do trecho b é 760 litros por segundo. 

 

(D)  somente pelo coeficiente de variação horária. A vazão destinada à indústria sendo constante não deverá ser adicionada, 

assim a vazão do trecho b é 770 litros por segundo. 

 

(E)  pelos coeficientes de variação diária e de variação horária.  A vazão destinada à indústria sendo constante não deverá ser 

adicionada, assim a vazão do trecho b é 924 litros por segundo. 

 

 

44.  Considere uma adutora que interliga dois reservatórios distanciados entre si 4 400 m e que possui vazão média de 200 litros por 

segundo. 

 

4400 m

144 m

122 m

 

 

 

Os níveis médios de água nesses reservatórios correspondem às cotas altimétricas de 144 m e 122 m, respectivamente. Para se 
obter o menor diâmetro para a adutora, 

 

(A)  o desnível não deverá ser aproveitado para vencer as forças de atrito. Isto significa atribuir máxima perda de carga no 

escoamento, desta forma, o gradiente hidráulico correspondente à perda de carga unitária é 2 m/km. 

 

(B)  todo o desnível deverá ser aproveitado para vencer as forças de atrito. Isto significa atribuir mínima perda de carga no 

escoamento, desta forma, o gradiente hidráulico correspondente à perda de carga unitária é 200 m/km. 

 

(C)  50% do desnível deverá ser aproveitado para vencer as forças de atrito. Isto significa atribuir mínima perda de carga no 

escoamento, desta forma, o gradiente hidráulico correspondente à perda de carga unitária é 2,5 m/km. 

 

(D)  50% do desnível deverá ser aproveitado para vencer as forças de atrito. Isto significa atribuir 50% da perda de carga no 

escoamento, desta forma, o gradiente hidráulico correspondente à perda de carga unitária é 2,5 m/km. 

 

(E)  todo o desnível deverá ser aproveitado para vencer as forças de atrito. Isto significa atribuir máxima perda de carga no 

escoamento, desta forma, o gradiente hidráulico correspondente à perda de carga unitária é 5 m/km. 

Caderno de Prova ’E05’, Tipo 001

fcc-2015-cnmp-analista-do-cnmp-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

14 

CNMPD-Analista-Eng.Civil-E05

 

45.  Sobre as partes constituintes dos sistemas de esgotos sanitários, as estações elevatórias são 

 

(A)  instalações eletromecânicas destinadas a elevar os esgotos sanitários, com o objetivo de evitar o aprofundamento 

excessivo das canalizações, proporcionar a transposição de sub-bacias, entre outros. 

 

(B)  canalizações rebaixadas que funcionam sob pressão, destinadas à travessia de canais e obstáculos. 

 

(C)  câmaras de inspeção que possibilitam o acesso de funcionários do serviço, bem como a introdução de equipamentos de 

limpeza. 

 

(D)  canalizações que conduzem os esgotos sanitários dos edifícios. 

 

(E)  canalizações principais, de maior diâmetro, que recebem os efluentes de vários coletores de esgotos, conduzindo-os a um 

interceptor e emissário. 

 

 

46.  O consumo anual de um município brasileiro na década de 1980 foi de 365 000 000 m

3

 de água. No dia 1

o

 de janeiro de 1981, 

foi registrado o maior consumo diário anual de 850 000 m

3

. A relação entre o consumo diário máximo e o consumo diário médio, 

no ano de 1981, é 

 

(A) 1,85 
(B) 1,00 
(C) 1,25 
(D) 0,85 
(E) 2,25 

 

 

47.  Um incorporador deseja avaliar um terreno urbano pelo método involutivo. Depois de observar as características do terreno, o 

seu potencial construtivo e as despesas, concluiu que se construísse uma edificação para comercializá-la obteria uma receita 
total de vendas de R$ 3.000.000,00 e as seguintes despesas: R$ 2.000.000,00 com os custos da construção: R$ 240.000,00 
com os custos de financiamento; R$ 60.000,00 com despesas de publicidade e vendas e R$ 150.000,00 com despesas de 
corretagem. Se o lucro pretendido for R$ 275.000,00, o valor do terreno, em reais, será 

 

(A) 550.000,00. 
(B) 275.000,00. 
(C) 435.000,00. 
(D) 354.000,00. 
(E) 137.000,00. 

 

 

48.  Segundo a Lei n

o

 8.666/1993 e alterações posteriores, na execução de obras e serviços, a Administração pública poderá 

estabelecer, no instrumento convocatório da licitação, a exigência de capital mínimo ou de patrimônio líquido mínimo, como dado 
objetivo de comprovação da qualificação econômico-financeira dos licitantes para efeito de garantia ao adimplemento do 
contrato a ser ulteriormente celebrado. O capital mínimo ou o valor do patrimônio líquido não poderá exceder, em relação ao 
valor estimado da contratação, ao percentual de 

 

(A) 7. 
(B) 2. 
(C) 5. 
(D) 10. 
(E) 8. 

 

 

49.  Nas atividades de perícias em Engenharia Civil, a adjudicação compulsória é 

 

(A)  o ato decorrente de decisão judicial sobre lotes compromissados e quitados, em caso de impugnação ou dúvida sobre o 

registro do imóvel loteado. 

 

(B)  a atividade que envolve a tomada de decisão ou posição entre as alternativas tecnicamente controversas ou que decorrem 

de aspectos subjetivos. 

 

(C)  a privação total ou parcial da posse de quaisquer bens alheios, com ou sem violência ou fraude de terceiros. 

 

(D)  a exigência de pena ou castigo por falta de cumprimento de contrato, preceito, ordem ou mandato judicial. 

 

(E)  a perda do direito a uma ação judicial, ou liberação de uma obrigação, por decurso de tempo, sem que seja exercido por 

inércia dos interessados. 

 

 

50.  Considere a composição de insumos para a execução de revestimento de gesso. 

 

REVESTIMENTO COM GESSO 

 Unidade (m

2

Insumo 

unidade 

quantidade  custo unitário (R$)

Gesseiro h 

0,50 

12,00 

Servente h 

0,25 

8,00 

Gesso kg  5,00 

2,00 

 

 

Após análise dessa composição e com o intuito de redução de custos, o empreiteiro obteve um desconto de 18% na compra do 
gesso. Nessas condições, a redução percentual do custo unitário da aplicação do revestimento com gesso é, em %, 

 

(A) 15. 
(B) 12,2. 
(C) 10. 
(D) 17,5. 
(E) 18. 

Caderno de Prova ’E05’, Tipo 001

fcc-2015-cnmp-analista-do-cnmp-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

CNMPD-Analista-Eng.Civil-E05

 

15 

51.  Considere os serviços da reforma de uma residência apresentados na tabela abaixo. 

 

Serviço 

Serviço Precedente Duração (dias)

⎯ 

⎯ 

⎯ 

D A  2 
E B  4 

F B  6 

G D  4 

C e F 

 

 

Para informar ao cliente a duração da reforma, optou-se pela montagem de um cronograma PERT-CPM. A duração mínima para 

a conclusão da reforma indicada pelo planejamento, em dias, é 

 

(A) 11. 
(B) 16. 
(C) 13. 
(D) 18. 
(E) 9. 

 

 

52.  Para que contêineres, com área de piso de 22 m

2

, possam ser instalados em áreas de vivência de canteiro de obras, cada 

módulo deve possuir, pelo menos, duas aberturas que, somadas, tenham área mínima de ventilação natural efetiva, de 

 

(A) 5,50 

m

2

(B) 2,20 

m

2

(C) 3,96 

m

2

(D) 4,40 

m

2

(E) 3,30 

m

2

 

 

53.  Nos canteiros de obras, as instalações móveis destinadas a alojamentos com camas duplas tipo beliche, a altura livre entre uma 

cama e outra é, no mínimo, 

 

(A) 0,90 

m. 

(B) 0,70 

m. 

(C) 0,80 

m. 

(D) 1,00 

m. 

(E) 1,10 

m. 

 

 

54.  O comando LIMITS, disponível no programa AutoCAD, tem como função 

 

(A)  regenerar o desenho, isto é, recalcular todas as entidades matemáticas contidas no desenho. 

 

(B)  definir os limites da área de trabalho. Seu uso é necessário, pois auxilia a regeneração da imagem. 

 

(C)  permitir um deslocamento ajustável do cursor, dependendo ou não da marcação do GRID, isto é, dele ligado ou desligado. 

 

(D)  criar uma malha de pontos imaginárias na tela gráfica. 

 

(E)  travar o cursor no eixo ortogonal, permitindo realizar linhas retas ou executar comando de edição mantendo-os no 

alinhamento. 

 

 

55.  Considere a planilha em Microsoft Excel abaixo: 

 

 

 

 

Para que o cálculo das porcentagens do custo de cada insumo em relação ao custo total (célula E7) seja realizado para os 

demais insumos utilizando a mesma fórmula empregada para o insumo ladrilhista é necessário, para os outros insumos das 

linhas subsequentes, expandir a fórmula 

 

(A) 

=(E3/(SOMA (E3:E6)*100)) 

(B) 

=E3/$E$7*100 

(C) 

=E7/$E$3/100 

(D) 

=(E3/E7)*100 

(E) 

=E3/($E$7*100) 

Caderno de Prova ’E05’, Tipo 001

fcc-2015-cnmp-analista-do-cnmp-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

16 

CNMPD-Analista-Eng.Civil-E05

 

56.  Quanto à forma de registro de serviço profissional no CREA, a ART de substituição refere-se a anotação de responsabilidade 

técnica do 

 

(A)  outro profissional que, vinculada a uma ART individual, substitui os dados anotados nos casos em que houver a 

necessidade de caracterizar a atividade técnica como intelectual e objeto de contrato único. 

 

(B)  mesmo profissional que, vinculada a uma ART de coautoria, substitui os dados anotados nos casos em que houver a 

necessidade de contratos únicos e quando houver a necessidade de corrigir erro de preenchimento de ART de coautoria. 

 

(C)  mesmo profissional que, vinculada a uma ART inicial, substitui os dados anotados nos casos em que houver a 

necessidade de corrigir dados que impliquem a modificação da caracterização do objeto ou da atividade técnica contratada 
ou quando houver a necessidade de corrigir erro de preenchimento de ART. 

 

(D)  mesmo profissional que, vinculada a uma ART de corresponsabilidade, substitui os dados anotados nos casos em que 

houver a necessidade de caracterizar a atividade técnica como executiva, objeto de contrato único e desenvolvida por mais 
de um profissional. 

 

(E)  outro profissional que, vinculada a uma ART de equipe, substitui os dados anotados nos casos em que houver a 

necessidade de corrigir as diversas atividades complementares, que impliquem a modificação da caracterização do objeto 
ou da atividade técnica contratada. 

 

 

57.  No caso de obras públicas, a ART pode ser registrada em até ...... dias após a liberação da ordem de serviço ou após a 

assinatura do contrato ou de documento equivalente, desde que não esteja caracterizado o início da atividade. 

 

 

A lacuna deve ser preenchida corretamente por: 

 

(A) 21. 
(B) 15. 
(C) 10. 
(D) 30. 
(E) 60. 

 

 

58.  As barreiras de sinalização viária tipo 

I

 consistem em 

 

(A)  dispositivo de controle de tráfego auxiliar à sinalização, de uso permanente, utilizado para canalizar ou bloquear total ou 

parcialmente a passagem de veículos ou pedestres, em obras, consistindo em painel de sinalização e respectivo cavalete. 

 

(B)  dispositivo de controle de tráfego auxiliar à sinalização, de uso temporário, utilizado para canalizar ou bloquear total ou 

parcialmente a passagem de veículos ou pedestres, em obras, operação de trânsito ou situações de emergência, 
consistindo em painel de sinalização e respectivo cavalete. 

 

(C)  dispositivo fixo utilizado para bloquear o tráfego em toda a extensão da zona de obras e trabalhos, consistindo em três 

painéis de sinalização. 

 

(D)  elemento de sinalização constituído por substrato e película retrorrefletiva, fixo, utilizado para bloquear o tráfego em toda a 

extensão da zona de obras e trabalhos, consistindo em três painéis de sinalização. 

 

(E)  dispositivo móvel utilizado para delimitar zona de obras e trabalhos, consistindo em um único painel de sinalização. 

 

 

59.  Segundo a resolução CNMP n

o

 81, de 31 de janeiro de 2012, a construção, ampliação ou reforma de edificações do Ministério 

Público da União e dos Estados devem garantir, pelo menos, 

 

(A)  um dos acessos ao seu interior, com comunicação com todas as suas dependências e serviços, livre de barreiras e de 

obstáculos que impeçam ou dificultem o seu acesso. 

 

(B)  dois dos acessos ao seu interior, com comunicação com parte de suas dependências e serviços, livre de barreiras e de 

obstáculos que impeçam ou dificultem o seu acesso. 

 

(C)  um dos acessos ao seu interior, sem necessidade de comunicação com suas dependências e serviços, permitindo apenas 

uma barreira e/ou obstáculo que impeça ou dificulte o seu acesso. 

 

(D)  três dos acessos ao seu interior, com comunicação com parte de suas dependências e serviços, livre de barreiras e de 

obstáculos que impeçam ou dificultem o seu acesso. 

 

(E)  dois dos acessos ao seu interior, sem necessidade de comunicação com suas dependências e serviços, permitindo até no 

máximo três barreiras e/ou obstáculos que impeçam ou dificultem o seu acesso. 

 

 

60.  Segundo a resolução CNMP n

o

 81, de 31 de janeiro de 2012, nos estacionamentos internos e externos das edificações perten-

centes ao Ministério Público serão reservados, pelo menos, ...... do total de vagas para veículos que transportem pessoa com 
deficiência física ou visual, sendo assegurada, no mínimo, uma vaga, em locais próximos à entrada principal ou ao elevador, de 
fácil acesso à circulação de pedestres. 

 
 

A lacuna deve ser preenchida corretamente por 

 

(A) 4%. 
(B) 1%. 
(C) 5%. 
(D) 10%. 
(E) 2%. 

Caderno de Prova ’E05’, Tipo 001

fcc-2015-cnmp-analista-do-cnmp-engenharia-civil-prova.pdf-html.html

 

CNMPD-Analista-Eng.Civil-E05

 

17 

DISCURSIVA-REDAÇÃO 

Atenção:  

Conforme Edital do Concurso, Capítulo X, itens: 
“10.5 Será atribuída nota ZERO à Prova Discursiva-Redação que: a) fugir à modalidade de texto solicitada e/ou ao tema proposto; b) apresentar textos 

sob forma não articulada verbalmente (apenas com desenhos, números e palavras soltas ou em versos) ou qualquer fragmento de texto escrito fora do 

local apropriado; c) for assinada fora do local apropriado; d) apresentar qualquer sinal que, de alguma forma, possibilite a identificação do candidato; e) 

estiver em branco; f) apresentar letra ilegível e/ou incompreensível. 10.6 A folha para rascunho no Caderno de Provas é de preenchimento facultati- 

vo. Em hipótese alguma o rascunho elaborado pelo candidato será considerado na correção da Prova Discursiva-Redação pela banca examinadora. 

10.7 Na Prova Discursiva-Redação, deverão ser rigorosamente observados os limites mínimo de 20 (vinte) linhas e máximo de 30 (trinta) linhas, sob 

pena de perda de pontos a serem atribuídos à Prova Discursiva-Redação. 10.8 A Prova Discursiva-Redação terá caráter eliminatório e classificatório e 

será avaliada na escala de 0 (zero) a 100 (cem), considerando-se habilitado o candidato que nela obtiver nota igual ou superior a 60 (sessenta) pontos.” 

Instruções: 
−  NÃO é necessária a colocação de Título na Prova Discursiva-Redação. 
 

 

 
 
 
 
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em capítulo “Os atos do Estado” (em Sobre o estado: cursos no Collège de France (1989-92)), o sociólogo fran-

cês Pierre Bourdieu refere que analisou a diferença entre um julgamento feito por uma pessoa autorizada e um 
julgamento privado. 

Essa temática sugere reflexões relacionadas, por exemplo, a: quem representa o poder central?; quem vigiará os 

vigilantes legitimados pelo Estado?; que efeitos os diferentes julgamentos provocam no mundo social? 

Redija uma dissertação expondo, de modo claro e coerente, seu ponto de vista sobre o tema. Seus 

argumentos 

− contemplando ou não as reflexões acima, ou, ainda, ampliando-as −, devem ser tratados de maneira a dar 

consistência a seu texto. 

Caderno de Prova ’E05’, Tipo 001