Prova Concurso - Arquitetura - 2016-PREFEITURA-DE-TRINDADE-GO-ARQUITETO - FUNRIO - PREFEITURA - 2016

Prova - Arquitetura - 2016-PREFEITURA-DE-TRINDADE-GO-ARQUITETO - FUNRIO - PREFEITURA - 2016

Detalhes

Profissão: Arquitetura
Cargo: 2016-PREFEITURA-DE-TRINDADE-GO-ARQUITETO
Órgão: PREFEITURA
Banca: FUNRIO
Ano: 2016
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

ARQUITETOEBSERH2018
ESPECIALISTA-PORTUARIO-ARQUITETURAEMAP2018
ARQUITETOPREFEITURA2018

Gabarito

funrio-2016-prefeitura-de-trindade-go-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

 
 

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS NO QUADRO DE 

PESSOAL DA PREFEITURA MUNICIPAL DE TRINDADE-GO 

EDITAL Nº 004/2015 

 

 

GABARITO DEFINITIVO 

CARGO: ARQUITETO 

 

 

21 

 

22 

 

23 

 

24 

 

25 

 

26 

 

27 

 

28 

 

29 

10 

 

30 

11 

 

31 

12 

 

32 

13 

 

33 

14 

 

34 

15 

 

35 

16 

 

36 

D

 

17 

 

37 

18 

 

38 

19 

 

39 

20 

 

40 

 

X = QUESTÃO ANULADA. 

 
 

Prova

funrio-2016-prefeitura-de-trindade-go-arquiteto-prova.pdf-html.html

Prova Objetiva

A

rquiteto

24/04/2016

Prova Discursiva

Concurso Público

Edital nº 004/2015

Boa prova!

Este caderno, com 16 páginas numeradas, contém 16 questões objetivas de Língua Portuguesa, 08 de 
Raciocínio Lógico e 16 de Conhecimentos Específicos, totalizando 40 questões, 

além de 01 questão 

discursiva.

Você está recebendo, também, um Cartão de Respostas e uma Folha de Texto Definitivo.

Não abra o caderno antes de receber autorização.

Instruções

1. Verifique se seu nome, número do documento de identidade, data de nascimento e cargo/opção estão  

corretos no Cartão de Respostas e na Folha de Texto Definitivo. Se houver erro, notifique o fiscal.

2. Assine o Cartão de Respostas com caneta. Além de sua assinatura, da transcrição da frase e da marcação 

das respostas, nada mais deve ser escrito ou registrado no cartão, que não pode ser dobrado, amassado, 
rasurado ou manchado.

3. Ao receber autorização para abrir este caderno, verifique se a impressão, a paginação e a numeração das 

questões estão corretas. Caso observe qualquer erro, notifique o fiscal.

4. Leia com atenção as questões e escolha a alternativa que melhor responde a cada uma delas. Marque sua 

resposta no Cartão de Respostas cobrindo totalmente, com caneta preta ou azul de corpo transparente, o 
espaço que corresponde à letra a ser assinalada.

5. Registre sua resposta à questão discursiva na Folha de Texto Definitivo, que  não poderá ser assinada, 

rubricada, nem conter qualquer palavra ou marca que a identifique.

6. Ao terminar, entregue ao fiscal este caderno, o Cartão de Respostas 

e a Folha de Texto Definitivo.

Informações Gerais

O tempo disponível para fazer as provas é de 3 (três) horas. Nada mais poderá ser registrado após esse tempo.
Será eliminado do concurso o candidato que, durante a prova, utilizar qualquer instrumento de cálculo 
e/ou qualquer meio de obtenção de informações, eletrônicos ou não, tais como calculadoras, agendas, 
computadores, rádios, telefones, receptores, livros e anotações. 

Decorrida 1 (uma) hora de prova, o candidato poderá retirar-se, definitivamente, da sala e do prédio, não 
sendo permitido, nesse momento, sair com quaisquer anotações. O candidato poderá levar o caderno de 
questões somente 15 minutos antes do término da prova.

funrio-2016-prefeitura-de-trindade-go-arquiteto-prova.pdf-html.html

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRINDADE/GO - EDITAL Nº 004/2015

Concurso Público -  Arquiteto

2

De acordo com o texto, a evolução na complexidade das atividades exercidas pelo cérebro humano em relação a outras 
espécies se deve, entre outros, ao seguinte fator:

(A) vontade de dominação de território
(B) especialização na divisão do trabalho
(C) assimilação de determinados nutrientes
(D) convívio com grandes primatas africanos
(E) modificação no desenvolvimento do feto

01

Questão

L

íngua

 P

ortuguesa

C

arboidratos

 

absolvidos

Em algum ponto da história da evolução de nossa espécie “ganhamos” cérebros maiores, capazes de executar atividades 
cada vez mais complexas, decisivas para nos separar de nossos parentes mais próximos, os grandes primatas 
africanos, como chimpanzés e gorilas. Cérebros maiores e mais complexos são custosos do ponto de vista energético,e 
exigiram que nossos antepassados se desdobrassem para encontrar mais alimentos. Durante décadas, defendeu-se que 
ingerir carne (proteína animal) e aprender a cozinhar, graças ao domínio do fogo, foram os grandes responsáveis por esse 
salto quantitativo e qualitativo em nossa busca por mais e melhores “combustíveis” para nosso organismo. Mas outros animais 
também sempre comeram carne e nem por isso conseguiram chegar, do ponto de vista social e cognitivo, aonde chegamos.
Agora, um novo trabalho publicado na revista científica 

Quarterly Review of Biology e noticiado pelo jornal inglês Daily Mail 

aponta mais um responsável pelo sustento de nossa alta complexidade cerebral. Alguém arrisca um palpite? Acertou quem 
apostou nos carboidratos, na forma de amido, presentes em tubérculos como nossa boa e velha batata.
O trabalho, realizado por pesquisadores da Universidade Autônoma de Barcelona, na Espanha, traz alguns dados que reforçam 
a hipótese de os carboidratos terem sido centrais na evolução do cérebro humano. O órgão consome cerca de 25% de nossas 
fontes diárias de energia e 60% da glicose, molécula produzida a partir da digestão dos carboidratos.
A nova teoria sugere que cozinhar vegetais e carnes facilitou nossa evolução, ao permitir que os nutrientes dos alimentos se 
tornassem mais assimiláveis e palatáveis e, também, ao possibilitar a ingestão de maior quantidade em intervalos mais curtos. 
Sobrava, assim, mais tempo para interações sociais. A existência de seis genes relacionados à digestão do carboidrato é outro 
indício de que contamos com adaptações para aproveitar, da melhor maneira possível, os carboidratos. Esses genes produzem 
uma substância que ajuda a quebrar em moléculas menores o amido, chamada amilase. Outros primatas têm apenas dois 
deles. Esses genes adicionais parecem ter surgido no último milhão de anos, tempo que bate com o de nosso crescimento 
cerebral, que ocorreu de 800 mil anos para cá.
Em resumo, disponibilidade de amido na forma de tubérculos, maior expressão dos genes da amilase e habilidade para cozinhar 
tubérculos parecem ter sido fatores que se combinaram para garantir mais glicose para o cérebro. Isso tudo possibilitou 
energia extra para o desenvolvimento fetal, para a lactação e para a sobrevivência da prole, fazendo com que essa adaptação 
fosse transmitida de geração em geração. Curioso pensar que o mesmo carboidrato que possibilitou nossa evolução hoje é 
considerado um dos grandes vilões da obesidade, um problema de saúde pública.

Adaptado de Jairo Bouer

epoca.globo.com

5

10

15

20

O título apresenta uma avaliação explícita e outra implícita.
Essas duas avaliações estão indicadas em:

(A)  ingerir carne (proteína animal) e aprender a cozinhar, graças ao domínio do fogo, foram os grandes responsáveis por esse

salto quantitativo e qualitativo 

 

(l. 5-6)

(B) Mas outros animais também sempre comeram carne e nem por isso conseguiram chegar, do ponto de vista social e cognitivo, 

aonde chegamos. (l. 6-7)

(C) um novo trabalho publicado na revista científica Quarterly Review of Biology e noticiado pelo jornal inglês Daily Mail

aponta mais um responsável pelo sustento de nossa alta complexidade cerebral. (l. 8-9)

(D) Esses genes adicionais parecem ter surgido no último milhão de anos, tempo que bate com o de nosso crescimento

cerebral, que ocorreu de 800 mil anos para cá. (l. 19-20)

(E)  o mesmo carboidrato que possibilitou nossa evolução hoje é considerado um dos grandes vilões da obesidade, um problema 

de saúde pública. (l. 24-25)

02

Questão

QUESTÃO ANULADA

QUESTÃO ANULADA

funrio-2016-prefeitura-de-trindade-go-arquiteto-prova.pdf-html.html

Concurso Público -  Arquiteto 

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRINDADE/GO - EDITAL Nº 004/2015

3

O estilo coloquial, assumido pelo autor do texto, está melhor evidenciado em:

(A) Cérebros maiores e mais complexos são custosos do ponto de vista energético (l. 3)
(B) na forma de amido, presentes em tubérculos como nossa boa e velha batata (l. 10)
(C) O órgão consome cerca de 25% de nossas fontes diárias de energia e 60% da glicose (l. 12-13)
(D) A existência de seis genes relacionados à digestão do carboidrato é outro indício (l. 16-17)
(E) Isso tudo possibilitou energia extra para o desenvolvimento fetal, para a lactação (l. 22-23)

06

Questão

No quarto parágrafo, as ideias se estruturam por meio da seguinte organização:

(A) contradição aparente
(B) argumentação dialética
(C) dilemas em sequência lógica
(D) conceito particular gerador de hipóteses
(E) afirmação geral desdobrada em evidências

07

Questão

L

íngua

 P

ortuguesa

O predomínio da função referencial da linguagem no texto se observa, entre outros aspectos, pelo uso de:

(A) estilo formal
(B) ênfase no assunto tratado
(C) emprego recorrente de ironias
(D) interlocução explícita com o leitor
(E) adoção de metáforas nas explicações

04

Questão

Ao empregar aspas em “ganhamos” o autor teve o objetivo de:

(A) indicar um neologismo
(B) demonstrar citação literal
(C) acentuar o predomínio do tom formal
(D) relativizar o sentido básico da palavra
(E) indicar sentido contrário ao dicionarizado

05

Questão

No segundo parágrafo, a menção a dois periódicos cumpre a função de:

(A) evidenciar a fonte da informação
(B) criticar os cientistas brasileiros
(C) apresentar uma tese contraditória
(D) exemplificar a superioridade humana
(E) refutar argumentos de teorias genéticas

08

Questão

No título, a palavra 

absolvidos indica uma possibilidade de mudança de avaliação em relação aos carboidratos.

Considerando a leitura global do texto, essa mudança pode ser sintetizada em:

(A) do real para o fictício
(B) do verdadeiro para o falso
(C) do negativo para o positivo
(D) do abstrato para o concreto
(E) do científico para o especulativo

03

Questão

QUESTÃO ANULADA

QUESTÃO ANULADA

QUESTÃO ANULADA

QUESTÃO ANULADA

QUESTÃO ANULADA

QUESTÃO ANULADA

funrio-2016-prefeitura-de-trindade-go-arquiteto-prova.pdf-html.html

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRINDADE/GO - EDITAL Nº 004/2015

Concurso Público -  Arquiteto

4

n

ão

 

é

 

a

 

Peça

é

 

o

 

que

 

ela

 

rePresenta

O abaixo-assinado 

Vai ter shortinho sim, feito por alunas de um colégio tradicional, em Porto Alegre, fez verão na mídia do sul 

durante toda a última semana. No manifesto que acompanha a petição − que já conta com mais de 20 mil apoiadores − as 
gurias exigem que algumas regras do vestuário sejam alteradas pela escola. 
No comovente manifesto, meninas entre 13 e 18 anos exigem que a escola se ocupe de ensinar respeito em vez de ditar o que 
elas podem ou não vestir, explicam que regulações acerca da indumentária feminina reforçam a ideia de que assediar é da 
natureza do homem, e pedem que a escola abandone a mentalidade de que cabe às mulheres a prevenção da violência sexual.
“Ao invés de humilhar meninas pelos seus corpos, ensinem os meninos que elas não são objetos sexuais”, diz o manifesto. 
O argumento aqui é simples: abaixo o controle dos corpos das mulheres − controle que, historicamente, se manifesta com 
força na seara das modas. Em 

O Segundo Sexo (1949), Simone de Beauvoir relata como as roupas podem ser ferramentas 

da opressão das mulheres, mas é bom lembrar que o foco da crítica feminista é o machismo, more ele na diferença salarial, 
na pouca representatividade política, em alguma vestimenta específica... ou em sua proibição.
E a proibição, que é exclusiva para as meninas, só existe por causa de uma suposta falta de controle da sexualidade 

masculina. 

O manifesto não é pelo direito de usar uma roupa X, mas pelo direito de usar essa roupa sabendo que a responsabilidade pelo 
que ela supostamente provocaria nos rapazes 

é dos rapazes. 

A confusão acerca dessa petição tem origem na falta de entendimento a respeito do argumento central do feminismo, que é 
a erradicação da opressão das mulheres em todas as suas formas − o que, necessariamente, exige que os homens tomem 
responsabilidade por suas ações ao invés de culpar as mulheres quando eles “perdem o controle”.
Raramente as objeções que fazemos dizem respeito apenas aos objetos que aparecem como foco das nossas demandas. 
Assim, a campanha 

#vaitershortinhosim não é apenas sobre o direito de usar ou não shortinho na escola, mas também serve 

para promover a autonomia corporal de todas nós, e para que os homens sejam educados a respeitá-la.

Adaptado de Joanna Burigo

Revista Carta Capital, 02/03/2016.

5

10

15

De acordo com o ponto de vista assumido pelas alunas, restrições ao vestuário feminino indicam:

(A) imposição necessária
(B) defesa da integridade
(C) cerceamento da autonomia
(D) precaução frente à violência
(E) antecipação do instinto masculino

11

Questão

L

íngua

 P

ortuguesa

A palavra “órgão” é acentuada, porque cumpre um dos critérios para acentuar paroxítonas.
Uma paroxítona, que cumpre outro critério, é:

(A) pública
(B) próximo
(C) tubérculos
(D) energético
(E) assimiláveis

10

Questão

Cérebros maiores e mais complexos são custosos do ponto de vista energético, e exigiram que nossos antepassados se 

desdobrassem para encontrar mais alimentos 

(l. 3-4)

No trecho acima, o conectivo destacado pode ser substituído, mantendo o sentido global da frase, por:

(A) contudo
(B) portanto
(C) tão logo
(D) apesar disso
(E) mesmo assim

09

Questão

QUESTÃO ANULADA

QUESTÃO ANULADA

funrio-2016-prefeitura-de-trindade-go-arquiteto-prova.pdf-html.html

Concurso Público -  Arquiteto 

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRINDADE/GO - EDITAL Nº 004/2015

5

Uma visão preconceituosa sugerida na regulação da indumentária feminina é a de que os homens:

(A) possuem corpos menos atraentes
(B) preocupam-se mais com a estética
(C) são mais racionais que as mulheres
(D) apresentam instinto sexual mais desenvolvido
(E) defendem suas parceiras do assédio frequente

13

Questão

De acordo com as alunas, a escola deve contribuir na promoção do seguinte comportamento:

(A) respeito mútuo
(B) adequação à moda
(C) cultivo das tradições
(D) obediência a horários
(E) preservação dos instintos

14

Questão

Raramente as objeções que fazemos dizem respeito apenas aos objetos que aparecem como foco das nossas demandas.

(l. 18)

A ideia central contida na frase anterior sugere que, para além do uso do shortinho, a demanda das meninas questiona:

(A) o papel das mães na educação dos filhos
(B) o papel exclusivo da mulher na prevenção ao assédio
(C) a impossibilidade do uso da saia por homens na escola
(D) o impedimento de namorar nas dependências da unidade
(E) a ausência de diálogo entre a direção da escola e as meninas

15

Questão

Na oração “ao invés de culpar as mulheres”, a substituição do elemento destacado pelo pronome oblíquo correspondente 
está correta em:

(A) ao invés de culpá-las 
(B) ao invés de culpar-lhe
(C) ao invés de culpar-nas
(D) ao invés de lhes culpar
(E) ao invés de culpar-lhes

16

Questão

L

íngua

 P

ortuguesa

R

aCioCínio

 L

ógiCo

Admita que, em uma determinada cidade, as seguintes premissas são verdadeiras:

• Nenhum professor é sedentário.
• Alguns advogados são sedentários.

Considerando tais premissas, pode-se afirmar que:

(A) nenhum professor é advogado
(B) nenhum advogado é professor 
(C) alguns advogados são professores
(D) alguns professores são advogados 
(E) alguns advogados não são professores

17

Questão

12

Uma palavra do segundo parágrafo que sugere adesão da autora à iniciativa das meninas é:

(A) explicam
(B) prevenção
(C) regulações
(D) comovente
(E) indumentária

Questão

funrio-2016-prefeitura-de-trindade-go-arquiteto-prova.pdf-html.html

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRINDADE/GO - EDITAL Nº 004/2015

Concurso Público -  Arquiteto

6

R

aCioCínio

 L

ógiCo

Considere a seguinte proposição:

Se João estuda, então Marcela chora. 

A negação dessa proposição é logicamente equivalente a:

(A) Se João não estuda então Marcela não chora.
(B)  João não estuda ou Marcela não chora.
(C) João não estuda e Marcela não chora.  
(D) João estuda e Marcela não chora.
(E) João estuda ou Marcela não chora.

18

Questão

20

Questão

Duas figuras planas A e B são semelhantes, e a razão entre as medidas de suas áreas é igual a      .

A razão entre os perímetros dessas duas figuras equivale a:

(A) 

(B)  

(C) 

(D) 

(E) 

1

6

1

3

1

9
1

27

1

81

1

9

A divisão de uma herança entre dois irmãos, no valor de R$ 250.000,00, apresenta uma condição: o valor a ser recebido por 
eles deve ser proporcional à idade de cada um.
Se a idade do mais velho é 30 anos, e ele receberá um total de R$ 150.000,00, a soma dos algarismos que representam a 
idade do irmão mais novo é igual a:

(A) 1
(B) 2
(C) 3
(D) 4
(E) 5

21

Questão

19

Questão

Admita que o número de pessoas com dengue em uma cidade, no mês de janeiro, foi igual a x e, no mês de fevereiro, foi 
igual a y.

Se     = 1,02, o aumento percentual do número de pessoas com dengue nesse bimestre, em relação ao mês de janeiro, 
corresponde a:

(A)     2%
(B)   10% 
(C)   10,2%
(D)   20%
(E) 102%

y
x

funrio-2016-prefeitura-de-trindade-go-arquiteto-prova.pdf-html.html

Concurso Público -  Arquiteto 

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRINDADE/GO - EDITAL Nº 004/2015

7

Admita n pedaços de papel contendo, cada um deles, uma sequência das oito letras da palavra TRINDADE, de modo que as 
três vogais da palavra sempre apareçam juntas.
Veja os seguintes exemplos:

 TRIAENDD       DAEITDNR       TRAEINDD

Se todas as sequências escritas nos n pedaços de papel são distintas entre si, o maior valor possível de n é igual a:

(A)    360
(B)    720
(C) 2160
(D) 3680 
(E) 4540

22

Questão

A tabela abaixo representa o consumo mensal de carne, em kg, de uma família, durante um ano. 

O valor da mediana, em kg, de todo o consumo anual de carne, nesse ano, é igual a:

(A)   6
(B)   7 
(C)   8
(D)   9
(E) 10

23

Questão

Meses

jan

fev

mar

abr

mai

jun

jul

ago

set

out

nov 

dez

Consumo em kg

8

10

5

6

10

9

9

9

6

2

0

6

As dimensões de um terreno retangular são proporcionais a 3 e 4, e a medida de sua diagonal é igual a 50 m.
A área desse terreno, em m

2

, equivale a:

(A)   300
(B)   400 
(C)   800
(D) 1000
(E) 1200

24

Questão

R

aCioCínio

 L

ógiCo

C

onheCimentos

 e

sPeCífiCos

Leia abaixo um trecho de uma das principais obras de Cesare Brandi(1906-1988), arquiteto italiano e um dos principais nomes 
do restauro moderno:

O restauro constitui o momento metodológico de reconhecimento de uma obra de arte, em sua consistência física e em sua 
dupla polaridade estética e histórica, com vistas à sua transmissão ao futuro. O restauro, destinado a desenvolver a unidade 
potencial imanente nos fragmentos, deve desenvolver sugestões implícitas nos próprios fragmentos. Tal intervenção integrativa 
cai naturalmente sobre a instância estética e a instância histórica que, no seu recíproco condicionamento, determinarão o 
momento em que se deverá parar a intervenção, a fim de serem evitados quer uma ofensa estética, quer um falso histórico. 

Cesare Brandi, Teoria Del Restauro, Torino: Einaudi, 2000.

Suponha que o mercado municipal de uma cidade histórica tenha sido atingido por um incêndio, tornando-se irrecuperável.
Segundo as ideias de Brandi, a intervenção adequada para a restauração deste patrimônio, e sua respectiva explicação, seria:

(A) Demolir e substituir por uma nova edificação, considerando a impossibilidade de aproveitamento da ruína.
(B) Recompor exatamente como era antes do incêndio, a partir de pesquisa histórica.
(C) Recuperar a feição original mais antiga da época da sua construção, mesmo que no momento do incêndio apresentasse  

     características diferentes. 
(D) Manter a ruína restante, única forma de manter preservado na memória da população o valor patrimonial.
(E) Restabelecer a unidade potencial do conjunto, considerando ruínas e novos acréscimos, sem apagar os traços da  

     passagem do tempo.

25

Questão

funrio-2016-prefeitura-de-trindade-go-arquiteto-prova.pdf-html.html

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRINDADE/GO - EDITAL Nº 004/2015

Concurso Público -  Arquiteto

8

C

onheCimentos

 e

sPeCífiCos

A alternativa que apresenta uma afirmação 

INCORRETA

 em relação à planta é:

(A) O lote possui um formato irregular.
(B) As casas situadas mais ao norte são geminadas.
(C) Trata-se de uma planta de situação de um condomínio.
(D) Trata-se de um grupamento residencial em terreno plano.
(E) A partir da rua principal há um único acesso com duas ruas internas que se bifurcam.

26

Questão

Considere planta a seguir para responder às questões de números 26 e 27.

Observe, agora, quatro representações sequenciais de cortes dessa mesma planta.

A representação da sequência 

I, II, III e IV refere-se, respectivamente, aos seguintes cortes:

(A) DD – AA – BB – CC
(B) BB – AA – CC – DD
(C) CC – AA – BB – DD
(D) AA – BB – CC – DD
(E) DD – CC – AA – BB

27

Questão

I

II

III

IV

funrio-2016-prefeitura-de-trindade-go-arquiteto-prova.pdf-html.html

Concurso Público -  Arquiteto 

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRINDADE/GO - EDITAL Nº 004/2015

9

C

onheCimentos

 e

sPeCífiCos

Observe a tabela abaixo.

A alternativa que contém um título adequado para essa tabela é:

(A) Organograma de projetos
(B) Cronograma físico-financeiro
(C) Tabela de orçamento de projetos
(D) Organograma de projetos e obras
(E) Cronograma de acompanhamento de projetos e obras

28

Questão

Acessibilidade: condição para utilização com segurança e autonomia, total ou assistida, dos espaços da cidade por pessoas 
portadoras de deficiência ou mobilidade reduzida, é prejudicada por alguns tipos de barreiras.

De acordo com a definição acima, a alternativa que 

NÃO

 apresenta impedimentos à acessibilidade é:

(A) Barreiras no entorno e interior das edificações de uso público e coletivo.
(B) Barreiras urbanísticas existentes nas vias públicas e nos espaços de uso público.
(C) Barreiras políticas que impeçam a livre circulação de pessoas de um país a outro.
(D) Barreiras nos serviços públicos que ´prejudiquem o acesso universal ao transporte coletivo. 
(E) Barreiras nas comunicações e informações que dificultem ou impossibilitem a expressão ou o recebimento de mensagens  

     por intermédio de dispositivos, meios ou sistemas de comunicação.

30

Questão

Tendo em vista a necessidade de elaborar um Plano de Mobilidade integrado ao Plano Diretor de uma cidade brasileira de 
médio porte, foi realizada uma reunião participativa sobre o tema da mobilidade para colher proposta entre os técnicos e a 
população em geral.
Uma propostas que 

NÃO

 está de acordo com a Política Nacional de Mobilidade Urbana nem com a discussão atual sobre 

mobilidade, é: 

(A) Priorizar modos de transportes não motorizados aos motorizados. 
(B) Implantar um projeto de facilitação da caminhabilidade no centro da cidade.
(C) Ampliar a oferta de estacionamentos no centro, desafogando as vias públicas utilizadas para este fim.
(D) Racionalizar o sistema de circulação existente, dando prioridade aos meios de transporte coletivo em detrimento ao  

     transporte individual.
(E) Afinar a política de desenvolvimento urbano, garantindo que as zonas de expansão da cidade sejam áreas já servidas por  

     transporte público.

29

Questão

funrio-2016-prefeitura-de-trindade-go-arquiteto-prova.pdf-html.html

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRINDADE/GO - EDITAL Nº 004/2015

Concurso Público -  Arquiteto

10

Observe, na figura abaixo, o esquema que representa o sistema hidráulico de uma edificação.

A alternativa que melhor descreve esse sistema é:

(A) Sistema Convencional: água de reuso fornecida por rede pública → reservada em caixas d’água no último piso → abastece  

     toda a casa. 
(B) Sistema Cinza: água oriunda da chuva chega ao reservatório subterrâneo por calhas → abastece somente o 

 

      lavatório do banheiro, máquina de lavar roupa e tanque. 
(C) Sistema Convencional: água potável fornecida por rede pública → reservada em uma cisterna subterrânea → bombeada  

     para duas caixas d’água superiores para abastecimento de toda a casa.
(D) Sistema Cinza: água proveniente do esgotamento da casa  → armazenada em um reservatório cinza subterrâneo → tratamento  

     purificador → bombeada para os reservatórios superiores para abastecimento de toda a casa.
(E) Sistema Misto: água potável fornecida para parte da casa por rede pública e outra parte fornecida por água de reuso,  

      oriunda da chuva e de esgotamento de diversos equipamentos → tratamento e reutilização da água de reuso.  

32

Questão

www.acquanova.com.br

O termo “construção seca” se refere a um sistema de construção que pode ser descrito pelas seguintes características:

(A) utilizar barro e madeira existente no próprio entorno
(B) utilizar tijolos ou blocos de concreto assentados com argamassa
(C) ser menos sustentável por conta do desperdício de materiais e maior geração de resíduos
(D) requerer o uso de software próprio, mão-de-obra especializada e implica maior tempo de execução de obra
(E) utilizar sistemas de estrutura com perfis leves de aço ou madeira, recebendo placas para vedação dos ambientes

31

Questão

C

onheCimentos

 e

sPeCífiCos

funrio-2016-prefeitura-de-trindade-go-arquiteto-prova.pdf-html.html

Concurso Público -  Arquiteto 

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRINDADE/GO - EDITAL Nº 004/2015

11

Observe a planta abaixo.

A alternativa que contém uma definição correta para essa planta é: 

(A) Estudo de esgoto/ águas pluviais.
(B) Projeto executivo de esgoto/ águas pluviais.
(C) Projeto complementar de prevenção de incêndios de um conjunto industrial.
(D) Projeto complementar de prevenção de incêndios de um conjunto residencial.
(E) Trecho de projeto executivo de instalações elétricas de um apartamento residencial.

33

Questão

O Brasil é o quarto país mais desigual da América Latina, atrás apenas de Guatemala, Honduras e Colômbia. É o que 
indica o relatório Estado das Cidades da América Latina e do Caribe 2012- Rumo a uma nova transição urbana, divulgado ontem 
pelo Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat). A região tem ainda 11 milhões de 
pessoas vivendo em moradias precárias (um quarto da população).
O relatório internacional divulgado ontem mostra também que um quarto da população da América Latina é pobre, ou 
seja, vive com menos de U$2,00 por dia, conforme critério adotado pela ONU. São 124 milhões de pessoas, das quais 111 
milhões moram em moradias precárias, incluindo favelas. Em 20 anos (1990-2010), aumentou em 5 milhões o número de 
habitantes nos chamados assentamentos precários. 

Felipe Werneck

Adaptado de O Estado de São Paulo, 22/08/2012. http://sao-paulo.estadao.com.br

De acordo com os trechos reproduzidos acima, e considerando o  debate atual sobre habitação e direito a moradia, a alternativa 
cujos conceitos 

NÃO

 estão relacionados diretamente ao conceito de transição urbana é:

(A) Os assentamentos precários  fazem parte  da transição que está acontecendo nas cidades.
(B) Políticas públicas de “desfavelização”, ou remoção de favelas, são idéias obsoletas e não contribuirão para a “nova  

      transição urbana”.
(C) A transição diz respeito a um fenômeno que vem ocorrendo mundialmente em países subdesenvolvidos de diversas  

      partes do mundo,  considerando o crescimento exponencial das áreas informais configurando um “planeta Favela”. 
(D) A transição urbana diz respeito ao surgimento de políticas de provisão habitacional como o programa Minha Casa Minha  

      Vida, que vem revertendo o problema da moradia precária no país, e no futuro serão responsáveis  pela conformação de  

      cidades menos desiguais.
(E) Na primeira metade do século XX  a maior parte da população da América Latina  e Caribe era rural; se a primeira  

      transição diz respeito ao fenômeno da migração da população para os grandes centros urbanos, no século XXI ocorre a  

    segunda transição, de projeção econômica de muitas cidades de porte médio, crescimento exponencial de áreas  

      informais e assentamentos precários nestas áreas.

34

Questão

C

onheCimentos

 e

sPeCífiCos

funrio-2016-prefeitura-de-trindade-go-arquiteto-prova.pdf-html.html

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRINDADE/GO - EDITAL Nº 004/2015

Concurso Público -  Arquiteto

12

ABNT NBR 9050. Dimensionamento de rampas- Tabela 6 ítem 6.6.2.1.

Observe as imagens da sequência abaixo, numeradas de 1 a 5.

As denominações corretas dos elementos da sequência de imagens estão apresentadas em: 

(A) Frontão – Seteira – Fuste – Sacada – Frechal
(B) Arquitrave – Ogiva – Capitel – Muxarabi – Frontão
(C) Frontão – Esquadria – Listel – Balaustre – Cornija
(D) Cornija – Vitral – Capitel – Muxarabi – Arquitrave
(E) Entablamento – Pináculo – Coluna – Púlpito – Arquitrave

35

Questão

2

1

3

4

5

Lima, Cecília Modesto/ Albernaz, Maria Paula- Dicionário ilustrado de arquitetura. São Paulo: ProEditores, 1997-1988.

Para gerar recursos  destinados a implementar programas de habitação social, a Prefeitura de uma cidade da Região 
Metropolitana da capital de um estado brasileiro quer  fazer uso de instrumentos urbanísticos do Estatuto das Cidades na 
revisão de seu Plano Diretor.
Com esse objetivo, pretende usar o instrumento que possibilita o aumento do coeficiente básico de aproveitamento 
mediante contrapartida, denominado:

(A) Outorga Onerosa
(B) Direito de Preempção
(C) Operação Urbana Consorciada
(D) Zona de Especial Interesse Social
(E) Transferência do Direito de Construir

37

Questão

Observe a tabela de norma ABNT NBR 9050 para a construção de rampas de acesso.

Admita uma escola cujo acesso principal esteja situado a 1,40 metros do nível da rua. Para tornar a escola acessível, de 
acordo com a norma da ABNT, foi projetada uma rampa de acesso.
Sendo projetada com um único segmento, o comprimento dessa rampa, em metros, deverá ser igual a: 

(A)   3
(B) 14
(C) 15
(D) 28
(E) 30

36

Questão

Inclinação admissível em 

cada segmento de rampa (

i )

Desníveis máximos de cada 

segmento de rampa (

H )

Número máximo de 

segmento de rampas

5,00% (1:20)

1,50 m

sem limite

5,00% (1:20) < 

i ≤ 6,25% (1:16)

1,00 m

sem limite

6,25% (1:16) < 

i ≤ 8,33% (1:12)

0,80 m

15

Dimensionamento de rampas

C

onheCimentos

 e

sPeCífiCos

funrio-2016-prefeitura-de-trindade-go-arquiteto-prova.pdf-html.html

Concurso Público -  Arquiteto 

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRINDADE/GO - EDITAL Nº 004/2015

13

Lei Complementar 008/2008- Plano Diretor do Município de Trindade.

Observe, abaixo, o Anexo II do Plano Diretor do Município de Trindade.

Com base na tabela e na legislação urbanística da cidade, a alternativa que 

NÃO

 representa uma conclusão coerente dos 

índices apresentados é:

(A) A coluna Taxa de de Aproveitamento mostra a relação entre a área total edificada e a área do lote. 
(B) A coluna Taxa de Permeabilidade mostra a relação entre a área permeável do solo e a área total do lote.
(C) As zonas de Desenvolvimento Econômico são áreas  que no futuro serão mais adensadas, com a proliferação de prédios  

     de gabarito alto, de 5 a 10 andares.
(E) As zonas de Consolidação Urbana são locais que dispõem de infraestrutura e equipamentos urbanos; apesar  disso, o  

        adensamento não está sendo incentivado.
(D) As zonas de Adensamento Controlado correspondem ao centro histórico da cidade, onde não se pretende adensar nem  

     aumentar os conflitos viários, mas sim preservar o patrimômio histórico e paisagístico do local.

40

Questão

Macrozonas

Taxa de Aproveitamento

Taxa de Ocupação

Taxa de Permeabilidade

Adensamento controlado

0,7

0,7

0,2

Consolidação urbana

0,7

0,7

0,2

Estruturação urbana

1

1

0,2

Desenvolvimento econômico

1,5

0,7

0,3

De acordo com o vocabulário arquitetônico brasileiro, a definição que 

NÃO

 se aplica ao termo “empena” é:

(A) Linha que demarca o limite de um lote em relação ao seu vizinho.
(B) Nas tesouras de telhado, viga inclinada que une o frechal à cumeeira.
(C) Ondulações nas superfícies de paredes ou muros provocadas por deformação involuntária.
(D) Em prédio com telhado de duas águas, cada uma das paredes que possuem um vértice onde se apóia a cumeeira.
(E) Parede lateral de um edifício, particularmente quando construída na divisa do lote, impossibilitada de possuir aberturas 

     para vãos de portas e janelas.

39

Questão

Observe a planilha orçamentária abaixo.

A alternativa que apresenta uma interpretação correta dessa planilha é:

(A) Não foi prevista pavimentação asfáltica.
(B) Trata-se da urbanização de um parque infantil.
(C) A sinalização viária está contemplada no projeto.
(D) Os quantitativos discriminados na planilha referem-se ao projeto da Prancha VLSPB-UR02/09.
(E) A coluna “

CÓDIGO

” refere-se à representação do código de barras do produto específicado.

38

Questão

C

onheCimentos

 e

sPeCífiCos

funrio-2016-prefeitura-de-trindade-go-arquiteto-prova.pdf-html.html

Questão discursiva

Leia atentamente dois trechos de “Desafios da construção sustentável”, de Vanderley M. John.

“O Brasil é um dos países do mundo com maior percentual de uso de energias renováveis. No entanto, a parcela renovável 
veio diminuindo até 2010. Conforme o planejamento do governo, diferentemente da maioria dos países do mundo, o país 
não deverá ter uma melhora na sua matriz até o ano 2030. O consumo 

per capita é próximo da média mundial, cerca de 

cinco vezes inferior ao norte-americano, mas está em crescimento acentuado. Finalmente, o investimento na geração de 
energia é elevado, sendo planejado um investimento superior a US$ 800 bilhões entre 2005 e 2030.
“A operação do ambiente construído brasileiro foi responsável por 44% do consumo de energia elétrica em 2007 (ANEEL, 
2008), e existe a tendência de aumento desta participação. Por outro lado, variáveis do projeto dos edifícios podem 
significar importantes economias do consumo e redução de impactos associados à geração da energia. A economia 
de energia em edifícios, mesmo que seja renovável, implica significativos ganhos ambientais e economia de recursos.”

In: Boas práticas para habitação mais sustentável / coordenadores Vanderley Moacyr John, Racine Tadeu Araújo Prado. 

São Paulo : Páginas & Letras - Editora e Gráfica, 2010

Com base nos trechos apresentados e em seus conhecimentos,  redija um texto no qual estejam descritas três práticas que 
arquitetos e urbanistas podem adotar em seus projetos visando edificações com maior eficiência energética.
De acordo com o Edital do concurso, você deverá escrever no mínimo 15 linhas e no máximo 20 linhas, com letra legível, 
utilizando a norma-padrão da língua.

C

onheCimentos

 e

sPeCífiCos

funrio-2016-prefeitura-de-trindade-go-arquiteto-prova.pdf-html.html

Concurso Público -  Arquiteto 

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRINDADE/GO - EDITAL Nº 004/2015

15

r

asCunho

funrio-2016-prefeitura-de-trindade-go-arquiteto-prova.pdf-html.html