Prova Concurso - Arquitetura - ACESSO-2017-CODEMAR-ARQUITETO - INSTITUTO - ACESSO - 2017

Prova - Arquitetura - ACESSO-2017-CODEMAR-ARQUITETO - INSTITUTO - ACESSO - 2017

Detalhes

Profissão: Arquitetura
Cargo: ACESSO-2017-CODEMAR-ARQUITETO
Órgão: ACESSO
Banca: INSTITUTO
Ano: 2017
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

ARQUITETOEBSERH2018
ESPECIALISTA-PORTUARIO-ARQUITETURAEMAP2018
ARQUITETOPREFEITURA2018

Gabarito

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

ARQUITETO

Unidade:

SALA 

EXTRA

Candidato: __________________

RG: ______________ 

ASS:_________________________________

---  A

B C

D

E

----

A

B C

D

E

01

26

02

27

03

28

04

29

05

30

06

31

07

32

08

33

09

34

10

35

11

36

12

37

13

38

14

39

15

40

16

41

17

42

18

43

19

44

20

45

21

46

22

47

23

48

24

49

25

50

999999

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html
instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

1. Você recebeu do fiscal o seguinte material:

a) Caderno com enunciado das questões objetivas divididas em seções.
b) Uma folha de respostas, destinada às respostas das questões objetivas, que deve ser entregue ao fiscal no 
término da prova.

2. É responsabilidade do candidato a conferência da identificação do caderno de prova e do cartão resposta. Caso 
não sejam compatíveis, notifique imediatamente o chefe de local.

3. Verifique se o material de prova está em ordem, se a sequência de questões está correta e se o número de 
questões confere com o edital. Caso contrário, notifique imediatamente o fiscal.

4. Tenha muito cuidado com a Folha de Respostas para não dobrar, amassar ou manchar. A folha somente poderá 
ser substituída caso esteja danificada, em suas margens superior ou inferior, a barra de reconhecimento para 
leitura.

5. Para cada uma das questões objetivas são apresentadas 5 (cinco) alternativas classificadas com as letras (A), 
(B), (C), (D) e (E); apenas uma responde corretamente à questão proposta. Você deve assinalar, apenas uma 
resposta.

6. A marcação de nenhuma ou mais de uma alternativa, e, ainda, rasura de qualquer natureza (borracha, corretivo, 
etc.), anula a questão, mesmo que uma das respostas seja a correta.

7. Na Folha de Respostas, a marcação das letras correspondentes às respostas certas deve ser feita cobrindo todo 
o espaço compreendido pelo retângulo pertinente à alternativa, usando caneta esferográfica de tinta preta ou azul, 
de forma contínua e densa.

8. A leitora é sensível a marcas escuras, portanto, preencha os campos de marcação completamente, procurando 
deixar o menor espaço em branco possível dentro do retângulo, sem invadir os limites dos retângulos ao lado.

9. Os rascunhos e as marcações assinaladas no Caderno de Questões não serão considerados.

10. O candidato deverá preencher todo o campo de marcação da resposta com caneta esferográfica transparente 
de tinta azul ou preta.

11. Serão de inteira responsabilidade do candidato os prejuízos advindos de marcações feitas incorretamente no 
cartão de respostas.

12. Serão consideradas marcações incorretas, e, consequentemente, será atribuída nota zero à questão, as 
marcações do tipo: dupla marcação, marcação rasurada, marcação emendada e campo de marcação não 
preenchido integralmente; 

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

PORTUGUÊS

Texto I

Déficit de atenção

Será que eu me tornei um sintoma da minha época ou essa é uma indisposição que só diz respeito a mim?

Seja como for, tenho achado cada vez mais difícil ler. Neste ano li menos livros do que no ano passado; no ano 
passado, li menos que no anterior; no ano anterior, menos que no ano que vinha antes. Todo mundo conhece o 
fenômeno do bloqueio criativo, a angústia do escritor diante da página em branco -– eu, porém, fui acometido por 
um bloqueio de leitor. Trata-se de um problema que se manifesta de forma gradativa, de diferentes maneiras, nas 
mais variadas circunstâncias. Numa viagem recente às Bahamas, por exemplo, eu decidi que devia fazer um 
esforço para deixar de lado a leitura porque, afinal, pode-se ler um livro em qualquer lugar, mas aquele talvez fosse 
um dos poucos momentos em que eu teria a oportunidade de ver um mar tão turquesa, uma areia tão rosada. De 
maneira um pouco grandiloquente e pomposa, batizei essa minha condição de síndrome de Mir, a estação espacial 
russa: um cosmonauta que passou por lá declarou não ter lido uma única página do livro que levara na bagagem 
porque se deu conta de que aproveitaria melhor o seu tempo livre se simplesmente olhasse pela janela. 

Muitas vezes acontece de eu estar com preguiça de ler, preferindo ver tevê. Ocorre também, com mais frequência, 
que eu me sinta autoconsciente diante da página. Ler nunca me pareceu algo trabalhoso – ao contrário de escrever 
–, de modo que, quando sinto que deveria estar trabalhando, associo essa obrigação à escrita. Pelo menos em 
teoria, quando não estou escrevendo estou livre para ler, mas nessas horas sinto uma culpa vaga, e no fim das 
contas, em vez de escrever (trabalhar) ou ler (relaxar), acabo não fazendo nem uma coisa nem outra: fico 
zanzando à toa, reorganizando os livros. Ou seja, não faço nada. (...)

Retirado de: DYER, Geoff. Déficit de atenção. Revista Piauí, n. 128. Editora Abril, 2017. p. 60.

EXTRA

1) “Todo mundo conhece o fenômeno do bloqueio criativo, a angústia do escritor diante da página em branco -– eu, 
porém, fui acometido por um bloqueio de leitor.”

Considerando o contexto, a locução destacada acima equivale a:

a) a propósito.

b) ainda.

c) todavia.

d) por isso.

e) nesse sentido.

EXTRA

2) Todos os verbos estão no pretérito, exceto:

a) “... um cosmonauta que passou por lá declarou não ter lido uma única página do livro que levara na bagagem”(...)

b) “... mas aquele talvez fosse um dos poucos momentos em que eu teria a oportunidade de ver um mar tão 
turquesa, uma areia tão rosada.”

c) “... porque se deu conta de que aproveitaria melhor o seu tempo livre se simplesmente olhasse pela 
janela.”

d) “Seja como for, tenho achado cada vez mais difícil ler.”

e) “Neste ano li menos livros do que no ano passado”(...)

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

EXTRA

3) Nos trechos abaixo, retirados do Texto I, há alguns elementos que estabelecem relações anafóricas com termos 
anteriores. Entre os elementos destacados, aquele que não se refere a um termo anterior é:

a) “Neste ano li menos livros do que no ano passado; no ano passado, li menos que no anterior”(...)

b) (...)“um cosmonauta que passou por lá declarou não ter lido uma única página do livro que levara na 
bagagem”(...)

c) Será que eu me tornei um sintoma da minha época ou essa é uma indisposição que só diz respeito a mim?

d) “De maneira um pouco grandiloquente e pomposa, batizei essa minha condição de síndrome de Mir”(...)

e) “Trata-se de um problema que se manifesta de forma gradativa, de diferentes maneiras, nas mais variadas 
circunstâncias.”

EXTRA

4) Observe as frases abaixo e marque a opção correta.

I - Havia mais pessoas na loja.

II - Ela falou mais.

III - A moça estava mais bonita.

a) Em todas as frases, a palavra “mais” pertence à mesma classe gramatical.

b) Nas três frases, a ideia é de quantidade indefinida.

c) Nas frases I e II, a palavra “mais” pertence à mesma classe gramatical.

d) d) Na frase III, o vocábulo “mais” é adjetivo.

e) Na frase II, o vocábulo “mais” é advérbio e, na frase I, é pronome adjetivo indefinido.

EXTRA

5) Todas as palavras abaixo foram acentuadas com base na mesma regra, exceto em:

a) véu, pastéis, constrói.

b) veículo, saúde, íamos.

c) baú, saída, Havaí.

d) hífen, caráter, néctar.

e) Marabá, Pará, você

EXTRA

6) As normas de concordância verbal estão plenamente observadas na frase:

a) Sempre haverão bons homens.

b) Cantar as músicas de Roberto Carlos implicam grande esforço.

c) Tratam-se de meninos responsáveis.

d) A menina comprou uma blusa cuja manga está furada.

e) Fazem dez anos que nos casamos.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

Texto II:

Que rostos mais coalhados, nossos rostos adolescentes em volta daquela mesa: o pai à cabeceira, o relógio de 
parede às suas costas, cada palavra sua ponderada pelo pêndulo, e nada naqueles tempos nos distraindo tanto 
como os sinos graves marcando as horas: “O tempo é o maior tesouro de que o homem pode dispor; embora 
inconsumível, o tempo é o nosso melhor alimento; sem medida que o conheça, o tempo é contudo nosso bem de 
maior grandeza: não tem começo; não tem fim; é um ponto exótico que não pode ser repartido, podendo entretanto 
prover igualmente a todo mundo; onipresente, o tempo está em tudo; existe tempo, por exemplo, nesta mesa 
antiga: existiu primeiro uma terra propícia, existiu depois uma árvore secular feita de anos sossegados, e existiu 
finalmente uma prancha nodosa e dura trabalhada pelas mãos de um artesão dia após dia; existe tempo na cadeira 
onde nos sentamos, nos outros móveis da família, nas paredes da nossa casa, na água que bebemos, na terra que 
fecunda, na semente que germina, nos frutos que colhemos, no pão em cima da mesa, na massa fértil dos nossos 
corpos na luz que nos ilumina, nas coisas que nos passam pela cabeça, no pó que dissemina, assim como em tudo 
que nos rodeia; rico não é o homem que coleciona e se pesa no amontoado de moedas, e nem aquele, devasso, 
que se estende, mãos e braços, em terras largas; rico só é o homem que aprendeu, piedoso e humilde, a conviver 
com o tempo, aproximando-se dele com ternura, não contrariando suas disposições, não se rebelando contra o seu 
curso, não irritando sua corrente, estando atento para o seu fluxo, brindando-o antes com sabedoria para receber 
dele os favores e não a sua ira; o equilíbrio da vida depende essencialmente deste bem supremo, e quem souber 
com acerto a quantidade de vagar, ou a de espera, que se deve pôr nas coisas, não corre nunca o risco, ao buscar 
por elas, de defrontar-se com o que não é (...)

NASSAR, Raduan. Obra completa. 1. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2016.

EXTRA

7) ”Que rostos mais coalhados, nossos rostos adolescentes em volta daquela mesa: o pai à cabeceira, o relógio de 
parede às suas costas, cada palavra sua ponderada pelo pêndulo, e nada naqueles tempos nos distraindo tanto 
como os sinos graves marcando as horas...”

 Quanto à tipologia textual, o trecho acima, retirado do texto II, é predominantemente:

a) Descritivo

b) Narrativo.

c) Dissertativo.

d) Injuntivo.

e) Expositivo.

EXTRA

8) Observe as frases abaixo e marque a alternativa correta.

I - (...) “embora inconsumível, o tempo é o nosso melhor alimento”(...)

II - (...) “o tempo é contudo nosso bem de maior grandeza”(...)

III - (...) “o equilíbrio da vida depende essencialmente deste bem supremo”(...)

a) Nas frases I e II, as palavras destacadas foram formadas por derivação parassintética.

b) Na frase II, a palavra em destaca foi formada por composição.

c) Nas frases I e III, as palavras destacadas foram formadas por derivação prefixal.

d) Nas frases II e III, as palavras destacadas foram formadas com o acréscimo de um sufixo a um adjetivo.

e) Na frase I, o termo em destaque foi formado por derivação parassintética, e na frase II por derivação prefixal.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

RACIOCÍNIO LÓGICO

EXTRA

9) “Se o Flamengo Ganhou, então ele é campeão.”

 Logo, podemos afirmar que:

a) O Flamengo ganhou.

b) O Flamengo é campeão.

c) Se o Flamengo não é campeão, ele não ganhou.

d) Se o Flamengo não ganhou, então ele não é campeão.

e) Se o Flamengo é campeão, então ele ganhou.

EXTRA

10) Um palestrante afirmou:

“ Todo político brasileiro é corrupto.”

Para se negar tal afirmação, qual dos questionamentos abaixo expressaria de maneira correta a negação?

a) Algum político brasileiro não é corrupto?

b) Qualquer político brasileiro não é corrupto?

c) Existe político que não é brasileiro e não é corrupto?

d) Político brasileiro é corrupto?

e) Nenhuma das respostas anteriores.

EXTRA

11) Marque a sentença que representa uma tautologia:

a) Se Henrique é moreno, então Henrique é moreno ou Jonatas é loiro.

b) Se Henrique é moreno, então Henrique é moreno e Jonatas é loiro.

c) Se Henrique é moreno ou Jonatas é loiro, então Jonatas é loiro.

d) Se Henrique é moreno ou Jonatas é loiro, então Henrique é moreno e Jonatas é loiro.

e) Se Henrique é moreno ou não é moreno, então Jonatas é loiro.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

EXTRA

12) Em uma escola foi realizada uma pesquisa sobre torcedores mirins de futebol.

Concluiu-se que:

I – 382 alunos disseram que torcem para o Flamengo;

II – 184 alunos disseram que torcem para o Vasco;

III – 97 alunos disseram que torcem para o Fluminense;

IV – 103 alunos disseram que torcem para o Flamengo e para o Vasco.

 Qual o total de alunos que foram entrevistados?

a) 766 alunos

b) 663 alunos

c) 560 alunos

d) 103 alunos

e) 279 alunos

EXTRA

13) A empresa NETFLIX encomendou uma pesquisa com 2.000 pessoas para descobrir qual o tipo de filme favorito 
entre as três modalidades a seguir: Romance (R); Ação (A) e Ficção (F), cujo o resultado foi expresso pela tabela 
abaixo:

FILMES

R

A

F

R e A

R e F

A e F

R, A e F

Nenhum

PESSOAS

350

1.100

1.002

180

140

720

90

x

 Com base na tabela acima, podemos afirmar que o número de pessoas que não assiste nenhuma das 
modalidades nenhuma das modalidades pesquisadas é:

a) 1502

b) 290

c) 82

d) 3582

e) 498

EXTRA

- QUESTÃO ANULADA - 

14) Numa corrida de carros temos 7 pilotos de diversas nacionalidades: 3 alemães; 1 

japonês; 1 inglês; 2 brasileiros.

Considerando que todos possuem iguais condições de subirem no pódio, qual a probabilidade de pelo menos 1 
brasileiro estar no pódio?

a) 49,56%

b) 64,28%

c) 61,99%

d) 76,88%

e) 56,19%

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

EXTRA

15) No lançamento de 2 dados, qual será a probabilidade de obtermos uma soma igual a 10?

a) 50%

b) 30%

c) 8,33%

d) 33,33%

e) 10,15%

EXTRA

16) Qual o número total de possibilidades do resultado no lançamento de 7 moedas?

a) 146

b) 128

c) 199

d) 108

e) 158

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

INFORMÁTICA

EXTRA

17) PowerPoint 2010 é um aplicativo visual e gráfico, usado principalmente para criar apresentações. Com o 
PowerPoint, você pode criar, exibir e apresentar apresentações de slides que combinam texto, formas, imagens, 
gráficos, animação, gráficos e vídeos.

 Assinale a alternativa que corresponde a uma característica do Slide Mestre:

a) Todas as alterações do slide poderão ser feitas somente slide a slide.

b) Não permite que seja inserido gráfico no slide.

c) Permite que todos os slides contenham a mesma fonte e imagens, como logotipos, fazendo alterações 
em um só lugar. 

d) Não permite que mais de um usuário realize alteração.

e) Slide Mestre não permite nenhum tipo de alteração.

EXTRA

18) Assinale as alternativas que representam periféricos de comunicação de um computador:

a) Monitores e Caixas de som

b) Gravador de CD eZipdrive

c) Placa de Rede e Modem ADSL

d) CD, placa controladora e Modem

e) Zip Drive, CD, placa Mãe

EXTRA

19) As fórmulas do MS Excel são essenciais na criação de planilhas eletrônicas.

 Assinale a alternativa que apresenta a fórmula utilizada no MS Excel para localizar algo em linhas de uma tabela 
ou de um intervalo.

a) =SOMA()

b) =BD()

c) =MEDIA()

d) =PROCV()

e) =PGTO()

EXTRA

20) Dispositivo de armazenamento é um dispositivo capaz de armazenar informações (dados) para posterior 
consulta ou uso. Essa gravação de dados pode ser feita praticamente usando qualquer forma de energia, desde 
força manual humana, como na escrita, passando por vibrações acústicas em gravações fonográficas, até 
modulação de energia eletromagnética em fitas magnéticas e discos ópticos.

Assinale a alternativa que corresponde a um dispositivo de armazenamento  por meios eletrônicos SSDs:

a) Disco Rígido

b) CD

c) Pen Drive

d) Disquete

e) DVD

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

CONHECIMENTO ESPECÍFICO

EXTRA

21) A Zona Residencial (ZR) é considerada uma zona urbana ou de expansão urbana, onde a utilização do solo ou 
o seu parcelamento se destina ao uso predominantemente residencial, podendo coexistir com os usos recreacional 
e institucional, desde que compatíveis com o uso residencial previsto.

 De acordo com a Lei nº 2272, de 14 de novembro de 2008, ficaram estabelecidas categorias de ZRs, dando um 
total de:

a) quatro.

b) seis.

c) cinco.

d) três.

e) sete.

EXTRA

22) O plano diretor tem como objetivo orientar as ações do poder público visando compatibilizar os interesses 
coletivos e garantir de forma mais justa os benefícios da urbanização. O plano diretor é obrigatório para cidades a 
partir de quantos habitantes?

a) Vinte e cinco mil.

b) Trinta mil.

c) Quinze mil.

d) Vinte mil.

e) Dez mil.

EXTRA

23) É fundamental estar ciente das leis ambientais para não pagar as penas pertinentes. Entre as afirmativas 
abaixo, quais se enquadram na advertência acima mencionada:

I – Alterar o aspecto ou estrutura de edificação ou local especialmente protegido por lei, ato administrativo ou 
decisão judicial, em razão de seu valor paisagístico, ecológico, turístico, artístico, histórico, cultural, religioso, 
arqueológico, etnográfico ou monumental, sem autorização da autoridade competente ou em desacordo com a 
concedida.

II - Promover construção em solo não edificável, ou no seu entorno, assim considerado em razão de seu valor 
paisagístico, ecológico, artístico, turístico, histórico, cultural, religioso, arqueológico, etnográfico ou monumental, 
sem autorização da autoridade competente ou em desacordo com a concedida.

III - Pichar ou por outro meio conspurcar edificação ou monumento urbano.

a) I e III são falsas.

b) I e II são verdadeiras.

c) II e III são verdadeiras.

d) I e III são verdadeiras.

e) Todas são verdadeiras.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

EXTRA

24) De acordo com a NBR 6492, marque a alternativa correta:

a) Projeto executivo – É um projeto como um todo, contendo, além do projeto de arquitetura, as informações 
necessárias dos projetos complementares, tais como movimento de terra, arruamento, redes hidráulica, elétrica e 
de drenagem, entre outros.

b) Estudo Preliminar – Estudo da viabilidade de um programa e do partido arquitetônico a ser adotado para 
sua apreciação e aprovação pelo cliente. Pode servir à consulta prévia para aprovação em órgãos 
governamentais.

c) Estudo Preliminar – Compreende o partido arquitetônico como um todo, em seus múltiplos aspectos. Pode 
conter informações específicas em função do tipo e do porte do programa, assim como para finalidade a que se 
destina.

d) Projeto de Situação – Apresenta de forma clara e organizada todas as informações necessárias à execução da 
obra e todos os serviços inerentes.

e) Projeto executivo – Definição do partido arquitetônico e dos elementos construtivos, considerando os projetos 
complementares (estruturas, instalações etc.). Nesta etapa, o projeto deve receber aprovação final do cliente e dos 
órgãos oficiais envolvidos e possibilitar a contratação da obra.

EXTRA

25) Ana está fazendo um projeto de elétrica para uma cliente, e precisa distribuir os pontos de tomadas na sala, 
quarto, banheiro, cozinha e varanda. Ela pesquisou sites aleatórios e chegou à seguinte conclusão:

I – Em banheiros, deve ser previsto no mínimo um ponto de tomada, próximo ao lavatório.

II – Em cozinhas, deve ser previsto um ponto de tomada para cada 4,5m, ou fração de perímetro.

III – Em varandas, devem ser previstos pelo menos dois pontos.

IV – Em salas e dormitórios deve ser previsto pelo menos um ponto de tomada para cada 5m, ou fração de 
perímetro.

De acordo com a NBR 5410, quais afirmações estão corretas?

a) I, II e IV.

b) II e III.

c) I e IV.

d) II e IV.

e) Todas.

EXTRA

26) Qual seria a potência mínima para dimensionar os pontos de tomadas nos dormitórios de um apartamento?

a) 110 VA

b) 600 VA

c) 500 VA

d) 100 VA

e) 200 VA

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

EXTRA

27) Fábio contratou um pedreiro para fazer no quintal um reservatório inferior com capacidade aproximada de 
5.000 l. Dias se passaram e Fábio observou que a água não estava limpa. A água de chuva e a água de limpeza 
do quintal conseguiam passar pela tampa de ferro fundido. Tal situação ocorreu porque na hora da execução não 
foi tomada a seguinte medida:

a) Colocar uma tampa de ferro que faça a vedação por completo.

b) Fazer a cisterna em um nível mais alto que o piso.

c) Fazer um rebordo com altura mínima de 100 mm.

d) Colocar algum tipo de proteção na tampa.

e) Nenhuma das opções acima.

EXTRA

28) Para a elaboração de um projeto de paisagismo é importante levar em conta algumas recomendações. Marque 
a alternativa que não se enquadra nas recomendações.

a) No caso de existência de vegetação significativa no local, seja por porte ou por espécie, esta deve ser 
incorporada ao projeto.

b) A vistoria da área e o levantamento da vegetação existente devem preceder o projeto de paisagismo.

c) O projeto deve atender a legislações do órgão municipal responsável e/ou da Secretaria Municipal de Meio 
Ambiente.

d) Não é necessário seguir os critérios de preservação ambiental ao fazer correções de solo, quando 
necessárias.

e) O projeto de paisagismo deve aproveitar a topografia natural do terreno com a implantação de equipamentos 
adequados.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

EXTRA

- QUESTÃO ANULADA - 

29) Recomenda-se que as correções de solo, quando necessárias, sejam realizadas 

conforme critérios de preservação ambiental.

De acordo com apostila “Manual de paisagismo” da CDHU – Companhia de desenvolvimento habitacional e urbano.

http://www.cdhu.sp.gov.br/download/manuais-e-cadernos/manual-de-paisagismo.pdf

a) I, II e V.

b) I e II.

c) II, III e IV.

d) III e V.

e) III e IV.

EXTRA

30) A planta de layout na arquitetura é muito utilizada junto com a planta baixa do empreendimento, tendo algumas 
características diferentes, como o dimensionamento real do espaço. Assinale a alternativa que não se enquadra na 
planta de layout.

a) É necessário saber as dimensões dos móveis que serão usados como decoração, visando ao conforto para o 
cliente.

b) É preciso saber as medidas das portas, janelas ou outros tipos de vãos, se houver.

c) O fluxo e a circulação são analisados como forma ergonômica.

d) As posições de tomadas, interruptores, pontos de antena e internet são essenciais.

e) As medidas e quantidade dos móveis não são importantes.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

EXTRA

31) De acordo com o Decreto nº 47 de fevereiro de 2013, em toda contratação direta, seja por dispensa, seja por 
inexigibilidade, existem algumas exigências, exceto:

a) Razão da escolha do fornecedor ou executante.

b) Prova de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) ou no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas.

c) Memória de cálculo.

d) Certidão Negativa de débitos trabalhistas.

e) Memorial descritivo. 

EXTRA

32) Uma das atribuições do município é estabelecer normas de edificações, loteamento de arruamento e 
zoneamento urbano e rural, bem como as limitações urbanísticas convenientes à ordenação do seu território.

 As normas de loteamento referentes à atribuição citada acima deverão exigir reserva de áreas destinadas a:

I – Zonas verdes e demais logradouros públicos.

II – Vias de tráfego e de passagem de canalizações públicas, de esgotos e de águas pluviais nos fundos dos vales.

II - Passagem de canalizações públicas de esgotos e de águas pluviais, com largura mínima de dois metros nos 
fundos de lotes, cujo desnível seja superior a um metro da frente ao fundo.

Sobre as afirmativas:

a) Todas são falsas.

b) I e II são verdadeiras.

c) I e III são verdadeiras.

d) II e III são falsas.

e) Todas são verdadeiras.

EXTRA

33) Os termos “caixa de inspeção", “sprinkler” e “aquecedor de água”, referem-se, respectivamente, a projetos de:

a) Instalações hidrossanitárias, combate a incêndio, e gás.

b) Instalações de combate a incêndio, gás e hidrossanitárias.

c) Instalação de gás, combate a incêndio, e hidrossanitárias.

d) Instalações hidrossanitárias, gás e combate a incêndio.

e) Instalações de gás, hidrossanitárias e combate a incêndio.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

EXTRA

34) As maquetes são um instrumento para dar três dimensões a uma ideia. Assim como os tipos diferentes de 
projetos, diferentes tipos de maquetes são usados em cada etapa do projeto para esclarecer um conceito ou uma 
ideia particular. Analise as afirmativas:

I – É preciso considerar questões importantes, como a escala e materiais a serem usados.

II – As maquetes urbanas possibilitam entender o terreno no contexto do seu entorno. Nelas é essencial mostrar os 
detalhes.

III – As maquetes finais descrevem a ideia da arquitetura final, nesse caso, a atenção aos detalhes é essencial.

 Das afirmativas citadas, assinale as verdadeiras:

a) I e II.

b) I, II e III.

c) I e III.

d) I apenas.

e) Todas verdadeiras.

EXTRA

35) As plantas de elevações geralmente são criadas a partir do ponto de vista de cada direção à qual a edificação 
ou o terreno estão voltados (a elevação norte, a elevação oeste etc.). As elevações são desenhadas com precisão, 
geometria e simetria matemáticas de modo a determinar o efeito total.

Sobre as plantas de elevação, pode-se afirmar que mostram:

a) As medidas de um único cômodo.

b) O sistema estrutural da construção.

c) As instalações elétricas em cada cômodo.

d) Fachadas de edificações ou construções.

e) O sistema de proteção e combate a incêndio.

EXTRA

36) É um projeto que trata da relação entre o projeto de arquitetura e os projetos complementares, tais como 
movimento de terra, arruamento, redes hidráulicas, elétrica, drenagem, entre outros.

 Que tipo de projeto está sendo citado?

a) Projeto de locação (ou implantação).

b) Projeto de situação.

c) Projeto de elevações.

d) Planta baixa.

e) Projeto de detalhamento construtivo.

EXTRA

37) Quando os três eixos principais (x, y, z) formam ângulos iguais entre si com o plano de projeção, este tipo de 
projeção é o mais simples por utilizar uma única escala de redução.

 Assinale o tipo de perspectiva que foi citado acima:

a) Cônica

b) Cavaleira

c) Isomêtrica

d) Dimêtrica

e) Trimétrica

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

EXTRA

38) Projeto de detalhes de áreas molhadas de um empreendimento possui uma complexidade para sua execução. 
É necessário ter a compatibilização de todos os projetos pertinentes. Assinale a opção que não se enquadra no 
detalhe de áreas molhadas.

a) Especificação dos revestimentos de piso e parede.

b) Especificação e bitolas das tubulações hidráulicas.

c) Especificação de metais e louças.

d) Especificação do forro (gesso, lambri etc.).

e) Posição dos pontos hidráulicos.

EXTRA

39) Em projetos de elétrica de baixa tensão, existem símbolos de uso comum. O símbolo abaixo se refere a:

a) Condutor de fase no interior do duto.

b) Condutor neutro no interior do duto.

c) Condutor terra no interior do duto.

d) Condutor de retorno no interior do duto.

e) Nenhuma das opções acima.

EXTRA

40) O deslocamento de cargas elétricas para uma determinada direção e sentido chama-se:

a) tensão elétrica.

b) corrente elétrica.

c) potência elétrica.

d) resistência elétrica.

e) energia elétrica.

EXTRA

41) O projeto de arquitetura trabalha em conjunto com a prevenção e combate a incêndio, atendendo suas 
legislações pertinentes. O dimensionamento de extintores manuais, instalações de chuveiros, hidrantes é:

a) Meio de fuga.

b) Meio de proteção de concepção.

c) Meio de combate de incêndio.

d) Meio de alerta.

e) Nenhuma das opções.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

EXTRA

42) João, aluno de edificações, fez um exercício sobre “instalações de esgoto sanitário”. Ao responder às questões 
do exercício, escreveu as seguintes definições técnicas:

I – Instalação primária de esgoto – Conjunto de tubulações e dispositivos onde têm acesso gases provenientes do 
coletor público ou dos dispositivos de tratamento.

II – Instalação secundária de esgoto – Conjunto de tubulações e dispositivos onde não têm acesso os gases 
provenientes do coletor público ou dos dispositivos de tratamento.

III – Coluna de ventilação – Tubulação horizontal com saída para a atmosfera em um ponto, destinada a receber 
dois ou mais tubos ventiladores.

IV – Barrilete de ventilação – Tubo ventilador vertical que se prolonga através de um ou mais andares e cuja 
extremidade superior é aberta à atmosfera.

Sobre as respostas do João:

a) Todas estão corretas.

b) I, III e IV estão corretas.

c) I e II estão corretas.

d) I e II estão erradas.

e) Apenas a IV está certa.

EXTRA

43) Os resíduos da Classe A são:

a) Componentes cerâmicos (tijolo, blocos), argamassas e concreto.

b) Vidros, metais e madeiras.

c) Argamassas e vidros.

d) Metais, tijolo e gesso.

e) Gesso, vidros e metais.

EXTRA

- QUESTÃO ANULADA - 

44) Para instalação de gás predial, a tubulação da rede de distribuição não pode ser 

instalada:

a) Aparente (tem que estar bem fixada).

b) Embutida em muros.

c) Enterrada.

d) Em dutos de ventilação de ar condicionado.

e) Em dutos de ventilação de ar condicionado.

EXTRA

45) No programa AutoCAD, a tecla F9 ativa/desativa:

a) Modo Snap.

b) Ortho.

c) Grid.

d) Modo ortogonal.

e) Plano isométrico de topo, ISOPLAN.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

EXTRA

46) Todos os trechos horizontais previstos no sistema de coleta e transporte de esgoto sanitário devem possibilitar 
o escoamento dos efluentes por gravidade, devendo, para isso, apresentar uma declividade constante. Qual é a 
declividade mínima recomendada para tubulações de diâmetro nominal igual ou inferior a 100?

a) 2%

b) 1,5%

c) 1.0%

d) 2,5%

e) 0,5%

EXTRA

47) Sobre dimensões de reservatórios, analise as afirmativas abaixo.

I – A capacidade dos reservatórios de uma instalação predial de água fria deve ser estabelecida levando-se em 
consideração o padrão de consumo de água no edifício e, onde for possível obter informações, a frequência e a 
duração de interrupções do abastecimento.

II – O volume de água reservado para uso doméstico deve ser, no mínimo, o necessário para 12 h de consumo 
normal no edifício, já considerando o volume de água para combate a incêndio.

III – No caso de residência de pequeno tamanho, recomenda-se que a reserva mínima seja de 500 l.

a) I e II são verdadeiras.

b) II e III são verdadeiras.

c) Todas são verdadeiras.

d) I e III são verdadeiras.

e) Todas são falsas.

EXTRA

48) O ensaio de abatimento de concreto no tronco de cone serve para:

a) Ver a resistência do concreto.

b) Verificar o volume do concreto.

c) Ver a quantidade de brita do concreto.

d) Ver a consistência do concreto.

e) Analisar a quantidade de água do concreto.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

CONHECIMENTO ESPECÍFICO

EXTRA

49) 1 - Com base no Decreto Municipal 47/2013, marque a alternativa correta:

I – Nos procedimentos de dispensa para celebração de contratos de locação ou aquisição de imóveis, além dos 
requisitos citados no inciso I, é exigida a declaração do setor de bens imóveis quanto à inexistência de imóvel 
público que possa atender a solicitação do requisitante.

II - A celebração de convênio e outros instrumentos congêneres depende de prévia aprovação por parte do titular 
do órgão do plano de trabalho proposto pela organização interessada ou em conjunto com esta.

 III – O processo de conveniamento deverá obrigatoriamente ser antecedido de processo público de seleção, por 
meio do qual a secretaria interessada possa avaliar os possíveis parceiros interessados com o fito de selecioná-los 
para celebração do convênio.

a) Todas as alternativas estão corretas.

b) I e II estão corretas.

c) I e III estão corretas.

d) II e III estão corretas.

e) Apenas a I está correta

EXTRA

50) De acordo com a Lei Orgânica Municipal de Maricá, observados os limites estabelecidos no artigo 29, IV da 
Constituição Federal e guardada proporção com a população do município, o número de vereadores para cada 
legislatura será o seguinte, exceto:

a) 15 vereadores, quando tiver uma população de 30 mil habitantes.

b) 13 vereadores, quando tiver uma população de 27 mil habitantes.

c) 21 vereadores, quando tiver uma população de 200 mil habitantes.

d) 9 vereadores, quando tiver uma população de 8 mil habitantes.

e) 17 vereadores, quando tiver uma população de 55 mil habitantes.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html
instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html
instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-gabarito.pdf-html.html

Prova

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html

ARQUITETO

Unidade:

SALA 

EXTRA

Candidato: __________________

RG: ______________ 

ASS:_________________________________

---  A

B C

D

E

----

A

B C

D

E

01

26

02

27

03

28

04

29

05

30

06

31

07

32

08

33

09

34

10

35

11

36

12

37

13

38

14

39

15

40

16

41

17

42

18

43

19

44

20

45

21

46

22

47

23

48

24

49

25

50

999999

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html
instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html

1. Você recebeu do fiscal o seguinte material:

a) Caderno com enunciado das questões objetivas divididas em seções.
b) Uma folha de respostas, destinada às respostas das questões objetivas, que deve ser entregue ao fiscal no 
término da prova.

2. É responsabilidade do candidato a conferência da identificação do caderno de prova e do cartão resposta. Caso 
não sejam compatíveis, notifique imediatamente o chefe de local.

3. Verifique se o material de prova está em ordem, se a sequência de questões está correta e se o número de 
questões confere com o edital. Caso contrário, notifique imediatamente o fiscal.

4. Tenha muito cuidado com a Folha de Respostas para não dobrar, amassar ou manchar. A folha somente poderá 
ser substituída caso esteja danificada, em suas margens superior ou inferior, a barra de reconhecimento para 
leitura.

5. Para cada uma das questões objetivas são apresentadas 5 (cinco) alternativas classificadas com as letras (A), 
(B), (C), (D) e (E); apenas uma responde corretamente à questão proposta. Você deve assinalar, apenas uma 
resposta.

6. A marcação de nenhuma ou mais de uma alternativa, e, ainda, rasura de qualquer natureza (borracha, corretivo, 
etc.), anula a questão, mesmo que uma das respostas seja a correta.

7. Na Folha de Respostas, a marcação das letras correspondentes às respostas certas deve ser feita cobrindo todo 
o espaço compreendido pelo retângulo pertinente à alternativa, usando caneta esferográfica de tinta preta ou azul, 
de forma contínua e densa.

8. A leitora é sensível a marcas escuras, portanto, preencha os campos de marcação completamente, procurando 
deixar o menor espaço em branco possível dentro do retângulo, sem invadir os limites dos retângulos ao lado.

9. Os rascunhos e as marcações assinaladas no Caderno de Questões não serão considerados.

10. O candidato deverá preencher todo o campo de marcação da resposta com caneta esferográfica transparente 
de tinta azul ou preta.

11. Serão de inteira responsabilidade do candidato os prejuízos advindos de marcações feitas incorretamente no 
cartão de respostas.

12. Serão consideradas marcações incorretas, e, consequentemente, será atribuída nota zero à questão, as 
marcações do tipo: dupla marcação, marcação rasurada, marcação emendada e campo de marcação não 
preenchido integralmente; 

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html

PORTUGUÊS

Texto I

Déficit de atenção

Será que eu me tornei um sintoma da minha época ou essa é uma indisposição que só diz respeito a mim?

Seja como for, tenho achado cada vez mais difícil ler. Neste ano li menos livros do que no ano passado; no ano 
passado, li menos que no anterior; no ano anterior, menos que no ano que vinha antes. Todo mundo conhece o 
fenômeno do bloqueio criativo, a angústia do escritor diante da página em branco -– eu, porém, fui acometido por 
um bloqueio de leitor. Trata-se de um problema que se manifesta de forma gradativa, de diferentes maneiras, nas 
mais variadas circunstâncias. Numa viagem recente às Bahamas, por exemplo, eu decidi que devia fazer um 
esforço para deixar de lado a leitura porque, afinal, pode-se ler um livro em qualquer lugar, mas aquele talvez fosse 
um dos poucos momentos em que eu teria a oportunidade de ver um mar tão turquesa, uma areia tão rosada. De 
maneira um pouco grandiloquente e pomposa, batizei essa minha condição de síndrome de Mir, a estação espacial 
russa: um cosmonauta que passou por lá declarou não ter lido uma única página do livro que levara na bagagem 
porque se deu conta de que aproveitaria melhor o seu tempo livre se simplesmente olhasse pela janela. 

Muitas vezes acontece de eu estar com preguiça de ler, preferindo ver tevê. Ocorre também, com mais frequência, 
que eu me sinta autoconsciente diante da página. Ler nunca me pareceu algo trabalhoso – ao contrário de escrever 
–, de modo que, quando sinto que deveria estar trabalhando, associo essa obrigação à escrita. Pelo menos em 
teoria, quando não estou escrevendo estou livre para ler, mas nessas horas sinto uma culpa vaga, e no fim das 
contas, em vez de escrever (trabalhar) ou ler (relaxar), acabo não fazendo nem uma coisa nem outra: fico 
zanzando à toa, reorganizando os livros. Ou seja, não faço nada. (...)

Retirado de: DYER, Geoff. Déficit de atenção. Revista Piauí, n. 128. Editora Abril, 2017. p. 60.

EXTRA

1) “Todo mundo conhece o fenômeno do bloqueio criativo, a angústia do escritor diante da página em branco -– eu, 
porém, fui acometido por um bloqueio de leitor.”

Considerando o contexto, a locução destacada acima equivale a:

a) a propósito.

b) ainda.

c) todavia.

d) por isso.

e) nesse sentido.

EXTRA

2) Todos os verbos estão no pretérito, exceto:

a) “... um cosmonauta que passou por lá declarou não ter lido uma única página do livro que levara na bagagem”(...)

b) “... mas aquele talvez fosse um dos poucos momentos em que eu teria a oportunidade de ver um mar tão 
turquesa, uma areia tão rosada.”

c) “... porque se deu conta de que aproveitaria melhor o seu tempo livre se simplesmente olhasse pela 
janela.”

d) “Seja como for, tenho achado cada vez mais difícil ler.”

e) “Neste ano li menos livros do que no ano passado”(...)

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html

EXTRA

3) Nos trechos abaixo, retirados do Texto I, há alguns elementos que estabelecem relações anafóricas com termos 
anteriores. Entre os elementos destacados, aquele que não se refere a um termo anterior é:

a) “Neste ano li menos livros do que no ano passado; no ano passado, li menos que no anterior”(...)

b) (...)“um cosmonauta que passou por lá declarou não ter lido uma única página do livro que levara na 
bagagem”(...)

c) Será que eu me tornei um sintoma da minha época ou essa é uma indisposição que só diz respeito a mim?

d) “De maneira um pouco grandiloquente e pomposa, batizei essa minha condição de síndrome de Mir”(...)

e) “Trata-se de um problema que se manifesta de forma gradativa, de diferentes maneiras, nas mais variadas 
circunstâncias.”

EXTRA

4) Observe as frases abaixo e marque a opção correta.

I - Havia mais pessoas na loja.

II - Ela falou mais.

III - A moça estava mais bonita.

a) Em todas as frases, a palavra “mais” pertence à mesma classe gramatical.

b) Nas três frases, a ideia é de quantidade indefinida.

c) Nas frases I e II, a palavra “mais” pertence à mesma classe gramatical.

d) d) Na frase III, o vocábulo “mais” é adjetivo.

e) Na frase II, o vocábulo “mais” é advérbio e, na frase I, é pronome adjetivo indefinido.

EXTRA

5) Todas as palavras abaixo foram acentuadas com base na mesma regra, exceto em:

a) véu, pastéis, constrói.

b) veículo, saúde, íamos.

c) baú, saída, Havaí.

d) hífen, caráter, néctar.

e) Marabá, Pará, você

EXTRA

6) As normas de concordância verbal estão plenamente observadas na frase:

a) Sempre haverão bons homens.

b) Cantar as músicas de Roberto Carlos implicam grande esforço.

c) Tratam-se de meninos responsáveis.

d) A menina comprou uma blusa cuja manga está furada.

e) Fazem dez anos que nos casamos.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html

Texto II:

Que rostos mais coalhados, nossos rostos adolescentes em volta daquela mesa: o pai à cabeceira, o relógio de 
parede às suas costas, cada palavra sua ponderada pelo pêndulo, e nada naqueles tempos nos distraindo tanto 
como os sinos graves marcando as horas: “O tempo é o maior tesouro de que o homem pode dispor; embora 
inconsumível, o tempo é o nosso melhor alimento; sem medida que o conheça, o tempo é contudo nosso bem de 
maior grandeza: não tem começo; não tem fim; é um ponto exótico que não pode ser repartido, podendo entretanto 
prover igualmente a todo mundo; onipresente, o tempo está em tudo; existe tempo, por exemplo, nesta mesa 
antiga: existiu primeiro uma terra propícia, existiu depois uma árvore secular feita de anos sossegados, e existiu 
finalmente uma prancha nodosa e dura trabalhada pelas mãos de um artesão dia após dia; existe tempo na cadeira 
onde nos sentamos, nos outros móveis da família, nas paredes da nossa casa, na água que bebemos, na terra que 
fecunda, na semente que germina, nos frutos que colhemos, no pão em cima da mesa, na massa fértil dos nossos 
corpos na luz que nos ilumina, nas coisas que nos passam pela cabeça, no pó que dissemina, assim como em tudo 
que nos rodeia; rico não é o homem que coleciona e se pesa no amontoado de moedas, e nem aquele, devasso, 
que se estende, mãos e braços, em terras largas; rico só é o homem que aprendeu, piedoso e humilde, a conviver 
com o tempo, aproximando-se dele com ternura, não contrariando suas disposições, não se rebelando contra o seu 
curso, não irritando sua corrente, estando atento para o seu fluxo, brindando-o antes com sabedoria para receber 
dele os favores e não a sua ira; o equilíbrio da vida depende essencialmente deste bem supremo, e quem souber 
com acerto a quantidade de vagar, ou a de espera, que se deve pôr nas coisas, não corre nunca o risco, ao buscar 
por elas, de defrontar-se com o que não é (...)

NASSAR, Raduan. Obra completa. 1. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2016.

EXTRA

7) ”Que rostos mais coalhados, nossos rostos adolescentes em volta daquela mesa: o pai à cabeceira, o relógio de 
parede às suas costas, cada palavra sua ponderada pelo pêndulo, e nada naqueles tempos nos distraindo tanto 
como os sinos graves marcando as horas...”

 Quanto à tipologia textual, o trecho acima, retirado do texto II, é predominantemente:

a) Descritivo

b) Narrativo.

c) Dissertativo.

d) Injuntivo.

e) Expositivo.

EXTRA

8) Observe as frases abaixo e marque a alternativa correta.

I - (...) “embora inconsumível, o tempo é o nosso melhor alimento”(...)

II - (...) “o tempo é contudo nosso bem de maior grandeza”(...)

III - (...) “o equilíbrio da vida depende essencialmente deste bem supremo”(...)

a) Nas frases I e II, as palavras destacadas foram formadas por derivação parassintética.

b) Na frase II, a palavra em destaca foi formada por composição.

c) Nas frases I e III, as palavras destacadas foram formadas por derivação prefixal.

d) Nas frases II e III, as palavras destacadas foram formadas com o acréscimo de um sufixo a um adjetivo.

e) Na frase I, o termo em destaque foi formado por derivação parassintética, e na frase II por derivação prefixal.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html

RACIOCÍNIO LÓGICO

EXTRA

9) “Se o Flamengo Ganhou, então ele é campeão.”

 Logo, podemos afirmar que:

a) O Flamengo ganhou.

b) O Flamengo é campeão.

c) Se o Flamengo não é campeão, ele não ganhou.

d) Se o Flamengo não ganhou, então ele não é campeão.

e) Se o Flamengo é campeão, então ele ganhou.

EXTRA

10) Um palestrante afirmou:

“ Todo político brasileiro é corrupto.”

Para se negar tal afirmação, qual dos questionamentos abaixo expressaria de maneira correta a negação?

a) Algum político brasileiro não é corrupto?

b) Qualquer político brasileiro não é corrupto?

c) Existe político que não é brasileiro e não é corrupto?

d) Político brasileiro é corrupto?

e) Nenhuma das respostas anteriores.

EXTRA

11) Marque a sentença que representa uma tautologia:

a) Se Henrique é moreno, então Henrique é moreno ou Jonatas é loiro.

b) Se Henrique é moreno, então Henrique é moreno e Jonatas é loiro.

c) Se Henrique é moreno ou Jonatas é loiro, então Jonatas é loiro.

d) Se Henrique é moreno ou Jonatas é loiro, então Henrique é moreno e Jonatas é loiro.

e) Se Henrique é moreno ou não é moreno, então Jonatas é loiro.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html

EXTRA

12) Em uma escola foi realizada uma pesquisa sobre torcedores mirins de futebol.

Concluiu-se que:

I – 382 alunos disseram que torcem para o Flamengo;

II – 184 alunos disseram que torcem para o Vasco;

III – 97 alunos disseram que torcem para o Fluminense;

IV – 103 alunos disseram que torcem para o Flamengo e para o Vasco.

 Qual o total de alunos que foram entrevistados?

a) 766 alunos

b) 663 alunos

c) 560 alunos

d) 103 alunos

e) 279 alunos

EXTRA

13) A empresa NETFLIX encomendou uma pesquisa com 2.000 pessoas para descobrir qual o tipo de filme favorito 
entre as três modalidades a seguir: Romance (R); Ação (A) e Ficção (F), cujo o resultado foi expresso pela tabela 
abaixo:

FILMES

R

A

F

R e A

R e F

A e F

R, A e F

Nenhum

PESSOAS

350

1.100

1.002

180

140

720

90

x

 Com base na tabela acima, podemos afirmar que o número de pessoas que não assiste nenhuma das 
modalidades nenhuma das modalidades pesquisadas é:

a) 1502

b) 290

c) 82

d) 3582

e) 498

EXTRA

- QUESTÃO ANULADA - 

14) Numa corrida de carros temos 7 pilotos de diversas nacionalidades: 3 alemães; 1 

japonês; 1 inglês; 2 brasileiros.

Considerando que todos possuem iguais condições de subirem no pódio, qual a probabilidade de pelo menos 1 
brasileiro estar no pódio?

a) 49,56%

b) 64,28%

c) 61,99%

d) 76,88%

e) 56,19%

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html

EXTRA

15) No lançamento de 2 dados, qual será a probabilidade de obtermos uma soma igual a 10?

a) 50%

b) 30%

c) 8,33%

d) 33,33%

e) 10,15%

EXTRA

16) Qual o número total de possibilidades do resultado no lançamento de 7 moedas?

a) 146

b) 128

c) 199

d) 108

e) 158

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html

INFORMÁTICA

EXTRA

17) PowerPoint 2010 é um aplicativo visual e gráfico, usado principalmente para criar apresentações. Com o 
PowerPoint, você pode criar, exibir e apresentar apresentações de slides que combinam texto, formas, imagens, 
gráficos, animação, gráficos e vídeos.

 Assinale a alternativa que corresponde a uma característica do Slide Mestre:

a) Todas as alterações do slide poderão ser feitas somente slide a slide.

b) Não permite que seja inserido gráfico no slide.

c) Permite que todos os slides contenham a mesma fonte e imagens, como logotipos, fazendo alterações 
em um só lugar. 

d) Não permite que mais de um usuário realize alteração.

e) Slide Mestre não permite nenhum tipo de alteração.

EXTRA

18) Assinale as alternativas que representam periféricos de comunicação de um computador:

a) Monitores e Caixas de som

b) Gravador de CD eZipdrive

c) Placa de Rede e Modem ADSL

d) CD, placa controladora e Modem

e) Zip Drive, CD, placa Mãe

EXTRA

19) As fórmulas do MS Excel são essenciais na criação de planilhas eletrônicas.

 Assinale a alternativa que apresenta a fórmula utilizada no MS Excel para localizar algo em linhas de uma tabela 
ou de um intervalo.

a) =SOMA()

b) =BD()

c) =MEDIA()

d) =PROCV()

e) =PGTO()

EXTRA

20) Dispositivo de armazenamento é um dispositivo capaz de armazenar informações (dados) para posterior 
consulta ou uso. Essa gravação de dados pode ser feita praticamente usando qualquer forma de energia, desde 
força manual humana, como na escrita, passando por vibrações acústicas em gravações fonográficas, até 
modulação de energia eletromagnética em fitas magnéticas e discos ópticos.

Assinale a alternativa que corresponde a um dispositivo de armazenamento  por meios eletrônicos SSDs:

a) Disco Rígido

b) CD

c) Pen Drive

d) Disquete

e) DVD

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html

CONHECIMENTO ESPECÍFICO

EXTRA

21) A Zona Residencial (ZR) é considerada uma zona urbana ou de expansão urbana, onde a utilização do solo ou 
o seu parcelamento se destina ao uso predominantemente residencial, podendo coexistir com os usos recreacional 
e institucional, desde que compatíveis com o uso residencial previsto.

 De acordo com a Lei nº 2272, de 14 de novembro de 2008, ficaram estabelecidas categorias de ZRs, dando um 
total de:

a) quatro.

b) seis.

c) cinco.

d) três.

e) sete.

EXTRA

22) O plano diretor tem como objetivo orientar as ações do poder público visando compatibilizar os interesses 
coletivos e garantir de forma mais justa os benefícios da urbanização. O plano diretor é obrigatório para cidades a 
partir de quantos habitantes?

a) Vinte e cinco mil.

b) Trinta mil.

c) Quinze mil.

d) Vinte mil.

e) Dez mil.

EXTRA

23) É fundamental estar ciente das leis ambientais para não pagar as penas pertinentes. Entre as afirmativas 
abaixo, quais se enquadram na advertência acima mencionada:

I – Alterar o aspecto ou estrutura de edificação ou local especialmente protegido por lei, ato administrativo ou 
decisão judicial, em razão de seu valor paisagístico, ecológico, turístico, artístico, histórico, cultural, religioso, 
arqueológico, etnográfico ou monumental, sem autorização da autoridade competente ou em desacordo com a 
concedida.

II - Promover construção em solo não edificável, ou no seu entorno, assim considerado em razão de seu valor 
paisagístico, ecológico, artístico, turístico, histórico, cultural, religioso, arqueológico, etnográfico ou monumental, 
sem autorização da autoridade competente ou em desacordo com a concedida.

III - Pichar ou por outro meio conspurcar edificação ou monumento urbano.

a) I e III são falsas.

b) I e II são verdadeiras.

c) II e III são verdadeiras.

d) I e III são verdadeiras.

e) Todas são verdadeiras.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html

EXTRA

24) De acordo com a NBR 6492, marque a alternativa correta:

a) Projeto executivo – É um projeto como um todo, contendo, além do projeto de arquitetura, as informações 
necessárias dos projetos complementares, tais como movimento de terra, arruamento, redes hidráulica, elétrica e 
de drenagem, entre outros.

b) Estudo Preliminar – Estudo da viabilidade de um programa e do partido arquitetônico a ser adotado para 
sua apreciação e aprovação pelo cliente. Pode servir à consulta prévia para aprovação em órgãos 
governamentais.

c) Estudo Preliminar – Compreende o partido arquitetônico como um todo, em seus múltiplos aspectos. Pode 
conter informações específicas em função do tipo e do porte do programa, assim como para finalidade a que se 
destina.

d) Projeto de Situação – Apresenta de forma clara e organizada todas as informações necessárias à execução da 
obra e todos os serviços inerentes.

e) Projeto executivo – Definição do partido arquitetônico e dos elementos construtivos, considerando os projetos 
complementares (estruturas, instalações etc.). Nesta etapa, o projeto deve receber aprovação final do cliente e dos 
órgãos oficiais envolvidos e possibilitar a contratação da obra.

EXTRA

25) Ana está fazendo um projeto de elétrica para uma cliente, e precisa distribuir os pontos de tomadas na sala, 
quarto, banheiro, cozinha e varanda. Ela pesquisou sites aleatórios e chegou à seguinte conclusão:

I – Em banheiros, deve ser previsto no mínimo um ponto de tomada, próximo ao lavatório.

II – Em cozinhas, deve ser previsto um ponto de tomada para cada 4,5m, ou fração de perímetro.

III – Em varandas, devem ser previstos pelo menos dois pontos.

IV – Em salas e dormitórios deve ser previsto pelo menos um ponto de tomada para cada 5m, ou fração de 
perímetro.

De acordo com a NBR 5410, quais afirmações estão corretas?

a) I, II e IV.

b) II e III.

c) I e IV.

d) II e IV.

e) Todas.

EXTRA

26) Qual seria a potência mínima para dimensionar os pontos de tomadas nos dormitórios de um apartamento?

a) 110 VA

b) 600 VA

c) 500 VA

d) 100 VA

e) 200 VA

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html

EXTRA

27) Fábio contratou um pedreiro para fazer no quintal um reservatório inferior com capacidade aproximada de 
5.000 l. Dias se passaram e Fábio observou que a água não estava limpa. A água de chuva e a água de limpeza 
do quintal conseguiam passar pela tampa de ferro fundido. Tal situação ocorreu porque na hora da execução não 
foi tomada a seguinte medida:

a) Colocar uma tampa de ferro que faça a vedação por completo.

b) Fazer a cisterna em um nível mais alto que o piso.

c) Fazer um rebordo com altura mínima de 100 mm.

d) Colocar algum tipo de proteção na tampa.

e) Nenhuma das opções acima.

EXTRA

28) Para a elaboração de um projeto de paisagismo é importante levar em conta algumas recomendações. Marque 
a alternativa que não se enquadra nas recomendações.

a) No caso de existência de vegetação significativa no local, seja por porte ou por espécie, esta deve ser 
incorporada ao projeto.

b) A vistoria da área e o levantamento da vegetação existente devem preceder o projeto de paisagismo.

c) O projeto deve atender a legislações do órgão municipal responsável e/ou da Secretaria Municipal de Meio 
Ambiente.

d) Não é necessário seguir os critérios de preservação ambiental ao fazer correções de solo, quando 
necessárias.

e) O projeto de paisagismo deve aproveitar a topografia natural do terreno com a implantação de equipamentos 
adequados.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html

EXTRA

- QUESTÃO ANULADA - 

29) Recomenda-se que as correções de solo, quando necessárias, sejam realizadas 

conforme critérios de preservação ambiental.

De acordo com apostila “Manual de paisagismo” da CDHU – Companhia de desenvolvimento habitacional e urbano.

http://www.cdhu.sp.gov.br/download/manuais-e-cadernos/manual-de-paisagismo.pdf

a) I, II e V.

b) I e II.

c) II, III e IV.

d) III e V.

e) III e IV.

EXTRA

30) A planta de layout na arquitetura é muito utilizada junto com a planta baixa do empreendimento, tendo algumas 
características diferentes, como o dimensionamento real do espaço. Assinale a alternativa que não se enquadra na 
planta de layout.

a) É necessário saber as dimensões dos móveis que serão usados como decoração, visando ao conforto para o 
cliente.

b) É preciso saber as medidas das portas, janelas ou outros tipos de vãos, se houver.

c) O fluxo e a circulação são analisados como forma ergonômica.

d) As posições de tomadas, interruptores, pontos de antena e internet são essenciais.

e) As medidas e quantidade dos móveis não são importantes.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html

EXTRA

31) De acordo com o Decreto nº 47 de fevereiro de 2013, em toda contratação direta, seja por dispensa, seja por 
inexigibilidade, existem algumas exigências, exceto:

a) Razão da escolha do fornecedor ou executante.

b) Prova de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) ou no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas.

c) Memória de cálculo.

d) Certidão Negativa de débitos trabalhistas.

e) Memorial descritivo. 

EXTRA

32) Uma das atribuições do município é estabelecer normas de edificações, loteamento de arruamento e 
zoneamento urbano e rural, bem como as limitações urbanísticas convenientes à ordenação do seu território.

 As normas de loteamento referentes à atribuição citada acima deverão exigir reserva de áreas destinadas a:

I – Zonas verdes e demais logradouros públicos.

II – Vias de tráfego e de passagem de canalizações públicas, de esgotos e de águas pluviais nos fundos dos vales.

II - Passagem de canalizações públicas de esgotos e de águas pluviais, com largura mínima de dois metros nos 
fundos de lotes, cujo desnível seja superior a um metro da frente ao fundo.

Sobre as afirmativas:

a) Todas são falsas.

b) I e II são verdadeiras.

c) I e III são verdadeiras.

d) II e III são falsas.

e) Todas são verdadeiras.

EXTRA

33) Os termos “caixa de inspeção", “sprinkler” e “aquecedor de água”, referem-se, respectivamente, a projetos de:

a) Instalações hidrossanitárias, combate a incêndio, e gás.

b) Instalações de combate a incêndio, gás e hidrossanitárias.

c) Instalação de gás, combate a incêndio, e hidrossanitárias.

d) Instalações hidrossanitárias, gás e combate a incêndio.

e) Instalações de gás, hidrossanitárias e combate a incêndio.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html

EXTRA

34) As maquetes são um instrumento para dar três dimensões a uma ideia. Assim como os tipos diferentes de 
projetos, diferentes tipos de maquetes são usados em cada etapa do projeto para esclarecer um conceito ou uma 
ideia particular. Analise as afirmativas:

I – É preciso considerar questões importantes, como a escala e materiais a serem usados.

II – As maquetes urbanas possibilitam entender o terreno no contexto do seu entorno. Nelas é essencial mostrar os 
detalhes.

III – As maquetes finais descrevem a ideia da arquitetura final, nesse caso, a atenção aos detalhes é essencial.

 Das afirmativas citadas, assinale as verdadeiras:

a) I e II.

b) I, II e III.

c) I e III.

d) I apenas.

e) Todas verdadeiras.

EXTRA

35) As plantas de elevações geralmente são criadas a partir do ponto de vista de cada direção à qual a edificação 
ou o terreno estão voltados (a elevação norte, a elevação oeste etc.). As elevações são desenhadas com precisão, 
geometria e simetria matemáticas de modo a determinar o efeito total.

Sobre as plantas de elevação, pode-se afirmar que mostram:

a) As medidas de um único cômodo.

b) O sistema estrutural da construção.

c) As instalações elétricas em cada cômodo.

d) Fachadas de edificações ou construções.

e) O sistema de proteção e combate a incêndio.

EXTRA

36) É um projeto que trata da relação entre o projeto de arquitetura e os projetos complementares, tais como 
movimento de terra, arruamento, redes hidráulicas, elétrica, drenagem, entre outros.

 Que tipo de projeto está sendo citado?

a) Projeto de locação (ou implantação).

b) Projeto de situação.

c) Projeto de elevações.

d) Planta baixa.

e) Projeto de detalhamento construtivo.

EXTRA

37) Quando os três eixos principais (x, y, z) formam ângulos iguais entre si com o plano de projeção, este tipo de 
projeção é o mais simples por utilizar uma única escala de redução.

 Assinale o tipo de perspectiva que foi citado acima:

a) Cônica

b) Cavaleira

c) Isomêtrica

d) Dimêtrica

e) Trimétrica

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html

EXTRA

38) Projeto de detalhes de áreas molhadas de um empreendimento possui uma complexidade para sua execução. 
É necessário ter a compatibilização de todos os projetos pertinentes. Assinale a opção que não se enquadra no 
detalhe de áreas molhadas.

a) Especificação dos revestimentos de piso e parede.

b) Especificação e bitolas das tubulações hidráulicas.

c) Especificação de metais e louças.

d) Especificação do forro (gesso, lambri etc.).

e) Posição dos pontos hidráulicos.

EXTRA

39) Em projetos de elétrica de baixa tensão, existem símbolos de uso comum. O símbolo abaixo se refere a:

a) Condutor de fase no interior do duto.

b) Condutor neutro no interior do duto.

c) Condutor terra no interior do duto.

d) Condutor de retorno no interior do duto.

e) Nenhuma das opções acima.

EXTRA

40) O deslocamento de cargas elétricas para uma determinada direção e sentido chama-se:

a) tensão elétrica.

b) corrente elétrica.

c) potência elétrica.

d) resistência elétrica.

e) energia elétrica.

EXTRA

41) O projeto de arquitetura trabalha em conjunto com a prevenção e combate a incêndio, atendendo suas 
legislações pertinentes. O dimensionamento de extintores manuais, instalações de chuveiros, hidrantes é:

a) Meio de fuga.

b) Meio de proteção de concepção.

c) Meio de combate de incêndio.

d) Meio de alerta.

e) Nenhuma das opções.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html

EXTRA

42) João, aluno de edificações, fez um exercício sobre “instalações de esgoto sanitário”. Ao responder às questões 
do exercício, escreveu as seguintes definições técnicas:

I – Instalação primária de esgoto – Conjunto de tubulações e dispositivos onde têm acesso gases provenientes do 
coletor público ou dos dispositivos de tratamento.

II – Instalação secundária de esgoto – Conjunto de tubulações e dispositivos onde não têm acesso os gases 
provenientes do coletor público ou dos dispositivos de tratamento.

III – Coluna de ventilação – Tubulação horizontal com saída para a atmosfera em um ponto, destinada a receber 
dois ou mais tubos ventiladores.

IV – Barrilete de ventilação – Tubo ventilador vertical que se prolonga através de um ou mais andares e cuja 
extremidade superior é aberta à atmosfera.

Sobre as respostas do João:

a) Todas estão corretas.

b) I, III e IV estão corretas.

c) I e II estão corretas.

d) I e II estão erradas.

e) Apenas a IV está certa.

EXTRA

43) Os resíduos da Classe A são:

a) Componentes cerâmicos (tijolo, blocos), argamassas e concreto.

b) Vidros, metais e madeiras.

c) Argamassas e vidros.

d) Metais, tijolo e gesso.

e) Gesso, vidros e metais.

EXTRA

- QUESTÃO ANULADA - 

44) Para instalação de gás predial, a tubulação da rede de distribuição não pode ser 

instalada:

a) Aparente (tem que estar bem fixada).

b) Embutida em muros.

c) Enterrada.

d) Em dutos de ventilação de ar condicionado.

e) Em dutos de ventilação de ar condicionado.

EXTRA

45) No programa AutoCAD, a tecla F9 ativa/desativa:

a) Modo Snap.

b) Ortho.

c) Grid.

d) Modo ortogonal.

e) Plano isométrico de topo, ISOPLAN.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html

EXTRA

46) Todos os trechos horizontais previstos no sistema de coleta e transporte de esgoto sanitário devem possibilitar 
o escoamento dos efluentes por gravidade, devendo, para isso, apresentar uma declividade constante. Qual é a 
declividade mínima recomendada para tubulações de diâmetro nominal igual ou inferior a 100?

a) 2%

b) 1,5%

c) 1.0%

d) 2,5%

e) 0,5%

EXTRA

47) Sobre dimensões de reservatórios, analise as afirmativas abaixo.

I – A capacidade dos reservatórios de uma instalação predial de água fria deve ser estabelecida levando-se em 
consideração o padrão de consumo de água no edifício e, onde for possível obter informações, a frequência e a 
duração de interrupções do abastecimento.

II – O volume de água reservado para uso doméstico deve ser, no mínimo, o necessário para 12 h de consumo 
normal no edifício, já considerando o volume de água para combate a incêndio.

III – No caso de residência de pequeno tamanho, recomenda-se que a reserva mínima seja de 500 l.

a) I e II são verdadeiras.

b) II e III são verdadeiras.

c) Todas são verdadeiras.

d) I e III são verdadeiras.

e) Todas são falsas.

EXTRA

48) O ensaio de abatimento de concreto no tronco de cone serve para:

a) Ver a resistência do concreto.

b) Verificar o volume do concreto.

c) Ver a quantidade de brita do concreto.

d) Ver a consistência do concreto.

e) Analisar a quantidade de água do concreto.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html

CONHECIMENTO ESPECÍFICO

EXTRA

49) 1 - Com base no Decreto Municipal 47/2013, marque a alternativa correta:

I – Nos procedimentos de dispensa para celebração de contratos de locação ou aquisição de imóveis, além dos 
requisitos citados no inciso I, é exigida a declaração do setor de bens imóveis quanto à inexistência de imóvel 
público que possa atender a solicitação do requisitante.

II - A celebração de convênio e outros instrumentos congêneres depende de prévia aprovação por parte do titular 
do órgão do plano de trabalho proposto pela organização interessada ou em conjunto com esta.

 III – O processo de conveniamento deverá obrigatoriamente ser antecedido de processo público de seleção, por 
meio do qual a secretaria interessada possa avaliar os possíveis parceiros interessados com o fito de selecioná-los 
para celebração do convênio.

a) Todas as alternativas estão corretas.

b) I e II estão corretas.

c) I e III estão corretas.

d) II e III estão corretas.

e) Apenas a I está correta

EXTRA

50) De acordo com a Lei Orgânica Municipal de Maricá, observados os limites estabelecidos no artigo 29, IV da 
Constituição Federal e guardada proporção com a população do município, o número de vereadores para cada 
legislatura será o seguinte, exceto:

a) 15 vereadores, quando tiver uma população de 30 mil habitantes.

b) 13 vereadores, quando tiver uma população de 27 mil habitantes.

c) 21 vereadores, quando tiver uma população de 200 mil habitantes.

d) 9 vereadores, quando tiver uma população de 8 mil habitantes.

e) 17 vereadores, quando tiver uma população de 55 mil habitantes.

instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html
instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html
instituto-acesso-2017-codemar-arquiteto-prova.pdf-html.html