Prova Concurso - Engenharia - ANALISTA-JUDICIARIO-ENGENHARIA - FCC - TRT - 2018

Prova - Engenharia - ANALISTA-JUDICIARIO-ENGENHARIA - FCC - TRT - 2018

Detalhes

Profissão: Engenharia
Cargo: ANALISTA-JUDICIARIO-ENGENHARIA
Órgão: TRT
Banca: FCC
Ano: 2018
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

ENGENHEIRO-NUCLEARAMAZUL2018
ENGENHEIRO-AREA-MECANICAUFPA2018
ENGENHEIRO-ENGENHARIA-MECANICAUFPA2018

Gabarito

fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html
fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-gabarito.pdf-html.html

Prova

fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-prova.pdf-html.html

N do Caderno

o

N de Inscrição

o

ASSINATURA DO CANDIDATO

N do Documento

o

Nome do Candidato

Analista Judiciário

Área Apoio Especializado

Especialidade Engenharia

-

Concurso Público para provimento de cargos de

Julho/2018

Colégio

Sala

Ordem

P R O VA

Conhecimentos Básicos
Conhecimentos Específicos
Discursiva-Redação

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2 REGIÃO

a

TRT

SÃO PAULO

Quando autorizado pelo fiscal
de sala, transcreva a frase
ao lado, com sua caligrafia
usual, no espaço apropriado
na Folha de Respostas.

I N S T R U Ç Õ E S

- Verifique se este caderno:

- corresponde a sua opção de cargo.

- contém 70 questões, numeradas de 1 a 70.

- contém a proposta e o espaço para o rascunho da Prova Discursiva-Redação.

Caso contrário, solicite imediatamente ao fiscal da sala a substituição do caderno.

Não serão aceitas reclamações posteriores.

- Para cada questão existe apenas UMA resposta certa.

- Leia cuidadosamente cada uma das questões e escolha a resposta certa.

- Essa resposta deve ser marcada na FOLHA DE RESPOSTAS que você recebeu.

- Procurar, na FOLHA DE RESPOSTAS, o número da questão que você está respondendo.

- Verificar no caderno de prova qual a letra (A,B,C,D,E) da resposta que você escolheu.

- Marcar essa letra na FOLHA DE RESPOSTAS, conforme o exemplo:

- Ler o que se pede na Prova Discursiva-Redação e utilizar, se necessário, os espaços para rascunho.

- Marque as respostas com caneta esferográfica de material transparente de tinta preta ou azul. Não será permitida a utilização de

lápis, lapiseira, marca texto, borracha ou líquido corretor de texto durante a realização da prova.

- Marque apenas uma letra para cada questão. Será anulada a questão em que mais de uma letra estiver assinalada.

- Os prejuízos advindos de marcações feitas incorretamente na Folha de Respostas serão de inteira responsabilidade do candidato.

- Responda a todas as questões.

- Não será permitida qualquer espécie de consulta ou comunicação entre os candidatos, nem a utilização de livros, códigos,

manuais, impressos ou quaisquer anotações.

- Em hipótese alguma o rascunho da Prova Discursiva-Redação será corrigido.

- Você deverá transcrever sua Prova Discursiva-Redação, a tinta, na folha apropriada.

- A duração da prova é de 4 horas e 30 minutos para responder a todas as questões objetivas, preencher a Folha de Respostas e

fazer a Prova Discursiva-Redação (rascunho e transcrição) na folha correspondente.

- Ao término da prova, chame o fiscal da sala e devolva todo o material recebido.

- É proibida a divulgação ou impressão parcial ou total da presente prova. Direitos Reservados.

VOCÊ DEVE

ATENÇÃO

Hábitos saudáveis ajudam a melhorar a qualidade de vida.

A

C D E

Caderno de Prova ’AJ08’, Tipo 001

MODELO

0000000000000000

TIPO−001

00001

0001

0001

fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-prova.pdf-html.html

 

TRT2R-Conhecimentos Básicos

2

 

 

CONHECIMENTOS BÁSICOS 

 

Língua Portuguesa 

 

Atenção:   Para responder às questões de números 1 a 6, baseie-se no texto abaixo. 

 

 

Artes e ditadores 

 

Os ditadores sempre quiseram que a arte expressasse seu ideal de “povo”, de preferência em momentos de devoção ou 

entusiasmo pelo regime. Para isso, os ditadores pretenderam imobilizar o passado nacional em seu benefício, dando-lhe dimensões 

de mito ou inventando-o quando necessário. Para o fascismo italiano, o ponto de referência era a Roma antiga, imperial; para a 

Alemanha de Hitler, uma combinação de bárbaros radicalmente puros das florestas teutônicas com nobreza medieval; para a Espanha 

de Franco, a era dos triunfantes governantes católicos que expulsaram os infiéis e resistiram a Lutero. A União Soviética teve mais 

dificuldade para adotar o legado dos czares que a Revolução tinha sido feita, afinal de contas, para destruir, mas Stálin acabou 

achando conveniente mobilizá-lo. 

O que ficou da arte do poder nesses países? Surpreendentemente, pouco na Alemanha, mais na Itália, talvez mais ainda na 

Rússia. Só uma coisa todos perderam: o poder de mobilizar a arte e o povo como teatro público. Isso, o mais sério impacto do poder 

na arte entre 1930 e 1945, desapareceu com os regimes que tinham garantido sua sobrevivência através da repetição regular de 

rituais públicos. Desapareceram para sempre, juntamente com aquele poder. 

(Adaptado de: HOBSBAWM, Eric. Tempos fraturados. Trad. Berilo Vargas. São Paulo: Companhia das Letras, 2013, p. 276) 

 

 

1. 

A expressão artística de seu ideal de “povo“ é promovida pelos ditadores de modo a 

 

(A)  revisitar os velhos anseios nacionalistas, corporificando-os e incutindo-lhes agora uma forma esteticamente revolucionária. 

 
(B)  expandir inventivamente as premissas democráticas da arte popular, valorizadas e transfiguradas em anseios nacionais de 

caráter libertário. 

 
(C)  reconfigurar ritos antigos, inspiradores de uma nova ordem e capazes de resgatar os autênticos valores da nacionalidade. 

 
(D)  redimensionar elementos de um passado mítico para obterem uma adesão pública e massificada aos ideais do regime que 

instalaram. 

 
(E)  radicalizar o culto aos movimentos nacionalistas derrotados no passado, invocando-os agora com a energia de uma con-

vocação participativa. 

 

 

2. 

Deve-se depreender da leitura do 2

o

 parágrafo do texto que a arte promovida pelos ditadores entre 1930 e 1945 

 

(A)  manteve, surpreendentemente, um efeito residual nada desprezível, conforme se verificou de modo especial na Alemanha 

e na Itália. 

 
(B)  deixou de ter, por conta da fragilidade de suas premissas estéticas, repercussão efetiva junto às massas nacionalistas. 

 
(C)  obteve nesse período o poder de mobilização programada para encenar teatralmente uma aliança entre a ditadura e o 

povo. 

 
(D)  subsistiu sem perder força tão somente na Rússia, onde foi possível revitalizar antigos rituais públicos por meio de sua 

repetição. 

 
(E)  teve logo esgotado o seu prestígio inicial, por conta do que havia de repetitivo no retorno ritual a uma mitologia anacrô-

nica. 

 

 

3. 

Para o autor do texto, a tarefa assumida pelos ditadores em relação ao passado histórico nacional consiste em  

 

(A)  valorizar nele uma mitologia adequada para figurar uma nova representação nacionalista, identificada com o projeto dita-

torial. 

 
(B)  recuperar dos velhos mitos os que se formalizam numa estética que possa representar pela arte os interesses legitima-

mente populares. 

 
(C)  adulterar a narrativa convencional dos feitos do passado, acusando-os como fracassos que podem ser redimidos pelo 

novo regime. 

 
(D)  rever as conquistas épicas de um povo, para submetê-las a uma nova apreciação crítica que identifique a razão de seu 

esquecimento. 

 
(E)  esvaziar o sentido objetivo das antigas conquistas, para que elas percam o valor numa comparação ostensiva com as con-

quistas do presente. 

Caderno de Prova ’AJ08’, Tipo 001

fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-prova.pdf-html.html

 

TRT2R-Conhecimentos Básicos

2

 

4. 

Considerando-se o contexto, traduz-se adequadamente o sentido de um segmento do texto em: 

 

(A)  momentos de devoção ou entusiasmo pelo regime (1

o

 parágrafo) 

= intervalos de compulsão ou denodo pelo sistema. 

(B)  pretenderam imobilizar o passado nacional (1

o

 parágrafo) 

= tencionaram paralisar a história pregressa da nação. 

(C)  dificuldade para adotar o legado (1

o

 parágrafo) 

= entrave na disseminação da herança. 

(D)  poder de mobilizar a arte e o povo (2

o

 parágrafo) 

= relutância em dinamizar o poder artístico e o popular. 

(E)  repetição regular de rituais públicos (2

o

 parágrafo) 

= retomada rítmica de ofícios populares. 

 

 

5. 

Está clara, coesa e correta a redação deste livre comentário sobre o texto: 

 

(A)  Quando faltam aos ditadores das mais diversas épocas a argumentação própria em favor da positivação de suas ideias, 

apela-se para o culto mítico do passado. 

 

(B)  Assim como o fascismo italiano, em cujo passado da antiga Roma despontava o poder imperial, assim também para a 

Alemanha houve uma compilação de bárbaros teutônicos com cavalheiros medievais. 

 

(C)  Não parece que os czares tenham possibilitado que a União Soviética lhes servisse, como propulsores de algum legado 

digno de um culto com alguma nobreza. 

 

(D)  Em tais regimes populistas, a deferência às artes torna-se teatral para o público, razões pelas quais ambas acabam por 

confrontar-se numa mútua descrença. 

 

(E)  Ainda que os ditadores tenham logrado, entre 1930 e 1945, ritualizar e mitificar seu poder por meio das artes, esse fe-

nômeno extinguiu-se junto com seus regimes. 

 

 

6. 

Emprega-se forma verbal na voz passiva e respeitam-se as normas de concordância verbal na frase: 

 

(A)  Nenhum desses vestígios de manipulação das artes haveriam de ficar depois que os regimes ditatoriais houvesse se 

esgotado. 

 

(B)  O que houve de comum nos regimes ditatoriais eram a impermanência do poder da arte como instrumento de cooptação 

política do povo. 

 

(C)  A associação entre bárbaros das florestas teutônicas com membros da aristocracia castelã indicavam o arbítrio de que se 

valiam o imaginário dos tiranos. 

 

(D)  Para que fosse o povo servido pela mitologia da história nacional, cabia aos ditadores manipular como podiam o legado 

heroico do passado. 

 

(E)  O autor do texto não hesita em reconhecer nos variados ditadores a preocupação que os assaltam quando se trata de 

fundar seu poder numa história mítica. 

 

 

Atenção:    Para responder às questões de números 7 a 11, baseie-se no texto abaixo. 

 

 

De cabeça pra baixo 

 

 Esse mundo está ficando de cabeça pra baixo!  

É uma conhecida frase, que sucessivas gerações vêm frequentando. Ela logo surge a propósito de qualquer coisa que se 

considere uma novidade despropositada, irritante: modelo de roupa mais ousada, último grande sucesso musical, aumento milionário 
no salário de um jogador de futebol, a longa estiagem na estação chuvosa, a avalanche de crimes no jornal... A ideia é sempre de-
monstrar que a vida e o mundo já foram muito melhores, que a passagem do tempo leva inexoravelmente à perversão ou ao desmo-
ronamento dos valores autênticos, que uma geração construiu e que a seguinte apagou. 

Parece que na história da humanidade o fenômeno é comum e cíclico: as pessoas enaltecem seus hábitos passados e 

condenam os presentes. “Ah, no meu tempo...” é uma expressão que vale um suspiro e uma acusação. Algo de muito melhor ficou 
para trás e se perdeu. A missão dessa juventude de hoje é desviar-se da Civilização.... 

A ironia é que justamente nesses “desvios” e por conta deles a História caminha, ainda que não se saiba para onde. Fosse 

tudo uma repetição conservadora, nenhuma descoberta jamais se daria, sem contar que os mais velhos já não teriam do que se 
queixar e a quem imputar a culpa por todos os desassossegos que assaltam todas as gerações humanas, desde que existimos. 

 

(Romildo Pacheco, inédito

  

7. 

A frase que abre o texto é nele analisada de modo a fazer compreender que ela corresponde a 

 

(A)  uma justa acusação, promovida por membros de uma geração que, por muitas razões, logrou obter sucesso em todos os 

seus projetos coletivos. 

 

(B)  um desabafo sem qualquer critério, uma vez que quem o faz não sabe por que o faz, apenas dá vazão a sentimentos 

confusos de insatisfação. 

 

(C)  um discreto gesto de incentivo, acenado aos jovens pelos mais velhos, para que a nova geração possa cumprir as altas 

metas humanas que foram estabelecidas no passado. 

 

(D)  uma frustração cíclica ao longo da História, que deixa ver o desejo de cada geração perpetuar seus próprios valores, da-

dos como definitivamente positivos. 

 

(E)  um sentimento de alta expectativa diante de novos fenômenos sociais, sentidos ao mesmo tempo como ameaças e pos-

sibilidades de criativa renovação dos costumes. 

Caderno de Prova ’AJ08’, Tipo 001

fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-prova.pdf-html.html

 

TRT2R-Conhecimentos Básicos

2

 

8. 

No terceiro parágrafo do texto, deve-se entender que a frase A missão dessa juventude de hoje é desviar-se da Civilização... 

 

(A)  corresponde à posição pessoal do autor do texto, identificado que está com todos aqueles que desde sempre costumam 

pronunciá-la. 

 

(B)  expressa o ponto de vista de quem também diz “Ah, no meu tempoemprestando voz o autor a quem alimenta essa con-

vicção. 

 

(C)  exprime uma ironia, pois quem costuma dizê-la com essas reticências acredita justamente no contrário do que afirma. 

 

(D)  constitui uma provocação que os velhos lançam contra os jovens, chamando-os à missão de apagar os deslizes da 

geração anterior. 

 

(E)  contradiz plenamente a frase anterior, na qual se afirmam como bem-sucedidos os feitos da geração mais velha, ora con-

denados ao esquecimento. 

 

 

9. O 

segmento 

É uma conhecida frase, que sucessivas gerações vêm frequentando ganha nova redação, na qual se mantêm seu 

sentido básico, sua clareza e sua correção, em: 

 

(A)  É um dito já repisado, que gerações vêm consecutivamente pronunciando. 
(B)  Conforme as gerações que tanto lhe repisam, institui-se esse conhecido pronunciamento. 
(C)  Frase já muito sabida, esta, onde sucede de as pessoas a ela se agarrarem. 
(D)  Ao longo de gerações, está essa frase já notória de cuja repetição muitos se aplicam. 
(E)  Frase que gerações intermitentes se aproveitam, fazendo-a conhecer-se. 

 

 

10.  Alterando-se os tempos e modos verbais de um segmento do texto, mantém-se uma coerente e adequada articulação entre eles, 

na seguinte frase: 

 

(A)  Era uma conhecida frase, que sucessivas gerações viessem a frequentar. 
(B)  Ela logo surgiria a propósito de qualquer coisa que se houver considerado uma novidade despropositada. 
(C)  A ideia seria sempre demonstrar que a vida e o mundo já tivessem sido muito melhores. 
(D)  Algo de muito melhor haverá de ficar para trás e se perdera. 
(E)  Vindo a ser tudo uma repetição conservadora, nenhuma descoberta houvera de se dar. 

 

 

11.  A supressão da vírgula altera significativamente o sentido da seguinte frase: 

 

(A)  Frequentemente, as pessoas enaltecem seus hábitos passados. 
(B)  As pessoas gostam de enaltecer seus hábitos antigos, quase sempre sem muita discrição. 
(C)  Não se conhece a origem das frases feitas, nem por que adquiriram tanta força. 
(D)  O autor do texto busca mostrar-se imparcial, diante desse tema controverso. 
(E)  Trata-se aqui das pessoas mais velhas, que se apegam a seus hábitos passados. 

 

 

Atenção:    Para responder às questões de números 12 a 15, baseie-se no texto abaixo. 

 

Necessidade interior 

 

Uma coisa que não podemos fazer é forçar o tempo interior. Cada coisa tem seu momento de maturação, e apressá-la 

significaria debilitá-la, uma fatal distorção. Num segmento do teu tempo, tens um conjunto de coisas que estão desorganizadas, e 
subitamente se introduz aí um elemento que organiza tudo.  

Algo assim me ocorreu de uma maneira muito intensa, em meados de 1960. Uma vivência sentimental que tive, muito forte, 

pôs-se de repente a exigir de mim uma expressão, uma manifestação que fosse além da expressão direta desse sentimento mesmo. 
Senti que tinha algo a dizer, a criar. Foi dessa forma tão elementar que tudo começou. Foi assim que me fiz escritor. 

(Adaptado de: SARAMAGO, José. As palavras de Saramago. São Paulo: Companhia das Letras, 2010, p. 75) 

 

 

12.  O escritor José Saramago defende nesse texto a ideia de que 

 

(A)  as motivações mais importantes da nossa vida são inteiramente acidentais, o que significa que o acaso pode ser o melhor 

regente das nossas decisões. 

 

(B)  a força interior é decisiva, advindo sempre da nossa incansável obstinação em realizar um objetivo em cujo foco desde o 

início nos concentramos. 

 

(C)  os fatos alheios à nossa vontade fazem com que se adie muito a resolução de problemas que deveriam ser resolvidos pelo 

recurso imediato da análise racional. 

 

(D)  a desorganização das nossas ideias impede de vez o amadurecimento das decisões que deveriam nos orientar melhor no 

rumo de nossa vida. 

 

(E)  as necessidades vitais podem ser supridas a partir do momento em que, dentro de nós, amadureça uma força íntima 

capaz de atendê-las. 

Caderno de Prova ’AJ08’, Tipo 001

fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-prova.pdf-html.html

 

TRT2R-Conhecimentos Básicos

2

 

13.  De acordo com o segundo parágrafo do texto, deve-se entender que o escritor José Saramago 

 

(A)  encontrou na literatura uma forma de encarar e traduzir as intensas experiências emocionais. 
(B)  valeu-se de sua vocação para escritor a fim de evitar ser atingido por algum excesso de pressão sentimental. 
(C)  tornou-se um criador celebrado por ter sabido ficar imune às vivências dolorosas que o atormentavam. 
(D)  resolveu exceder os limites da literatura, vivenciando de modo mais direto seus traumas afetivos. 
(E)  buscou encontrar na literatura um consolo para poder suportar seus delírios passionais. 

 

 

14.  Cada coisa tem seu momento de maturação, e apressá-la significaria debilitá-la... 

 
 

Reescrevendo-se a frase acima iniciando-se por 

− Apressar as coisas significa debilitá-las, 

 o complemento correto e coe-

rente poderá ser 

 

(A)  pois para cada uma delas existe a hora de se tornar madura. 
(B)  em virtude de que contenhem em si mesmas o instante de maturação. 
(C)  desde que lhes sucedam atingir pleno amadurecimento. 
(D)  tanto mais quanto se precise de que atinjam certa madureza. 
(E)  uma vez que às quais cabe esperar amadurecerem. 

 

 

15.  No segmento textual Foi assim que me fiz escritor

 

(A) o 

verbo 

ir está flexionado numa forma do pretérito. 

(B)  o sujeito de fazer está oculto. 
(C)  as duas formas verbais têm o mesmo sujeito. 
(D)  escritor é sujeito de uma forma verbal passiva. 
(E) a 

expressão 

assim que tem sentido temporal. 

 

 

Matemática e Raciocínio Lógico-Matemático 

 

16.  Uma sequência é formada pelos primeiros números ímpares positivos que possuem três, e apenas três divisores positivos 

distintos. A diferença entre o sexto e o quinto termos dessa sequência é 

 

(A) 335 

 

(B) 90 

 

(C) 268 

 

(D) 120 

 

(E) 196 

 

 

17.  Há dois anos, em uma empresa, a razão entre o número de funcionárias mulheres e o número de  funcionários  homens era 

12

7

Hoje, sem que tenha aumentado ou diminuído o número total de funcionários (homens e  mulheres)  essa  mesma 

 

razão

 

 é

 

 

10

9

.  

 

 

A  diferença 

 

do 

 

número 

 

de

  

funcionárias

  

mulheres

  

de

  

hoje

  

e  de

  

dois  anos  atrás  corresponde,  em 

 

relação

  

ao total  de fun- 

 
 

cionários (homens e mulheres) da empresa, a um valor 

 

(A)  menor que 5% 

 

(B)  entre 5% e 8% 

 

(C)  entre 8% e 10% 

 

(D)  entre 10% e 12% 

 

(E)  maior que 12% 

 

 

18.  Para preparar um certo número de caixas, 15 funcionários de uma empresa trabalharam durante 8 horas, cada um preparando

7 caixas a cada 20 minutos. Já cansados, três dos funcionários foram embora e os que ficaram trabalharam por mais 6 horas, mais 
lentos, cada um deles preparando 7 caixas a cada 40 minutos. Ao todo, nessas 14 horas os funcionários conseguiram preparar 
um número de caixas 

 

(A) entre 

3

 

150 e 3

 

200 

 

(B) entre 

3

 

200 e 3

 

250 

 

(C) entre 

3

 

250 e 3

 

300 

 

(D) entre 

3

 

300 e 3

 

350 

 

(E) entre 

3

 

350 e 3

 

400  

Caderno de Prova ’AJ08’, Tipo 001

fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-prova.pdf-html.html

 

TRT2R-Conhecimentos Básicos

2

 

19.  Considere as seguintes afirmações: 
 
 

I

.  Agnes é atriz ou Bernardo não é diretor. 

 

II

.  Cíntia é estilista e Dinorá não é cantora. 

 

III

.  Elivaldo não é segurança ou Fred é assistente. 

 

IV

.  Se Bernardo é diretor, então Elivaldo não é segurança. 

 
 

Sabe-se que as afirmações 

I

 e 

IV

 são falsas e que as afirmações 

II

 e 

III

 são verdadeiras. Sendo assim, é logicamente 

VERDADEIRA a alternativa 

 

(A)  Dinorá é cantora ou Agnes é atriz. 

 

(B)  Se Agnes é atriz, então Elivaldo é segurança. 

 

(C)  Fred não é assistente e Cíntia é estilista. 

 

(D)  Se Bernardo é diretor, então Dinorá é cantora. 

 

(E)  Ou Bernardo não é diretor ou Fred não é assistente. 

 
 
20.  Considere os conjuntos, suas respectivas intersecções e a existência de elementos em todas as regiões do diagrama. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A partir dessas informações é correto concluir que  

 

(A) qualquer 

elemento 

de 

J que não seja elemento de Q é elemento de M

 

(B) há 

elemento 

de 

K que, além de ser de K, é também elemento de J, mas apenas de J

 

(C)  os elementos de M, que também são elementos de Q, não são apenas elementos desses dois conjuntos. 

 

(D)  todo e qualquer elemento de Q é elemento de pelo menos mais dois conjuntos. 

 

(E) há 

elemento 

de 

M que seja elemento apenas de M e Q

 

 

Noções de Informática 

 

21.  Considere hipoteticamente que um Analista possui uma apresentação gerada pelo Microsoft PowerPoint 2010, em português, 

denominada TRTSP.pptx. Ele deseja que esta apresentação seja salva em um formato de autoapresentação. Nesse formato 
basta dar um duplo clique no nome do arquivo para que o conteúdo seja exibido automaticamente e a transição dos slides possa 
ser configurada com cliques no mouse ou através da barra de espaço. O formato que permite essa apresentação de slides é 

 

(A) .ppsm 

 
(B) .pptm 

 
(C) .potx 

 
(D) .ppsx 

 
(E) .ppxs 

 

 

22.  Um Analista estava utilizando o navegador Mozila Firefox em português (versão 60.0.1, 64 bits), em condições ideais, e digitou a 

sequência de teclas Ctrl+Shift+P para  

 

(A)  fechar a página na qual estava navegando. 

 
(B)  abrir uma nova janela privativa e navegar de modo privativo.  

 
(C)  abrir o histórico de navegação. 

 
(D)  localizar algo de seu interesse na página na qual estava navegando.  

 
(E)  acessar o gerenciador de extensões. 

Q

K

Caderno de Prova ’AJ08’, Tipo 001

fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-prova.pdf-html.html

 

TRT2R-Conhecimentos Básicos

2

 

23.  Considere hipoteticamente que um Analista acessou em seu navegador o site de busca Google (www.google.com.br). Na página 

que se abriu, digitou na linha de pesquisa site:http://www.trtsp.jus.br inurl:pje. O objetivo do Analista era 

 

(A)  refinar a pesquisa para arquivos do tipo .pje no site http://www.trtsp.jus.br. 
 
(B)  encontrar artigos que tenham um título que se inicia com pje e contenham mais palavras de que ele não se recorda, 

dentro da homepage do site http://www.trtsp.jus.br. 

 
(C)  excluir a palavra pje  dos resultados da busca dentro do site http://www.trtsp.jus.br. 
 
(D)  encontrar todos os sites relacionados ao site http://www.trtsp.jus.br que contenham a palavra pje.  
 
(E)  restringir os resultados da busca às páginas do site http://www.trtsp.jus.br que contenham a palavra pje. 

 
 
24.  Um Analista estava utilizando um computador com o sistema operacional Windows 7, em português, e desejava mudar o atributo 

do arquivo CNDT.pdf para somente leitura.  Para isso, ele abriu o Windows Explorer, localizou o arquivo na pasta, 

 

(A)  clicou com o botão direito do mouse sobre o nome do arquivo, escolheu Propriedades na janela que se abriu. Na aba Geral 

da janela Propriedades de CNDT.pdf marcou Somente leitura, clicou em Aplicar e em OK. 

 
(B)  clicou com o botão direito do mouse sobre o nome do arquivo, escolheu Abrir com o LibreOffice Writer na janela que se 

abriu. Dentro do Writer escolheu Salvar como... no menu Arquivo, selecionou Somente leitura e clicou em Salvar. 

 
(C)  deu um duplo clique  sobre o nome do arquivo. Na janela que se abriu, escolheu Salvar como... no menu Arquivo, selecio-

nou Somente leitura e clicou em Salvar. 

 
(D)  deu um duplo clique  sobre o nome do arquivo e escolheu Salvar Como na janela que se abriu. Na aba Geral da janela 

Salvar Como marcou Somente leitura, clicou em Aplicar e em OK. 

 
(E)  clicou com o botão esquerdo do mouse  sobre o nome do arquivo. Na janela que se abriu, escolheu Salvar como... no 

menu Arquivo, selecionou Somente leitura e clicou em Salvar. 

 
 
25.  Considere o texto de um fabricante em relação ao seu produto: 

 

Como um serviço pago conforme o uso, o backup em servidores virtuais oferece flexibilidade para escolher os dados que deseja 

proteger, pelo tempo que quiser protegê-los. Configure o controle de acesso limitado para que apenas seus usuários autorizados 
possam realizar operações críticas de backup. Uma notificação será enviada se o backup detectar alguma atividade suspeita, 
como Wanna Cry e similares, antes que seus dados sejam comprometidos. Qualquer exclusão não autorizada de seus backups 
será mantida por dias, para que você ganhe tempo para proteger seu ambiente e iniciar o processo de recuperação. 

 
 

O tipo de serviço e o tipo de malware referenciados no texto são, correta e respectivamente, 

 

(A)  Cloud storage – 

phishing. 

 
(B)  Cloud computing – 

pharming. 

 
(C)  Cloud backup 

–  ransomware. 

 
(D) Full 

backup 

– hoax

 
(E)  Decremental backup –  ransomware. 

 
 

Noções sobre Direitos das Pessoas com Deficiência 

 
26.  O desenvolvimento de potencialidades, talentos, habilidades e aptidões físicas, cognitivas, sensoriais, psicossociais, atitudinais, pro-

fissionais e artísticas que contribuem para a conquista da autonomia da pessoa com deficiência e de sua participação social em igual-
dade de condições e oportunidades com as demais pessoas, segundo previsto pela Lei n

o

 13.146/2015, é o objetivo do processo

de 

 

(A)  recuperação da saúde. 
 
(B) inclusão 

social. 

 
(C)  não discriminação da pessoa com deficiência. 
 
(D)  habilitação e reabilitação. 
 
(E) terapia 

comportamental. 

Caderno de Prova ’AJ08’, Tipo 001

fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-prova.pdf-html.html

 

TRT2R-Conhecimentos Básicos

2

 

27.  Segundo expressamente previsto pelo Estatuto da Pessoa com Deficiência, a avaliação da deficiência, quando necessária, será 

biopsicossocial, realizada por equipe multiprofissional e interdisciplinar e considerará 

 

(A)  o histórico psiquiátrico; a pontuação em testes cognitivos; os impedimentos, as funções e nas estruturas do corpo e as 

relações familiares e o respaldo efetivo recebido do núcleo familiar. 

 
(B)  a restrição de participação da pessoa avaliada; os impedimentos nas funções e nas estruturas do corpo; as relações 

familiares e o respaldo efetivo recebido do núcleo familiar e o histórico psiquiátrico. 

 
(C)  a limitação no desempenho de atividades; os impedimentos nas funções e nas estruturas do corpo; os fatores socioam-

bientais, psicológicos e pessoais e a restrição de participação da pessoa avaliada. 

 
(D)  o grau de inclusão social da pessoa avaliada em seu meio comunitário; a limitação no desempenho de atividades; a 

autossuficiência para sua manutenção e o histórico psiquiátrico. 

 
(E)  os impedimentos nas funções e nas estruturas do corpo; os fatores socioambientais, psicológicos e pessoais; a pontuação 

em testes cognitivos e o grau de inclusão social da pessoa avaliada em seu meio comunitário. 

 

 
28.  Segundo o previsto no Decreto n

o

 5.296/2004, nos serviços de emergência dos estabelecimentos públicos e privados de atendi-

mento à saúde, a prioridade de atendimento da pessoa com deficiência ou mobilidade reduzida 

 

(A)  fica condicionada ao pedido expresso da pessoa com deficiência ao ser registrada sua solicitação de atendimento no 

serviço de saúde. 

 
(B)  não está condicionada a qualquer avaliação, devendo ser observada. 
 
(C)  fica condicionada à avaliação do corpo de enfermagem responsável pelo atendimento inicial, que considerará as outras 

prioridades legais a serem atendidas na mesma oportunidade. 

 
(D)  não deve ser observada nos serviços de urgência ou emergência médica. 
 
(E)  fica condicionada à avaliação médica em face da gravidade dos casos a atender. 

 
 

Legislação e Ética no Serviço Público 

 

29.  Severina, Maria e Camila são servidoras públicas do Tribunal Regional do Trabalho da 2

o

 Região. Severina praticou determina-

da conduta que acredita configure infração disciplinar. Assim, preocupada especificamente com a penalidade de suspensão, in-
daga suas colegas de trabalho a respeito das disposições específicas da Lei n

o

 8.112/1990. Maria e Camila respondem 

corretamente que a penalidade de suspensão 

 

(A)  será aplicada pelo prazo de até 15 dias na hipótese de o servidor, injustificadamente, recusar-se a ser submetido à 

inspeção médica determinada pela autoridade competente. 

 
(B)  poderá ser convertida em multa, na base de 30% por dia de vencimento ou remuneração, quando houver conveniência pa-

ra o serviço, ficando o servidor obrigado a permanecer em serviço. 

 
(C)  poderá ser convertida em multa, na base de 60% por dia de vencimento ou remuneração, quando houver conveniência pa-

ra o serviço, ficando o servidor obrigado a afastar-se do serviço por cinco dias. 

 
(D)  poderá ser convertida em multa, na base de 60% por dia de vencimento ou remuneração, quando houver conveniência pa-

ra o serviço, ficando o servidor obrigado a permanecer em serviço. 

 
(E)  será aplicada em caso de reincidência das faltas punidas com advertência e de violação das demais proibições que não 

tipifiquem infração sujeita a penalidade de demissão, não podendo exceder a 60 dias. 

 
 
30.  Márcio, servidor público federal, negou publicidade aos atos oficiais. Leonardo, também servidor público federal, deixou de 

cumprir a exigência de requisitos de acessibilidade previstos na legislação. Nos termos da Lei n

o

 8.429/1992, considerando 

estritamente as condutas narradas, bem como que ambas foram praticadas com dolo,  

 

(A)  somente Márcio praticou ato de improbidade que atenta contra os Princípios da Administração Pública. 

 

(B)  ambos praticaram ato de improbidade que atenta contra os Princípios da Administração Pública. 

 

(C)  ambos praticaram ato de improbidade que importa em enriquecimento ilícito. 

 

(D)  somente Leonardo praticou ato de improbidade que importa em enriquecimento ilícito. 

 

(E)  Márcio praticou ato de improbidade que atenta contra os princípios da Administração Pública, e Leonardo praticou ato de 

improbidade que causa prejuízo ao Erário. 

Caderno de Prova ’AJ08’, Tipo 001

fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-prova.pdf-html.html

 

TRT2R-Anal.Judiciário-Engenharia-AJ08

 

 

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 

 

Noções de Direito Constitucional 

 

31.  Com base na Constituição Federal e na jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, NÃO há, no Brasil, hipótese de  

 

(A)  pena de morte, nem de prisão perpétua. 
(B)  retroatividade da lei penal, nem de pena de banimento. 
(C)  crimes inafiançáveis, nem de penas cruéis. 
(D)  tortura legalmente permitida, nem de pena de trabalhos forçados. 
(E)  crimes imprescritíveis, nem de pena de perda de bens sem indenização. 

 

 

32.  Determinada lei municipal editada em matéria de servidores públicos cria funções de confiança que podem ser exercidas por 

servidores ocupantes de cargos em comissão, estes nomeados independentemente de concurso público. A mesma lei indica 
que ocupantes de cargos em comissão podem apenas exercer funções de direção, chefia e assessoramento, sendo passíveis 
de livre exoneração. Há inconstitucionalidade na referida lei no tocante à 

 

(A)  previsão da exoneração dos servidores titulares de cargos em comissão independentemente de observância do devido 

processo legal. 

 
(B)  possibilidade de exercício de funções de confiança por servidores ocupantes de cargos em comissão. 

 
(C)  previsão do assessoramento como função que pode ser exercida pelo servidor titular de cargo em comissão. 

 
(D)  competência legislativa municipal para criar funções de confiança. 

 
(E)  ausência de concurso público para a escolha de ocupantes de cargos em comissão. 

 

 

33.  O Presidente do Supremo Tribunal Federal encaminhou ao Congresso Nacional projeto de lei complementar dispondo sobre o 

Estatuto da Magistratura, no qual se prevê autorização para que a lei destine aos juízes, a título de vantagem financeira devida 

em razão do exercício da função jurisdicional, o valor de 1% das custas judiciais recolhidas pelas partes no processo, sendo 
devido o respectivo pagamento quando do término de cada processo. O projeto ainda atribui ao Conselho Nacional de Justiça 
(CNJ) a competência para autorizar que juízes em atividade se candidatem a cargos políticos eletivos. Além disso, consta da 

proposta a vedação do exercício da advocacia no juízo ou tribunal do qual os juízes tenham se afastado, antes de decorridos 
três anos do afastamento do cargo por aposentadoria ou exoneração. Nessa situação, o referido projeto de lei complementar 
mostra-se  

 

(A)  incompatível com a Constituição Federal, apenas porque não poderia ter sido encaminhado pelo Presidente do Supremo 

Tribunal Federal e por ser vedada a concessão da vantagem financeira que se pretende instituir em favor dos juízes. 

 
(B)  incompatível com a Constituição Federal, apenas porque é vedada a concessão da vantagem financeira que se pretende 

instituir em favor dos juízes e por ser permitido o exercício da advocacia nas condições em que o projeto pretende impedir. 

 
(C)  incompatível com a Constituição Federal, apenas porque é livre aos juízes, independentemente de autorização do CNJ, o 

exercício de mandato político junto ao Poder Legislativo, embora lhes seja vedado exercer cargos políticos junto ao Poder 
Executivo. 

 
(D)  incompatível com a Constituição Federal, apenas porque é vedada a concessão da vantagem financeira que se pretende 

instituir em favor dos juízes e por ser-lhes vedado o exercício de atividade político-partidária. 

 
(E)  compatível com a Constituição Federal em todos os seus aspectos.  

 

 

34.  O Tribunal Superior do Trabalho pretende implementar, no exercício financeiro corrente, programa para dar celeridade à 

prestação jurisdicional, que demandará a admissão de servidores públicos. Todavia, os gastos com a execução do programa 
não foram previstos na lei orçamentária anual vigente, assim como não há previsão de dotações orçamentárias suficientes para 
atender às projeções de despesa de pessoal relativas às admissões de servidores públicos. Considerando que essas medidas 

são urgentes e de excepcional interesse público em face do expressivo aumento da litigiosidade, o Tribunal pretende executá-las 
sem que sejam alteradas as disposições da lei orçamentária, assim como dispensará a abertura de créditos adicionais, inclusive 
os extraordinários. Nessa situação, a Constituição Federal 

 

(A)  permite que seja iniciada a imediata execução do programa e que sejam realizadas despesas com a admissão de 

servidores públicos, uma vez que se trata de situação de excepcional interesse público. 

 

(B)  permite que seja implementado o programa e que sejam realizadas despesas com a admissão de servidores públicos, 

desde que sejam autorizados por medida provisória. 

 

(C)  veda que seja implementado o programa, mas permite que sejam realizadas as despesas com a admissão dos servidores 

públicos, uma vez que as limitações constitucionais ao aumento de despesas com pessoal não se aplicam aos gastos do 
Poder Judiciário. 

 

(D)  permite que seja implementado o programa, mas veda que sejam realizadas as despesas com a admissão dos servidores 

públicos, uma vez que haverá aumento de despesas com pessoal não prevista em orçamento. 

 

(E)  veda que seja implementado o programa, assim como que sejam realizadas as despesas com a admissão dos servidores 

públicos. 

Caderno de Prova ’AJ08’, Tipo 001

fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-prova.pdf-html.html

 

10 

TRT2R-Anal.Judiciário-Engenharia-AJ08

 

 

Noções de Direito do Trabalho 

 

35.  De acordo com a Constituição Federal de 1988, são direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à 

melhoria de sua condição social: 

 

(A)  garantia de salário, nunca inferior ao mínimo, apenas para os que percebem remuneração fixa. 

 

(B)  seguro contra acidentes de trabalho, a cargo do empregador, sem excluir a indenização a que este está obrigado, 

independentemente de incorrer em dolo ou culpa. 

 

(C)  igualdade de direitos entre o trabalhador com vínculo empregatício permanente e o trabalhador autônomo. 

 

(D)  assistência gratuita aos filhos desde o nascimento até 6 anos de idade em creches e pré-escolas. 

 

(E)  proibição de trabalho noturno, perigoso ou insalubre a menores de dezoito e de qualquer trabalho a menores de dezesseis 

anos, salvo na condição de aprendiz, a partir de quatorze anos. 

 

 

36.  De acordo com a legislação vigente, aplicável às hipóteses de interrupção do contrato de trabalho, o empregado poderá deixar 

de comparecer ao serviço sem prejuízo do salário 

 

(A)  por 1 dia, em cada 6 meses de trabalho, em caso de doação voluntária de sangue devidamente comprovada. 

 

(B)  por até 2 dias, consecutivos ou não, em virtude de casamento. 

 

(C)  nos dias em que estiver comprovadamente realizando provas de exame vestibular para ingresso em estabelecimento de 

ensino superior. 

 

(D)  por até 3 dias consecutivos, em caso de falecimento do cônjuge, ascendente, descendente, colaterais, irmão ou pessoa 

que viva sob sua dependência econômica. 

 

(E)  por até 3 dias para acompanhar consultas médicas, durante o período de gravidez de sua esposa ou companheira. 

 

 

37.  Lucas, com 20 anos, e seu pai, Agenor, com 47 anos, são empregados na mesma empresa e cumpriram o período aquisitivo de 

férias. Ao longo do período aquisitivo, Lucas contou com 7 dias de ausências injustificadas e Agenor com 4 dias de ausências 
injustificadas. O empregador comunicou a Lucas e Agenor que eles sairão de férias. Neste caso, segundo a lei vigente, 

 

(A)  A concessão das férias deverá ser participada a Lucas e Agenor, por escrito ou verbalmente, com antecedência de, no 

mínimo, 15 dias. 

 

(B)  O empregador não pode decidir o período de concessão das férias de Lucas e Agenor, pois a época da concessão das 

férias será a que melhor consulte aos interesses do empregado. 

 

(C)  Lucas e Agenor, independentemente de sua concordância e desde que assim decida o empregador, deverão usufruir das 

férias em até três períodos, sendo que um deles não poderá ser inferior a 14 dias corridos e os demais não poderão ser 
inferiores a 5 dias corridos, cada um. 

 

(D)  Lucas e Agenor terão direito a gozar férias no mesmo período, se assim o desejarem e independentemente disto resultar 

prejuízo para o serviço. 

 

(E)  Lucas terá direito a férias, na proporção de 24 dias e Agenor terá direito a férias, na proporção de 30 dias. 

 

 

38.  A respeito das Comissões de Conciliação Prévia, de acordo com a legislação vigente, 

 

(A)  a Comissão instituída no âmbito da empresa será composta de, no mínimo, 2 e, no máximo, 12 membros, sendo que a 

metade de seus membros será indicada pelo empregador e outra metade eleita pelos empregados, em escrutínio secreto, 

fiscalizado pelo sindicato de categoria profissional. 

 

(B)  é vedada a dispensa dos representantes dos empregados membros da Comissão de Conciliação Prévia, titulares e 

suplentes, até um ano após o final do mandato, salvo se cometerem falta grave, nos termos da lei. 

 

(C)  somente as empresas e nunca os sindicatos podem instituir Comissões de Conciliação Prévia, de composição paritária, com 

representante dos empregados e dos empregadores, com a atribuição de tentar conciliar os conflitos individuais do trabalho. 

 

(D)  o representante dos empregados permanecerá afastado do seu trabalho normal na empresa durante todo o período em 

que perdurar o seu mandato, sendo, no entanto, esse período, computado como tempo de trabalho efetivo. 

 

(E)  as Comissões de Conciliação Prévia têm prazo de 15 dias para a realização da sessão de tentativa de conciliação a partir 

da provocação do interessado. 

 

 

Noções de Direito Administrativo 

 

39.  Os atos administrativos discricionários são passíveis de controle judicial no que concerne 

 

(A)  a vícios de legalidade, o que inclui também a avaliação da inexistência ou falsidade dos motivos declinados pela Admi-

nistração a edição do ato. 

 

(B)  às condições de conveniência e oportunidade para sua prática, com base nos princípios aplicáveis à Administração Pública. 

 

(C)  ao seu mérito, avaliando-se a aderência do mesmo ao interesse público que justificou a sua edição e às finalidades colimadas. 

 

(D)  exclusivamente a eventual desvio de finalidade, quando evidenciado que a Administração praticou o ato visando a fim ilícito. 

 

(E)  apenas a vícios de competência, cuja convalidação poderá ser feita, contudo, mediante ratificação administrativa ou judicial. 

 

 

40.  No que concerne à competência das autoridades administrativas e sua delegação, nos termos disciplinados pela Lei Federal 

n

9.784, de 1999, que disciplina o processo administrativo no âmbito da Administração Pública Federal, tem-se que 

 

(A)  não é admissível a delegação de competência para decisão de recursos administrativos. 
(B)  a delegação somente é admitida para órgão hierarquicamente subordinado àquele detentor da competência legal. 
(C)  admite-se a delegação para a edição de atos normativos, desde que não gerem efeitos perante terceiros  
(D)  a avocação de competência de órgão hierarquicamente inferior é sempre cabível, independentemente de ato específico. 
(E)  não é passível de delegação a competência exclusiva, salvo para a prática de atos declaratórios. 

Caderno de Prova ’AJ08’, Tipo 001

fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-prova.pdf-html.html

 

TRT2R-Anal.Judiciário-Engenharia-AJ08

 

11 

41.  Suponha que determinado cidadão tenha sofrido ferimentos enquanto aguardava uma audiência em um prédio do Poder 

Judiciário, ocasionados por um servidor que buscava conter um tumulto que se formou no local em razão de protestos de 
determinada categoria de funcionários públicos. Referido cidadão buscou a responsabilização civil do Estado pelos danos 
sofridos. De acordo com o que predica a teoria do risco administrativo, o Estado 

 

(A)  não responde pelos danos causados, salvo se comprovada omissão no dever de fiscalizar a prestação do serviço público 

envolvido e suas condições de segurança. 

 

(B)  apenas responde pelos danos causados em caráter comprovadamente doloso ou culposo pelos seus agentes, assegurado 

o direito de regresso contra o agressor. 

 

(C)  pode ser responsabilizado, independentemente de culpa ou dolo de seus agentes, excluindo-se tal responsabilidade se 

comprovada culpa de terceiros. 

 

(D)  possui responsabilidade subjetiva pelos danos sofridos pelo cidadão, a quem compete comprovar o nexo de causalidade e 

a culpa anônima do serviço. 

 

(E)  possui responsabilidade objetiva pelos danos sofridos pelo cidadão, descabendo qualquer excludente de responsabilidade, 

como força maior, culpa da vítima ou de terceiros.  

 

 

Administração Pública 

 

42.  As metodologias consagradas para implementação de planejamento estratégico no âmbito das organizações públicas e privadas 

contemplam, como etapa relevante, o denominado diagnóstico institucional, muitas vezes utilizando como ferramenta a Matriz 
Swot, que procura identificar 

 

(A)  os projetos estratégicos da organização e as competências existentes para realizá-los, encadeados em uma representação 

gráfica na forma de fluxograma. 

 

(B)  os processos de trabalho necessários para a consecução dos resultados almejados em função dos valores institucionais 

identificados no mapeamento correspondente. 

 

(C)  a visão de futuro da organização, correspondente à sua essência e razão de ser, e que faz parte do quadro de indicadores 

estabelecido nesta etapa. 

 

(D)  as ações de longo prazo, correspondentes à missão da organização, e as de curto prazo, representativas dos cenários 

identificados. 

 

(E)  internamente, as forças e fraquezas da organização e, externamente, os desafios e oportunidades existentes no cenário 

em que se insere. 

 

 

43.  Entre as ferramentas e metodologias consagradas para gestão de projetos no âmbito das organizações, a que trabalha com a 

média ponderada de cenários probabilísticos (otimista, pessimista e realista) em relação ao tempo de conclusão do projeto cor-
responde a(o): 

 

(A)  Plan, Do, Check, Act to Corret (PDCA). 
(B)  Critical Path Method (CPM). 
(C)  Program Evaluation and Review Technique (PERT). 
(D)  Enterprise Application Integration (ERP). 
(E)  Business Process Management (BPM). 

 

 

44.  Considere as assertivas abaixo, relativas à atuação da Administração Pública. 

 

 

I

.

 

A atuação eficiente da Administração relaciona-se com o uso adequado dos insumos na produção de bens e serviços. 

 

 II

.  Uma ação administrativa é considerada efetiva quando atinge às legítimas expectativas dos administrados. 

 

 III

.  Eficácia diz respeito à governança no âmbito interno da Administração, traduzindo a relação entre os diversos agentes 

envolvidos e a população. 

 

 

Está correto que se afirma APENAS em 

 

(A) 

III

(B) 

II

(C) 

II

 e 

III

(D) 

I

 e 

II

(E) 

I

 

 

Noções de Orçamento Público 

 

45.  Em atendimento ao princípio orçamentário 

 

(A)  da totalidade, uma autarquia estadual possui uma Lei Orçamentária Anual distinta daquela do ente estadual a que pertence. 

 

(B)  da universalidade, a Lei Orçamentária Anual de um ente estadual deve conter todas as receitas e despesas de uma 

fundação instituída e mantida por ele. 

 

(C)  da exclusividade, a Lei Orçamentária Anual pode conter dispositivo sobre a criação de despesa obrigatória de caráter 

continuado. 

 

(D)  da competência, a Lei Orçamentária Anual apresenta a previsão das receitas orçamentárias que serão arrecadadas 

durante o exercício financeiro a que se refere. 

 

(E)  do orçamento bruto, a Lei Orçamentária Anual deve apresentar as despesas com uma obra pelo valor total de sua 

execução, mesmo que ocorra em três exercícios financeiros. 

Caderno de Prova ’AJ08’, Tipo 001

fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-prova.pdf-html.html

 

12 

TRT2R-Anal.Judiciário-Engenharia-AJ08

 

46.  Considere os dados abaixo extraídos das demonstrações contábeis de um ente público municipal, cujos valores estão em reais. 

 

Ativo Financeiro em 31/12/2017 

40.450.000,00 

Ativo Financeiro em 31/3/2018 

38.000.000,00 

Ativo Circulante em 31/12/2017 

52.000.000,00 

Passivo Financeiro em 31/12/2017 

36.000.000,00 

Passivo Financeiro em 31/3/2018 

27.500.000,00 

Passivo Circulante em 31/12/2017 

42.500.000,00 

Reabertura de Créditos Adicionais Especiais em 2018 

2.000.000,00 

 

 

Não houve a abertura de créditos adicionais até 31/3/2018 e não havia operações de crédito vinculadas aos créditos adicionais 

especiais reabertos em 2018.  

 
 

Sendo assim, em 31/3/2018, o valor do superávit financeiro que poderia ser utilizado como recurso de cobertura para a abertura 

de créditos adicionais no exercício financeiro de 2018 era, em reais, de 

 

(A) 4.450.000,00 
(B) 2.450.000,00 
(C) 10.500.000,00 
(D) 8.500.000,00 
(E) 7.500.000,00 

 

 

47.  No dia 15/2/2018, um Tribunal Regional do Trabalho fez o empenho da despesa com Outros Serviços de Terceiros – Pessoa 

Jurídica no valor de R$ 200.000,00 referente à limpeza dos vidros do prédio em que são realizadas as atividades de tal entidade 

pública. Em 21/2/2018, o prestador de serviço executou a limpeza dos vidros do prédio e, em 23/2/2018, houve a verificação do 

direito adquirido pelo credor, tendo por base os títulos e documentos comprobatórios do respectivo crédito. No dia 28/2/2018, 

ocorreu o pagamento da despesa pelo valor total do empenho. Sendo assim, no dia  

 

(A)  15/2/2018, houve a execução orçamentária de uma Despesa de Capital. 
(B)  21/2/2018, houve a liquidação de Outras Receitas Correntes. 
(C)  28/2/2018, houve a execução orçamentária de uma Inversão Financeira. 
(D)  23/2/2018, houve a liquidação de uma Despesa Corrente. 
(E)  15/2/2018, houve a emissão de uma nota de pagamento por estimativa.  

 

 

Gestão de Pessoas 

 

48.  O conjunto de hábitos e crenças estabelecidos por normas, valores, atitudes e expectativas, compartilhado por todos os mem-

bros da organização, refere-se à definição de 

 

(A) cultura 

organizacional. 

(B) clima 

organizacional. 

(C) gestão 

organizacional. 

(D) estratégia 

organizacional. 

(E) socialização 

organizacional. 

 

 

49.  Quando o treinamento é baseado em competências, ele se baseia na lacuna existente entre as competências disponíveis e 

existentes e as competências necessárias 

 

(A)  à direção da empresa, à área de recursos humanos ou à liderança. 
(B)  à sociedade, ao grupo social ou à pessoa.   
(C)  ao mercado, aos clientes em potencial ou ao cliente da empresa. 
(D)  à organização, à unidade organizacional ou ao trabalho da pessoa. 
(E)  ao mundo globalizado, ao mercado de trabalho, ao segmento de atuação da empresa. 

 

 

50.  O planejamento estratégico de gestão de pessoas refere-se à maneira como a função de Gestão de Pessoas pode contribuir 

para o alcance dos objetivos organizacionais e, simultaneamente, 

 

(A)  estimular e cocriar a cultura organizacional. 
(B)  favorecer e incentivar o alcance dos objetivos individuais dos funcionários. 
(C)  contribuir e participar de temas voltados para a perenidade da empresa. 
(D)  favorecer e estimular a prática dos processos de qualidade. 
(E)  incentivar e contribuir para ampliar a participação dos clientes no processo produtivo. 

 

Caderno de Prova ’AJ08’, Tipo 001

fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-prova.pdf-html.html

 

TRT2R-Anal.Judiciário-Engenharia-AJ08

 

13 

 

Conhecimentos Específicos de Engenharia 

 

51.  Visando ao ordenamento compartilhado ou não do subsolo urbano, por meio da implantação de infraestrutura de serviços 

públicos ou privados relacionados, por exemplo, com telecomunicação, telefonia, fibra ótica, água potável, gás, eletricidade e 
demais serviços correlatos, considera-se galeria técnica de seção circular visitável toda galeria cujo diâmetro nominal interno, 
em metros, seja maior ou igual a 

 

(A) 1,10 
 
(B) 1,20 
 
(C) 1,50 
 
(D) 1,00 
 
(E) 0,80 

 

 
52.  Considere os dados abaixo após o levantamento de uma poligonal aberta: 
 

Estaca 

Ponto Visado 

Ângulo à direita 

Rumo 

Calculado 


⎯⎯ 

 

S 35

° 00’ E 


135

° 30’ 

⎯⎯ 

R

− 4

 


99

° 00’ 

⎯⎯ 

R

− 5

 

 
 

Os rumos da estaca 3 para a estaca 4 (R

− 4

) e da estaca 4 para a estaca 5 (R

− 5

) são, respectivamente, 

 

(A)  S79º 30’E 

e  N19º 30’E 

 
(B)  S80º 30’E 

e  N20º 30’E 

 
(C)  S79º 50’E 

e  N20º 00’E 

 
(D)  N100º 30’E 

e  S81º 00’E 

 
(E)  S10º 30’E 

e  S160º 30’E 

 

 

53.  De acordo com os requisitos mínimos exigíveis para o projeto de estruturas de alvenaria de blocos cerâmicos, sobre as 

disposições construtivas e detalhamento de emendas, no máximo duas barras podem ser emendadas em uma mesma seção, 
quando em um mesmo espaço grauteado (furo vertical ou canaleta horizontal). Uma segunda emenda deve estar no mínimo a 
uma distância de 40

 

Φ

 da primeira emenda, medida na direção do eixo das barras, sendo 

Φ

 o diâmetro da barra emendada. O 

comprimento mínimo de uma emenda por traspasse é de 40

 

Φ

, não se adotando, no caso de barras corrugadas, valor menor 

que 

 

(A)  5 cm e 12 cm no caso de barras lisas, independente do comprimento de ancoragem. 
 
(B)  10 cm e 20 cm no caso de barras lisas, em nenhum caso a emenda pode ser inferior ao comprimento de ancoragem. 
 
(C)  7 cm e 10 cm no caso de barras lisas, em nenhum caso a emenda pode ser superior ao comprimento de ancoragem. 
 
(D)  12 cm e 25 cm no caso de barras lisas, em nenhum caso a emenda pode ser superior ao comprimento de ancoragem. 
 
(E)  15 cm e 30 cm no caso de barras lisas, em nenhum caso a emenda pode ser inferior ao comprimento de ancoragem. 

 

 
54.  Em um serviço de impermeabilização optou-se pelo emprego de impermeabilização rígida do tipo argamassa impermeável com 

aditivo hidrófugo. A argamassa impermeável deve ser aplicada de forma contínua, com espessura de  

 

(A)  20 mm, sendo a aplicação em camadas sucessivas de 5 mm, evitando-se a superposição das juntas de execução. 

 
(B)  30 mm, sendo a aplicação em camadas sucessivas de 15 mm, evitando-se a superposição das juntas de execução. 
 
(C)  12 mm, sendo a aplicação em camadas sucessivas de 1,2 mm, assegurando a superposição das juntas de execução. 
 
(D)  10 mm, sendo a aplicação em camadas sucessivas de 1,0 mm, assegurando a superposição das juntas de execução. 
 
(E)  50 mm, sendo a aplicação em camadas sucessivas de 5 mm, assegurando a superposição das juntas de execução.

Caderno de Prova ’AJ08’, Tipo 001

fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-prova.pdf-html.html

 

14 

TRT2R-Anal.Judiciário-Engenharia-AJ08

 

55.  Considere que o projeto de terraplenagem de um terreno prevê um plano horizontal com cota final de 11,25 metros.  

 

Dados:  

 

Cotas em metros obtidas por quadriculação do terreno 

 

Seções/Estacas 1  2 3 

12 11 

12 

10 10 

14 

12 11 

12 

 
 

Caso haja a necessidade de sobra de material (solo) de 2000 m

3

 no processo de terraplenagem, a cota final, em metros, passa 

a ser 

 

(A) 12,00 
(B) 12,50 
(C) 15,00 

(D) 6,25 
(E) 5,00 

 

 

56.  As telas eletrosoldadas galvanizadas semirrígidas são recomendadas para aplicação nas regiões de estrutura e de interface da 

estrutura com a alvenaria, contribuindo para a absorção das tensões provenientes da dilatação e retração do revestimento de ar-
gamassa, evitando a fissuração, garantindo melhor aderência ao chapisco e contribuindo para minimizar os efeitos de cisalha-
mento nos revestimentos. Também são indicadas para aplicação em revestimentos com superfícies curvas e, principalmente, 
para reforço da argamassa de regularização com espessura  

 

(A)  inferior a 2 cm. 
(B)  superior a 2 cm. 
(C)  inferior a 6 cm. 
(D)  superior a 6 cm. 
(E)  inferior a 5 cm. 

 

 

57.  Considere a vista superior da laje de concreto armado da figura abaixo. 

 

 

 

 

Na laje de concreto armado apoiada em vigas notou-se a abertura de fissuras nos quatro cantos, a qual denota a patologia de 
insuficiência de armadura para resistir 

 

(A)  ao momento fletor positivo. 
(B)  ao momento volvente. 
(C) ao 

cisalhamento. 

(D)  aos esforços de compressão. 
(E) à 

flambagem. 

 

 

58.  As instalações hidráulicas de um edifício residencial com 24 andares, 6 apartamentos por andar, previsto para a ocupação de 

5 pessoas por apartamento e com consumo médio diário por pessoa de 250 litros, foram projetadas com um reservatório 
superior que armazena 40% do volume total de água. O sistema de recalque deve funcionar 5 horas por dia para encher o 
reservatório superior com uma bomba hidráulica com 80% de rendimento. Se a altura manométrica total for de 90 m, a potência 
calculada da bomba é, em CV, 

 

(A) 4,0 
(B) 3,6 
(C) 6,0 
(D) 5,5 
(E) 7,2 

 

Quadriculação do terreno de 10 m em 10 m.

 

Caderno de Prova ’AJ08’, Tipo 001

fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-prova.pdf-html.html

 

TRT2R-Anal.Judiciário-Engenharia-AJ08

 

15 

59.  Observe a sala de uma edificação da figura abaixo.  

 

Dado: 

 

Considerar o número PI 

= 3,14 

 

 

 

Na fase inicial de previsão de cargas para o projeto das instalações elétricas da sala, deve-se considerar para as tomadas de 
uso geral, a carga mínima, em VA, de 

 

(A) 5 

000 

(B) 2 

000 

(C) 4 

000 

(D) 3 

000 

(E) 1 

000 

 

 

 

60.  Considere a treliça da figura montada com perfis de aço e submetida a três cargas concentradas. 

 

 

 
 

Considerando que a área da seção transversal das barras tem 5 cm

2

 e módulo de elasticidade 200 GPa, o encurtamento da 

barra AB é, em milímetros, 

 

(A) 0,40 
(B) 0,20 
(C) 0,30 
(D) 0,50 
(E) 0,80 

 

 

61.  Considere a viga simplesmente apoiada da figura, com 8 m de vão, submetida a um carregamento distribuído de 3,75 kN/m. 

 

 

 

 

Essa viga foi calculada em perfil metálico retangular vazado com 90 mm de largura, 140 mm de altura e 10 mm de alma em 
todas as faces o qual resulta momento de inércia de 1 050 cm

3

. No dimensionamento à flexão dessa viga, verificou-se que a 

máxima tensão de tração é, em MPa, 

 

(A) 120 
(B) 200 
(C) 150 
(D) 100 
(E) 180 

 

Dado: 

 

= 0,60 m 

Caderno de Prova ’AJ08’, Tipo 001

fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-prova.pdf-html.html

 

16 

TRT2R-Anal.Judiciário-Engenharia-AJ08

 

62.  No projeto das estruturas de um edifício de concreto armado foram dimensionados pilares de seção retangular 30 por 44 cm, 

com aço CA50, para suportar uma carga vertical de cálculo de 1 200 kN. Como parte do dimensionamento deve-se verificar a 
área mínima, de armadura longitudinal cujo valor é, em cm

2

 

(A) 4,14 

 

(B) 5,10 

 

(C) 4,56 

 

(D) 5,28 

 

(E) 3,62 

 

 

 
63.  No projeto e execução de valas para assentamento de tubulação de água, esgoto ou drenagem urbana, para as valas localiza-

das no leito carroçável da rua, a distância mínima entre as tubulações de água e de esgoto deve ser de  

 

(A)  1,00 m, e a tubulação de água deve ficar, no mínimo, 0,20 m acima da tubulação de esgoto. 

 

(B)  0,80 m, e a tubulação de água deve ficar, no mínimo, 0,50 m acima da tubulação de esgoto. 

 

(C)  0,50 m, e a tubulação de água deve ficar, no mínimo, 0,25 m acima da tubulação de esgoto. 

 

(D)  0,30 m, e a tubulação de água deve ficar, no mínimo, 0,10 m acima da tubulação de esgoto. 

 

(E)  0,70 m, e a tubulação de água deve ficar, no mínimo, 0,30 m acima da tubulação de esgoto. 

 

 

64.  Nos projetos de fundações, para o preparo da cabeça de estacas, deve-se atender, entre outros critérios, a obrigatoriedade do 

uso do lastro de concreto magro com espessura não inferior a  

 

(A)  5 cm para execução do bloco de coroamento. A estaca deve ficar, pelo menos, 5 cm acima do lastro. 

 

(B)  10 cm para execução do bloco de coroamento. A estaca deve ficar, pelo menos, 10 cm acima do lastro. 

 

(C)  3 cm para execução do bloco de coroamento. A estaca deve ficar, pelo menos, 3 cm acima do lastro. 

 

(D)  2,5 cm para execução do bloco de coroamento. A estaca deve ficar, pelo menos, 1,5 cm acima do lastro. 

 

(E)  15 cm para execução do bloco de coroamento. A estaca deve ficar, pelo menos, 5 cm acima do lastro.  

 

 

65.  No projeto das instalações hidráulicas pluviais de áreas prediais pavimentadas, onde os empoçamentos possam ser tolerados, 

deve-se prever a intensidade pluviométrica com valores adequados de duração de precipitação e o período de retorno, em anos, de 

 

(A) 6 

 

(B) 1 

 

(C) 15 

 

(D) 10 

 

(E) 30 

 

 

66.  Nos projetos de rede de distribuição de água para abastecimento público, deve-se incorporar na concepção da rede de 

distribuição a delimitação de Distritos de Medição e Controle (DMC), considerando as condições topológicas e operacionais da 
rede, e os critérios estabelecidos pela operadora. Com o objetivo de proporcionar controle e eficiência, salvo justificativa técnica, 
recomenda-se que o DMC abranja uma área que apresente, no máximo, uma das seguintes características: 

 

(A)  12 000 ligações e extensão máxima de 35 km de rede no DMC. 

 

(B)  7 000 ligações e extensão máxima de 10 km de rede no DMC. 

 

(C)  10 000 ligações e extensão máxima de 50 km de rede no DMC. 

 

(D)  5 000 ligações e extensão máxima de 25 km de rede no DMC. 

 

(E)  15 000 ligações e extensão máxima de 15 km de rede no DMC. 

 
 
67.  Segundo a Lei n

o

 8.666/1993 e demais alterações, o valor limite para que uma obra ou serviço de engenharia possa gozar de 

dispensa de licitação é de  

 

(A) R$ 

60.000,00 

 

(B) R$ 

150.000,00 

 

(C) R$ 

15.000,00 

 

(D) R$ 

100.000,00 

 

(E) R$ 

30.000,00 

Caderno de Prova ’AJ08’, Tipo 001

fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-prova.pdf-html.html

 

TRT2R-Anal.Judiciário-Engenharia-AJ08

 

17 

68.  Considere o cronograma abaixo de uma obra composta de seis serviços, prevista para a duração de quatro meses. 

 

Cronograma da obra 

 

Serviço 

Meses 

Custo 

(%) 

1 2 3 4 

100% 

    10 

100% 

    20 

C 80% 

20%     25 

D 40% 

40% 

20%   25 

  20% 40% 40% 

15 

F   

20% 

80% 

 

 

Como no primeiro mês somente os serviços A e B foram concluídos, enquanto que os serviços C e D foram parcialmente 
realizados, o pagamento da primeira medição representará o percentual total do custo da obra de 

 

(A) 28% 
(B) 46% 
(C) 32% 
(D) 50% 
(E) 60% 

 

 
69.  Considere hipoteticamente que uma nova empresa da cidade de São Paulo possua três canteiros de obra com 50 empregados 

em cada estabelecimento. Para os três canteiros de obra, o cronograma não excede 180 dias, portanto, a empresa fica  

 

(A)  obrigada de constituir Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) centralizada, composta de representantes do 

empregador e dos empregados, devendo ter, pelo menos, cinco representantes titulares e 5 suplentes por grupo de até
30 trabalhadores. 

 

(B)  desobrigada de constituir Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), sendo necessário ser constituída comissão 

provisória de prevenção de acidentes, com eleição paritária de 3 membros efetivos e 2 suplentes, a cada grupo de
30 trabalhadores. 

 

(C)  desobrigada de constituir Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), sendo necessário ser constituída comissão 

provisória de prevenção de acidentes, com eleição paritária de um membro efetivo e um suplente, a cada grupo de
50 trabalhadores. 

 

(D)  obrigada de constituir Comissão Interna de Prevenção de Acidentes CIPA por estabelecimento, composta de 

representantes do empregador e dos empregados, devendo ter, pelo menos, 3 representantes titulares e 6 suplentes por 
grupo de até 12 trabalhadores. 

 

(E)  obrigada de constituir Comissão Interna de Prevenção de Acidentes CIPA, com eleição paritária de 6 membros efetivos e

6 suplentes, a cada grupo de 50 trabalhadores. 

 

 

70.  Considere a planta de um terreno abaixo. 

 

 

 

Com os dados do levantamento topográfico do terreno delimitado por 5 estacas, foi possível representá-lo graficamente por meio 
do programa AutoCAD©. O rumo da linha 4 

− 5 é S30°00'E, e a distância entre as estacas 4 e 5 é igual a 25 m. Para desenhar esta 

linha, a partir da estaca 4, com o comando LINE, em coordenadas polares relativas, digita-se, após a instrução TO POINT

 

(A) 25

<30 

(B) @25

<−30 

(C) 25,

−30 

(D) @25,60 

 

(E) @25

<−60 

Caderno de Prova ’AJ08’, Tipo 001

fcc-2018-trt-2-regiao-sp-analista-judiciario-engenharia-prova.pdf-html.html

 

18 

TRT2R-Anal.Judiciário-Engenharia-AJ08

 

PROVA DISCURSIVA-REDAÇÃO 

Instruções Gerais: 

De acordo com o Edital n

o

 01/2018 de Abertura de Inscrições, capítulo 10, itens: 10.2 Na Prova Discursiva-Redação, o candidato deverá desenvolver texto dissertativo-

argumentativo a partir de proposta única, sobre assunto de interesse geral. 10.3.4 Na aferição do critério de correção gramatical, por ocasião da avaliação do desempenho 

na Prova Discursiva-Redação, os candidatos devem usar as normas ortográficas em vigor a partir de 1 de janeiro de 2016, implementadas pelo Acordo Ortográfico da 

Língua Portuguesa. 10.3.5 Será atribuída nota ZERO à Prova Discursiva-Redação que: a) fugir à modalidade de texto solicitada e/ou ao tema proposto; b) não atender aos 

critérios dispostos nos quesitos 10.3.1 – Conteúdo, 10.3.2 – Estrutura  e 10.3.3 – Expressão. c) apresentar texto sob forma não articulada verbalmente (apenas com 

desenhos, números e palavras soltas ou em versos) ou qualquer fragmento de texto escrito fora do local apropriado; d) for assinada fora do local apropriado; e) apresentar 

qualquer sinal que, de alguma forma, possibilite a identificação do candidato; f) for escrita a lápis, em parte ou em sua totalidade; g) estiver em branco; h) apresentar letra 

ilegível e/ou incompreensível; i) não atender aos requisitos definidos na grade correção/máscara de critérios pela Banca Examinadora. 10.3.6 Na Prova Discursiva-Redação, 

a folha para rascunho no Caderno de Provas será de preenchimento facultativo. Em hipótese alguma o rascunho elaborado pelo candidato será considerado na correção 

pela Banca Examinadora. 10.3.7 Na Prova Discursiva-Redação deverão ser rigorosamente observados os limites mínimo de 20 (vinte) linhas e máximo de 30 (trinta) linhas, 

sob pena de perda de pontos a serem atribuídos à Redação. 10.3.8 A Prova Discursiva-Redação terá caráter eliminatório e classificatório e será avaliada na escala de  
0 (zero) a 100 (cem) pontos, considerando-se habilitado o candidato que nela obtiver nota igual ou superior a 60 (sessenta

pontos.

 

 

Observação:  NÃO é necessária e/ou obrigatória a colocação de título na sua Redação. 

 

 

 

 

 
 
 
 
 
 

 

 

 

 

Que o crescimento do capital e os interesses dos investidores tenham leis que dependem de uma matemática acadêmica é 

perfeitamente admissível. 

Que essas leis entrem em contradição com os limites impostos pelos sistemas nacionais de legislação social é igualmente claro. 
Mas que sejam leis históricas inelutáveis, às quais seja inútil se opor, e que prometam para as gerações futuras uma 

prosperidade que vale o sacrifício dos sistemas de proteção social, isso não é mais uma questão de ciência, mas de fé. 

Os partidários do liberalismo econômico integral penam para demonstrar que a livre circulação de capitais seja a medida que 

conduzirá a humanidade a um futuro melhor. 

 

(Adaptado de: RANCIÈRE, Jacques. O ódio à democracia. Trad. Mariana Echalar. São Paulo, Boitempo Editorial, 2014, edição digital) 

 

 

Com base na afirmação acima elabore um texto dissertativo-argumentativo. Justifique sua resposta. 

Caderno de Prova ’AJ08’, Tipo 001