Prova Concurso - Pedagogia - DE-BETIM-MG-2015-PREFEITURA-DE-BETIM-MG-PROFESSOR-PIL - PREFEITURA - DE - 2015

Prova - Pedagogia - DE-BETIM-MG-2015-PREFEITURA-DE-BETIM-MG-PROFESSOR-PIL - PREFEITURA - DE - 2015

Detalhes

Profissão: Pedagogia
Cargo: DE-BETIM-MG-2015-PREFEITURA-DE-BETIM-MG-PROFESSOR-PIL
Órgão: DE
Banca: PREFEITURA
Ano: 2015
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

PEDAGOGOUFPA2018
PEDAGOGOUNIFESSPA2018
PEDAGOGOEBSERH2018

Gabarito

prefeitura-de-betim-mg-2015-prefeitura-de-betim-mg-professor-pil-gabarito.pdf-html.html

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 

EDITAL CONJUNTO SEMED/SEMAS - PSS Nº 001/2015 

 

Gabarito Oficial 

 

Professor PI L 

 

 

QUESTÃO 01 

QUESTÃO 02 

QUESTÃO 03 

QUESTÃO 04 

QUESTÃO 05 

QUESTÃO 06 

QUESTÃO 07 

QUESTÃO 08 

QUESTÃO 09 

QUESTÃO 10 

QUESTÃO 11 

QUESTÃO 12 

QUESTÃO 13 

QUESTÃO 14 

QUESTÃO 15 

QUESTÃO 16 

QUESTÃO 17 

QUESTÃO 18 

QUESTÃO 19 

QUESTÃO 20 

 

 

 

Prova

prefeitura-de-betim-mg-2015-prefeitura-de-betim-mg-professor-pil-prova.pdf-html.html

 
 

 

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 

EDITAL CONJUNTO SEMED/SEMAS - PSS Nº 001/2015 

 

 

 

 

 

CADERNO DE  PROVAS 

CARGO: PROFESSOR PI-L 

 

PROVAS:    LÍNGUA  PORTUGUESA,  CONHECIMENTOS  ESPECÍFICOS, 
LEGISLAÇÃO 

 

 

LEIA ATENTAMENTE AS  INSTRUÇÕES ABAIXO: 

1.  Este  caderno  de  provas  contém  um  total  de  20  (vinte)  questões  objetivas,  sendo  5  de 

Língua Portuguesa, 10 de Conhecimentos Específicos e 5 de Legislação. Confira-o.  

2.  Esta prova terá, no máximo, 2  (duas) horas de  duração, incluído  o tempo  destinado  à 

transcrição de suas respostas no gabarito oficial.  

3.  Respondidas as questões, você deverá passar o gabarito para a sua folha de respostas, 

usando  caneta  esferográfica  azul  ou  preta,  fabricada  em  material  transparente,  não 
podendo usar outro tipo de caneta ou material.  

4.  Em nenhuma hipótese haverá substituição da Folha de Respostas por erro do candidato.  
5.  Este caderno deverá ser devolvido ao aplicador, juntamente com a folha de respostas, 

devidamente preenchidos e assinados. 

6.  O  candidato  só  poderá  se  ausentar  do  recinto  da  prova  após  1  (uma)  hora  contada  a 

partir do efetivo início da mesma.  

7.  O  gabarito  oficial  da  prova  objetiva  será  divulgado  no  endereço  eletrônico 

www.betim.mg.gov.br,  link  Secretarias  de  Assistência  ou  Educação,  no  dia  15  de 
novembro, a partir de 14h, e publicado no Órgão Oficial do Município de Betim, no dia 
17 de novembro de 2015.  

8.  A comissão organizadora do Processo Seletivo lhe deseja uma boa prova. 

prefeitura-de-betim-mg-2015-prefeitura-de-betim-mg-professor-pil-prova.pdf-html.html

 
 

 

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 

EDITAL CONJUNTO SEMED/SEMAS - PSS Nº 001/2015 

CARGO: PROFESSOR PI-L 

Nome do(a)  Candidato(a):___________________________________________________________ 
Nº da inscrição:_______________________________________

 

LÍNGUA PORTUGUESA 

Leia o texto a seguir e responda as questões de 1-5. 
 

Aprender é um direito de todos 

01/08/2014 02h00

 

 

Até  o  final  de  2016,  o  Brasil  deverá  construir  sua  primeira  proposta  de  base  nacional  curricular 

comum da educação fundamental e ensino médio, dispositivo que define objetivamente o que se espera que 
os alunos aprendam  nas  determinadas  fases  escolares,  segundo o Plano Nacional de Educação, sancionado 
pela presidente Dilma em junho.  
 

Os  recentes  avanços,  como  a  universalização  do  ensino  fundamental  nos  anos  90,  a  definição,  em 

2010,  da  escolaridade  de  nove  anos  como  obrigatória  e  a  meta  de  universalização  do  ensino  médio  para 
2016, reafirmam o direito à educação pública e o dever do Estado de provê-la, mas não garantem o direito de 
aprendizagem a todas as crianças e adolescentes.  
 

São  múltiplos  os  fatores  que  determinam  as  condições  de  ensino  e  de  aprendizagem.  É  importante 

considerarmos, no entanto, que a ausência de uma base curricular tende a agravar esse quadro, ao criar um 
espaço de indefinições, equívocos e interpretações pessoais que restringem a aprendizagem dos alunos.  
 

Países  com  bom  desempenho  em  avaliações  internacionais  possuem  um  documento  nacional 

especificando o que deve ser ensinado, com variações no grau de detalhamento desses conteúdos, conforme 
estudo  comparativo  realizado  pela  pesquisadora  Paula  Louzano,  que  analisou  políticas  curriculares  de 
diversos sistemas de ensino.  
 

No Brasil, a ausência dessas especificações favorece que  as  avaliações  externas  pautem o que deve 

ser  ensinado,  mostrando  uma  inversão  no  processo  de  definição  das  políticas  educacionais.  Uma  política 
curricular nacional, que estabeleça de forma objetiva e clara o que cada aluno deve aprender em cada etapa 
do percurso escolar – independentemente de sua origem territorial, social ou cultural–, expressa um projeto 
de sociedade sustentado no princípio da igualdade.  
 

Construir uma base nacional curricular comum, no entanto, requer alguns pontos de atenção.  

 

O  primeiro  deles  é  que  os  sistemas  educacionais  tenham  a  liberdade  de  complementar  a  base 

curricular  comum  considerando  os  contextos  locais  e  articulando  o  projeto  de  sociedade  às  aspirações  e 
especificidades regionais.  
 

A  definição  de  objetivos  claros  de  aprendizagem  deve  também  favorecer  o  controle  social  das 

políticas educacionais e o acompanhamento da aprendizagem pelos sistemas educacionais e pelas famílias.  
 

Outro  pressuposto  é  a  articulação  da  base  curricular  nacional  com  políticas  de  formação  de 

professores,  inicial  e  continuada.  A  indicação  clara  do  que  é  preciso  ensinar  é  condição  para  um  efetivo 
planejamento docente e acompanhamento da aprendizagem de cada aluno.  
 

Por fim, para que a base nacional curricular comum expresse um projeto de sociedade mais justo, é 

fundamental  que  sua  construção  envolva  uma  ampla  participação  social,  com  dispositivos  que  garantam 
consulta, debate, formulação e validação. Sem isso, o Brasil deixará, mais uma vez, escapar a oportunidade 
de alçar a educação ao patamar de prioridade nacional de fato.  

MARIA ALICE SETUBAL, doutora em psicologia da educação pela PUC-SP, é presidente dos conselhos 
do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) e da Fundação Tide 
Setubal.  

Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2014/08/1494090-maria-alice-setubal-aprender-e-
um-direito-de-todos.shtml> Acesso 04 set. 2015. 

prefeitura-de-betim-mg-2015-prefeitura-de-betim-mg-professor-pil-prova.pdf-html.html

 
 

 

QUESTÃO 1 
De acordo com o texto, o que contribui para a garantia do direito de aprendizagem a todas as crianças é  

A) a universalização do ensino fundamental. 
B) a ampliação do ensino fundamental para 9 anos. 
C) a universalização do ensino médio. 
D) a construção de uma base nacional curricular comum da educação fundamental e ensino médio. 

Considere as afirmativas  
 
I. A construção da base nacional curricular comum deve ser pautada pelas avaliações internacionais. 
II.  A  base  nacional  curricular  comum  favorece  o  acompanhamento  da  aprendizagem  pelos  sistemas 
educacionais e pelas famílias. 
III.  A  inexistência  de  uma  base  nacional  curricular  comum  possibilita  que  as  avaliações  externas  exerçam 
forte influência sobre os currículos.  
IV. A construção de uma base nacional curricular comum impede a flexibilidade dos currículos dos estados e 
municípios. 
 
 
QUESTÃO 2 
É CORRETO o que se afirma em 

A) I e II, apenas.  
B) I, II e IV, apenas. 
C) II e III, apenas. 
D) I, II, III e IV. 
 
QUESTÃO 3 
Está CORRETAMENTE justificada a acentuação da palavra 

A) países - todo I tônico, segunda vogal de hiato, isolado na sílaba, é acentuado graficamente. 
B) até - todo monossílabo tônico terminado em E é acentuado graficamente. 
C) múltiplos - toda proparoxítona terminada em O(s) é acentuada graficamente. 
D) também - toda oxítona terminada em M é acentuada graficamente. 
 
 
Considere o trecho: 
 
Os recentes avanços, como a universalização do ensino fundamental nos anos 90, a definição, em 2010, da 
escolaridade  de  nove  anos  como  obrigatória  e  a  meta  de  universalização  do  ensino  médio  para  2016, 
reafirmam  o  direito  à  educação  pública  e  o  dever  do  Estado  de  provê-la,  mas  não  garantem  o  direito  de 
aprendizagem a todas as crianças e adolescentes. 
 
QUESTÃO 4 
O verbo prover grifado no trecho pode ser substituído, preservando-se as relações de sentido construídas no 
texto, por: 
 
A) fornecer. 
B) nomear. 
C) planejar. 
D) implantar. 
 

prefeitura-de-betim-mg-2015-prefeitura-de-betim-mg-professor-pil-prova.pdf-html.html

 
 

 

Considere o trecho: 
 
Por  fim,  para  que  a  base  nacional  curricular  comum  expresse  um  projeto  de  sociedade  mais  justo,  é 
fundamental  que  sua  construção  envolva  uma  ampla  participação  social,  com  dispositivos  que  garantam 
consulta, debate, formulação e validação. 
 
QUESTÃO 5  
Preservando as relações de sentido construídas no texto, o articulador grifado pode ser substituído por: 
 
A) em virtude de. 
B) a fim de que. 
C) devido a. 
D) por conseguinte. 
 
 

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 

 
QUESTÃO 6 
Considerando  o  processo  de  avaliação  do  texto  escrito  pelo  aluno,  é  CORRETO  afirmar  que  o  professor 
deve 
 
A)  corrigir  os  erros  de  grafia  de  palavras,  de  pontuação  e  de  repetição  de  palavras,  porque  se  avalia  o 
domínio da produção do texto escrito pelos acertos das convenções do código. 
B) avaliar a construção do texto atendendo ao que foi solicitado (situação comunicativa, gênero textual) e o 
registro linguístico adequado à situação de interação. 
C)  analisar  a  capacidade  do  aluno  de  escrever  e  de  expor  a  sequência  das  ideias  apresentadas, 
independentemente das convenções da escrita. 
D)  analisar  a  organização  do  texto  escrito  e  os  acertos  relativos  às  convenções  da  escrita,  sem  ênfase  à 
construção da coerência temática. 
 
QUESTÃO 7 
De acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais de língua portuguesa, no trabalho com a língua falada, 
o professor deve 
 
A) priorizar a fala espontânea dos alunos, através de gêneros tais como conversa informal. 
B) enfatizar a construção dos turnos conversacionais no diálogo cotidiano com os colegas. 
C) orientar os alunos para evitarem o uso de marcadores conversacionais (aí, né, etc.) em todas as situações 
de comunicação. 
D)  criar  oportunidades  para  a  produção  de  textos  orais  de  diferentes  gêneros  e  que  circulam  em  esferas 
discursivas públicas. 
 
QUESTÃO  8 
Sobre a aprendizagem da escrita, NÃO é correto afirmar que  
 
A) envolve um sistema de representação da fala. 
B) envolve a aquisição de um código de transcrição da fala. 
C) envolve questões de ordem conceitual. 
D) consiste num processo de construção de conhecimento por meio de práticas sociais. 
 
 
 
 

prefeitura-de-betim-mg-2015-prefeitura-de-betim-mg-professor-pil-prova.pdf-html.html

 
 

 

Considere as afirmações a seguir sobre o ensino da ortografia 
 
I.  Os  erros  de  grafia  devem  ser  analisados  pela  professora  para  planejar  atividades  variadas,  que  visem  à 
memorização da escrita de cada palavra. 
II. A análise das produções escritas dos alunos permite importantes informações acerca do que cada aluno já 
sabe sobre a escrita correta e o que ainda falta aprender. 
III.  Os  erros  de  grafia  de  palavras  têm  diferentes  causas,  por  isso  para  superá-los  é  necessário  o  uso  de 
diferentes estratégias de ensino.  
IV.  É  imprescindível  que  o  professor  encare  os  erros  cometidos  pelos  alunos  como  indicadores  das  reais 
necessidades do grupo para, assim, reorientar suas ações pedagógicas.    
 
QUESTÃO 9
 
Está CORRETO o que se afirma em   
 
A) II e III, apenas.  
B) I e IV, apenas. 
C) I e III, apenas.  
D) II, III e IV, apenas. 
 
QUESTÃO 10 
Em relação à concepção de avaliação, os Parâmetros Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental   
 
A) vinculam a avaliação da aprendizagem aos objetivos de ensino, indicando-a como etapa final do processo 
de ensino escolar.  
B)  vinculam  a  avaliação  à  ideia  de  diagnóstico,  devendo-se  aplicar  seus  procedimentos  apenas  na  etapa 
inicial do ano letivo. 
C) preconizam um processo avaliativo com aferição quantitativa, permitindo eleger alunos para recuperação, 
promoção ou retenção.  
D) entendem a avaliação como conjunto de ações contínuas, intrínsecas ao processo educacional, destinadas 
a reorientar as intervenções pedagógicas. 
 
QUESTÃO 11 
Sobre os conceitos de alfabetização e letramento, só NÃO é correto o que ser afirma em: 
 
A) Alfabetização e letramento são dois processos distintos, mas inseparáveis. 
B) Nas práticas de ensino, o ideal é alfabetizar, letrando. 
C) Os professores deveriam ensinar a ler e a escrever no contexto das práticas sociais da leitura e da escrita. 
D) Para letrar um sujeito, basta ensiná-lo a estrutura da base alfabética.  
 
QUESTÃO 12  
Sobre a Educação Especial, é INCORRETO afirmar que 
 
A)  desde  a  sua  origem,  a  educação  especial  se  caracteriza  por  uma  perspectiva  inclusiva,  em  que  se 
consideram as necessidades educacionais específicas da criança.  
B) durante muito tempo, a educação especial foi oferecida em instituições especializadas, escolas especiais e 
classes especiais, em substituição ao ensino comum.  
C)

 o projeto pedagógico

 da escola deve articular a educação comum e a educação especial, buscando atender 

às necessidades dos educandos. 
D)  o  trabalho  colaborativo  entre  os  professores  da  sala  de  aula  comum  e  o  da  sala  de  recursos 
multifuncionais busca promover condições de aprendizagem da criança com deficiência. 
 
 

prefeitura-de-betim-mg-2015-prefeitura-de-betim-mg-professor-pil-prova.pdf-html.html

 
 

 

QUESTÃO 13 
Sobre as salas de recursos multifuncionais, é CORRETO afirmar que  
 
A)  possibilitam diferentes tipos de atividades, como reforço escolar e atendimento a famílias.  
B) são ambientes dotados de equipamentos destinados ao desenvolvimento de projetos nas diferentes áreas 
do conhecimento.  
C)    podem  funcionar  como  laboratório  de  informática,  já  que  são  dotadas  de  equipamentos  de  alta 
tecnologia. 
D) são ambientes dotados de equipamentos, mobiliários e materiais didáticos e pedagógicos para a oferta do 
atendimento educacional especializado.  
 
QUESTÃO 14  
Considere as afirmações sobre a inclusão da criança de 6 anos no Ensino Fundamental. 
 
I. A inclusão de crianças de seis anos no ensino fundamental requer diálogo institucional e pedagógico entre 
educação infantil e ensino fundamental. 
II. No Brasil, as grandes desigualdades na distribuição de renda e de poder foram responsáveis por infâncias 
distintas  para  classes  sociais  também  distintas;  a  compreensão  do  significado  social  de  infância  traz 
implicações para o desenvolvimento de propostas pedagógicas para o ensino fundamental de 9 anos. 
III.  As  brincadeiras  devem  ser  incluídas  no  currículo,  pois  a  criança    reproduz  e  representa  o  mundo  por 
meio das situações criadas,  mediante um processo ativo de reinterpretação do mundo, que abre lugar para a 
invenção e a produção de novos significados, saberes e práticas. 
 
É CORRETO o que se afirma em 
 
A) I, apenas. 
B) I e II, apenas. 
C) II e III, apenas. 
D) I, II e III. 
 
QUESTÃO 15 
Com base nos Parâmetros Curriculares Nacionais de Matemática, avalie as afirmativas a seguir.  
 
I. Quando o professor consegue identificar a causa do erro, ele planeja a intervenção adequada para auxiliar 
o aluno a avaliar o caminho percorrido.  
II.  As  crianças,  no  primeiro  ciclo,  trazem  consigo  uma  bagagem  de  noções  informais  sobre  numeração, 
medida,  espaço  e  forma,  construídas  em  sua  vivência  cotidiana,  que  funcionarão  como  elementos  de 
referência para o professor na organização das formas de aprendizagem. 
III.  No  segundo  ciclo,  os  alunos  ampliam  conceitos  já  trabalhados  no  ciclo  anterior  (como  o  de  número 
natural,  adição,  medida),  estabelecem  relações  que  os  aproximam  de  novos  conceitos  (como  o  de  número 
racional), aperfeiçoam procedimentos conhecidos (contagem, medições) e constroem novos (como cálculos 
envolvendo proporcionalidade). 
IV.  Uma  das  possibilidades  de  ensino  de  Geometria  consiste  em  criar  oportunidades  para  que  o  aluno 
perceba e valorize sua presença em elementos da natureza e em criações do homem. 
 
É CORRETO o que se afirma em 
 
A) I, apenas. 
B) I e II, apenas. 
C) III e IV, apenas. 
D) I, II, III e IV. 
 

prefeitura-de-betim-mg-2015-prefeitura-de-betim-mg-professor-pil-prova.pdf-html.html

 
 

 

 

LEGISLAÇÃO 

 
QUESTÃO 16 
De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei n° 8.069/90), quando este versa sobre o direito à 
educação, à cultura, ao esporte e ao lazer, é dever do Estado assegurar 
A)  ensino Fundamental opcional e gratuito, até mesmo para os que não tiveram acesso em idade apropriada. 
B)  progressiva  extensão  da  obrigatoriedade  e  gratuidade  para  cursos  extracurriculares  necessários  à 
formação. 
C)  atendimento educacional aos portadores de deficiência, exclusivamente na rede regular de ensino. 
D) acesso aos níveis mais elevados de ensino, da pesquisa e criação artística segundo a capacidade de cada 
um. 

 

QUESTÃO 17 
Identificamos que uma instituição de ensino NÃO está de acordo com as diretrizes da LDB (Lei n° 9.394/96) 
para  a  educação  especial  quando  constatamos  que  ela,  ao  receber  estudantes  portadores  de  necessidades 
especiais, 
A) possui professores capacitados e orientados para a integração desses jovens nas classes comuns. 
B) adota procedimentos para equalizar esses estudantes aos demais de acordo com métodos comuns a todos. 
C)  oferece  serviços  especializados  e  recursos  físicos  adequados,  buscando  atender  às  necessidades  dessa 
clientela. 
D)  adota  métodos,  técnicas,  recursos  educativos  e  organização  específicos,  para  atender  às  necessidades 
desse público. 
 
QUESTÃO 18 
Consoante disposição da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, assinale a alternativa CORRETA. 
A)  É  dever  dos  pais  ou  responsáveis  efetuar  a  matrícula  dos  menores,  a  partir  dos  três  anos  de  idade,  no 
ensino fundamental. 
B)  As entidades  privadas  não  estão sujeitas à autorização de funcionamento  e  avaliação de qualidade pelo 
Poder Público. 
C) Compete aos Estados e aos Municípios, em regime de colaboração, e com a assistência da União, zelar, 
junto aos pais ou responsáveis, pela frequência à escola. 
D) O ensino fundamental obrigatório tem por objetivo a formação básica do cidadão e possui duração de 5 
(cinco) anos. 

 

QUESTÃO 19 
No tocante à autorização para viajar, o Estatuto da Criança e do Adolescente prevê que 
A) nenhuma criança poderá viajar para fora da comarca onde reside sem  estar acompanhada por ambos os 
pais ou acompanhada apenas por um, portando autorização expressa do outro, com firma reconhecida. 
B) a autorização dos pais para viagens nacionais será exigida mesmo se a criança estiver acompanhada do 
avô. 
C) a autorização para viagens no território nacional somente é exigida para crianças, sendo dispensada para 
os adolescentes. 
D) quando se tratar de viagem ao exterior, a autorização judicial é sempre indispensável. 
 
QUESTÃO 20 
Conforme a legislação educacional em vigor, Lei nº 9.394/96, a educação escolar compõe-se de 
A) educação básica, educação profissional e educação superior.  
B)  educação  básica,  formada  pela  educação  infantil,  ensino  fundamental  e  ensino  médio;  e  educação 
superior. 
C) educação básica, formada pelo ensino fundamental e médio, e educação superior. 
D) educação de jovens e adultos, educação profissional e educação básica.

  

prefeitura-de-betim-mg-2015-prefeitura-de-betim-mg-professor-pil-prova.pdf-html.html