Prova Concurso - Pedagogia - ES-2016-IF-ES-PEDAGOGO - IF - ES - 2016

Prova - Pedagogia - ES-2016-IF-ES-PEDAGOGO - IF - ES - 2016

Detalhes

Profissão: Pedagogia
Cargo: ES-2016-IF-ES-PEDAGOGO
Órgão: ES
Banca: IF
Ano: 2016
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

PEDAGOGOUFPA2018
PEDAGOGOUNIFESSPA2018
PEDAGOGOEBSERH2018

Gabarito

if-es-2016-if-es-pedagogo-gabarito.pdf-html.html

GABARITO - PROVA OBJETIVA

CONCURSO PÚBLICO PARA SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM

EDUCAÇÃO – IFES EDITAL Nº 001/2016

Pedagogo – Nível E

Questão Resposta

Questão Resposta

Questão Resposta

Questão Resposta

1

D

16

A

31

B

46

C

2

D

17

E

32

C

47

E

3

B

18

C

33

E

48

D

4

C

19

A

34

E

49

E

5

A

20

B

35

B

50

E

6

E

21

B

36

E

7

B

22

A

37

B

8

D

23

B

38

C

9

A

24

ANULADA

39

A

10

B

25

E

40

C

11

D

26

B

41

C

12

A

27

C

42

C

13

A

28

D

43

C

14

B

29

E

44

B

15

C

30

B

45

A

Prova

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

CONCURSO PÚBLICO

Edital nº 1/2016 

Técnicos-Administrativos em Educação

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

 

INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO 

REITORIA 

Avenida Rio Branco, 50 – Santa Lúcia – 29056-255 – Vitória – ES 

27 3357-7500

Caderno de Provas

Questões Objetivas

Instruções

1    Aguarde autorização para abrir o caderno de provas.

2    Após a autorização para o início da prova, confira-a, com a máxima atenção, observando 

se há algum defeito (de encadernação ou de impressão) que possa dificultar a sua 

compreensão.

3    A prova terá duração máxima de 4 (quatro) horas, não podendo o candidato retirar-se 

com a prova antes que transcorram 2 (duas) horas do seu início.

4    A prova é composta de 50 (cinquenta) questões objetivas.

5    As respostas às questões objetivas deverão ser assinaladas no Cartão Resposta a ser 

entregue ao candidato. Lembre-se de que para cada questão objetiva há APENAS UMA 

resposta.

6    O cartão-resposta deverá ser marcado, obrigatoriamente, com caneta esferográfica (tinta 

azul ou preta).

7    A interpretação dos enunciados faz parte da aferição de conhecimentos. Não cabem, 

portanto, esclarecimentos.

8    O CANDIDATO deverá devolver ao FISCAL o Cartão Resposta, ao término de sua prova.

PEDAGOGO

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html
if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 1 ]

LÍNGUA PORTUGUESA

01 

Após a leitura do poema, a seguir, de Paulo Leminski, e análise de todas as referências gramaticais 

e figurativas usadas pelo autor para a construção da história, marque a opção CORRETA:

O ASSASSINO ERA O ESCRIBA

Meu professor de análise sintática era o tipo do sujeito inexistente.
Um pleonasmo, o principal predicado de sua vida,
regular como um paradigma da 1ª conjunção.
Entre uma oração subordinada e um adjunto adverbial,
ele não tinha dúvidas: sempre achava um jeito
assindético de nos torturar com um aposto.
Casou com uma regência.
Foi infeliz.
Era possessivo como um pronome.
E ela era bitransitiva.
Tentou ir para os EUA.
Não deu.
Acharam um artigo indefinido na sua bagagem.
A interjeição do bigode declinava partículas expletivas,
conectivos e agentes da passiva o tempo todo.
Um dia, matei-o com um objeto direto na cabeça.

(LEMINSKI, Paulo. Caprichos e relaxos. São Paulo: Brasiliense, 1983.)

a) O professor era um “pleonasmo”. Essa palavra destacada representa uma figura de pensamento 
similar à ironia;
b) O poema de Leminski apresenta uma história narrada com onisciência pelo próprio autor;
c) A palavra “predicado”, do segundo verso do poema, é sinônimo de “pleonasmo”;
d) Ter um “jeito assindético”, de acordo com Gramática e, principalmente, com as figurações 
apresentadas  no  texto,  significa  expressar-se  de  forma  isolada  e  desconectada,  em  relação  à 
realidade de quem narra a história;
e) Na frase, “Um dia, matei-o com um objeto direto na cabeça”, o verbo da oração não necessita 
de complemento.

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 2 ]

Leia a crônica de Clarice Lispector, a seguir para responder as questões 2 e 3:

ESCREVER AS ENTRELINHAS

 

Então  escrever  é  o  modo  de  quem  tem  a  palavra  como  isca:  a  palavra  pescando  o 

que  não  é  palavra.  Quando  essa  não-palavra  -  a  entrelinha  -  morde  a  isca,  alguma  coisa  se 
escreveu. Uma vez que se pescou a entrelinha, poder-se-ia com alívio jogar a palavra fora. Mas 
aí cessa a analogia: A não-palavra, ao morder a isca, incorporou-a. O que salva então é escrever 
distraidamente.

(LISPECTOR, Clarice. A descoberta do mundo. Rio de Janeiro: Rocco, 1999.)

02 

Está CORRETO afirmar sobre algumas expressões que compõem essa crônica de Clarice 

Lispector:

a) “Então escrever é o modo de quem tem a palavra como isca.”
(Essa citação comprova a função apelativa do texto.)

b) “Quando essa não-palavra - a entrelinha - morde a isca, alguma coisa se escreveu.”
(Nesse tipo de texto, o conteúdo, ou seja, “a entrelinha”, é mais importante do que a expressividade 
da linguagem.)

c) “... poder-se-ia com alívio jogar a palavra fora.”
(Esse trecho comprova a escrita arcaica de Clarice Lispector, por usar a “ênclise”, que a Gramática 
moderna reprova e é de pouco uso no Brasil.)

d) “A não-palavra, ao morder a isca, incorporou-a.”
(Isso quer dizer que a “palavra” foi incorporada pela “não-palavra”.)

e) “O que salva então é escrever distraidamente.”
(O adjetivo distraidamente indica que escrever bem é um ato espontâneo.)

03 

Os  conectivos  “então”,  “quando”,  “uma  vez  que”  e  “mas”,  destacados  na  crônica  nessa 

ordem, iniciam qual encadeamento de ideias? 

a) tempo; conclusão; consequência; adversidade
b) conclusão; tempo; causa; adversidade
c) tempo; tempo; causa; concessão
d) conclusão; tempo; consequência; concessão
e) explicação; tempo; consequência; adversidade

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 3 ]

A leitura do poema a seguir, de João Cabral de Melo Neto, conduzirá as questões 4 e 5:

O ENGENHEIRO

A luz, o sol, o ar livre
envolvem o sonho do engenheiro.
O engenheiro sonha coisas claras:
Superfícies, tênis, um copo de água.
O lápis, o esquadro, o papel;
o desenho, o projeto, o número:
o engenheiro pensa o mundo justo,
mundo que nenhum véu encobre.
(Em certas tardes nós subíamos
ao edifício. A cidade diária,
como um jornal que todos liam,
ganhava um pulmão de cimento e vidro.)

A água, o vento, a claridade
de um lado o rio, no alto as nuvens,
situavam na natureza o edifício
crescendo de suas forças simples.

(MELO NETO,  João Cabral de, Serial e Antes. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1997.)

04 

O poeta João Cabral de Melo Neto se tornou um grande escritor brasileiro a partir de 1945. 

Escrevia, com muita concisão, sobre o mundo real, como é possível contatar na leitura de “O 
Engenheiro”. 

Qual é a melhor assertiva abaixo que esclarece se esse texto é literário ou não?

a) Percebe-se que a linguagem do autor é denotativa e, por isso, não há nenhuma expressão 
figurativa no texto;
b) Percebe-se, nessa poesia, o uso de muitos adjetivos. Somente por isso já se pode considerar 
literário esse texto;
c) Apesar do autor ter dito e reforçado, na primeira estrofe, sobre a clareza e exatidão das coisas 
vistas, há expressões figurativas em outro momento. Isso comprova a literariedade desse texto;
d) O simples aparecimento de figuras de linguagem não confere a esse texto o status de literário;
e) Esse texto não foi construído com sentimento e não tem expressões subjetivas. Por isso, ele 
não é literário.

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 4 ]

05 

O assunto “Regência” representa a relação, principalmente, de dois termos. Um é  regente, 

e o outro,  regido, numa frase. 
Observando a relação entre o termo regente e o regido, das frases destacadas do poema em 
questão, é correto afirmar que:
a) Os verbos “envolver” (1ª estrofe) e “situar” (3ª estrofe) regem complementos diretos;
b) O substantivo “sonho” e o verbo “sonha” (ambos da 1ª estrofe) exigem a mesma preposição;
c) “Em certas tardes” (2ª estrofe) é o objeto indireto do verbo “subir”;
d) “Um pulmão de cimento e vidro” (2ª estrofe) é o sujeito do verbo “ganhar”;
e) A frase “A luz, o sol, o ar livre envolvem o sonho do engenheiro” (1ª estrofe) está correta e 
tem o mesmo sentido do texto quando escrita desta forma: “O sonho do engenheiro envolve a 
luz, o sol, o ar livre”.

Leia o próximo texto, de Luiz Fernando Veríssimo, para resolver a próxima questão:

AÍ, GALERA

 

Jogadores  de  futebol  podem  ser  vítimas  de  estereotipação.  Por  exemplo,  você  pode 

imaginar um jogador de futebol dizendo “estereotipação”? E, no entanto, por que não?
 

— Aí, campeão. Uma palavrinha pra galera.

 

—Minha saudação aos aficionados do clube e aos demais esportistas, aqui presentes ou 

no recesso dos seus lares.
 

— Como é?

 

— Aí, galera.

 

— Quais são as instruções do técnico?

 

—  Nosso  treinador  vaticinou  que,  com  um  trabalho  de  contenção  coordenada,  com 

energia otimizada, na zona de preparação, aumentam as probabilidades de, recuperado o esférico, 

concatenarmos um contragolpe agudo com parcimônia de meios e extrema objetividade, valendo-

nos da desestruturação momentânea do sistema oposto, surpreendido pela reversão inesperada 

do fluxo da ação.
 

— Ahn?

 

— É pra dividir no meio e ir pra cima pra pegá eles sem calça.

 

— Certo. Você quer dizer mais alguma coisa?

 

—  Posso  dirigir  uma  mensagem  de  caráter  sentimental,  algo  banal,  talvez  mesmo 

previsível e piegas, a uma pessoa à qual sou ligado por razões, inclusive, genéticas?
 

— Pode.

 

— Uma saudação para a minha progenitora.

 

— Como é?

 

— Alô, mamãe!

 

— Estou vendo que você é um, um...

 

— Um jogador que confunde o entrevistador, pois não corresponde à expectativa de que 

o atleta seja um ser algo primitivo com dificuldade de expressão e assim sabota a estereotipação?
 

— Estereoquê?

 

— Um chato?

 

— Isso.

(Disponível em: www.luizfverissimo.blogspot.com)

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 5 ]

06 

Em  relação  ao  uso  adequado  da  crase,  qual  é  a  explicação,  abaixo,  que  reforça  o  bom 

entendimento do assunto?

a) “Minha saudação aos aficionados do clube e aos demais esportistas...” 
(Se os substantivos “aficionados” e “esportistas” fossem substituídos por palavras femininas, 
não haveria crase.)

b) “... aqui presentes ou no recesso dos seus lares.” 
(Nesse trecho há regência verbal. E isso não ajuda a explicar a crase.)

c) “Quais são as instruções do técnico?” 
(Apenas uma preposição antecede a palavra “instruções”. Por isso não há crase.)

d) “Posso dirigir uma mensagem de caráter sentimental, algo banal, talvez mesmo previsível e 
piegas, a uma pessoa à qual sou ligado por razões, inclusive, genéticas?” 
(Mesmo se o artigo indefinido “uma”, antes da palavra “pessoa” fosse substituído por um artigo 
definido, não haveria crase.)

e) “Uma saudação para a minha progenitora.” 
(A crase se justificaria, se substituísse a preposição “para” por outra preposição.)

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 6 ]

As próximas questões, 7 a 9, terão como base os dois textos seguintes. Leia-os:
Texto 1:

ESSES TEXTOS

O texto primeiro existe
só, como ponto.
Se transforma depois em linha
com sua própria força
de deslocação,
sua velocidade própria.

Depois,
o leitor institui
outra linha, lendo.
O leitor constitui
um feixe de linhas cruzadas
organizando os textos.

No percurso do texto
e no trânsito da leitura,
as linhas se chocam,
se repudiam, se perdem,
correm pararelas
e podem se amar.
Depois, saber fazer
retorná-las a ponto.

(Mas o importante é o leitor.
Você.)

É preciso ter calma.
Saber ir abotoando
os elementos vários
à espera do clique
de colchete.
Quando dois ou mais
se engatam,
fecha-se um sentido
único e exclusivo.
Mas que você pode emprestar
a alguém,
desde que o diga
(Não tenha medo da alta-velocidade.
Não tenha receio de dar marcha à ré.)

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 7 ]

É preciso ter pressa.
Saber ir desabotoando
os colchetes de sentido
como quem quer tirar
camisa usada e suada
de dia de trabalho.
Cada camisa,
depois de surrada,
é fonte
de novo esforço.
Ou então vira
camisa-de-força.

É preciso saber vestir
o texto,
como tatuagem na própria
pele.

É preciso saber tatuar
o texto,
como sulcos feitos
na bruta realidade.

O duplo estilete
do texto e da leitura,
do autor e do leitor.

A dupla tatuagem
contra o próprio corpo
e a realidade bruta.

A tatuagem que se imprime
para poder forçar
a barra.
A tatuagem que o corpo,
depois de violado
tatua. Violentando.

(SANTIAGO, Silviano, Crescendo durante a guerra numa província ultramarina. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1978.)

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 8 ]

Texto 2:

LEITURA NAS DIVERSAS DISCIPLINAS

Heloisa Amaral

 

O ensino, na escola, não existe sem a leitura. Ou é leitura direta pelo aluno, ou explicações 

do professor sobre textos que ele, o professor, leu. Ou seja, a linguagem falada pelo professor 
é  uma  didatização  do  conhecimento  acumulado  pela  escrita  (em  letras  ou  números  e  sinais) 
na disciplina que ele leciona. Quando a fala é uma transposição de leituras, ela não é uma fala 
similar a uma conversa casual, como as que usamos no cotidiano. Ao contrário, está carregada 
de  conceitos  e  de  relações  complexas  entre  os  conceitos  provenientes  de  estudos  sobre  os 
diferentes conhecimentos, seja qual for a matéria que esteja sendo ensinada. E em geral é preciso 
acrescentar,  para  complementar  as  aulas  expositivas  ou  dialogadas  feitas  pelos  professores, 
textos (didáticos ou não) relacionados às disciplinas ministradas.

 

Assim, o que se tem como prática constante em todas as disciplinas escolares é a leitura de 

textos. Antes ou depois da aula expositiva, leituras. Leitura de textos escritos, de imagens, de gráficos, 
mas leitura. Isso significa que sem desenvolver capacidades de leitura o aluno não consegue aprender 
as disciplinas escolares na dimensão proposta pelos conteúdos programáticos. Significa, também, 
que os professores das diversas disciplinas precisam ensinar o aluno a ler os gêneros próprios de 
suas matérias, uma vez que eles são gêneros textuais produzidos de forma particular em cada área 
de conhecimento. Ler literatura, por exemplo, não é o mesmo que ler enunciados de problemas; ler 
textos de história não é o mesmo que ler gráficos em geografia. O aluno não lê textos de cada uma 
das disciplinas com facilidade sem ter compreendido os conceitos e as relações entre eles, do modo 
particular como são abordados nelas. Seja qual for a disciplina, a leitura se dá de forma particular, e 
exige conhecimentos específicos para ser bem-sucedida.

 

Então, ler é uma competência indispensável para a aprendizagem em cada uma das áreas, 

uma competência que precisa ser ensinada pelos professores de cada uma delas. Mas, o que é 
necessário para que os alunos leiam verdadeiramente em qualquer disciplina, compreendendo 
o que leem? A compreensão dos textos de diferentes gêneros está relacionada a dois aspectos: 
primeiramente, à natureza dos próprios textos e, em segundo lugar, às capacidades de leitura 
desenvolvidas pelo leitor. 

 

Em primeiro lugar, não há como ler textos, gráficos ou imagens, sem ter compreendido 

bem a natureza dos gêneros textuais das diferentes áreas de conhecimento, ou seja, a situação 
particular em que textos, gráficos ou imagens foram produzidos. A situação de produção de um 
texto é sempre histórica, isto é, está ligada ao momento histórico atual e, ao mesmo tempo, faz 
referências a um conhecimento produzido em um dado momento da história da humanidade. 
Em matemática, por exemplo, o professor pode ensinar a situação de produção de um gênero 
textual matemático trabalhando com o nascimento de conceitos a eles relacionados, registrados 
na história da matemática.

 

Em segundo lugar, não há leitores que leiam bem sem ter suas capacidades de leitura, 

necessárias para ler qualquer gênero de texto, bem desenvolvidas. As capacidades de leitura, 
portanto, podem e devem ser desenvolvidas em qualquer disciplina escolar. (...)

                                                    Publicado originalmente no site da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro

(Disponível em: https://dialogosassessoria.wordpress.com/2014/09/11/leitura-nas-diversas-disciplinas/)

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 9 ]

07 

Pensemos no texto como algo vivo. 

Um bom exemplo da relação existente entre texto e leitor está no poema “Esses Textos”, de 
Silviano Santiago. Esse poema deixa-nos algumas pistas, a fim de que, através destas, um contato 
mais próximo, entre leitor e texto, se estabeleça. 

Leia as citações a seguir (que se apresentam em sentido figurado), sabendo que nem todas podem 
exprimir essa relação interativa: 
I) “O texto primeiro existe / só, como ponto. Se transforma depois em linha / com sua própria 
força / de deslocação”.
II) “Depois, / o leitor institui / outra linha, lendo.”
III) “No percurso do texto / e no trânsito da leitura, / as linhas se chocam, / se repudiam, se 
perdem, / correm paralelas / e podem se amar.
IV) “O duplo estilete / do texto e da leitura, / do autor e do leitor.”

Agora, escolha a opção que representa a adequação dessa interação entre leitor e texto:
a) Todos os exemplos mostram a interação do leitor com o texto;
b) Os exemplos III e IV exemplificam a interação sugerida;
c) Somente os exemplos I e II representam a interação;
d) Somente os exemplos III e IV representam a interação;
e) Somente o exemplo I não representa a interação.

08 

Observe  os  destaques,  nas  frases  retiradas  de  ambos  os  textos,  e  escolha  a  opção  que 

apresenta uma explicação CORRETA quanto à sintaxe:

a) “Saber ir abotoando os elementos vários à espera do clique de colchete.”
(O termo destacado não é o sujeito da oração.)

b) “... a linguagem falada pelo professor é uma didatização do conhecimento acumulado pela 
escrita (em letras ou números e sinais) na disciplina que ele leciona.”
(O destaque é uma oração substantiva.)

c) “Quando dois ou mais se engatam, fecha-se um sentido único e exclusivo.”
(Adjunto adverbial, como parte do período simples.)

d) “Significa, também, que os professores das diversas disciplinas precisam ensinar o aluno 
a ler os gêneros próprios de suas matérias
, uma vez que eles são gêneros textuais produzidos 
de forma particular em cada área de conhecimento.”
(O conectivo “que” inicia uma oração subordinada substantiva.)

e) “Cada camisa, depois de surrada, é fonte de novo esforço. Ou então vira camisa-de-força.”
(Oração adjetiva, por estar ligada ao substantivo “camisa”.)

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 10 ]

09 

Marque a única opção que apresenta uma frase com a justificativa CORRETA sobre a 

classificação do verbo em destaque:

a) “Saber ir abotoando”; “você pode emprestar a alguém”.
(Os verbos “saber” e “poder” são irregulares, porque sofrem alterações em seu radical quando 
conjulgados, a começar pelo presente do indicativo);

b) “O ensino, na escola, não existe sem a leitura.”
(O verbo “existir” é um verbo irregular, porque é da terceira conjugação);

c) “... seja qual for a matéria que esteja sendo ensinada.”
(Os  verbos  “ser”  e  “estar”  sofrem  profunda  modificação  em  seus  radicais.  Portanto,  são 
“defectivos”.)

d) “É preciso saber vestir o texto, como tatuagem na própria pele.”
(O verbo “vestir” é um verbo regular da 2ª conjugação);

e) “Seja qual for a disciplina, a leitura se dá de forma particular, e exige conhecimentos específicos 
para ser bem-sucedida.”
(A palavra “for” é a forma de um verbo “defectivo”, porque tem mais de um radical”.)

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 11 ]

O último verso de cada estrofe deste poema de Carlos Drummond de Andrade estabelece 
uma relação diferenciada em relação aos demais versos da mesma estrofe. Para responder 
a questão 10, leia o poema seguinte:

CONSOLO NA PRAIA

Vamos, não chores...
A infância está perdida.
A mocidade está perdida.
Mas a vida não se perdeu.

O primeiro amor passou.
O segundo amor passou.
O terceiro amor passou.
Mas o coração continua.

Perdeste o melhor amigo.
Não tentaste qualquer viagem.
Não possuis casa, navio, terra.
Mas tens um cão.

Algumas palavras duras,
em voz mansa, te golpearam.
Nunca, nunca cicatrizam.
Mas, e o humour?

(ANDRADE, Carlos Drummond de. Reunião. Rio de Janeiro: José Olympio, 1980.)

10 

Escolha  a  opção  que  explica  o  sentido  o  último  verso  de  cada  estrofe  desse  poema  em 

relação aos demais:

a) Concessão;
b) Adversidade;
c) Consequência;
d) Adição;
e) Condição.

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html
if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 13 ]

MATEMÁTICA

11 

O quadro abaixo apresenta o resultado do segundo turno das eleições presidenciais no Brasil 

em 2014.

Quantidade de Votos

Porcentagem de votos

Dilma

54.501.118

51,64%

Aécio

51.041.155

48,36%

Votos apurados

112.683.879

100,00%

Votos válidos

105.542.273

93,66%

Brancos

1.921.819

1,71%

Nulos

5.219.787

4,63%

Fonte: www.tse.jus.br

Se 90% dos eleitores que votaram em branco tivessem votado na Dilma e 90% dos que anularam 
o voto tivessem votado no Aécio, qual seria o resultado das eleições?

a) A Dilma ficaria em primeiro, com aproximadamente 56.422.937 votos e o Aécio em segundo, 
com aproximadamente 56.260.942 votos.

b) O Aécio ficaria em primeiro, com aproximadamente 56.230.755 votos e a Dilma em segundo, 
com aproximadamente 55.738.963 votos.

c) Aécio e Dilma ficariam empatados, com aproximadamente 56.422.937 votos cada um.

d) A Dilma ficaria em primeiro, com aproximadamente 56.230.755 votos e o Aécio em segundo, 
com aproximadamente 55.738.963 votos.

e) A Dilma ficaria em primeiro, com aproximadamente 54.693.300 votos e o Aécio em segundo, 
com aproximadamente 51.563.134 votos.

12 

Uma lata de óleo de soja de 1 litro, com formato cilíndrico, possui 8 cm de diâmetro interno. 

Assim, a sua altura é de aproximadamente: (Considere π = 3,14)

a) 20 cm.
b) 25 cm.
c) 201 cm.
d) 200 cm.
e) 24 cm.

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 14 ]

13 

Em um período longo de seca, o valor médio de água presente em um reservatório pode 

ser estimado de acordo com a função:  Q(t) = 4000 . 2

-0,5 . t

, onde t é medido em meses e Q(t) em 

metros cúbicos. Para um valor de Q(t) = 500, pode-se dizer que o valor de t é

a) 6 meses.
b) 8 meses.
c) 5 meses.
d) 10 meses.
e) 4 meses.

14 

Um grupo de oito amigos foi acampar e levou duas barracas distintas, uma com capacidade 

máxima para três pessoas e a outra para cinco pessoas. De quantas formas distintas eles podem 
se agrupar para passar a noite, ficando cinco em uma barraca e três na outra?

a) A

8,3

 . A

8,5

b) C

8,3

 . C

5,5

c) C

8,3

 . C

8,5

d) A

8,3

e) 5! . 3!

15 

Em uma estufa há três coxinhas simples e duas com catupiry, sem qualquer identificação em 

nenhuma das cinco coxinhas. Retira-se duas coxinhas aleatoriamente, uma após a outra e sem 
reposição. A probabilidade de exatamente as duas serem com catupiry é 

a) 20%.
b) 15%.
c) 10%.
d) 1%.
e) 5%.

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 15 ]

INFORMÁTICA

16 

Sobre os conceitos de internet, associe a segunda coluna com a primeira.

I) Backbone

(   ) Linguagem declarativa sob a qual é criada a maioria dos documentos da Web.

II) HTML

(   ) Software que permite ao usuário navegar na Web.

III) Gateway (   ) Rede de alta capacidade que interconecta redes de capacidade menor.
IV) Browser

(   ) Equipamento que interconecta redes, com capacidade de converter 
protocolos.

Assinale a alternativa que contém a sequência CORRETA de associação, de cima para baixo.
a) II, IV, I, III
b) IV, II, I, III
c) II, IV, III, I
d) IV, III, I, II
e) I, III, II, IV

17 

Sobre os dados da planilha a seguir, criada no LibreOffice Calc, foi aplicada a função  

=MÉDIA(SE(B1>C1;B1;C1);SE(D1>E1;D1;E1);SE(F1>G1;F1;G1)).

Marque a alternativa que apresenta o resultado arredondado obtido com a aplicação da função.

a) 70
b) 67
c) 73
d) 60
e) 80

18 

Uma lista de todas as configurações dos formatos utilizados em um texto. Sua utilização 

permite que a formatação de documentos seja mais rápida e fácil, pois todos os formatos utilizados 
para cada tipo poderão ser previamente definidos e escolhidos em conjunto. A ferramenta do 
LibreOffice Writer a qual o texto se refere é

a) Autotexto.
b) Marcadores e numeração.
c) Estilo e formatação.
d) Formatação em grupo.
e) Estilo de grupo.

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 16 ]

19 

Sobre os conceitos de redes de computadores, associe a segunda coluna com a primeira.

I) Ethernet
II) Intranet
III) Internet
IV) Extranet

(   ) sistema interno de comunicação e informática, operando nos 
moldes da internet no apoio a operação e gerência.
(   ) rede proprietária ligando a empresa a entidades externas.
(   ) É o padrão mais utilizado em redes locais (LAN).
(   ) rede de alcance mundial formada pela interconexão de redes 
de computadores.

Assinale a alternativa que contém a sequência CORRETA de associação, de cima para baixo.

a) II, IV, I, III
b) IV, II, I, III
c) II, IV, III, I
d) IV, III, I, II
e) I, III, II, IV

20 

Um problema de segurança ao navegar na internet pode tornar o computador indisponível 

e  colocar  em  risco  a  confidencialidade  e  a  integridade  dos  dados  nele  armazenados.  Sobre 
navegação segura, associe a segunda coluna com a primeira.

I) HTTP
II) HTTPS
III) EV SSL
IV) Cookies

(    ) Certificado que inclui a verificação de que a empresa foi 
legalmente registrada, encontra-se ativa e que detém o registro do 
domínio para o qual o certificado será emitido.
(    ) Pequenos arquivos que são gravados no computador quando 
acessa sites na Internet e que são reenviados a estes mesmos sites 
quando novamente visitados.
(    ) Protocolo que utiliza certificados digitais para assegurar a 
identidade, tanto do site de destino quanto da origem, caso possua.
(    ) Protocolo sob o qual os dados trafegam sem criptografia.

Assinale a alternativa que contém a sequência CORRETA de associação, de cima para baixo.

a) II, I, III, IV
b) III, IV, II, I
c) IV, II, III, I
d) IV, III, II, I
e) III, I, II, IV

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 17 ]

LEGISLAÇÃO

21 

Ao  considerar  o  disposto  no  artigo  37  da  Constituição  Federal  de  1988,  acerca  da 

Administração Pública Federal, podemos afirmar que:

a)  Os  cargos,  empregos  e  funções  públicas  são  acessíveis  aos  brasileiros  e  aos  estrangeiros 
naturalizados que preencham os requisitos estabelecidos em lei e em Edital.
b)  As funções de confiança serão exercidas exclusivamente por servidores ocupantes de cargo efetivo.
c) É garantido ao servidor público civil o direito de greve.
d) Somente por autorização de lei, os vencimentos dos cargos do Poder Legislativo e do Poder 
Judiciário poderão ser superiores aos pagos pelo Poder Executivo.
e) A administração fazendária e seus servidores fiscais terão, dentro de suas áreas de competência 
e jurisdição, precedência sobre os demais setores administrativos.

22 

O Estatuto dos Servidores Públicos Federais dispõe que: 

a)  A  remoção  é  o  deslocamento  do  servidor  de  ofício  ou  a  pedido  e  a  redistribuição  é  o 
deslocamento do cargo, sempre de ofício.
b) Além do vencimento, poderão ser pagas ao servidor diárias, transporte,  auxílio-moradia, que 
incorporam ao vencimento ou provento.
c) Após cinco anos de efetivo exercício, o servidor adquire o direito de, uma vez informado o 
afastamento  junto  à  Administração,  participar  de  curso  de  capacitação  profissional,  por  três 
meses, sem prejuízo da remuneração.
d)  Não  se  pode  garantir  isonomia  de  vencimentos  para  cargos  de  atribuições  iguais  ou 
assemelhadas do mesmo Poder, devido às vantagens de caráter individual dos servidores.
e) São deveres do servidor público , entre outros, exercer com zelo e dedicação as atribuições do 
cargo, observar as normas legais e regulamentares, proceder de forma desidiosa, guardar sigilo 
sobre assunto da repartição, tratar com urbanidade as pessoa. 

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 18 ]

23 

No  que  concerne  à  estrutura  organizacional  dos  Institutos  Federais,  prevista  na  Lei  nº 

11.892/08, podemos afirmar que: 

a) O Reitor é nomeado pelo Ministro da Educação para mandato de 4 (quatro) anos, após consulta 
à comunidade escolar.
b) Apenas os servidores pertencentes a carreira docente poderão candidatar-se ao cargo de Reitor.
c) O Reitor do instituto Federal deve possuir o título de doutor e estar posicionado nas Classes 
DIV da Carreira do Magistério do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico.
d) Os Pró-Reitores são nomeados pelo Reitor e serão eleitos entre os diretores gerais dos campi. 
 nos termos da legislação
e) O mandato de Reitor extingue-se pelo decurso do prazo ou, antes desse prazo, apenas pela 
aposentadoria ou destituição do cargo.

24 

Assinale a alternativa correta, com fulcro na LDB - Lei nº 9394/96.

a) A educação é direito da família e deve ser exigida do Estado.
b) A educação oferecida pelo Estado deve ser inspirada nos princípios da igualdade, prosperidade 
da sociedade e justiça social.
c) A educação tem por finalidade o desenvolvimento do educando junto a uma atividade técnico-
científica para o trabalho.
d) O ensino fundamental é direito público de qualquer cidadão.
e) O acesso ao ensino médio pode ser exigido do poder público por qualquer cidadão, grupo de 
cidadãos, associação comunitária, organização sindical, entidade de classe ou outra legalmente 
constituída, e, ainda, o Ministério Público.

25 

Trata-se de previsão expressa da Lei nº 9394/96 quanto à oferta de ensino pela inciativa 

privada:

a)  A iniciativa privada deve atender apenas a condição de cumprimento das normas gerais da 
educação municipal e estadual.
b)  A iniciativa privada deve possuir uma gestão democrática na educação básica.
c) A iniciativa privada deve garantir a participação dos profissionais da educação na elaboração 
do projeto pedagógico da escola.
d) A iniciativa privada deve cadastrar-se junto ao Poder Público como entidade sem fins lucrativos 
ou como entidade filantrópica.
e) A iniciativa privada está adstrita ao que constar na autorização de funcionamento e avaliação 
de qualidade pelo Poder Público.

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 19 ]

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS: PEDAGOGO

26 

Silva (2010) apresenta as teorias do currículo em três categorias: tradicionais, críticas e pós-

críticas. Sobre essas teorias, analise as seguintes sentenças:

I) As teorias tradicionais pretendem ser “teorias” neutras, científicas, desinteressadas. Assim, 
ao aceitar o status quo, os conhecimentos e os saberes dominantes, acabam por se concentrar 
em questões técnicas, “o que?” e o “como?”, ou seja, nas questões de organização e elaboração 
do currículo.

II) As teorias críticas, ao enfatizarem o conceito de discurso em vez do conceito de ideologia, 
efetuaram um importante deslocamento na nossa maneira de conceber o currículo. 

III)  As  teorias  críticas  e  as  teorias  pós-críticas  argumentam  que  nenhuma  teoria  é  neutra, 
científica ou desinteressada, mas que está implicada nas relações de poder. Sua questão central 
é: “por quê?”. Por que esse conhecimento e não outro? Estão preocupadas com as conexões entre 
saber, identidade e poder.

IV) As teorias pós-críticas, ao deslocarem a ênfase dos conceitos simplesmente pedagógicos de 
ensino e aprendizagem para os conceitos de ideologia e poder, nos permitiram ver a educação 
de uma nova perspectiva. 

V)  As  teorias  críticas  sobre  o  currículo  colocam  em  questão  os  pressupostos  dos  presentes 
arranjos sociais e educacionais; são teorias de desconfiança, questionamento e transformação 
radical, na tentativa de desenvolver conceitos que permitam compreender o que o currículo faz.

Assinale a alternativa que apresenta somente as sentenças CORRETAS.
a) I, II, IV
b) I, III, V
c) III, IV, V
d) II, IV, V
e) I, II, IV, V

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 20 ]

27 

Com base nas análises das teorias críticas e pós-críticas do currículo, realizada por Silva 

(2010), analise as proposições e verifique quais são VERDADEIRAS (V) e quais são FALSAS (F):

(   ) As teorias pós-críticas e as teorias críticas possibilitaram compreender o currículo para além 
dos conceitos técnicos, como os de ensino e eficiência, ou de categorias psicológicas, como as 
de aprendizagem e desenvolvimento, ou ainda de imagens estáticas como as de grade curricular.

(   )  As  teorias  pós-críticas  defendem  que  o  currículo  é  espaço  de  poder,  centrado  no  Estado, 
pois o conhecimento corporificado no currículo carrega as marcas das relações sociais de poder e 
reproduz as estruturas sociais.

(   ) As teorias críticas enfatizam que o currículo é uma construção social, portanto, resultado de 
um processo histórico, por meio de processos de disputa e conflito social, em que certas formas 
curriculares tornaram-se consolidadas como o currículo.

(   ) O currículo, para as teorias críticas, não pode ser compreendido sem uma análise das relações 
de poder, descentrado em toda rede social, ou seja, nos processos de dominação centrados na 
raça, na etnia, no gênero e na sexualidade.

(   ) Com sua ênfase pós-estruturalista na linguagem e nos processos de significação, as teorias 
pós-críticas enfatizam o papel formativo do currículo. 

Assinale a opção que contém as proposições CORRETAS.
a) V, V, V, F, V
b) V, F, V, V, F
c) V, F, V, F, V
d) F, V, V, V, F
e) V, V, F, V, V

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 21 ]

28 

Ciavatta  (2005)  apresenta  alguns  pressupostos  para  o  desenvolvimento  da  educação 

profissional  como  formação  integrada  e  humanizadora.  Nessa  direção,  analise  as  seguintes 
sentenças:

I) Resgate da escola como um lugar de memória, das lembranças e momentos mais expressivos, 
e garantia de investimento na educação de modo assegurar a sua oferta pública e gratuita aos 
cidadãos.
II)  Manutenção  de  mecanismos  na  lei  que  assegurem  a  articulação  entre  o  ensino  médio  de 
formação geral e o ensino superior em todas as suas modalidades.
III) A adesão de gestores e de professores responsáveis pela formação geral e pela formação 
específica,  de  modo  a  elaborarem  coletivamente  as  estratégias  acadêmico-científicas  de 
integração.
IV)  Articulação  da  instituição  com  os  alunos  e  os  familiares,  na  tentativa  de  construção  do 
diálogo e desenvolvimento de uma democracia participativa.
V) Existência de um projeto de sociedade no qual, ao mesmo tempo, se minimizem os problemas 
da  realidade  brasileira,  visando  a  permanência  do  dualismo  de  classes  e  a  implantação  das 
diversas instâncias de gestão educacional que busquem contribuir com a preparação de jovens 
para o mercado de trabalho.

Assinale a alternativa que apresenta somente as sentenças CORRETAS.
a) I, II, III, IV.
b) II, III, IV.
c) III, IV, V.
d) I, III, IV.
e) II, IV, V.

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 22 ]

29 

Ramos (2005), ao discutir a (re)construção de conhecimento na escola e os fundamentos do 

currículo integrado, propõe um movimento no desenho para a construção desta concepção de 
currículo. Sobre esse processo analise as proposições:

I)  Problematizar  fenômenos  como  objetos  de  conhecimento,  buscando  compreendê-los  em 
múltiplas perspectivas: tecnológica, econômica, histórica, ambiental, social e cultural. 
II)  Explicar  teorias  e  conceitos  fundamentais  para  a  compreensão  dos  objetos  estudados  nas 
múltiplas perspectivas em que foi problematizada e localizá-los nos respectivos campos da ciência.
III) Situar os conceitos como saberes de formação específica, considerando as suas finalidades 
e  aplicações,  bem  como  as  técnicas  procedimentais  à  ação  em  situações  próprias  a  essas 
finalidades, independentemente dos conhecimentos da formação geral.
IV) Organizar os componentes curriculares e as práticas pedagógicas, visando corresponder, 
nas escolhas, nas relações e nas realizações, ao pressuposto da totalidade do real como síntese 
de múltiplas determinações.
V)  Conferir  preeminência  às  atividades  práticas  em  detrimento  da  construção  de  conceitos, 
permitindo a apreensão dos fenômenos na sua forma objetiva, que caracteriza o processo de 
trabalho moderno.
Assinale a alternativa que apresenta somente as proposições CORRETAS.
a) I, II, IV, V
b) II, IV, V
c) III, IV, V
d) I, III, V
e) I, II, IV

30 

Libâneo, Oliveira e Toschi (2012), ao discutirem o sistema de organização e de gestão da 

escola, apresentam os conceitos básicos dos processos organizacionais na instituição escolar. De 
acordo com os pressupostos teóricos dos autores, assinale a alternativa INCORRETA:

a) A organização escolar refere-se aos princípios e procedimentos relacionados à ação de planejar 
o trabalho na escola, racionalizar o uso de recursos e coordenar e avaliar o trabalho das pessoas, 
tendo em vista a consecução de objetivos.
b) A direção, princípio e atributo da gestão, centraliza todo o processo de tomada de decisão 
na organização escolar, por isso controla, fiscaliza e coordena os trabalhos administrativos, de 
modo que os objetivos sejam alcançados de forma eficaz.
c) A gestão é a atividade pela qual são mobilizados meios e procedimentos para atingir objetivos 
da organização, envolvendo os aspectos gerenciais e técnico-administrativos.
d) A organização escolar define-se como unidade social que reúne pessoas que interagem entre 
si, intencionalmente, operando por meio de estruturas e de processos organizativos próprios, a 
fim de alcançar objetivos educacionais.
e) A cultura organizacional pode ser definida como o conjunto de fatores sociais, culturais e 
psicológicos que influenciam os modos de agir da organização como um todo e o comportamento 
das pessoas em particular.

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 23 ]

31 

Com base na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei nº 9.394/1996, quanto à 

organização da educação nacional, analise as alternativas e verifique quais são VERDADEIRAS 
(V) e quais são FALSAS (F).

(  ) A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios organizarão, em regime de colaboração, 
os respectivos sistemas de ensino.
(  ) Os sistemas de ensino definirão as normas da gestão democrática do ensino público na educação 
básica, conforme os seguintes princípios: participação dos profissionais da educação na elaboração 
do projeto pedagógico da escola e participação das comunidades escolar e local em conselhos 
escolares ou equivalentes.
(  ) O sistema federal de ensino compreende as instituições de ensino mantidas pela União; as 
instituições de educação superior criadas e mantidas pela iniciativa privada; as instituições de 
ensino médio criadas pelo Distrito Federal e os órgãos federais de educação.
(   ) Os sistemas de ensino assegurarão às unidades escolares públicas e privadas de educação básica 
que os integram progressivos graus de autonomia pedagógica e administrativa e de gestão financeira.
(  ) Caberá à União a coordenação da política nacional de educação, articulando os diferentes 
níveis e sistemas e exercendo função normativa, redistributiva e supletiva em relação às demais 
instâncias educacionais.
Assinale a opção que contém as alternativas CORRETAS.
a) F, V, V, V, F
b) V, V, F, F, V
c) V, F, V, F, V
d) F, V, F, F, V
e) V, V, F, V, F

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 24 ]

32 

De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei nº 9.394/1996, quanto 

aos Níveis e as Modalidades de Ensino da educação brasileira, analise as proposições:

I) A educação superior abrangerá os seguintes cursos e programas: cursos sequenciais por campo 
de saber, de graduação, de pós-graduação, e de extensão.
II) O ensino médio, etapa secundária da educação básica, com duração mínima de dois anos, terá 
como finalidade a consolidação e o aprofundamento dos conhecimentos adquiridos no ensino 
fundamental e a preparação básica para o trabalho.
III)  Entende-se  por  educação  especial,  para  os  efeitos  desta  Lei,  a  modalidade  de  educação 
escolar oferecida preferencialmente na rede regular de ensino, para educandos com deficiência, 
transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação. 
IV)  A  educação  profissional  técnica  de  nível  médio  será  desenvolvida  nas  seguintes  formas: 
articulada com o ensino médio; e subsequente, em cursos destinados a quem já tenha concluído 
o ensino fundamental.  
V) A educação escolar compõe-se de educação básica, formada pela educação infantil, ensino 
fundamental e ensino médio; e educação superior.

Assinale a alternativa que apresente somente as proposições CORRETAS.
a) I, II, V
b) I, III, IV
c) I, III, V
d) III, IV
e) II, IV, V

33 

Luckesi (2006) destaca que a avaliação da aprendizagem tem como função básica e constitutiva 

o diagnóstico, que cria a base para a tomada de decisão, que é o meio de encaminhar os atos 
subsequentes, na perspectiva da busca de maior satisfatoriedade dos resultados. Nessa direção, 
assinale a alternativa que NÃO se articula com essa função da avaliação da aprendizagem:

a)  Propiciar  a  autocompreensão,  tanto  do  educando  quanto  do  educador,  considerando  que 
educador e educando, por meio dos atos de avaliação, podem se autocompreender no nível e nas 
condições em que se encontram, para dar um salto à frente.
b) Motivar o crescimento, pois a avaliação motiva na medida mesma em que diagnostica e cria 
o desejo de obter resultados mais satisfatórios.
c) Possibilitar o aprofundamento da aprendizagem, tendo em vista que o exercício da avaliação 
apresenta-se, neste caso, com uma das múltiplas oportunidades de aprender o conteúdo de uma 
forma mais aprofundada.
d) Auxiliar a aprendizagem, ou seja, oferecer uma forma de o educador estar atento às necessidades 
dos educandos, na perspectiva do seu crescimento.
e) Verificar e mensurar o nível de desempenho do educando em determinado conteúdo ou área 
de conhecimento, para um julgamento definitivo de seu processo de ensino-aprendizagem.

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 25 ]

34 

De acordo com Libâneo, Oliveira e Toschi (2012), o art. 9º da Lei de Diretrizes e Bases da 

Educação Nacional, Lei nº 9.394/ 1996, estabelece que, entre outras atribuições, cabe à União 
“assegurar processo nacional de avaliação do rendimento escolar no ensino fundamental, médio 
e superior, em colaboração com os sistemas de ensino, objetivando a definição de prioridades e 
a melhoria da qualidade do ensino”. Tendo como base esse artigo e as considerações dos autores 
a respeito das avaliações da educação básica, analise as proposições:

I) Essa prescrição legal (art. 9º da LDB/96) impede que estados e municípios também possam ter 
iniciativas de avaliação de desempenho escolar em seus respectivos sistemas de ensino.

II) Os instrumentos de avaliação em curso na política educacional brasileira (como o Sistema 
de  avaliação  Básica  –  Saeb;  o  Exame  Nacional  do  Ensino  Médio  –  Enem;  e  a  Prova  Brasil) 
visam a realização de avaliações de diagnóstico de qualidade do ensino oferecido pelo sistema 
educacional brasileiro.

III) As diretrizes e parâmetros das avaliações nacionais em larga escala, pautadas em critérios 
quantitativos,  contribuem  para  o  processo  de  autoavaliação  da  escola,  na  medida  em  que 
consideram os fatores sociais, culturais e econômicos.

IV) O Sistema de avaliação Básica – Saeb, coleta dados sobre os alunos, professores e diretores 
de escolas públicas e privadas em todo o Brasil. É aplicado a cada dois anos, a alunos da 4ª e da 
8ª séries do ensino fundamental e da 3ª série do ensino médio.

V) O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) foi criado em 2007, para medir a 
qualidade de cada escola e de cada rede de ensino. Não se trata propriamente de uma prova; 
seus  resultados  são  calculados  com  base  no  desempenho  dos  estudantes  em  avaliações  do 
Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e em taxas de 
aprovação. 

Assinale a alternativa que apresente somente as proposições CORRETAS.
a) I, II, V
b) I, III, IV
c) II, III, V
d) III, IV
e) II, IV, V

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 26 ]

35 

Para  Veiga  (2011),  o  Projeto  Político  Pedagógico  é  a  própria  organização  do  trabalho 

pedagógico da escola. Nesse sentido, associe a coluna da direita com a da esquerda, de acordo 
com  as  considerações  da  autora  sobre  os  elementos  constitutivos  da  construção  do  Projeto 
Político Pedagógico.

I) Finalidades 
II) Estrutura Organizacional
III) Currículo
IV) Tempo Escolar
V) Avaliação
VI) Relações de Trabalho

(  ) Deve estar fundamentada nas atitudes de solidariedade, 
de reciprocidade e de participação coletiva, em contraposição 
à organização regida pelos princípios de divisão do trabalho, 
de fragmentação e do controle hierárquico.

(   ) Estabelece os períodos de estudo para os alunos e reflexão 
das  equipes  de  educadores,  fortalecendo  a  escola  como 
instância de educação continuada.

(  )  Refere-se  à  organização  do  conhecimento  escolar, 
historicamente situado e culturalmente determinado.

(  )  Busca  explicar  e  compreender  as  causas  de  existência 
de problemas, bem como suas relações, suas mudanças e se 
esforça para propor outras ações alternativas.

(  ) A escola dispõe de dois tipos básicos: administrativas e 
pedagógicas. As primeiras asseguram a locação e a gestão 
de recursos humanos, físicos e financeiros. As pedagógicas 
organizam as funções educativas, as interações políticas, as 
questões de ensino-aprendizagem e as de currículo.

(  )  Refere-se  aos  efeitos  intencionalmente  pretendidos  e 
almejados  pela  escola,  que  possibilitam  refletir  sobre  sua 
ação educativa. 

Assinale a alternativa que contém a ordem CORRETA de associação de cima para baixo:
a) II, IV, I, VI, V, III
b) VI, IV, III, V, II, I
c) V, II, VI, III, I, IV
d) VI, II, III, I, V, IV
e) III, IV, VI, I, II, V 

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 27 ]

36 

Paro (2010) apresenta os pressupostos de uma administração escolar comprometida com a 

transformação social. Nessa direção, analise as alternativas e verifique quais são VERDADEIRAS 
(V) e quais são FALSAS (F).

(   ) A gestão escolar constituída à imagem e semelhança da administração empresarial capitalista 
se mostra compatível com uma proposta de articulação da escola com os interesses dos dominados.
(   ) A especificidade para a administração escolar coincide com a busca de uma nova proposta de 
administração, fundamentada em objetivos educacionais representativos dos interesses das classes 
dominadas da população, e que leve em conta a especificidade do processo pedagógico escolar.
(   ) A administração escolar deverá se preocupar não apenas com a racionalidade interna ou a 
eficiência na utilização de recursos, mas há que considerar o desempenho da escola em termos 
de sua racionalidade externa, ou racionalidade social, ou seja, em que medida aquilo que ela 
realiza tem repercussão na vida do todo social.
(  ) Uma administração escolar verdadeiramente revolucionária deve poder elevar-se de uma 
práxis reflexiva a uma práxis espontânea, enquanto um processo criador capaz de atender aos 
objetivos identificados com a transformação social.
(   ) A administração escolar atual, pautada pelo autoritarismo em suas relações e pela ausência 
de  participação  dos  diversos  setores  da  escola  e  da  comunidade  em  sua  realização,  não  se 
coaduna com uma concepção de sociedade democrática a que se pretende chegar através da 
transformação social.

Assinale a opção que contém a sequência CORRETA de cima para baixo.
a) V, F, V, F, V
b) F, F, V, V, F
c) V, V, V, F, V
d) V, V, F, V, V
e) F, V, V, F, V

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 28 ]

37 

Paro (2010, p. 205) discute a natureza do processo de produção pedagógico na escola. Nesse 

sentido, analise as seguintes sentenças:

I)  A natureza do saber envolvido no processo educativo escolar não é nada mais que o saber 
historicamente acumulado. Assim sendo, esse saber não pode ser expropriado do trabalhador, 
sob a pena de descaracterizar-se o próprio processo pedagógico.

II) No processo pedagógico escolar, o produto da escola é a aula, ou seja, o ato de aprender, 
como uma atividade ou o processo através do qual se buscam determinados resultados.

III) O papel do educando no processo educativo escolar não pode restringir-se, entretanto, a 
sua condição de consumidor. Num processo pedagógico autêntico, o educando não apenas está 
presente, mas também participa das atividades que aí se desenvolvem.

IV) No processo pedagógico escolar, o que se constitui como efetivo produto é a real transformação 
na personalidade viva do educando, pois, se a educação realmente se efetivou, o aluno sai do 
processo diferente de como ele era quando aí entrou.

V) A administração escolar precisa saber buscar nos princípios da administração empresarial os 
objetivos que ela persegue, ou seja, os princípios, métodos e técnicas adequados ao incremento 
de sua racionalidade. 

Assinale a alternativa que apresente somente as proposições CORRETAS.
a) I, II, V
b) I, III, IV
c) I, II, III
d) II, III, IV
e) III, IV, V

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 29 ]

38 

Com base nas Diretrizes Operacionais para o Atendimento Educacional Especializado na 

Educação Básica, modalidade Educação Especial, estabelecidas pela Resolução nº 4, de 2 de 
outubro de 2009, assinale a alternativa INCORRETA.

a) O atendimento educacional especializado é ofertado em salas de recursos multifuncionais 
ou em centros de Atendimento Educacional Especializado da rede pública ou de instituições 
comunitárias, confessionais ou filantrópicas sem fins lucrativos.
b) O atendimento educacional especializado tem como função complementar ou suplementar 
a  formação  do  aluno  por  meio  da  disponibilização  de  serviços,  recursos  de  acessibilidade  e 
estratégias que eliminem as barreiras para sua plena participação na sociedade e desenvolvimento 
de sua aprendizagem.
c) O atendimento educacional especializado é realizado, prioritariamente, na sala de recursos 
multifuncionais da própria escola ou em outra escola de ensino regular, no mesmo turno da 
escolarização, podendo ser substitutivo às classes comuns.
d) Em casos de atendimento educacional especializado em ambiente hospitalar ou domiciliar, 
será  ofertada  aos  alunos,  pelo  respectivo  sistema  de  ensino,  a  Educação  Especial  de  forma 
complementar ou suplementar.
e) O projeto pedagógico da escola de ensino regular deve institucionalizar a oferta do atendimento 
educacional  especializado  prevendo,  na  sua  organização:  sala  de  recursos  multifuncionais, 
professores para o exercício da docência do atendimento educacional especializado, plano do 
atendimento, entre outros serviços.

39 

Identifique com V ou F, conforme sejam VERDADEIRAS ou FALSAS, as afirmativas 

abaixo, sobre as teorias de aprendizagens (SACRISTÁN E GÓMEZ, 1998).

(   ) A gestalt ou teoria do campo considera a aprendizagem como um processo de doação de 
sentido, de significado, às situações em que o indivíduo se encontra.  
(   )  A  genético-cognitiva  considera  a  aprendizagem  tanto  um  fator  como  um  produto  do 
desenvolvimento, incluindo a apropriação da bagagem cultural.
(   ) A aprendizagem significativa de Ausubel implica a relação indissociável de aprendizagem e 
desenvolvimento.
(    ) Na gestalt, as leis da aprendizagem, ainda que sejam mais difusas e imprecisas, permitem uma 
explicação dos tipos mais complexos e superiores de aprendizagem.  
(   ) A de processamento de informação supõe que o organismo responde diretamente ao mundo 
real e à própria e mediada representação subjetiva do mesmo.  

Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
a) V, F, V, V, F
b) F, V, F, V, F
c) F, F, V, V, V
d) V, V, F, V, F
e) V, F, V, F, V

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 30 ]

40 

Das derivações didáticas e pedagógicas relacionadas às teorias do condicionamento, desde 

a modelagem até o operante, pode-se dizer que:

I) Transformam a educação numa tecnologia que prepara as contingências, as características do 
contexto e as peculiaridades de cada situação, e regula a administração de reforços.  

II) As variáveis endógenas, internas, contribuem para uma organização estudada do cenário, de 
forma que cada componente desempenhe seu papel e em cada momento atue o reforço apropriado. 

III) Os objetivos de cada unidade de ensino podem ser programados com facilidade, reforçados 
independentemente e avaliados com clareza. 

IV) A eficácia é o fim exclusivo da ação didática.  

V)  As  condutas  complexas  devem  ser    dissecadas  em  suas  unidades  mínimas  constituintes, 
ordenando cuidadosamente as mesmas em função de sua sequência hierárquica. 

Assinale a alternativa CORRETA, em relação às assertivas analisadas:
a) Apenas a afirmativa II está correta.
b) Estão corretas as afirmativas I, II, IV e V.
c) Estão corretas as afirmativas I, III, IV e V.
d) Estão corretas as afirmativas I, III e IV.
e) Estão corretas as afirmativas II, III, IV e V.

41 

Analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa que NÃO trata da educação industrial 

no período de vigência do escravismo na sociedade brasileira:

a) Desenvolve-se mediante processos sistemáticos e estritamente regulamentados, destinados a 
produzir uma formação padronizada, de resultados previsíveis e controláveis, em geral voltada 
para um grande número de jovens.
b) De um modo geral, se desenvolve em ambientes especializados, como escolas e centros de 
formação  profissional.
c) Favorece uma relação harmônica entre a concepção, a gerência e a execução.  
d) Não garante aos trabalhadores a propriedade dos locais e instrumentos de trabalho, tampouco 
dos produtos.
e) Tem como pressuposto a intensa divisão do trabalho. 

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 31 ]

42 

Analise  as  afirmativas  abaixo  e  assinale  a  alternativa  que  NÃO  representa  a  educação 

artesanal ou manufatureira no período de vigência do escravismo na sociedade brasileira:

a) A educação artesanal desenvolve-se mediante processos não sistemáticos,

a partir do trabalho de um jovem aprendiz com um mestre de ofício, na própria oficina deste, com 
seus próprios instrumentos, chegando o aprendiz até mesmo a morar na casa do mestre de ofício.

b) Ajudando o mestre de ofícios em pequenas tarefas, que lhe são atribuídas de acordo com a 
lógica da produção, o aprendiz vai dominando o ofício.

c) A norma reguladora da aprendizagem artesanal ou manufatureira previa a educação de apenas 
dois  jovens aprendizes em cada oficina. 

d) A educação manufatureira ocupa urna posição intermediária, entre a artesanal e a industrial, 
sem um caráter distintivo em termos pedagógicos. É o caso de processos educacionais orientados 
tanto para o trabalho artesanal quanto para a produção industrial. 

e) Na educação artesanal, a finalidade, ao menos tendencial, é que o aprendiz possa vir a ser um 
mestre de ofício, que abra sua própria oficina. 

43 

Para a pedagogia crítico-social dos conteúdos, a escola tem o papel primordial de difundir 

conteúdos vivos, concretos, indissociáveis das realidades sociais. Após analise das afirmativas 
abaixo, sob o critério de (V) para VERDADEIRO e (F) para FALSO, assinale a alternativa que 
contém a sequência correta das afirmativas relacionadas à pedagogia crítico-social dos conteúdos. 

(   ) Cabe ao processo definir o que professores e alunos devem fazer e, assim também, quando 
e como o farão. 
(   )  Ao  professor,  cabe    garantir  a  ligação  dos  conhecimentos  universais  com  a  experiência 
concreta dos alunos e ajudá-los a ultrapassar os limites de sua experiência cotidiana.  
(    ) A relação pedagógica entre professor e aluno é baseada nas trocas. 
(    ) Os métodos de ensino  devem ser aqueles que estejam subordinados à questão do acesso aos 
conhecimentos sistematizados.
(   ) A pedagogia crítico-social dos conteúdos pressupõe uma padronização do ensino a partir 
de esquemas de planejamento previamente formulados aos quais devem se ajustar as diferentes 
modalidades de disciplina e práticas pedagógicas. 

Assinale a alternativa que contém a sequência CORRETA:
a) V, V, F, V, F
b) F, V, V, F, F
c) F, V, V, V, F
d) V, V, F, V, V
e) F, V, F, F, V

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 32 ]

44 

Após analisar as afirmativas abaixo, seguindo o critério de (V) para VERDADEIRO e (F) 

para FALSO, assinale a alternativa que representa a sequência das afirmativas relacionadas à 
pedagogia histórico-crítica.

(   ) Sua base psicológica mantém fortes afinidades com a psicologia histórico-cultural desenvolvida 
pela escola de Vigotski. 
(  ) Entende a educação como o ato de produzir, direta e intencionalmente, em cada indivíduo 
singular, a humanidade que é produzida histórica e coletivamente pelo conjunto dos homens. 
(   ) A prática educativa tem a prática social como ponto de partida e ponto de chegada.  
(  ) A fundamentação teórica nos aspectos filosóficos, históricos, econômicos e político-sociais 
propõe-se, explicitamente, a seguir as trilhas abertas por Paulo Freire e Gramsci. 
(   ) Essa teoria pedagógica permite uma reorganização da escola, conduzindo a um processo de 
burocratização.

Assinale a alternativa que representa a sequência CORRETA:
a) V, F, V, F, F
b) V, V, V, F, F 
c) F, F, V, V, V 
d) F, V, V, F, F 
e) F, V, F, V, V

45 

Partindo da ideia de que informática na educação refere-se à inserção do computador no 

processo de ensino-aprendizagem de conteúdos curriculares de todos os níveis e modalidades de 
Educação, analise as afirmativas abaixo seguindo o critério de (V) para VERDADEIRO e (F) 
para FALSO, conforme a ideia de informática na educação.

(  ) A informática na educação diz respeito ao uso do computador para ensinar conteúdos de 
ciência da computação ou “alfabetização em Informática” .
(  )  A  informática  na  educação  tem  a  proposta  de  enriquecer  ambientes  de  aprendizagem  e 
auxiliar o aprendiz no processo de construção do seu conhecimento. 
(  ) O uso do computador pode ser feito tanto para continuar transmitindo a informação para o 
aluno e, portanto, para reforçar o processo instrucionista, quanto para criar condições de o aluno 
construir seu conhecimento. 
(  ) Essa perspectiva usa a máquina para adquirir conceitos computacionais, como princípios de 
funcionamento do computador, noções de programação e implicações do computador na sociedade.  
(  ) A informática na educação usa o computador para resolver problemas ou realizar tarefas 
como desenhar, escrever, calcular etc. 

Assinale a alternativa que  contém a sequência CORRETA:
a) F, V, V, F, V
b) V, F, F, V, F
c) F, V, V, V, F
d) F, V, F, V, F
e) V, V, F, V, V

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 33 ]

46 

A  Resolução  CNE/CEB  nº  6  /2012    define  as  diretrizes  Curriculares  Nacionais  para 

a  Educação  Profissional  Técnica  de  Nível  Médio  e  estabelece  princípios  norteadores  desta 
educação.  Assinale  a  alternativa  que  NÃO  representa  um  princípio  norteador  da  Educação 
Profissional Técnica de Nível Médio:

a) Assume o trabalho como princípio educativo, tendo sua integração com a ciência, a tecnologia 
e a cultura como base da proposta político-pedagógica e do desenvolvimento curricular.
b) Propõe a indissociabilidade entre educação e prática social, considerando-se a historicidade 
dos conhecimentos e dos sujeitos da aprendizagem.
c) É desenvolvida na forma articulada e subsequente ao Ensino Médio.  
d) Preza pela indissociabilidade entre teoria e prática no processo de ensino-aprendizagem.
e) Assegura a interdisciplinaridade no currículo e na prática pedagógica, visando a superação da 
fragmentação de conhecimentos e de segmentação da organização curricular.

47 

Das afirmativas abaixo, assinale apenas aquela que NÃO corresponda a uma organização de 

conteúdos que tenha as disciplinas como ponto de partida e referencial básico.  

a) O conhecimento sobre a aprendizagem em geral não tem que servir para questionar a disciplina, 
mas sim para estabelecer as propostas didáticas mais apropriadas para sua aprendizagem.
b) A disciplina é o objeto de aprendizagem.
c) O conhecimento do como se aprende será aplicado para determinar a metodologia adequada.
d) É preciso dominar o corpo conceitual da disciplina e seus métodos e técnicas específicos.
e) Assume a realidade como objeto de estudo.

48 

Das afirmativas abaixo, assinale aquela que NÃO corresponde ao método globalizado de 

organização de conteúdos.

a) O alvo e o referencial organizador fundamental é o aluno e suas necessidades educativas. 
b) As disciplinas têm a função de proporcionar os meios ou instrumentos que devem favorecer a 
realização dos objetivos educacionais. 
c) A aproximação ao fato educativo se realiza a partir da perspectiva de como os alunos aprendem 
e, secundariamente, do papel que devem desempenhar as disciplinas em sua formação. 
d) A interdisciplinaridade é a forma de organização dos conteúdos. 
e) As disciplinas nunca são tomadas como ponto de partida.

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

[ 34 ]

49 

 Das alternativas abaixo, assinale aquela que NÃO está posta como finalidade do Ensino 

Médio pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei nº 9.394/1996:

a) A consolidação e o aprofundamento dos conhecimentos adquiridos no ensino fundamental, 
possibilitando o prosseguimento de estudos.
b)  A preparação básica para o trabalho e a cidadania do educando, para continuar aprendendo, 
de  modo  a  ser  capaz  de  se  adaptar  com  flexibilidade  a  novas  condições  de  ocupação  ou 
aperfeiçoamento posteriores.
c)  O  aprimoramento  do  educando  como  pessoa  humana,  incluindo  a  formação  ética  e  o 
desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico.
d)  A  compreensão  dos  fundamentos  científico-tecnológicos  dos  processos  produtivos, 
relacionando a teoria com a prática, no ensino de cada disciplina.
e) Flexibilidade na construção de itinerários formativos diversificados e atualizados, segundo 
interesses dos sujeitos e possibilidades das instituições educacionais, nos termos dos respectivos 
projetos político-pedagógicos.

50 

Uma sequência didática é determinada como uma série ordenada e articulada de atividades. 

Para reconhecer a validade de uma sequência didática, pode-se fazer uma série de perguntas 
sobre as atividades propostas. Uma destas perguntas refere-se à existência de atividades que 
permitam criar zonas de desenvolvimento proximal e intervir. Analise as atividades propostas 
abaixo e assinale aquela que NÃO possibilita a criação de zonas de desenvolvimento proximal 
e intervenção.

a) Os alunos, coletiva e individualmente, dirigidos e ajudados pelo professor, propõem fontes de 
informações mais apropriadas para cada uma das questões propostas.
b) O professor estabelece um diálogo com os alunos e entre eles e promove o surgimento de 
dúvidas, questões e problemas relacionados com o tema.
c) O professor facilita diferentes pontos de vista e promove uma discussão em grupo.
d) Os alunos, coletiva e individualmente, dirigidos e ajudados pelo professor, expõem respostas 
intuitivas ou suposições sobre cada um dos problemas e situações propostos.
e)  O  professor  pede  aos  alunos  que  exponham  diferentes  formas  de  resolver  um  problema  ou 
situação. 

 

if-es-2016-if-es-pedagogo-prova.pdf-html.html

Questão

Resposta

1
2
3
4
5
6
7
8
9

10

11
12
13
14
15

Questão

Resposta

16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Questão

Resposta

31
32
33

34
35
36
37
38
39
40

41
42

43
44
45

Questão

Resposta

46
47
48
49
50

CONCURSO PÚBLICO

Edital nº 1/2016 

Técnicos-Administrativos em Educação

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

 

INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO 

REITORIA 

Avenida Rio Branco, 50 – Santa Lúcia – 29056-255 – Vitória – ES 

27 3357-7500

 

Folha de Resposta

(Rascunho)

PEDAGOGO