Prova Concurso - Pedagogia - UFRJ-2004-UFRJ-TECNICO-EM-ASSUNTOS-EDUCACIONAIS - NCE - UFRJ - 2004

Prova - Pedagogia - UFRJ-2004-UFRJ-TECNICO-EM-ASSUNTOS-EDUCACIONAIS - NCE - UFRJ - 2004

Detalhes

Profissão: Pedagogia
Cargo: UFRJ-2004-UFRJ-TECNICO-EM-ASSUNTOS-EDUCACIONAIS
Órgão: UFRJ
Banca: NCE
Ano: 2004
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

PEDAGOGOUFPA2018
PEDAGOGOUNIFESSPA2018
PEDAGOGOEBSERH2018

Gabarito

nce-ufrj-2004-ufrj-tecnico-em-assuntos-educacionais-gabarito.pdf-html.html

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO 

Concurso Público - 2004 

Gabarito da Prova Objetiva 

 

Realização - NÚCLEO DE COMPUTAÇÃO ELETRÔNICA - UFRJ 

 

 

TÉCNICO EM ASSUNTOS EDUCACIONAIS 
 

Questão  01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Gabarito A  

D D  

B  

D D B B C C D E A C D A B E C D 

 
Questão  21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
Gabarito B B C C E B D C D E A B C D C B C D C D 
 
Questão  41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
Gabarito B A B A E A B B D E 
 
 
 

 

Prova

nce-ufrj-2004-ufrj-tecnico-em-assuntos-educacionais-prova.pdf-html.html

TÉCNICO EM

ASSUNTOS EDUCACIONAIS

A

C

D

E

  INSTRUÇÕES - PROVA OBJETIVA

 Verifique se os seus dados estão corretos no cartão de respostas. Solicite ao fiscal para efetuar as correções na Ata da Prova.

 Leia atentamente cada questão e assinale no cartão de respostas a alternativa que mais adequadamente a responde.

 O cartão de respostas NÃO pode ser dobrado, amassado, rasurado, manchado ou conter qualquer registro fora dos locais destinados às respostas.

  A maneira correta de assinalar a alternativa no cartão de respostas é cobrindo, fortemente, com caneta esferográfica azul ou preta, o

espaço a ela correspondente, conforme o exemplo a seguir:

Atenção: Formas de marcação diferentes da que foi determinada implicarão a rejeição do cartão de respostas pela leitora ótica.

     INSTRUÇÕES GERAIS

  É responsabilidade do candidato certificar-se de que o “Cargo para o qual concorre”  informado no cartão de respostas corresponde

ao “Cargo”  informado nesta prova.

  O candidato receberá do fiscal:

  Um caderno de questões contendo 50 (cinqüenta) questões objetivas de múltipla escolha;

  Um cartão de respostas personalizado para a Prova Objetiva;

  Ao ser autorizado o início da prova, verifique, no caderno de questões, se a numeração das questões e a paginação estão corretas.

• 

 Você dispõe de 4 (quatro) horas para fazer a Prova Objetiva. Faça-a com tranqüilidade, mas controle o seu tempo. Este tempo inclui

a marcação do cartão de respostas (Prova Objetiva).

• 

 Não será permitido ao candidato copiar seus assinalamentos feitos no cartão de respostas (Edital 6.2.4 alínea d).

• 

 Ao candidato somente será permitido levar seu caderno de questões faltando uma hora para o término da prova (Edital 6.2.4 alínea c).

  Somente após decorrida uma hora do início da prova, o candidato poderá entregar seu cartão de respostas e retirar-se da sala de

prova (Edital 6.2.4 alínea b).

  Após o término da prova, entregue obrigatoriamente ao fiscal o cartão de respostas devidamente assinado.

  Os três últimos candidatos de cada sala só poderão ser liberados juntos (Edital 6.2.4 alínea f).

  Se você precisar de algum esclarecimento, solicite a presença do responsável pelo local.

CRONOGRAMA PREVISTO

Atividade

Data

Local

Divulgação dos gabaritos

28/09

www.nce.ufrj.br/concursos

Interposição de recursos contra os gabaritos

29 e 30/09

  NCE/UFRJ

Divulgação do resultado do julgamento dos recursos contra os gabaritos e resultado

preliminar das Provas Objetivas

Interposição de recursos contra o resultado preliminar das Provas Objetivas

14 e 15/10

NCE/UFRJ

Divulgação do resultado do julgamento dos recursos contra o resultado

preliminar das Provas Objetivas e resultado final das Provas Objetivas

Divulgação/Publicação do resultado final

18/11

www.nce.ufrj.br/concursos  e D.O.U.

Cronograma completo no endereço eletrônico www.nce.ufrj.br/concursos

www.nce.ufrj.br/concursos

8/10

19/10

www.nce.ufrj.br/concursos

nce-ufrj-2004-ufrj-tecnico-em-assuntos-educacionais-prova.pdf-html.html

2

Concurso Público - 2004 / UFRJ

LÍNGUA PORTUGUESA

Todas as questões desta prova são baseadas em ocor-
rências cotidianas de uso da linguagem e tentam avaliar
sua competência de entendimento e de desempenho em
língua escrita.

1 - Uma manchete do jornal O Dia, de 7 de agosto de
2004, dizia:

Padrasto engravida e mata enteada

Uma melhor redação para essa mesma frase é:

a) Padrasto engravida enteada e a mata;
b) Padrasto mata e engravida enteada;
c) Padrasto mata enteada e a engravida;
d) Padrasto engravida enteada e mata a enteada;
e) Padrasto mata enteada e engravida enteada.

2 - Uma camionete de uma determinada empresa trazia
escrito em sua carroceria a seguinte frase: “Este carro é
provido de  tacômetro”. A finalidade de um veículo ser
provido desse aparelho seria:

a) controlar a quantidade de carga;
b) medir a refrigeração da cabine;
c) avaliar o estado dos pneus;
d) conhecer a velocidade do veículo;
e) registrar a presença de radares.

3 - Numa notícia trágica, um jornal carioca mostrava uma
cabeça carbonizada deixada numa das estações do
metrô e abaixo da foto os seguintes dizeres: uma cabeça
decapitada era alvo da curiosidade dos passageiros
do metrô
. Nessa frase há uma inadequação lógica, pois:

a) ninguém tem curiosidade por coisas mórbidas;
b) a expressão “alvo da curiosidade” só se aplica a coisas

boas;

c) o metrô não tem “passageiros”, mas “freqüentadores”;
d) o adjetivo “decapitado” não se aplica à cabeça, mas

ao corpo;

e) o adjetivo “decapitada” deveria ser substituído por

“degolada”.

4 - Na beira de uma estrada havia uma placa com as
seguintes palavras:

VENDE-SE OVOS FRESCOS DE GALINHAS

Dessa placa pode-se dizer que:

a) há necessidade absoluta de especificar-se que os

ovos são de galinhas;

b) apresenta um erro de concordância, segundo a

norma culta;

c) o adjetivo “frescos” se refere à temperatura dos ovos;
d) não revela o essencial: o preço;
e) o verbo “vender” afasta os fregueses, em lugar de

atraí-los.

5 - Numa livraria estava exposto um “Dicionário Etimológico
da Língua Portuguesa”; esse dicionário tem como finalidade
informar:

a) todos os significados das palavras;
b) a grafia correta de todos os vocábulos portugueses;
c) os novos vocábulos criados no âmbito da Língua

Portuguesa;

d) o significado original das palavras de Língua Portuguesa;
e) o valor lógico das palavras portuguesas.

6 - Uma famosa manchete de jornal dizia: “Cachorro fez
mal a moça”, onde há uma cômica ambigüidade. A frase
abaixo que NÃO apresenta ambigüidade é:

a) o funcionário encontrou o chefe no dia de seu aniversário;
b) João e Maria casaram-se neste fim de semana;
c) Pedro viu José correndo pela rua;
d) o chefe deixou de importar-se com seu funcionário;
e) o grupo entrou na casa com os turistas.

7 - O item em que todas as vírgulas da frase de Caetano
Veloso estão colocadas de forma mais adequada é:

a) Eu dizia, sobre os arranha-céus de Nova York, que,

olhando para eles, tinha a impressão de que eles já
haviam sido destruídos há muito tempo;

b) Eu dizia sobre os arranha-céus de Nova York que,

olhando para eles, tinha a impressão de que eles já
haviam sido destruídos há muito tempo;

c) Eu dizia sobre os arranha-céus de Nova York, que,

olhando para eles, tinha a impressão de que eles já
haviam sido destruídos há muito tempo;

d) Eu dizia sobre os arranha-céus de Nova York que,

olhando para eles, tinha a impressão, de que eles já
haviam sido destruídos há muito tempo;

e) Eu dizia sobre os arranha-céus de Nova York que,

olhando para eles, tinha a impressão de que eles já
haviam sido destruídos, há muito tempo.

8 - Ao final de uma carta, o remetente escreveu a abrevia-
tura P.S., seguida de uma informação para o destinatário.
Essa abreviatura significa que:

a) a informação dada é sigilosa e, por isso, não deve

ser dita a ninguém;

b) o remetente decidiu acrescentar algo ao que já havia

sido escrito;

c) o destinatário deve comunicar a informação às pessoas

interessadas;

d)  a informação prestada ainda carece de confirmação;
e) a informação dada será o motivo da próxima carta.

9 - Todos os latinismos abaixo transcritos fazem parte
de nossa vida diária; o item em que o latinismo tem seu
significado dado de forma  incorreta é:

a) quorum – o número dos quais é necessário;
b)  habitat – ambiente próprio onde viver;
c)  superávit –  diferença entre o que se produziu e o

que se consumiu;

d) in natura – em estado natural;
e) vice versa –  em sentido oposto, ao contrário.

nce-ufrj-2004-ufrj-tecnico-em-assuntos-educacionais-prova.pdf-html.html

Concurso Público - 2004 / UFRJ

3

10 - Há poucos dias uma cidade de MG comemorou o
seu sesquicentenário, ou seja, a idade de:

a) 100 anos;
b) 600 anos;
c) 150 anos;
d) 25 anos;
e) 500 anos.

11 - A frase cuja forma está  INADEQUADA é:

a) O presente, eu o comprei;
b) Os doentes, nós os visitamos;
c) Aos doentes, nós lhes presenteamos;
d) O menino, eu lhe conheço;
e) As meninas, eles as admiram.

12 - “PF prende 20 por desvio de R$500 milhões em
Manaus”; esta foi a manchete do jornal O Globo do dia
11 de agosto de 2004. A afirmação  ERRADA sobre os
elementos dessa manchete é:

a) a palavra  desvio é um eufemismo de  roubo;
b) a abreviatura PF corresponde a “Polícia Federal”;
c) a frase informa a razão da prisão feita pela PF;
d) o segmento em Manaus tem duplo sentido;
e) por clareza se deveria escrever em reais após “R$500

milhões”.

13 - Num teste de um programa de rádio, o locutor per-
gunta: “Quanto é a metade de dois mais dois?” O ouvin-
te responde “dois” e o locutor diz que a resposta certa é
“três”. A causa da confusão está:

a) na possibilidade de dupla leitura da pergunta;
b) na ambigüidade da palavra “metade”;
c) na ignorância do locutor;
d) na ignorância do ouvinte;
e) no desconhecimento do significado de “metade”.

14 - No uso do hífen na grafia portuguesa, ensina
Evanildo Bechara: “Usa-se o hífen nas palavras com-
postas em que os elementos, com a sua acentuação
própria, não conservam, considerados isoladamente, a
sua significação, mas o conjunto constitui uma unidade
semântica” (Moderna gramática portuguesa, p. 75). Essa
regra NÃO se aplica, portanto, em:

a) água-marinha;
b) segunda-feira;
c) sub-oficial;
d) amor-perfeito;
e) pára-choque.

15 - As frases abaixo foram retiradas de uma reporta-
gem de um jornal paulista; indique aquela que apresenta
problemas de concordância, segundo a norma culta:

a) os assaltantes preferem carros e motos modernas;
b) os motoristas passam por estreitos becos e vielas;
c) os automóveis com moderno farol e pára-brisa;
d) os transeuntes passam por iluminados praça e largo;
e) os muros do bairro são cinza e marrons.

16 - Entre as palavras abaixo, aquela que apresenta forma
correta é:

a) poleiro;
b) impecilho;
c) lampeão;
d) mágua;
e) cortume.

17 - A frase cuja estrutura NÃO está correta é:

a) São lembranças de que jamais esqueci;
b) São estes os documentos que tanto se discutia;
c) Eis os quadros cujos pintores aprecio;
d) São argumentos de que não se pode abrir mão;
e) Eis os ideais a que aspiramos.

18 - A frase de construção  EQUIVOCADA é:

a) era perto de três horas da tarde;
b) eram 25 de agosto;
c) Neuzinha era as preocupações do pai;
d) da cidade à ilha são dez quilômetros;
e) era dez horas quando ela chegou.

19 - A frase abaixo que admite outra flexão do verbo é:

a) V. Exa. é inteligente;
b) O quadro ou os quadros foram vendidos;
c) A maior parte dos operários decidiu sair;
d) Precisa-se de mais empregos;
e) Era uma vez dois irmãos bastante amigos.

20 - A frase que apresenta  ERRO no emprego do verbo
fazer é:

a) Faz três anos que elas se casaram;
b) Fazem-se muitos trabalhos apressadamente;
c) Já deve fazer dois anos que chegamos;
d) Vão fazer duas semanas que lá estive;
e) Aqui faz invernos terríveis.

nce-ufrj-2004-ufrj-tecnico-em-assuntos-educacionais-prova.pdf-html.html

4

Concurso Público - 2004 / UFRJ

ESPECÍFICA

21 - Com relação ao  Conselho Nacional de Educação,
analise as afirmativas apresentadas:

I. O Conselho Nacional de Educação tem atribuições

de coordenar e assessorar as decisões relativas aos
assuntos educacionais de competência da União,
estados e municípios.

II. Como órgão de Estado, cabe ao Conselho Nacional

de Educação desenvolver atribuições normativas e
de supervisão ao Ministério de Educação.

III. Cabe ao Conselho Nacional de Educação essenci-

almente coordenar propostas de resoluções e
procedimentos sobre assuntos pertinentes à educação.

A(s) afirmativa(s) correta(s) é/são somente:

a) I;
b) II;
c) III;
d) I e II;
e) I, II e III.

22 - A 9.394/96 classifica as instituições privadas de
ensino  nas seguintes categorias, EXCETO:

a) filantrópicas;
b) particulares mantidas pelo Poder Público;
c) confessionais;
d) particulares em sentido estrito;
e) comunitárias.

23 - A Lei 9.394/96 estabelece que, na educação superior,
o ano letivo regular, independentemente do ano civil,
deverá ter, no mínimo:

a) 180 dias de trabalho acadêmico efetivo, além do tempo

destinado aos exames finais, quando houver;

b) 180 dias de trabalho acadêmico efetivo, incluindo o

tempo destinado aos exames finais;

c) 200 dias de trabalho acadêmico efetivo, excluindo-se

o tempo reservado aos exames finais, quando houver;

d) 200 dias de trabalho acadêmico efetivo, incluindo-se

no calendário o tempo destinado aos exames finais;

e) 250 dias de trabalho acadêmico efetivo, incluindo-se

no calendário o tempo destinado aos exames finais.

24 - A revalidação de diplomas de graduação expedidos
por instituições estrangeiras, de acordo com a lei 9.394/96,
é atribuição:

a) do Conselho Nacional de Educação;
b) da Secretaria de Ensino Superior do MEC;
c) das Universidades públicas;
d) dos Colegiados das Instituições de Ensino Superior;
e) do Instituto Superior de Educação.

25 - De acordo com a LDB 9.394/96, art. 52,  as univer-
sidades são definidas como instituições pluridisciplinares
caracterizadas por:

a) tempo integral, produção científica e acadêmica,

qualificação do corpo docente;

b) 1/3 do corpo docente com dedicação exclusiva,

produção científica e qualificação docente;

c) produção  de atividades culturais, tempo integral e

produção de conhecimentos;

d) 1/3 do corpo docente com titulação de mestre e

doutor,  órgãos colegiados e produção científica;

e) produção do conhecimento, titulação acadêmica do

corpo docente e  regime de trabalho de tempo integral.

26 - A Lei  9.394/96 determina que as instituições públicas
de educação superior deverão assegurar a existência
de órgãos colegiados deliberativos. De acordo com a Lei,
a representação docente terá direito a:

a) quarenta por cento dos assentos;
b) setenta por cento dos assentos;
c) vinte por cento dos assentos;
d) 1/3 dos assentos;
e) trinta por cento dos assentos.

27 - A Lei 9.394/96 estabelece condições que devem
orientar o exercício da autonomia universitária. Assinale
a alternativa que NÃO indica as condições previstas na
lei:

a) criar, expandir e modificar  cursos;
b) fixar o currículo de seus cursos e programas;
c) conferir graus, diplomas e outros títulos;
d) fixar normas para avaliação;
e) firmar contratos, acordos e convênios.

28 - De acordo com o artigo 61, da LDB 9.394/96,
“A  formação de profissionais da educação, de modo a
atender aos objetivos dos diferentes níveis e modalidades
de ensino e às características de cada fase do desen-
volvimento do educando, terá como fundamentos a...”:

a) diferenciação entre teorias e práticas durante a

capacitação em serviço;

b) junção entre teorias e práticas preferencialmente durante

a formação inicial;

c) associação entre teorias e práticas, inclusive mediante

a capacitação em serviço;

d) teorização sobre diferenças de práticas, preferenci-

almente após a formação inicial;

e) colocação em prática de diferentes teorias durante a

capacitação em serviço.

nce-ufrj-2004-ufrj-tecnico-em-assuntos-educacionais-prova.pdf-html.html

Concurso Público - 2004 / UFRJ

5

29 - Conforme o artigo 61, da LDB 9.394/96, a formação de
educadores deverá ter como fundamento o aproveita-
mento da formação e experiências anteriores:

a) de educação doméstica e familiar;
b) em instituições de lazer e de desporto;
c) de educação moral e cívica;
d) em instituições de ensino e outras atividades;
e) em instituições religiosas e comunitárias.

30 -  No artigo 67, da LDB 9.394/96 está dito que: “Os
sistemas de ensino promoverão a valorização dos
profissionais da educação, assegurando-lhes, inclusive
nos termos dos estatutos e dos planos de carreira do
magistério público, ingresso...”:

a) exclusivamente por seleção terceirizada;
b) preferencialmente por concurso público de provas e títulos;
c) exclusivamente por licitação e indicação;
d) preferencialmente por seleção terceirizada;
e) exclusivamente por concurso público de provas e títulos.

31 - O comportamentalismo caracteriza-se por ser uma
Teoria de Aprendizagem cujos conceitos centrais são:

a) condicionamento e reforço;
b) construção e hierarquia;
c) conhecimento espontâneo e científico;
d) não-diretividade e facilitação;
e) mediação e subsunção.

32 - Ao se colocar o dedo na bochecha de um bebê, ele
vira, automaticamente, seu rosto em direção à bochecha
em que se colocou o dedo. Esse tipo de comportamen-
to, em Psicologia, é comumente conhecido como:

a) inconsciente;
b) reflexo;
c) volitivo;
d) ancoragem;
e) consciente.

33 -  Segundo Carl Rogers, caberia ao educador desen-
volver a autonomia do aluno e a responsabilidade pelo
seu próprio processo de aprendizagem. Essa idéia ficou
conhecida como:

a) diretividade;
b) construção;
c) não-diretividade;
d) desconstrução;
e) ancoragem.

34 - Constitui elemento comum às Teorias Cognitivistas
de Aprendizagem a ênfase no interesse pelo desenvol-
vimento de:

a) esquemas de estímulo-reforço;
b) comportamentos sociais;
c) associações livres;
d) estruturas cognitivas;
e) zonas de desenvolvimento proximal.

35 - O desenvolvimento afetivo humano foi objeto de atenção
de diversos pesquisadores em psicologia e acarretou
grande contribuição para a educação. Entre esses
teóricos, destacam-se:

a) Wallon e Watson;
b) Winnicott e Skinner;
c) Wallon e Winnicott;
d) Watson e Winnicott;
e) Skinner e Wallon.

36 - Para Piaget, os principais fatores do desenvolvimento
cognitivo são:

a) equilibração, afetividade, experiência e cultura;
b) transmissão social, experiência, maturação e equilibração;
c) hereditariedade, cultura, afetividade e transmissão social;
d) maturação, transmissão social, hereditariedade e

experiência;

e) experiência, equilibração, cultura e transmissão social.

37 - A categoria principal utilizada por Vygotsky para
explicar a formação das funções psicológicas superiores
é o:

a) símbolo;
b) significado;
c) signo;
d) conceito;
e) significante.

38 - “Uma mosca voa em torno de uma criança de 4
anos, que agita os braços para pegar o inseto e diz:
mosca, volta para a tua mãe”. Esse tipo de comporta-
mento é resultado do:

a) narcisismo;
b) egoísmo;
c) individualismo;
d) egocentrismo;
e) finalismo.

nce-ufrj-2004-ufrj-tecnico-em-assuntos-educacionais-prova.pdf-html.html

6

Concurso Público - 2004 / UFRJ

39 - De acordo com a Conferência de Tbilisi, a Educação
Ambiental deve considerar o meio ambiente em sua:

a) realidade;
b) naturalidade;
c) totalidade;
d) sociedade;
e) diversidade.

40 - Conforme os Parâmetros Curriculares Nacionais em
ação, o meio ambiente deve ser trabalhado no currículo
escolar como um tema:

a) setorial;
b) universal;
c) regional;
d) transversal;
e) racional.

41 -  A Educação Ambiental deve ser realizada conforme
os seguintes pressupostos:

a) transdisciplinaridade, realidade e atomismo;
b) participação, interdisciplinaridade e complexidade;
c) complexidade, cooperação e disciplinaridade;
d) atomismo, participação e interdisciplinaridade;
e) complexidade, interdisciplinaridade e atomismo.

42 - Márcia foi contratada pela UFRJ como Técnica em
Assuntos Educacionais, após ser comprovada sua
capacidade  para desempenhar as funções inerentes ao
cargo. Com base no estudo de Max Weber, pode-se afirmar
que a “competência técnica” é uma das dimensões da
burocracia. A “competência técnica” se caracteriza por:

a) seleção por concurso, promoção e carreira;
b) assiduidade,  promoção e carreira;
c) seleção por concurso, pontualidade e carreira;
d) seleção por indicação, carreira e antiguidade;
e) antiguidade, seleção por concurso e assiduidade.

43 -  Com relação à admissão de estrangeiros, prevista
na Emenda Constitucional nº 11, de 1966, analise as
afirmativas enumeradas:

I. Autoriza as universidades brasileiras a contratar

professores e cientistas estrangeiros, não sendo
admitida a sua renovação.

II. Permite a admissão de professores, técnicos e cientistas

estrangeiros pelas universidades brasileiras.

III. Proíbe a admissão de professores, técnicos e cientistas

estrangeiros pelas universidades brasileiras.

A(s) afirmativa(s) verdadeira(s) é/são somente:

a) I;
b) II;
c) III;
d) I e II;
e) nenhuma.

44 - Com relação  à matéria avaliação, analise as afirmativas
abaixo apresentadas:

I. Compete  à União criar o sistema nacional de avaliação,

segundo determina a LDB e o PNE.

II. O Exame Nacional de Ensino Médio (ENEM) e o Exame

Nacional de Curso (Provão) não exigem a participação
obrigatória do aluno.

III. A avaliação feita pelo Estado é percebida como forma

legítima  e  formal.

A(s) afirmativa(s) verdadeira(s) é/são SOMENTE:

a) I;
b) II;
c) III;
d) I e II;
e) nenhuma.

45 - O principal documento mundial que inspirou os
princípios da Educação Inclusiva, fundamentada no
princípio de uma educação de qualidade para todos, foi
a Declaração sobre a Conferência/Convenção de:

a) Dakar;
b) Guatemala;
c) Caracas;
d) Manágua;
e) Jomtiem.

46 - “É um programa da Secretaria de Educação Especial
(SEESP), que tem como propósito garantir a inclusão
de todos os alunos com necessidades educacionais
especiais no sistema regular de ensino.”

Essa citação caracteriza os objetivos do Programa liderado
pela SEESP em 2003, que se denomina:

a) Educação Inclusiva: Direito à Diversidade;
b) Educação Intensiva: Direito à Universidade;
c) Educação Extensiva: Direito à Heterogeneidade;
d) Educação Exclusiva: Direito de Ser Diferente;
e) Educação para Todos: Direito e Qualidade.

47 - Como princípio, a Educação Inclusiva refere-se
à garantia do direito de participação plena, no campo
educacional, de:

a) alguns grupos exclusivos;
b) todos os grupos excluídos;
c) alguns grupos excluídos;
d) todos os grupos inclusivos;
e) alguns grupos inclusivos.

nce-ufrj-2004-ufrj-tecnico-em-assuntos-educacionais-prova.pdf-html.html

Concurso Público - 2004 / UFRJ

7

48 - O Pragmatismo exerceu grande influência na
educação nacional. O autor fundador desse pensamento
filosófico foi:

a) Locke;
b) William James;
c) Hume;
d) Immanuel Kant;
e) Wundt.

49 - “Existir significa estar em relação com o mundo, isto
é com as coisas e com os outros homens, e como se
trata de uma relação não necessária nos seus modos
de apresentar-se, as situações em que ela toma forma
podem ser analisadas só em termos de possibilidades”.

O pensamento filosófico que defende essa idéia é o:

a) interacionismo;
b) pragmatismo;
c) dogmatismo;
d) existencialismo;
e) criticismo.

50 - A forma mais antiga do racionalismo pode ser
encontrada em:

a) Aristóteles;
b) Pitágoras;
c) Agostinho;
d) Sócrates;
e) Platão.

nce-ufrj-2004-ufrj-tecnico-em-assuntos-educacionais-prova.pdf-html.html

Prédio do CCMN - Bloco C

Cidade Universitária - Ilha do Fundão - RJ

Central de atendimento - (21) 2598-3333

Internet: www.nce.ufrj.br/concursos