Prova Concurso - Administração - UFRJ-2006-ELETROBRAS-ELETRONORTE-ADMINISTRADOR-A-AUDITOR - NCE - UFRJ - 2006

Prova - Administração - UFRJ-2006-ELETROBRAS-ELETRONORTE-ADMINISTRADOR-A-AUDITOR - NCE - UFRJ - 2006

Detalhes

Profissão: Administração
Cargo: UFRJ-2006-ELETROBRAS-ELETRONORTE-ADMINISTRADOR-A-AUDITOR
Órgão: UFRJ
Banca: NCE
Ano: 2006
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

AGENTE-ADMINISTRATIVO-PREVIDENCIARIOCONCURSOS2018
ASSISTENTE-DE-ADMINISTRACAOFUNPAPA2018
AUXILIAR-DE-ADMINISTRACAOFUNPAPA2018

Gabarito

nce-ufrj-2006-eletrobras-administrador-gabarito.pdf-html.html

CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S. A. – ELETROBRAS 

CONCURSO PÚBLICO – ADMINISTRADOR – ADMI 

Gabarito da Prova de Objetiva após recurso

 

Realização - NÚCLEO DE COMPUTAÇÃO ELETRÔNICA - UFRJ 

 
 
 

Questão  01 02 03 04 05 06 07

08

09

10

11

12

13

14 15 16 17 18

19

20

Gabarito A A B B E D C A B C C B D A D E C B C B 
 
 
Questão  21 22 23 24 25 26 27

28

29

30

31

32

33

34 35 36 37 38

39

40

Gabarito 

*

 

*

 A B E 

*

  D E A C D A B 

E A D C C A 

 
 
Questão  41 42 43 44 45 46 47

48

49

50

51

52

53

54 55 56 57 58

59

60

Gabarito E B D A B D E B C 

A D 

D E C B A A D 

 
Questão  61 62 63 64 65 66 67

68

69

70

Gabarito C C E C D E B A C 

 

Questão 21: 

ANULADA 

Questão 22: 

ANULADA 

Questão 26: 

ANULADA 

Questão 34:

 

Alterada de 

B

 para 

C

 

Questão 50: 

ANULADA 

Questão 53: 

ANULADA

 

Questão 70: 

ANULADA

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Prova

nce-ufrj-2006-eletrobras-eletronorte-administrador-a-auditor-prova.pdf-html.html

ADMINISTRADOR  A
ADMINISTRAÇÃO

Analista Administrativo
Analista de Planejamento
Analista de Recursos Humanos
Analista de Suprimento
Analista Econômico-Financeiro
Auditor

ADM58

INSTRUÇÕES GERAIS

• Você recebeu 

do fiscal:

− 

Um caderno de questões contendo 70 (setenta) questões de múltipla escolha da Prova Objetiva;

− 

Um cartão de respostas personalizado para a Prova Objetiva;

É responsabilidade do candidato certificar-se de que o código informado nesta capa de prova corresponde ao código  informado em
seu cartão de respostas
.

Ao ser autorizado o início da prova, verifique, no caderno de questões se a numeração das questões e a paginação estão corretas.

Você dispõe de 4 (quatro) horas para fazer a Prova Objetiva. Faça-a com tranqüilidade, mas controle o seu tempo. Este tempo inclui a marcação
do cartão de respostas .

Após o início da prova, será efetuada a coleta da impressão digital de cada candidato (Edital 14/2006 – Item 8.11 alínea a).

Somente após decorrida uma hora do início da prova, entregar o seu caderno de questões , e retirar-se da sala de prova (Edital 14/2006 –
Item 8.11 alínea c).

Somente será permitido levar seu caderno de questões ao final da prova, desde que o candidato permaneça em sua sala até este momento
(Edital 14/2006 – Item 8.11 alínea d).

Não será permitido ao candidato copiar seus assinalamentos feitos no cartão de respostas (Edital 14/2006 – Item 8.11 alínea e).

Após o término de sua prova, entregue obrigatoriamente ao fiscal o cartão de respostas devidamente assinado e o caderno de respostas.

Os 3 (três) últimos candidatos de cada sala só poderão ser liberados juntos.

Se você precisar de algum esclarecimento, solicite a presença do responsável pelo local.

INSTRUÇÕES - PROVA OBJETIVA

Verifique se os seus dados estão corretos no cartão de respostas. Solicite ao fiscal para efetuar as correções na Ata de Aplicação de Prova.

Leia atentamente cada questão e assinale no cartão de respostas a alternativa que mais adequadamente a responde.

cartão de respostas NÃO pode ser dobrado, amassado, rasurado, manchado ou conter qualquer registro fora dos locais destinados às respostas.

A maneira correta de assinalar a alternativa no cartão de respostas é cobrindo, fortemente, com caneta esferográfica azul ou preta, o espaço a
ela correspondente, conforme o exemplo a seguir:

A

C

D

E

CRONOGRAMA PREVISTO

Atividade

Data

Local

Divulgação do gabarito - Prova Objetiva (PO)

05/09/2006

www.nce.ufrj.br/concursos

Interposição de recursos contra o gabarito (RG) da PO

06 e 07/09/2006

www.nce.ufrj.br/concursos

ou fax até as 17 horas

Divulgação do resultado do julgamento dos recursos contra os

25/09/2006

www.nce.ufrj.br/concursos

RG da PO e o resultado final das PO

Demais atividades consultar Manual do Candidato ou pelo endereço eletrônico www.nce.ufrj.br/concursos

nce-ufrj-2006-eletrobras-eletronorte-administrador-a-auditor-prova.pdf-html.html

2

                                                                                                            Concurso Público - 2006

nce-ufrj-2006-eletrobras-eletronorte-administrador-a-auditor-prova.pdf-html.html

3

                                                                                                            Concurso Público - 2006

LÍNGUA PORTUGUESA

TEXTO –

UM BASTA A HIPOCRISIA
Rodrigo Constantino

Os fatos não deixam de existir pelo simples fato de
serem ignorados.

Aldous Huxley

Infelizmente, a hipocrisia abunda no mundo, principalmente nas
elites. Em troca do status de um nobre homem, pessoas vendem a
alma ao diabo, traindo escancaradamente sua própria consciência
e bom senso. A cretinice assume grau espantoso nos debates, e
qualquer um que esteja mais preocupado com a verdade que com
as aparências de suas intenções perde a paciência ao notar que
está dando murro em ponta de faca. O interesse dessa elite pérfida
não é a busca sincera pela verdade e resultados; mas, sim, o
conforto psíquico de apresentar ser bem intencionado. O
mensageiro que traz a notícia, que destaca os fatos verdadeiros,
que demonstra o absurdo das teorias românticas, esse é o culpado,
um insensível, egoísta. A hipocrisia, aliada à ignorância de muitos,
acaba vencendo a lógica e a verdade. A necessidade da mente
humana de acreditar em explicações simplistas, culpar fatores
exógenos e bodes expiatórios, e buscar conforto mesmo que na
mentira alimenta bastante essa hipocrisia. Esse texto é um apelo
para darmos um basta a isso.

São tantos exemplos de debates hipócritas que mal sei por onde
começar. Talvez o caso recente de cotas em universidades seja
interessante. Com a constatação da existência de muitos negros
miseráveis no país, logo surgem as soluções milagrosas, que
encobrem atrás de uma nobre embalagem um objetivo populista
eleitoreiro, que trará resultados catastróficos. Debater com
seriedade o tema poucos querem, pois envolve estudo, a clara
culpabilidade do próprio governo, maior causador da miséria que
vivemos, e medidas que depositam nos próprios indivíduos parte
da solução. Mais fácil confundirem correlação com causalidade, e
apontarem o racismo como culpado pela situação dos negros. E
assim partimos para a solução hipócrita das cotas, que representam
discriminação, injustiça e abuso de poder do governo. Os membros
da elite ficam satisfeitos com a aparência de que tal medida
representa um ato de justiça. Hipocrisia pura!

1 - O segundo período do texto, em sua relação argumentativa
com o primeiro, estabelece:

(A) uma exemplificação da hipocrisia referida;
(B) um esclarecimento sobre o que foi dito anteriormente;
(C) uma explicação metalingüística do que seja hipocrisia;
(D) uma razão da existência da hipocrisia como fenômeno social;
(E) uma retificação de algo que pode gerar ambigüidade de

sentido.

2 - A oração abaixo em que a forma sublinhada NÃO corresponde
ao gerúndio é:

(A) A hipocrisia vem crescendo no seio das elites;
(B) Falando sobre qualquer coisa, os homens querem parecer

mais do que são;

(C) Nem todos os exemplos de hipocrisia têm vindo das elites;
(D) Partindo dos argumentos apresentados, o autor se posiciona

contra a hipocrisia;

(E) Nem todos os artigos deste livro estão tratando de

problemas sociais.

3 - A alternativa em que a troca de posição de certos elementos
pode alterar o sentido original do segmento do texto é:

(A) “Em troca do status de um nobre homem” – em troca do

status de um homem nobre;

(B) “pessoas vendem a alma ao diabo” – pessoas vendem ao

diabo a alma”;

(C) “A cretinice assume grau espantoso nos debates” – A

cretinice, nos debates, assume grau espantoso;

(D) “traindo escancaradamente sua própria consciência e bom

senso” – traindo escancaradamente seu bom senso e a
própria consciência;

(E) “O interesse dessa elite pérfida não é a busca sincera pela

verdade” – essa elite pérfida não tem por interesse a busca
sincera pela verdade.

4 - A expressão “dar murro em ponta de faca” se refere a uma
ação:

(A) de que não se pode prever os resultados;
(B) cujos resultados são medíocres;
(C) que é contrária ao bom senso;
(D) cuja utilidade é demonstrar dedicação intensa;
(E) a que se atribuem resultados prejudiciais.

5  - “que demonstra o absurdo das teorias românticas”; tais
teorias são caracterizadas por:

(A) apegarem-se a valores religiosos;
(B) indicarem qualidades infelizmente abandonadas;
(C) estarem ultrapassadas pela tecnologia moderna;
(D) demonstrarem valores da sociedade patriarcal;
(E) distanciarem-se da realidade dos fatos.

- “Em troca do status de um nobre homem”; a mesma idéia
contida nesse segmento do texto aparece repetida em:

(A) “vendem a alma ao diabo”;
(B) “aparentar ser bem intencionado”;
(C) “destaca os fatos verdadeiros”;
(D) “culpar fatores exógenos e bodes expiatórios”;
(E) “demonstra o absurdo das teorias românticas”.

7 - A alternativa em que o sinônimo ou termo equivalente da
palavra sublinhada está INCORRETO é:

(A) “Em troca do status de um nobre homem” – condição;
(B) “O interesse dessa elite pérfida” – desonesta;
(C) “culpar fatores exógenos” – externos;
(D) “Este texto é um apelo” – solicitação;
(E) “a hipocrisia abunda no mundo” – existe em grande escala.

8 - NÃO é uma explicação plausível para a hipocrisia:

(A) estar mais preocupado com as aparências que com a

verdade;

(B) buscar conforto na mentira;
(C) demonstrar o absurdo das posições românticas;
(D) não acreditar em explicações simplistas;
(E) encontrar bodes expiatórios.

nce-ufrj-2006-eletrobras-eletronorte-administrador-a-auditor-prova.pdf-html.html

4

                                                                                                            Concurso Público - 2006

9  - “O mensageiro que traz a notícia, que destaca os fatos
verdadeiros, que demonstra o absurdo das teorias românticas,
esse é o culpado, um insensível, egoísta”; a opinião sobre o
mensageiro mostra o ponto de vista do(da):

(A) próprio mensageiro;
(B) receptor da notícia;
(C) elite hipócrita;
(D) nobre homem;
(E) autor do texto.

10 - A hipocrisia, segundo o texto, NÃO inclui entre seus aliados:

(A) a necessidade de apoio psicológico;
(B) a ignorância de grande parte da população;
(C) o conforto psíquico de bem aparentar;
(D) a busca de resultados;
(E) a atribuição alheia de culpa.

11 - “alimenta bastante essa hipocrisia”; a frase em que a forma
bastante está empregada ERRADAMENTE é:

(A) Os atos hipócritas são bastante incômodos para os sinceros;
(B) A necessidade de encontrar culpados traz bastante

sofrimentos psíquicos;

(C) Os hipócritas aparecem bastante nos debates públicos;
(D) São bastante problemáticos os encontros de políticos em

campanha;

(E) Os políticos bastante experientes trazem a hipocrisia no

sangue.

12 - “Este texto é um apelo para darmos um basta a isso”;
declarada essa finalidade do texto, podemos dizer que sua
intenção prioritária é:

(A) informar;
(B) ensinar;
(C) prever;
(D) alertar;
(E) convencer.

13 - “que mal sei por onde começar”; esse segmento demonstra:

(A) a dificuldade do autor em selecionar um caso entre muitos;
(B) o problema de distinguir o caso de maior hipocrisia;
(C) a dúvida entre o que é e o que não é exemplo de hipocrisia;
(D) a difícil estruturação de um texto argumentativo;
(E) a facilidade de exemplificar a hipocrisia.

14 - O caso das cotas universitárias só NÃO funciona no texto
como:

(A) prova de que a hipocrisia não existe só na nossa sociedade;
(B) exemplo de um caso, entre muitos, de hipocrisia social;
(C) caso em que se atribui a culpa também a fatores exógenos;
(D) fato atual em que a solução apresentada é hipócrita;
(E) elemento que apóia os argumentos do autor do texto.

LÍNGUA INGLESA

READ TEXT I  AND ANSWER QUESTIONS 15 AND 16:

TEXT I

Contrary to popular belief, hydroelectric power can seriously
damage the climate. Proposed changes to the way countries’
climate budgets are calculated aim to take greenhouse gas
emissions from hydropower reservoirs into account, but some
experts worry that they will not go far enough.

The green image of hydro power as a benign alternative to fossil
fuels is false, says Éric Duchemin, a consultant for the
Intergovernmental Panel on Climate Change (IPCC). “Everyone
thinks hydro is very clean, but this is not the case,” he says.

Hydroelectric dams produce significant amounts of carbon
dioxide and methane, and in some cases produce more of these
greenhouse gases than power plants running on fossil fuels.
Carbon emissions vary from dam to dam, says Philip Fearnside
from Brazil’s National Institute for Research in the Amazon in
Manaus. “But we do know that there are enough emissions to
worry about.”

(adapted from 

http://www.newscientist.com

, June 21, 2006)

15 – The text suggests that hydroelectric power can be:

(A) safe;
(B) trustworthy;
(C) harmful;
(D) innocuous;
(E) reliable.

16 – The main function of this text is to:

(A) praise;
(B) warn;
(C) entertain;
(D) complain;
(E) advertise.

nce-ufrj-2006-eletrobras-eletronorte-administrador-a-auditor-prova.pdf-html.html

5

                                                                                                            Concurso Público - 2006

READ TEXT II AND ANSWER QUESTIONS 17 TO 21:

TEXT II

Brazil’s biofuel success story

Brazilians are choosing to pump ethanol into their cars, reducing
the country’s dependency on petrol and setting a worldwide
example on how to reduce greenhouse emissions from transport.

More than 183600 “flexi-fuel” cars, which run on petrol or ethanol
made from sugar cane, were sold in December in Brazil — more
than 70% of all cars sold there. In total, 33% of all fuel used is
now made from sugar.

Cost is the driving factor — ethanol fuel is 60% of the price of
gasoline — but there is also growing understanding that Brazil
is leading the world in the flight from fossil fuels. President Lula
da Silva describes Brazil’s use of biodiesel as the country’s
“energy revolution”…

But there are some who doubt Brazil will be able to keep up with
foreign demand for ethanol — China and Africa have displayed
interest. A recent study by São Paulo’s sugar cane agro-industry
union, Unica, indicated that ethanol production would have to
increase by 10 billion litres by 2010 to keep pace with overseas
demand.

(adapted from Guardian Newspapers 2006 in

http://www.mg.co.za/articlePage.aspx?articleid=262545&area=/

insight/insight__economy__business/)

17 – According to the text, Brazilians are setting an example
because they are ultimately:

(A) using more petrol for transport;
(B) producing all the necessary sugar;
(C) becoming more dependent on oil;
(D) promoting greenhouse effects;
(E) helping improve the environment.

18 – This text ends in a note of:

(A) irony;
(B) enthusiasm;
(C) denial;
(D) uncertainty;
(E) hope.

19 – choosing (l.1)  is to choice as:

(A) practicing is to practice;
(B) closing  is to closed;
(C) organizing is to organize;
(D) computing  is to compute;
(E) frightening is to frighten.

20 – The phrase “The flight from fossil fuels” (l.10 ) indicates a
movement:

(A) upwards;
(B) away;
(C) towards;
(D) beyond;
(E) downwards.

21 – The underlined expression in “To keep pace with  overseas
demand” (l. 17-18  ) can be replaced by:

(A) avoid;
(B) stop;
(C) meet;
(D) curb;
(E) withdraw.

RACIOCÍNIO LÓGICO

22  - Um torneio é disputado por 18 equipes em turno e returno,
ou seja, cada equipe joga duas vezes com cada uma das demais.
O número total de jogos desse torneio é igual a:

(A) 212;
(B) 264;
(C) 294;
(D) 306;
(E) 612.

23  - Se a cada elemento X corresponde ao menos um elemento
Y então:

(A) há mais elementos Y do que X;
(B) há menos elementos Y do que X;
(C) pode haver tantos elementos Y quanto há elementos X;
(D) o número de elementos Y é no mínimo o dobro do de

elementos X;

(E) o número de elementos Y é no máximo o dobro do de

elementos X.

24 - Observe a seqüência:

                       2187  ,  729  ,  243  ,  81 , ...

O próximo termo é:

(A) 9;
(B) 18;
(C) 21;
(D) 27;
(E) 33.

1

5

1 0

1 5

nce-ufrj-2006-eletrobras-eletronorte-administrador-a-auditor-prova.pdf-html.html

6

                                                                                                            Concurso Público - 2006

25 - Uma “capicua” é um número que lido de trás para diante é
igual ao número original. Por exemplo, 1881 é uma “capicua”, 134
não é “capicua”. Usando apenas os algarismos 1, 2 e 3 , além de
11111, 22222 e 33333, há a seguinte quantidade de números de
cinco algarismos que são “capicuas”:

(A) 6;
(B) 12;
(C) 16;
(D) 20;
(E) 24.

26 - A sentença “Salta está para Atlas assim como 25435 está
para ...” é melhor completada pelo seguinte número:

(A) 53452;
(B) 23455;
(C) 34552;
(D) 43525;
(E) 53542.

27 - Roberto Carlos inventou o jogo da Roca. Nesse jogo, cada
“roca” que um jogador faz pode valer 1, 2 ou 5 pontos. Numa
famosa partida, Cafuringa fez um total de 11 pontos. Nesse caso,
avalie as quatro afirmativas a seguir:

I   - Cafuringa com certeza fez ao menos uma “roca” de 1 ponto.
II  - Cafuringa fez no mínimo 3 “rocas”.
III - Cafuringa fez no máximo 11 “rocas”.
IV - Cafuringa fez no máximo uma “roca” de 2 pontos.

Estão corretas somente as afirmativas:

(A) I e II;
(B) I e III;
(C) II e III;
(D) II e IV;
(E) III e IV.

28 - Nas palavras codificadas abaixo há um algarismo omitido
(substituído por um ponto de interrogação).

MACRO - A2C3M1O5R4
BALIDO - A2B1D5I4L3O6
FUNDO - D4F1N

?

O5U2

O algarismo omitido é o:

(A) 1;
(B) 2;
(C) 3;
(D) 4;
(E) 5.

CONHECIMENTOS GERAIS

29 - Sobre os efeitos da grande volatilidade do atual sistema
financeiro internacional de inspiração liberal, é INCORRETO
afirmar que:

(A) provoca  alterações nas políticas macroeconômicas dos

países;

(B) agrava a vulnerabilidade externa das economias nacionais;
(C) provoca mudanças abruptas na “quantidade” e no “preço”

do capital externo;

(D) força a implementação de políticas contracionistas, com

redução dos gastos públicos;

(E) torna os agentes públicos os principais agentes de regulação

da economia, em detrimento do mercado.

30 - A soja tem sido um símbolo da modernização e do sucesso
do agronegócio no Brasil.

A esse respeito, analise as afirmativas a seguir:

I.

A produção da soja resulta de iniciativas privadas

associadas aos resultados da pesquisa e
desenvolvimento realizados por instituições
governamentais como a Embrapa.

II. A produção da soja utiliza o modelo de produção químico-

mecânico americano, dominado pelas multinacionais,
produtoras de máquinas e equipamentos agrícolas.

III.  A produção de soja vem promovendo, nas últimas

décadas, o deslocamento da fronteira agrícola graças à
ação das empresas agrícolas que empregam numerosa
mão-de-obra.

A(s) afirmativas(s) correta(s) é/são somente:

(A) I;
(B) II;
(C) I e II;
(D) II e III;
(E) I e III.

31 - Sobre o povoamento da Amazônia, é INCORRETO afirmar
que:

(A) até o século XX, a economia extrativa estabelecia o traçado

da rede fluvial como regra para a disposição geográfica do
povoamento;

(B) durante a economia da borracha, os fluxos migratórios

procedentes do Nordeste dispersaram-se pela floresta mas
mantiveram os rios como eixos de circulação;

(C) na segunda metade do século XX, a implantação de uma

rede viária com o objetivo de integração territorial direcionou
novos fluxos migratórios para a Amazônia;

(D) os recursos destinados à expansão e equipamento das

cidades desorganizaram as redes urbanas pré-existentes e
diminuíram a ação polarizante das capitais;

(E) nas últimas décadas, as estradas pioneiras construídas na

terra-firme passaram a atrair as frentes de expansão,
alterando a disposição do povoamento.

nce-ufrj-2006-eletrobras-eletronorte-administrador-a-auditor-prova.pdf-html.html

7

                                                                                                            Concurso Público - 2006

32 - Em cerimônia no plenário da Câmara dos Deputados, em 5
de outubro de 1988, o deputado Ulysses Guimarães, presidente
da Constituinte, declarou promulgada a nova Constituição.

Sobre a Constituição Brasileira, analise as afirmativas a seguir:

I.

Estabeleceu o Estado de direito, ou seja, uma estrutura
política e jurídica a serviço da liberdade e dos direitos
individuais.

II. Decidiu que os representantes do Poder Executivo, do

Legislativo e do Judiciário seriam eleitos pelo voto direto
e secreto dos cidadãos brasileiros.

III. Criou o Ministério Público que tem, entre suas atribuições,

a defesa da sociedade contra os abusos do poder público.

IV. Aprovou medidas com vistas a reduzir as desigualdades

socioeconômicas, como a ampliação dos direitos
trabalhistas.

As afirmativas corretas são somente:

(A) I e III;
(B) II e IV;
(C) I, II e III;
(D) I, III e IV;
(E) I, II, III e IV.

33 -

                            

O autor do desenho que representa Dom Quixote de la Mancha
e o seu fiel escudeiro Sancho Pança 
é considerado um dos
maiores artistas do século XX.  Indique-o, na relação a seguir:

(A) Pablo Picasso;
(B) Cândido Portinari;
(C) Juan Miró;
(D) Marc Chagall;
(E) Paul Klee.

34 - Com o colapso da União Soviética, em 1991, e o fim da
bipolaridade, iniciou-se um novo ciclo nas relações
internacionais. São tendências que passaram a marcar os novos
tempos:

I.

o avanço do processo de integração econômica e política
da União Européia, após o Tratado de Maastricht;

II. a explosão de numerosos conflitos nacionalistas com

origem em reivindicações de natureza étnica ou religiosa;

III. as  intervenções políticas e econômicas dos Estados

Unidos reforçando a sua posição de potência
hegemônica.

A(s) afirmativas(s) correta(s) é/são somente:

(A) I;
(B) III;
(C) I e II;
(D) II e III;
(E) I, II e III.

35 - Na operação do Sistema Interligado Nacional – SIN, são
considerados:

(A) a otimização do uso dos recursos eletromagnéticos para o

atendimento de parte dos requisitos da carga, sem considerar
as condições técnicas e econômicas para o despacho das
usinas;

(B) as necessidades de energia dos agentes;
(C) os mecanismos de biossegurança;
(D) o custo da matriz energética internacional;
(E) o mecanismo de realocação de energia para mitigação do

risco financeiro.

nce-ufrj-2006-eletrobras-eletronorte-administrador-a-auditor-prova.pdf-html.html

8

                                                                                                            Concurso Público - 2006

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

36 - Os profissionais, normalmente os gerentes responsáveis
por estudos organizacionais, têm à sua disposição três
instrumentos que possibilitam o cumprimento de uma boa análise
organizacional. São eles a entrevista, o questionário e a observação
pessoal (ou direta). Uma das vantagens da entrevista é:

(A) impedir palpites;
(B) impedir adivinhações;
(C) facilitar anotações ao longo da entrevista;
(D) dificultar que o entrevistado seja levado a concordâncias e

discordâncias por envolvimento emocional;

(E) permitir que o entrevistado faça críticas e sugestões sobre

seu trabalho ou sobre a organização, por se sentir protegido
pelo anonimato.

37 - Uma das desvantagens da entrevista como forma de
levantamento de informações, visando uma boa análise
organizacional, é:

(A) impedir o “desabafo”;
(B) dificultar anotações ao longo da entrevista;
(C) impedir que o entrevistado faça críticas e sugestões sobre

seu trabalho;

(D) impossibilitar o alcance de informações que estão

“guardadas” apenas na memória do entrevistado;

(E) impossibilitar ao entrevistador o conhecimento mais

profundo da unidade (seção, setor) ou cargo em análise.

38 - A utilização de questionários em estudos e análises
organizacionais é bastante difundida, mas não tanto quanto o
uso da entrevista. Uma das vantagens do questionário é:

(A) rapidez no processo de tomada de decisões;
(B) incentivar o inquirido na formulação de críticas;
(C) proporcionar unicidade de interpretação de uma mesma

pergunta;

(D) incentivar o inquirido na formulação de sugestões para

novas diretrizes da empresa;

(E) permitir que o gerente responsável pelo estudo obtenha

informações, ao mesmo tempo que exerce outras atribuições
do seu cargo.

39 – Há algumas restrições com relação à eficácia de
questionários visando análises organizacionais, sendo uma das
desvantagens:

(A) a resistência ao preenchimento;
(B) impedir melhor detalhamento das respostas;
(C) suprimir do inquirido um período para formular respostas;
(D) suprimir do inquirido o tempo necessário para busca de

informações em arquivos;

(E) ser em geral um meio ineficiente de obter informações de

indivíduos que têm dificuldade de manter contatos por
outros meios.

40 - O organograma é um gráfico representativo da estrutura
formal da organização em dado momento. A técnica  de
elaboração de organograma que tem como característica reduzir

a possibilidade de conflitos entre superior e subordinados, pois
as linhas de autoridade ficam difíceis de ser identificadas, é a:

(A) linear;
(B) militar;
(C) vertical;
(D) horizontal;
(E) circular ou radial.

41 - A estrutura organizacional denominada “matricial” resulta
da estrutura tradicional mais a formulação estrutural
fundamentada no planejamento e execução de projetos. Uma
das características da organização matricial é:

(A) a permanente sensação de se ter duas chefias;
(B) os profissionais especializados permanecem sempre no

mesmo grupo;

(C) há facilidade de conciliar as duas estruturas, pois as

demandas são as mesmas;

(D) a fixação de personagens dentro de um mesmo grupo dá

uma dimensão de rigidez da estrutura;

(E) é possível separar momentos decisórios importantes quando

o processo decisório desce aos níveis médio-inferiores.

42 - A técnica mais conhecida e mais utilizada no estudo de
processos administrativos é a elaboração de fluxogramas. A
estratégia a ser aplicada pelo gerente responsável pelo estudo é
formada por um conjunto de fases ou etapas, sendo a última
delas a:

(A) manualização do processo;
(B) escolha do processo a estudar;
(C) implantação de novo processo;
(D) coleta dos passos e sua representação gráfica;
(E) análise dos métodos empregados no processamento atual.

43 - O objetivo da manualização é permitir que a reunião de
informações dispostas de forma sistematizada, criteriosa e
segmentada atue como instrumento facilitador do funcionamento
da organização. O tipo de manual constituído apenas de
informações cuja origem é qualquer documento entendido como
legal, é o manual de:

(A) seqüência administrativa;
(B) organização;
(C) formulários;
(D) instruções;
(E) normas.

44 - A classificação é o processo de aglutinação de materiais por
características semelhantes. Grande parte do sucesso no
gerenciamento de estoques depende fundamentalmente de bem
classificar os materiais da empresa. Um tipo de classificação que
auxilia na elaboração de programas de importação, e é considerado
como complementar para os procedimentos de compras é a
classificação por:

(A) perecibilidade;
(B) periculosidade;
(C) valor de consumo;
(D) mercado fornecedor;
(E) importância operacional.

nce-ufrj-2006-eletrobras-eletronorte-administrador-a-auditor-prova.pdf-html.html

9

                                                                                                            Concurso Público - 2006

45 - Um tipo de classificação de materiais que demonstra os
materiais vitais para a empresa, porém não fornece análise
econômica de estoques, é a classificação por:

(A) perecibilidade;
(B) periculosidade;
(C) mercado fornecedor;
(D) importância operacional;
(E) dificuldade de aquisição.

46 - Um tipo de classificação de materiais que demonstra os
materiais de grande investimento de estoque é a classificação
por:

(A) perecibilidade;
(B) periculosidade;
(C) valor de consumo;
(D) importância operacional;
(E) possibilidade de fazer ou comprar.

47 - Um tipo de classificação de materiais que determina
incompatibilidade com outros materiais, facilitando
armazenamento e movimentação, é a classificação por:

(A) possibilidade de fazer ou comprar;
(B) dificuldade de aquisição;
(C) mercado fornecedor;
(D) periculosidade;
(E) perecibilidade.

48 - De modo geral as empresas sempre se preocupam em
identificar com facilidade a grande quantidade de seus materiais.
A solução encontrada foi a representação por meio de um
conjunto de símbolos numéricos ou alfanuméricos que traduzem
as características dos materiais. Assim nasceu a codificação. O
sistema de codificação que emprega 8 dígitos e considera uma
análise mista é o:

(A) FSC (americano);
(B) CSSF (francês);
(C) Centesimal;
(D) Decimal;
(E) Alemão.

49 - O sistema de codificação para materiais cuja estrutura é
composta de 11 dígitos é o:

(A) FSC (americano);
(B) CSSF (francês);
(C) Centesimal;
(D) Decimal;
(E) Alemão.

50 - O modelo de gestão de materiais classificados como sujeitos
a recondicionamento está fundamentado em suas respectivas
características biunívocas, qual seja, para toda quantidade de

material dessa natureza retirada do almoxarifado deve haver uma
outra, correspondente do mesmo material, já usado, disponível
e sujeita à recuperação para reposição. A variável do sistema de
recondicionamento que implica a utilização de múltiplos
fornecedores é:

(A) sucata nobre;
(B) sucata a granel;
(C) materiais similares;
(D) sucateamento do material;
(E) recondicionamento parcial.

51 - A prática mais disseminada e tradicional nas empresas é o
inventário anual em época de balanço. Uma alternativa é o
inventário rotativo, que tem como característica:

(A) esforço concentrado, produzindo picos nos registros;
(B) aprimoramento contínuo da confiabilidade;
(C) impossibilidade de identificar causas de divergências;
(D) gerar impacto nas atividades da empresa, com almoxarifado

de portas fechadas;

(E) produtividade da mão-de-obra decrescente, ocorrendo

falhas durante o processo.

52 - O recrutamento é um conjunto de atividades desenvolvidas
para atrair candidatos qualificados para exercer determinada
atividade em uma organização. Do ponto de vista de sua
aplicação, o recrutamento pode ser interno ou externo. Uma das
vantagens do recrutamento interno é:

(A) dificultar o conservantismo;
(B) renovar a cultura organizacional existente;
(C) alterar o atual patrimônio humano da organização;
(D) custar financeiramente menos do que o recrutamento externo;
(E) desbloquear a entrada de idéias novas, experiências e

expectativas.

53 - Uma das desvantagens do recrutamento interno é:

(A) incentivar a infidelidade à organização;
(B) probabilidade de uma pior seleção;
(C) incentivar a evasão de funcionários;
(D) facilitar o conservadorismo;
(E) desmotivar o desenvolvimento profissional dos atuais

funcionários.

54 - Seleção é o processo de escolher o melhor candidato para o
cargo. Identificar e localizar as características pessoais do
candidato é uma questão de sensibilidade. Uma aptidão ou
característica pessoal do candidato associada à execução da
tarefa em si é:

(A) visão de conjunto;
(B) aptidão numérica;
(C) espírito de integração;
(D) resistência à frustração;
(E) atenção dispersa e abrangente.

nce-ufrj-2006-eletrobras-eletronorte-administrador-a-auditor-prova.pdf-html.html

10

                                                                                                            Concurso Público - 2006

55 – Num processo seletivo uma aptidão ou característica pessoal
do candidato associada à interdependência com outras tarefas é:

(A) aptidão verbal;
(B) aptidão espacial;
(C) iniciativa própria;
(D) raciocínio intuitivo ou dedutivo;
(E) atenção concentrada para detalhes.

56 - Avaliação de desempenho é o processo que mede o grau em
que o funcionário alcança os requisitos de seu trabalho. Uma das
vantagens da avaliação do desempenho por escalas gráficas é a:

(A) total participação ativa do funcionário;
(B) flexibilidade no processo de avaliação;
(C) objetividade na avaliação do desempenho;
(D) profundidade na avaliação do desempenho;
(E) simplicidade e facilidade de compreensão e de utilização.

57 - Uma das desvantagens da avaliação do desempenho de
funcionários por escalas gráficas é:

(A) produzir “efeito de generalização”;
(B) dificultar a retroação de dados ao avaliado;
(C) dificultar a construção do instrumento de avaliação;
(D) dificultar o planejamento do instrumento de avaliação;
(E) dificultar a comparação dos resultados de vários

funcionários.

58 - Remuneração é o processo que envolve todas as formas de
pagamento ou de recompensa dadas aos funcionários
decorrentes de seu emprego. Um dos tipos de recompensa
financeira indireta é:

(A) promoções;
(B) o 13º salário;
(C) segurança no emprego;
(D) liberdade e autonomia no trabalho;
(E) a oportunidade de desenvolvimento.

59 - Na elaboração orçamentária, a maioria dos autores dá ênfase
ao que se convencionou chamar de princípios orçamentários,
que são premissas, linhas norteadoras de ação a serem
observadas na concepção da proposta. O princípio que
determina que o orçamento deve compreender todas as receitas
e todas as despesas é o princípio da:

(A) unidade;
(B) publicidade;
(C) não-afetação;
(D) universalidade;
(E) não-vinculação.

60 - O princípio orçamentário que determina que, em sua
expressão mais ampla, cada pessoa jurídica de direito público,
cada esfera da administração deveria dispor de um orçamento
que contivesse suas receitas e despesas, é o princípio da:

(A) clareza;
(B) unidade;
(C) equilíbrio;
(D) discriminação;
(E) especialização.

61 - O princípio orçamentário que preconiza a identificação de
cada rubrica de receita e despesa, de modo que não figurem de
forma englobada, é o princípio da:

(A) clareza;
(B) unidade;
(C) equilíbrio;
(D) discriminação;
(E) universalidade.

62 - Os planos e programas nacionais, regionais e setoriais
previstos na Constituição serão elaborados em consonância com
o plano plurianual e apreciados pelo:

(A) BNDES;
(B) Judiciário;
(C) Congresso Nacional;
(D) Ministério das Cidades;
(E) Caixa Econômica Federal.

63 - Receita Pública, em sentido amplo, caracteriza-se como um
ingresso de recursos ao patrimônio público, mais
especificamente como uma entrada de recursos financeiros que
se reflete no aumento das disponibilidades. Um tipo de receita
corrente é a receita:

(A) tributária;
(B) do superávit do orçamento corrente;
(C) de conversão, em espécie, de bens e direitos;
(D) da amortização de empréstimos anteriormente concedidos;
(E) proveniente da realização de recursos financeiros oriundos

de constituição de dívidas.

64 - De acordo com a classificação da receita adotada para as
três esferas da Administração Pública, um dos tipos de imposto
sobre a produção e a circulação é o imposto sobre:

(A) a importação;
(B) operações de crédito;
(C) a propriedade territorial rural;
(D) transmissão inter vivos de bens imóveis;
(E) a renda e proventos de qualquer natureza.

65 – Um exemplo de imposto sobre o patrimônio é o imposto
sobre:

(A) produtos industrializados;
(B) títulos ou valores mobiliários;
(C) a propriedade territorial rural;
(D) serviços de qualquer natureza;
(E) operações de crédito, câmbio e seguro.

66 – Um exemplo de imposto sobre o comércio exterior é o imposto
sobre:

(A) a importação;
(B) transmissão causa mortis;
(C) produtos industrializados;
(D) propriedade territorial rural;
(E) propriedade predial e territorial urbana.

nce-ufrj-2006-eletrobras-eletronorte-administrador-a-auditor-prova.pdf-html.html

11

                                                                                                            Concurso Público - 2006

67 - O investimento necessário para produzir um montante de
R$ 8.000,00 daqui a 3 meses a uma taxa de juros simples de 20%
ao mês é:

(A) R$ 3.000,00;
(B) R$ 4.000,00;
(C) R$ 5.000,00;
(D) R$ 6.000,00;
(E) R$ 7.000,00.

68 - No desconto comercial simples, a taxa de desconto incide
sobre o valor nominal do título, descontado “n” períodos antes
do vencimento. Considerando o valor do título (N), a taxa de
desconto (d) e o prazo da operação em dias (n), tem-se que o
valor do desconto comercial simples é:

(A) N . n . (d + 1);
(B) N . d . (n + 1);
(C) N . d . (n – 1);
(D) N . (d + n );
(E) N . d . n.

69 – Considerando a aplicação do principal (P) durante “n”
períodos a uma taxa de juros composta “i”, tem-se como resultado
um montante de:

(A) P (1 – i)

n

 ;

(B) P (1 – i)

2n

 ;

(C) P (1 + i)

;

(D) P (1 – i)

n

 – 1;

(E) P (1 + i)

n

 – 1.

70 – Se uma aplicação de R$ 5.000,00 proporcionou juros de
R$ 1.200,00 no prazo de 180 dias, tem-se que a taxa anual de juros
simples desse investimento é de:

(A) 38%;
(B) 40%;
(C) 48%;
(D) 58%;
(E) 68%.

nce-ufrj-2006-eletrobras-eletronorte-administrador-a-auditor-prova.pdf-html.html

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Núcleo de Computação Eletrônica
Divisão de Concursos

Endereço: Prédio do CCMN, Bloco C

Ilha do Fundão - Cidade Universitária - Rio de Janeiro/RJ

Caixa Postal: 2324 - CEP 20010-974
Central de Atendimento: 0800 7273333 ou (21) 2598-3333
Informações: Dias úteis, de 9 h às 17 h (horário de Brasília)
Site: 

www.nce.ufrj.br

/concursos