Prova Concurso - Arquitetura - UFRJ-2009-INPI-PESQUISADOR-ARQUITETURA - NCE - UFRJ - 2009

Prova - Arquitetura - UFRJ-2009-INPI-PESQUISADOR-ARQUITETURA - NCE - UFRJ - 2009

Detalhes

Profissão: Arquitetura
Cargo: UFRJ-2009-INPI-PESQUISADOR-ARQUITETURA
Órgão: UFRJ
Banca: NCE
Ano: 2009
Nível: Superior

Downloads dos Arquivos

prova.pdf
gabarito.pdf

Provas relacionadas

ARQUITETOEBSERH2018
ESPECIALISTA-PORTUARIO-ARQUITETURAEMAP2018
ARQUITETOPREFEITURA2018

Gabarito

nce-ufrj-2009-inpi-pesquisador-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

                                                                                            

CONCURSO PÚBLICO 2008

INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL

GABARITOS OFICIAIS FINAIS DAS PROVAS OBJETIVAS

T01 / T02 – Nível Intermediário

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C B C A E E A C A C A C E C C D B D C D

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito A D B E C B C

*

*

E B C E B A C

*

*

*

D

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito A B E C A A D B C A

A01- Administração

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E D D B A C E

*

E D

*

C

*

*

*

A

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito D E D C E C B B B A

A02- Ciências Contábeis

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E C B D E D A A B E C E B A D C

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito C A B D E

*

E A D C

A03- Direito

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E C D E A C E C D B B A C A E A

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito A C D C B E C B A D

De acordo com o Cronograma de Atividades – Anexo VI do Edital nº 01/2008 – estamos divulgando os
gabaritos oficiais finais das Provas Objetivas, após o julgamento, pela Banca Examinadora, dos
recursos interpostos pelos candidatos contra os gabaritos oficiais preliminares.

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Núcleo de Computação Eletrônica
Divisão de Concursos

Concurso Público INPI 2008

1 / 5

NCE/UFRJ - Divisão de Concursos

nce-ufrj-2009-inpi-pesquisador-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

                                                                                            

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Núcleo de Computação Eletrônica
Divisão de Concursos

P01- Produtos Farmacêuticos e Químicos

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E B C C D B A E D A E A C C

*

E

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito C B B A D B C A A D

P02- Equipamentos de Indústria Química

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E C D B D D D A A E B D C A C B

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito A A E E D A B C C E

P03- Materiais e Técnicas na Construção Civil

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E C E B C B C A D E A B E D A D

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito E B D B D D C A E C

P04- Embalagens, Equipamentos, Alimentos, Bebidas e afins

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E E C A D C D D B C B B A C B E

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito A B E D A E C A D E

P05- Tecnologia Aplicada à Mecatrônica

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E C D B A B C D D D B B C D B C

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito D B B C E C A D D B

Concurso Público INPI 2008

2 / 5

NCE/UFRJ - Divisão de Concursos

nce-ufrj-2009-inpi-pesquisador-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

                                                                                            

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Núcleo de Computação Eletrônica
Divisão de Concursos

P06- Tecnologia Aplicada à Metalurgia

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E C B B A D A B E A C D C B E A

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito D E B A E B E C C E

P07- Tecnologia Agrícola

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E C A B D C B C D E D C E A C E

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito D A A E B A B E B D

P08- Tecnologia Aplicada a Comunicações

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E C D B C B A B D E E B A C B C

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito E A E B C B A D C C

P09- Tecnologia Aplicada à Eletrônica e Computação

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E B C A C B C A C E A B B C A E

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito E B C A C B

*

D E C

P10- Componentes, Equipamentos e Instalações Elétricas

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E B D C B C

*

E C B E E A B C D

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito D E B A A D D B A E

Concurso Público INPI 2008

3 / 5

NCE/UFRJ - Divisão de Concursos

nce-ufrj-2009-inpi-pesquisador-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

                                                                                            

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Núcleo de Computação Eletrônica
Divisão de Concursos

P11- Física

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E C B D C A D D B C D C C C A B

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito B D B B E D A E E D

P12- Componentes, Máquinas, Equipamentos e Sistemas Industriais

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E E A D A D E A B A A A C E E B

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito D B B E D B A C B D

P13- Desenho Industrial

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E B E D C B E D E B B C A D B D

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito B D A D B E D A E C

P14- Produção Industrial

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E A E D A C E D A B D A C E D C

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito B E C C B A C A E B

P15- Arquitetura

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E C E A D B E A D B C B E A C E

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito D B

*

E A B C E A D

Concurso Público INPI 2008

4 / 5

NCE/UFRJ - Divisão de Concursos

nce-ufrj-2009-inpi-pesquisador-arquitetura-gabarito.pdf-html.html

                                                                                            

Universidade Federal do Rio de Janeiro
Núcleo de Computação Eletrônica
Divisão de Concursos

P16- Relações Internacionais

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E B E D C B C A A E A D A C D D

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito E D C A C B B A E C

P17- Biologia

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E C A C B A B E D C A B E D A

*

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito

*

C E B B E E B A D

P18- Administração

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E C D D A C B B D E B D E A E A

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito C C A E C B C A C D

P19- Economia

Questão

1

2

3

4

5

6

7

8

9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

Gabarito C A D A E C E D E B A A D E A E E A C B

Questão 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

Gabarito C A E B E C E C B A

*

A D C B E D C B B

Questão 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

Gabarito C C E B D C B E B D

As questões assinaladas com ' ' (asterisco) foram anuladas.

Rio de Janeiro, 09 de fevereiro de 2009.

Divisão de Concursos

NCE/UFRJ

Av. Athos da Silveira Ramos, s/n - CCMN - Bl. C - Cidade Universitária - Caixa Posta 2324

CEP: 21941-590 - Rio de Janeiro - Tel.: (21) 2598-3333 - Fax: (21) 2270-8554

Concurso Público INPI 2008

5 / 5

NCE/UFRJ - Divisão de Concursos

Prova

nce-ufrj-2009-inpi-pesquisador-arquitetura-prova.pdf-html.html

Arquitetura

P15

INSTRUÇÕES

1.  Você recebeu do Fiscal:

a) Este 

Caderno de Questões contendo 2 (duas) questões da Prova Discursiva e 50 (cinquenta) questões de múltipla escolha

da

 Prova Objetiva;

b) Um 

Cartão de Respostas da Prova Objetiva, personalizado, para efetuar a marcação das respostas da Prova Objetiva;

c) Uma 

Folha de Respostas da Prova Discursiva, personalizada, para escrever as respostas da Prova Discursiva.

2. 

Verifique se o cargo especificado no topo da capa deste 

Caderno de Questões corresponde ao cargo no qual você está inscrito

e que consta do seu 

Cartão de Respostas da Prova Objetiva e da Folha de Respostas da Prova Discursiva. Caso não

corresponda, peça imediatamente para o Fiscal trocar o seu 

Caderno de Questões.

3.  Verifique se os seus dados pessoais estão corretos tanto no seu 

Cartão de Respostas da Prova Objetiva como na sua Folha

de Respostas da Prova Discursiva. Caso haja necessidade, solicite ao Fiscal para anotar as devidas correções na Ata de
Aplicação de Prova de sua sala.

4.  Transcreva a frase abaixo, 

utilizando letra cursiva, no espaço reservado no canto superior direito do seu Cartão de Respostas

da Prova Objetiva.

“A simplicidade é o último degrau da sabedoria.”

                                        

Khalil Gibran - escritor e filósofo libanês (1883-1931)

5.  Assine o seu 

Cartão de Respostas da Prova Objetiva no local apropriado para tal.

6.  O seu 

Cartão de Respostas da Prova Objetiva não pode ser dobrado, amassado, rasurado, manchado ou conter qualquer

registro fora dos locais destinados às respostas.

7.  Leia atentamente cada questão da 

Prova Objetiva e assinale no seu 

Cartão de Respostas da Prova Objetiva a alternativa que

mais adequadamente a responde.

8.  A maneira correta de assinalar as respostas no seu 

Cartão de Respostas da Prova Objetiva é cobrindo, fortemente, com

caneta esferográfica azul ou preta, todo o espaço a elas correspondente, conforme o exemplo a seguir:

9.  Efetue a desidentificação da sua 

Folha de Respostas da Prova Discursiva. Tomando como referência a linha pontilhada,

destaque a parte inferior da folha, onde estão contidos os seus dados pessoais, e guarde-a consigo.

10. 

Folha de Respostas da Prova Discursiva não pode ser dobrada, amassada, manchada, rasgada ou conter qualquer forma de

identificação do candidato.

11.  Somente será objeto de correção da 

Prova Discursiva o que estiver contido na Folha de Respostas da Prova Discursiva, não

sendo considerado o que estiver escrito na folha de rascunho da prova discursiva existente no 

Caderno de Questões. Utilize

caneta esferográfica azul ou preta para escrever as suas respostas na Folha de Respostas da Prova Discursiva.

12.  Você dispõe de 5:00 (cinco) horas para responder às 

Provas Objetiva e Discursiva.

 

Esse tempo inclui a marcação das

respostas da Prova Objetiva no Cartão de Respostas da Prova Objetiva e a escrita das respostas da Prova Discursiva
na Folha de Respostas da Prova Discursiva
.

13. Após o início da prova será efetuada a coleta da impressão digital de cada candidato.
14. Você só poderá se 

retirar da sala e deixar o local de prova

 depois de decorrida no mínimo 

1:00 (uma) hora de prova.

 E

ste 

Caderno

de Questões, o seu Cartão de Respostas da Prova Objetiva e a sua Folha de Respostas da Prova Discursiva deverão ser
obrigatoriamente 

devolvidos ao Fiscal

.

15.  Você só poderá levar este 

Caderno de Questões depois de decorridas no mínimo 4:00 (quatro) horas de prova, desde que

permaneça em sala até este momento. 

O seu 

Cartão de Respostas da Prova Objetiva e a sua Folha de Respostas da Prova

Discursiva deverão ser obrigatoriamente devolvidos ao Fiscal.

16.  Os 3 (três) últimos candidatos só poderão ser liberados juntos.
17. Lembre-se de solicitar ao Fiscal a devolução do seu documento de identidade quando do momento de sua saída da sala de prova.

Lembre-se, também, de apanhar seus pertences.

18.  Caso você necessite de algum esclarecimento, solicite ao Fiscal a presença do 

responsável pelo local de aplicação da prova.

19. Ao ser autorizado o início da prova, verifique se a paginação deste 

Caderno de Questões e a numeração das questões estão corretas.

CRONOGRAMA

Divulgação, na página do Concurso na Internet, do gabarito oficial preliminar da Prova Objetiva

26/01/2009

Prazo para interposição, na página do Concurso na Internet, de recurso contra o gabarito oficial

preliminar da Prova Objetiva

Divulgação, na página do Concurso na Internet, do gabarito oficial final da Prova Objetiva

09/02/2009

Página do Concurso na Internet: www.nce.ufrj.br/concursos

27/01/2009 e 28/01/2009

A

C

D

E

nce-ufrj-2009-inpi-pesquisador-arquitetura-prova.pdf-html.html

Concurso Público/2009

2

LÍNGUA PORTUGUESA

TEXTO

DO JEITO QUE ESTÁ, NÃO DÁ PARA FICAR

             Superinteressante

A atual crise financeira global vem tirando o

sono de muita gente - de trabalhadores angustiados
com o fantasma do desemprego a investidores que
amargam prejuízos com a queda da bolsa de valores,
de empresários que estão arrancando os cabelos por
causa da diminuição de seus lucros a governantes
preocupados com a ameaça da recessão. Esse cenário
sombrio, no entanto, é uma excelente oportunidade
para as pessoas refletirem sobre as armadilhas do
atual modelo econômico, baseado na busca
obsessiva do crescimento. É o que é dito pelo
matemático e filósofo inglês Tim Jackson, professor
de desenvolvimento sustentável da Universidade de
Surrey, na região de Londres. Para Jackson - um
estudioso das relações entre no estilo de vida e o
ambiente -, se a economia mundial continuar a crescer
no mesmo ritmo dos últimos anos, será impossível
garantir a sustentabilidade das próximas gerações.
Segundo ele, a atitude mais sensata que cada um de
nós pode adotar para um mundo mais sustentável é
comprar menos - já que as medidas adotadas até
agora têm sido insuficientes para neutralizar as
emissões de gases que causam o efeito estufa.
“Acreditar que as emissões vão diminuir enquanto a
economia continuar crescendo sem limites é a receita
do desastre”, afirma Jackson.

1 - A estruturação do texto acima se apóia no seguinte
esquema:

(A) apresentação de um conjunto de opiniões seguido de

críticas às posições citadas;

(B) exposição de uma opinião alheia em discurso indireto,

com algumas citações;

(C) defesa de uma opinião pessoal, apoiada em citações de

um especialista;

(D) citação de críticas pessoais e alheias, acompanhada de

testemunhos de autoridade;

(E) discussão sobre opiniões opostas, acompanhada de

argumentos.

2 - Leia o trecho que segue:

“...de trabalhadores angustiados com o fantasma do
desemprego a investidores que amargam prejuízos com a
queda da bolsa de valores, de empresários que estão
arrancando os cabelos por causa da diminuição de seus lucros
a governantes preocupados com a ameaça da recessão.”.

Esse segmento do texto poderia ser o desenvolvimento do
seguinte sintagma:

(A) crise global;
(B) modelo econômico;
(C) desenvolvimento sustentável;
(D) efeito estufa;
(E)  economia mundial.

3 - O título do texto pode ser definido como:

(A) um resumo de tudo o que nele é afirmado;
(B) uma crítica às palavras do matemático e filósofo inglês;
(C) um elogio às posições defendidas por Tim Jackson;
(D) uma conclusão do que é constatado no texto;
(E) uma explicação das palavras do matemático inglês.

4 - Para construir coesão no texto, muitas palavras se referem
a termos anteriores, repetindo-os; a alternativa em que o
referente do termo sublinhado está corretamente
identificado é:

(A) “A atual crise financeira vem tirando sono de muita

gente...” - trabalhadores, investidores, empresários,
governantes;

(B) “...que estão arrancando os cabelos...” - muita gente;
(C) “...por causa da diminuição de seus lucros...” -

trabalhadores;

(D) “Esse cenário sombrio, no entanto,...” - ameaça de recessão;
(E) “...É o que diz o matemático e filósofo inglês Tim

Jackson...” - professor de desenvolvimento sustentável.

5 - Entre as palavras sublinhadas abaixo, aquela que
pertence à classe das conjunções é:

(A) “A atual crise financeira global vem tirando o sono de

muita gente...”;

(B) “...de trabalhadores angustiados com o fantasma do

desemprego...”;

(C) “...uma excelente oportunidade para as pessoas

refletirem...”;

(D) “...um estudioso das relações entre o estilo de vida e o

ambiente...”;

(E) “...as emissões vão continuar enquanto a economia

continuar crescendo...”.

6 - As duas palavras do texto que foram criadas pelo mesmo
processo de formação são:

(A) financeira - impossível;
(B) global - ameaça;
(C) trabalhadores - empresários;
(D) governantes - busca;
(E) próximas - gerações.

nce-ufrj-2009-inpi-pesquisador-arquitetura-prova.pdf-html.html

3

Concurso Público/2009

7 - O segmento do texto que mostra um aspecto da crise
financeira global qualitativamente diferente dos demais é:

(A) “trabalhadores angustiados com o fantasma do

desemprego”;

(B) “investidores que amargam prejuízos”;
(C) “empresários que estão arrancando os cabelos por causa

da diminuição dos seus lucros”;

(D) “governantes preocupados com a ameaça de recessão”;
(E) “será impossível garantir a sustentabilidade das

próximas gerações”.

8 - O termo sublinhado que indica um elemento que funciona
como paciente do termo anterior é:

(A) “o sono de muita gente”;
(B) “queda da bolsa de valores”;
(C) “região de Londres”;
(D) “emissões de gases”;
(E) “sustentabilidade das próximas gerações”.

9 - O significado correto do termo sublinhado é indicado
em:

(A) “Segundo ele, a atitude mais sensata...” - ordem na

seqûência;

(B) “Esse cenário sombrio, no entanto, ...” - explicação;
(C) “Para Jackson - um estudioso...” - direção;
(D) “...trabalhadores angustiados com o fantasma do

desemprego...” - companhia;

(E) “...vão diminuir enquanto a economia...” -

simultaneidade.

10 - A frase abaixo que se encontra na voz passiva é:

(A) “A atual crise financeira vem tirando o sono de muita

gente...”;

(B) “É o que é dito pelo matemático e filósofo inglês...”;
(C) “...as medidas adotadas até agora têm sido

insuficientes...”;

(D) “...será impossível garantir a sustentabilidade das

próximas gerações”;

(E) “....que cada um de nós pode adotar...”

LÍNGUA INGLESA

TEXT ONE

Where the Traffic Median Is a No-Pilates Zone

By JENNIFER STEINHAUER

(1) SANTA MONICA, Calif. — From his squad car on a sun-
drenched corner, Lemont Davis, a Santa Monica park ranger,
spotted the perpetrator: white male, 40 to 45 years old, feet
pressed against palm tree, legs fully extended in situp position.

(2) Mr. Davis strode from his vehicle, stopping just feet from the
wide traffic median where Kieran Clarke was clearly breaking the
law. “Sorry, sir,” he said, “I need to inform you that this area is for
walking and jogging only.” Mr. Clarke, who had been working
his abdominals, stood up and quietly walked away.

(3) That warning the other day was among hundreds that have
been issued in a culturally tumultuous crackdown by Santa
Monica officials against violators of a city ordinance, rarely
enforced till now, that bars congregating on traffic medians.

(4) The target is increasingly loud, littering and generally
intrusive groups of exercisers who gather from dawn until
dusk along the Fourth Street median. The ocean view, the
air and for some the architectural spectacle have
transformed the area into a huge outdoor gym rimmed by
multimillion-dollar homes.

(5) In the last six months, park rangers, dispatched by the
Santa Monica Police Department in response to complaining
neighbors, have stationed themselves on the corner of
Fourth Street and Adelaide Drive during much of the day, at
the ready to break up any unauthorized kickboxing. “I agree
with the residents that they should not be rousted out of
bed by a professional gym instructor at 6 in the morning
saying, ‘One, two, three, four!’ ” said Bobby Shriver, a Santa
Monica city councilman (“Recently re-elected with an even
greater margin than I won by last time!”), who lives on
Adelaide Drive but says he did not request the enforcement.

(6) Since the patrols began, the city has issued eight
citations for the flouting of the median law — the fine is
$158 — and has given warnings, which are generally heeded,
to about 600 people a month.

(7) “Most people will comply,” said Mr. Davis, the park ranger.

(8) Naturally a fair share of exercisers are unhappy with the
new enforcement, and at a recent City Council meeting,
officials batted the matter around: Would the law withstand
legal challenges? What constitutes too “early” to be awoken
by whistles? But there was no resolution.

nce-ufrj-2009-inpi-pesquisador-arquitetura-prova.pdf-html.html

Concurso Público/2009

4

(9) Now a community meeting to address median use is set
for Jan. 8, “just to see if we can’t get some common-sense
solutions,” said Kate Vernez, assistant to the city manager.

(10) “What we are trying to do,” Ms. Vernez said, “is mediate
between residents who have seen an uptick in use of the
median, with pickup gyms and the like, and the exercisers.”

(11) James Birch, a music executive from the neighborhood,
is among those Santa Monicans who have not taken well to
enforcement of the law, which was passed in the 1970s and,
it is believed, was intended to keep vagrants away.

(12) “They let me do it for about three minutes,” said Mr.
Birch, 63, “and then came over and said: ‘If you continue
doing this, I will arrest you. It’s not allowed here.’”

(13) Though he was arrested, he said, the officers did not
handcuff him, to his chagrin. “I asked them to,” he said.
“But they found out they could only do what was
procedurally appropriate.”

(14) He did get a ticket, though, and now awaits his day in court.

(15) “I just want to go and do my push-ups and situps that
I have been doing for 15 minutes three times a week for the
last 15 years,” he said.

http://www.nytimes.com/(adapted)

11 - The excerpt below that best explains the title of the article is:

(A)  “Mr. Davis strode from his vehicle, stopping just feet

from the wide traffic median where Kieran Clarke was
clearly breaking the law. “Sorry, sir,” he said, “I need
to inform you that this area is for walking and jogging
only.” Mr. Clarke, who had been working his
abdominals, stood up and quietly walked away.” 
(p. 2);

(B) “The target is increasingly loud, littering and generally

intrusive groups of exercisers who gather from dawn
until dusk along the Fourth Street median. The ocean
view, the air and for some the architectural spectacle
have transformed the area into a huge outdoor gym
rimmed by multimillion-dollar homes.” 
(p. 4);

(C)  “Since the patrols began, the city has issued eight

citations for the flouting of the median law — the fine is
$158 — and has given warnings, which are generally
heeded, to about 600 people a month.” 
(p. 6);

(D) “Now a community meeting to address median use is

set for Jan. 8, “just to see if we can’t get some common-
sense solutions,” said Kate Vernez, assistant to the
city manager.´ 
(p. 9);

(E) “Though he was arrested, he said, the officers did not

handcuff him, to his chagrin. “I asked them to,” he
said. “But they found out they could only do what was
procedurally appropriate.”  
(p.13)

12 - One inference that can be made from the text is:

(A) crowds exercise throughout the day;
(B) exercises have always been banned from public places;
(C) the park rangers are against the huge outdoor gym;
(D) the local community is sure the law is fair;
(E) local exercisers are happy with the new enforcement.

13 - “False friends” are pairs of words that look and sound
similar but have different meanings. The option that
contains an example of a false friend is:

(A) extended (p. 1);
(B) tumultuous (p.3);
(C) margin (p.5);
(D) council (p. 8);
(E) appropriate (p.13);

14 - Read the sentence below.

“Since the patrols began, the city has issued eight
citations for the flouting of the median law — the
fine is $158 — and has given warnings, which are
generally heeded, to about 600 people a month.”

The pronoun “which” refers to:

(A) the patrols;
(B) citations;
(C) fine;
(D) law;
(E) warnings.

15 - The word “comply”   in paragraph 7 means:

(A) obey;
(B) oppose;
(C) reject;
(D) decline;
(E) resist.

16 - The word “though” in paragraph 13 indicates:

(A) cause;
(B) purpose;
(C) restriction;
(D) comparison;
(E) contrast.

nce-ufrj-2009-inpi-pesquisador-arquitetura-prova.pdf-html.html

5

Concurso Público/2009

TEXT TWO

The paragraph below was taken from the “Perspectives”
section of Newsweek. Read it and answer the questions
that follow.

“I am beginning to get fed up with the amount of
nonsensical rubbish I take all day and every day. If one
more (New Zealand) child asks me what it’s like to be a
prince, I shall go demented… Will you visit me when they
strap me in a white apron and deposit me in some
institution”?

England’s Prince Charles, in a letter to friends during a
1981 tour to the southern hemisphere. The letter was part
of a collection of Charles’ private writings released by
The Guardian last week in honour of his 60

th

 birthday.

17 - In the text above, the phrasal verb “to get fed up with”
means:

(A) nourished;
(B) exhausted;
(C) experienced;
(D) distracted;
(E) annoyed.

18 - The word “nonsensical” in “I am beginning to get fed
up with the amount of nonsensical rubbish I take all day
and every day”
  means:

(A) silly;
(B) untrue;
(C) impossible;
(D) uninteresting;
(E) insensitive.

19 - The word “if” in “If one more  (New Zealand) child
asks me what it’s like to be a prince, I shall go demented
…” 
, introduces an idea of:

(A) time;
(B) concession;
(C) condition;
(D) result;
(E) determination.

20 - After reading Prince Charles’ words, one can infer that:

(A) the Prince is considered to be a lunatic by a child;
(B) the Prince is sick and tired of the questions he’s been asked;
(C) the Prince is surely going demented and knows that;
(D) the Prince doesn’t want to be a prince anymore;
(E) the Prince wants his friend to go on a tour to the southern

hemisphere.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

21- Alem de regular os direitos e obrigações relativos à
propriedade industrial das pessoas físicas e jurídicas
nacionais, a Lei 9.279 se aplica nos seguintes casos:

(A)  apenas aos nacionais dos países com os quais o Brasil

mantenha um acordo bilateral específico na área da
propriedade industrial;

(B) aos nacionais ou pessoas domiciliadas em qualquer

país;

(C)  aos nacionais ou pessoas domiciliadas em países que

assegurem aos brasileiros ou pessoas domiciliadas no
Brasil a reciprocidade de direitos iguais ou equivalentes;

(D) apenas às pessoas físicas e jurídicas domiciliadas em

países membros do  Mercosul;

(E) às empresas que tenham o controle de capital brasileiro

e sejam  domiciliadas em países com os quais o Brasil
mantenha relações diplomáticas.

22 - Para os efeitos da Lei de Propriedade Industrial
Desenho Industrial” é:

(A) a forma plástica ornamental de um objeto ou o conjunto

ornamental de linhas e cores que possa ser aplicado a
um produto, proporcionando resultado visual novo e
original na sua configuração externa e que possa servir
de tipo de fabricação industrial;

(B) os desenhos técnicos, sejam eles elaborados  por meios

gráficos ou digitais, de objetos que possam ser
fabricados industrialmente;

(C) os desenhos técnicos de objetos protegidos por

patentes de invenção que se destinem a orientar a sua
fabricação  industrial;

(D) a forma plástica ornamental de um objeto protegido por

patente de invenção ou de modelo de utilidade;

(E) os desenhos técnicos de objetos protegidos por

patentes de invenção ou de modelo de utilidade que se
destinem a orientar a sua fabricação  industrial.

23 - No Brasil, a marca notoriamente conhecida em seu ramo
de atividade nos termos do art. 6º bis (I), da Convenção da
União de Paris para Proteção da Propriedade Industrial, goza
de proteção especial na seguinte circunstância:

(A) pelo prazo de noventa e nove anos;
(B) por prazo indeterminado;
(C) pelo prazo de cinqüenta anos;
(D) em todos os países membros do Mercosul, de forma

automática;

(E) independentemente de estar previamente depositada

ou registrada no país.

nce-ufrj-2009-inpi-pesquisador-arquitetura-prova.pdf-html.html

Concurso Público/2009

6

24 -  De acordo com a legislação da propriedade industrial,
constitui Indicação Geográfica a indicação de procedência
ou a denominação de origem. Considera-se indicação de
procedência o nome geográfico de país, cidade, região ou
localidade de seu território, que se tenha tornado conhecido
como centro de extração, produção ou fabricação de
determinado produto ou de prestação de determinado
serviço. Considera-se denominação de origem o nome
geográfico de país, cidade, região ou localidade de seu
território, que designe produto ou serviço cujas qualidades
ou características se devam exclusiva ou essencialmente
ao meio geográfico, incluídos fatores naturais e humanos.

O uso da indicação geográfica nessas duas modalidades é
restrito aos seguintes produtores e prestadores de serviços:

(A) associados a uma mesma entidade;
(B) estabelecidos no local;
(C) que tenham registrado uma marca coletiva;
(D) que sejam reconhecidos internacionalmente;
(E) cadastrados no INMETRO - Instituto Nacional de

Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial.

25 -  Um Desenho Industrial é considerado novo quando
não compreendido no estado da técnica, que é constituído
por tudo aquilo  tornado acessível ao público antes da data
de depósito do pedido de registro.  A  legislação brasileira
estabelece, porém, que não será considerado como incluído
no estado da técnica  o conteúdo divulgado pelo próprio
autor, desde que a divulgação tenha sido feita dentro de um
limite de tempo que preceda a data de depósito ou a da
prioridade reivindicada. Este limite de tempo é de:

(A)  cinco dias úteis;
(B)  trinta dias;
(C)  noventa dias;
(D)  cento e vinte dias;
(E)  cento e oitenta dias.

26 - Segundo a NBR 13531/1995, um exemplo de  produto
constituído por conjunto de elementos definidos e
articulados em conformidade com os princípios e as técnicas
da arquitetura e da engenharia para, ao integrar a
urbanização, desempenhar determinadas funções ambientais
em níveis adequados, é o (a):

(A) cidade;
(B) fundação;
(C) teatro;
(D) cobertura;
(E) bairro.

27 - Segundo a NBR 9050, os sanitários para utilização de
pessoas portadoras de necessidades especiais, devem ter
como módulo de referência, a medida padrão de uma cadeira
de rodas e o diâmetro necessários para a rotação desta a
360º, que devem ter, respectivamente, as dimensões de:

(A) 80cm x 80cm e 1,20m;
(B) 90cm x 1,20m e 1,40m;
(C) 100cm x 120cm e1,60m;
(D) 1,20cm x 1,20cm e 1,50m;
(E ) 80cm x 1,20m e 1,50m.

28 - Nas copas, cozinhas e áreas de serviço, de unidades
residenciais, hotéis, motéis ou similares, devem ser previstos
circuitos independentes de iluminação e tomadas, sempre que os
aparelhos ligados a estes, tenham potência igual ou superior a:

(A) 1500 VA;
(B) 1400 VA;
(C) 1300 VA;
(D) 1200 VA;
(E)  1000 VA.

29 - O concreto leve, fabricado a partir de uma mistura e
cimento e materiais silicosos, da qual resulta a formação
silicato de cálcio, composto químico de elevada porosidade,
grande resistência mecânica e satisfatória estabilidade
dimensional é denominado de concreto:

(A) ciclópico;
(B) simples;
(C) armado;
(D) celular;
(E) protendido.

30 - No que diz respeito ao projeto de Arquitetura e
Urbanismo, visando o conforto térmico, para as regiões de
clima quente seco , é correto afirmar que este projeto deve
contemplar o seguinte aspecto:

A) a malha urbana pode ser direcionada prevendo que as

ruas de maior largura sejam aquelas com direção norte-
sul para aumentar a circulação;

B) as ruas com a direção norte-sul não devem ter um traçado

extenso e reto, mas sim prever praças e desvios de modo
a não canalizar os ventos;

C) as ruas com direção leste-oeste devem ser mais estreitas,

impedindo a passagem de tráfego pesado na maior parte
do tempo;

D) os espaços abertos não devem conter espelhos de água,

chafarizes ou outras soluções semelhantes, para evitar
gastos públicos desnecessários;

E) a vegetação não deve funcionar como barreira aos ventos,

nem permitindo a criação de áreas de bosques e jardins
suspensos.

nce-ufrj-2009-inpi-pesquisador-arquitetura-prova.pdf-html.html

7

Concurso Público/2009

31 - A NBR 6118/2003,  no seu item 13.2 impõe medidas
mínimas para os pilares, cuja menor dimensão deve ser de
19cm. Caso o projeto demande uma dimensão de 12cm,
deve ser usado um coeficiente de segurança adicional
indicado pela Norma, e a seção transversal não deve ser
superior a uma área em cm², equivalente à:

(A) 320;
(B) 330;
(C) 340;
(D) 350;
(E) 360.

32 - Considerando-se a caracterização e a medição da luz, a
densidade de fluxo que chega ao plano de trabalho, é
denominada de:

(A) iluminância;
(B) luxímetro;
(C) espectro;
(D) refletância;
(E) fluxímetro.

33 - Os materiais plásticos do tipo elastômero são produtos
dotados de grande elasticidade. Um exemplo deste tipo de
material é o:

A) PVC;
B) Poliéster;
C) PVA;
D) Neoprene;
E) Náilon.

34 - Uma edificação com a forma de um trapézio retângulo,
medindo  25,00m na base maior, 15,00m na base menor e
12,00m de altura; será construída num terreno cuja área total
é igual a 500,00 m². A taxa de ocupação do terreno será
percentualmente igual a:

A) 35,60;
B) 48,00;
C) 52,80;
D) 56,00;
E)  62,50.

35 - Segundo o Ministério das Cidades, o Plano Diretor é
obrigatório para municípios que apresente a seguinte
característica:

(A) com menos de 20.000 habitantes;
(B) situados em área sem importância ambiental;
(C) com áreas de especial interesse turístico;
(D) situados fora da área de influência de empreendimentos;
(E) integrantes de regiões rurais.

36 - No que diz respeito à Locação da Obra, deve-se checar
o Esquadro do Gabarito, montando um triângulo reto, cujos
lados em cm medem:

A) 1,2 e 3;
B) 3,4 e5;
C) 5,6 e 7;
D) 7,8 e 9;
E) 9,10 e 11.

37 - A média, de uma variável aleatória “X”, é considerada
uma das medidas de tendência central dos valores numa
distribuição estatística.Uma outra medida que tem a maior
probabilidade de ocorrência, é denominada de:

(A) achatamento;
(B) assimetria;
(C) mediana;
(D) percentil;
(E) moda.

38 - Se desejamos decidir se determinado processo é melhor
do que o outro, formulamos a hipótese de que não há
diferença entre os dois processos (isto é, quaisquer
diferenças observadas são devidas à flutuação de
amostragem da mesma população).Tais hipóteses costumam
chamar-se de hipóteses:

(A) nulas;
(B) críticas;
(C) verdadeiras;
(D) alternativas;
(E) iguais.

39 - Podemos classificar uma substância como biodegradável
ou assimilável, quando é passível de decomposição pela
ação de:

(A) detergente industrial;
(B) estações de tratamento;
(C) seres vivos, biologicamente;
(D) produtos minerais;
(E) chuva ácida.

40 - Considerando que falhas na canalização subterrânea, como
recalques ou quebras, são consertadas com muito sacrifício,
quebrando o piso, escavando e ocupando áreas grandes com
terra e sujeira, deve-se prever para os esgotos industrial e
sanitário, nesses casos  respectivamente, tubos de:

(A) alumínio e de concreto armado;
(B) ferro fundido e de PVC;
(C) cobre e de concreto armado ;
(D) aço inoxidável e de concreto armado;
(E) ferro fundido e concreto armado.

nce-ufrj-2009-inpi-pesquisador-arquitetura-prova.pdf-html.html

Concurso Público/2009

8

41 - A empresa é obrigada por Norma a estabelecer nos
canteiros de obras, sistema de sinalização de segurança.
Com relação aos sinais de advertência, quanto ao risco de
radiação e material radioativo, as cores utilizadas para
símbolo, segurança e contraste, são respectivamente:

(A) preta, vermelha e branca;
(B) vermelha, amarela e verde;
(C) branca, azul e branca;
(D) preta, amarela e preta ;
(E) branca, vermelha e verde.

42 - Segundo a NR-9, no item referente ao desenvolvimento
do Programa de Prevenção de Riscos  Ambientais, (PPRA),
consta que este, deverá incluir as seguintes etapas:

(A) prorrogação e repetição dos riscos ambientais ;
(B) estabelecimento de prioridades e metas de avaliação e

controle;

(C) promoção dos riscos e da exposição dos trabalhadores;
(D) cancelamento de medidas de controle e suspensão da

avaliação de sua eficácia;

(E) planejamento mensal e sigilo dos dados quanto aos riscos.

43 - Dentre alguns expoentes dos estilos arquitetônicos, no
Rio de Janeiro, destacam-se o Teatro Municipal, a Escola
de Belas Artes e a Câmara dos Deputados que são exemplos
do estilo arquitetônico denominado de:

(A) Gótico;
(B) Pós-moderno;
(C) Neoclássico;
(D) Contemporâneo;
(E) Renascentista.

44 - Segundo ZEVI, dentre as interpretações da arquitetura, há
um positivismo entre as concepções matemáticas e geométricas
e o o pensamento arquitetônico, resultando na possibilidade
de fixar no plano, um corpo tridimensional.Um exemplo disto
pode ser percebido no período denominado de:

(A) Modernismo ;
(B) École de Paris;
(C) Construtivismo;
(D) Bauhaus;
(E) Renascença.

45 - Como produto do período do pós-guerra, influenciado
pelo cubismo, pelo balé russo, pela Bauhaus e pelas
experiências do Art Nouveau, surgiu uma corrente
racionalista, que expressava um  ritmo vertiginoso das
máquinas e velocidade dos automóveis, conhecida como:

(A) Art Déco;
(B) Moderna;
(C) Cubista;
(D) Contemporânea;
(E) Industrial.

46 - Segundo a Norma ISO 6241-Conceito de Desempenho
aplicado à Qualidade de Projeto, considerando-se o
desempenho das edificações; o número, tamanho, geometria
e inter-relações dos espaços; provisão dos serviços e
equipamentos, bem como flexibilidade, são exigências
relativas ao seguinte aspecto:

(A) conforto higrotérmico ;
(B) adequabilidade a usos específicos;
(C) estabilidade estrutural;
(D) conforto antropodinâmico;
(E) segurança ao uso.

47 - Leia a frase a seguir: “Processo é um conjunto de
atividades predeterminadas desenvolvidas para gerar
produtos/serviços que atendam às necessidades dos
clientes”. A seqüência correta dessas atividades é:

(A) fornecedores–processo-insumos-produtos/serviços-

clientes;

(B) produtos/serviços fornecedores-insumos-processo- -

clientes;

(C) fornecedores-insumos-processo-produtos/serviços-

clientes;

(D) clientes fornecedores-insumos-processo-produtos/

serviços;

(E) processo fornecedores-insumos- -produtos/serviços-

clientes.

48 -  Os princípios básicos conhecidos como “construção
sobre colunas ou pilotis”, “independência total entre a
estrutura e a parede” e “construção de terraços ajardinados”
revelam o espírito revolucionário do(a) arquiteto(a)
denominado(a):

(A) Lina Bo Bardi;
(B) Frank Loyd Wright;
(C) Walter Gropius;
(D) Bruno Zevi;
(E) Le Corbusier.

49 - Dentre os documentos relacionados a seguir, que
deverão ser encaminhados ao órgão competente do
município, para aprovação do projeto de arquitetura e
outorga de licença para construção, aquele que diz respeito
exclusivamente ao profissional responsável pela obra é:

(A) anotação de Responsabilidade Técnica;
(B) cópia do Registro de Imóveis;
(C) laudo de Exigências do Corpo de Bombeiros;
(D) cópia do projeto Arquitetônico;
(E) cópia do Carnê do IPTU, em dia.

nce-ufrj-2009-inpi-pesquisador-arquitetura-prova.pdf-html.html

9

Concurso Público/2009

50 - As fachadas representadas nas figuras 1 e 2 abaixo são,
respectivamente, a vista de frente e a vista lateral esquerda
de uma edificação, que em geometria descritiva
correspondem à projeção no plano vertical (fig. 1) e de perfil
(fig. 2).

fig. 1 – projeção no

fig. 2 – projeção no

              plano vertical

              plano de perfil

Neste caso, a linha que representa a cumeeira do telhado
é classificada como uma reta, denominada:

(A) frontal ;
(B) horizontal;
(C) qualquer;
(D) de topo;
(E) fronto-horizontal.

QUESTÕES DISCURSIVAS

QUESTÃO1
A NBR 13532/1995, fixa as condições exigíveis para a
elaboração de projetos de arquitetura, para a construção
de edificações.

1a) Esta Norma é aplicável aos serviços técnicos de obras
conforme as classes (ou categorias) de intervenções
correntes, para edificações novas e edificações existentes.

Citar as 3 (três) classes de intervenções correntes para as
edificações novas:

1b) De acordo com a NBR 13532/1995, a execução da
atividade técnica do Projeto de Arquitetura, está dividida
em 08 (oito) etapas, sendo uma delas opcional.

Citar as 08 (oito) etapas e identificar a etapa  opcional,
conforme a referida Norma:

QUESTÃO2
A NBR 9050/2004, estabelece critérios e parâmetros técnicos
a serem observados, quando do projeto,construção,
instalação e adaptação das edificações, mobiliário, espaços
e equipamentos urbanos às condições de acessibilidade.

Definir os termos abaixo, de acordo com a    referida Norma.

Espaço Adaptável:

Mobiliário Adequado:

Desenho Universal:

Rota Acessível:

Tecnologia Assistiva:

nce-ufrj-2009-inpi-pesquisador-arquitetura-prova.pdf-html.html

    INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Núcleo de Computação Eletrônica
Divisão de Concursos

Endereço: Av. Athos da Silveira Ramos, 274 - Ed. do CCMN, Bloco C e E

Ilha do Fundão - Cidade Universitária - Rio de Janeiro/RJ

Caixa Postal: 2324 - CEP 20010-974
Central de Atendimento: (21) 2598-3333
Informações:  Dias úteis, de 8 h às 17 h (horário de Brasília)
Site: 

www.nce.ufrj.br

/concursos

Email: concursocvm08@nce.ufrj.br